petrologia do magmatismo tardi-brasiliano no ... ... petrologia do magmatismo tardi-brasiliano no...

Download PETROLOGIA DO MAGMATISMO TARDI-BRASILIANO NO ... ... PETROLOGIA DO MAGMATISMO TARDI-BRASILIANO NO MACI£â€O

If you can't read please download the document

Post on 15-Feb-2021

0 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEODINÂMICA E GEOFÍSICA

    DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

    PETROLOGIA DO MAGMATISMO TARDI-BRASILIANO NO MACIÇO SÃO JOSÉ DE CAMPESTRE (RN/PB), COM ÊNFASE

    NO PLÚTON ALCALINO CAXEXA

    Autor: MARCOS ANTONIO LEITE DO NASCIMENTO

    Orientador: Prof. Dr. Zorano Sérgio de Souza

    Co-orientador: Prof. Dr. Antonio Carlos Galindo

    Dissertação n 15 / PPGG

    Natal/RN, Março de 2000

  • UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEODINÂMICA E GEOFÍSICA

    DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

    PETROLOGIA DO MAGMATISMO TARDI-BRASILIANO NO MACIÇO SÃO JOSÉ DE CAMPESTRE (RN/PB), COM ÊNFASE

    NO PLÚTON ALCALINO CAXEXA

    Autor: MARCOS ANTONIO LEITE DO NASCIMENTO

    Dissertação de Mestrado apresentada em 24 de Março de 2000, para a obtenção do título de Mestre em Geodinâmica pelo Programa de Pós-Graduação em Geodinâmica e Geofísica da UFRN.

    Comissão Examinadora: Prof. Dr. Zorano Sérgio de Souza (PPGG/UFRN - orientador)

    Prof. Dr. Jaziel Martins Sá (PPGG/UFRN) Prof. Dr. Herbet Conceição (PPPG/UFBA)

    Natal/RN, Março de 2000

  • Oh, minha menina, és de tudo que mais belo existe Ver tua beleza é esquecer tudo que há de triste

    Tua presença, Debora, é tão sublime quanto o mar e o ar E estar sempre ao teu lado é ser amado

    Ter pra sempre o teu olhar Que faz meu bem-querer, sustenta meu amor

    E faz com que a cada dia eu te ame mais ... Sei que a tua boca já beijou a outra que não a minha

    Sei que já amou a outros quando não me conhecia Mesmo assim, Debora, teu carinho me tomou o peito

    E hoje sem você não mais consigo ser do mesmo jeito Então dedico a ti esse poema, tentando em versos dizer

    Que eu te amo tanto Tentando gritar ao mundo

    Debora, sem você, confesso, eu não vivo Sem você minha vida é um castigo

    Sem você prefiro a solidão A sete palmos do chão

    (adaptado de uma bela canção)

  • AGRADECIMENTOS

    “Nenhum homem é uma ilha. Para combater o bom combate precisamos de ajuda” (Paulo Coelho - Diário de um Mago)

    Esta frase define a necessidade de todo o ser humano, que é de precisar da ajuda de

    uma pessoa, mesmo aquele mais solitário. Acho muito difícil escrever esta parte da dissertação,

    pois como um cara esquecido que sou, temo em omitir nomes de pessoas que foram, são e

    serão muito importantes para mim. Assim, peço desculpas, a todos que não foram

    mencionados nesses agradecimentos.

    A força e a coragem que utilizo para hoje terminar este trabalho, devo simplesmente a

    DEUS, àquele que me ajuda em todos os meus caminhos e que me orienta. Obrigado SENHOR

    pela apoio durante toda a minha vida. Apesar de alguns ainda não compreenderem a

    importância da Geologia na minha vida, é importante manifestar aqui todos os meus

    agradecimentos à MINHA FAMÍLIA (Pai, Mãe, Irmãos, Tios, Primos etc). Obrigado pela força

    dada durante todo o cotidiano e pela paciência de vocês. Mesmo preferindo ir para um local

    bem melhor, diferente deste que nos encontramos, manifesto minha gratidão à Maria da

    Conceição. Minha vó, valeu, a senhora é demais!!!

    Gostaria de ser grato a todos os professores do Departamento de Geologia da

    Universidade Federal do Rio Grande do Norte (DG/UFRN) pelo ensinamento e vivência

    concedido a minha pessoa durante esses anos que estive aqui.

    Ao meu orientador, Prof. Dr. Zorano Sérgio de Souza, agradeço a confiança coloca em

    mim, não somente agora, nesta etapa de pós-graduação. Recordo a primeira vez que você

    conversou comigo, me convidando a trabalhar em um projeto acadêmico e assim iniciando a

    minha vida científica. Valeu, professor, pelas discussões sobre o tema petrologia, e mesmo sem

    notar, por ter me ensinado a ser um pouco mais organizado. Aprendi muito contigo, tanto no

    âmbito profissional como no pessoal. Ao meu co-orientador, que por muitas vezes se tornava o

    próprio orientador, Prof. Dr. Antonio Carlos Galindo, gostaria de lhe agradecer por toda a

    orientação repassada à minha pessoa. Devo a você a grande parte do meu aprendizado

    sobre as rochas graníticas. Obrigado também pela grande paciência, principalmente durante

    as leituras de meus textos. A você e Zorano (não necessariamente nesta mesma ordem), muito

    obrigado por tudo, fico devendo essa.

