Importância da Auditoria interna

Download Importância da Auditoria interna

Post on 06-Jun-2015

2.336 views

Category:

Technology

4 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Importncia da Auditoria interna

TRANSCRIPT

  • 1. CENTRO UNIVERSITRIO ANHANGUERAUNIDADE PIRASSUNUNGA

2. 18Resumos Centro Universitrio Anhanguera (unidade Pirassununga) MBA EM CONTROLADORIAA IMPORTNCIA DA AUDITORIA INTERNAAutor:Andr Luiz LocatelliOrientador: Prof. Osmar Gonalves CENTRO UNIVERSITRIO ANHANGUERA - PIRASSUNUNGA CURSO: MBA EM CONTROLADORIAO Controle Interno de fundamental importncia, o que fica patente atravs do momento em que se tornapossvel conceber uma empresa que no disponha de controles que possam garantir a continuidade do fluxode operao e informaes propostas. A confiabilidade dos resultados gerados por esse fluxo que transformasimples dados em informaes a partir das quais os empresrios, utilizando-se de sua experinciaadministrativa, tornam-se decises com vistas no objetivo comum da empresa, assumindo vital importncia.Para que as decises gerenciais possam ser tomadas de forma a favorecer o crescimento da empresa, necessrio que as informaes geradas, atravs de dois controles internos, sejam precisas, permitindo umarazovel margem de confiabilidade, para a correta tomada de deciso por parte dos gestores. Um Sistema deControle Interno inadequado resulta, obviamente, na possibilidade de diversas irregularidades quepermitem a ocorrncia de anomalias, fraudes e atos de dolo contra a empresa. Para que o Controle Internofuncione corretamente, no depende apenas do planejamento efetivo da empresa e da eficincia dosprocedimentos e prticas institudas, mas tambm da competncia de todo o pessoal envolvido para levaradiante, de forma eficiente e econmica, os procedimentos prescritos. Alm do conceito e a importncia deAuditoria Interna, demonstraremos as formas e os procedimentos de como auditar algumas contas dobalano, cujas contas, esto divididas em "Caixas e Bancos, Fornecedores, Recursos Humanos, AtivoPermanente, Contas a Receber e Contas de Receitas".Palavras-Chave: Controle interno; confiabilidade; auditoria interna; recursos humanos.A IMPORTNCIA DO PLANEJAMENTO ORAMENTRIO NAS ORGANIZAESAutor:Antonio Carlos da Silva BuenoOrientador: Prof. Osmar Gonalves CENTRO UNIVERSITRIO ANHANGUERA - PIRASSUNUNGA CURSO: MBA EM CONTROLADORIACom certeza existe uma preocupao muito sria a respeito do planejamento oramentrio nas organizaes.Cada dia que se passa, as empresas necessitam mais de conhecimento a respeito de seu operacional, poiscada vez mais, cresce a necessidade de dados concretos para as tomadas de decises. Este trabalho visa dardefinies de planejamento oramentrio englobando todos os processos e departamentos da empresa comoum todo, ou seja, mostrar seu potencial em vendas e tambm de mercado. Com certeza os dados que estosendo mais importantes aos tomadores de decises das empresas o potencial de previso de vendas nomercado. Neste trabalho tambm ser comentada a questo dos oramentos de produo e de vendas, poisso extremamente necessrios para a alocao dos insumos necessrios aos mesmos. Todo o processo deoramento da produo com certeza advm da administrao desse recurso e tende a atender com presteza ede melhor forma aos clientes e assim alcanar as metas antes estabelecidas. O Processo completo, desde aprogramao, controle e possveis resultados, sero nestes trabalhos comentados para que sirva de exemplode estratgia administrao e como conseqncia as tomadas de decises.Palavras-Chave: Planejamento oramentrio; previso de vendas; administrao da produo; plano mestre deproduo; demanda do mercado.Anurio da Produo Cientfica dos Cursos de Ps-Graduao Vol. III, N. 3, Ano 2008 p. 17-22 3. Resumos Centro Universitrio Anhanguera (unidade Pirassununga)19PLANEJAMENTO ESTRATGICOAutor:Carlos