Edio nmero 2390 - 9 de julho de 2015

Download Edio nmero 2390 - 9 de julho de 2015

Post on 22-Jul-2016

224 views

Category:

Documents

8 download

DESCRIPTION

tribunaindependenteediodigitaltribunahoje

TRANSCRIPT

  • QUINTA-FEIRAMACEI - ALAGOAS 9 DE JULHO DE 2015

    N0 2390

    R$ 2,00 tribunahoje.comTRIBUNAINDEPENDENTE

    ATENO INVESTIDORES!

    DESENVOLVE CRIA APLICATIVO QUE MOSTRA OPORTUNIDADE DE NEGCIOS

    PGINA 13

    ZIKA VRUS

    ALAGOAS TEM 200 CASOS SUSPEITOS E SOMENTE TRS CONFIRMADOS

    PGINA 9

    SECOM PMM / PEI FON

    RVISON BATISTA

    SANDRO LIMA

    AGNCIA ALAGOAS / MARCOS FERREIRA

    EXEMPLAR DOASSINANTE

    POUPANA 0,7105%

    DLAR COMERCIALR$ 3,23 R$ 3,23

    Bom com possiblidades de chuvas

    em reas isoladas

    Mnima

    22Mxima

    27 MARS FINANAS DLAR PARALELOR$ 3,03 R$ 3,40 OUROR$ 117,50

    EM COMPANHIA do presidente da Ferrostaal Brasil, Fabio Lobo, Renan Filho visitou ontem o Porto de Jaragu

    03:39 2.2m09:58 0.1m

    16:09 2.1m22:15 0.3m

    O GOVERNADOR RENAN FILHO (PMDB) DISSE ON-TEM QUE TEM PRETENSO DE CONSTRUIR UM

    NOVO PORTO EM ALAGOAS, POR MEIO DE UMA PAR-CERIA PBLICO-PRIVADA. DURANTE ENTREVISTA IMPRENSA, ELE CRITICOU QUE O ESTALEIRO, QUE

    SERIA INSTALADO NO PONTAL DE CORURIPE, TENHA SIDO ANUNCIADO PRECOCEMENTE E QUE NEM O

    LOCAL PARA SER CONSTRUDO EXISTE. PGINA 2

    RODOVIA AL-105VIATURA DO BPTRAN CAPOTA E MILITARES FICAM FERIDOS

    Dois policiais militares lotados no BPTran ficaram feridos aps a viatura - uma Mitsu-bishi Pajero - capotar por pelo menos duas vezes na Rodovia AL-105, em So Luiz do Quitunde. Eles foram levados pelo Samu para o hospital. O acidente ocorreu aps o condutor perder o controle do veculo,

    depois de passar por uma curva.

    PGINA 12

    OSCAR ALAGOANOTRIBUNA INDEPENDENTE RECEBE HOMENAGEM

    EM EVENTO DE DESTAQUE EMPRESARIALA gerente de publicidade da Tribuna Independente, Mari-lene Canuto, representou a Cooperativa de Jornalistas e Grficos de Alagoas na 15 edio do Oscar Alagoano,

    promovido pela S.Mag no prdio da Associao Comercial.

    PGINA 10

    GOVERNADOR PLANEJA

    NOVO PORTO EM ALAGOAS

    MOBILIDADE URBANA

    PREFEITURA J REFORMOU11 TERMINAIS DE NIBUS

    O prefeito Rui Palmeira j entregou 11 terminais de nibus com-pletamente reformados e outros dois estaro prontos nas pr-

    ximas semanas. As obras fazem parte do conjunto de aes de mobilidade urbana, que contabiliza, ainda, as faixas exclusivas

    para nibus nas avenidas Fernandes Lima e Comendador Leo.

    PGINA 11

  • PolticaTCU investiga prego de Departamento de Obras Contra as Secas em AlagoasO Tribunal de Contas da Unio (TCU) analisou representao de empresa participante de prego eletrnico conduzido pela Coordenadoria Estadual do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas em Alagoas (Dnocs/Cest-AL). A empresa questionou o tipo de licitao adotado. O relator do processo, ministro Benjamin Zymler, comentou que os responsveis des-consideraram as advertncias feitas pela Procuradoria Federal em Alagoas, assumiram a responsabilidade pelas consequncias do descumprimento.

    MACEI - QUINTA-FEIRA, 9 DE jULHO DE 2015POLTICA2

    Estaleiro no tem sequer o terrenoRenan Filho fala em construo de novo porto em Alagoas e destaca que estaleiro foi anunciado prematuramente

    O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB--AL), voltou a defender on-tem os cortes profundos na mquina administrativa do governo federal e a repa-triao de divisas como al-ternativa para fazer frente crise.

    Ns estamos preocupa-dos com essa combinao na economia. Inflao alta e desemprego alto. Esta a pior combinao que pode-mos ter. No d mais para aumentar impostos. O sa-crifcio dos trabalhadores j chegou no limite e o Con-gresso Nacional aceita que haja qualquer coisa nova, inclusive essa repatriao de capitais. Desde que se te-

    nha regras claras, critrios de transparncia, seguran-a e honestidade, analisou Renan.

    A economia vive um mo-mento dramtico. No h como relativizar a crise. E a sociedade est no limite, no tem mais jeito, o Governo vai ter que cortar na prpria carne, que reduzir minist-rios, cargos em comisso, que cortar despesas, isso que o Senado novamente sugere. Temos de ter alter-nativas de buscar dinheiro novo e a primeira delas re-patriar capitais, observou o presidente do Senado.

    A repatriao de divisas est no Projeto de Lei do Se-nado (PLS) n 126 de 2015,

    de autoria do senador Ran-dolfe Rodrigues (PSOL-AP), que um dos integrantes da CPI do SwissLeaks em discusso na Comisso de Assuntos Econmicos. Para o presidente do Senado, o dinheiro repatriado ser um aporte para criar o fundo de compensao aos estados que tiverem perdas com a unificao das alquotas do ICMS.

