Processo de Recrutamento e Selecção de Pessoal ?· de recrutamento e selecção de pessoal na aquisição…

Download Processo de Recrutamento e Selecção de Pessoal ?· de recrutamento e selecção de pessoal na aquisição…

Post on 17-Dec-2018

217 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

UNIVERSIDADE DO ALGARVE

Processo de Recrutamento e Seleco de

Pessoal

Hotel Paraso de Albufeira

Maria Jeane Gomes da Silva

Relatrio de Estgio como quesito obrigatrio para obteno do Grau de Mestre em

Gesto de Recursos Humanos

Relatrio efetuado sob a orientao de: Professora Doutora Ileana Monteiro

Ano 2014

i

Gesto de Recursos Humanos:

Hotel Paraso de Albufeira

Declarao de autoria de trabalho

Declaro ser a autora deste trabalho, que original e indito. Autores e trabalhos

consultados esto devidamente citados no texto e constam da listagem de referncias

includa.

_____________________________

(Jeane Gomes)

Copyright aluna da Universidade do Algarve

A Universidade do Algarve tem o direito, perptuo e sem limites geogrficos, de

arquivar e publicitar este trabalho atravs de exemplares impressos reproduzidos em

papel ou de forma digital, ou por qualquer outro meio conhecido ou que venha a ser

inventado, de o divulgar atravs de repositrios cientficos e de admitir a sua cpia e

distribuio com objetivos educacionais ou de investigao, no comerciais, desde que

seja dado crdito ao autor e editor

ii

AGRADECIMENTOS

No poderia perder esta oportunidade de tornar pblico, o sentimento de gratido que

sinto para com algumas pessoas que foram importantes na realizao deste mestrado to

almejado e que no princpio pensei ser inalcanvel.

Os meus agradecimentos especiais para a minha Orientadora e Professora Doutora

Ileana Monteiro que, como directora do curso, ministrou importantes disciplinas e

aceitou orientar meu estgio curricular num sector de difcil colocao e realizao.

Os meus sinceros agradecimentos Dra. Paula Esteves, scia-directora do Hotel Paraso

em Albufeira e a seu pai, senhor Manuel Esteves, que abriram as portas internas do

funcionamento do hotel sem as quais seria impossvel a realizao deste trabalho.

A minha gratido eterna ao meu companheiro Dr. Joaquim Roque, que em todos os

momentos, mesmo os mais difceis de transpor, pelo conforto, amor, compreenso e

contributo imensurvel na fora, pacincia, sacrifcio e equilbrio emocional.

Agradeo tambm minha colega e amiga Vernica Viegas que me deu apoio em todos

os momentos do curso, desde o incio, que comigo formou uma equipe de estudo at ao

final do curso.

E, de uma maneira em geral, a todos os que, de algum forma, contriburam para que

conseguisse realizar e concluir este trabalho.

iii

Dedicatria

Dedico este Relatrio minha filha Jockastha que foi sempre a grande

fonte de inspirao.

Pensamento

iv

RESUMO

O presente relatrio visa apresentar, descrever e reflectir sobre as actividades e tarefas

desenvolvidas no decorrer dos oito meses de estgio curricular no Hotel Paraso de

Albufeira, com vista concluso do Mestrado em Gesto de Recursos Humanos da

Universidade do Algarve UALG.

Destina-se a descrever as actividades desenvolvidas ao longo do estgio e sobretudo,

apresentar um enquadramento do trabalho realizado com todos os conhecimentos

adquiridos durante o mestrado.

Alm disto, possibilitou estudar as possveis hipteses de implementao de um

departamento de Recursos Humanos, bem como o desenvolvimento de competncias,

em contexto profissional.

A Gesto de Recursos Humanos tem vindo a assumir uma importncia crescente nas

organizaes. Os colaboradores deixam de ser vistos como meros recursos, para se

tornarem primordiais ferramentas na vantagem competitiva. O recrutamento e seleco

de pessoal destacam-se como ferramentas primordiais e necessrias, dado que, por seu

intermdio, que as organizaes encontram trabalhadores e trabalhadores acedem s

organizaes.