Rafael ParolinOrientador: Prof. Osmar GonalvesCENTRO UNIVERSITRIO ANHANGUERA - PIRASSUNUNGA CURSO: MBA EM CONTROLADORIAA proposta deste trabalho clarificar a importncia e necessidade das organizaes desenvolverem opensamento e o planejamento estratgico. fato notrio que o impacto das mudanas no ambiente denegcios atinge a todos e, por isso, a questo hoje como transformar problemas e ameaas emoportunidades e como converter oportunidades em resultados sustentveis no tempo. E esta necessidadedepende essencialmente de planejamento estratgico, que o mtodo pelo qual a empresa define amobilizao de seus recursos para alcanar os objetivos propostos em curto, mdio e longo prazo.Palavras-Chave: Planejamento Estratgico; Planejamento Ttico; Planejamento Operacional.A IMPORTNCIA DA CONTABILIDADE FINANCEIRA X GERENCIAL, E SEUS PRINCIPAIS USURIOSAutor:derson Aparecido FerrariOrientador: Prof. Osmar GonalvesCENTRO UNIVERSITRIO ANHANGUERA - PIRASSUNUNGA CURSO: MBA EM CONTROLADORIAA diferena entre a contabilidade financeira e gerencial caracterizada por suas ferramentas para a tomadade deciso, a contabilidade financeira fornece dados para a formao da estrutura contbil em uma empresae a contabilidade gerencial funciona como uma bssola para orientar seus usurios como seguir com essesdados, com isso podendo seguir com projees, estratgias e tomada de deciso. Com a globalizao ecompetitividade no mercado, estamos sempre em constantes mudanas, os aspectos de excelncia nosprocessos gera a importncia da atualizao, pois em decorrncia das mudanas a concorrncia vemcrescendo de maneira significativa, cada vez mais importante se tornar uma entidade diferenciada, seatentar a detalhes, saber em que e como investir, o investimento de cada centavo em um negcio deve sermuito bem estudado entre os envolvidos em seus nveis decisrios, acionistas, diretores e gerentes. Acontabilidade gerencial vem ganhando ano aps ano muito destaque, tomando formas inovadoras ediferenciadas de acordo com o mercado, com informaes fundamentais para anlises e tomadas de deciso.Palavras-Chave: Contabilidade financeira; contabilidade gerencial; globalizao; competitividade.PLANEJAMENTO ESTRATGICO PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESASAutor:Ivana Aparecida Ribeiro CanataOrientador: Prof. Osmar GonalvesCENTRO UNIVERSITRIO ANHANGUERA - PIRASSUNUNGA CURSO: MBA EM CONTROLADORIAAs Micros e Pequenas empresas tm uma grande importncia para a economia, pois representam a maioriadas empresas registradas no pas, porm tem uma taxa de mortalidade elevada, atingindo cerca de 56% deempresas que fecham as portas nos primeiros 5 (cinco) anos de existncia, segundo pesquisa SEBRAE em2005, em meio as principais causas est a falta de Planejamento Estratgico por parte dessas empresas. Sendoassim este trabalho trata do Planejamento Estratgico que uma ferramenta administrativa que visaformular um plano de ao com base na anlise dos ambientes interno e externo. Ainda nesta perspectiva, oPlanejamento Estratgico dever nortear o que a empresa pretende alcanar no presente e no futuro. Assim oplanejamento utilizado como orientao para atingir os objetivos da empresa. Portanto este estudo temcomo objetivo a sugesto de um roteiro simplificado para as Micro e Pequenas empresas, levando emconsiderao suas particularidades identificadas durante as entrevistas e tambm apresentada na literaturaestudada.Palavras-Chave: Micro e Pequenas empresas; economia; Planejamento; Particularidades das MPEs. Anurio da Produo Cientfica dos Cursos de Ps-Graduao Vol. III, N. 3, Ano 2008 p. 17-22 4. 