informativo combinado

Click here to load reader

Post on 08-Mar-2016

220 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Leiam, inspirem-se e COMBINEM!

TRANSCRIPT

  • CombinadoNewsletter

    Outubro de 2013 | 1 edio

    em diferentes combinaes

    Relaes Pblicas

    Pg.4

    Pg.2

    Pg.6

    Pg.5

    Relaes Pblicas e Poltica

    O PAPEL

    Social

    PRE-PAR\A

    Comunicao e Tecnologia

    os apps

    A imagem diz tudoA imagem um fator

    competitivo importante,

    pois garante a credibilidade

    da empresa.

    Voce sabia que...Sociabilidade

    Facebook

    Caf

    Azul

    Golnho

    Saiba mais, na pagina 3.

    Voc no pode negligenciar

    o marketing e as Relaes Pblicas

    neste cargo, disse Obama.

    Humor

    campanha com

    uma pitada

    de humor

  • CombinadoNewsletter 2

    Expediente Editorial

    O cotidiano corrido dentro de uma universidade e as diversas

    atribulaes que gera sempre a primeira questo a ser discutida

    quando se inicia tal processo. Oportunidades vo aparecendo

    juntamente com os desaos e usar isso como motivao o que

    nos mantm insistentes na prosso que escolhemos. Ser um

    prossional de Relaes Pblicas e ter reconhecimento sem

    qualquer tipo de desmerecimento ou questionamento seria o

    maior deles e somente demonstrando nossa capacidade que

    conseguimos mudar tal opinio.

    O Informativo Combinado aborda os principais temas da

    atualidade e contextualiza-os dentro de nosso meio, sendo a

    forma encontrada para transformar o lado crtico em algo

    concreto e palpvel perante a extensa quantidade de alunos e

    prossionais da rea. Desta maneira a escolha por algo acessvel

    nos possibilitou a interao com colegas, professores e amigos.

    Por, Gabriela Morsch Ribeiro

    Quando voc ouve o nome de alguma

    marca ou empresa, automaticamente

    forma uma concepo da mesma,

    desenvolvidas atravs de diferentes

    percepes de acordo com fatores da

    interao de crenas, ideias, sentimentos e

    impresses constitudas pelas pessoas. Para

    que uma empresa seja percebida de

    maneira positiva por seus pblicos,

    necessrio que ela possua uma boa

    imagem.

    A imagem um fator competitivo

    importante, pois garante a credibilidade da

    empresa. Muitos autores armam que deve

    s e r t r a b a l h a d a , p r i m e i r a m e n t e , a

    comunicao interna, voltada ao pblico

    cujo principal objetivo promover a mxima

    i n t e g r a o e n t r e a o r g a n i z a o e s e u s

    empregados.

    Aes realizadas com o pblico interno trazem

    resultados posit ivos e conseguem tornar o

    ambiente de trabalho mais harmonioso,agradvel.

    A cultura organizacional v ivenciada pelos

    funcionrios reete diretamente na imagem

    empresarial, visto que estes so os ''porta-vozes'' da

    empresa. Assim, percebemos a importncia de

    trabalhar a comunicao interna, antes de

    t rabalhar a pro jeo pbl ica da imagem

    corporativa no mercado.

    A imagem diz tudo

    Relaes Pblicas e Mercado

    Vanessa Oliveira

    Editorial

    Gabriela Morsch Ribeiro

    Voc sabia que?

    Letcia Martins Ferreira

    Social

    Camila de Borba

    Humor

    Marina Alles Knig

    A imagem diz tudo

    Rafela Medeiros

    Entretenimento

    Gabriela Morsch Ribeiro

    Layout e diagramao

    Mateus Becker e Julia V. Dittberner

    Empreendedorimo

    Julia Veiga Dittberner

    Relaes Pblicas e Esporte

    Mateus Becker

    Relaes Pblicas e Poltica

    Simone Cristina Kaufmann

    Comunicao e tecnologia

    Caroline Hartmann

  • CombinadoNewsletter 3

    Voce sabia que... relacoes publicas e mercadoUma universidade dos Estados Unidos realizou

    uma pesquisa e concluiu que ser

    excludo de grupos sociais pode estimular

    sua criatividade, mas s se voc tiver

    conana suciente para encarar a

    solido. Sharon Kim, lder da pesquisa

    explica que Se voc est em um estado

    de esprito em que no se importa com o

    que os outros pensam voc est aberto

    para ideias novas, que podem no ter

    vez quando voc se preocupa com a

    opinio dos outros.

    Voc sabia que o nmero mdio de amigos

    dos usurios no Facebook de 130, onde

    as mulheres tendem ter um pouco mais

    amigos do que os homens, mas entre

    tantos amigos a maioria das pessoas s

    interage regularmente com 4 a 7 pessoas.

