Estudo de Caso: Porque Gerenciar Riscos?

Download Estudo de Caso: Porque Gerenciar Riscos?

Post on 07-Jul-2016

57 views

Category:

Documents

14 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Ameaa de riscos e prospectando eventos de oportunidade no projeto. O conceito gesto de risco requer a aplicao dos indicadores de desempenho, entrando neste contexto o artigo refere, a importncia de gerenciar os riscos, agregar valor em uma determinada organizao.

TRANSCRIPT

<ul><li><p>1 </p><p>UNIVERSIDADE ESTCIO DE S </p><p>MBA EM GESTO DE PROJETOS </p><p>Fichamento de Estudo de Caso </p><p> Cristiana Medeiros Rick </p><p> Trabalho da disciplina Gerenciamento de Riscos </p><p> Tutor: Prof. Eduardo Moura </p><p>Porto Alegre/RS 06/2016 </p><p>Estudo de Caso: Por que Gerenciar Riscos? </p><p>REFERNCIA: UFANO, Peter. Por Que Gerenciar Risco? Harvard Business School. Setembo 2014. RISCO Conceito De. O que Definio e Significado. Janeiro 2012. Disponvel em:&lt; </p><p>http://conceito.de/risco&gt;. Acesso em: 02 Junho 2016. </p><p> O conceito gesto de risco requer a aplicao dos indicadores de desempenho, entrando no contexto </p><p>o artigo refere-se, a importncia de como gerenciar riscos, mesmo, agregar valor em uma determinada organizao. Tratando sistematicamente da necessidade de utilizao desta ferramenta, possibilita um </p><p>planejamento financeiro interno que compreende o investimento e retorno do lucro. So aspectos externos provocados, por flutuaes das taxas juros, cmbio, dos ndices de preos do mercado ou final ofertado </p><p>(commodities). Disponibiliza informaes com dicas relevantes e essenciais para minimizar os impactos e implicaes que o mercado oferece: O operacional suas respectivas variaes incluindo a liquidez de </p><p>crdito. O planejamento do mercado estratgico como de risco de imagem. Ou seja, so aqueles facilmente identificveis, os no diretamente identificados atravs desses fatores de anlise tem como </p><p>mitigar os possveis eventos negativos e fortalecer o desenvolvimento dos eventos positivos; tratando </p><p>como um diferencial. O termo risco, provm do italiano risico que, por sua vez, deriva do rabe clssico </p><p>rizq (aquilo que se depara para providncia). O termo faz referncia proximidade um possvel dano de causa. Portanto, isso nos faz compreender que a noo de risco costuma ser usada como sinnimo de perigo ou uma ameaa, mas podemos considerar tambm como uma oportunidade. Ao </p><p>eliminar ausncia das incertezas maior parte das pessoas so avessa riscos variveis, por exemplo, aquisio antecipada de um contrato seguro de vida, prevendo, algo que futuramente possa lhe causar </p><p>dano. Do mesmo modo, as organizaes, satisfaz quando h poltica investimento fixa e sustentvel. </p><p>Eliminando Ausncia Dos Riscos </p><p> A maioria as pessoas so avessa riscos variveis, por exemplo, aquisio de um seguro de vida, </p><p>antecipando algo que futuramente possa lhe causar dano. As organizaes, satisfaz quando h poltica investimento fixa e sustentvel. No havendo a existncia do custo adicional em jogo. Contrapartida </p></li><li><p>2 </p><p>ocasiona tamanha probabilidade de ocorrer um desgaste patrimonial, porque, a mesma, acredita seu </p><p>investimento sustentvel no mercado. Na viso dos especialistas em financia, tais argumento no condiz com este universo, evidenciando que o custo de proteo, no causa danos ao valor protegido, no existe </p><p>de efeitos relacionado tributos, mesmo no demonstra informaes diferenciada para firma possa agilizar tanto para gestores com acionista. </p><p> A Imperfeio Acentuada No Cenrio Permite a investigao dos motivos de falha provocado, por operaes financeiras, alterando a linha de posicionamento estratgico no mercado onde esto inseridas neste mapeamento de ambiente risco. A </p><p>deteriorao custos financeiro: um processo que envolve todo cotidiano para