20Resumos Centro Universitrio Anhanguera (unidade Pirassununga)ORIGEM E HISTRIA DA CONTABILIDADE DE CUSTOS E FORMAO DE PREOSAutor:Juliano Abreu FagundesOrientador: Prof. Osmar Gonalves CENTRO UNIVERSITRIO ANHANGUERA - PIRASSUNUNGA CURSO: MBA EM CONTROLADORIAO tema originou-se em abordar a evoluo da histria da contabilidade at chegar no nascimento dacontabilidade de custos e descrever os principais conceitos de custos para que tenhamos uma base para aformao de preos. de fcil percepo o crescimento desta rea aps o sculo XX, especificadamente apsa primeira guerra mundial, no qual todo custo do ciclo de produo eram feitos de forma extremamenteabstrata, este conceito comeou h ter mudanas de acordo com o crescimento econmico mundial que temcomo reinicio aps a grande falncia econmica em 1929, data em que foi a falncia a bolsa de Nova York,que foi um dos motivos que originou-se a segunda guerra mundial e por conseqncia disso a revoluoindustrial em meados de 1950. Em qualquer lugar do mundo o campo das finanas muito extenso, pormespecificadamente no Brasil, pelo fato da legislao corrente faz-se necessrio uma ateno especifica nahistoria e conceitos de custos para que os gestores possam ter subsdios mais concretos para a tomada dedecises dentro de uma organizao e por conseqncia formar um preo de venda compatvel com omercado no qual a empresa atua. Com isso, podemos notar que o cenrio de custos demonstra claramente aimportncia e a necessidade de fazer contas.Palavras-Chave: Conceitos de Custos; Preo de vendas; crescimento econmico.A RELAO ENTRE A ADMINISTRAO DE VENDAS E A CONSTRUO/MANUTENO DE UMAMARCA NO VAREJO TRADICIONAL ALIMENTCIOAutor:Marcos Csar CanataOrientador: Prof. Osmar Gonalves CENTRO UNIVERSITRIO ANHANGUERA - PIRASSUNUNGA CURSO: MBA EM CONTROLADORIADurante anos a atividade do profissional de vendas foi muita marginalizada no s pela sociedade em geralcomo tambm pelos prprios profissionais da rea, sendo vista apenas como uma opo de trabalho nafalta de algo mais interessante ou complexo para ser realizado, pois bastava apenas ter uma boa lbia paratirar o pedido do cliente ou consumidor final. Inclusive acreditava-se que no era necessrio possuir umgrau de instruo muito avanado, pois afinal apenas uma boa conversa seria necessria para a concluso donegcio. Porm nos dias atuais, o verdadeiro profissional da rea de vendas se tornou o oposto do que seacreditava at ento, hoje o vendedor deve obrigatoriamente conhecer e aplicar os conhecimentos deMarketing, a importncia de sua atividade na construo de uma marca, a administrao de recursos(financeiro, pessoal e tecnolgico), o trabalho em equipe, a busca por resultados positivos s organizaes eentender que sua atividade de fundamental importncia para o xito de qualquer empresa que sedisponha a oferecer um produto ou servio ao mercado.Palavras-Chave: Oportunidades; Marketing; Gerenciamento; Conhecimento.Anurio da Produo Cientfica dos Cursos de Ps-Graduao Vol. III, N. 3, Ano 2008 p. 17-22 5. Resumos Centro Universitrio Anhanguera (unidade Pirassununga)21BALANO SOCIALAutor:Maria Elena de S AroniOrientador: Prof. Osmar GonalvesCENTRO UNIVERSITRIO ANHANGUERA - PIRASSUNUNGA CURSO: MBA EM CONTROLADORIAO Balano Social um demonstrativo muito importante sociedade, pois atravs dele, passamos a conhecercomo a empresa encara a sua Responsabilidade Social perante toda a sociedade. Atravs do balano social,passamos a ver o lado social da empresa no apenas visando lucros, mas tambm, como uma entidade quebusca o bem-estar social: e com isso, os contadores esto elaborando o balano social das empresas, ondeconhecemos como a empresa evidencia a forma pela qual usa os recursos naturais e o reflexo na sociedadeonde est inserida. A administrao de qualquer empresa precisa estar ciente de seus objetivos na busca pormelhores condies de vida.Palavras-Chave: Balano social; Ensino Superior; Responsabilidade Social.AUDITORIA DE UM CURSO SUPERIORAutor:Maria Ins BaptistaOrientador: Prof. Osmar GonalvesCENTRO UNIVERSITRIO ANHANGUERA - PIRASSUNUNGA CURSO: MBA EM CONTROLADORIAAuditoria