    Outra proposta para fazer frente crise, feita pelo senador Romero Juc (PMDB-RO) de reduzir a meta fiscal, a economia feita para o pagamento de juros da dvida pblica, de 1,159% para 0,4% do Produto Inter-no Bruto (PIB).

    ASSESSORIA

    FOTOS PbLICAS

    Governador Renan Filho quer um porto que atenda todas as demandas e sem prejuzos ao estado

    Senador Renan Calheiros preocupa-se com a inflao alta e a taxa de desemprego em todo o pas

    ReCURSOS

    Secretaria de Educao ter nova sede

    Durante a entrevista que acompanhavam a agenda do governo, Renan Filho falou sobre o prdio da Secretaria de Estado da Educao, que acabou sendo danificado em decorrncia das fortes chu-vas no ltimo final de sema-na.

    De acordo com o governa-dor, o Executivo deve cons-truir uma nova sede para a Secretaria de Educao, no entanto, a obra no ter con-dies de ser realizada no mesmo local, no Centro de Macei.

    Aquele prdio hist-rico e muito antigo. pre-ciso uma nova estrutura e atualmente a secretaria est localizada em diversas reparties. Brevemente, es-taremos apresentando o pro-jeto da nova sede da Secre-taria de Educao que ser construda com recursos prprios, porm, no ser erguida no Centro de Ma-cei, informou o governador Renan Filho.

    GeSTOPassados seis meses de

    sua gesto em Alagoas, o governador citou avanos pontuais, a exemplo da re-duo da violncia em Ala-goas, bem como na capital. Entre as batalhas que ter que enfrentar durante o seu mandato, o chefe do Poder Executivo reforou o seu empenho no controle da Lei Responsabilidade Fiscal (LRF) para que mais aes ocorram como o planejado. Atualmente, a LRF ainda tem atrapalhado alguns pro-jetos que o governo poderia colocar em prtica logo no incio de gesto. (EP)

    eCOnOmiA

    Presidente do Senado defende ajustes nas contas do governo

    eDiTORiA De POLTiCA

    O governador Renan Filho (PMDB) visitou ontem a Ferrostaal, empresa especializada no ramo de peas, sediada no Porto de Macei. Na agen-da, a relevncia do segmen-to para economia do estado. No entanto, outros assun-tos foram abordados pelo chefe do Executivo durante entrevista com jornalistas.

    Renan tocou em um as-sunto, que h mais de qua-tro anos foi considerado importante para o setor eco-nmico: a instalao de um estaleiro em Alagoas. Para o governador, houve precip-tao ao anunciar um em-preendimento de tamanha magnitude.

    Quando o estaleiro foi anunciado, ocorreu de for-ma prematura. Muito antes da gestao deste empreen-dimento comear, ele j foi anunciado de maneira con-creta. Atualmente, o estado no tem sequer o terreno para a construo do esta-leiro. O estaleiro conseguiu licena ambiental e outros avanos por causa de muito esforo da bancada federal, explicou o governador, que foi deputado federal poca do anncio da construo do estaleiro.

    Aps informar que o esta-do no tem sequer o terreno para construir o estaleiro, Renan Filho assegurou que interesse do Executivo cons-truir um novo porto para o estado porque o atual no atende todas as demandas.

    Vou conversar com a Ro-seane [Beltro], presidente do porto, sobre a construo de um novo porto por inter-mdio de uma parceria p-blico privada [PPP]. A atual condio deste porto boa e ruim, pois, fica em um

    Renan quer barrar acordo da Cmara sobre desoneraoO presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDb-AL), vai comprar duas brigas, uma com a presidente Dilma, e outra com os depu-tados. Ele avisou a lderes tem ampla maioria no colgio que pretende colocar em votao s aps setembro o projeto de lei que re-duz os benefcios de desonerao na folha de pagamento, aprovado na Cmara. Se assim fizer, a arrecadao de R$ 10 bilhes esperada pelo Planalto para o segundo semestre ter previso revisada para 2016. Renan tambm quer barrar os acordos de desoneraes mantidas para alguns setores, fechados pelo PMDb, PT e PP.

    Texto baseEste o nico ponto de acordo de Renan com o ministro da Fazenda, joaquim Levy: o aumento da alquota para todos os setores sem exce-o, como prev o PL original.

    e$perana de DilmaCaso se concretize a proposta de Renan de votar o texto original do Planalto, o Governo retoma a previso de ganhar mais R$ 2 bilhes, que perdeu com os acordos da Cmara.

    Levy & Renan Ao saber ontem da ideia de Renan, um deputado do PP passou a enten-der a expresso Ento deixa.., repetida por Levy para cada desonera-o mantida pelos deputados.

    Caso mnica Velloso Renan acaba de virar ru na justia Federal no processo em que acusado de receber propina da Mendes junior aquela suspeita que o derrubou da presidncia em 2007.

    Bola nas costasRelator da MP da renegociao da dvida dos clubes de futebol, o depu-tado Otvio Leite (PSDb-Rj) diz que levou bola nas costas. O lobby da CbF atuou forte para descaracterizar o texto na tera, dia da votao. Comandados pelo ex-deputado Walter Feldman (hoje diretor da CbF), lderes do PTb, PP, PT e PMDb reuniram-se em almoo na casa do deputado jovair Arantes (PTb-GO) para tramar a mudana.

    Dinastias Uma emenda aglutinativa foi apresentada em separado e venceu. Caiu ponto importante para a democracia nos clubes, diz Leite: O artigo que alterava o peso dos votos de dirigentes nas federaes, que hoje refor-am reeleio seguida de antigos dirigentes. Leite previa que atletas e clubes amadores tambm votassem, para equilbrio de foras.

