folha regional de cianorte - edicao 570

Download Folha Regional de Cianorte - Edicao 570

Post on 21-Mar-2016

270 views

Category:

Documents

25 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edição 570 da folha regional de cianorte, com circulação em 09 de setembro de 2012

TRANSCRIPT

  • Domingo, 09 de Setembro de 2012 - Ano 12 - Edio 570 - R$ 2,00Fone: (44) 3018-2876 - Site: www.folharegionaldecianorte.com - E-mail: folhadecianorte@gmail.com

    ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Veja matria Completa na pagina 04 do Caderno 02Fot

    o: B

    arbo

    sa -

    Folh

    a Re

    gion

    al d

    e Ci

    anor

    te

    EStDio olmpico Albino tuRbAy REcEbE mElhoRiAS no AbAStEcimEnto DE guA

  • Domingo, 09 de Setembro de 2012 - Fone: (44) 3018-2876 - Website: www.folharegionaldecianorte.com - E-mail: folhadecianorte@gmail.com - Endereo: Av. gois, 871

  • Domingo, 09 de Setembro de 2012 - Fone: (44) 3018-2876 - Website: www.folharegionaldecianorte.com - E-mail: folhadecianorte@gmail.com - Endereo: Av. gois, 871

    O Leo do Vale treinou firme du-rante toda a semana e est pronto pa-ra enfrentar e vencer o Juventude-RS neste domingo, s 15:30 no Estdio Albino Turbay e garantir sua classifica-o para a prxima fase do mata-mata da srie D do Campeonato Brasileiro. O Cianorte FC precisa vencer por 02 gols de diferena.

    Pior que perder a invencibilidade para o Juventude no ltimo domingo,

    foi a postura dos jogadores do Cianor-te FC em campo para o tcnico Paulo Turra.

    Foi o pior jogo do Cianorte sob o meu comando, avaliou o treinador sobre as 33 partidas comandando a equipe.

    Ele fez a cobrana ao grupo ao lon-go da semana e garante que o time agir diferente no prximo domingo quando precisa vencer pela diferena

    de dois gols para garantir a classifica-o em Cianorte. Exijo uma reao para nos classificarmos neste domin-go, afirmou.

    Paulo Turra lamentou o compor-tamento da equipe ainda durante o jogo no domingo. E depois de ver a filmagem da derrota por 3 a 1 para o Juventude , analisou as estatsticas do jogo e fez anotaes para conversar com os atletas.

    Fiquei envergonhado, os jogado-res sentiram a presso e jogaram sem intensidade, disse o treinador.

    Durante toda a semana, o Leo do Vale treinou em dois perodos hoje, com os atletas fazendo um trabalho fsico pela manh e ttico tarde.

    O atacante Henrique o nico des-falque para a partida decisiva, na qual jogadores e equipe tcnica esperam contar com todo o apoio da torcida.

    cianorte est pronto para vencer o Juventude

    Consequncia do ritmo acelerado das obras do novo Frum de Terra Boa, o novo prdio j toma formas, de-monstrando que a nova sede ser uma das grandes obras do municpio, um marco e um modelo para as futuras edificaes e principalmente ir garantir uma estrutura adequada aos servidores que prestam servio e popula-o que deles necessita.

    Esto sendo investidos aproximadamente quatro

    milhes e setecentos mil re-ais em 1.740 metros de uma obra arrojada e moderna, recursos do Tribunal de Jus-tia do Estado.

    Esta ampliao representa a confiana do Tribunal de Justia na potencialidade de Terra Boa, acreditando que a comarca continuar ao longo dos anos num ritmo de de-senvolvimento e progresso, atraindo novos moradores e irradiando desenvolvimento para a regio.

    construo do novo Frum de terra boa est adiantada

    O produtor rural de Japur, Sr-gio Carrasco, um caso tpico de Professor Pardal do campo. H cerca de seis anos ele iniciou em sua propriedade de 246 hectares um sistema de consorcia mento de culturas com resultados muito bons.

    O modelo consiste em trocar constantemente as culturas em determinadas reas da fazenda.

    Segundo ele, o pasto depois de um perodo substitudo pela mandioca que, em seguida, tro-cada pela soja ou pelo milho. E nas curvas de nvel, a exemplo da Estao Experimental do IAPAR, ele plantou eucalipto.

    Todavia, o sistema no segue um perodo determinado para a troca. Obedece ao interesse eco-nmico do proprietrio. Srgio ex-

    plicou que se a soja produzir bem a rea utilizada por essa cultura recebe na seqncia o milho.

    Srgio Carrasco participou do Dia de Campo com o objetivo de conhecer o sistema Integrao La-voura-Pecuria-Floresta. E o pro-dutor disse que pode incrementar o modelo ao j existente em sua propriedade. Preciso de mais tec-nologia e o que vi aqui (na Estao

    Experimental) pode ser implanta-do na minha propriedade.

    Outro produtor rural que apro-vou o ILPF Milton Gaiari, de Umuarama. Pecuarista de longa data, Milton disse que tem inte-resse em consociar reas de pas-tagens com o plantio de espcies nativas e eucalipto. Esse sistema a soluo para a minha proprie-dade, afirmou.

    produtor de Japur faz consorciamento sem conhecer sistema

    Entre os dias 14 a 16 de Setembro, So Tom vai acolher 500 estudantes pertencentes aos 12 municpios que integram o NRE Ncleo Regional de Educao, de Cianorte. Trata-se da primeira fase dos Jogos Escolares Bom de Bola, promovido pelas se-cretarias de Esporte e Educao do Paran, com patrocnio da Parati Ali-mentos e municpio parceiro. Ontem, em So Tom, ocorreu o Congresso Tcnico dos Jogos Escolares Bom de Bola, que reuniu representantes dos ncleos de Cianorte, Cidade Gacha, Guaporema, Indianpolis, Japur, Jussara, Rondon, So Manoel do Pa-ran, So Tom, Tapejara, Terra Boa e Tuneiras do Oeste. O prefeito Leo recepcionou as autoridades presen-tes.

