prova trauma e vascular

Click here to load reader

Post on 13-Sep-2015

221 views

Category:

Documents

4 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Prova residência UFT 2014

TRANSCRIPT

  • UFT/COPESE Residncia Mdica 2014

    Prova de Habilidade Especfica

  • UFT/COPESE Residncia Mdica 2014

    Prova de Habilidade Especfica

    CIRURGIA GERAL

    As QUESTES 1 e 2 so relativas ao texto abaixo.

    Paciente de trs meses de idade, prematuro, internado em Unidade de Terapia Intensiva infantil, com insuficincia renal aguda e sepse de provvel foco pulmonar. O paciente encontrava-se sem acesso venoso central, que foi conseguido pelo mdico intensivista com puno de veia jugular interna direita, e ento encaminhado para realizao de tomografia computadorizada de trax com contraste intravenoso. Imediatamente aps a infuso do meio de contraste iodado, a criana apresentou piora clnica e foi imediatamente levada de volta unidade de terapia infantil, sendo contatada a equipe de cirurgia torcica.

    QUESTO 01

    Diante do quadro de derrame pericrdico com tamponamento cardaco e consequente parada cardaca, qual a primeira manobra que deve ser realizada, dentre as alternativas abaixo?

    (A) Massagem cardaca externa (B) Drenagem pleural bilateral (C) Infuso de Adrenalina em bolus (D) Puno de Marfan (E) Drenagem pleural direita

    QUESTO 02

    O que provavelmente aconteceu na passagem do acesso venoso central?

    (A) O cateter perfurou a veia subclvia direita e depois o pericrdio atravs do espao pleural direito.

    (B) O cateter perfurou o corao e o contraste foi injetado no espao pericrdico.

    (C) O cateter perfurou a veia jugular e encheu a pleura de lquido que migrou para o pericrdio.

    (D) A veia jugular e a veia subclvia direita se romperam e encheram o espao pericrdico de sangue.

    (E) A veia jugular esquerda e a veia jugular direita se romperam e encheram o espao pericrdico de sangue.

    As QUESTES 3 e 4 so relativas ao texto abaixo.

    Paciente de 40 anos, com antecedente de asma, apresenta exacerbao do quadro respiratrio, com dispnia leve e tosse frequente, de forte intensidade, por 30 minutos. Sentiu uma forte dor torcica retroesternal e a ausculta cardaca revelou o chamado sinal de Hamman. Estvel hemodinamicamente.

    QUESTO 03

    Provvel diagnstico:

    (A) Sndrome coronariana aguda (B) Refluxo gastro-esofgico (C) Pneumomediastino espontneo (D) Pneumotrax bilateral (E) Pericardite

    QUESTO 04

    Conduta neste caso:

    (A) AAS, Oxignio e Cateterismo (B) Omeprazol (C) Toracotomia exploradora (D) Toracostomia com drenagem pleural fechada bilateral (E) Expectante

    QUESTO 05

    Paciente de 25 anos, pardo, vtima de acidente com moto, sem capacete, apresenta traumatismo crnio-enceflico e fica internado durante 15 dias em Unidade de Terapia Intensiva. Durante esse perodo, permaneceu sedado, com intubao orotraqueal e ventilao mecnica. Aps a melhora clnica, ficou mais 1 semana em enfermaria e recebeu alta hospitalar. Voltou aps 30 dias ao pronto-socorro com dispnia progressiva e estridor larngeo. Provvel diagnstico e conduta.

    (A) Estenose de traquia; broncoscopia (B) Crise asmtica; broncodilatador por inalao (C) Transtorno de ansiedade generalizada; ansioltico (D) Pneumotrax tardio; drenagem torcica (E) Hemorragia bulbar; ressonncia magntica de encfalo

    QUESTO 06

    O nervo larngeo recorrente responsvel pela mobilidade das pregas vocais verdadeiras e deve ser preservado em cirurgias laringo-traqueais, como a traqueoplastia.

    Ele ramo de qual nervo e recorre em qual estrutura normalmente?

