habacuque - comentrio b­blico (crispim)

Download Habacuque - Comentrio B­blico (Crispim)

Post on 24-Jul-2016

289 views

Category:

Documents

43 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

  • Comentario Comentario Comentario Comentario

    BiBiBiBiblicoblicoblicoblico de de de de

    HHHHABACUQUEABACUQUEABACUQUEABACUQUE

    Crispim

  • Indice

    Introduo .................................................................................................. 4

    1- Questes sem Respostas ......................................................................... 4

    2- A Obra do Senhor .................................................................................. 8

    3- Como compreender a Obra do Senhor? ................................................ 11

    4- A Resposta ao Profeta .......................................................................... 14

    5- Os 'ais' .................................................................................................. 18

    6- Deus alerta acerca dos dolos ............................................................... 20

    7- A Orao de Habacuque ....................................................................... 21

    8- possvel ocorrer um 'avivamento', ao moldes do que alardeado em nossos dias? .............................................................................................. 22

    9- Salmodiando ao Senhor........................................................................ 25

  • Introduo

    Habacuque pede a Deus que implemente (aviva) a sua obra. Ora, a obra maravilhosa e admirvel o suscitar dentre as naes os caldeus, e que, ao longo dos anos os homens haveriam de conhec-la. Embora fosse anunciado pelos profetas que Deus haveria de levantar os caldeus para castigar o povo de Israel, quando os profetas contavam a maravilhosa obra, o povo no cria. Eles no se arrependeram e veio o cativeiro conforme a viso dos profetas "...vs no crereis, quando vos for contada" ( Hc 1:5 ).

    "Entenda porque o profeta Habacuque rogou a Deus que lembrasse da sua misericrdia logo aps pedir qe a obra de Deus fosse

    avivada"

    1 O PESO que viu o profeta Habacuque. 2 At quando, SENHOR, clamarei eu, e tu no me escutars? Gritar-te-ei: Violncia! e no salvars? 3 Por que razo me mostras a iniqidade, e me fazes ver a opresso? Pois que a destruio e a violncia esto diante de mim, havendo tambm quem suscite a contenda e o litgio. 4 Por esta causa a lei se afrouxa, e a justia nunca se manifesta; porque o mpio cerca o justo, e a justia se manifesta distorcida.

    1- Questes sem Respostas

    A vida particular do profeta Habacuque pouco conhecida assim como a dos outros profetas menores. Habacuque, cujo nome significa 'abrao', profetizou a Jud sobre a invaso iminente dos caldeus.

    O primeiro verso do livro de Habacuque est mais para um ttulo inicial, do que para um elemento essencial para o entendimento do texto. Durante a leitura do livro possvel verificar que o texto apresenta uma sentena (peso) que o profeta (orculo de Deus) viu, ou seja, uma revelao de Deus.

    O peso do Senhor no so as perguntas do profeta, antes uma resposta de Deus as suas perguntas.

    O Livro de Habacuque tem incio com algumas questes que importunavam o profeta "At quando, Senhor..." (v. 2). As questes eram acerca dos tempos estabelecidos por Deus atravs do seu prprio poder. Ora, desde a antiguidade a preocupao dos homens centram-se nos tempos

  • em que Deus realizar os seus desgnios "E disse-lhes: No vos pertence saber os tempos ou as estaes que o Pai estabeleceu pelo seu prprio poder" ( At 1:7 ).

    Pedro demonstra a preocupao dos profetas acerca da salvao que haveria de ser revelada e dos tempos estabelecido por Deus "Indagando que tempo ou que ocasio de tempo o Esprito de Cristo, que estava neles, indicava..." ( 1Pe 1:11 ).

    Alm de querer saber os tempos que Deus estabeleceu por seu prprio poder, Habacuque clamava por justia! (v. 2- 4). Mas, qual tipo de justia era o anseio do profeta Habacuque?

    Habacuque queria entender por que ele clamava e Deus no lhe respondia. No escutar equivale a no responder. Habacuque no estava acusando Deus de surdez ou algo semelhante.

    O profeta gritava: "Violncia!" do mesmo modo quando os homens gritam: "Fogo!", e esperam ser atendidos. Porm, embora gritasse "Violncia" e clamasse por auxlio, Habacuque no conseguia ver o auxilio de Deus.

    Por que Habacuque no conseguiu ver o socorro de Deus? Porque ele estava focado em questes humanas!

    Habacuque estava clamando a Deus por causa das injustia sociais, pois ele via a opresso dos fortes sobre os fracos, dos ricos sobre os pobres, dos reis sobre os sditos, etc. A destruio e a violncia era algo aferido diariamente pelo profeta, porm, ele no entendia porque Deus deixava os homens se lanarem s suas maldades.

    A preocupao do profeta a mesma de alguns religiosos e bons cidados em nossos dias. Por que tanta violncia em nossos dias? Por que tanta morte, roubo, opresso, suborno, etc? Por que os inocentes sofrem?

    Habacuque no estava clamando por sua salvao, pois quem invoca a Deus por salvao atendido (ouvido) prontamente por Deus: salvo da condenao que h no mundo, pois a mensagem de Deus clara: "Porque todo aquele que invocar o nome do SENHOR ser salvo" ( Rm 10:13 ; Jl 2:32 ).

