mestre valentim

Click here to load reader

Post on 14-Dec-2014

43 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

MESTRE VALENTIMAcademicas: Gisele Yallouz, Iara Nantes, Isadora Taborda e Thais Yule Professores: Caio Nogueira e Valter Cortez

Na primeira metade do sculo XVII o Rio de Janeiro apresentava um crescimento urbano bastante lento. Poucas ruas conectavam edifcios institucionais e religiosos ao cais do porto. Entretanto, na segunda metade desse mesmo sculo, com a descoberta do ouro nas serras de Minas Gerais observa-se um demasiado desenvolvimento populacional.Imagem do livro O Rio de Janeiro no Sculo XVII - razes e trajetria de Vivaldo Coaracy, Documenta Histrica Editora

Localizao do Casario Histrico da Ponta da Armao, Niteri (baa de Guanabara - sculo XVII).

A cidade se caracterizou como o principal porto do metal e ponto estratgico de partida dos suprimentos das regies aurferas. Inicialmente a rota passava por Parati, mas com a abertura do "Caminho Novo", que encurtava substancialmente as distncias, o crescimento da cidade disparou.

Outros fatores foram decisivos para a transformao da cidade, tais como: Os ataques franceses A necessidade de proteger as minas A crescente evaso fiscal O aumento do contrabando A inteno de ampliar a presena portuguesa na regio do Rio da PrataIlustrao da movimentao, prximo ao cais do porto, comrcio de escravos autor desconhecido.

A descoberta de ouro nas Minas Gerais, no final do sculo XVII, promoveu uma intensa procura pelo trabalho escravo nas minas, provocando uma corrida em direo frica na busca por escravos.

A transferncia da capital do Brasil para o Rio de Janeiro ocorre em 1763.

Obra retrata os Arcos da Lapa, uma das primeiras grandes interferncias arquitetnicas no Rio de Janeiro Foto: Portal Brasil Crdito: Leandro Joaquim/Museu Histrico Nacional,RJ

O primeiro ministro portugus Marqus de Pombal transfere a sede da colnia de Salvador para o Rio de Janeiro. Com isso, alm de promover o deslocamento da centralidade econmica e poltica, foi possvel implementar importantes reformas polticas, social e econmica.

Mestre Valentim -BiografiaNome: Valentim da Fonseca e Silva Filho de: Manoel da Fonseca e Silva, portugus e Amatilde da Fonseca, brasileira. Nasceu: na freguesia de Santo Antnio do Arraial de Gouva da comarca de Serro do Frio, em Minas Gerais por volta do ano de 1744.

Rplica do busto de Mestre Valentim, original roubado em janeiro de 2004 Passeio Pblico

Mestre Valentim, apresentando seus trabalhos nobreza pintura de auto desconhecido.

Transformaes urbansticas na cidade do Rio de Janeiro.1 Vista area Pa Quinze e Igreja Nossa Senhora do Monte de Carmo e da Terceira Ordem. 2 As igrejas vistas da Rua 1 de Maro.

1

3 - Richard Bates, Largo do Pao, 1808. leo sobre tela.

2

3

Atuou como escultor, entalhador, ourives, paisagista e urbanista no Rio de Janeiro. Detalhes do interior da Igreja Nossa Senhora do Carmo da Terceira Ordem.

MESTRE VALENTIM - O EscultorEco, Narciso e Aves Pernaltas, nessa ordem, so algumas das esculturas datadas do sculo XVIII. Conjunto escultural de extrema importncia pelo fato de serem as primeiras peas metlicas fundidas no Brasil, hoje encontram-se fixadas no Memorial do Mestre Valentim Jardim Botnico do Rio de Janeiro.