    (A) Nervo frnico; veia subclvia direita e esquerda (B) Nervo vago; veia subclvia direita e esquerda (C) Nervo frnico; veia subclvia direita e artria aorta

    esquerda (D) Nervo vago; veia subclvia direita e artria aorta

    esquerda (E) Nervo vago; veia subclvia esquerda e veia cava direita

    QUESTO 07

    O ndulo pulmonar solitrio definido como leso nica, assintomtica, menor que 30 mm, circunscrita por parnquima pulmonar. Em paciente masculino de 50 anos de idade, ex-tabagista, com achado de um ndulo pulmonar de 20 mm em lobo inferior direito, em radiografia de trax realizada como exame peridico na empresa em que trabalha, a melhor conduta inicial :

    (A) toracotomia exploradora (B) antibiticos (C) esquema RIP para tuberculose (D) PET-CT (E) solicitar radiografias antigas na empresa e comparar se

    este ndulo j existia e se houve alterao

    QUESTO 08

    Paciente de 18 anos, usurio de drogas injetveis e lcool em excesso, trazido ao pronto socorro com queixa de tosse, febre alta (acima 39C), mal estar e dor torcica, de incio h 5 dias e que vem piorando. A radiografia de trax mostrou uma rea arredondada com nvel hidroareo em 1/3 medial de hemitrax direito. Com a hiptese de abscesso pulmonar, a melhor conduta inicial :

    (A) antibioticoterapia e drenagem postural (B) toracotomia exploradora (C) toracostomia com drenagem pleural fechada direita (D) terapia antiretroviral (E) internao em unidade psiquitrica

  • UFT/COPESE Residncia Mdica 2014

    Prova de Habilidade Especfica

    As QUESTES 9 e 10 so relativas ao texto abaixo.

    Paciente de 35 anos, feminina, tabagista e em uso de anticoncepcional oral, apresenta dispneia e dor torcica esquerda sbita. Trazida ao pronto socorro, estava consciente, orientada, hipotensa e ciantica.

    QUESTO 09

    Qual o provvel diagnstico?

    (A) Infarto agudo do miocrdio (B) Tromboembolismo pulmonar (C) Hemotrax espontneo (D) Distrbio neurovegetativo (E) Aneurisma disssecante de aorta

    QUESTO 10

    Conduta inicial:

    (A) intubao orotraqueal (B) massagem cardaca externa (C) anticoagulantes, analgesia e oxignio (D) AAS, oxignio e Captopril (E) Diazepan e avaliao psiquitrica

    QUESTO 11

    Trauma da artria popltea, qual o substituto ideal?

    (A) Dacron (B) PTFE (C) Veia Safena magna (D) Veia do cordo umbilical (E) Stent

    QUESTO 12

    Qual das artrias abaixo apresenta pior prognstico para gangrena no trauma vascular?

    (A) Artria tibial anterior (B) Artria Femoral profunda (C) Artria Ulnar (D) Artria Popltea distal (E) Artria fibular

    QUESTO 13

    Na Trombose Venosa Profunda dos membros inferiores, um dos sinais importantes ?

    (A) Dor (B) Cefaleia (C) Homans (D) Dispneia (E) Dor torcica

    QUESTO 14

    So sinais fortes de trauma arterial das extremidades:

    (A) ausncia de pulsos distais (B) enchimento capilar lento (C) tontura (D) ferimento prximo ao trajeto arterial (E) dispneia

    QUESTO 15

    So considerados princpios bsicos na aplicao de torniquete no trauma vascular de extremidades, EXCETO.

    (A) Tempo menor que 2 horas. (B) Aplicar presso suficiente para parar o sangramento. (C) Aplicar o torniquete antes que o paciente choque. (D) O torniquete tem que ser o mais fino possvel. (E) Rigor no registro da hora exata em que foi aplicado o

    torniquete.

    QUESTO 16

    indicao de tratamento cirrgico as estenoses de cartidas assintomticas acima de:

    (A) 20% (B) 30% (C) 90% (D) 70% (E) 50%

    QUESTO 17

    Dos fatores abaixo, qual o mais comumente relacionado etiologia dos aneurismas de aorta?

    (A) Sfilis (B) Salmonelose (C) Aterosclerose (D) HAS (E) DM

    QUESTO 18

    Na Insuficincia Venosa Crnica, a classificao CEAP o C3 o que significa?

    (A) Hiperpigmentao (B) Dermatoesclerose (C) lcera Cicatrizada (D) Edema (E) lcera aberta

    QUESTO 19

    Qual a conduta teraputica mais indicada para um paciente com aterosclerose perifrica com classificao FONTAINE IV?

