lindenberg 42

Click here to load reader

Post on 07-Mar-2016

246 views

Category:

Documents

6 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Lindenberg Magazine

TRANSCRIPT

  • Annciopagina_dupla

    42

    gula no pecadoa cozinha e a gastronomia

    em destaque

  • editorial

    IILi

    nden

    berg

    Venha conhecer o Espao Conceito Lindenberg Timboril.Informaes: (19) 3421-1235 | www.lindenbergti mboril.com.br | Avenida Armando Cesare Dedini, 146 - Nova Piracicaba

    Unidades a partir de R$ 1.253.100,00*

    Parcelas a partir de R$4.321,00*

    Memorial de Incorporao Registrado sob n 12 com data de 24/02/2012, na matrcula 69404 livro 2-RG do 1 Cartrio de Registro de Imveis de Piracicaba. FRIAS NETO Consultoria de Imveis, CRECI 18.650-J, SECOVI 2.310, Avenida dos Operrios, 587. Fone (19) 3372-5000 - www.friasneto.com.br. Perspectiva ilustrada da planta do apartamento tipo, da torre de apartamentos 213 m, com sugesto de decorao. Os materiais de acabamento integrantes deste apartamento estaro devidamente descritos nos documentos de formalizao de compra e venda da unidade. Os mveis, assim como alguns materiais de acabamento aqui representados, no fazem parte integrante do contrato. As medidas so internas e de face a face das paredes. Sujeito a alteraes. *Valores referentes s unidades do 1o andar. Base: agosto / 2012.

    Areadelazermaiscompletaquevocjviu.Comavistamaisbonitadacidade.

    213 m23 sutes - 3 vagas

    OBRAS

    INICIAD

    AS

    Construo:Incorporao: Coordenao e Vendas: Vendas: Financiamento:

    Perspecti va ilustrada do salo de festas e espao gourmetPerspecti va ilustrada da portaria do condomnio Lindenberg Timboril Perspecti va ilustrada da churrasqueira/apoio externo happy hour Perspecti va ilustrada da piscina coberta aquecida

    P I R A C I C A B A

  • editorial

    2Li

    nden

    berg

    A cozinha retratada por uma historiadora, fotgrafos, artistas, arquitetos...

    Esta edio da revista Lindenberg que voc tem em mos dedicada nova estrela dos apartamentos: a cozinha. E tambm culinria porque uma no vive sem a outra. No vivo sem, o ensaio fotogrfico assinado por Romulo Fialdini, mostra alguns dos mais festejados chefs de So Paulo, com seus talisms, sejam eles objetos ou ingredientes.

    A cozinha veio se aproximando da casa e das pessoas atravs dos sculos. Logo que o homem dominou o fogo, as reunies eram feitas ao redor das fogueiras, depois vieram as cavernas, as primeiras construes, os palcios e o espao onde se preparavam os alimentos ficava logo ali, no fundo do quintal, separado do corpo da casa. Foi somente por volta do sculo 19, com a criao do fogo e da chegada da gua e do gs s residncias, que a cozinha pde entrar em casa. Considerada, no passado, um lugar de convivncia, a cozinha no comeo do sculo 20 ganhou tamanha importncia que designers passaram a desenvolver e aperfeioar produtos especialmente para ela. Para os mais abastados ela continuava sendo o espao da criadagem e do preparo das refeies, como bem relata a historiadora Laura de Mello e Souza em seu saboroso texto Cozinha, fora e dentro. Nesse novo sculo a cozinha perdeu a vergonha e instalou-se junto s salas de jantar e de estar, aberta para que todos participem do ato de cozinhar.

    Ainda pensando na estrela da nossa edio, com belas fotos de Joo vila, apresentamos o que h de mais moderno em termos de coadjuvantes da cozinha, enquanto o arquiteto Joo Mansur e o chef Emmanuel Bassoleil trocam experincias e necessidades em nossa Entrevista. Boa leitura!

    Adolpho Lindenberg Filho e Flvio Buazar

    WWW. O R N A R E . C O M . B R

    C

    M

    Y

    CM

    MY

    CY

    CMY

    K

    an_08-12_LB_230x300mm.pdf 10/8/2012 09:36:13

  • sum

    rio

    4Li

    nden

    berg

    56

    84

    divu

    lga

    o

    divu

    lga

    o78

    14

    3406 Notas O que h de novo14 Leitura Tempero da mil ndias16 Cidade Osasco por quem v24 Urbano Morar in natura30 Poticas Urbanas Odores urbanos32 Primeira pessoa Cozinha, fora e dentro34 Um outro olhar Natureza viva42 Entrevista Joo Mansur e Emmanuel Bassoleil 44 Portrait No vivo sem50 teis Turma da cozinha56 Arte Comida arte60 Personna Pessoal e intransfervel66 Turismo Jornada pelo Marrocos72 Cozinha Barcelona gulosa76 Qualidade de vida Voc sabe o que Alimentao Viva? 78 Roteiro Cavalgando pelo mundo82 Filantropia Ajuda nossa de cada dia84 Sociedade Mdicos do bem86 Vendo um Lindenberg88 Em obras

    24

    44

    50

    16

    06

    60

    82Nossa CapaQueijos fotografados por Romulo Fialdini

    uma publicao da Construtora Adolpho Lindenberg.