    Carto vermelho Mas houve vitria em campo (poltico). A MP prev punibilidades para os cartolas, maior transparncia nas contas, fiscalizao externa e impe-dimento de reeleio de dirigentes com comprovada gesto temerria. Falta a regulamentao. estrelas Duas figuras so paparicadas atualmente no Congresso, com fotos selfie e autgrafos: O senador presidencivel Acio Neves e o deputado cantor Srgio Reis.

    CasrioMais festa em braslia semana que vem. Meia Repblica esperada no casamento do senador de Tocantins Atades Oliveira.

    Cerco aos grandesA CPI do CARF faz um cerco hoje a executivos da Ford, Mitsubishi e Santander, suspeitos de integrarem mfia que causou prejuzo de R$ 19 bilhes ao Tesouro. O presidente da CPI, senador Atades Oliveira (PSDb-TO), diz que vai falar grosso.

    Grito de independncia O PMDb baixa em peso hoje no Rio de janeiro para jantar com o prefeito Eduardo Paes, e visita obras na cidade. A ideia foi do deputado Danilo Forte (CE) meses atrs, abraada pelos Picciani. Ser o primeiro grito de independncia do partido junto ao PT.

    Barriga cheiaUm servidor do MP que pedia ontem reajuste de 30% em protesto no Senado foi questionado sobre seu salrio. Respondeu que ganhava R$ 4 mil; apertado, citou R$ 9 mil; Mas no site da transparncia surge com... R$ 12 mil brutos.

    Fronteira desguarnecida Em Mato Grosso do Sul 100% dos Delegados federais entregaram suas chefias em protesto pelo descaso do Governo com as delegacias da PF nas localidades de fronteira. A lei 12.855 de 2013, que prev adicionais, vai completar dois anos sem sair do papel.

    Prmio POSer entregue hoje noite, em cerimnia no Kubitschek Plaza, o II Prmio Paulo Octavio de Jornalismo. Sero distribudos R$ 22 mil em vrias categorias.

    Ponto FinalOitava economia do mundo, o brasil est to desdenhado no exterior que o cerimonial errou o Hino do Pas na chegada da comitiva aos jogos do Pan no Canad.

    local central de Macei, no entanto, no atende todas as demandas, avaliou o gover-nador Renan Filho, que aps a entrevista com a imprensa seguiu com a sua agenda, conhecendo a estrutura da empresa Ferrostaal.

    TRIBUNAINDEPENDENTE

    ESPLANADALeAnDRO mAZZini - contato@colunaesplanada.com.br

    Com Equipe DF, SP e Nordestewww.colunaesplanada.com.brcontato@colunaesplanada.com.brTwitter @leandromazzini

  • ASSESSORIA

    Governo e servidores j se reuniram em duas oportunidades, no entanto, a proposta foi rejeitada

    REAJUSTE

    Negociaes com a educao no avanaram

    EM ALAGOAS

    CNV busca parceria para continuar trabalhos

    As negociaes do gover-no estadual tambm no avanaram com os servido-res da educao. A presiden-te do Sinteal (Sindicato dos Trabalhadores da Educao de Alagoas), Consuelo Cor-reia, contou que a no incio desta semana a categoria esteve reunida com o secre-trio de Educao e vice-go-vernador, Luciano Barbosa (PMDB) e que a proposta do governo continua a mesma: 7% dividido em trs parce-las e apenas a primeira re-

    troativa a maio, a qual j tinha sido rejeitada.

    Segundo a presidente do Sinteal, a categoria est pe-dindo um reajuste de 13,01% que referente data-base.

    O governo no apre-senta nada concreto, fica empurrando com a barriga. Apesar da nossa data base ser em maio, enviamos um ofcio ao Executivo ainda em janeiro, solicitando ainda a aplicao do piso do magis-trio, mais a nossa data-ba-se, relatou Correia.

    O governo ofereceu 7%,, sendo 2% pago em julho re-torativo a maio, 2% pagos em setembro sem retroativo e 3% em novembro, tambm sem retroativo.

    A sindicalista revelou que j era para a categoria ter deflagrado greve, porm, no ms de junho as esco-las estavam em recesso e o nmero de funcionrio nas unidades escolares eram o mnimo.

    Vamos esperar o secre-trio nos chamar para ne-

    gociar at hoje noite, caso contrrio, amanh [sexta--feira] faremos uma assem-bleia com a categoria para traar uma agenda de luta para irmos para o enfren-tamento com o governo, e a greve no est descartada, garantiu.

    MOVIMENTOHoje, o Sinteal tambm

    participa da assembleia que ser realizada na CUT, s 15 horas, juntamente com as outras entidades, para traar aes de luta. (AT)

    Instituda em setembro de 2013, a Comisso Esta-dual da Memria e Verdade Jayme Miranda foi criada para apurar as graves vio-laes de Direitos Humanos ocorridas no perodo do Re-gime Militar em Alagoas. O secretrio de Estado da Comunicao, nio Lins, representou o governo do estado em reunio do grupo realizada ontem no Palcio Repblica dos Palmares.

    O propsito do encontro definir o futuro da comisso,

    que, conforme a lei 12.528, de 18 de novembro de 2011, estabelece dois anos de mandato aos membros, a partir da criao. Segun-do nio Lins, o trabalho da Comisso da Verdade de extrema importncia para a sociedade e o Governo do Estado far o possvel para atender as demandas solici-tadas.

    Estou aqui como me-diador, representando o Gabinete Civil. Faremos o possvel para agilizar as

    demandas da Comisso da Verdade. At sexta-feira [10 de julho] me comprome-ti em dar uma posio aos membros quanto s solici-taes de recursos humanos qualificados para realizar a segunda etapa dos traba-lhos, que consta pesquisas, anlise dos relatrios, um local seguro para arquivar o acervo e uma secretria assegurou.