    (A) Indicao de revascularizao ou angioplastia. (B) Estimular caminhadas ao menos duas vezes ao dia. (C) Contraindicar arteriografia nos pacientes diabticos. (D) Prescrever apenas anti-agregante e vasodilatadores. (E) Prescrever anticoagulante.

    QUESTO 20

    A droga de escolha para tratamento da Trombose Venosa Profunda (TVP) :

    (A) Hirudina (B) AAS + Clopidogrel (C) Dextran (D) Heparina (E) Cilostazol

  • UFT/COPESE Residncia Mdica 2014

    Prova de Habilidade Especfica

    QUESTO 21

    Em pacientes hepatopatas com hemorragia digestiva por varizes de esfago, a mortalidade est diretamente relacionada ao grau de insuficincia heptica. A reserva funcional heptica pode ser analisada pela classificao de Child-Pugh, onde so analisados os seguintes critrios:

    (A) tamanho do fgado, circulao colateral no abdmen, bilirrubinas, albumina e tempo de protrombina

    (B) presena de circulao colateral no abdmen, encefalopatia, bilirrubinas, albumina e tempo de protrombina

    (C) presena de red spot na endoscopia, encefalopatia, bilirrubinas, albumina e tempo de protrombina

    (D) encefalopatia, ascite, bilirrubinas, albumina e tempo de protrombina

    (E) presena de red spot na endoscopia, ascite, bilirrubinas, albumina e tempo de protrombina

    QUESTO 22

    Paciente de 36, sexo masculino com queixa de melena h +/- 3 dias, sem sinais de choque hipovolmico, realizou uma endoscopia digestiva alta em que foi evidenciada a presena de lcera no bulbo duodenal de +/- 0,6cm de dimetro, fundo coberto por hematina. De acordo com a classificao de Forrest, esta leso deve ser classificada como:

    (A) Forrest Ia (B) Forrest Ib (C) Forrest IIa (D) Forrest IIb (E) Forrest IIc

    QUESTO 23

    Com relao ao megaesfago chagsico, podemos afirmar.

    (A) A endoscopia digestiva alta tem uma alta sensibilidade e especificidade para o seu diagnstico, podendo ainda classific-lo quanto ao seu grau de dilatao.

    (B) Tratamento endoscpico com dilatao e injeo de toxina botulnica utilizado em qualquer fase da doena, com resultados superiores ao cirrgico.

    (C) Pacientes com risco cirrgico baixo devem ser submetidos esofagectomia, uma vez que a doena eleva o risco de cncer do esfago.

    (D) O exame radiolgico com contraste oral deve ser evitado devido ao alto risco de broncoaspirao.

    (E) A endoscopia digestiva alta indispensvel para a avaliao do estado da mucosa esofgica, nos pacientes com megaesfago chagsico.

    QUESTO 24

    Lacerao da mucosa, imediatamente abaixo da juno esofagogstrica, podendo estender-se at a mucosa esofgica em paciente com histria de hematmese precedida por vmitos conhecido como:

    (A) Leso de Dieulafoy (B) Leso de Mallory-Weiss (C) Angiodisplasia (D) Sndrome de Boerhaave (E) Esfago de Barrett

    QUESTO 25

    Com relao doena do refluxo gastroesofgico (DRGE) podemos afirmar.

    (A) Apesar de ser considerada uma leso pr-maligna nem todos os pacientes com esfago de Barrett so indicados para a resseco endoscpica ou cirrgica.

    (B) Na presena de endoscopia digestiva alta normal, podemos afirmar que o paciente no possui DRGE.

    (C) O tratamento cirrgico necessrio na maioria dos casos de DRGE.

    (D) A manometria esofgica o exame de escolha para o diagnstico de DRGE.

    (E) A presena de hrnia de hiato na endoscopia confirma a presena de DRGE.

    QUESTO 26

    Paciente de 75 anos, em regular estado geral, com ictercia obstrutiva realiza exames radiolgicos que demonstra a presena de colangiocarcinoma distal e diversas metstases hepticas. O melhor procedimento a ser submetido seria:

    (A) Duodenopancreatectomia com reconstruo em Y de Roux

    (B) Colecistectomia + resseco de vias biliares extra-hepticas e anastomose biliodigestiva com reconstruo em Y de Roux

    (C) Colangiopancreatografia retrgrada endoscpica com passagem de prtese biliar

    (D) Duodenopancreatectomia com resseco de ndulos metastticos do fgado

    (E) Derivao biliodigestiva

    QUESTO 27

    Com relao preveno de hemorragia digestiva em pacientes cirrticos, CORRETO afirmar.

