prémio nobel 2

Download Prémio nobel   2

Post on 10-Aug-2015

41 views

Category:

Entertainment & Humor

4 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  1. 1. Prmio Nobel Fisiologia e Medicina
  2. 2. 1930 Nasceu a 14 de Junho de 1868 em Baden, ustria-Hungria. Morreu a 26 de Junho de 1943, com 75 anos em Nova Iorque, EUA. Atividade: Medicina e Biologia Karl Landsteiner Pela descoberta dos grupos sanguneos ustria
  3. 3. Foi agraciado com o Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1930, pela classificao dos grupos sanguneos, sistema A B 0, e descobriu o fator RH. Landsteiner dedicou-se a comprovar que havia diferenas no sangue de diversos indivduos. Ele colheu amostras de sangue de diversas pessoas, isolou os glbulos vermelhos e fez diferentes combinaes entre plasma e glbulos vermelhos, tendo como resultado a aglutinao dos glbulos em alguns casos, formando granulos, e em outros no. Landsteiner explicou ento por que algumas pessoas morriam depois de transfuses de sangue e outras no.
  4. 4. 1931 Otto Heinrich Warburg Por investigaes sobre o citocromo na respirao celular Alemanha Nasceu a 8 de Outubro de 1883 em Freiburgim. Morreu a 1 de Agosto de 1970, com 86 anos em Berlim. Atividade: Fisiologia e Bioqumica.
  5. 5. Foi agraciado com o Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1931, por descobertas sobre as enzimas que tm participao no processo de oxidao e reduo no organismo. A enzima descoberta leva o seu nome. Citocromos so protenas, geralmente ligadas a uma membrana, que contm grupos heme e que efetuam o transporte de eletres. Um citocromo c com um grupo heme no meio.
  6. 6. 1932 Charles Scott Sherrington Reino Unido Por descobrir a funo dos neurnios E Nasceu a 27 de Novembro de 1857 em Islington. Morreu a 4 de Maro de 1952, com 94 anos em Eastbourne Atividade: Fisiologia, Patologia, Histologia, Neurologia, Bacteriologia.
  7. 7. Edgar Douglas Adrian Reino Unido Por descobrir a funo dos neurnios E Nasceu a 30 de Novembro de 1889 em Londres. Morreu a 4 de Agosto de 1977, com 87 anos em Cambridge. Atividade: Medicina e Eletrofisiologia.
  8. 8. Neurnio a clula do sistema nervoso responsvel pela conduo do impulso nervoso. H cerca de 86 bilhes (at 20 de fevereiro de 2009 se especulava que havia 100 bilhes) de neurnios no sistema nervoso humano. O neurnio constitudo pelas seguintes partes: corpo celular, o ncleo celular, dendritos (prolongamentos numerosos e curtos do corpo celular, recetores de mensagens), axnio (prolongamento que transmite o impulso nervoso vindo do corpo celular) e telodendritos.
  9. 9. 1933 Thomas Hunt Morgan Estados Unidos Descobertas sobre a funo dos cromossomos na hereditariedade Nasceu a 25 de Setembro de 1866 em Lexington (Kentucky). Morreu a 4 de Dezembro de 1945, com 79 anos em Pasadeno. Atividade: Zoologia e Gentica.
  10. 10. Devido ao seu trabalho, a Drosophila tornou-se um dos principais modelos animais na rea da gentica. Suas contribuies mais importantes foram para a gentica, pelas quais recebeu o Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1933, por provar que os cromossomas so portadores de genes. Dentre todas as espcies do gnero, a mais conhecida a Drosophila melanogaster. Esta espcie foi usada como modelo em pesquisas que contriburam para o desenvolvimento de importantes conceitos de Gentica.
  11. 11. 1934 Estados Unidos E Nasceu a 28 de Agosto de 1878 em Ashland. Morreu a 1 de Fevereiro de 1976 com 97 anos. Atividade: Medicina George Whipple Por trabalhos em terapias do fgado para combate anemia macroctica
  12. 12. Estados Unidos E George Richards Minot Nasceu a 2 de Dezembro de 1885 em Boston. Morreu a 25 de Fevereiro de 1950, com 64 anos, em Boston. Atividade: Medicina EPor trabalhos em terapias do fgado para combate anemia macroctica
  13. 13. Estados Unidos Por trabalhos em terapias do fgado para combate anemia macroctica E William Murphy Nasceu a 6 de Fevereiro de 1892 em Stoughton. Morreu a 9 de Outubro de 1987 com 95 anos, em Brookline. Atividade: Medicina
  14. 14. Anemia uma sndrome na qual a capacidade do sangue de transportar oxignio para os tecidos est reduzida, seja pela reduo de eritrcitos (hemcias ou Glbulos vermelhos) seja pela reduo de hemoglobina. Essa falta de oxignio nos rgos conhecida como hipoxia. Macroctica: quando os eritrcitos so grandes, maiores do que o normal. Principais causas: falta de folato e vitamina B, nutrientes essenciais para a formao das clulas vermelhas do sangue. Fgado a maior glndula e o segundo maior rgo do corpo humano. Funciona tanto como glndula excrina, libertando secrees num sistema de canais que se abrem numa superfcie externa, como glndula endcrina.
  15. 15. 1935 Alemanha Pela descoberta do efeito organizador no desenvolvimento embrionrio Hans Spemann Nasceu a 27 de Junho de 1869 em Stuttgart. Morreu a 12 de Setembro, com 72 anos em Freiburgim Breisgau. Atividade: Embriologia.
