fraturas do cotovelo

Download Fraturas Do Cotovelo

Post on 06-Apr-2018

217 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    1/44

    FRATURAS DOCOTOVELO

    Profa. Ms AdrianaCaixeta

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    2/44

    FRATURAS DO COTOVELO

    Maior parte das fraturas altera acongruncia da articulao intra-

    articularesComplicaes liberao de exudatointra-articular bloqueio da articulao

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    3/44

    FRATURASSUPRACONDILIANAS

    Mais comum em crianas

    Ocorre principalmente nos meninos entre 6 e 8

    anos de idade

    MecanismoCotovelo em extenso

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    4/44

    FRATURASSUPRACONDILIANAS

    Comum a visualizao de um desvio posterior dofragmento

    Na maioria das crianas menores h um pequenodesvio devido grande flexibilidade ssea

    Em crianas maiores as fraturas apresentamdesvios maiores

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    5/44

    FRATURASSUPRACONDILIANAS

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    6/44

    FRATURASSUPRACONDILIANAS

    Dependendo da intensidade do traumaFragnentos podem deslocar-se, permanecer no

    seu alinhamento ou sofrer pequenos desviosDeslocamentos podem ocasionar a compresso daartria braquial anterior Isquemia de Volkman

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    7/44

    FRATURASSUPRACONDILIANAS

    Isquemia ou Contratura de VolkmanComplicao grave

    Compresso da artria braquial e do nervomedianoCom a evoluo pode ocasionar uma seqela demo em garra

    Com diagnstico precoce as seqelas seromnimas

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    8/44

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    9/44

    FRATURASSUPRACONDILIANAS

    QUADRO CLNICO

    Contratura dos msculos flexores do antebrao seqela de mo em garra

    A reduo pode no ficar no seu alinhamento

    perfeito e desenvolver deformidades emvalgo evaro no cotovelo

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    10/44

    FRATURASSUPRACONDILIANAS Deformidades em varo

    No complicam em relao a funo (problemasestticos)

    Deformidades em valgoComplicam com uma compresso do nervoulnar na regio medial do cotovelo

    O nervo pode sofrer estiramento e desenvolversintomatologia especfica nos 2 ltimos dedos

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    11/44

    TRATAMENTOCLNICO

    Tratamento conservadorUtilizao de um gesso xilo-palmar poraproximadamente 30 diasAps esse perodo a criana encaminhadapara a fisioterapia (a maioria no temnecessidade)

    Tratamento cirrgico feita a fixao do foco de fraturaRepouso por aproximadamente 30 dias

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    12/44

    TRATAMENTOCLNICO

    Nos casos de crianas com bloqueio tanto notratamento conservador como no cirrgico

    Estimular movimentos ativosNo se deve realizar movimentao passivanesta articulao traumatizada (risco deliberao de exudato)Relaxamento dos msculos flexores e

    alongamentos suavesMassagem para aderncia cicatricial

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    13/44

    FRATURASUPRACONDILIANA NOS ADULTOS

    So fraturas graves altera a congrunciaarticular (dinmica da articulao)

    MecanismoOcorrem por trauma direto com queda sobre o cotoveloFormam traes de fraturas em Y ou T

    Pode ocorrer cominuo com presena de fragmentosmenores

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    14/44

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    15/44

    TRATAMENTOCLNICO

    Quando a opo tratamento conservador afratura no teve deslocamento ou foi pequenopermitindo ainda a estabilidade articular

    Tratamento conservador se resume ao uso degesso xilo-palmar por 30 a 45 dias

    Quando o deslocamento grande a indicaocirrgica sempre a melhor opo comimobilizao por 30 dias

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    16/44

    TRATAMENTOFISIOTERPICO

    Aps perodo de imobilizaoapresenta uma rigidez grande do cotovelo e operigo de se tornar uma rigidez permanente

    RecursosCrioterapia

    Mobilizao da cpsulaAlongamentoMassagem

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    17/44

    TRATAMENTOFISIOTERPICO

    O movimento mais acometido neste tipo de fratura o de flexo e extenso do cotovelo

    Aps a melhora funcional da articulao devemosfortalecer todo o membro superior

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    18/44

    FRATURALUXAO DE MONTEGGIA

    So fraturas graves do cotovelo

    Caracteriza-se pela fratura do 1/3 superior da ulnaassociada a luxao da cabea do rdio

    A cabea do rdio se desloca tanto da articulao rdio-ulnar superior quanto da articulao rdio-umeral