    (A) Em pacientes cirrtico sem varizes de esfago indicada a utilizao de -bloqueadores no-seletivos como profilaxia pr-primria ou seja, como preveno na formao de varizes esofgicas.

    (B) Pacientes cirrticos descompensados no devem ser submetidos profilaxia endoscpica.

    (C) Em pacientes cirrticos sem varizes de esfago, o mtodo de eleio para a profilaxia pr-primria a ligadura elstica.

    (D) Em pacientes com varizes de esfago e baixo risco de sangramento, pode-se utilizar os -bloqueadores no-seletivos como profilaxia para possvel hemorragia digestiva.

    (E) A ligadura elstica e a escleroterapia endoscpica tm resultados semelhantes e praticamente as mesmas taxas de complicaes.

    QUESTO 28

    Das opes abaixo, indique o melhor exame para diagnosticar a presena de cncer do estmago excluso, em um paciente submetido gastroplastia Fobi-Capella.

    (A) Tomografia computadorizada do abdmen com contraste oral e venoso.

    (B) Raio-X contrastado do estmago. (C) Enteroscopia de duplo balo para avaliao do estmago

    excluso. (D) Cpsula endoscpica para avaliao do estmago

    excluso. (E) Sangue oculto nas fezes (3 amostras).

  • UFT/COPESE Residncia Mdica 2014

    Prova de Habilidade Especfica

    QUESTO 29

    Paciente submetido colonoscopia em que foi evidenciada a presena de plipo colnico que foi ressecado durante o procedimento. Dos diferentes tipos histolgicos de plipos citados, aquele que tem o maior potencial de malignizao seria:

    (A) Plipo hiperplsico (B) Plipo adenomatoso viloso (C) Plipo adenomatoso tubular (D) Plipo inflamatrio (E) Plipo hamartomatoso

    QUESTO 30

    Com relao hemorragia digestiva alta (HDA), podemos afirmar.

    (A) Paciente com HDA volumosa e instabilidade hemodinmica deve ser encaminhado para a realizao de endoscopia digestiva alta imediatamente.

    (B) Paciente deve aguardar jejum de pelo menos 8 horas para evitar o risco de broncoaspirao.

    (C) O resultado com uso de inibidores de bomba de prton semelhante aos inibidores de receptores H2.

    (D) Paciente com recidiva de sangramento devido lcera pptica deve ser encaminhado para o tratamento cirrgico.

    (E) Mtodos endoscpicos de terapia hemosttica injetvel, de cauterizao ou mecnicos so eficazes no tratamento das leses hemorrgicas do trato digestivo superior.

    QUESTO 31

    considerado critrio de incluso do NIDDK (National Institute of Diabetes and Digestive and Kidney Diseases) para estudos de Cistite Intersticial.

    (A) Presena de glomerulaes e/ou lceras de Hunner cistoscopia e hidrodistenso.

    (B) Herpes Genital nas ltimas 12 semanas. (C) Histria de Cistite Tuberculosa. (D) Vaginite ativa. (E) Diagnstico de cistite bacteriana em um perodo de 3

    meses.

    QUESTO 32

    Em relao ao cncer de bexiga, podemos afirmar.

    (A) a neoplasia mais comum do trato genitourinrio. (B) mais frequente nas mulheres. (C) No momento do diagnstico, a maioria (75%) j apresenta

    metstase (regional ou distncia). (D) BCG (instilao intravesical) pode ser utilizada,

    geralmente, aps a realizao de Resseco Trans-uretral (RTU) de Bexiga.

    (E) Adenocarcinoma a neoplasia maligna de bexiga mais frequente.

    QUESTO 33

    Em relao prostatectomia radical retropbica, podemos afirmar.

    (A) A exciso completa da vescula seminal pode ser dispensada em alguns casos.

    (B) Esta tcnica no deve ser recomendada para pacientes com histrico de Resseco Trans-uretral da prstata.

    (C) A Linfadenectomia plvica com congelao so procedimentos preconizados em todos os casos operados.

    (D) Tromboembolismo pulmonar a maior causa de morte aps a prostatectomia radical.

    (E) S deve ser realizada nos casos com dosagem de PSA maior que 4ng/ml.