de um curso superior mostra passo a passo a complexidade das fases que uma instituio deensino superior deve transpor para que possa oferecer a sociedade acadmica um curso. Alm desteprocesso, necessrio que a sociedade conhea a qualidade na prestao de seus servios, uma vez que osprofissionais por ela formados sero recrutados pelo mercado de trabalho, sedento de mo-de-obra cada vezmais classificada.Palavras-Chave: Auditoria; Ensino superior; Qualidade.UMA ALTERNATIVA PARA AS EMPRESASAutor:Milena Cello FaccioliOrientador: Prof. Osmar GonalvesCENTRO UNIVERSITRIO ANHANGUERA - PIRASSUNUNGA CURSO: MBA EM CONTROLADORIAEsse trabalho tem como objetivo oferecer uma opo para as micro e pequenas empresas que tem problemade fluxo de caixa, capital de giro etc., devido ao prazo de compra e venda de mercadorias. Com umaadministrao adequada podemos resolver muitos dos problemas. Mas, s vezes, mesmo com aadministrao correta, falta dinheiro para pagar as contas etc. Nesses casos, a empresa tem as seguintesopes: Desconto cheque ou duplicatas. Em agencias bancrias ou em uma instituio de factoring.Dependendo da empresa, o banco faz muitas exigncias e como outra alternativa, ela busca a instituio defactoring para solucionar seu problema, pois esta no tem restries contra o emitente e sim contra o sacado(devedor). Com isso, as instituies de factoring esto conquistando as empresas pela facilidade do servio.Palavras-Chave: Fluxo de caixa; capital de giro; desconto de cheques; desconto de duplicatas.O SUCESSO EMPRESARIAL TAMBM DEPENDE DA ADMINISTRAO TIMA DO CAPITAL DEGIROAutor:Paulo Antnio de Arruda RemdioOrientador: Prof. Osmar GonalvesCENTRO UNIVERSITRIO ANHANGUERA - PIRASSUNUNGA CURSO: MBA EM CONTROLADORIAO presente trabalho tem por finalidade buscar nas teorias contbeis elementos para se poder identificar,entender e principalmente administrar empresas, utilizando os valores extrados do Balano Patrimonial, e Anurio da Produo Cientfica dos Cursos de Ps-Graduao Vol. III, N. 3, Ano 2008 p. 17-22 6. 22Resumos Centro Universitrio Anhanguera (unidade Pirassununga)assim entender o funcionamento do Capital de Giro das empresas. Sendo assim, poderemos avaliar asverdadeiras necessidades financeiras de uma empresa. A finalidade primordial entender e localizar oselementos principais que compem o Capital de Giro de uma empresa. Para melhor entendimento, foinecessrio buscar alguns conceitos bsicos da contabilidade, que tem por finalidade dar uma maiorsustentao s definies mais complexas que envolvem o tema proposto. Na seqncia, a importncia doCapital de Giro de uma empresa foi levantada e estudada atravs de definies e demonstraes. Nesteponto do estudo procurou-se mostrar a maneira pela qual podemos ter um crescimento sustentvel (atravsda explicao do efeito tesoura) e de onde vm os recursos para investimento no giro dos negcios. A partirdeste ponto passa-se a fazer uma anlise mais profunda da real necessidade que as empresas tm de Capitalde Giro, avaliando o capital circulante prprio e a necessidade de capital de giro para manter uma perfeitasade financeira empresarial. As principais fontes de financiamento de curto e de longo prazo estoevidenciadas nesta parte do estudo, por fazerem parte da essncia do estudo do capital de giro dasempresas. Por fim, o estudo leva a uma das principais ferramentas de gesto do capital de giro, que o IOG,investimento operacional em giro, que procura mostrar de que maneira podemos diferenciar a quantidadede financiamentos dados pela empresa e a quantidade de financiamentos obtidos. Esta diferena entrefinanciamentos, que o IOG, ser avaliada atravs do aprofundamento do estudo onde teremos asdefinies dos tipos de IOG e a avaliao das reais necessidades de investimento em giro de uma empresa.Por fim, atravs da anlise fina...

Recommended

View more >