    Conforme a angulao da fratura da ulna, aluxao pode ser anterior ou posterior

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    19/44

    FRATURALUXAO DE MONTEGGIA

    Desvio em flexo o menos freqenteResponsvel por 10% 15% dos casos

    A ulna fraturada angula comconvexidade posterior

    A cabea do rdio se desloca para trs

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    20/44

    FRATURALUXAO DE MONTEGGIA Desvios em extenso so os mais comuns

    Responsveis por 85% 90% dos casos

    A ulna fraturada se angula comconvexidade anterior e lateralDesloca a cabea do rdio para diante e

    lateralmente

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    21/44

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    22/44

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    23/44

    TRATAMENTOCLNICO

    O tratamento de escolha normalmente neste tipode fratura o cirrgico

    Fratura em flexo pode-se reduzir em extenso ese imobilizar em extenso

    Essa posio raramente aceitvel devido aodesconforto e a dificuldade mais tarde de semobilizar o cotovelo

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    24/44

    TRATAMENTOCLNICO Se o tratamento for conservador

    Bloqueio da articulao do cotovelo ser grande imobilizao com gesso xilo-palmar com oantebrao em supinao por aproximadamente30 45 dias

    Nos casos cirrgicos

    Tempo de imobilizao de 30 diasNo vai existir o mecanismo de supinao paraa imobilizao

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    25/44

    TRATAMENTOFISIOTERPICO Quadro clnico

    DorEdema

    Rigidez

    Em ambos os Tto o bloqueio funcional ser grandeA imobilizao em flexo + supinao gera:

    Rigidez por encurtamento total do bcepsbraquialAderncia capsular

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    26/44

    TRATAMENTOFISIOTERPICO

    Necessrio recuperara a prono-supinao devidoa luxao da cabea do rdio

    Trabalhar tcnicas para desbloqueio articular emovimentos associados para que ele no recupereapenas a flexo-extenso

    Mobilizar a cabea do rdio e a articulao rdio ulnar distal

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    27/44

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    28/44

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    29/44

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    30/44

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    31/44

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    32/44

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    33/44

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    34/44

    FRATURAS DO OLECRANO

    Ocorre na grande maioria dos casos por traumadireto com queda sobre o cotovelo

    De acordo com a intensidade do trauma ofragmento pode:DeslocarPermanecer no local com risco ou sem dedeslocamento

    O deslocamento secundrio pode ocorrer pelotracionamento do trceps braquial sobre o foco defratura.

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    35/44

    TRATAMENTOCLNICO

    Fratura sem deslocamentoImobilizar por 2 semanas com um xilo-palmar esolicita ao paciente que volte aps esse perodo

    No retorno observa se a fratura est se deslocandoou se existem tendncias a deslocar

    caso no esteja deslocando ou no apresentarisco de deslocamento ele mantm aimobilizao por mais 4 semanas num total de 6semanas

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    36/44

    TRATAMENTOCLNICO

    Caso exista uma fratura instvelIndica-se um tratamento cirrgico com fixaodo olecrano e as vezes do tendo do trcepsbraquial

    Aps a cirurgia o paciente fica imobilizado por 30dias

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    37/44

    TRATAMENTOFISIOTERPICO

    Pacientes chegam com a haste de Rusch ainda naponta do olecrano

    O trabalho ser praticamente o mesmo das fraturassupra-condilianas e de Monteggia com a diferenade que como a fratura ocorreu no ponto deinsero do trceps braquial (flacidez)

    As fraturas intra articularesno devem sermobilizadas com estiramentos passivos foradospois existe o risco de liberao de tecido cicatricial(exudato)

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    38/44

    FRATURA DO ANTEBRAO

    MecanismoTrauma direto por queda com apoio sobre oantebrao ou por queda com apoio sobre a mo

    As quedas com apoio com a mo provoca umaforte angulao nos ossos do antebrao fraturado tipo transversa

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    39/44

    FRATURA DO ANTEBRAO

    As fraturas por trauma direto no antebrao forade cizalhamento fratura oblqua

    As fraturas oblquas tem uma maior facilidade deconsolidar do que as transversas

    Mas as fraturas oblquas deslocam ou perdem

    contato (fragmentos deslizam) com maior facilidade

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    40/44

    FRATURA DE GALEAZZI

    Uma das fraturas mais comuns doantebrao

    Caracteriza pela fratura doTero inferior dordio associada com a Luxao rdio ulnardistal

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    41/44

  • 8/3/2019 Fraturas Do Cotovelo

    42/44

    TRATAMENTOCLNICO

    Tratamento Conservador

    Fratura dever ser reduzida e imobilizadapor um gesso xilo-palmar por 6 8semanas

    Fazer Rx de controle para observar seno ocorreu perda da reduo