folha regional de cianorte - edicao 667

Download Folha Regional de Cianorte - edicao 667

Post on 09-Mar-2016

249 views

Category:

Documents

3 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

edicao 667 da folha regional de cianorte com circulacao em 11 de abril de 2013

TRANSCRIPT

  • Quinta-feira, 11 de Abril de 2013 - Ano 12 - Edio 667 - R$ 2,00Fone: (44) 3018-2015 - Site: www.folharegionaldecianorte.com - E-mail: folhadecianorte@gmail.com

    Foi implantada na tarde on-tem, em solenidade no anfite-atro da ACIC (Associao Co-mercial e Industrial) a segunda Central de Atendimento ao Ci-

    dado do Estado, do Ministrio Pblico do Paran (MP-PR). Com a Central, todo o atendimento comunidade do Ministrio Pbli-co da Comarca ser centralizado

    na Casa da Cidadania. O objetivo permitir que o cidado que ne-cessite tratar de qualquer assun-to relacionado aos seus direitos e que envolva o mbito jurdico

    tenha orientao adequada. Pela sua importncia, o evento trouxe a Cianorte o Procurador Geral de Justia do Estado, Gilberto Gia-coia e o Sub-Procurador de Pla-

    nejamento do MP-PR, Bruno Sr-gio Galatti, recepcionados pelos promotores de Justia da Co-marca e pelo prefeito Bongiorno.----------------------- Pg. 12

    MP UNIFICA AES COM CENTRAL DEATENDIMENTO AO CIDADO EM CIANORTEObjetivo permitir que o cidado tenha atendimento adequado em todas questes que envolvam a JustiaBarbosa/FOLHA

    Descoberto novo golpe do seguro contra aposentados em Cianorte

    ----------------------------------------------------------------------------------------------------------- Pg. 12

    Indstria do Paran mantmliderana na gerao de empregoO nvel de emprego in-

    dustrial subiu 1,4% no Paran em fevereiro de 2013, em comparao ao mesmo ms do ano pas-sado, enquanto que a m-dia nacional reduziu em 1,2%. A expanso do Pa-

    ran foi a maior do Pas e a 17 consecutiva no Es-tado, contra o mesmo n-mero de quedas seguidas no Brasil. Os dados so da Pesquisa Industrial Men-sal de Emprego e Salrio (PIMES), divulgada nesta

    quarta-feira (10/04), pelo Instituto Brasileiro de Geo-grafia e Estatstica (IBGE), que realiza o levantamen-to em dez estados, mais as regies Nordeste, Nor-te e Centro-Oeste. Tam-bm no indicador de doze

    meses terminados em fe-vereiro de 2013, a inds-tria paranaense manteve a liderana nacional, em todos os parmetros do mercado de trabalho pes-quisados pelo IBGE.------------------- Pg. 2

    Governo pe fim ao drama de 30 mil profissionais

    da educao------------------- Pg. 2

    Cianortense morre afogado

    em Campo Mouro

    ------------------- Pg. 3

    Cianorte vai receber etapa

    do Festival Sesi de Msica 2013

    ------------------ Pg. 12

    Secretaria Regional da

    Famlia realiza capacitao

    ------------------ Pg. 12

    Encerrou no ltimo dia 5, o prazo para os munic-pios com at 50 mil habi-tantes realizarem as inscri-es para Programa Minha Casa, Minha Vida do Go-verno Federal. No encon-tro dos prefeitos, organi-zado pelo deputado federal Zeca Dirceu em Braslia no ms de maro, o tema foi discutido entre prefeitos, vice-prefeitos, secretrios e vereadores. O progra-ma, que tem como princi-pal objetivo incentivar as famlias a terem a sua casa prpria, j est consolida-do e se fortalecendo a cada dia mais nos municpios paranaenses, foi uma das temticas discutidas no Mi-nistrio das Cidades.------------------ Pg. 12