    Ano 10, nmero 42, 2012

    Conselho Editorial Adolpho Lindenberg Filho,

    Flvio Buazar, Ricardo Jardim, Rosilene Fontes, Renata Ikeda

    MarketingRenata Ikeda

    Direo de arteLili Tedde

    Editora-chefeMai Mendona

    ColaboradoresAdriana Brito, Felipe Reis, Flavio

    Nogueira, Instituto Azzi, Joo vila, Judite Scholz, Juliana Saad, Laura de Mello e Souza, Lia Guimares, Maria Eugnia, Marianne Piemonte, Patricia

    Favalle, Paulo Giandlia, Romulo Fialdini, Rosilene Fontes, Tissy Brauen,

    Valentino Fialdini, Xuxu Guimares

    RevisorClaudio Eduardo Nogueira Ramos

    ArteMarcelo Pitel

    PublicidadeCludia Campos, tel. (11) 3041.2775cel. (11) 9910.4427

    lindenberglife@lindenberg.com.br

    GrficaLeograf

    Lindenberg no se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos assinados. As pessoas que no constam do expediente da revista no tm

    autorizao para falar em nome de Lindenberg ou retirar

    qualquer tipo de material para produo de editorial caso no

    tenham em seu poder uma carta atualizada e datada, em papel timbrado, assinada por pessoa

    que conste do expediente.

    LindenbergR. Joaquim Floriano, 466, Bloco C,

    2 andar, So Paulo, SP, tel. 3041-5620 www.lindenberg.com.br

    Jornalista ResponsvelMai Mendona (Mtb 20.225)

    A tiragem desta edio de 10.000 exemplares foi auditada por PwC.

    Rom

    ulo

    Fial

    dini

    Rm

    ulo

    Fial

    dini

    divu

    lga

    o

    divu

    lga

    o

    sxc.

    hu

    Val

    entin

    o Fi

    aldi

    ni

    76

    66

    7242

    Mar

    ia E

    ugn

    ia

    30 Maria Eugn

    iaJo

    o

    vila

    Bj

    rn S

    der

    qvis

    t

    divu

    lga

    o

    Felip

    e R

    eis

    divu

    lga

    o

    Pau

    lo G

    iand

    lia

    Maria Eugnia

    32

    Mar

    ia E

    ugn

    ia

  • no

    tas

    6Li

    nden

    berg

    foto

    s di

    vulg

    ao

    Sob a tica de ShakespeareFica aberta at meados de novembro, ShakespeareFica aberta at meados de novembro, Shakespeareno Bristish Museum, a imperdvel mostra Shakespeare: staging the world, que revive a Londres retratada nas peas de um dos maiores dramaturgos de todos os tempos. Mapas, gravuras, desenhos e pinturas, armaduras e armas, moedas, medalhas ajudam a contar essa histria com mais de 400 anos.

    Criando poesia com gemasCriando poesia com gemasReconhecida e renomada nacional e internacionalmente, o trabalho da joalheira Ruth Reconhecida e renomada nacional e internacionalmente, o trabalho da joalheira Ruth Criando poesia com gemasReconhecida e renomada nacional e internacionalmente, o trabalho da joalheira Ruth Criando poesia com gemasCriando poesia com gemasReconhecida e renomada nacional e internacionalmente, o trabalho da joalheira Ruth Criando poesia com gemasGrieco foi retratado pelo jornalista francs Didier Brodbeck, editor da Grieco foi retratado pelo jornalista francs Didier Brodbeck, editor da Dreams, revista francesa dedicada joalheria. Ricamente ilustrado, com edies em portugus e francesa dedicada joalheria. Ricamente ilustrado, com edies em portugus e ingls, o livro Ruth Grieco Poetizando a JoalheriaRuth Grieco Poetizando a Joalheria traz uma breve histria da joalheria brasileira desde o sculo 18, segue destacando o modo de viver da joalheira, e apresenta brasileira desde o sculo 18, segue destacando o modo de viver da joalheira, e apresenta fotos, desenhos, prmios e pequenas crnicas que narram o momento da criao, fotos, desenhos, prmios e pequenas crnicas que narram o momento da criao, e a importncia das gemas brasileiras no trabalho da artista. e a importncia das gemas brasileiras no trabalho da artista. ruthgrieco.com

    As cores do cuConsideradas os mais antigos museus do pas, as igrejas de Paris guardam trabalhos de importantes mestres do sculo 17, como Nicola Poussin ou Simon Vouet, ainda pouco conhecidas. Uma retrospectiva indita dessa manifestao de arte religiosa est em exposio pela primeira vez no museu Carnavalet, em Paris. So mais de 120 pinturas e gravuras que mostram o dinamismo criativo de uma poca. A visita ao Carnavalet pode ser seguida por um roteiro pelas igrejas de So Eustquio, So Nicolas-des-Champs e So Joseph-des-Carmes. A exposio Les Couleurs du Ciel, ser inaugurada dia 4 de outubro e vai at fevereiro.

    Bienal de So PauloA Bienal de So Paulo est comemorando sua 30 edio,

    sob o ttulo A Iminncia das poticas e curadoria do venezuelano Luis Prez-Oramas. Essa Bienal pretende

    cuidar da percepo da imagem e no confundir a percepo com a imagem, como explica o curador, ser um evento capaz de produzir constelaes de obras e

    artistas que dialoguem entre si, procurando se instaurar como uma plataforma de encontro para a diversidade das poticas. A iminncia nosso destino. aquilo

    que acontecer e no sabemos. A potica nossa arma, e a arte a arma no violenta fundamental para que o mundo mude, completa Orama. Participaro 110

    artistas, sendo 38 brasileiros, nomes em sua maioria emergentes, salvo excees, como Arthur Bispo do

    Rosrio e Eduardo Berliner, o francs Bernard Frize e o holands Hans Eijkelboom. Espalhar sua iminncia

    para espaos alm da Bienal, como a Casa Modernista e a Capela do Morumbi, uma

View more