    QUESTO 34

    Aps o nascimento de um paciente com determinada anormalidade renal urolgica detectada no perodo antenatal, o mdico responsvel pelo caso, deve:

    (A) realizar ultrassonografia nas primeiras 24 horas de vida para avaliar os casos de hidronefrose unilateral.

    (B) ficar tranquilo com a ausncia de diurese do recm-nascido, nas primeiras 24 horas, porque no sinal de problema.

    (C) realizar prontamente a uretrocistografia com fase miccional no recm-nascido com hidronefrose bilateral, histrico de oligomnio e bexiga cheia na avaliao antenatal.

    (D) contraindicar o incio de antibiticos profilticos na criana com sndrome de Prunne Belly.

    (E) pensar em ureterocele como a principal causa de obstruo infravesical em recm-nascidos do sexo masculino.

    QUESTO 35

    Qual a causa mais comum de infertilidade no homem?

    (A) Criptorquidia (B) Endocrinopatia (C) Obstruo (D) Imunolgica (E) Varicocele

    QUESTO 36

    No diagnstico de uma criana com hipospdia, podemos encontrar, EXCETO.

    (A) Curvatura peniana (B) Prepcio deficiente na regio dorsal (C) Meato uretral em posio proximal (D) Transposio penoescrotal (E) Desvio da rafe mediana do pnis

    QUESTO 37

    O Programa Telessade Brasil Redes oferta as seguintes aes, EXCETO.

    (A) Teleconsultas (B) Teleconsultorias (C) Segunda Opinio Formativa (D) Tele-educao (E) Telediagnstico

  • UFT/COPESE Residncia Mdica 2014

    Prova de Habilidade Especfica

    QUESTO 38

    O reconhecimento de que a populao masculina acessa o sistema de sade por meio da ateno especializada requer mecanismos de fortalecimento e qualificao da Ateno Primria, para que a ateno sade no se restrinja recuperao, garantindo, sobretudo, a promoo da sade e a preveno a agravos evitveis. Para isso, a Poltica Nacional de Ateno Integral Sade do Homem deve estar alinhada com a Poltica Nacional de Ateno Bsica. Foi constatado que aproximadamente 75% das enfermidades e agravos da populao adulta de homens esto concentrados, sobretudo, nas cinco grandes reas especializadas, abaixo descritas:

    (A) cardiologia, urologia, ortopedia, gastroenterologia e dermatologia

    (B) ortopedia, urologia, sade mental, dermatologia e reumatologia

    (C) cardiologia, dermatologia, urologia, ortopedia e pneumologia

    (D) gastroenterologia, urologia, sade mental, endocrinologia e pneumologia

    (E) cardiologia, urologia, sade mental, gastroenterologia e pneumologia

    QUESTO 39

    Aps a Resoluo CFM N 1901/2009, foram estabelecidas normas ticas para a esterilizao cirrgica masculina voluntria. CORRETO afirmar, em relao esterilizao cirrgica masculina voluntria.

    (A) um ato mdico-cirrgico que compreende apenas a ligadura bilateral dos ductos diferentes.

    (B) O mdico que se prope a realizar um procedimento de esterilizao masculina deve obrigatoriamente estar habilitado para proceder a sua reverso.

    (C) As operadoras de sade suplementar, atualmente, no esto obrigadas a dar cobertura a estes procedimentos.

    (D) Aps a manifestao da vontade do paciente, devidamente registrada no pronturio mdico, o procedimento cirrgico s pode ser realizado aps um perodo mnimo de 30 (trinta) dias.

    (E) Um homem de 26 anos e sem filhos, no tem o direito, de acordo com a Lei n 9263, de solicitar sua esterilizao.

    QUESTO 40

    Comprimento adequado do ureter intramural um dos fatores cruciais para a competncia do mecanismo antirrefluxo vsico-ureteral. Em relao anatomia funcional deste mecanismo antirrefluxo, estudos revelam que a proporo entre o comprimento e o dimetro deste tnel ureteral, nas crianas normais (sem refluxo), de:

    (A) 1 : 1 (B) 1,5 : 1 (C) 5 : 1 (D) 1 : 1,5 (E) 1 : 5

    QUESTO 41

    A doena hemorroidria a queixa mais comum no ambulatrio de coloproctologia. A respeito dessa patologia, assinale a alternativa INCORRETA.

    (A) Hemorridas so almofadas especializadas, ricamente vascularizadas, que se encontram dentro do canal anal no espao mucoso e tem como funo auxiliar na continncia fecal.

