relatório do 5º fórum nacional de museus

Download Relatório do 5º Fórum Nacional de Museus

Post on 08-Jan-2017

233 views

Category:

Documents

11 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • RELATRIO DO

    Petrpolis - 19 a 23 de novembro de 2012

  • 2 Relatrio do 5 FNM - Programao

    Petrpolis - 19 a 23 de novembro de 2012

  • PRESIDENTE DA REPBLICA

    Dilma Rousseff

    MINISTRA DA CULTURA

    Marta Suplicy

    PRESIDENTE DO IBRAM

    Angelo Oswaldo de Arajo Santos

    DIRETORA DO DEPARTAMENTO DE DIFUSO, FOMENTO E ECONOMIA DE MUSEUS

    Eneida Braga Rocha de Lemos

    DIRETOR DO DEPARTAMENTO DE PROCESSOS MUSEAIS

    Joo Luiz Domingues Barbosa

    DIRETOR INTERINO DO DEPARTAMENTO DE PLANEJAMENTO E GESTO INTERNA

    Emerson Jos de Almeida Santos

    COORDENADORA GERAL DE SISTEMAS DE INFORMAO MUSEAL

    Rose Moreira de Miranda

    PROCURADORA-CHEFE

    Eliana Alves de Almeida Sartori

    SBN Quadra 02, Bloco N, Edifcio CNC III

    Braslia/DF

    CEP: 70040-904

    55 61 3521.4215

    www.museus.gov.br

    F692 Frum Nacional de Museus (5. : 2012: Petroplis, RJ) 40 anos da Mesa de Santiago do Chile : entre o idealismo e a contemporaneidade: relatrio. Braslia, DF: Ibram, 2014. 324 p. : il ; 23 cm

    ISBN: 978-85-63078-38-4

    1. Museus. 2. Frum - debates. 3. Instituto Brasileiro de Museus. I. Ttulo. II. Ttulo: Entre o idealismo e a contemporaneidade.

    CDD 069

    SUMRIO

    8 Introduo

    10 Apresentao

    13 Programao

    23 Abertura Oficial

    27 Homenagem, Lanamento e Obliterao

    33 Conferncias34 I 40 anos da Mesa Redonda de Santiago/Chile (1972) Entre o idealismo e a contemporaneidade

    Paula Assuno dos Santos, Maria Clia Teixeira Moura Santos e Tereza C. Moetta Scheiner

    60 II Museus no sculo 21: prticas e ferramentas de desenvolvimento social The social role of museums: a European perspectiveMargherita Sani Cambio cultural dentro del nuevo modelo de desarrollo en Ecuador: el caso de la construccin de la poltica pblica de museosIvette Celi Piedra Advancing the Social Role of MuseumsDean Georges Phelus

    84 III Homenagem aos 40 anos da mesa de Santiago do ChileHugues de Varine

  • 89 Painis90 I A importncia das informaes para a construo das polticas pblicas culturais92 II Museu e desenvolvimento humano: narrativas mltiplas94 III O que estaremos comemorando nos 50 anos da Mesa Redonda de Santiago/Chile?

    96 IV Memrias em movimentos 98 V Desafios de integrao supranacional da Agenda da Mesa Redonda de Santiago/Chile (1972)

    100 VI Patrimnio Museolgico em risco e seus desafios 102 VII Acervos e colees: entre o pblico e o privado104 VIII Os museus no desenvolvimento do imaginrio cultural das cidades

    107 Grupos de Trabalho111 I Arquivos e Bibliotecas de Museus116 II Documentao 119 III Promoo e Dinmicas Culturais122 IV Gesto e Sustentabilidade127 V Expografia e Arquitetura 130 VI Gesto de Risco ao Patrimnio Museolgico137 VII Ao Educativa140 VIII Formao, Capacitao e Pesquisa

    143 Ementas dos Minicursos144 I Plano Museolgico145 II Elaborao de Projetos e Fomento para a rea Museolgica146 III Gesto de Risco ao Patrimnio Museolgico147 IV Ao Educativa e Museologia Social148 V Gesto e Conservao de Acervos149 VI Museus e Turismo150 VII Gesto e Documentao de Acervos151 VIII Comunicao e Redes Sociais em Museus

    153 Comunicaes Coordenadas155 Apresentaes Orais211 Psteres

    275 Encontro Nacional dos Pontos de Memria

    279 Reunies Paralelas 280 Reunio do Conselho Consultivo do Patrimnio Museolgico283 V Encontro da Rede de Professores Universitrios do Campo de Museologia285 Reunio de Sistemas e Redes de Museus Estaduais291 Reunio do Conselho Internacional de Museus ICOM293 Ata do Encontro Nacional de Estudantes de Museologia ENEMU295 Reunio da Rede de Educadores em Museus REM

    297 Programao Paralela298 Mesa de Autgrafo do livro: As Razes do Futuro Hugues de Varine299 Mostra de Artesanato local300 Espao Conhecendo Museus301 Espao Fundao Roberto Marinho302 Exposio: Educao museal a servio da diversidade cultural e da memria social: Prmio Darcy Ribeiro e Banco Ibero-Americano de Boas Prticas em Educao e Museus

    303 Exposio: Dcada do Patrimnio Museolgico 2012-2022 304 Estandes comerciais e institucionais

    305 Votao de Representantes para o CNPC

    309 Anexos310 Carta Aberta do Encontro Nacional de Estudantes de Museologia (ENEMU)312 Portaria da Comisso Organizadora do Frum

    316 Expediente

  • 8 9Relatrio do 5 FNM - Introduo Introduo - Relatrio do 5 FNM

    O Relatrio do 5 Frum Nacional de Museus, realizado em Petrpolis, em 2012, apresenta um balano dos estudos e debates nele desenvolvidos, tendo por motivao central o quadragsimo aniversrio da Mesa Redonda de Santiago do Chile. Promovida pelo ICOM, sob a direo do muselogo francs Hugues de Varine, pioneiro dos ecomuseus, a reunio de 1972 representou a grande tomada de conscincia do campo museal quanto aos novos caminhos da chamada museologia social.

