folha regional de cianorte - edição 1371

Download Folha Regional de Cianorte  - Edição 1371

Post on 25-Jul-2016

215 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Verso impressa da edio 1371 da Folha Regional de Cianorte com circulao na quarta-feira, 20 de janeiro de 2015

TRANSCRIPT

  • CIANORTE-PR - QUARTA-fEIRA, 20 dE JANEIRO dE 2016 - ED. N 1.371 - Web: www.folhadecianorte.com - Email: folhadecianorte@gmail.com1 O JOrnal da famlia!

    Prefeitura alerta sobre mudanas no trnsito na Praa So Francisco de Assis

    A equipe da Secretaria de Servios Mu-nicipais, da Prefeitura de Cianorte, reali-zanesta segunda-feira (18) e tera-feira (19), melhorias no trnsito das vias do entorno da Igreja So Francisco de Assis, na Zona 4. As mudanas no local eram es-peradas pelos moradores, j que em dias de grande movimento a circulao de car-ros ficava prejudicada. A partir de agora, as vias do entorno da Praa So Francis-co de Assis passam a ter mo nica - uma sobe e a outra desce. PG. 2

    TRNSITO

    Safratec 2016 rene 4 mil produtores rurais na regio

    Apesar das chuvas intensas dos lti-mos dias, est mantida a programao do Safratec 2016, importante mostra de tecnologias para o agronegcio, que ser realizada essa semana, em Floresta, re-gio de Maring. A iniciativa da Coca-mar Cooperativa Agroindustrial, prevista para ontem (19) e hoje (20) na Unida-de de Difuso de Tecnologias (UDT), s margens da PR-317, conta com a partici-pao de instituies de pesquisa e cerca de 50 empresas parceiras. PG. 3

    AGRICULTURA

    Ano 15 - Edio n 1.371 - R$ 2,00 - Site: www.folhadecianorte.com - E-mail: folhadecianorte@gmail.com - Fone (44) 3018-2876

    Quarta-feira, 20 de Janeiro de 2016

    VOLTA S AULAS

    Obra garante mais seguranaao Centro Social Urbano

    INVESTIMENTO

    Com o objetivo de propor-cionar maior segurana para a populao, aos servidores e ao patrimnio pblico, a Pre-feitura de Cianorte iniciou

    neste ms a instalao de um cercamento no entorno do Centro Social Urbano (CSU), espao que alm de englobar a sede da Secretaria de Bem

    Estar Social, atende os mora-dores assistidos pela pasta. O investimento municipal para a realizao da obra de R$ 57.270,00. PG. 2

    Assessoria/PMC

    Uma das primeiras des-pesas do ano para as fam-lias a compra do mate-rial escolar para os filhos estudantes. Em tempos de crise econmica o hbito de pesquisar e comparar preos antes de comprar quase regra. No geral, o preo do material es-colar subiu aproximada-mente 15% em relao ao ano passado. A maior parte graas a substitui-o tributria no segmen-to. Com isso, materiais como metais (tesouras) e cadernos podem ter gran-des diferenas de preos entre uma marca e outra e de uma loja para outra. Estou pesquisando antes de comprar, comentou a dona de casa Milena Re-gina Biscuola, que com-parou preos ontem nas livrarias da cidade. Ela comprar material para os dois filhos, um de 7 anos e outro de 8 anos. PG. 2

    Compra de material escolar pede pesquisa previa Produtos tm grande diferena de preos e comprar sem comprarar preos pode atrapalhar oramento familiarAndye Iore/FOLHA

  • CIANORTE-PR - QUARTA-fEIRA, 20 dE JANEIRO dE 2016 - ED. N 1.371 - Web: www.folhadecianorte.com - Email: folhadecianorte@gmail.com2 O JOrnal da famlia!

    AndyeIoredA redAo

    Uma das primeiras des-pesas do ano para as fam-lias a compra do mate-rial escolar para os filhos estudantes. Em tempos de crise econmica o hbito de pesquisar e comparar preos antes de comprar quase regra.

    No geral, o preo do ma-terial escolar subiu aproxi-madamente 15% em re-lao ao ano passado. A maior parte graas a subs-tituio tributria no seg-mento. Com isso, materiais como metais (tesouras) e cadernos podem ter gran-des diferenas de preos entre uma marca e outra e de uma loja para outra. Estou pesquisando antes de comprar, comentou a dona de casa Milena Regi-na Biscuola, que comparou preos ontem nas livrarias da cidade.

    Ela comprar material para os dois filhos, um de 7 anos e outro de 8 anos, e diz no deixar se influen-ciar por produtos com ape-los infantis como desenhos e filmes. Sempre dou duas opes diferentes dentro de uma faixa de preo. No compro o mais caro, expli-cou a me sobre sua estra-tgia para no gastar mais.

    E justamente nesse pon-

    Compra de material escolar pede pesquisa previa Produtos tm grande diferena de preos e comprar sem comprarar preos pode atrapalhar oramento familiar

    AndyeIore/FOLHA

    Produtos com apelos infantis podem custar at o triplo do mesmo produto de modelo mais simples

    to est o principal fator de encarecer o material esco-lar. Por exemplo, um ca-derno de uma matria, com 96 pginas, pode custar R$ 6,40 o modelo simples, en-quanto o modelo de marca custa R$ 21,20, mais que o triplo, conforme pesquisa-do ontem pela reportagem. E justamente essa grande diferena que foi alerta-da pelo Procon-PR num le-

    vantamento divulgado na semana passada.