    (B) O principal sintoma da trombose hemorroidria externa a dor anal, porm pode haver sangramento anal secundrio ulcerao da pele que recobre a trombose.

    (C) Pacientes com doena hemorroidria associado anemia ou com histria familiar de cncer colorretal devem ser investigados com colonoscopia.

    (D) A anopexia mecnica utilizando grampeador circular menos dolorosa e permite o retorno mais precoce as atividades cotidianas quando comparada com a hemorroidectomia convencional; porm tem a desvantagem de no tratar outras patologias orificiais como fissuras ou hemorroidas externas.

    (E) A ligadura elstica um procedimento realizado ambulatorialmente e a aplicao da banda elstica deve ser feita acima da linha pectnea para evitar a dor ps procedimento.

    QUESTO 42

    Abcessos e fstulas anorretais representam diferentes estgios de uma mesma patologia, o abscesso representando o processo agudo e a fstula o processo crnico. Com relao a essas doenas, assinale a alternativa CORRETA.

    (A) A principal etiologia do abscesso anorretal a doena inflamatria intestinal.

    (B) O tipo mais comum do abscesso anorretal o supraelevador e o mais raro, o perianal.

    (C) O base do tratamento do abscesso consiste na drenagem cirrgica sempre associado antibioticoterapia.

    (D) O tipo mais comum de fstula anorretal a transesfinctrica.

    (E) A regra de Goodsall tem como finalidade auxiliar na identificao do orifcio interno das fistulas anorretais durante o procedimento cirrgico.

    QUESTO 43

    Com relao doena diverticular dos clons, assinale a alternativa CORRETA.

    (A) Trata-se de um divertculo verdadeiro, contendo todas as camadas da parede intestinal.

    (B) O quadro clnico da diverticulite consiste em dor em quadrante inferior esquerdo, com irradiao para a regio supra pbica ou virilha esquerda ou dorso, associado febre baixa e anorexia. O exame fsico depende do estgio da diverticulite, podendo variar desde dor palpao em fossa ilaca esquerda at sinais de peritonite generalizada.

    (C) O diagnstico pode ser presumido atravs da histria e exame fsico, sendo a ultrassonografia de abdmen considerada o padro ouro.

    (D) O tratamento do paciente com diverticulite aguda no complicada consiste em antibioticoterapia e analgesia, sendo que a meperidina est contra indicada, pois aumenta a presso colnica, levando a uma piora do quadro clnico.

    (E) Paciente com abscesso plvico, deve ser tratado, preferencialmente, atravs de drenagem cirrgica por laparotomia.

  • UFT/COPESE Residncia Mdica 2014

    Prova de Habilidade Especfica

    QUESTO 44

    RRS, 25 anos, masculino, com queixa de dor abdominal e diarreia h, aproximadamente, 3 meses. Apresenta 5 a 6 evacuaes dirias, fezes lquidas e com presena de sangue. Perda ponderal de 5 kg no perodo. Relata tambm presena de hemorroidas. Ao exame abdominal: no evidenciado massas ou visceromegalias. Ao exame proctolgico, presena de vrios orifcios perianais, com tecido de granulao sugestivos de fstulas perianais associado com destruio parcial do anoderma. Com relao ao caso clnico, qual a principal hiptese diagnstica e o exame complementar a ser solicitado?

    (A) Cncer colorretal/ Colonoscopia (B) Retocolite ulcerativa inespecfica/ Colonoscopia (C) Doena de Crohn/ Colonoscopia (D) Colite infecciosa/ cultura de fezes (E) Colite pseudomembranosa/ Colonoscopia

    QUESTO 45

    PMA, 18 anos, feminino, com queixa de sangramento anal. Foi submetido colonoscopia que evidenciou desde reto at ceco, presena de milhares de plipos atapetando a mucosa colnica, cujo antomo patolgico revelou adenoma tubular. A respeito dessa patologia, assinale a alternativa INCORRETA.

    (A) O risco de cncer colorretal se aproxima de 100%. (B) Manifestaes extra intestinais incluem: osteoma de

    mandbula, tumores desmides e hipetrofia congnita da retina.

    (C) Apresenta risco aumentado de outros tumores, como de duodedo e tireoide.

    (D) O rastreamento de familiares deve ser iniciado a partir de 18 anos, com colonoscopia.