    Relaes Pblicas a segunda prosso que

    mais toma caf.

    A cor do curso de Relaes Pblicas o Azul,

    pois ele tem efeito tranquilizante sobre o

    homem. A pedra a sara encontrada

    no Sri Lanka, Sudoeste Asitico, Austrlia e

    no Leste O Golnho Rotador foi escolhido

    como o animal smbolo do curso, pois,

    segundo o Projeto Golnho Rotador,

    entre as sete raas conhecidas ele o

    mamfero aqutico mais comunicativo e

    s o c i v e l e t e m d u a s f o r m a s d e

    comunicao: oral e area.

    O curso de Relaes Pblicas est entre as 10 prosses

    do futuro e que a cada ano o curso aparece entre os mais

    procurados nas Universidades, mas est surgindo uma

    novidade para os futuros e j formados prossionais. No Brasil

    surge uma nova rea para os prossionais de Relaes

    Pbl icas, o Mercado de Luxo, que um mercado

    completamente voltado para os milionrios. Em So Paulo,

    que a cidade mais rica do Brasil, vivem cerca de 24.700

    milionrios, e no Brasil j existem cursos de ps graduao, com

    a temtica do Mercado de Luxo, onde a capital contempla o

    maior nmero de cursos voltados rea.

    O grande diferencial em se trabalhar nesse mercado

    fazer com que cada produto seja visto como sinnimo de

    elegncia, sosticao e singularidade para o consumidor. As

    aes de RP so importantes nesse mercado pelo fato de

    conduzir a imagem do produto em questo, fazendo com que

    sua divulgao seja boca-a-boca, por aes promocionais

    em eventos focados no pblico consumidor e por patrocnios,

    onde estes so bem buscados e atraem uma boa mdia

    especializada.

    Nos Estados Unidos,

    a prosso de Relaes Pblicas

    considerada a 4 prosso

    mais valorizada.

    Fonte (imagem): O Globo.

    Publicitrio criativo e inovador,

    realiza ao inesperada.

    Fonte (imagem): .Weber Sian / A Cidade

    Por, Vanessa Oliveira

    Por, Marina Alles Knig

    Por, LETiCIA mARTINS FERREIRA

    Humor

    campanha com uma pitada de humor

    Imagine voc dirigindo ou caminhando numa avenida bem

    movimentada em horrio de pico e logo mais a frente, no

    cruzamento, avista um homem vestido de burro e ao seu lado um

    copo gigante de caipirinha. O pblicitrio, Carlos Antnio de

    Moraes, resolveu sair para a rua e tentar concientizar os

    motoristas de uma forma engraada que bebida e direo no

    combinam.

    Em frente aos carros ele mostra cartazes de concientizao

    para que os motoristas no sejam como ele (burro). Entre as

    principais frases ditas aos condutores esto: Batidinha e batido

    se beber no dirija e No transforme seu carro em um bar,

    a conta pode ser muito alta. Ao mesmo tempo que

    diverte as pessoas, consegue deixar a sua mensagem

    principal de uma maneira diferente e faz tudo isso

    voluntariamente, pois segundo ele, no existem

    campanhas muito ecazes.

    Fonte (imagem): cafcomrp.com.br.

    Fonte (imagem): humorinteligente.com.br

    Fonte (imagem): vocesabia.net.

  • CombinadoNewsletter 4

    Social

    PRE-PAR\A

    Empreendedorismo

    No mercado de Santa Cruz

    Anitta um fenmeno da msica brasileira que foi

    aparecendo e se destacando ao longo do ano de

    2013. A cantora, que se chama Larissa de Macedo

    Machado, tambm compositora e bailarina, e por

    onde passa deixa registrado o seu estilo de vida: quer

    ser reconhecida como a menina/mulher, que sexy

    sem ser vulgar. Anitta, apesar de todo o sucesso, vem se

    envolvendo em diversas polmicas. Dentre elas est o

    vdeo que foi compartilhado nas redes sociais, onde

    aparece xingando e esculachando um f por ele ter

    tocado uma latinha no palco durante um de seus

    shows. Ela usa frases como "Coisa de pobre, entrou de

    graa no evento, ganhou cortesia", e segue

    ofendendo e usando palavras fortes e chulas.

    Alm disso, Anitta acusada de ser "sem criatividade"

    e de imitar outras cantoras e bandas famosas, como

    Beyonc e Pussycat Dolls. Outro vdeo que est rolando

    na internet, faz diversas comparaes entre as msicas,

    danas, clipes e vesturios da cantora com as divas

    internacionais, o que tem deixado o pblico ainda mais

    revoltado e certo de que a moa tem se aproveitado

    de ideias alheias.

