metrô de estocolmo

Download Metrô de estocolmo

If you can't read please download the document

Post on 27-Jun-2015

28 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. 07-03-2012 Luzia

2. Cotidianamente, os habitantes deEstocolmo tm o privilgio detransitar pela cidadepercorrendo tneis e trilhos defuncionalidade e arte. 3. O ambiente que une estes dois paradigmas contemporneos , nadamais nada menos, que o sistema de metr da capital sueca. 4. Inaugurado em 1950, o metr de Estocolmo tem hoje 100 estaes emuso, das quais 47 so subterrneas e 53 esto acima do solo. 5. Com trechos que penetram rgidas rochas, osistema, por si s, j se apresenta como umaobra especial de engenharia. 6. Como se no bastasse transformar alicerces expostos erochas brutas em beleza, o metr abriga as mais diversasexpresses artsticas, com pinturas, esculturas, mosaicose gravuras de mais de 150 autores 7. O metr de Estocolmo chamado de Tunnelbana, Metro ou U-Bahnpelos suecos e tem trs linhas: azul, verde e vermelha. Os suecoschamam A maior galeria de arte em extenso do mundo, com 110 km. 8. Basta viajar de um ponto a outro, com os olhos bematentos, para contemplar a arte inspiradoraimpressa em cada plataforma e tnel do metr. 9. As estaes so como galerias dearte, constitudas, cada uma, com identidadeprpria. 10. Aliadas estrutura do sistema de transporte, asobras, interferncias e azulejos constroem um circuito depaisagens artificiais completamente integradas ao contextourbano. 11. como transformar o caminho percorrido no objetivo de umabela viagem, ou como fazer de uma ida ao trabalho um passeiopela maior galeria de arte do mundo. 12. Esculturas, mosaicos e pinturaspodem ser encontrados em 90das 100 estaes do metr. 13. O metr um exemplo de como se deve e se podecuidar do espao pblico e seu exemplo deveriaser seguido por todos os metrs do mundo. 14. FORMATAO: LUZIA GABRIELEEMAIL: luziagabriele@hotmail.comIMAGENS: INTRNETFONTE: ESPAO DECORADOMSICA: ORQUETRA ROMANTICOS DE CUBA SIBONEYDATA: 07 DE MARO DE 2012 Me ame quando eu menos merecer, pois quando eu mais preciso