    De acordo com o presi-dente da Comisso, Delson Lira, a demanda mais ur-

    gente trata do trmino do mandato dos membros do grupo, em setembro de 2015.

    Segundo um dos mem-bros da Comisso, Padre Manoel Henrique, foram ou-vidos um nmero expressivo de familiares, amigos das v-timas e as prprias vtimas, alm de alguns militares, ao longo de 2014. Agora pre-ciso analisar os depoimen-tos, consolidar o contedo e complementar os dados com as pesquisas e outras mem-rias.

    Servidores continuam a rejeitar proposta de 5%Policiais civis no descartam nova greve em busca de aumento com IPCA

    REIVINDICAESFuncionrios do INSS iniciam greve amanh

    Foi confirmado ontem que trabalha-dores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Ministrio da Sade e Superintendn-cia Regional do Trabalho e Emprego em Alagoas entram em greve por tempo indeterminado nesta sexta-feira (10). A reivindicao da

    categoria por reajuste salarial e melhores condies de trabalho. A greve em Alagoas seguir as paralisaes que foram iniciadas ontem em 17 estados brasileiro. Os servidores cobram ainda outras pendncia, segundo o Sindprev.

    UNIDADESMagistrado visita hoje juizado em ArapiracaO presidente em exerccio do Tribunal de Justia de Alagoas (TJ/AL), Joo Luiz Azevedo Lessa, estar hoje em Arapira-ca. O desembargador visitar o Juizado da Infncia, seguindo posteriormente para outras unidades judicirias. Joo Luiz visitar ainda o local onde vo funcionar os quatro Juizados Especiais e a Turma Recursal de Arapiraca. As obras sero retomadas e a previso de que a unidade seja entregue no primeiro semestre do prximo ano.

    Pecado original

    Trechos de editorial da mais recente edio da revista Veja: O pecado original da era petista foi presumir que a conquista da Pre-sidncia da Repblica pelo voto fazia do Brasil propriedade privada do partido. Desde o comeo do primeiro mandato de Lula, em 2003, o PT acostumou-se a tratar a coisa pblica como se fosse sua. Essa apropriao indbita no se deu apenas no campo material, como ficou amplamente comprovado nos escndalos do mensalo e do petrleo, entre tantas investidas dos militantes sobre o Errio. Ela se manifestou fortemente tambm na tentativa de por as instituies a servio dos interesses partidrios... Lula doou refinarias da Petrobras ao governo da Bolvia como se lhe pertencessem. Dilma Rousseff perdoou dvidas mi-lionrias contradas com o Brasil por ditadores africanos, usando dinheiro do contribuinte para azeitar a poltica eterna ideolgica do seu partido. Nos dois governos, o BNDES emprestou centenas de milhes de dlares para a construo de um porto em Cuba, hidreltrica no Equador, metr na Venezuela e gasoduto na Argentina, como se a infraestrutura brasilei-ra no estivesse absolutamente carente dessas obras...

    LegadoJos Thomaz Non, presidente regional do DEM, est surpreso com a quantidade de lideranas polticas que o procuram, na sede do partido, para se filiar ou fazer aliana em 2016. O ex vice-governador tem uma explicao para isso: Sempre fui de honrar compromissos. Nunca faltei com a palavra dada. Nunca tra ningum.

    No preoNon, 65 anos de idade, foi seis vezes seguidas deputado federal e diz que sempre participar de eleio, direta ou indiretamente. Quanto a disputar de novo um mandato eletivo, ainda anda engasgado com a derrota ao Senado, em 2006, pelas circunstncias. E deixa brecha para nova tentativa, em 2018, dependendo da situao.

    TurismoO governador Renan Filho participa hoje, s 10 horas, na Sedetur, da primeira reunio deste ano do Frum de Turismo de Alagoas, que rene rgos oficiais e entidades de classe e visa subsidiar e apoiar demandas da atividade turstica, incluindo infraestrutura, promoo e qualificao da mo de obra. Jeanine Pires preside o Foretur.

    CotaoO vereador Raimundo Souza (PROS) est sendo incentivado a concorrer Prefeitura de Penedo no prximo ano. Mdico bastante respeitado, ele foi secretrio municipal de sade e em duas gestes do ex-prefeito Alexandre Toledo ele foi seu vice. Raimundo ainda avalia a possibilidade dentro do seu grupo poltico.

    DestaqueO Anurio Inovao Brasil, ranking elaborado pelo jornal Valor Econ-mico e pela consultoria Strategy&, aponta a Braskem como a quarta empresa mais inovadora do pas. A Braskem se destaca por diferenciais inovadores, como o plstico de origem renovvel, e aportes em centros de tecnologias, um deles nos Estados Unidos.

    AlternativaA Usina Petribu, na Zona da Mata de Pernambuco, a primeira da re-gio a substituir parte do seu canavial pelo plantio de eucalipto. A meta plantar dois mil hectares por ano at alcanar, em 2021, 18 mil hectares. A Petribu se inspirou numa experincia do Grupo Carlos Lyra, de Alago-as, para fazer a opo pelo eucalipto.

    Tnel do tempoRecordar viver. o que demonstra o jornalista Ricardo Noblat, ao lem-brar frase da presidente Dilma Rousseff, dita em 2014, revista Carta Capital: Para obter provas, Justia e Ministrio Pblico se valeram da delao premiada, mtodo legtimo, previsto em lei. E muito til para desmontar esquemas de corrupo.

    ANDREZZA TAVARESREPRTER

    Faz tempo que os servi-dores do estado, das mais diversas cat-egorias, esto em nego-ciaes com o governo, mas praticamente, no houve avanos. O movimento unificado realiza hoje uma assembleia para definir as aes de estratgia.

