evandro jair duarte a dimensÃo estÉtica da .o essencial é invisível aos olhos. (antoine de...

Download EVANDRO JAIR DUARTE A DIMENSÃO ESTÉTICA DA .O essencial é invisível aos olhos. (Antoine de Saint-Exupéry

Post on 09-Nov-2018

217 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • EVANDRO JAIR DUARTE

    A DIMENSO ESTTICA DA COMPETNCIA EM

    INFORMAO DOS BIBLIOTECRIOS DA

    BIBLIOTECA PBLICA DE SANTA CATARINA

    Dissertao de mestrado apresentada

    Banca Examinadora do Programa de

    Ps-Graduao em Cincia da

    Informao do Centro de Cincias da

    Educao da Universidade Federal de

    Santa Catarina, como requisito parcial

    para obteno do ttulo de Mestre em

    Cincia da Informao, na rea de

    concentrao Gesto da Informao,

    linha de pesquisa Profissionais da

    Informao, competncia

    informacional e leitura.

    Orientao: Professora Doutora

    Clarice Fortkamp Caldin.

    FLORIANPOLIS

    2015

  • Catalogao na fonte por Evandro Jair Duarte CRB: 14/1145.

    S586e Duarte, Evandro Jair

    A Dimenso Esttica da Competncia em

    Informao dos bibliotecrios da Biblioteca Pblica de Santa

    Catarina. / Evandro Jair Duarte. Florianpolis, 2015.

    284 f.

    Dissertao (Mestrado em Cincia da Informao)

    Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de

    Cincias da Educao, Programa de Ps-Graduao

    em Cincia da Informao, 2015.

    Orientadora: Prof Dr. Clarice Fortkamp Caldin.

    Inclui referncias.

    1. Biblioteca Pblica de Santa Catarina. 2. Competncia em

    Informao. 3. Esttica. 4. Dimenso Esttica da Competncia

    Informacional. 5. Pesquisa fenomenolgica. I. Caldin, Clarice

    Fortkamp. II. Ttulo.

  • EVANDRO JAIR DUARTE

    A DIMENSO ESTTICA DA COMPETNCIA EM

    INFORMAO DOS BIBLIOTECRIOS DA

    BIBLIOTECA PBLICA DE SANTA CATARINA

    Esta dissertao foi julgada adequada para a obteno do ttulo de

    mestre em Cincia da Informao, e aprovado em sua forma final

    pelo Programa de Ps-Graduao em Cincia da Informao do

    Centro de Cincias da Educao da Universidade Federal de

    Santa Catarina.

  • Para aqueles que assim como O

    Pequeno Prncipe procuram entender o

    verdadeiro sentido da vida.

  • AGRADECIMENTOS

    Terminar um trabalho como este um momento nico

    para mim e tenho muito que agradecer. Muitas pessoas fizeram

    parte do processo e passaram por mim durante o processo e

    contriburam de forma grandiosa para que de alguma forma eu

    conseguisse chegar at aqui com sade mental e fsica. Ento

    vamos l!

    Agradeo muito a Deus, pois em momentos difceis e de

    angstia com as corridas dessa trajetria foi nele que eu me

    amparei para fortalecer o esprito.

    minha famlia, meu Pai e minha Me por contriburem

    para a minha formao e incentivarem, do jeito deles, para eu

    prosseguir e avanar em meu processo de educao continuada.

    Aos meus Irmos Mrio Luiz Duarte e Priscila Maria Duarte que

    so pessoas incrveis, sempre damos boas risadas sobre tudo e

    isso ajuda a encarar qualquer coisa.

    Agradeo imensamente minha orientadora a professora

    doutora Clarice Fortkamp Caldin por me receber no Programa de

    Ps-Graduao da Cincia da Informao com seu lindo e

    maravilhoso sorriso e de braos abertos. Obrigado pelos

    direcionamentos, obrigado por me deixar trilhar e encontrar

    problemas, encontrar dificuldades. Obrigado acima de tudo por

    me ajudar a resolver todos os problemas.

    Aos meus entrevistados, pois sem eles eu jamais

    conseguiria atingir aos meus objetivos e recolher falas de

    tamanha riqueza. Obrigado pela disponibilidade e por

    participarem comigo desse desvendar de percepes e olhares

    para aquilo que estava ali e pronto a ser narrado e aparente.

    Ao Programa de Ps-Graduao em Cincia da

    Informao da Universidade Federal de Santa Catarina e aos

    meus colegas de turma.

  • Aos membros que aceitaram participar da banca de

    defesa de dissertao, agradeo o tempo utilizado para a leitura,

    os apontamentos, as consideraes, as percepes e demais

    coisas que apareciam ao longo da leitura.

    Aos meus companheiros, parceiros e amigos mais

    chegados que um irmo: Marlon Wagner Grafe por me ouvir,

    aconselhar e contribuir para eu espairecer, passear para me

    obrigar a sair da frente dos livros e do computador. Inclusive por

    me ouvir lendo sobre Merleau-Ponty entre outros textos e dizer

    francamente que eram escritos complexos, essa franqueza me

    dava certo alvio em saber que no era s eu que achava isso. Ana

    Cludia Perptuo de Oliveira da Silva por ter um lindo corao e

    muitas vezes me ouvir e me incentivar, voc me ajudou a refletir

    e contribuiu com alguns encontros para conversarmos sobre o

    processo da escrita e assuntos tericos. Daniella Camara Pizarro

    que muitas vezes compartilhou comigo os momentos de dvida e

    trouxe uma palavra amiga e uma orientao pessoal, com seu

    sorriso lindo e toda sua ternura. Priscila Machado Borges Sena

    uma pessoa amada, voc me trouxe a paz e a tranqilidade

    quando conversamos, seu sorriso, s ele j me dava gosto de estar

    com voc e te ouvir, quando voc repassava suas experincias ao

    trilhar o caminho da ps-graduao.

