poemas a dedo

Click here to load reader

Post on 22-Jul-2016

236 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

  • POEMAS DEDOa

    DENNIS RADNZFERNANDO JOS KARLPRISCILA LOPESRODRIGO GARCIA LOPESTELMA SCHERERVINCIUS ALVES

  • DENNIS RADNZ

  • Ninfografia

    mnimos lbios elseos

    lmina a lngua elia

    l,a lbia baila

    ali,a lua lbia

    alm,as duas etipias

    intumescidas

    Extrado de Livro de mercrio, Letradgua Editora, 2001

  • Foto Lucas Bernardi

  • FERNANDO JOS KARL

  • A pedra e a me morta

    A me morta bela porque a delicadezase dissolvendo.

    Com machado de ferro quebra-se a pedra.Clareza fixa e rstica, a pedra,

    se cortada em duas,so duas pedras mais belas que a me morta,

    porque pedras no morrem,mantm a delicadeza.

    Extrado de Desenhos mnimos de rios, Secretaria da Cultura, Paran, 1997

  • Xilogravura Chico Marinho

  • PRISCILA LOPES

  • The Nigth Caf

    Contemplo as escadas de van Gogh.

    Consulto o relgio da parede.A cinco passos est o meu cliente. Neleme debruo se me vejo. Nelehabita o clima, o verde

    da mesa de sinuca que me convida a sers. Um casal ao longe no cabe em mim.Um bbado sentado tambm sou eu.Por inmeros motivos me condenoa manter-me em p, entre parnteses.Creio que haja vida aps a mortee que os olhos so ouvidos

    das minhas paredes. Porm,me detenho no pensamentoque mede o tamanho do meu taco e se confio ou no, mais embaixoo buraco que procuram minhas mos.

    Extrado de Almenara da Palavra, blog de Romulo Schmidt, 2012

  • Foto Annete Owatari

  • RODRIGO GARCIA LOPES

  • voc me tocacomo quem trocade roupa

    voc me provocae troadessa minha docedistrao

    pra qu tanta pressavocmulher na multido?

    Extrado de Solarium, Iluminuras, 1994

  • Foto Annete Owatari

  • TELMA SCHERER

  • O sol nos pe nus demais. O sol nos pe srios. Na morte, o sol finca pedras. Pe epitfios e, no entanto, no fundo do oceano o germe, l onde raio nenhum penetrou. No fundo do lodo do fundo, brilha a alga que v no escuro. Enxerga claro, v aos poucos. No abrupto. O sol nos pe nus demais, nos pe srios. Quer saber o que nem Deus entende. Nosso medo, ele no sente.

    Extrado de Depois da gua, Nave Editora, 2014

  • Foto Lucas Bernardi

  • VINCIUS ALVES

  • no tenho s uma caraa cara que tenho s uma caramas no uma cara s

    aquilo que a minha cara pareceno a minha cara s porque a minha cara aparece

    o que voc v s a minha caramas voc no v a minha cara minha cara

    a minha cara ningum vporque ningum sacao que t na cara

    Extrado de Olho & Flego, Bernncia Editora, 2008

  • Xilogravura Chico Marinho

  • AVIRTUAL, 2015

    Editores: Jayro Schmidt & Lucas Bernardi

    Projeto grfico Lucas Bernardi

    Detalhe Capa Caravaggio

    Fonte corpo Courier New | Ttulos Capa Calibri [email protected]

  • AVIRTUALAA