MESTRE VALENTIM - O Urbanista

Aps trinta anos, o primeiro chafariz localizado no centro da praa teve que ser removido, pois dificultava manobras militares. Mestre Valentim ficou incumbido da remoo do velho chafariz para a beira do mar.1 Vista area Pa Quinze, Rio de Janeiro 2 Sequencia de imagens do Chafariz da Praa Quinze , Rio de Janeiro

1

2

ChafarizNo sculo XVIII, a Rua das Bellas Noites, atual Rua das Marrecas, ligava o Passeio Pblico ao Chafariz das Marrecas, atualmente parte dele pode ser apreciado porque est reproduzido no Jardim Botnico.Posio do Chafariz da Praa Quinze em relao ao cais do porto.

O Chafariz original possuia entre as duas esttuas, as esculturas de marrecas em bronze que deram nome ao Chafariz, duas delas encontram-se no Museu da Cidade, uma est em Recife e as outras desapareceram.Reproduo do Chafariz das Marrecas de Mestre Valentim, sem as marrecas, feita no Jardim Botnico.

ChafarizConstrudos no perodo colonial brasileiro, este elemento integrava o sistema de abastecimento de gua da cidade em um primeiro estgio de urbanizao, ressalta Dora Alcntara, da Comisso de Patrimnio do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB).

Chafariz das Saracuras Praa General Osrio em Ipanema

Construdo de pedra, eram de mrmore o braso e a cartela, e de bronze as saracuras, cgados, cruz e bicas, fundidos.

Chafariz das Saracuras inaugurado no ptio do Convento da Ajuda em 1796

MESTRE VALENTIM - o paisagista

Durante o reinado de Maria I e Pedro II secou-se um lago outrora pestfero e converteu-se em forma de passeio.(trecho de inscrio que existia no Chafariz das Marrecas

A Lagoa do Boqueiro da Ajuda existia no local onde hoje est o Passeio Pblico

Passeio Pblico

Imagem extrada do Google Earth Street View

Passeio Pblico em primeiro plano e a esquerda projeo dos Arcos da Lapa. Do lado direito acima o Edifcio do Teatro Municipal. O Passeio foi construdo entre 1779 e 1783. Foi o primeiro jardim pblico da cidade e do pas.

Passeio PblicoO aterramento da lagoa do Boqueiro recuperou uma rea equivalente a 20 hectares. Segundo alguns cronistas, o prprio Valentim teria delineado as ruas de acesso ao parque.

O traado de Valentim na planta do Passeio, de Francisco Betancourt (1791)

Mestre Valentim desenhou um jardim em estilo francs, totalmente plano, com ruas em linhas retas formando desenhos geomtricos de tamanhos diversos.A planta trapezoidal do Passeio e o eixo com a Rua das Marrecas em desenho de Cludio Taulois

Passeio Pblico

Mestre Valentim no trabalhou apenas como supervisor e autor da planta do Passeio, mas tambm confeccionou todas as peas de arte, inclusive as de metal, as primeiras fundidas no Brasil

Para Jos Mariano Filho, fundador do Instituto dos Arquitetos do Brasil, o Passeio foi, como seria depois o Jardim Botnico, um campo de aclimao de espcies vegetais exticas. A Flora do Brasil era pouco conhecida e os vice-reis queriam a todo transe introduzir aqui as especiarias asiticas.

Os 33.649 m de rea do Passeio so habitados por espcies vegetais variadas como mangueiras, oitizeiros, palmeiras, amendoeiras e at uma araucria, e por algumas espcies animais.

Chafariz dos JacarsNo caso do jardim carioca, o eixo tinha dois extremos: o Chafariz das Marrecas, erguido em 1785, e o conjunto escultrico da Fonte dos Amores, que se encontrava no final do Passeio.

O visitante ao longo de um percurso visualizaria o Chafariz das Marrecas e no extremo do parque, se revelaria o Chafariz dos Jacars (tambm conhecido como Fonte dos Amores.Do conjunto original do Chafariz dos Jacars no restou quase nada, a no ser o prprio corpo da fonte e os jacars