mensageiros químicos - · pdf filemensageiros químicos introdução:...

Click here to load reader

Post on 19-Sep-2018

216 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Mensageiros Qumicos

    Introduo: A clula uma entidade isolada em sua prpria membrana, bem como as suas organelas que tambm se encontram envoltas em sua prprias membranas, separando-as do restante da clula. Desta forma necessrio que haja uma comunicao entre as diferentes clulas do organismo e entre elas e suas organelas . Esta comunicao permite:

    Que as milhares que reaes qumicas das clulas ocorram de forma coordenadas A atividade de uma clula em uma determinada parte do organismo seja coordenada com a atividade da outra clula em uma diferente parte do organismo

  • Mensageiros Qumicos

    Introduo: As Comunicaes entre as clulas:

    3 Tipos de Molculas: Receptores Mensageiros Qumicos (ligantes) Mensageiros Secundrios:

  • Mensageiros Qumicos

    Introduo: As Comunicaes entre as clulas:

    3 Tipos de Molculas: Receptores: so molculas, geralmente, protenas que se unem um determinado ligante determinando algum tipo de mudana ou reao qumica:

    Superfcies de membranas: introduzidos nas membranas celulares (maioria) Embebidos nas membranas das organelas Livres em soluo: no interior das organelas ou no citoplasma

  • Mensageiros Qumicos

    Introduo: As Comunicaes entre as clulas:

    3 Tipos de Molculas: Receptores:

    //upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/b/b9/Protein_ESR1_PDB_1a52.png//upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/d/da/Transdu%C3%A7%C3%A3o_sinal_adren%C3%A9rgicos.PNG

  • Mensageiros Qumicos

    Introduo: As Comunicaes entre as clulas:

    3 Tipos de Molculas: Mensageiros Qumicos (ligantes): so as molculas que reagem com os receptores, ajustando-se ao stio ativo do receptor especfico, semelhante ao modelo chave-fechadura

  • Mensageiros Qumicos

    Introduo: As Comunicaes entre as clulas:

    3 Tipos de Molculas: Mensageiros Secundrios: conduzem a mensagem de um receptor ativado para o interior da clula amplificando esta mensagem.

  • Mensageiros Qumicos

    Caractersticas: Neurotransmissores Hormnios

  • Mensageiros Qumicos

    Caractersticas: Neurotransmissores: so compostos qumicos que realizam a comunicao entre duas clulas nervosas e a clula nervosa e a clula alvo. Este compostos so liberados em um espao, que contm um fluido aquoso, existente entre as terminaes nervosas do axnio de um neurnio e as terminaes dendrticas de outro neurnio ou entre a clula alvo. Este espao denominado de Fenda Sinptica (Sinapse). So liberados das vesculas situadas no stio denominado pr-sinptico e estimularo os receptores situados no stio ps-sinptico.

  • Mensageiros Qumicos

    Caractersticas: Hormnios: so compostos qumicos secretados por um tecido especializado (glndulas endcrinas ou um determinado aglomerado celular). Estas substncias so liberadas na corrente sangunea e, geralmente, em um lugar distante da glndula endcrina, ir ser absorvido e atuar no stio ativo de um receptor especfico (esta ao distante do local de sua secreo o que define fisiologicamente um hormnio)

  • Mensageiros Qumicos

    Classificao: Natureza Fisiolgica Natureza Qumica Natureza da Funo Natureza do Potencial de Ao

  • Mensageiros Qumicos

    Classificao: Natureza Fisiolgica:

    Atuam em uma curta distncia entre a clula secretora e o receptor, at 2.10-6 cm: Fenda Sinptica: Neurotransmissor. Suas aes so imediatas e seus efeitos so momentneos Atuam em uma longa distncia entre a clula secretora (glndula endcrina) e a clula alvo, at 20 cm: Hormnio. Suas aes so vagarosas e seus efeitos mantm-se por um perodo longo de tempo

  • Mensageiros Qumicos

    Classificao: Natureza Qumica:

    Colinrgicos Aminocidos Adrenrgicos Peptidrgicos Esterides

    Neurotransmissores Hormnios

  • Mensageiros Qumicos

    Classificao: Natureza da Funo:

    Ativam uma enzima: Hormnio ou Neurotransmissor Ex: Epinefrina Atuam na sntese da enzima ou protena pela ativao dos genes que a produzem (na transcrio do RNA a partir do DNA): Hormnios Ex: Hormnios esteroides Permeabilidade da membrana: Hormnios e

    Neurotransmissores Ex: Acetilcolina e insulina

  • Mensageiros Qumicos

    Classificao: Natureza do Potencial de Ao:

    Atuam Diretamente: Ex: Hormnios Esterides (Estradiol): atravessam as membranas celulares e nucleares atuando diretamente na transcrio, estimulando o crescimento uterino. Atuam atravs de um Mensageiro Secundrio: Ex: O c-AMP (cclico) que utilizado pela Epinefrina, Glucagom, Hormnio Lutenizante, Norepinefrina e Vasopressina

  • Mensageiros Qumicos

    Neurotransmissores:

  • Mensageiros Qumicos

    Neurotransmissores:

    Molcula transmissora Derivada de Local de sntese

    Acetilcolina Colina SNC, nervos parasimpticos

    Serotonina: 5-Hidroxitriptamina (5-HT) Triptofano SNC, clulas cromafins do trato digestivo, clulas entricas