firma. Os direitos e dificuldade nas operaes administrativas (despesas legais contbeis, sanes legais e multas). O </p><p>objetivo do gerenciamento de risco o de obter controle pleno sobre todo as margens financeiras desvalorizao no mercado decorrente desta deteriorao. Organizao poltica de investimento: auxilia </p><p>a manter um fluxo de caixa estvel. Concretizar estratgias de valor de crescimento, prev com maior preciso movimentao dos fluxos de investimentos com maior maturidade para firma. Maior garantia </p><p>para o acionista que detm uma boa parte do capital da empresa representada, por suas aes. Consiga </p><p>mimetizar seu endividamento de custo intrinsecamente os recursos organizacionais para benefcio prprio e tcnicas utilizadas para mitigar os problemas associados ou alinhar (angency costs) os </p><p>potenciais interesses. Os efeitos o imposto tributrio e custo transao: decorrente dos diferentes efeitos dos tributos e as leis e direito fiscais, desestimulando as atividades econmicas da empresa ou piorando </p><p>a distribuio de recursos. A anlise de transaes visa obter mais eficincia na gesto de transaes; outras palavras, minimizao dos custos. Exatamente principais aspectos determinantes das </p><p>organizaes produtoras de bens ou servios. Informaes assimtrica: quando identificada pela falta de informaes transparente da situao, tornando o sistema financeiro da firma complicado para os </p><p>gestores gerenciar os riscos de modo eficiente. H dificuldade de atuao ou captura dos problemas nesta </p><p>gesto; porque os dados no so coerentes devido falta de planejamento estratgico. A tomada decises erradas, por exemplo, reduz o investimento de um determinado setor, levando ameaa concreta de perda </p><p>na participao de mercado relacionado seu forte concorrente. O vazamento de informaes estratgicas e confidenciais, perda de reputao. Uma vez identificadas a vulnerabilidades do ambiente, parte para a </p><p>identificao dos riscos em potenciais, que podem abranger perdas de estoque, perdas de receita, perda de ativos, elevao de custos, perda de capital intelectual e conhecimento, perda de informao, fraudes </p><p>de colaboradores e terceiros, descontrole total ou parcial. Inquietaes dos executivos: avesso a risco com seu capital humano; a falta de talentos profissionais ou expertise tem impedido a convergncia, o </p><p>aumento da competitividade, torna-se cada vez, mais crtico as funes de controle risco. Estruturas de </p><p>incentivo frgeis; impedem tomadas de deciso baseadas nas maiores ameaas. Avaliao exposta o risco, ainda um grande desafio para os executivos. A aquisio vista como um elemento crucial para </p><p>o negcio as organizaes precisam melhorar o modo como medem e quanto o gerenciamento de riscos, traz retorno sobre o seu investimento. Os incentivos frgeis impedem tomada de deciso baseada na </p><p>conscincia um avano na direo futura de uma mudana cultural. Ao definir este apetite financeiro o principal desafio, pois executivos veem o gerenciamento de risco como fator crtico; mas muitos ainda </p><p>apresentam atrasos, ultrapassam o oramento previsto e at fracassam. Contudo, o gerenciamento de riscos pouco usado nas organizaes ou em seus projetos, apesar de grande utilidade. Ao mesmo tempo, </p><p>observa-se, quando as prticas do gerenciamento de riscos quando bem empregado, aumenta muito a </p><p>perspectiva de sucesso. Alm disso, pode-se concluir a definio de sucesso representa um aspecto chave para o gerenciamento da firma. A vivencia todo Risco de Mercado, seja ele oriundo de atividades de </p><p>trading ou qualquer outra rea de negcios, deve ser identificado, devidamente mensurado, monitorado e controlado com intuito de proteger a instituio de exposies indesejveis e melhorar a capacidade de </p><p>gerar valor. Assim, entende-se por que gerenciar gesto de risco. </p></li></ul>