nÚcleo de assistÊncia voluntÁria espiritual ms /...

Download NÚCLEO DE ASSISTÊNCIA VOLUNTÁRIA ESPIRITUAL MS / bvsms.saude.gov.br/bvs/...espiritual_Jose_Adalberto_

Post on 30-Nov-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • NCLEO DE ASSISTNCIA VOLUNTRIA ESPIRITUAL

    MS / INCA / HCIJos Adalberto F. Oliveira (ilhaterceira@hotmail.com)

    Secretaria do NAVE 32071718

  • COMO TUDO COMEOU:Demanda da Coordenadora do VoluntariadoGeral e outros profissionais. (Nov. de 2007)

    Busca de referncias no Projeto da CARE doH. das Clnicas de S. Paulo.

    Contatos com colaboradores j atuantes.

    Busca da literatura e apoio legal na legislao.

    Incio das Reunies 12/2/2008

    Viso da OMS sobre sade, j inclui a espiritualidade como parte integrante.

    Somos um grupo inter religioso, formado por catlicos, evanglicos, messinicos, espiritas, budistas, convivendo comrespeito mtuo, sem finalidade de converso, prestando assistncia espiritual, ou religiosa quando pedido pelo solicitante. Todos assistem a todos sem restrio de religio.

  • NAVE

    Linha do Tempo / Evoluo:

    Inicio das reunies- 12/2/2008

    Criao oficial do NAVE na Unidade I em 27/10/2009

    Regimento do NAVE implantado

    Acordo com Seminrio So Jos treinamento de seminaristas

    Condies de acompanhamento das atividades:

    Abertura da secretaria

    Fichas de acompanhamento

    Fichas de solicitao de participao

    Contrato de adeso de voluntrio

    Oferta de Servios controlada Espao Inter Religioso e

    Enfermarias

    I Seminrio Nacional de Espiritualidade em Cncer

    Treinamentos realizados preparatrios para voluntrios

    Realizado Planejamento 2012/2013 2014

    NAVE em DEBATE

    Divulgao/ Rede de Assistncia

  • Alguns artigos levantados:Espiritualidade pode ser enfocada como um sistema de crenas, que envolve elementos intangveis,que transmitem vitalidade e significado a eventos da vida. Tal crena pode mobilizar energias extremamente positivas, com potencial ilimitado para melhorar a qualidade de vida da pessoa...plenamente reconhecido que a sade de indivduos determinada por fatores fsicos, mentais, sociais e espirituais. Os profissionais de sade j contam com indicaes cientficas do beneficio da explorao da espiritualidade na programao teraputica de qualquer doena ( Espiritualidade Baseada em evidencias, Marcelo Saad et cols- 2011- Hospital Israelita SP)

    interessante notar que, quando se analisa o impacto da religiosidade sobre os diferentes domnios da qualidade de vida, observa-se que esta pode ser associada positivamente com a maioria de seus domnios. A importncia da espiritualidade /religiosidade /crenas pessoais (medida pelo WHOQOL-SRPBi) foi correlacionada positivamente aos domnios psicolgico, de relacionamentos sociais, de ambiente, QV, mesmo aps o ajuste para o nvel socioeconmico, os sintomas depressivos, a idade e a presena de uma doena crnica. Esse achado est de acordo com a literatura atual, que mostra a relao entre a religiosidade e melhores relaes sociais. Alm disso, no que diz respeito ao domnio psicolgico, sabido o quanto a religiosidade pode estar associada com nveis mais baixos de depresso a ndices mais elevados de esperana e bem-estar, o que tambm pode explicar a correlao positiva com a qualidade de vida em geral. (Avaliao de qualidade de vida e importncia dada a espiritualidade/religiosidade/crenas pessoais (SRPB) em adultos com e sem problemas crnicos de sade Rocha NS, Fleck MPA / Rev Psiq Cln. 2011;38(1):19-23)

    O objetivo deste estudo foi observar a contribuio de uma rea de recente interesse no campo da sade, chamada psiconeuroimunologia e, a partir disso, discutir a utilizao das tcnicas mente-corpo (relaxamento e visualizao criativa) enquanto ferramentas capazes de auxiliar no tratamento do cncer. As descobertas sobre a interao bioqumica que ocorre entre os sistemas neurolgico, endcrino e imunolgico, juntamente com a modulao emocional da resposta ao estresse mostraram-se relevantes para o posterior estudo sobre a utilizao das tcnicas mente-corpo. (Alminhana,L.OEstudos Teolgicos So Leopoldo v. 50 n. 2 p. 260-272 jul./dez. 2010)

  • Herbert Benson Presidente do Instituto Mente-Corpo da Faculdadede Medicina da Universidade de Harvard (EUA):

    - 'Como somos a nica espcie animal consciente da prpri a mortalidadeapresentamos um anseio orgnico pelo Eterno. Atravs dos tempos osmdicos tm testemunhado recuperaes que no podem atribu irsimplesmente a procedimentos mdicos... A f pode ter um a influncia

    profunda sobre a sade e o bem-estar, sendo parte do tr atamento' .