    Djuli Machado de Luca, Eliane Mota Orelo, Alexandre

    Pedro Oliveira e Elizete Vieira Vitorino, especialistas em

    Competncia Informacional, que em conversas informais me

    ajudaram a visualizar o invisvel para mim.

    minha querida amiga Claudia Kautzmann por dividir

    comigo as suas angstias e por me ouvir tambm, uma ajudou ao

    outro no exerccio de enxergar que estvamos no caminho certo

    de nossa caminhada.

    Claudete Terezinha da Mata, uma amiga especial que

    me levou para o mundo da escrita criativa e me fez soltar algumas

    estrias do imaginrio, voc se props a participar comigo de

    algumas aulas no PGCIN e no PPGE da UFSC para buscarmos

    informao sobre esttica, fenomenologia e leitura. Obrigado

  • amiga por voc me conceder a honra de ter uma cadeira na

    Academia Brasileira de Contadores de Histrias (ABCH) e no dia

    da posse trazer tantos contadores maravilhosos, pois ouvi-los me

    trouxe paz, alegria e muita satisfao em ser seu amigo.

    Sabrina do Conto, secretria do Programa de Ps-

    Graduao em Cincia da Informao, por todas as informaes e

    ajudas prestadas.

    S no agradeo Grace Kelly e Pietro por saber que

    muitos de vocs me acharo um bobo em agradecer aqueles que

    me deram tanto carinho, foram meus companheiros at altas

    horas de leitura e escrita, que quando eu chorava por no entender

    o que lia me davam todo amor e carinho que podiam at eu parar

    de chorar e rir at o riso virar gargalhada, pois eles sentiam que

    eu estava triste e tentavam me alegrar e conseguiam. Eles so uns

    peludos lindos. Bem, no vou agradecer no, mas pensei e

    registro isso.

  • Adeus disse a raposa. Eis meu

    segredo. muito simples: s se v

    bem com o corao. O essencial

    invisvel aos olhos. (Antoine de Saint-

    Exupry - Traduo de Mnica

    Cristina Corra).

  • DUARTE, Evandro Jair. A Dimenso Esttica da Competncia

    em Informao dos bibliotecrios da Biblioteca Pblica de

    Santa Catarina. 2015. 227 f. Dissertao (Mestrado em Cincia

    da Informao) Programa de Ps-Graduao em Cincia da

    Informao, Universidade Federal da Santa Catarina,

    Florianpolis, 2015.

    RESUMO

    Objetivei descrever a Dimenso Esttica da Competncia em

    Informao apresentada nas vivncias profissionais dos

    bibliotecrios da Biblioteca Pblica de Santa Catarina. Como

    forma de atingir este objetivo, pretendi registrar as vivncias

    profissionais dos bibliotecrios da Biblioteca Pblica de Santa

    Catarina, assim como perceber na fala dos bibliotecrios a

    compreenso sobre Competncia em Informao e investigar na

    fala dos bibliotecrios a interpretao acerca da Dimenso

    Esttica da Competncia em Informao. Esta foi uma pesquisa

    de abordagem qualitativa e fenomenolgica do tipo bibliogrfico

    e descritivo. Busquei nos bibliotecrios as experincias de vida

    para descrever a Dimenso Esttica da Competncia em

    Informao, o que caracteriza este trabalho como um Estudo de

    Caso, com oito participantes. Como tcnica utilizada para a coleta

    de dados eu utilizei a entrevista com aplicao de questionrio de

    caracterizao e o uso de um roteiro com sete perguntas

    semiestruturadas para permitir a expresso dos entrevistados

    sobre as vivncias e percepes. Utilizei um dirio de campo com

    registros eletrnicos para anotar impresses obtidas no momento

    do processo de entrevista. Os dados foram analisados com a

    aplicao da anlise de contedo, por meio de categorizao dos

    resultados. Este tipo de anlise qualitativo e permite a insero

    da fenomenologia e esttica quando aborda a pessoa em seu local

    de trabalho na busca por compreenso de mundo partindo das

    falas de pessoas, a sua subjetividade surge para contribuir com os

    objetivos que so voltados para a compreenso e interpretao

    acerca das prprias vivncias. Como resultados, consegui

    registrar as vivncias dos profissionais e realizei a atividade de

  • perceber nas falas qual a compreenso sobre Competncia em

    Informao que em comparao com a literatura da rea tem certa

    relao com as definies e conceitos das publicaes, no

    entanto, apesar de construrem uma conceituao eu percebi a

    dificuldade dos bibliotecrios em compreender o que

    Competncia em Informao. De igual forma para a interpretao

    acerca da Dimenso Esttica da Competncia em Informao,

    eles percebem em suas experincias aspectos intrnsecos

    Estti