    O presidente do Sindi-cato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol), Jose-mar Melo, no descartou a possibilidade de uma nova greve, caso o movimento de-cida pela paralisao. Se o

    movimento tomar essa deci-so, faremos greve sim pelo reajuste com base no IPCA, mais o ganho real no sal-rio, declarou o sindicalista.

    A greve dos policiais civis durou 26 dias e a reivindi-cao naquele momento foi atendida, como a ampliao da cota mensal de promo-es dos agentes. Ns que-ramos o fim da cota, mas aceitamos a proposta do go-verno que foi dobrar para 80 promoes por ms, mas na ocasio no tratamos de sa-lrio, informou.

    Ccero Loureno, secret-rio de finanas do Sindprev (Sindicato dos Trabalhado-

    res em Seguridade Social, Sade, Trabalho, Assistn-cia e Previdncia Social), contou que a ltima vez que governo e servidores sen-taram para negociar foi en junho, cuja proposta do Exe-cutivo foi de 5%, o que foi re-jeitado pela categoria.

    De acordo com Loureno, inicialmente a reivindicao dos servidores era de 15% de reajuste salarial, porm foi ofertado apenas 4%, no entanto, a categoria no aceitou, embora compreen-da que todo o pas passa por uma crise.

    Voltamos a negociar e dissemos que no aceitara-

    mos menos que o limite do IPCA que de 6,41% mais o ganho real. Menos que isso um retrocesso para um go-verno cujo mote foi a valori-zao do serevio pblico e dos servidores, ressaltou o representante do Sindprev.

    De acordo com ele, os servidores aceitariam fazer esse sacrifcio, mas ape-nas para manter o que foi conquistado em 2011, no governo anterior, por meio de muita luta e negociao. Em 2011, ficou acertado que o nosso salrio seria reajustado com base no IPCA, mas ganho real, in-formou.

    MACEI - QUINTA-FEIRA, 9 DE JULHO DE 2015 POLTICA 3 TRIBUNAINDEPENDENTE

    * Foi sepultado ontem, em Macei, o empresrio e homem de sociedade Jos Otvio Moreira Filho, de tradicional famlia de Capela. Foi diretor da Usina Joo de Deus e por um breve perodo atuou tambm como desportista, sendo presidente do CRB.

    * A Associao dos Procuradores do Estado de Alagoas realiza hoje Assembleia Geral Extraordinria, s 14 horas, em sua sede. Em pauta, o descumprimento, pelo governo do Estado, Lei n 6909/08, e outros assuntos de interesse da categoria.

    * Acontece hoje e amanh, no Macei Shopping, a Semana Municipal de Educao Fiscal. uma iniciativa da Secretaria de Finanas de Macei, em parceria com Secretaria Municipal de Controle Interno, Se-cretaria da Fazenda, Sebrae e Receita Federal.

    * Desde anteontem e at amanh 30 apicultores alagoanos participam, com apoio do Sebrae, do VI Congresso Baiano de Apicultura e Meli-ponicultura e III Seminrio de Prpolis, no Centro de Convenes Lus Eduardo Magalhes, em Ilhus, Bahia.

    * Esto abertas as inscries para o Curso de Emergncias Clnico-Ci-rrgicas, voltado para estudantes e profissionais mdicos, em diversas especialidades clnicas. As aulas sero de 14 de agosto a 4 de setembro, das 19 s 22 horas. Contato: 3023.5460.

    * O Clube do Jazz estreia hoje nova temporada, com algumas novida-des. O palco ser o restaurante Ea de Queiroz, do Hotel Pajuara, na Avenida Antnio Gouveia, onde h um piano acstico. A abertura da noitada est prevista para as 20h30m.

    * A derrota para o Santa Cruz (2x1), depois de abrir o placar e o adver-srio ficar com um jogador a menos durante todo o 2 tempo, reafirmou que o elenco do CRB fraco, no tem raa e o time no tem padro ttico definido. Haja reza para ficar na Srie B...

    No somos donos do que vai acontecer nas prximas semanas, nos meses se-guintes. Mas estamos pron-tos para assumir. O PSDB sabe governar.FERNANDO HENRIQUE CARDOSOEx-Presidente da Repblica

    FLAVIO GOMES DE BARROS - flavio.gb@ig.com.br

    Conjuntura

  • CONSTRUOCabe ao municpiorealizar a fiscalizaoAps conhecer e discutir o pro-jeto, a equipe do DER informou que sero construdos dois que-bra-molas em pontos prximos s duas entradas do municpio, a fim de reduzir a velocidade dos veculos naquele trecho e, consequentemente, os riscos de acidentes. De acordo com o prefeito de Jequi da Praia, Marcelo Beltro (PTB), cabe ao municpio fiscalizar toda a sinalizao, para que no seja retirada ou depredada, alm da limpeza dos acostamentos onde sero feitos os trabalhos.

    SOLICITAOTcnicos do DER vo cidade de JequiTcnicos do Departamento de Estradas de Rodagem de Alagoas (DER) estiveram em Jequi da Praia, a pedido do diretor-presidente do rgo, Hel-der Gazzaneo, na tera-feira (7), para uma visita tcnica ao prin-cipal acesso ao municpio, na rodovia AL-101 Sul. O pedido foi feito na ltima semana, quando o secretrio de Administrao, Csar Jr., entregou um ofcio, em nome do prefeito Marcelo Beltro, ao diretor-presidente do rgo para construir uma rotat-ria na entrada da cidade.

