iia-introdução à ia - cee.uma.ptcee.uma.pt/edu/iia/acetatos/iia-introdu%e7%e3o%20%e0%20ia.pdf ·

Download iia-Introdução à IA - cee.uma.ptcee.uma.pt/edu/iia/acetatos/iia-Introdu%E7%E3o%20%E0%20IA.pdf ·

Post on 23-Dec-2018

219 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Inteligncia Artificial Universidade da Madeira

1

Inteligncia ArtificialInteligncia Artificial

IntroduIntroduoo

AgendaAgenda

PARTE 1PARTE 1IntroduIntroduooO que O que a Inteligncia Artificial?a Inteligncia Artificial?Paradigmas de IAParadigmas de IAFundamentosFundamentos

PARTE 2PARTE 2HistoriaHistoriareas de IAreas de IAAlgumas AplicaAlgumas Aplicaeses

Inteligncia Artificial Universidade da Madeira

2

Um ProblemaUm Problema

Resolver o quebraResolver o quebra--cabecabeasas

Um ProblemaUm Problema

2 x 2 = 24 combina2 x 2 = 24 combinaes posses possveisveis

Inteligncia Artificial Universidade da Madeira

3

Um ProblemaUm Problema3 x 3 = 362,880 combina3 x 3 = 362,880 combinaes posses possveisveis

Um ProblemaUm Problema8 x 8 8 x 8 1.2688 x 101.2688 x 1089 89 combinacombinaes posses possveisveis

Inteligncia Artificial Universidade da Madeira

4

Um ProblemaUm Problema8 x 8 8 x 8 1.2688 x 101.2688 x 1089 89 combinacombinaes posses possveisveis

63 sub casos

62 sub casos

Um ProblemaUm Problema

8 x 8 8 x 8 1.2688 x 101.2688 x 108989 combinacombinaes posses possveis.veis.

A 1,000,000,000 de combinaA 1,000,000,000 de combinaes por segundo es por segundo demorardemoraramos amos 4 x 104 x 106969 milmilniosnios em testar todas em testar todas as combinaas combinaes.es.

Inteligncia Artificial Universidade da Madeira

5

Um ProblemaUm Problema

Ento porqu que nEnto porqu que ns humanos, podemos s humanos, podemos resolveresolve--lo num curto prazo?lo num curto prazo?

A resposta A resposta simples: Porque utilizamos simples: Porque utilizamos conhecimento do problemaconhecimento do problema em forma em forma inteligenteinteligente..

Um ProblemaUm Problema

Podemos programar um computador para Podemos programar um computador para utilizar utilizar conhecimento de um problemaconhecimento de um problema em em forma forma inteligenteinteligente??

A resposta esta na A resposta esta na IA.IA.

Inteligncia Artificial Universidade da Madeira

6

AgendaAgenda

PARTE 1PARTE 1IntroduIntroduooO que O que a Inteligncia Artificial?a Inteligncia Artificial?Paradigmas de IAParadigmas de IAFundamentosFundamentos

PARTE 2PARTE 2HistoriaHistoriareas de IAreas de IAAlgumas AplicaAlgumas Aplicaeses

O que O que Inteligncia ArtificialInteligncia Artificial

No existe uma definiNo existe uma definio o nica.nica.

Podemos classificar as definiPodemos classificar as definies de es de Inteligncia Artificial de acordo com as Inteligncia Artificial de acordo com as seguintes quatro abordagens da IA:seguintes quatro abordagens da IA:

Inteligncia Artificial Universidade da Madeira

7

O que O que Inteligncia ArtificialInteligncia ArtificialDimenses/abordagens da IADimenses/abordagens da IA

Pensando

Agindo

Como humanos Racionalmente

Sistemas que pensam como um ser humano

Sistemas que actuam como um ser humano

Sistemas que pensam racionalmente

Sistemas que actuam racionalmente

Sistemas que actuam como um ser Sistemas que actuam como um ser humanohumano

a arte de criar ma arte de criar mquinas que quinas que realizem actividades que requerem realizem actividades que requerem inteligncia quando realizadas por inteligncia quando realizadas por pessoaspessoas ((KurzweilKurzweil, 1990), 1990)

como fazer os computadores como fazer os computadores fazerem coisas nas quais os seres fazerem coisas nas quais os seres humanos hoje em dia so mais humanos hoje em dia so mais eficientes.eficientes. ((RichRich andand KnightKnight, 1991), 1991)

Inteligncia Artificial Universidade da Madeira

8

O que O que Inteligncia ArtificialInteligncia ArtificialDimenses/abordagens da IADimenses/abordagens da IA

Pensando

Agindo

Como humanos Racionalmente

Sistemas que pensam como um ser humano

Sistemas que actuam como um ser humano

Sistemas que pensam racionalmente

Sistemas que actuam racionalmente

Sistemas que pensam como um Sistemas que pensam como um ser humanoser humano

O excitante esforO excitante esforo para fazer computadores o para fazer computadores pensarem, mpensarem, mquinas com mentes, no sentido completo quinas com mentes, no sentido completo e literale literal ((HaugelandHaugeland, 1985), 1985)

