prova ibge 2014 resolvida

Download Prova ibge 2014 resolvida

Post on 14-Apr-2017

33.874 views

Category:

Education

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • RACIOCNIO LGICO P/ IBGE AGENTE DE PESQUISAS E MAPEAMENTO PROF. ARTHUR LIMA

    Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br

    RACIOCNIO LGICO P/ IBGE PROVA RESOLVIDA

    Caro aluno, Segue abaixo a resoluo da prova de Raciocnio Lgico para Agente de

    Pesquisas e Mapeamento do IBGE! Saudaes,

    Prof. Arthur Lima

    Curta minha pgina no Facebook: www.facebook.com/ProfArthurLima Inscreva-se no meu canal do Youtube: www.youtube.com/ARTHURRRL Conhea nossos cursos para o IBGE em www.estrategiaconcursos.com.br

    CESGRANRIO IBGE 2014) Laura tem 6 caixas, numeradas de 1 a 6, cada uma contendo alguns cartes. Em cada carto est escrita uma das seis letras da palavra BRASIL. A figura ilustra a situao:

    Laura retirou cartes das caixas, um de cada vez, de modo que, no final, sobrou apenas um carto em cada caixa, sendo que, em caixas diferentes, sobraram cartes com letras diferentes. O carto que sobrou na caixa 4 foi o que contm a letra a) L b) B c) S

  • RACIOCNIO LGICO P/ IBGE AGENTE DE PESQUISAS E MAPEAMENTO PROF. ARTHUR LIMA

    Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br

    d) R e) A RESOLUO: A letra R a nica presente na caixa 3, portanto esta a letra que vai sobrar nessa caixa. Observe que a caixa 6 possui as letras A e R. Como a letra a R vai ficar somente na caixa 3, ento podemos dizer que na caixa 6 vai sobrar a letra A. Desse modo, na caixa 5 somente pode sobrar a letra S. Consequentemente, na caixa 1 no podem ficar nem a letra S nem a letra A, resultando nela somente a letra B. At aqui temos:

    caixa 1 --> B caixa 3 --> R caixa 5 --> S caixa 6 --> A

    Eliminando essas letras da caixa de nmero 4, resta apenas a opo da letra L, o que j nos permite gabaritar a questo. Desse modo, sobra para a caixa 2 a letra I. Ficamos com:

    caixa 1 --> B caixa 2 --> I caixa 3 --> R caixa 4 --> L caixa 5 --> S caixa 6 --> A

    RESPOSTA: A CESGRANRIO IBGE 2014) Os aniversrios de Alberto, Delson, Gilberto, Nelson e Roberto so em 15 de maro, 23 de agosto, 28 de agosto e 23 de novembro, no necessariamente nessa ordem. Esses cinco rapazes nasceram em um mesmo ano, sendo dois deles irmos gmeos que, naturalmente, aniversariam no mesmo dia. Delson e Alberto aniversariam em dias diferentes do mesmo ms. Nelson e Alberto aniversariam no mesmo dia de meses diferentes. Desses rapazes, o mais novo a) Roberto b) Alberto c) Nelson

  • RACIOCNIO LGICO P/ IBGE AGENTE DE PESQUISAS E MAPEAMENTO PROF. ARTHUR LIMA

    Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br

    d) Delson e) Gilberto RESOLUO: Nelson e Alberto aniversariam no mesmo dia de meses diferentes, portanto um deles faz aniversrio em 23 de agosto e o outro em 23 de novembro, no necessariamente nessa ordem. Delson e Alberto aniversariam em dias diferentes do mesmo ms, portanto um deles faz aniversrio em 23 de agosto e o outro em 28 de agosto. Essa segunda informao nos confirma que Alberto faz aniversrio em Agosto. Unindo isso primeira informao, onde as duas opes de aniversrio para Alberto seriam 23/agosto e 23/novembro, fica claro que ele faz aniversrio em 23/agosto, de modo que Nelson faz aniversrio em 23/novembro. Desse modo fica claro que Nelson o mais jovem dos rapazes. RESPOSTA: C CESGRANRIO IBGE 2014) O algoritmo de ordenao por flutuao um mtodo para colocar em ordem crescente uma lista de nmeros dada. O algoritmo consiste em comparar o primeiro elemento da lista com o segundo. Em seguida, o menor dos dois comparado com o terceiro. O menor dessa ultima comparao comparado com o quarto, e assim sucessivamente at que todos os elementos da lista sejam usados. Dessa forma, o menor elemento da lista obtido, retirado da lista original e posto como primeiro elemento da ordenao. O segundo elemento da ordenao obtido de forma anloga, usando a lista atualizada, sem o primeiro da ordenao. O processo se repete at que a ordenao se complete. Quantas comparaes, pelo algoritmo de ordenao por flutuao, so necessrias para ordenar uma lista com 5 nmeros? a) 10 b) 6 c) 9 d) 7 e) 8 RESOLUO: Imagine que temos 5 nmeros: A, B, C, D, E. Comeamos comparando os dois primeiros, em seguida comparamos o resultado com o terceiro, ento