    Programa Minha Casa, Minha Vida

    cada vez mais forte nos

    municpios

    O Deputado Estadu-al Evandro Junior (PSDB) esteve em reunio na tar-de desta tera-feira (09) com o secretrio de Go-verno Cezar Silvestri, jun-to ao com o vice-prefeito de Japur, Otvio Carva-lho de Souza, e o Secre-trio de Agricultura e Meio Ambiente de Japur, Fbio Rizzato. Durante o encon-tro, o secretrio destacou o lanamento do Progra-ma de Apoio aos Munic-pios Paranaenses, que ir acontecer no prximo dia 12, em Foz do Iguau.-------------------- Pg. 3

    Comitiva de Japur se rene

    com lderes do governo em

    Curitiba

    Quase 3 mil conselhos de acompanhamento e controle social do Fundo de Manuteno e Desen-volvimento da Educao Bsica e de Valorizao dos Profissionais da Edu-cao (Fundeb) esto em situao irregular no pas. Estados e municpios que possuem qualquer pen-dncia com relao aos conselhos precisam regu-larizar a situao no portal eletrnico do Fundo Na-cional de Desenvolvimen-to da Educao (FNDE) para que no sejam preju-dicados. Entre os conselhos municipais, 2.959 esto em situao irregular. No caso dos estaduais, so 22 con-selhos com pendncias. -------------------- Pg. 3

    Quase 3 mil conselhos municipais do Fundeb

    precisam de ser regularizados

    O governador Beto Ri-cha defendeu nesta quar-ta-feira (10/04) maior au-tonomia para estados e municpios para definio de seus planos de desen-volvimento econmico, social e ambiental. Richa apresentou solues ado-tadas pelo Estado do Pa-ran no Painel Crescimen-to Econmico e Cidades, no Frum de Lderes de Gover-no da Amrica Latina e Ca-ribe, realizado no Rio de Ja-neiro. O governador afirmou que possvel estimular o de-senvolvimento econmico. -------------------- Pg. 3

    Richa defende maior autonomia para estados e municpios se

    desenvolverem

  • Ed. n 667 - Quinta-feira, 11 de Abril de 2013 - Fone: (44) 3018-2015 - Website: www.folharegionaldecianorte.com - E-mail: folhadecianorte@gmail.com - Av. Brasil, 1167 - Sl. 03

    CuritibaagnCia Estadual

    O nvel de emprego in-dustrial subiu 1,4% no Para-n em fevereiro de 2013, em comparao ao mesmo ms do ano passado, enquanto que a mdia nacional redu-ziu em 1,2%. A expanso do Paran foi a maior do Pas e a 17 consecutiva no Estado, contra o mesmo nmero de quedas seguidas no Brasil.

    Os dados so da Pesqui-sa Industrial Mensal de Em-prego e Salrio (PIMES), di-vulgada nesta quarta-feira (10/04), pelo Instituto Brasi-leiro de Geografia e Estats-tica (IBGE), que realiza o le-vantamento em dez estados, mais as regies Nordeste, Norte e Centro-Oeste.

    Tambm no indicador de doze meses terminados em fevereiro de 2013, a inds-tria paranaense manteve a liderana nacional, em todos os parmetros do mercado de trabalho pesquisados pelo IBGE. O resultado confirma o vigor que a indstria para-naense vem exibindo desde 2011, numa autntica con-tramo da trajetria descen-dente verificada no conjunto do Pas, afirma o economis-ta Gilmar Loureno, dire-tor-presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvi-

    mento Econmico e Social. Segundo ele, a perfor-

    mance do pas se d em ra-zo da reduzida expanso econmica, que explicada pela queda das exportaes, por conta da crise internacio-nal e da orientao macro-econmica contra o investi-mento mantida pelo governo federal. No indicador de fe-vereiro comparado ao mes-mo ms de 2012, alm do Paran, tambm Minas Ge-rais apresentou crescimento (0,4%). O resultado parana-ense est baseado nos seg-mentos de fumo (35,4%), txtil (17,9%), mquinas e aparelhos eltricos e eletrni-cos (8,2%), qumica (6,9%), outros produtos (4,3%), bor-racha e plstico (3,5%) e ali-mentos e bebidas (2,3%).

