magmatismo e rochas magmticas - universidade da magmatismo e rochas magmticas susana prada rochas...

Download Magmatismo e rochas Magmticas - Universidade da   Magmatismo e rochas Magmticas Susana Prada Rochas magmticas: resultam da consolidao do magma Magma: mistura de rocha

Post on 09-Mar-2018

235 views

Category:

Documents

4 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1

    Magmatismo e rochas Magmticas

    Susana Prada

    Rochas magmticas: resultam da consolidao do magma

    Magma: mistura de rocha fundida, gasesdissolvidos (H2O, CO2, SO4, etc) e cristais(que no chegaram a fundir e/ou cristalizados precocemente)

    Ambiente magmtico: caracterizado por T elevadas > 600C e P variveis em funo da profundidade

    Lava: magma parcialmente desgaseificado que atinge a superfcie

    Modo de jazida das rochas magmticas

    PLUTNICAS ou INTRUSIVAS: consolidam lentamente em profundidade, muito abaixo da superfcie, a altas temperaturas, constituem grandes intruses magmticas do tipo batlitos e laclitos. Tm textura fanertica ou granular.

  • 2

    Rochas intrusivas da Madeira:Gabros do Porto da Cruz

    HIPABISSAIS: consolidam em intruses de menores dimenses, situadas mais perto da superfcie, em chamins vulcnicas, files ou diques, soleiras - filo camada. Tm textura afantica.

  • 3

    VULCNICAS ou EXTRUSIVAS: consolidam rapidamente, superfcie. Podem ser subareas ou submarinas. Podem ter textura afantica, vesicular ou vtrea.

    Rochas vulcnicas

    Erupes EFUSIVAS

    Erupes EXPLOSIVAS

    EFUSIVAS:

    Escoadas, so fluxos de lava

    EXPLOSIVAS:

    Piroclastos, os salpicos de lava projectada

  • 4

    Texturas das rochas magmticas

    FANERTICA: resulta de um arrefecimento lento do magma (centenas a milhares de anos), em profundidade. Os minerais crescem o suficiente para serem vistos macroscpicamente. Todos os componentes da rocha se individualizam a olho nu (>1mm)

    AFANTICA: resulta de um arrefecimento rpido do magma superfcie (dias a semanas). Os minerais no tm tempo suficiente para crescer, so microscpicos. Os constituintes no se individualizam nem com lupa

    VTREA: se o arrefecimento for muito rpido (horas a dias) os elementos constituintes no tm tempo para se organizarem sob a forma cristalina, o resultado so rochas amorfas, os vidros vulcnicos

    Obsidiana

    VESICULAR: textura especial tpica das rochas vulcnicas que arrefeceram rapidamente a partir de um magma que continha muitos gases. Resulta da libertao dos gases que se expandem, dentro da massa viscosa de lava, originando cavidades de forma sensivelmente esfrica

    Pedra pomes

  • 5

    PORFRICA: fenocristais (cristais grandes) destacados de uma matriz mais fina, fanertica ou afantica. Implica dois tempos de cristalizao

    Composio mineralgicaMinerais mais comuns nas rochas magmticas

    Cor das rochas magmticas (funo da % minerais mficos presentes na rocha) LEUCOCRATAS: < 35% mficos

    MESOCRATAS: entre 35 a 65% mficos

    MELANOCRATAS: entre 65 e 95% mficos

    ULTRAMFICAS: > 95% mficos

  • 6

    % slica total (SiO2) na rocha magmtica

    Rochas cidas: > 65%

    Rochas intermdias: 65 e 52%

    Rochas bsicas: 52 e 45%

    Rochas ultrabsicas: < 45%

    o somatrio da slica incorporada nos silicatos e no quartzo, quando este existe, determinada por anlise qumica

    Como se origina um magma

    1. Por descompresso ( presso)

    2. Por perturbao trmica ( temperatura)

    3. Por adio de volteis (+ H2O)

    1. Descompresso

    A conveco do manto faz ascender materiais oriundos de zonas mais profundas para a superfcie onde a presso menor. A diminuio da presso provoca a fuso dos materiais da astenosfera.

    Origem do magma basltico

  • 7

    2. Perturbao trmica

    Aumento da temperatura da crosta continental por intruso de um magma basltico, muito quente (1400C ou mais), e consequente fuso parcial da crosta continental.

    Origem do magma grantico/rioltico

    3. Adio de volteis

    A presena de gua faz diminuir o ponto de fuso das rochas. Nos limites convergentes a crosta ocenica basltica, enriquecida em gua, mergulha e funde parcialmente.

    Caractersticas dos diferentes tipos de magma

    Tipo de Magma Rochas Composio qumica Temperatura Viscosidade

    Contedoem volteis

    Basltico* Basalto Gabro

    45-55% SiO2; rico em Fe, Mg, Ca, pobre em K, Na

    1000 a 1250oC

    BaixaBaixo (0,3 a

    3%)

    Andestico Andesito Diorito

    55-65% SiO2; intermdio em Fe, Mg, Ca, Na, K

    800 a 1000oC Intermdia Intermdio

    Grantico** Riolito Granito

    65-75% SiO2; pobre em Fe, Mg, Ca, rico em K, Na

    650 a 800oC AltaAlto (2 a

    20%)

    * Fonte: Mantlica** Fonte: Crustal

    Onde se geram os diferentes tipos de magma?

  • 8

    Porque existem vrios tipos de magma?