    De Varine esteve em Petrpolis para dar, em Conferncia especial em homenagem aos 40 anos da Mesa de Santiago, o seu testemunho sobre aquele marco inaugural e os avanos registrados ao longo das quatro dcadas, compondo, assim, uma sntese do prprio evento. Estudiosos e especialistas de vrios pases trouxeram contri-buio valiosa para a aferio do processo evolutivo da funo social dos museus, dos resultados colhidos por meio de experincias singulares e das perspectivas que se abrem no tempo atual. Os temas da diversidade cultural e da memria social, as estratgias das polticas pblicas e as iniciativas ligadas gesto das instituies museolgicas enriqueceram a pauta de painis e a atividade dos grupos de trabalho.

    Dois anos depois, no contexto do 6 Frum Nacional de Museus, estimulante acolher este Relatrio como um instrumento de apoio aos avanos e conquistas que desejamos sinalizar em Belm do Par. Miramos o futuro. A recente Carta de Siena, que acende novas luzes sobre museus e paisagens culturais, com vistas ao congresso mundial do ICOM, em Milo, em 2016, uma das balizas dos itinerrios que adentram o primeiro sculo do milnio. Na bela capital paraense, queremos convergir nossas energias para as transformaes a serem empre-endidas pelos museus brasileiros, em consonncia com a comunidade internacional.

    Introduo

    Balano de Petrpolis, entre Santiago e Belm

    Introduo

    Em carta que me enviou recentemente, Hugues de Varine enfatiza o inte-resse com que se acompanha, na Europa, o desenvolvimento dos museus comunitrios brasileiros, como pontos referenciais da museologia com a qual se sonhava ao tempo de Santiago do Chile. A capacitao dos cida-dos para valorizarem o seu patrimnio vivo est na essncia de tais inicia-tivas, e preciso que elas se multipliquem e se fortaleam. Mas a verdade que todo museu tem, mais do que a funo, uma misso social.

    Angelo Oswaldo de Arajo SantosPresidente do Ibram

    Da porque desejamos museus criativos, na linha da instigante proposta que nos traz Amaznia, em busca de rumos, ferramentas e programas que nos permitam incentivar os museus a buscarem novas dimenses, no contexto da vida social e no universo da cultura. Que todos eles se tornem um campo frtil para a semeadura do novo e a colheita generosa de expresses inditas de conceitos museolgicos sintonizados com a sociedade do amanh.

  • 10 11Relatrio do 5 FNM - Apresentao Apresentao - Relatrio do 5 FNM

    O 5 Frum Nacional de Museus, com o tema 40 anos da Mesa de Santiago do Chile: entre o idealismo e a contemporaneidade, realizado em Petrpolis, cidade serrana do Estado do Rio de Janeiro, que sedia um dos museus mais visitados do Brasil, o Museu Imperial, resultado de um amplo trabalho, que envolveu servidores do Ibram, especialistas, convidados, estudantes, autoridades e representantes do campo museal.

    Realizado em parceria com a Associao Brasileira de Museus ABM e patrocinado pela Petrobras, por meio da Lei Federal de Incentivo Cultura, representou a oportunidade de encontro e ampla discusso de temas atuais e rumos da Poltica Nacional de Museus.

    A sesso de abertura, no dia 19 de novembro, contou com a presena da Diretoria Colegiada do Ibram e de autoridades representadas pelo Presidente da Associao Brasileira de Museologia/ABM, Antonio Carlos Pinto Vieira; pela Superintendente de Museus da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro, Mariana Vrzea; pela Presidente do Comit Brasileiro do Conselho Internacional de Museus/ICOM, Maria Ignez Franco Montovani; pela Presidente do Movimento Internacional para a Nova Museologia MINON, Paula Assuno dos Santos; pelo Conselho Federal de Museologia COFEM, Eliene Dourado Bina; pelo Gerente de Patrocnios da Petrobrs, Srgio Carvalho Bandeira de Mello, entre outros.

    Apresentao

    Apresentao

    Na ocasio, o Curso de Museologia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro UNIRIO recebeu homenagem em reconhecimento aos seus 80 anos de importante contribuio para a formao do campo museolgico brasileiro, seguida da leitura de Carta Aberta, resultante do Encontro Nacional de Estudantes de Museologia (ENEMU), que destacou a importncia da formao acadmica dos muselogos. A noite ainda foi abrilhantada pela apresentao do Coral Canarinhos de Petrpolis, fundado em 1942.

    Nos 5 dias do maior encontro do setor museolgico brasileiro foram realizadas 3 Conferncias, 8 Painis sobre a temtica do evento; 8 Minicursos de capacitao; 8 Grupos de Trabalho, XX Encontro dos Pontos de Memria e uma extensa programao das Comunicaes Coordenadas, em que estudantes de diversas universidades puderam apresentar seus temas de pesquisa acadmica, divididos em 22 Apresentaes Orais presenciais e 29 Psteres

    O 5 Frum Nacional de Museus, como em suas edies anteriores, acolheu a Reunio do Conselho Consultivo do Patrimnio Museolgico e possibilitou vrios encontros paralelos programao como o V Encontro da Rede de Professores U