  • RACIOCNIO LGICO P/ IBGE AGENTE DE PESQUISAS E MAPEAMENTO PROF. ARTHUR LIMA

    Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br

    comparamos o resultado com o quarto, e ento comparamos o resultado com o quinto. Na segunda passagem, sobram 4 nmeros. Vamos comparar o primeiro com o segundo, o resultado com o terceiro, e o resultado com o quarto. Na terceira passagem, temos 3 nmeros. Vamos comparar o primeiro com o segundo, e o resultado com o terceiro. Na quarta passagem, temos 2 nmeros, e vamos fazer uma comparao entre eles. Totalizamos 10 comparaes (sublinhadas). RESPOSTA: A CESGRANRIO IBGE 2014) Trs professores de lgica so chamados para determinar quais so os nmeros que formam uma sequencia de trs nmeros inteiros positivos escritos em cartes ordenados da esquerda para a direita. Inicialmente, sabe-se que os nmeros so todos distintos, que a soma dos trs 13, e que eles esto em ordem crescente. O primeiro professor pode observar (sem revelar) a carta da esquerda e, ao faze-lo, afirma que no pode determinar a sequencia. O segundo professor pode observar (sem revelar) a carta da direita, e ao faze-lo, afirma que no pode determinar os nmeros. O terceiro professor pode observar a carta do meio e, aps a observao, diz que no capaz de determinar a sequencia. Todos os professores confiam na capacidade de deduo dos demais. O nmero observado pelo terceiro professor a) 6 b) 2 c) 5 d) 3 e) 4 RESOLUO: As formas de obter a soma 13 a partir de 3 nmeros inteiros positivos distintos, ordenados de forma crescente, so somente:

    1 + 2 + 10 1 + 3 + 9 1 + 4 + 8 1 + 5 + 7 2 + 3 + 8 2 + 4 + 7

  • RACIOCNIO LGICO P/ IBGE AGENTE DE PESQUISAS E MAPEAMENTO PROF. ARTHUR LIMA

    Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br

    2 + 5 + 6 3 + 4 + 6

    Veja que qualquer outra soma no obedecer todos os requisitos (nmeros distintos, inteiros positivos, e em ordem crescente, somando 13). O primeiro professor observou a carta da esquerda. Se ela fosse o 3, ele poderia determinar a sequncia (seria 3 + 4 + 6). Como ele no foi capaz de determinar a sequencia, podemos dizer que a carta da esquerda no era o 3 (podendo ser 1 ou 2). At aqui sobraram as opes:

    1 + 2 + 10 1 + 3 + 9 1 + 4 + 8 1 + 5 + 7 2 + 3 + 8 2 + 4 + 7 2 + 5 + 6

    O segundo professor observou a carta da direita. Se ela fosse o 6, 9 ou 10, ele poderia determinar a sequncia (seria 2 + 5 + 6, 1 + 3 + 9 ou 1 + 2 + 10 respectivamente). Como ele no foi capaz de determinar os nmeros, podemos dizer que a carta da direita no era nem 6, nem 9 e nem 10. Assim, sobram as opes:

    1 + 4 + 8 1 + 5 + 7 2 + 3 + 8 2 + 4 + 7

    O terceiro professor pode observar a carta do meio e, aps a observao, diz que no capaz de determinar a sequencia. Isto significa que ele viu o nmero 4, caso contrrio (se tivesse visto 5 ou 3), ele teria certeza de qual era a sequncia correta (1 + 5 + 7 ou 2 + 3 + 8, respectivamente). RESPOSTA: E

  • RACIOCNIO LGICO P/ IBGE AGENTE DE PESQUISAS E MAPEAMENTO PROF. ARTHUR LIMA

    Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br

    CESGRANRIO IBGE 2014) A respeito de um pequeno grupo indgena, um reprter afirmou: todos os indivduos do grupo tm pelo menos 18 anos de idade. Logo depois, descobriu-se que a afirmao no era verdadeira. Isso significa que a) todos os indivduos do grupo tm mais de 18 anos de idade. b) pelo menos um individuo do grupo tem menos de 17 anos de idade. c) todos os indivduos do grupo tm menos de 18 anos de idade. d) pelo menos um individuo do grupo tem mais de 18 anos de idade. e) pelo menos um individuo do grupo tem menos de 18 anos de idade. RESOLUO: Para provar que a frase todos os indivduos do grupo tm pelo menos 18 anos de idade NO verdadeira, basta encontrar uma pessoa que tenha menos de 18 anos. Portanto, a alternativa E o nosso gabarito. RESPOSTA: E CESGRANRIO IBGE 2014) Juninho brinca com uma folha de papel da seguinte forma: corta-a em 6 pedaos, depois apanha um desses pedaos e o corta, transformando-o em 6 pedaos menores. Juninho repete diversas vezes a operao: apanhar um pedao qualquer e corta-lo em 6 pedaos. Imediatamente aps uma dessas operaes, ele resolve contar os pedaos de papel existentes. Um resultado possvel para essa quantidade de papel a) 177 b) 181 c) 178 d) 180 e) 179 RESOLUO: Inicialmente ele tinha 1 pedao de papel. Ao cort-lo pela primeira vez, fica com 6 pedaos. Ao cortar um desses pedaos, fica com 5 pedaos maiores e 6 pedaos menores, totalizando 6 + 5 = 11. Ao cortar um desses pedaos menores em pedaos ainda menores, fica com 5 pedaos maiores, 5 menores e 6 ainda menores, totalizando 6 + 5 + 5 = 16 pedaos. Observe que a cada corte vamos adicionando mais 5 pedaos ao total. Os resultados possveis so, portanto:

  • RACIOCNIO LGICO P/ IBGE AGENTE DE PESQUISAS E MAPEAMENTO PROF. ARTHUR LIMA

    Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br

    6, 11, 16, 21, ... Veja que todos esses nmeros, quando divididos por 5, deixam resto igual a 1. Das alternativas de resposta, a nica que dividida por 5 deixa resto igual a 1 o nmero 181. RESPOSTA: B CESGRANRIO IBG 2014) Trs herdeiros, Arnal