hospital regional hans dieter schmidt

Download Hospital Regional Hans Dieter Schmidt

Post on 07-Jan-2017

218 views

Category:

Documents

3 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • ESTADO DE SANTA CATARINATRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE ATIVIDADES ESPECIAIS DAE

    fls. __________

    364

    Processo RLA 10/00758602 AOP Hospital Regional Hans Dieter Schmidt Joinville 1

    Processo: RLA-10/00758602Unidade Gestora: Secretaria de Estado da SadeResponsveis: Ana Maria Groff Jansen, Dalmo Claro de Oliveira,

    Hospital Regional Hans Dieter Schmidt e Roberto Eduardo Hess de Souza

    Interessado: Dalmo Claro de OliveiraAssunto: Auditoria Operacional no Hospital Regional Hans

    Dieter Schmidt HRHDS, de Joinville.Relatrio de Instruo: DAE - 7/2011

    1. INTRODUO

    Trata-se de Auditoria Operacional no Hospital Regional Hans Dieter Schmidt

    HRHDS, de Joinville.

    Com base no Plano de Ao do Controle Externo, a Programao de

    Fiscalizao deste Tribunal de Contas definiu como um dos Temas de Maior

    Relevncia (TMR) a rea da sade, para a sua fiscalizao no ano de 2010.

    Objetivando a realizao de uma auditoria operacional nessa rea, realizou-

    se um estudo preliminar sobre a sade e os hospitais do Estado, que resultou na

    seleo do Hospital Regional Hans Dieter Schmidt (HRHDS), localizado no

    Municpio de Joinville, para ser a unidade fiscalizada.

    Das informaes levantadas e das tcnicas aplicadas, o planejamento da

    auditoria apontou que os estudos deveriam estar relacionados a trs temas: leitos,

    exames e salas cirrgicas, que resultaram em trs questes de auditoria, com o

    objetivo principal de verificar se o Hospital Regional Hans Dieter Schmidt utiliza

    plenamente sua capacidade instalada para internao e realizao de exames e

  • ESTADO DE SANTA CATARINATRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE ATIVIDADES ESPECIAIS DAE

    fls. __________

    365

    Processo RLA 10/00758602 AOP Hospital Regional Hans Dieter Schmidt Joinville 2

    cirurgias. Tudo com o intuito de identificar oportunidades de melhorias dos servios

    prestados pelo Hospital.

    Este relatrio, aps a presente introduo, apresenta no mesmo captulo

    uma viso geral do auditado; destacando aspectos gerais do Hospital Regional Hans

    Dieter Schmidt (HRHDS), indicadores relativos a nmero de atendimentos, nmero

    de leitos, a viso geral da auditoria, com destaque ao objetivo geral, as questes da

    auditoria e a metodologia empregada.

    No captulo 2 so apresentados os resultados da auditoria operacional, em

    que se relatam as situaes encontradas, suas evidncias, suas causas, seus

    efeitos, as determinaes ou recomendaes sugeridas e os benefcios esperados,

    conforme definidos na matriz de achados. Apresentam-se, ainda, neste captulo as

    boas prticas verificadas neste Hospital e a anlise dos comentrios oferecidos

    pelos gestores verso preliminar da matriz de achados.

    Por fim, no Captulo 3 est a concluso, em que constam as sugestes de

    determinaes e recomendaes ao gestor com vistas melhoria de desempenho

    dos servios prestados pelo Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, a serem

    submetidas ao Relator do processo.

    1.1 VISO GERAL DO AUDITADO

    A auditoria operacional objeto do processo RLA 10/00758602 foi realizada

    no Hospital Regional Hans Dieter Schmidt (HRHDS) por se tratar do maior hospital

    pblico estadual com atendimento realizado exclusivamente via Sistema nico de

    Sade (SUS), localizado em Joinville, maior cidade de Santa Catarina.

    Alm dos pontos tomados como base para escolha do hospital, tambm foi

    levado em considerao o fato de o HRHDS ser referncia nas reas de

    neurocirurgia, gastroplastia, cirurgia labiopalatal, urgncia e emergncia, cirurgia

    cardaca e cardiologia intervencionista1.

    1 Informaes retiradas do documento Fluxo de Referncia dos Servios de Alta Complexidade Hospitalar da Secretaria do Estado da Sade, aprovado na CIB em 30/07/2004 e site do governo do Estado de Santa Catarina, segundo informao do Jusbrasil em 28/08/2010.

  • ESTADO DE SANTA CATARINATRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE ATIVIDADES ESPECIAIS DAE

    fls. __________

    366

    Processo RLA 10/00758602 AOP Hospital Regional Hans Dieter Schmidt Joinville 3

    O HRHDS foi inaugurado em 15 de maro de 1984, com 22.400 metros

    quadrados de rea construda. Para gerir o hospital foi criada a Fundao Hospitalar

    de Joinville, porm, por problemas financeiros, em 1989 a administrao foi passada

    Prefeitura, com a folha de pagamento assumida pelo Governo Estadual. Em abril

    de 1999, o gerenciamento volta a ser do Estado e atualmente, o HRHDS est

    administrativamente vinculado Secretaria de Estado da Sade.