O objectivo deste trabalho consiste em acompanhar e analisar a importncia do processo

de recrutamento e seleco de pessoal na aquisio do potencial humano no Hotel

Paraso em Albufeira, mostrando e analisando todo o processo em forma sequencial e

prtica.

A metodologia adoptada, para alm de outras, baseou-se no estudo de caso Hotel

Paraso. Neste sentido, analisou-se uma instituio hoteleira, a qual foi estudada

detalhadamente e que permitiu acompanhar, a par e passo, seu funcionamento interno de

RH, at ento inexistente

Palavras - chave: Gesto; Organizao; Pessoal; Recrutamento; Seleco.

v

ABSTRACT

This report aims to present, describe and reflect on the activities and tasks undertaken

during the eight-month traineeship at Paradise Hotel in Albufeira, with a view to

completing the MSc in Human Resource Management, University of Algarve - UALG.

This internship report is intended to describe the activities over the internship program,

presenting a Framework of the work done with all the knowledge acquired during the

Masters. In addition, enabling to study the possible hypotheses of implementing a

Human Resources department as well as the development of skills in a Professional

context. The Human Resource Management has assumed an increasing importance in

organizations. Employees are no longer seen as mere resources, to become primary

tools in competitive advantage. The recruitment and selection of staff stand out as

paramount and necessary tools, since it is through it that organizations are accessing

workers and workers organizations. The aim of this work is to monitor and analyse the

importance of recruitment and selection of staff in the acquisition of human potential in

the Paradise Hotel in Albufeira, showing and analysing the whole process in a

sequential and practical manner. The adopted methodology, along with others, was

based on the case study - Hotel Paraso. In this sense, it was analysed a hotel institution,

which was studied in detail and allowed to follow, step by step, its internal functioning

in Human Resource, previously nonexistent.

Keywords: Management; Organization; Staff; Recruitment; Selection.

vi

NDICE

Agradecimentos ii

Dedicatria iii

Pensamento iii

Resumo iv

Abstract v

ndice de siglas

Lista de Tabelas

Lista de Grficos

Lista de Figuras

I Parte

Introduo 1

1 Enquadramento Terico 2

1.2 A GRH na Europa e em Portugal 4

1.3 Teoria e Tcnicas de Gesto de Recursos Humanos 5

1.3.1 Anlise do Trabalho 5

1.3.2 Recrutamento e Seleco 6

1.3.3 Fontes de Recrutamento 7

1.3.4 Seleo 8

1.3.5 Mtodos de Seleo 8

1.3.6 Entrevistas 9

1.4 Acolhimento e Integrao 16

1.5 Formao e Desenvolvimento 17

vii

1.6 Prticas administrativas e GRH 19

1.7 Avaliao Desempenho 21

II PARTE

2.1 Descrio do Estgio 23

2.2 Entidade Acolhedora 23

2.3 Viso, Misso, Objectivos da empresa e Valores 23

2.4 Hotel Paraso Albufeira 24

2.5 Atividades Desenvolvidas no Hotel Paraso 26

2.5.1 Descrio de todas as actividades 27

2.5.2 Aplicao de questionrio de avaliao e desempenho 29

2.6 Atividades Administrativas 29

Concluso Crtica 31

Concluso Final 31

Referncias Bibliogrficas 33

Apndices 35

viii

Lista de Siglas

DP - Departamento Pessoal

GRH Gesto de Recursos Humanos

RH Recursos Humanos

ix

Lista de Grficos

Grfico 1 - Quadro Comparativo sexo M/F funcionrios 24

Grfico 2 - Quadro Comparativo de Qualificaes 25

Grfico 3 Faixa Etria dos Colaboradores do Hotel 26

1

1. INTRODUO

A globalizao despertou nas organizaes a necessidade de uma evoluo nunca dantes

vista, dentro da realidade organizacional, quer no cenrio poltico, quer no econmico e

tambm no social, s possvel com utilizao de novas e competitivas tecnologias e

consequentemente a necessidade de mo-de-obra altamente especializada.