    O Congresso teve por finalidade realizar o sorteio que definiu os gru-pos, feminino e masculino, e catego-rias A, 15 a 17 anos e B, 12 a 14 anos. So 27 equipes. As quatro equipes classificadas iro disputar a fase macrorregional, entres os dias 23 a 25 de novembro, com possibilida-de de ocorrer em Paranava. Nessa etapa se enfrentam os classificados dos ncleos de Cianorte, Paranava, Umuarama e Loanda. A fase final, est marcada para os dias 7 e 11 de Dezembro. A cidade sede ainda no foi divulgada.

    De acordo com Liana Clara Paran-zini, tcnica em Educao Fsica do NRE Cianorte, a modalidade de fu-tebol estava inserida nos Jogos Es-colares, realizado ao longo do ano,

    que engloba inmeras modalidades. Porm o futebol foi remanejado pa-ra um campeonato parte. uma maneira encontrada de o patroci-nador ter mais oportunidade de re-conhecer os talentos descobertos a cada temporada, explica a tcnica. No momento da inscrio os atletas preenchem uma ficha com dados pessoais, posio que tem melhor habilidade e apresentam uma foto-grafia. No futuro esses novos talen-tos podem ser procurados para que atuem com subsdios do patrocina-dor. Podemos dizer que o Bom de Bola foi reorganizado, afirmou Lia-na ao citar que h alguns anos um evento similar era conhecido como Pi Bom de Bola, patrocinado pela mesma empresa. Os atletas classi-

    ficados recebem uniformes, bolas e outras formas de incentivo pela empresa

    Os competidores, acompanhados por professores e tcnicos, devem iniciar a concentrao no dia 13. A prefeitura de So Tom respon-svel pelo transporte e alojamento, que dever ocorrer em uma escola estadual e outra municipal. A Se-cretaria de Educao subsidia a ali-mentao dos atletas. O municpio de Japur tambm est na parceria, disponibilizando um campo para os jogos. A aceitao da administrao local em sediar o evento foi o critrio para que a cidade de So Tom seja invadida pelo esprito esportivo de mais dos 500 atletas, professores e demais amantes do esporte.

    So tom vai sediar Jogos Escolares bom de bola

    RichA gARAntE pRESEnA Em EncontRo Do SEbRAE com pREFEitoS Do pARAn

    O governador Beto Richa vai par-ticipar do Encontro de Prefeitas e Prefeitos do Paran. Organizado pelo Servio Brasileiro de Apoio s Micro e Pequenas Empresas (Se-brae-PR), o evento ser realizado entre 28 e 30 de novembro, em Foz do Iguau. Nossa gesto tem um foco municipalista e este encontro ser fundamental para troca de in-formaes sobre aes do governo estadual e demandas das cidades paranaenses, disse o governador.

    O convite foi entregue a Richa pe-lo presidente do Sebrae-PR, Jeffer-son Nogaroli, no final da tarde de tera-feira (04/09), durante reunio no Palcio Iguau. Segundo Nogaro-li, o evento foi planejado para que

    os prefeitos eleitos e assessores da rea de desenvolvimento eco-nmico tenham oportunidade de conhecer os instrumentos de ges-to e fomento desenvolvidos pelo Sebrae.

    Um dos objetivos que no pr-prio evento a gente ajude os pre-feitos a construir um plano de cem dias, para que saiam de l j com um plano de ao pronto. Nos temos condies de ajud-los a monitorar e acompanhar os projetos, afirmou o presidente do Sebrae-PR.

    De acordo com Nogaroli, o pro-grama do evento inclui aes como: sensibilizar os novos prefeitos para a importncia das pequenas empre-sas no processo de desenvolvimen-

    to municipal; apresentar propostas para potencializar a capacidade das pequenas empresas de contribuir para o processo de desenvolvimen-to; e proporcionar aos prefeitos um ambiente de articulao com enti-dades governamentais e empresa-riais contribuindo para a formao de parcerias que contribuam para gerao de resultados no incio da gesto.

    Sicoob No encontro com o governador, Nogaroli tambm fez a entrega do livro Escrevendo o prprio destino, do zero ao bilho, que conta a trajetria do Sistema de Cooperativa de Crdito do Brasil (Si-coob) no Paran.

    Com uma dcada de existncia

    no Paran, o Sicoob tem R$ 1 bilho em recursos para suas linhas de cr-dito e administra R$ 1,1 bilho em ativos totais. Atualmente, a central conta com 18 cooperativas filiadas, que oferecem aos associados diver-sos servios financeiros.

    SEbRAE Servio Brasileiro de Apoio s Micro e Pequenas Empre-sas (Sebrae) mantm cinco regionais e 11 escritrios no Paran. As ativi-dades desenvolvidas pela institui-o chegam a todos os municpios do Estado por meio do atendimento itinerante, pontos de atendimento e de parceiros como associaes comerciais e empresariais, sindica-tos, cooperativas, rgos pblicos e iniciativa privada.

    SEcREtARiA pEDE Ao govERno FEDERAl mEDiDAS DE Apoio pARA A AvicultuRA

    A Secretari