    O que podemos armar, que a imagem da

    nova revelao brasileira no meio artstico no

    est sendo bem cuidada e est deixando a

    desejar. Pois, quando h uma exposio excessiva

    de imagem, como o caso de Anitta, deve-se

    tomar certas precaues, ter os direcionamentos

    corretos de como lidar com o pblico, fs e

    crticas... Anal, no basta ter um rosto bonito,

    msicas premiadas e ser famosa, deve-se saber

    administrar o sucesso, ter boas prticas de

    comunicao e principalmente, manter os ps no

    cho.

    Cantora Anita,

    no show em que

    chamou a ateno de

    um f.

    Fonte (imagem): Tv Foco.Por, Camila de Borba

    O Empreendedorismo vem ganhando destaque

    no mercado de trabalho e pode ser uma

    excelente alternativa para quem almeja ter o seu

    prprio negcio. Na prtica, o empreendedor

    aquele que no tem medo de se arriscar e de

    lanar algo inovador, seja uma ideia, um

    conceito ou uma empresa.

    H trs anos, as relaes pblicas Juliana

    Molz e Roberta Souza e Silva, bacharis na rea

    desde 2006, uniram suas especialidades

    criando a agncia Adega de Ideias. "Em um

    encontro com a Ju, ela querendo se dedicar

    mais rea de eventos e eu rea de

    comunicao empresarial, decidimos abrir a

    agncia", conta Roberta.

    Para empreender preciso ter vivncia na

    rea, seja dentro ou fora do meio acadmico,

    podendo assim, compreender situaes futuras

    e enfrent-las de forma mais consciente e segura. Segundo Roberta,

    para ser empreendedor preciso ter pacincia e respeitar os ciclos

    dos negcios, pois o retorno das aes vem em mdio e longo prazo.

    Sabemos que trabalhar com aquilo que se gosta fundamental

    para ter uma relao saudvel e feliz com a prosso. "As pessoas

    devem investir naquilo que acreditam, pois isso que nos move em

    tempos dif ceis de uma empresa", conclui Roberta. Um

    empreendedor de Relaes Pblicas deve se adequar s diversas

    situaes e aos pblicos, conhecendo o mercado em que est

    atuando e a partir disso transformar ideias em negcios.

    A equipe da Adega de Ideias,

    com sua nova integrante.

    Fonte (imagem): Fanpage Adega de Ideias.

    Por, Julia V. dittberner

  • Relaes Pblicas e Esporte

    Bola na trave - Crise de imagem na CBF

    Relaes Pblicas e Poltica

    O PAPEL

    Em tempos de Copa do Mundo...

    Tudo comeou em 2001, quando foi instalada uma srie de denncias na Cmara dos Deputados, que tinham por

    objetivo principal investigar irregularidades em um contrato milionrio realizado entre a Confederao Brasileira de

    Futebol e a Nike. Em outra denncia, do Senado Federal, o presidente da Confederao (Ricardo Teixeira) foi acusado

    por apropriao indbita dos recursos da entidade, de sonegao scal, lavagem de dinheiro, como se no bastasse,

    ainda tem mais...

    Em 2010, um renomado jornalista investigativo da emissora BBC, denunciou as propinas recebidas por Ricardo Teixeira

    e Joo Havelange para garantir maior empresa de marketing esportivo do mundo, contratos de exclusividade em

    patrocnios de Copas do Mundo.

    Um perodo conturbado... O que ainda estava por vir?

    Em 2012, Teixeira renunciou ao cargo, atravs de uma carta de renncia, quando em alguns trechos da mesma,

    tentou reverter sua imagem de "vilo" para "heri". E armou que "nada macular o que foi construdo com sacrifcio", e

    que ainda, havia cometido um grave equvoco, e que a imagem da CBF foi sim, e muito, denegrida.

    Mas, e a CBF, ou melhor, o Assessor de Impressa da mesma, conseguir descontruir ou (re)construir a imagem da

    confederao para, posteriormente, consolid-la positivamente frente a milhes de brasileiros apaixonados pelo

    esporte?

    Por, mATEUS BECKER

    CombinadoNewsletter 5

    No nal de 2010 e j na metade do seu primeiro

    mandato, o presidente americano Barack Obama

    confessou ao jornal The New York Times que um pecado do

    seu governo era achar que bastava fazer a coisa certa para

    haver reconhecimento por isso. Voc no pode

    negligenciar o marketing e as Relaes Pblicas neste

    cargo, disse Obama.

    Neste processo de marketing mencionado acima,

    podemos perceber que um dos papis fundamentais do

    prossional de Ralaes Pblicas assumir a funo

    primordial no que se refere a promover a visibilidade e a

    legitimao do politico ou governo na sociedade, atuando

    a partir de prticas estratgicas em ambientes miditicos.

    Uma dessas estratgias entender as necessidades

    dos eleitores (vontades, desejos, sonhos) atravs de

    pesquisas qualitativas e quantitativas segundo os interesses

    do candidato.