    John Tarpley Coordenador da Residncia Mdica emCirurgia Geral na Fac. de Medicina Vanderbilt (EUA) :

    No apenas aceitvel, mas a prtica de uma medicina m elhor, abordaras necessidades espirituais dos pacientes .

    A Assistncia Espiritual como um dos meios para a sadeintegral um mtodo novo no Brasil, mas bem conhecidonos EUA e Europa.

    A importncia da espiritualidade para o bem-estar do paciente

  • NAVE

    MISSO

    Prestar assistncia espiritual no HCI - INCA para os que de ns necessitarem, solicitada ou espontnea, assegurando a autonomia de cada um .

  • VISO ESTRATGICA

    A partir da misso estabelecida, desenvolver um conjunto de objetivos, metas e aes que visem prestar assistncia espiritual , a todos que de ns necessitarem, de modo integral, respeitando as individualidades , promovendo acolhimento, consolo, renovando a esperana, o equilbrio e a fora para lutar , contribuindo de modo ativo para a humanizao do atendimento prestado.

  • NAVE

    GESTO DO NAVE

    O NAVE subordinado Direo do HC I,

    como acessoria, e composto por:

    Comit Administrativo

    Conselho Consultivo

    Regimento interno

    Legislao pertinente

    Identificao adequada

  • NAVE

    DIMENSES DO TRABALHO VOLUNTRIO DO NAVE

    Dimenso Solidria : Busca atender as necessidades espirituais / religiosas, de modo voluntrio, das pessoas que nos procuram e queles a quem oferecemos o nosso servio, nos aspectos espirituais e religiosos.

    Dimenso Comunitria : Considerando a constituio hospitalar como uma convivncia mltipla, nos dispomos a atuar na educao continuada para a promoo da sade e bem estar bio psquico social e espiritual.

    Dimenso Poltico-Institucional : Gerar material institucional que possa servir como substrato de novas polticas de assistncia espiritual ou religiosa, bem como servir como frum de discusso e apoio de assuntos crticos. Participar de todos os cursos de atualizao proporcionados, sugerindo novos se for o caso, e estar ciente de que seu trabalho estar sempre sendo acompanhado e avaliado.

  • Levar conforto na hora da aflio e dor de qualquer natureza, sem atitudes de converso religiosa;

    Prestar apoio espiritual numa viso integral;

    Auxiliar no tratamento da doena Atitude Positiva;

    (No oferecemos alternativas teraputicas/milagres)

    Promover um trabalho de sensibilizao do doente, familiares, profissionais e comunidade hospitalar,frente doena, a recuperao, morte preparando-os espiritualmente para a finitude, quando for o caso.

    Participar do processo de humanizao da assistncia, atuando na melhora do convvio entre os funcionrios, equipe de sade, pacientes e familiares visando um atendimento acolhedor

    Colaborar com o todos, na busca da qualidade de vida dos pacientes e comunidade hospitalar.

    Objetivos Gerais

  • NAVE

    CURSO DE PREPARAO DO VOLUNTARIADO

    Aulas

    Apresentao dos objetivos

    Noes sobre os Fundamentos

    das Religies

    Biotica

    Psicologia Oncolgica

    Infeco hospitalar

  • NAVE

    PROGRAMAO DE OCUPAO DO ESPAO INTER RELIGIOSO

    Segunda-feira Tera-feira Quarta-feira Quinta-feira Sex ta-feira Sbado Domingo

    08:00

    09:00

    CATLICO

    MESSINICA

    10:00

    ESPRITASERVIO SOCIAL

    11:00

    12:00

    13:00

    EVANGLICO14:00

    MESSINICAEVANGLICO

    CATLICOEVANGLICO

    CATLICO

    CATLICO

    15:00

    16:00 ESPRITA17:00

    18:00

    * 4 andar prximo aos elevadores dos fundos

    Orao Matinal

  • NAVE

    5411

    514 465628 588 552 566 549

    3862

    EVOLUO NAVE 20122013

  • Eventos e publicaes

    2010- I Seminrio Nacional de EspiritualidadeEm Cncer2012 NAVE em DEBATE 12013 NAVE em DEBATE 224/9/13- NAVE em DEBATE 3

  • NAVE

    ME AJUDA A SUPORTAR TANTA DOR, PARECE QUE VOU FICAR LOUCA,ELE NO PODERIA TER MORRIDO!(Acompanhante de paciente)

    Sei que no tem cura, me sinto sufocada, me ajuda a conversar com ela.(Me de adolescente 14 anos)

    Parece que o meu olhar que est fazendo tudo por e la, no posso sair daqui. (Me de menina de 4 anos)

    Minha dor insuportvel, mas meu marido precisa de mim.

    Eu no quero falar sobre isso, nem com voc nem com ningum. Se voc continuar falando eu vou ficar com raiva de voc. (acompanhante de paciente)

    Eu sei que isso pode acontecer, mas no quero pensa r e no vou falar sobre isso.

    Eu no consigo ficar aqui ,tenho que fazer alguma co isa por ele. ( pai de um menino de 1 ano)

  • O milagre no realizarmos esse trabalho, mas que sejamos felizes fazendo-o.(Madre Tereza)

Recommended

View more >