  16. 16. As suas descobertas relativas aos efeitos da introduo embrionria e influncia das clulas nos tecidos e rgos, foram relevantes na sua escolha para vencedor do galardo.
  17. 17. 1936 Henry Hallett Dale Reino Unido E Nasceu a 9 de Junho de 1875 em Londres. Morreu a 23 de Julho de 1968, com 93 anos em Cambridge. Atividade: Farmacologia Pela descoberta da transmisso qumica dos impulsos nervosos
  18. 18. E Otto Loewi Alemanha Pela descoberta da transmisso qumica dos impulsos nervosos Nasceu a 3 de Janeiro de 1873 Em Frankfurtam Main. Morreu a 25 de Dezembro de 1961, com 88 anos em Nova Iorque. Atividade: Farmacologia.
  19. 19. Impulso nervoso um impulso eltrico que se origina das alteraes nas cargas eltricas das superfcies interna e externa da membrana plasmtica. O impulso nervoso, que percorre o neurnio, de natureza eletroqumica e resulta de modificaes internas e externas da membrana neural. Internamente a membrana do neurnio possui carga eltrica negativa e externamente ela positiva Transmisso do impulso nervoso A bomba de sdio (Na+) e potssio (K+): Seu funcionamento dar-se na proporo de que para Bomba cada trs ons Na+ bombeados para o liquido extracelular, apenas dois ons de K+ so bombeados para o liquido intracelular, causando um dficit negativo no interior da clula e caracterizando assim um transporte ativo, pois os movimentos dos ons vo contra o gradiente de concentrao, visto que h maior concentrao de Na+ no meio extracelular e K+ no meio intracelular.
  20. 20. 1937 Albert Szent-Gyrgyi Hungria Por descobrir a vitamina C como catalisador Nasceu a 16 de Setembro de 1893 em Budapeste, Hungria. Morreu a 22 de Outubro de 1986, com 93 anos em Woods Hole. Atividade: Fisiologia.
  21. 21. Ele iniciou, no Instituto Rockefeller, suas pesquisas sobre respirao celular, ciclo de Krebs. Estudando as clulas, ele descobriu uma substncia redutora, que mais tarde veio a ser chamada de cido ascrbico. Ele observou tambm que essa substncia possua uma atividade anti-escorbuto. O cido ascrbico(Vitamina C) um slido cristalino de cor branca, inodoro, hidrossolvel e pouco solvel em solventes orgnicos.
  22. 22. 1938 Corneille Heymans Blgica Por descobrir o efeito das estruturas dos sinus e da aorta sobre a respirao Nasceu a 28 de Maro de 1892 em Gent. Morreu a 18 de Julho de 1968, com 76 anos em Knokke Heist. Atividade: Fisiologia.
  23. 23. Aorta o nome dado maior e mais importante artria do sistema circulatrio do corpo humano. Dela derivam todas as outras artrias do organismo, com exceo da artria pulmonar. A aorta se inicia no corao, na base do ventrculo esquerdo, e termina altura da quarta vrtebra lombar, onde se divide nas artrias ilacas comuns. Ela leva sangue oxigenado para todas partes do corpo atravs da circulao sistmica.
  24. 24. 1939 Gerhard Domagk Alemanha Por ter descoberto os efeitos antibacterianos de certas drogas sulfonamidas, atualmente usadas no tratamento e na cura da hansenase Nasceu a 30 de Outubro de 1895 em Lagw. Morreu a 24 de Abril de 1964, com 68 anos, em Konigsfeldim Schwarzwald (Alemanha) Atividade: Microbiologia.
  25. 25. Lepra, hansenase, morfeia, mal de Hansen ou mal de Lzaro uma doena infeciosa causada pelo bacilo Mycobacterium leprae (tambm conhecida como bacilo-de-hansen) que causa danos severos a nervos e a pele. A denominao hansenase deve-se ao descobridor do microrganismo causador da doena, Dr. Gerhard Hansen. Homem com lepra lepromatosa grave e avanada
  26. 26. 1943 Henrik Dam Dinamarca E Nasceu a 21 de Fevereiro de 1895 em Copenhague. Morreu a 18 de Abril de 1976, com 81 anos, em Copenhague. Atividade: Bioqumica. Pelo seu trabalho na descoberta e funo fisiolgica da vitamina K
  27. 27. E Edward Doisy Estados Unidos Pelo seu trabalho na descoberta e funo fisiolgica da vitamina K Nasceu a 3 de Novembro de 1893 em Hume. Morreu a 23 de Outubro de 1986, com 92 anos, em St.Louis. Atividade: Bioqumica
  28. 28. A vitamina K, ou vitamina anti-hemorrgica O papel mais conhecido da vitamina K est relacionado com a sua ao no processo de coagulao sangunea
  29. 29. 1944 Joseph Erlanger Estados Unidos E Por suas pesquisas sobre as fibras nervosas Nasceu a 5 de Janeiro de 1874 em So Francisco. Morreu a 5 de Dezembro de 1965, com 91 anos, em Saint Louis. Atividade: Fisiologia
  30. 30. E Herbert Gasser Estados Unidos Nasceu a 5 de Julho de 1888 em Platteville. Morreu a 11 de Maio de 1963, com 74 anos, em Nova Iorque. Atividade: Fisiologia. Por suas pesquisas sobre as fibras nervosas
  31. 31. As fibras nervosas, formadas pelos prolongamentos dos neurnios (dendritos ou axnios) e seus envoltrios, organizam-se em feixes. Cada feixe forma um nervo. Cada fibra nervosa envolvida por uma camada de tecido conjuntivo, denominada endoneuro. Cada feixe envolvido por uma bainha conjuntiva denominada perineuro. Vrios feixes agrupados paralelamente formam um nervo. O nervo tambm envolvido por uma bainha de tecido conjuntivo chamada epineuro. No nosso corpo existe um nmero muito grande de nervos. O seu conjunto forma a rede nervosa. A foto mostra uma multido de fibras nervosas do