    Aps ter essas informaes, se d inicio montagem

    aprimorada do plano de governo, j visando nos interesses

    dos eleitores e da ideologia defendida pelo partido.

    Comea ento o desenvolvimento do trabalho de

    comunicao que poder contribuir em grande escala,

    para o sucesso da campanha eleitoral. Os eleitores,

    sentindo-se participantes dos planos do candidato,

    comeam ento a dar credibilidade ao poltico e s

    polticas do partido.

    Em muitos casos, se elegem estes governos que

    contaram com a assessoria de um RP, porm a

    pergunta : e quando sabemos que este governo no

    trar nenhum benecio a sociedade, ser que o

    salrio compensar o peso de nossa conscincia?

    Yes We Can (Sim, ns podemos), slogan da campanha

    de Barack Obama.

    Fonte (imagem): Giantlife.com.

    Por, Simone Cristina Kaufmann

  • CombinadoNewsletter 6

    Comunicao e Tecnologia

    os apps

    Entretenimento

    TV vs RP Os aplicativos para celulares e tablets so a sensao do

    momento para quem (como ns) adora se comunicar!

    Seja para acessar uma rede social, jogar um game, ajudar

    na sua localizao e claro, estar sempre interagindo com

    inmeras pessoas. Anal, voc se imagina sem seu celular

    hoje? No, n?! E aqui vamos mostrar alguns dos aplicativos

    mais interessantes para facilitar sua comunicao e sua

    vida.

    Whatsapp Messenger

    Os usurios do Whatsapp podem enviar

    mensagens de texto, imagens e vdeos, via internet, para

    outros usurios do aplicativo gratuitamente. Basta que o

    celular esteja conectado Internet.

    Esquea essa de pagar para fazer uma

    ligao. Com este aplicativo voc pode fazer chamadas

    gratuitas para outros usurios que, obviamente, tambm

    tenham o Viber insta lado em seus dispos i t ivos,

    independente do lugar do mundo que eles estejam.

    um excelente programa para chamadas

    internacionais. Com o Skype, alm de poder entrar em

    contato (via texto, udio e vdeo) com pessoas que

    tambm possuam o programa em qualquer canto do

    mundo, o usurio pode fazer ligaes de seu smartphone

    para os nmeros residenciais ou mveis dos seus familiares e

    amigos.

    T r a t a - s e d a m a i s n o v a m a n i a d o s

    smartphones, uma ferramenta genialmente simples para se

    conhecer pessoas. Atravs do servio de geo-localizao,

    o Tinder encontra pessoas que esto em um raio prximo ao

    seu e te mostra uma foto. As fotos passam aleatrias, de

    pessoas que esto geogracamente prximas, ou seja, se

    voc viu algum e se interessou, muito provavelmente,

    quando esse algum se conectar, sua foto tambm vai

    passar na busca dele.

    Viber

    Skype

    Tinder

    Fred da novela Passione em 2010.

    Fonte (imagem): Globo.com.

    A revoluo dos aplicativos para celular.

    Fonte (imagem): EcoPag.com

    Por, Gabriela Morsch Ribeiro Por, Caroline Hartmann

    Passione e Guerra dos Sexos so exemplos de novelas

    que tiveram Relaes Pblicas com uma das prosses

    utilizadas por algum de seus personagens e como

    consequncia disso quem estuda para tal v como

    realmente o pblico externo enxerga. Sem o devido

    conhecimento autores utilizam da boa aparncia de

    seus atores para representar uma parcela de provveis

    expectadores que no so somente um rostinho bonito

    dentro de uma organizao.

    No caso de 2010 o personagem Fred de Passione,

    interpretado pelo ator Reynaldo Gianechinni, em

    primeiro momento se passaria por um RP em uma

    metalrgica pelo simples fato de ser "bem apessoado" e

    ter "boa articulao", como divulgado na poca.

    Imediatamente os rgos responsveis tomaram

    providencias, o CONFERP e o CONRERP entraram em

    contato com a emissora solicitando explicaes e

    retratao.

    Aps a polmica generalizada que se sucedeu o autor

    Silvio de Abreu que tambm recebeu ocio abordando

    o c a s o e f o r n e c e n d o i n f o r m a e s p a r a a

    regulamentao da prosso imediatamente mudou o

    desfecho do personagem e ele perdeu seu cargo. Este

    foi um exemplo bem claro que demonstra a

    importncia de nossos conselhos de regulamentao.

    Existem diversas percepes perante a prosso, mas

    poucos sabem da sua real importncia na sociedade, se

    as grandes potncias de comunicaes nacionais ainda

    no sabem, cabe a ns estudantes, professores,

    prossionais, demostrarmos o seu real signicado.

    Pgina 1Pgina 2Pgina 3Pgina 4Pgina 5Pgina 6