    FOLHAO Paran ocupou o quar-

    to posto no ranking em incre-mento do valor da folha de pagamento real (menos a in-flao) em fevereiro de 2013, em comparao com feverei-ro de 2012. Houve aumen-to de 4,1% no Estado, contra 2,5% do Pas, ficando atrs da regio Norte e Centro-Oeste (8,5%), Minas Gerais (4,6%) e Rio de Janeiro (4,5%).

    A performance positiva foi sustentada por mquinas e aparelhos eltricos, ele-

    trnicos e de comunicaes (27,8%), txtil (13,4%), qu-mica (12,3%), minerais no metlicos (11,8%), outros produtos (10,9%), atividades extrativas (5,6%) e madei-ra (4,7%). Em horas pagas, a indstria regional cresceu 0,9% em fevereiro deste ano comparado ao mesmo ms do ano passado (ante queda de 2,3% para o Brasil). Foi a nica no Pas a exibir acrsci-mo nesse quesito.

    Em doze meses termina-dos em fevereiro de 2013, Paran e Minas Gerais fica-ram isolados no cenrio na-cional em crescimento do emprego e das horas traba-lhadas. O contingente ocu-pado no Paran aumentou 1,8%, contra recuo de 1,5%. O volume de salrios reais variou 7,8% (a mdia nacio-nal foi de 3,8%) e as horas trabalhadas subiram 0,9%, contra queda de 2,0% para a mdia nacional.

    As atividades que expres-saram elevada performance foram mquinas e aparelhos eltricos, refino de petrleo e lcool, alimentos e bebidas, txtil, produtos qumicos e minerais no metlicos.

    No indicador acumula-do no primeiro bimestre de 2013, as indstrias do Esta-do registraram incremento de 1,7% no nvel de emprego o

    maior do Pas e bem superior media nacional que fechou com recuo de 1,2%. Apenas Santa Catarina (0,4%) e Mi-nas Gerais (0,3%), acompa-nharam o Paran em varia-o positiva nesse item.

    Na folha de salrios re-ais houve aumento de 1,9% contra mdia nacional de 1,6%. Em horas pagas, a indstria estadual cresceu 1,3%, frente queda de 1,8% para o Pas. Apenas Paran e Minas Gerais (0,2%), acusa-ram desempenho favorvel.

    Segundo Gilmar Loureno, as informaes da pesquisa do IBGE para o ms de fevereiro de 2013 confirmam o estgio de acentuado dinamismo ex-posto pelas variveis do mer-cado de ocupaes no Paran, ancorado na agroindstria, metalmecnica, petroqumica e construo civil.

    O desempenho apon-tado, tambm, por outras cestas de indicarores, lem-bra o economista. Por exem-plo, de acordo com o Caged do Ministrio do Trabalho em Emprego, o Paran foi res-ponsvel por 15,6% dos em-pregos lquidos, com cartei-ra assinada, da indstria de transformao (mais nobres, com maior remunerao) gerados no Brasil, em doze meses encerrados em feve-reiro de 2013.

    CuritibaagnCia Estadual

    O secretrio-chefe da Casa Civil, Reinhold Stepha-nes, o secretrio da Inds-tria e Comrcio e Assuntos do Mercosul, Ricardo Barros e a secretria da Justia, Ci-dadania e Direitos Huma-nos, Maria Teresa Uille Go-mes, participam da reunio com dirigentes do Movimen-to Brasil Competitivo (MBC). Curitiba, 09/04/2013 Foto: Jonas Oliveira/ANPr

    Melhorias nos processos de gesto podem gerar eco-nomia de at R$ 170 milhes ao Estado. A informao foi apresentada, nesta tera--feira (09/04), ao governa-dor Beto Richa por dirigentes do Movimento B