    Entretanto, quem clama a Deus para ver a providncia divina com relao as contendas e litgios entre os homens, deve esperar o tempo ou as estaes que Deus estabeleceu por seu prprio poder, quem clama por

  • salvao atendido prontamente. Pois hoje o dia sobremodo aceitvel! Hoje o dia de salvao!

    Os cristos devem compreender que, aps crerem em Cristo conforme diz as Escrituras, foram salvos da condenao proveniente da queda de Ado. Esta salvao efetiva para o tempo que se chama hoje. Quem invoca a Cristo salvo hoje de condenao estabelecida em Ado no passado ( 1Co 6:2 ).

    Quem assim clamar (invocar) ser escutado (atendido). Quem gritar ao Senhor acerca da violncia estabelecida em Ado, ver a salvao de Deus. Quem ver a iniqidade em que foi formado, perceber que precisa nascer de novo, da semente incorruptvel, que a palavra de Deus ( Sl 51:5).

    Mas. quem olhar para as relaes humanas onde o litgio e as contendas so fomentadas, quem olhar para as questes legais e as injustias cometidas, ou quem olhar para os perversos que cercam os justos, indagar sempre acerca de como se d a justia de Deus.

    Se Habacuque considerasse que o juzo de Deus foi estabelecido em Ado, e que todos os homens foram julgados e condenados, jamais diria que Deus no o escutava. Quem aprender com Habacuque jamais considerar que a justia de Deus 'tarda mas no falha'. Aqueles que compreendem que a humanidade j est sob condenao, a condenao em Ado, percebe que o juzo e a condenao j foi estabelecido no passado da humanidade, ou seja, a justia de Deus no tardia.

    Ora, no precisa ser profeta para ver que a violncia humana e a iniqidade crescente. Ao observar a iniqidade e a opresso, Habacuque considerava que Deus quem lhe mostrava o estado de degradao do homem. Para ele, a justia no se manifestava e a lei afrouxava por causa do mpio, aquele que que suscita a contenda e o litgio (v. 3- 4).

    A questo levantada por Habacuque semelhante a dos religiosos, pois estes no compreendem por que Deus silencia acerca das injustias dos homens (sociais). Por que Deus permanece inerte e despreocupado vista da degradao da humanidade?

    Diferentes dos religiosos da atualidade, que procuram dar uma resposta s suas indagaes, Habacuque esperou uma resposta de Deus.

    Deus no a causa das injustia sociais e nem das violaes de questes legais estabelecida pelos homens. O juzo de Deus foi estabelecido sobre a humanidade em Ado, e a justia de Deus manifesta-

  • se em Cristo. No juzo est a condenao da humanidade, na justia de Deus manifesta aos homens em Cristo, est a salvao.

    Ora, as questes levantadas por Habacuque no precisa ser as mesmas dos cristos, pois j sabemos que a salvao de Deus individual e manifesta-se em Cristo "... aquele que invocar o nome do Senhor ser salvo" ( Jl 2:32 ). Os cristos devem saber que 'justia' neste mundo utpico, pois mesmo na terra da retido os mpios no aprendero a justia (milnio) "Ainda que se mostre favor ao mpio, nem por isso aprende a justia; at na terra da retido ele pratica a iniqidade, e no atenta para a majestade do SENHOR" ( Is 26:10 ).

    Justia segundo a concepo inicial de Habacuque s ser estabelecida no novo cu e na nova terra que ser criada por Deus num tempo estabelecido por seu prprio poder "Porque, eis que eu crio novos cus e nova terra; e no haver mais lembrana das coisas passadas, nem mais se recordaro" ( Is 65:17 ); "Mas ns, segundo a sua promessa, aguardamos novos cus e nova terra, em que habita a justia" ( 2Pe 3:13 ).

    Embora a corrupo do gnero humano observvel a olho nu, o socorro e a salvao de Deus imediata queles que invocam o seu nome. Os ouvidos de Deus no esto agravados para que no possa ouvir quem clame por salvao "E h de ser que todo aquele que invocar o nome do SENHOR ser salvo" ( Jl 2:32 ); "EIS que a mo do SENHOR no est encolhida, para que no possa salvar; nem agravado o seu ouvido, para no poder ouvir" ( Is 59:1 ).

    5 Vede entre os gentios e olhai, e maravilhai-vos, e admirai-vos; porque realizarei em vossos dias uma obra que vs no crereis, quando for contada. 6 Porque eis que suscito os caldeus, nao amarga e impetuosa, que marcha sobre a largura da terra, para apoderar-se de moradas que no so suas. 7 Horrvel e terrvel ; dela mesma sair o seu juzo e a sua dignidade. 8 E os seus cavalos so mais ligeiros do que os leopardos, e mais espertos do que os lobos tarde; os seus cavaleiros espalham-se por toda parte; os seus cavaleiros viro de longe; voaro como guias que se apressam a devorar. 9 Eles todos viro para fazer violncia; os seus rostos buscaro o vento oriental, e reuniro os cativos como areia. 10 E escarnecero dos reis, e dos prncipes