    (E) A escolha entre proctocolectomia total com bolsa ileal e anastomose ileoanal e colectomia total com anastomose ileorretal est na dependncia do nmero de plipos encontrados no reto.

    QUESTO 46

    Com relao ao carcinoma epidermide do canal anal, pode-se afirmar, EXCETO.

    (A) O sintoma mais comum o sangramento anal que se difere dos sangramentos das doenas orificiais por ser vermelho rutilante.

    (B) Metstases inguinais podem ser encontradas em at 10-30% dos pacientes no momento do diagnstico.

    (C) O tratamento inicial consiste em radio e quimioterapia. (D) Cirurgia de amputao abdominoperineal de reto est

    indicado em pacientes que no obtiveram resposta a radio e quimioterapia.

    (E) O risco de metstase linfonodal est relacionado com o tamanho, profundidade de invaso e grau histolgico do tumor.

    QUESTO 47

    MNV, 60 anos, masculino deu entrada no setor de emergncia, com quadro de abdmen agudo obstrutivo. Durante a laparotomia exploradora foi evidenciado tumorao em sigmoide levando obstruo intestinal, sendo ento submetido sigmoidectomia a Hartmann. O antomo patolgico evidenciou adenocarcinoma de sigmoide, estgio III. Com relao ao caso clnico, assinale a alternativa INCORRETA.

    (A) Esse paciente deve realizar, durante o segmento, uma colonoscopia para avaliar o restante do clon procura de leses sincrnicas.

    (B) Esse paciente tem indicao de quimioterapia adjuvante. (C) A principal via de disseminao desse tipo de neoplasia

    a hematognica. (D) Esse paciente apresenta um prognstico ruim pois

    frequentemente se apresenta com doena avanada, alm de ter sido submetido cirurgia de urgncia, que aumenta a morbimortalidade.

    (E) Esse paciente deve ser rastreado para metstase distncia com Tomografia de abdmen e de trax.

    QUESTO 48

    A respeito das neoplasias de reto, marque a alternativa CORRETA.

    (A) O sintoma mais comum o sangramento retal, que pode ser confundido com sangramento de doena hemorroidria, levando ao retardo no diagnstico dessa neoplasia.

    (B) A avaliao da invaso parietal e linfonodal pr operatoriamente pode ser feita com boa acurcia atravs da tomografia e ressonncia magntica de pelve.

    (C) O toque retal no tem importncia na avaliao desses pacientes, pois no avalia a localizao e grau de fixao da massa tumoral.

    (D) Sabe-se que a margem de segurana um fator importante para diminuir a recorrncia local. Nos tumores de reto, tem importncia somente a margem distal e proximal.

    (E) O tratamento neoadjuvante est indicado em todos os pacientes, independente da localizao e do estgio do tumor.

    QUESTO 49

    RTS, 55 anos, masculino, com queixa de sangramento anal h 5 meses, intermitente, aps as evacuaes, sangue vivo. Nega dor local, nega prolapso anal. Refere ser hipertensa e possui um tio paterno que faleceu de cncer colorretal aos 60 anos.

    Assinale a sequncia CORRETA na avaliao desse paciente.

    (A) Exame fsico geral, abdominal, inspeo anal e colonoscopia.

    (B) Exame fsico geral , inspeo anal e colonoscopia. (C) Inspeo anal, toque retal e colonoscopia. (D) Exame fsico geral, inspeo anal, toque retal e

    colonoscopia. (E) Exame fsico geral, abdominal, inspeo anal, toque retal

    e colonoscopia.

  • UFT/COPESE Residncia Mdica 2014

    Prova de Habilidade Especfica

    QUESTO 50

    O megaclon definido como uma dilatao crnica do clon, sendo que no Brasil, a doena de Chagas corresponde etiologia mais comum. Acerca dessa patologia, pode-se afirmar.

    (A) A constipao intestinal se caracteriza por ser de incio rpido e progressivo.

    (B) A associao com megaesfago chagsico ocorre em aproximadamente 25% dos casos e alteraes eletrocardiogrficas em 60%.

    (C) O sinal de Gersuny caracterstico de pacientes que se apresentam com volvo de sigmoide.

    (D) O tratamento inicial de pacientes que se apresentam com fecaloma cirrgico.

    (E) Pacientes com volvo de sigmoide que se apresentam com sinais e sintomas de sofrimento de ala se beneficiam do tratamento com descompresso atravs de colonoscopia.