EDUCAÇÃO AMBIENTAL (E.A)PARA EDUCADORES A crise ambiental não é crise ecológica, mas crise da razão (Enrique Leff)

Download EDUCAÇÃO AMBIENTAL (E.A)PARA EDUCADORES A crise ambiental não é crise ecológica, mas crise da razão (Enrique Leff)

Post on 17-Apr-2015

107 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Slide 1
  • EDUCAO AMBIENTAL (E.A)PARA EDUCADORES A crise ambiental no crise ecolgica, mas crise da razo (Enrique Leff).
  • Slide 2
  • CAPTULO 1 A IMPORTNCIA DA E.A.
  • Slide 3
  • A IMPORTNCIA DA E.A. INTRODUO: No h dvidas de que o ser humano vem sistematicamente, ao longo dos sculos,consumindo os recursos naturais do planeta sem se preocupar com as futuras geraes. Entretanto, nos ltimos 50 anos, com a exploso demogrfica que assolou o planeta, o consumo dos recursos naturais disponveis na natureza vem crescendo de forma avassaladora e o seu impacto no meio ambiente, cada vez mais evidente e contumaz. A dicotomia entre consumo e sustentabilidade , sem dvida, um dos principais desafios do sculo XXI. Trazer ao consumismo um nvel de racionalidade que o torne sustentvel e capaz de frear o seu dficit ecolgico e que vem causando, sorrateiramente, a escassez dos recursos naturais, sem dvida, tarefa rdua imposta a cada operador de Educao Ambiental (clique e entenda01).
  • Slide 4
  • EDUCAO AMBIENTAL PREVENO! preciso lembrar SEMPRE que, aps a perda do patrimnio ambiental, sanes como pagamento de multas milionrias, priso dos envolvidos, fechamento de empresas dentre outras, no traro de volta o acervo ambiental perdido. A legislao brasileira no tocante ao meio ambiente, de suma importncia e uma das mais evoludas do planeta. Porm, muito mais importante e vital para a humanidade a conscientizao do ser humano, a cidadania e o senso de coletividade, os quais s podem ocorrer atravs de uma educao crtica, focada na reflexo e na sensibilizao dos alunos.
  • Slide 5
  • CAPTULO 2 E.A. NA FORMAO DE PROFESSORES. O QUE PODEMOS FAZER PELA EDUCAO AMBIENTAL?
  • Slide 6
  • A EDUCAO DO SCULO XXI O papel da Universidade,e da formao de educadores na trajetria scio- ambiental indiscutvel. Ela acumula funes de pesquisa, ensino e extenso, sendo responsvel pela formao do cidado-profissional que vai atuar em vrios setores da sociedade. O profissional formado pela Universidade vai desempenhar seu papel especfico, e exercer seu papel de cidado. A Universidade como tambm a formao de educadores um frum de dilogo, com a escola e toda a sociedade, possibilitando a criao de novos valores, conhecimentos e novas realidades scio-ambientais. A cincia pode e deve ser propulsora da qualidade ambiental e conseqentemente da qualidade de vida. O ensino o cerne da atividade da universidade e a educao a sua misso primeira. Face aos objetivos de desenvolvimento sustentvel, a educao para o desenvolvimento sustentvel ser, portanto, o principal papel da universidade no sculo XXI. O QUE PODEMOS FAZER PARA UMA MAIOR DIMENSO AMBIENTAL? A questo ambiental pode ser inserida em qualquer tema, em qualquer disciplina, pois nela esto inseridas questes polticas, filosficas, legais, scio-econmicas, bem como tambm, as cincias exatas da terra. Vamos ampliar a dimenso de nossa cultura ambiental. Para tanto, a promoo de debates, seminrios, palestras e eventos sobre o tema so fundamentais.
  • Slide 7
  • CAPTULO 3 ASPECTOS FILOSFICOS DA E.A. E. A. CONSTRUIR UMA NOVA VISO DE MUNDO, UMA NOVA RELAO COM O MUNDO!
  • Slide 8
  • ASPECTOS FILOSFICOS DA E.A. PARADIGMAS Paradigmas so a Estrutura do pensamento que de modo inconsciente comandam nosso discurso ou seja, fazer algo sem saber exatamente porque, mas porque as coisas sempre foram assim por aqui. como se na verdade, vivssemos numa espcie de piloto automtico conceitual num mundo onde tudo j se encontra pr-conceituado, sem possibilidades ou razes para mudanas. O NASCIMENTO DE UM PARADIGMA (clique e entenda 02) PARADIGMAS DA DISJUNO Segundo o filsofo Edgar Morin, a centralidade no indivduo, na parte, no seu comportamento, tira o foco e simplifica a viso da relao na compreenso da realidade/totalidade. CRISE PARADIGMTICA Estamos diante, portanto, de uma crise paradigmtica, onde nossos hbitos de vida e de consumo, o nosso estilo de vida, impedem uma maior reflexo sobre o futuro que desejamos para os nossos descendentes. necessrio, que rompamos com esta estrutura de paradigmas e passamos a pensar de uma forma coletiva e racional para que no cheguemos inviabilidade da sobrevivncia dos seres humanos no planeta, sem prejuzo de uma razovel qualidade de vida.
  • Slide 9
  • A ARMADILHA PARADIGMTICA Hoje no mundo, a grande maioria das pessoas acredita sinceramente que de fundamental importncia a preservao do meio ambiente, no entanto, vivemos atualmente uma destruio ambiental ainda maior do que a de tempos atrs, quando essa crena era professorada por uma pequena minoria. APESAR DAS BOAS INTENES, A DEGRADAO AMBIENTAL POUCO MUDOU ! Existe hoje uma tendncia em associar as causas dos problemas ambientais a um desvio de comportamento, sendo a frmula de ensino apontada na seguinte forma: em primeiro lugar, a denncia do erro, e em segundo, a transmisso da informao do comportamento correto para o indivduo, na perspectiva de que num somatrio de indivduos com atitudes ecologicamente corretas, teramos a soluo do problema. Entretanto, esta frmula milagrosa no existe, pois o simples ato de no poluir no soluciona o problema ambiental, sendo a questo muito mais ampla e profunda. EDUCAO AMBIENTAL CRTICA A ausncia de uma viso crtica do comportamento humano enquanto sociedade e indivduo que busque uma maior conscincia cidadania e de senso de coletividade gera um comportamento limitado, nico e inquestionvel, prejudicando uma reflexo mais profunda sobre nosso comportamento.
  • Slide 10
  • CAPTULO 4 ASPECTOS SCIO ECONMICOS DA E.A.