    O HRHDS tem como misso "prestar assistncia sade da populao

    atravs de ensino, tecnologia e qualidade com equipes comprometidas e

    capacitadas" e como viso ser um Hospital de referncia estadual em servios de

    alta complexidade e especialidades, ensino e pesquisa. Tanto a misso quanto a

    viso auxiliaram na escolha desta auditoria, tendo a certeza de que este TCE/SC

    estar contribuindo para o alcance e continuidade dos objetivos traados pelo

    HRHDS.

    O HRHDS possui uma estrutura organizacional hierarquizada, prpria de

    uma instituio de seu porte, o que pode ser visualizado no organograma (Anexo A).

    A rea de atuao do HRHDS bastante diversificada, compreendendo

    especialidades cirrgicas, clnicas e tambm servios de apoio, conforme

    demonstrado no Quadro 01.

    Quadro 01: Especialidades Mdicas do Hospital Regional Hans Dieter Schimidt

    Especialidades Cirrgicas

    Cirurgia Baritrica Cirurgia de Cabea e Pescoo

    Cirurgia Torcica Cirurgia Plstica

    Cirurgia Cardiovascular Urologia

    Cirurgia Geral Proctologia

    Cirurgia Buco Maxilo Facial Transplante Renal

    Cirurgia Peditrica Cirurgia de Vasectomia

    Cirurgia Oftalmolgica Cirurgia Vascular

  • ESTADO DE SANTA CATARINATRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE ATIVIDADES ESPECIAIS DAE

    fls. __________

    367

    Processo RLA 10/00758602 AOP Hospital Regional Hans Dieter Schmidt Joinville 4

    Especialidades Clnicas

    Urologia Cardiologia Adulto e Infantil

    Gastroenterologia Adulto Pneumologia Adutlto e Infantil

    Gastroenterologia Infantil Anestesiologia

    Buco Maxilo Facial Psquiatria

    Especialidades Clnicas

    Cirurgia Ginecolgica Infectologia

    Servios de Apoio

    Agncia Transfusional Laboratrio de Anlises Clnicas

    Endoscopia Tomografia

    Farmcia Hemodinmica

    Radiologia Hemodilise

    Nutrio e Diettica CME

    Servio Social Psicologia

    Eletrocardiograma/Teste Ergomtrico Terapia Ocupacional

    Comisso de Controle de Infeco Hospitalar Fisioterapia

    Fonte: http://www.saude.sc.gov.br/HRHDS/especialidades.html, acesso em 03/08/2010

    Com base nos indicadores do HRHDS, foram prestados 136.813

    atendimentos populao em geral em 2007. Este nmero passou para 127.110 em

    2008 e 82.260 atendimentos em 2009, conforme exposto no Grfico 01:

    Grfico 01: Nmero de atendimentos do HRHDS

    Fonte: Indicadores Hospitalares do Hospital Regional Hans Dieter Schmidt dos anos de 2007, 2008 e 2009

  • ESTADO DE SANTA CATARINATRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE ATIVIDADES ESPECIAIS DAE

    fls. __________

    368

    Processo RLA 10/00758602 AOP Hospital Regional Hans Dieter Schmidt Joinville 5

    Comparando os indicadores de 2007 a 2009, possvel constatar que houve

    um decrscimo no nmero total de atendimentos do Hospital. Isto pode ser atribudo,

    em parte, transferncia dos atendimentos infantis para outro hospital da regio em

    dezembro de 2008. Alm disso, o Hospital implantou em junho de 2008 a ferramenta

    nacional de humanizao2 com classificao de risco (emergncia porta fechada),

    em que os pacientes passam primeiramente por uma triagem que vai definir a

    prioridade do atendimento3 e inibir a procura da emergncia por pacientes no

    graves. Por fim, nos estudos foi detectado o aumento do tempo de internao, j que

    o hospital atende muitos pacientes idosos e doentes crnicos, acarretando tambm

    no declnio do nmero de atendimentos.

    Com base nos indicadores do Hospital, percebe-se que o nmero das

    consultas de pronto socorro, que representavam a maior parte dos atendimentos em

    2007 e 2008, caiu muito desde a implantao do atendimento na emergncia com

    classificao de risco. Esta reduo pode ser mais bem visualizada no Grfico 02.

    Grfico 02: Nmero de consultas do pronto socorro do HRHDS

    Fonte: Indicadores Hospitalares do HRHDS Schmidt de 2007, 2008e 2009 (* Transferncia atendimento inf.)

    A diminuio no atendimento do Pronto Socorro tambm impacta no nmero

    de internaes gerais, que vem reduzindo com o passar dos anos, como demonstra

    o Grfico 03.

    2 A Poltica Nacional de Humanizao (PNH) da Ateno e Gesto do SUS (Humaniza-SUS) foi instituda pelo Ministrio da Sade em 2003 e tem o objetivo de efetivar os princpios do Sistema nico de Sade no cotidiano das prticas de ateno e de gesto, assim como estimular trocas solidrias entre gestores, trabalhadores e usurios para a produo de sade.3 Informaes contidas no Ofcio n. 111/2010 do HRHDS.

  • ESTADO DE SANTA CATARINATRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE ATIVIDADES ESPECIAIS DAE

    fls. __________

    369

    Processo RLA 10/00758602 AOP Hospital Regional Hans Dieter Schmidt Joinville 6

    Grfico 03: Nmero de internaes do HRHDS

    Fonte: Indicadores Hospitalares do Hospital Regional Hans Dieter Schmidt de 2007, 2008 e 2009

    No Grfico 04 foi feito um desmembramento por especialidade do nmero de

    internaes cita

Recommended

View more >