    Negociao complicada

    As negociaes entre os servidores pblicos federais e o governo esto difceis e tendem a piorar. Os representantes dos servi-dores rejeitaram a proposta do governo, de reajuste de 21,3% escalonados em quatro anos, e uma nova reunio foi marcada para o prximo dia 21. Na ltima reunio participaram 23 representantes de 54 entidades que compem o Frum Nacional dos Servidores Pblicos Federais, e que negocia em nome da maior parte de 1,5 milho de ser-vidores. A proposta do funcionalismo de 27,3% para o ano que vem, com negociaes anuais. A proposta plurianual do governo foi rejeitada porque d muita previsibilidade macroeconmica em relao ao gasto pblico de uma despesa to importante afirmou uma das lideranas. J o Secretrio de Relaes de Trabalho do Ministrio do Planejamen-to, Oramento e Gesto, Srgio Mendona, disse que o governo vai avaliar a proposta dos servidores, uma vez que a distncia entre as propostas ainda muito grande disse ele. O reajuste proposto pelas entidades visa repor as perdas salariais do funcionalismo desde 2010, uma vez que houve diferenas entre a inflao do perodo e os reajustes concedidos ao funcionalismo federal, que totalizaram perdas na ordem de 18,75%, que somadas as previstas para 2015 e 2016 alcanam o percentual solicitado e colocado mesa para negociao.

    Compromisso de bancadaDeputados federais alagoanos assumiram o compromisso com o Secretrio Luciano Barbosa, da Educao, de buscarem a liberao em Braslia, de R$ 25 milhes ga-rantidos atravs de convnios j assinados. Os recursos so destinados, principalmente a dois centros de educao profissionalizante em Arapiraca e em Pilar e ainda para outras aes de combate ao analfabetismo. O compromisso entre a bancada e o secretrio aconteceu esta semana, em reunio realiza-

    da no auditrio da Federao das Indstrias. Barbosa tambm traou um diagnstico da educao em Alagoas e sobre o objetivo de investi-mento em escolas profissionalizantes e de tempo integral no estado.

    Sem reforma algumaOs deputados aprovaram na noite de tera feira, o texto base da propos-ta de reforma poltica, que de reforma no tem quase nada. Questes fundamentais como a doao de empresas para as campanhas de partidos e de candidatos foram mantidas, assim como o voto obrigatrio, a manuteno do sistema proporcional e das coligaes para o Legis-lativo. Reforma mesmo, somente o fim da reeleio e mandato de cinco anos para alguns cargos. Alguns destaques ficaram ainda para serem votados pelos lderes na tera feiras (14), mas acredita-se que pouco deve alterar o texto.

    Sem reforma alguma 2O texto agora seguir para o Senado, onde podem ser feitas algumas modificaes. Esta semana, foi divulgada uma pesquisa elaborada pelo Instituto Datafolha, a pedido da OAB, onde 74% dos brasileiros manifes-taram-se contrrios a doao de campanha pelas empresas. Inclusive dizendo que o procedimento estimula a corrupo. No Senado, o debate principal voltar ser o mandato de cinco anos, inclusive para o Senado. Este tpico foi duramente criticado inclusive pelo prprio Renan Calhei-ros (PMDB-AL) presidente da Casa. Dificilmente vai passar por l.

    Violncia em JaraguSe antes o bairro de Jaragu era o reduto da boemia, e exemplo de lo-cal tranquilo e histrico, agora se transformou em um ambiente violento e despoliciado. Roubos, assaltos a mo armada em plena luz do dia e arrombamentos a domiclios tornaram-se constantes, principalmente pela vulnerabilidade do local e pela ausncia da polcia. Contribuiu para esta situao a remoo da favela de Jaragu, ao lado do Porto, que acabou ampliando a ao de marginais e delinquentes, que passaram a ocupar prdios abandonados (usados como pontos de consumo e ven-da de drogas) e terrenos baldios, colocando em risco a vida de famlias e de pessoas ntegras residentes no local.

    Patrimnio depredadoA milcia radical do Estado Islmico continua afrontando o mundo om a destruio de obras que fazem parte do patrimnio da humanidade. Recentemente o EI destruiu a famosa esttua do Leo de al-Lat (deu-sa-me de Palmira) que ficava na entrada do museu de Palmira, cidade praticamente tomada pelos jihadistas. A esttua, uma pea nica de trs metros de altura, pesando 15 toneladas, foi esculpida em calcrio no sculo 1 a.C. e foi descoberta em 1977 por uma misso arqueolgica polonesa no templo de Al-Lat. O Museu a tinha coberto com uma chapa de ferro e a cercado com sacos de areia para proteg-la dos bombar-deios, mas no se esperava que o EI invadisse a cidade para destru-la.

    Patrimnio depredado 2 Lar de antigas runas mundialmente famosas e declarada como patrimnio mundial pela Unesco (orgo das Naes Unidas para a educao, a cincia e a cultura), a cidade de Palmira foi tomada pelos militantes do EI no fim de Maio ltimo. A partir de ento os stios arque-olgicos da regio esto sendo saqueados e as peas vendidas para levantar fundos para a organizao. Outros patrimnios localizados no Iraque e na Sria, onde o EI tem estendido o seu califado tambem esto sendo saqueados. Segundo alguns historiadores, cerca de 10 mil locais mundialmente reconhecidos foram muito saqueados. E em outros milha-res de stios nem se sabe o que aconteceu, afirmou um historiador.

    Um assassinato ocorrido h uma semana na zona rural do municpio de Ibateguara e que praticamente passou despercebido pela grande im-prensa do Estado, pode ter sepultado de vez o esclarecimento da morte do vice-prefeito da cidade do Pilar, Gilberto Pereira, o Beto Campanha, ocorrido em 2007 na Avenida Durval de Gis Monteiro, em Macei.

    Segundo o delegado de Ibateguara, Ronaldo Lopes, a vitima Dorgival Silva de Barros, foi morto com 22 tiros em local de difcil acesso.

    Ele era considerado testemunha-chave no caso do vice-prefeito, mas tambm respondia a vrios processos, instaurados tanto pela Polcia Civil como pela Polcia Federal.

    Dorgival foi preso em 2008 pela Polcia Federal sendo acusado de participar de um suposto plano para assassinar um Procurador da Rep-blica e um Juiz Federal.