A concorrncia tornou-se presente em todos os ramos da economia, privilegiando

aqueles que mais inovassem em qualidade num menor tempo possvel, antecipando-se

no mercado e diminuindo custos.

neste quadro que os recursos humanos passaram a ter um papel primordial nas

organizaes, contribuindo para o sucesso destas, atravs da admisso dos funcionrios

certos para o lugar que se pretendia, atravs de ferramentas modernas e eficientes.

Este relatrio divide-se fundamentalmente em trs partes. A primeira puramente

terica, onde se apresenta o enquadramento terico e as tcnicas bsicas de Gesto de

Recursos Humanos: recrutamento e seleco; acolhimento e integrao; avaliao do

desempenho; formao e prticas administrativas de gesto de recursos humanos.

Na segunda parte, apresento a empresa onde realizei o estgio Hotel Paraso em

Albufeira; descrevo aqui, pormenorizadamente, as actividades desenvolvidas durante os

oito meses de estgio.

Finalmente uma concluso crtica na qual manifesto uma avaliao pessoal do meu

trabalho.

2

I PARTE

1. ENQUADRAMENTO TERICO

O enquadramento terico ou fase conceptual caracteriza-se pela definio de um tema ou um

domnio de investigao, tendo incio quando o investigador trabalha uma ideia, no sentido

de orientar a sua investigao. Essa ideia pode resultar de uma observao, da literatura, de

uma inquietao pessoal, ou mesmo de um conceito.

Para Fortin (1999:39), conceptualizar refere-se, ento, a um processo, a uma forma

ordenada de formular ideias, de as documentar em torno de um assunto preciso, com vista a

chegar a uma concepo clara e organizada do objecto em estudo.

Os trabalhadores so a oportunidade mais desperdiada pelas empresas GARY COKINS.

hoje universalmente aceite que, quanto mais eficazmente uma organizao gere seus

recursos humanos, maior ser a probabilidade de se tornar bem-sucedida. Este resultado passa

no s pela qualidade das condies de trabalho que se proporcionam s pessoas que dela

fazem parte, como tambm pelo ambiente propcio criatividade. Relatrio de

sustentabilidade 2005/2006 da Galpenergia p.41)

No impossvel gerir bem as pessoas e ganha dinheiro acima da mdia ()

Afortunadamente, existe j um elevado nmero de estudos empricos que demonstram com

fiabilidade que os investimentos tendentes a melhorar a gesto das pessoas nas organizaes

podem gerar retornos financeiros tangveis. CABRERA e BONACHE, p.6).

A Valia Estratgica da GRH

A relativa estabilidade e consolidao que a funo pessoal e a gesto, em geral, viveu at

dcada de 1970 foi profundamente abalada pelas transformaes ocorridas no ambiente

externo das organizaes, decorrentes e simbolicamente associadas ao choque petrolfero de

1973. Uma concorrncia acrescida resultante da abertura dos mercados e da

desregulamentao

Neste novo quadro conceptual, considera-se que a posio competitiva da empresa passa, em

boa parte, pela capacidade de a equipa de gesto gerir esse processo de mudana e pela sua

capacidade de atrair desenvolver, compensar e manter as competncias nucleares, formando

uma equipa de colaboradores flexvel e com nvel elevado de empenhamento organizacional e

de desenvolvimento no projecto da empresa a evidncia parece apontar no sentido de que as

3

organizaes de maior sucesso so as que sabem tirar melhor partido das competncias e do

talento de seus membros. (PINA e CUNHA et all 2012).

1.1 - Da Prtica Teoria e da Teoria Prtica

Desde os primrdios dos sistemas empresariais, a seleco e recrutamento eram feitos

pelos donos das empresas ou gerentes a quem os proprietrios depositavam confiana.

No existiam tcnicas para aplicar, mas sim a indicao de amig...