    A lista publicada na internet (www.procon.pr.gov.br , no link Pes-quisas) apresenta o preo mais barato e o mais caro de 196 produtos, chegan-do numa variao de at 214%. A coleta de infor-maes foi em dez livra-rias de Curitiba, entre 5 e 11 de janeiro.

    CALENDRIO Mesmo com os problemas

    econmicos do pas e dos rea-justes, a expectativa do setor de bom movimento. Acho que as vendas esse ano se-ro mais espalhadas porque as aulas comeam em per-odos diferentes dependendo da rede municipal, estadu-al e universidades, comen-tou o proprietrio da Livraria Kometa, Sergio Antnio Ur-

    bano, em referencia greve do ano passado que alterou o calendrio escolar.

    Graas a isso, aos reajus-tes de preos, alta do dlar e as incertezas econmicas ele decidiu no contratar mais funcionrios, adap-tando a atual equipe para o atendimento. Ele cita que a livraria est com um es-toque variado de produtos com preos acessveis.

    O Cdigo de Defesa do Consumidor garante os direi-tos do consumidor tambm na compra de material esco-lar, mesmo quando o produ-to importado. O prazo para reclamar defeitos em produtos no durveis de 30 dias aps a aquisio, e para os produ-tos durveis de 90 dias.

    Materiais como colas, tin-tas, pincis-atmicos, fitas adesivas e produtos seme-lhantes precisam conter nas embalagens as informaes bsicas, em lngua portugue-sa, a respeito do fabrican-te, importador, composio, peso, prazo de validade e se apresentam algum perigo ao consumidor.

    Material escolar de uso co-letivo no pode ser cobrado dos estudantes. A norma est na lei 12.886/13, que regu-lamenta a questo em todo o pas. Esses materiais j tm que estar includos no cus-to da mensalidade escolar.A nota fiscal deve ser sempre exigida, pois documento indispensvel caso ocorram problemas com as mercado-rias. (Por Procon-PR)

    Consumidor precisa estar atentos normas dos produtos

    AssessorIA pmc

    A equipe da Secretaria de Servios Municipais, da Prefeitura de Cianorte, reali-za nesta segunda-feira (18) e tera-feira (19), melho-rias no trnsito das vias do entorno da Igreja So Fran-cisco de Assis, na Zona 4. As mudanas no local eram es-peradas pelos moradores, j que em dias de grande mo-vimento a circulao de car-ros ficava prejudicada.

    A partir de agora, as vias do entorno da Praa So Francisco de Assis passam a ter mo nica - uma sobe e a outra desce - desse modo, mantendo o estacionamen-to de carros dos dois lados

    da rua. J na Rua Londrina, que intersecciona as duas vias da Praa, a mo dupla continua, porm com esta-cionamento em apenas um dos lados. A Avenida Mato Grosso permanece normal.

    Para que no haja ne-nhum problema com as mu-danas, sinalizaes verti-cais e horizontais indicando os sentidos e proibies fo-ram instaladas. Nosso ob-jetivo facilitar a vida dos moradores da regio, que se queixavam que em dia de muito movimento, com car-ros estacionados em ambos os lados da via, o trfego era complicado, aponta a assessora especial de Trn-sito, Jennifer Kadan.

    Vias do entorno da Praa ganham sentido nico

    Ser realizado um investimento de R$57.270,00 na instalao de novas grades e portes

    Prefeitura alertasobre mudanas

    no trnsito

    INVESTIMENTOMELHORIAS

    Assessoria/PMC

    Assessoria/PMC

    AssessorIA pmc

    Com o objetivo de pro-porcionar maior seguran-a para a populao, aos servidores e ao patrim-nio pblico, a Prefeitura de Cianorte iniciou neste ms a instalao de um cerca-mento no entorno do Cen-tro Social Urbano (CSU), espao que alm de englo-bar a sede da Secretaria de Bem Estar Social, atende os moradores assistidos pela pasta. O investimento mu-nicipal para a realizao da obra de R$ 57.270,00.

    Por ser um local mais central e que abriga muitos eventos nas redondezas, o espao de trabalho acabava ficando um pouco mais ex-posto a diversas situaes, como a depredao de al-guns bens pblicos, co-menta a secretria de Bem Estar Social, Claudia Nu-nes Veloso Marchini. Por conta disso solicitamos a melhoria ao nosso prefeito Bongiorno e ele nos aten-deu prontamente, com-pletou.

    fundamental que um ambiente de trabalho como o da secretaria, que ofere-

    Obra garante mais segurana ao Centro Social Urbano

    ce suporte assistencial tantas famlias, seja segu-ro. O cercamento instala-do, alm de ser resistente aes do tempo, proporcio-nar uma esttica bonita, e que somado a outras me-lhorias que queremos reali-zar, deixar o lugar ainda mais acolhedor, salientou o prefeito Bongiorno.

    O sistema de instala-o utilizado permite que em 45 dias a obras esteja concluda. Vigas baldra-mes sero utilizadas para dar maior sustentao estrutura e tambm nive-lar o solo para a instalao

    das cercas. Para auxiliar no suporte do gradil sero implantadas vigas metli-cas. A altura da estrutura ser de 2,5 metros e pinta-da com tinta eletrosttica na cor azul. O cercamento instalado possui 115 me-tros lineares.

    REFORMA Alm desta melhoria, a

    gesto municipal estuda reformar a estrutura dos blocos do CSU. Hoje alm de atendermos diversas pessoas em situaes vul-nerveis, ainda oferecemos apoio, como cursos profis-

    sionalizantes. Com uma nova estrutura todos esses servios sero oferecidos