    Sobre a morte de Beto Campanha, em um crime de muita repercus-so no Estado, Dorgival acusava polticos conhecidos na cidade do Pilar como mandantes.

    O delegado Ronaldo Lopes garantiu que esta semana comearia a ouvir familiares da vitima para tentar obter informaes mais completas sobre o seu assassinato.

    As informaes so do site CadaMinuto.

    BARTOLOMEU DRESCH bartolomeu_dresch@hotmail.com.br

    MACEI - QUINTA-FEIRA, 9 DE JULHO DE 2015POLTICA4 TRIBUNAINDEPENDENTE

    Deputados vivem incerteza do que votado na CmaraBancada federal alagoana reclama que pauta de votao modificada diariamente, trazendo prejuzos para votos

    FINANCIAMENTO

    Deputados explicam possveis votos O deputado federal Pe-

    dro Vilela (PSDB) deve manter o mesmo voto da pri-meiro turno no que diz res-peito ao financiamento de campanha que misto.

    Um financiamento 100% pblico no adequado. O entendimento do partido que ele seja misto, privado e pblico, explicou.

    De acordo com o deputa-do o ponto mais importante do finaciamento e que deve ser discutido na Casa so-bre a transparncia da doa-o e o limite dela.

    O fato mais importante

    no se a doao vai para o partido ou para o candidato, mas sim o controle das doa-es, a transparncia delas e o limite a ser doado. Esse o foco, comentou o parla-mentar.

    No que diz respeito ja-nela da infidelidade, o de-putado diz que contra e o motivo, segundo ele sim-ples: No houve mudana no sistema, no acabou as coligaes, por isso no vejo necessidade de que se abra essa janela agora, relatou o deputado.

    Pedro Vilela diz que seria

    favorvel janela da infide-lidade se ela acontecesse no final do mandato.

    A sim, quando se for-masse as comisses eleito-riais porque no ter essa janela de infelidade partid-ria? Mas, agora no comeo do mandato no se justifica, criticou o parlamentar.

    Marx Beltro (PMDB) acredita que a reforma pos-sa no contemplar o que tanto a sociedade deseja, mas que existem mudanas. No caso do financiamento de campanha, ele acredita que a doao sendo feita ao par-

    tido traz mais liberdade de atuao para o candidato.

    Como a distribuio ser feita pelo partido, o candidato no precisa ficar preso a empresa A ou B, e isso muito bom, justificou o deputado.

    No entanto, ele diz que no sabe se a Casa ir man-ter a mesma deciso de pri-meiro grau. Quando o assun-to a janela de infedelidade, o parlamentar diz que ir estudar mais sobre assunto, mas tudo indica que ele deve seguir o posicionamento da bancada. (L.M)

    LUCIANA MARTINSREPRTER

    A reforma poltica vem sendo discutida na C-mara dos Deputados a passos lentos e os primei-ros resultados parecem bem distantes da dimenso que ela realmente representa.

    Alguns pontos, a exemplo do fim das coligaes para eleies proporcionais j fo-ram votados e no sofreram qualquer tipo de alterao.

    Outros, no entanto, prome-tem trazer debates na Casa, a exemplo do financiamento de campanha e a janela da infe-lidade partidria, que devem ser votados na prxima tera--feira, 14 de julho.

    Mas, os parlamentares vivem um clima de incerteza dentro do Cmara dos Depu-tados, at mesmo os pontos que esto pautados podem ser modificados, afinal esta tem sido uma constante no parla-mento.

    O deputado federal Paulo (PT) ao ser procurado pela re-portagem da Tribuna Inde-pendente explicou, por meio de sua assessoria, que no co-nhece quais so os destaques votados na prxima tera--feira.

    De acordo com o deputado, a Casa vive insegura j que hoje est em pauta um tema e no mesmo dia ele modificado sem avisos.

    Esse tambm o entendi-

    mento do deputado federal Ccero Almeida (PRTB) que mostra insatisfao quando o assunto est voltado s pau-tas na Cmara.

    A todo o tempo muda, a gente nunca sabe o que vai ser votado e isso muito ruim. A gente se sente insegu-ro sobre o que vai ser colocado em votao, lamentou o par-lamentar.

    Marx Beltro (PMDB) tambm dispara: muda mui-to, muda no mesmo dia, o que dir de uma semana para ou-tra, diz o deputado.

    Segundo ele, hoje quem decide o que ser votado so os lderes de bancada, quando na verdade a pauta deveria sair toda semana.

    SANDRO LIMA/ARQUIVO

    Almeida lamenta que os interesses da populao sejam substitudos pelas vontades dos deputados

    POPULAO

    Para Almeida, interesses so esquecidos

    Entre os pontos previs-tos para votao da reforma poltica na tera-feira, 14, esto o financiamento de campanha, reeleio, dura-o do mandato e a janela de infidelidade.

    O deputado federal C-cero Almeida acredita que essa reforma poltica quer disciplinar alguns temas, mas que no final no ir con-seguir.

    Os polticos mais expe-rientes so estrategistas e acredito que a mudana que a sociedade espera no vai acontecer porque aqui os vo-tos acontecem pautados no interesse pessoal, disparou o parlamentar.

    Ccero disse que est de-cepcionado com a reforma poltica assim como a popu-lao brasileira.

    Isso aqui uma propa-ganda enganosa, os interes-ses da sociedade acabam es-quecidos, falou Ccero.

    Segundo ele, o ponto que trata do financiamento de campanha no ter qual-quer mudana porque hoje muitas doaes j aconte-cem para o partido.

    O que se esperava era que essa reforma pudesse trazer resultados, criticou.

    Quanto janela da infe-delidade partidria, o par-lamentar revelou que votar favorvel. Vou legislar em causa prpria, sou o mais in-teressado em querer mudar de partido, comentou.