    É necessário deixar aqui meus agradecimentos à você Prof. Dr. Emanuel Ferraz Jardim

    de Sá, que mesmo não acompanhando meus trabalhos na pós-graduação, me ensinou a lidar

    com a geologia de uma forma mais coerente. Obrigado pelos seus ensinamentos.

    Agradeço àqueles que de alguma forma possibilitaram a aquisição dos dados utilizados

    neste trabalho. No que concerne aos geoquímicos fico grato ao Dr. Jean-Marc Lardeaux

    (Laboratoire de Pétrologie et Tectonique da Universidade Claude Bernard I (Lyon) e aos Drs.

    Venerando Eustáquio Amaro, Antonio Carlos Galindo e Raquel Franco de Souza, ambos do

  • DG/UFRN. Com relação aos dados geocronológicos fico agradecido a Dra. Maria Helena de F.

    Macedo do DG/UFRN, a doutoranda Maria Helena B. M. Hollanda e ao Dr. Márcio M. Pimentel,

    ambos da UnB, bem como ao Dr. Koji Kawashita e a Ivone Sonoki (todos do CPGeo/USP).

    Agradeço a obtenção dos dados de química mineral à doutoranda Rielva S. C. do

    Nascimento (NEG-LABISE/UFPE) e ao Dr. Antonio Carlos Galindo (DG/UFRN).

    Estendo meus agradecimentos aos órgãos que financiaram minha pesquisa (FINEP,

    CNPq e FUNPEC), como também agradeço ao CNPq pela concessão da minha bolsa de

    mestrado (No proc. 130990/98-1). No que diz respeito ao apoio logístico, fico muito grato ao

    Programa de Pós-Graduação em Geodinâmica e Geofísica (PPGG) e ao Departamento de

    Geologia (DG/UFRN), pelo auxílio em despesas de campo, transporte/combustível e

    documentação fotográfica, e ainda confecção de seções delgadas, infra-estrutura

    laboratorial (bússolas, estereoscópios, microscópios petrográficos, microcomputadores,

    martelos, entre outros).

    Aos companheiros de aperreio e sufoco, agradeço a paciência de todos em me aturar

    durante todas as dificuldades que tive na elaboração deste trabalho, bem como outros do

    âmbito geológico. Obrigado, à minha turma Debora do Carmo Sousa, Mário Neto Cavalcanti

    de Araújo, Jesimael Avelino da Silva, Ana Catarina Fernandes Coriolano, Ivaldo Rodrigues da

    Trindade, Maurício Goes Souza, Flávia Taone de Lira Melo, Cristiano de Andrade Amaral e

    Ubiraci Manuel Soares. Agradeço também aos numerosos amigos que colecionei durante esses

    anos geológicos, em especial a Alex Francisco Antunes (valeu amigo!!!), Maria Helena Bezerra

    Maia de Hollanda, Carlos César Nascimento da Silva, Patrícia Rose de Carvalho Costa, Eugênio

    Pacelli Dantas, Luciano Henrique de Oliveira Caldas, Rielva Solimairy Campelo do Nascimento,

    Silvana Diene Souza Barros, dentre muito outros.

    Não intimamente ligado a geologia, mesmo assim, é mais do que necessário deixar

    meus agradecimentos a um estilo de vida e pensamento. Muitas inspirações surgiram por sua

    causa, nos momentos difíceis e (também) fáceis você me ajudou muito. Então deixo aqui meus

    sinceros agradecimentos a ti “Rock and Roll”, obrigado pela ajuda.

    Deixo para agradecer no final, àquela pessoa que consegue agüentar todo o meu

    estresse e apoquentação durante esses últimos sete anos. Espero que essa fonte de paciência

    nunca se esgote, pois pretendo ficar junto de ti, pelos menos o resto de minha vida. Poderia

    escrever (e declamar) inúmeros poemas, e fazer com que esse item de agradecimento seja

    maior que os números de páginas dessa dissertação. Entretanto, como muita gente não

    entende o que é o amor, prefiro não deixar em palavras tudo aquilo que sinto por ti, pelo

    menos aqui, já que a dedicatória desse trabalho é simplesmente só para você. Obrigado

    Debora por você fazer parte da minha vida. Serei eternamente grato a Deus por ter colocado

    você no meu caminho. Simplesmente TE AMO!!!

  • SUMÁRIO

    Resumo................................................................................................................................................. i Abstract................................................................................................................................................ iii Introdução........................................................................................................................................... v

    PARTE 1 - REVISÃO DA GEOLOGIA E OBJETIVOS DESTE TRABALHO

    CAPÍTULO 1. - GEOLOGIA REGIONAL........................................................................................................ 01

    1.1 - Introdução..................................................................................................................... 01 1.2 - O Maciço Rio Piranhas................................................................................................ 01 1.3 - A Faixa Ser