A automaA automao de actividades que associamos com o o de actividades que associamos com o pensamento humano, tais como tomada de decises, pensamento humano, tais como tomada de decises, solusoluo de problemas e aprendizagemo de problemas e aprendizagem ((BellmanBellman, 1978), 1978)

Inteligncia Artificial Universidade da Madeira

9

O que O que Inteligncia ArtificialInteligncia ArtificialDimenses/abordagens da IADimenses/abordagens da IA

Pensando

Agindo

Como humanos Racionalmente

Sistemas que pensam como um ser humano

Sistemas que actuam como um ser humano

Sistemas que pensam racionalmente

Sistemas que actuam racionalmente

Sistemas que pensam Sistemas que pensam racionalmenteracionalmente

O estudo das faculdades mentais atravO estudo das faculdades mentais atravs do uso de s do uso de modelos computacionaismodelos computacionais ((CharniakCharniak andand McDermottMcDermott, , 1985).1985).

O estudo das computaO estudo das computaes que fazem posses que fazem possvel vel perceber, raciocinar e agirperceber, raciocinar e agir((WinstonWinston, 1992)., 1992).

Inteligncia Artificial Universidade da Madeira

10

O que O que Inteligncia ArtificialInteligncia ArtificialDimenses/abordagens da IADimenses/abordagens da IA

Pensando

Agindo

Como humanos Racionalmente

Sistemas que pensam como um ser humano

Sistemas que actuam como um ser humano

Sistemas que pensam racionalmente

Sistemas que actuam racionalmente

Sistemas que actuam Sistemas que actuam racionalmenteracionalmente

Um campo de estudo que procura Um campo de estudo que procura explicar e emular o comportamento explicar e emular o comportamento inteligente em termos de processos inteligente em termos de processos computacionaiscomputacionais ((SchalkoffSchalkoff, 1990)., 1990).

O ramo da cincia de computaO ramo da cincia de computao que o que estest preocupada com a automapreocupada com a automao do o do comportamento inteligentecomportamento inteligente ((LugerLuger andandStubblefieldStubblefield, 1993)., 1993).

Inteligncia Artificial Universidade da Madeira

11

((John McCarthy John McCarthy , Basic Questions), Basic Questions)

What is artificial intelligence?What is artificial intelligence?It is the science and engineering of making intelligent machinesIt is the science and engineering of making intelligent machines, , especially intelligent computer programs. It is related to the especially intelligent computer programs. It is related to the similar task of using computers to understand human similar task of using computers to understand human intelligence, but AI does not have to confine itself to methods intelligence, but AI does not have to confine itself to methods that are biologically observable. that are biologically observable.

Yes, but what is intelligence? Yes, but what is intelligence? Intelligence is the computational part of the ability to achieveIntelligence is the computational part of the ability to achievegoals in the world. Varying kinds and degrees of intelligence goals in the world. Varying kinds and degrees of intelligence occur in people, many animals and some machines. occur in people, many animals and some machines.

((John McCarthy John McCarthy , Basic Questions), Basic Questions)

Isn't there a solid definition of intelligence that doesn't Isn't there a solid definition of intelligence that doesn't depend on relating it to human intelligence? depend on relating it to human intelligence?

Not yet. The problem is that we cannot yet characterize in Not yet. The problem is that we cannot yet characterize in general what kinds of computational procedures we want to call general what kinds of computational procedures we want to call intelligent. We understand some of the mechanisms of intelligent. We understand some of the mechanisms of intelligence and not others.intelligence and not others.

http://wwwhttp://www--formal.stanford.edu/jmc/whatisai/node1.htmlformal.stanford.edu/jmc/whatisai/node1.html

Inteligncia Artificial Universidade da Madeira

12

Sistemas que actuam como um ser Sistemas que actuam como um ser humano: humano: O Teste de O Teste de TuringTuring

Proposto por Proposto por AlanAlan TuringTuring em 1950.em 1950.

O computador seria interrogado por um humano atravO computador seria interrogado por um humano atravs s de algum tipo de rede (na de algum tipo de rede (na poca, poca, TuringTuring sugeriu o sugeriu o teletipoteletipo).).

O computador passa no teste se o interrogador no O computador passa no teste se o interrogador no consegue dizer se existe um computador ou um ser consegue dizer se existe um computador ou um ser humano do outro lado.humano do outro lado.

Sistemas que actuam como um ser Sistemas que actuam como um ser humano: humano: O Teste de O Teste de TuringTuring

Inteligncia Artificial Universidade da Madeira

13

Sistemas que actuam como um ser Sistemas que actuam como um ser humano: humano: O Teste de O Teste de TuringTuring

IdeiaIdeia: obter uma forma satisfat: obter uma forma satisfatria de definir a ria de defini