    4-aminobutirato (GABA) Glutamato SNC

    Glutamato SNC

    Aspartato SNC

    Glicina Espinha dorsal

    Histamina Histidina Hipotlamo

    Metabolismo da Epinefrina Tirosine Medula adrenal, algumas clulas do SNC

    Metabolismo da norepinefrina Tirosina SNC, nervos simpticos

    Metabolismo da Dopamina Tirosina SNC

    Adenosina ATP SNC, nervos perifricos

    ATP nervos simpticos, sensoriais e entricos

    xido Ntrico, NO Arginina SNC, trato gastrointestinal

  • Mensageiros Qumicos

    Neurotransmissores:

  • Mensageiros Qumicos

    Hormnios: 3 Grupos de Hormnios:

    Endcrinos: o hormnio secretado diretamente na corrente sangunea e viaja at o rgo alvo Parcrinos: o hormnio liberado no espao extracelular e se difunde para clulas vizinhas Autcrinos: o hormnio se liga a receptores de superfcie da prpria clula que o liberou, afetando o seu metabolismo

  • Mensageiros Qumicos

    Hormnios: Produo Hormonal

    A maioria dos hormnios produzida pelas glndulas do sistema endcrino, como a hipfise, a tireide, as supra-renais, o pncreas, alm dos ovrios e testculos. As mucosas do intestino delgado produzem hormnios parcrinos que estimulam a secreo de sucos digestivos do pncreas a secretina

  • Mensageiros Qumicos

    Hormnios: Principais Glndulas Endcrinas

  • Mensageiros Qumicos

    Hormnios: Mecanismo de Ao A maioria dos hormnios (hormnios endcrinos) lanada diretamente na corrente sangunea, onde circulam em concentraes muito baixas. Alguns hormnios trafegam intactos pela corrente sangnea. Outros j precisam de uma substncia carregadora, como uma molcula de protena. Os hormnios trafegam pelo sangue at atingirem seus tecidos-alvo, onde eles ativam uma srie de alteraes qumicas. Para atingir seu alvo, um hormnio precisa ser reconhecido por uma protena especializada nas clulas do tecido-alvo, chamada receptor. Normalmente, hormnios hidrossolveis usam receptores localizados na superfcie da membrana da clula do tecido-alvo.

  • Mensageiros Qumicos

    Hormnios: Mecanismo de Ao Quando um receptor e um hormnio se ligam, as molculas de ambos passam por alteraes estruturais que ativam mecanismos no interior da clula. Esses mecanismos produzem os efeitos especiais induzidos pelos hormnios. A clula pode responder, se necessrio, a concentraes anormais de hormnios no sangue, atravs de um aumento ou uma diminuio do nmero de receptores em sua superfcie. Caso a concentrao de um hormnio no sangue aumente, o nmero de receptores na parede celular pode ser diminudo, para manter o mesmo nvel de interao hormonal na clula. Se a concentrao hormonal no sangue diminuir, esse mecanismo de regulao aumenta o nmero de receptores na clula.

  • Mensageiros Qumicos

    Hormnios: Funes do Hipotlamo e Hipfise

  • Mensageiros Qumicos

    Hormnios: Funes do Hipotlamo e Hipfise

  • Mensageiros Qumicos

    Hormnios: Funes do Hipotlamo e Hipfise

    O Hipotlamo liga o sistema nervoso ao sistema endcrino, e tem a funo de sintetizar e secretar neuro-hormnios na hipfise A Hipfise, ou Glndula Pituitria, uma glndula endcrina situada na cavidade ssea localizada na base do crebro, que se liga ao hipotlamo. uma glndula que produz numerosos e importantes hormnios, por isso reconhecida como Glndula-Mestra do Sistema Nervoso

  • Mensageiros Qumicos

    Hormnios: Classificao

    Os hormnios so classificados em dois tipos principais, com base na sua composio qumica.

    Peptdicos ou Proteicos Esteroides Adrenrgicos

  • Mensageiros Qumicos

    Hormnios: Classificao

    Os hormnios so classificados em trs tipos principais, com base na sua composio qumica.

    Peptdicos ou Proteicos Os hormnios peptdicos so normalmente encontrados na sua forma inativa. Quando requeridos, os peptdeos biologicamente ativos so secretados na corrente sangunea.

  • Mensageiros Qumicos

    Hormnios: Classificao

    Proteicos: Adeno-hipfise ou lobo anterior da hipfise libera hormnios trpicos ou tropinas:

    Adrenocorticotrpicos (ACTH): estimula a crtex adrenal Tireotrpicos (TSH) ou tireotropinas tireide Somatotrpicos (STH) ou Hormnios do Crescimento (GH) clulas somticas tecido muscular e sseo Gonadotrpicos Folculo estimulante (FSH)

    o Na mulher, estimula o desenvolvimento e a maturao dos folculos ovarianos. o No homem, estimula a espermatognese

    Luteinizante (LH) o Na mulher estimula a ovulao o No homem, estimula a produo de testosterona

    Prolactina ou hormnio lactognico:Estimula a produo de leite pelas glndulas mamrias

  • Mensageiros Qumicos

    Hormnios: Classificao

    Proteicos: Neuro-hipfise ou lobo posterior da hipfise (no produz

    tropinas) - Os hormnios so estocado