oséias estudo 03

Download Oséias   estudo 03

Post on 10-Jan-2017

307 views

Category:

Spiritual

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Prof. Pr. Joo Ricardo Ferreira de Frana

  • Introduo:Vimos at o presente momento que o casamento do profeta Osias marcado por um fracassoFomos inseridos a questo de que este casamento um ato simblico proftico. Deus ordena que o profeta reate o casamento e tenha filhos de prostituies.Ilustrando a mensagem de Deus para com o povo idolatra

  • III A SITUAO RELIGIOSA NOS TEMPOS DE OSIAS.Nos tempos do profeta havia muita atividade religiosa, mas bem pouco relacionamento com Deus. Podemos no ser idlatras, e ter um notvel ativismo religioso, mas pouca comunho com Deus.Nos dias de hoje h muita festividade gospel onde praas e a avenidas so lotadas pela busca desenfreada de uma espiritualidade vazia de contedo. Devemos aprender que: Atividade religiosa no significa vida religiosaE essa atividade religiosa no tempo de Osias no era algo ligado ao culto a Deus. Por isso, necessrio ter em mente que para se entender a mensagem deste profeta necessrio levar em conta outro dado: o culto a Baal

  • O captulo 6.9-10 Yahweh o Deus da aliana continuava sendo o Deus de Israel, mas para as necessidades primrias deste povo era apenas Baal quem podia satisfaz-lasComo era essa vida religiosa no tempo do profeta? O captulo 6.9-10 revela-nos isso: Como hordas de salteadores que espreitam algum, assim a companhia dos sacerdotes, pois matam no caminho para Siqum; praticam abominaes. Vejo uma coisa horrenda na casa de Israel: ali est a prostituio de Efraim; Israel est contaminado. Neste texto podemos ver que os sacerdotes, os lderes espirituais do povo, so comparados a criminosos. A palavra hebraica usado predominantemente usado aqui para descrever certas atitudes como vergonhosas e repugnantes a Deus.

  • AS PRTICAS RELIGIOSAS O profeta quanto questo dos cultos aos baalains condena seus sacrifcios, dizendo que so fteis, oferecidos a deuses errados, em lugares errados, por motivos errados (4.19; 5.7).O contexto religioso neste tempo de Osias era terrvel, pois, podemos diagnosticar prticas terrveis contrrias Palavra de Deus, dentre elas encontramos:

    Culto ao Bezerro de Ouro (13.2)Idolatria vil (8.6)Sacrifcio Infantil (5.2)

  • IV - UMA CONVERSO SEM SINCERIDADE. (OSIAS 5.14-6.6)Por todo o captulo 5 Deus exorta o povo a voltar-se para ele, uma chamada ao arrependimento, mas o povo tenta aliar-se com a Sria para livrar-se do juzo divino, mas no v soluo, ento a nao finge um arrependimento conforme expressa o captulo 6.1,2. Entretanto, o povo no estava interessado em Deus, mas que ele enviasse a chuva para que pudessem ter uma boa colheita. Mas, para estas questes Israel recorria a Baal conforme j vimos. E a tnica no texto posteriormente como se houvesse uma tentativa de troca. Seu Deus despejasse chuvas a eles, o que Baal sempre dava, eles abandonariam Baal e adorariam a Yahweh.

  • V A PARTERNIDADE DE DEUS (OSIAS 11).O texto uma bela poesia que retrata o cuidado paterno de Deus sobre o seu povo. No Novo Testamento este texto evocado com o senso pleno utilizado por Mateus para fazer uma referncia a Jesus (Mateus 4.1). Entretanto, a narrativa bblica no sobre Jesus especificamente, mas sobre Israel.Este texto o terceiro apelo que o profeta faz histria. Ele est rememorando histria. As passagens anteriores so Osias 9.10 e 10.9. Deus traz a histria diante deles para que eles lembre-se que nEle Israel tem um pai amoroso.

  • O verbo amei que ocorre no texto [haveh] um amor que esta ligado a escolha soberana de Deus. A figura paterna de um pai amoroso ressaltada nos versos 3 e 4; entretanto, estes filhos rejeitam o cuidado e o amor do pai conforme vemos nos versos de 5-7.

  • V I - O LTIMO CHAMADO DO SENHOR (OSIAS 14.1-9)Este texto um chamado converso ao Senhor. O termo volta no hebraico shuvah indica exatamente isso; mais uma vez Israel chamado porque est cado no pecado e na iniqidade e a soluo a converso; no verso 3 Israel reconhece que as alianas com a Assria no os levar para lugar algum e que a idolatria deve ser abandonada. A Assria j no nos salvar, no iremos montados em cavalos e no mais diremos obra das nossas mos: tu s o nosso Deus; por ti o rfo alcanar misericrdia.

  • Um chamado para abandonar os dolos. Nos versos de 4 a 7 existe uma promessa divina que consiste na cura do mal da idolatria. Israel precisa voltar para o Senhor para que a promessa seja uma realidade na vida do povo.. No verso 8 h um pequeno dilogo entre Deus e Israel (Efraim) e isso percebido da seguinte forma:Efraim: que tenho eu com os dolos?Deus: Eu respondo e cuido de ti.Efraim: Eu sou como a faia verdeDeus: de mim vem o teu fruto.

  • Aqui indica-nos a renncia dos dolos por parte de Israel e Deus apresenta-se como aquele que cuida da nao. Efraim declara que necessidade de cuidados especiais e Deus revela-se como aquele vai oferecer o que necessrio ao povo, ou seja, Israel no precisa de Baal.Entretanto a converso nunca teve lugar em Israel e palavra do no Senhor no captulo 13.9 se torna uma realidade sobre o povo que recusou-se abandonar os dolos e a falsa adorao. E o verso 9 no final do livro de Osias indica a necessidade da sabedoria em seguir a Deus, mas os que seguem os dolos so loucos e insensatos.