    I. Por terem origens diferentes

    II. Por evoluo magmtica

    Causas da evoluo magmtica:1.Cristalizao fraccionada

    2. Contaminao crustal3. Mistura de magmas

    1. Cristalizao fraccionada

    Nem todos os minerais cristalizam ao mesmo tempo

    Primeiro cristalizam os que tm ponto de fuso mais alto (olivinas e feldspatos clcicos)

    Bowen definiu a ordem de cristalizao dos minerais no magma

    medida que certos minerais vo cristalizando o magma vai ficando empobrecido nesses elementos e cada vez mais diferente do magma original ou primrio. medida que volume de magma diminui, a % relativa de slica aumenta.

    Uma vez cristalizados os primeiros minerais, as olivinas, (Mg, Fe)2 SiO4, mais densas (3,8 g/cm

    3) do que o lquido magmtico (2,85 g/cm3), precipitam, acumulando-se na base da cmara magmtica.

    Assim, sucessivamente, vo cristalizando os minerais e o magma remanescente, com menor volume, enriquece relativamente em slica.

    Sries de reaco de Bowen

  • 9

    2. Contaminao crustal

    Ocorre nas zonas de subduco, quando os sedimentos continentais depositados sobre a crosta ocenica, ricos em slica (cidos), so subductados e fundem juntamente com a litosfera ocenica, de natureza basltica, originando um magma andestico que consolida numa rocha de composio intermdia - Andesito

    3.Mistura de magmasDa mistura entre dois magmas diferentes obtm-se um

    magma de composio intermdia entre os dois primeiros

    Ocorre (1) nos vulces intraplaca continental; (2) nos rifts continentais; (3) nas zonas de subduo oceano/continente. Da fuso parcial da crosta continental, os lquidos magmticos enriquecem em slica gerando-se magmas andesticos.

  • 10

    Vulcanismo

    Vulco: uma estrutura geolgica constituda pelas condutas que permitem a ascenso de magma at superfcie terrestre e pela acumulao dos produtosextrudos, depositados em torno do centro eruptivo.

    Erupo vulcnica:Extruso de material vulcnico (lava e gases essencialmente) para a superfcie da Terra, atravs de uma conduta ou de um grupo de condutas.

    Tipo de condutas vulcnicas:

    As erupes podem ser alimentadas atravs de condutas tubulares, cilndricas, as chamins;

    ou atravs de condutas fissurais ou fracturas, os files

    Files

  • 11

    Chamins vulcnicasDistribuio do magmatismo actual

    Fronteiras divergentes 75%

    Fronteiras convergentes 15%

    Intraplaca Ocenica 7%

    Intraplaca Continental 3%

    Localizao do vulcanismo

    1. dorsais ocenicas2. riftes intracontinentais3. arcos insulares4. no bordo de continentes5. bacias ps-arco insular6. Hot spot em litosfera

    ocenica7. Hot spot em litosfera

    continental

    Vulcanismo intraplaca

    Vulcanismo interplaca

    Caractersticas das erupes vulcnicasFactores que controlam o tipo de erupo

    Composio do magma e quantidade de gases nele existente (factor intrnseco):

    >teor em Slica >Viscosidade >Explosividade

  • 12

    Classificao das erupes

    Erupo explosiva: emisso violenta sob a forma de piroclastos - so projeces de fragmentos de lava lquida. Os gases ao ascenderem expandem-se o originam a exploso da lava (magmas granticos e andesticos)

    Erupo efusiva: na ausncia de gases, a emisso da lava faz-se de modo calmo sob a forma de um lquido que escorre, originando escoadas lvicas (magmas baslticos)

    Produtos expelidos pelos vulces

    Escoadas (Pahoehoe e aa)

    Tubos de Lava Piroclastos

    DesignaoDimenso das

    partculas Depsitos piroclsticos

    consolidados

    Cinzas < 2 mm tufo

    Lapilli (arees) 2 a 64 mm tufo de lapilli

    Bombas (deformao plstica)

    Blocos (fragmentos de rocha)

    > 64 mm aglomerados e brechas

  • 13

    Estilos eruptivos

    Os estilos eruptivos tm o nome das erupes clssicas. Esto descritos desde o menos explosivo para o mais explosivo:

    Havaiano (bsico, efusivo) Estromboliano Vulcaniano Surtseiano Peleano

    Pliniano (cido, o mais explosivo)

    Havaiano

    Caracterstico dos vulces Mauna Loa e Kilauea, no Havai. Grandes cones pouco inclinados

    As erupes caracterizam-se por emisso de lava basltica muito fluda, de modo efusivo

    Trata-se do estilo eruptivo menos violento

    A emisso de piroclastos diminuta acumulando-se em torno do centro eruptivo

    Estromboliano

    Caracterstico do Stomboli, em Itlia

    Lavas baslticas, com emisses, intermitentes, de piroclastos projectados a dezenas de metros de altura

    Trata-se de actividade vulcnica pouco perigosa

  • 14

    Vulcaniano

    Caracterstico do Vulcano, vulco numa ilha do arquiplago das olicas, em Itlia. Trata-se de um velho cone erodido que deu o nome a todos os vulces e ao deus romano, sua actividade foi intensa no apogeu da cultura romana.

    As erupes so mais violentas e explosivas que o estromboliano.

    Envolve lavas mais evoludas, de composio andestica, com maior viscosidade.

    Actividade explosiva de pequena magnitude

    Produzem-se grandes quantidades de piroclastos finos, em colunas eruptivas muito altas (10 a 20km)

    Surtseiano Em 1963 a formao de uma nova ilha, Surtsey,

    ao largo da Islndia, deu nome a este estilo eruptivo.

    Cara

Recommended

View more >