    O parlamentar faz ques-to de deixar claro que essa postura acontece em virtude do que sua legenda tem feito com ele, por isso, o desejo de mudana.

    Alm disso, ele lembra que os governadores, sena-dores e prefeitos no esto submetidos fidelidade par-tidria e o mesmo deve valer para os deputados e verea-dores.

    Isso vai ser bom para os partidos que no esto envolvidos no esquema de corrupo, j que muitos deputados insatisfeitos com a conduo de sua legenda podero passar para aquela que ele considere mais ti-ca, afirmou Almeida. (L.M)

  • AUTORIZAO

    Janot pedir Frana que CPI acesse dados secretos do HSBC

    Senadores da CPI do HSBC obtiveram ontem, depois de reunio com o procurador-geral da Rep-blica, Rodrigo Janot, a pro-messa de que o governo bra-sileiro pedir formalmente Frana autorizao para repassar ao colegiado a lis-ta de brasileiros com con-tas secretas na agncia do banco HSBC em Genebra, na Sua. O material foi va-zado de maneira ilegal para a imprensa no incio do ano, em caso que ficou conhecido como Swissleaks, e desven-dou um escndalo de evaso fiscal que, s no Brasil, mo-vimentou bilhes de reais em nome de milhares de cor-rentistas.

    O material foi entregue pelo Ministrio Pblico da Frana comitiva encabe-ada por Janot em viagem capital francesa, Paris. J de volta ao pas, a comisso da Procuradoria-Geral da Re-pblica (PGR) detm quatro discos rgidos com o histrico de movimentao financeira

    de cada uma dessas contas correntes. Ao todo, os regis-tros renem nomes de 8.667 brasileiros que, titulares de 6.606 contas na agncia su-a do HSBC, movimentaram cerca de R$ 7 bilhes apenas entre 2006 e 2007.

    O valor estimado e, segundo as investigaes da CPI e das demais insti-tuies competentes, pode no ter sido devidamente declarado s autoridades financeiras o que configu-raria caso flagrante de eva-so fiscal. Relator da CPI, o senador Ricardo Ferrao (PMDB-ES) disse ao Con-gresso em Foco que, a des-peito dos valores, o fato que a autorizao do gover-no francs se faz necessria, uma vez que a comisso de inqurito tem restries le-gais para investigar.

    Ferrao explicou que o acordo de cooperao bila-teral Brasil-Frana impe aos membros do Ministrio Pblico de ambos os pases que s compartilhem qual-

    quer documento mediante autorizao expressa do go-verno demandado. Ele [Ja-not] que uma comisso par-lamentar de inqurito est investida de prerrogativas constitucionais. E que, du-rante uma CPI, o parlamen-tar est investido da funo de juiz, para investigar. Ele explicou por que no pode compartilhar de imediato, mas que vai solicitar o com-partilhamento, ponderou o senador capixaba.

    Dizendo que Janot foi absolutamente atencioso com os membros da CPI, Ferrao adiantou que o procurador-geral vai solici-tar ainda nesta semana os dados ao governo francs. Ele nos recebeu muito bem e disse que, da parte dele, no tem qualquer dificulda-de de compartilhar [os dados secretos], mas que precisa de autorizao do governo francs, acrescentou o pee-medebista, que foi PGR acompanhado do colega Paulo Rocha (PT-PA).

    MACEI - QUINTA-FEIRA, 9 DE JULHO DE 2015 POLTICA 5 TRIBUNAINDEPENDENTE

    Senado rejeita emenda MedidaSenadores mantiveram a alterao redao feita na Cmara, que estenderam o aumento para aposentadorias

    O Senado rejeitou on-tem emenda apre-sentada pelo senador Cristovam Buarque (PDT-DF) e Jos Pimentel (PT-CE) Medida Provisria 672, que trata da poltica de valorizao do salrio mnimo. Se fosse aprovada a alterao, o texto teria de voltar Cmara para ser novamente apreciado pe-los deputados. Com mais demora na tramitao, au-mentava o risco de a MP caducar, e era isso que o Planalto desejava. Mas a estratgia no funcionou. Aposentados que acompan-havam a votao do tema, nas galerias do Senado, comemoraram o resultado.

    A emenda foi rejeitada por 34 votos. Houve 25 vo-tos favorveis emenda e uma absteno. Com isso, senadores mantiveram a alterao redao da MP feita pelos deputados, que estenderam o aumento para aposentadorias superiores

    a um salrio mnimo. A MP 672 perde a validade em 5 de agosto, desde que haja recesso parlamentar, quan-do os prazos regimentais so interrompidos.

    O governo gostaria, jus-tamente, que essa Medida Provisria perdesse a vali-dade. Isso porque, quando passou pela Cmara, o texto recebeu uma emenda, esten-dendo a poltica de reajuste para os benefcios da Previ-dncia Social, inclusive para quem ganha mais que um salrio mnimo. O Planalto teme que essa nova regra prejudique as contas pbli-cas.

    Se a estratgia de apre-sentar emenda no Senado tivesse dado certo, dirigindo a MP para a perda de vali-dade, os aliados livrariam a presidente Dilma Rousse-ff do desgaste de um veto a essa emenda dos deputados. Com isso, o governo teria at o final do ano para propor ao Congresso um novo texto

    para a poltica de valoriza-o do mnimo para vigo-rar entre 2016 e 2019, sem a emenda da Cmara. Se o texto que chegou da Cma-ra acabar sendo aprovado pelo Senado, Dilma ter de se submeter a mais um des-gaste, ao vetar a proposta de reajuste do salrio mnimo feita pelos deputados.

    A emenda foi rejeitada at mesmo por senadores petistas. O senador Pau-lo Paim (PT-RS) disse que a mudana proposta pela emenda poderia ser feita em algum outro momento, mas que no na votao no Senado, para evitar que a matria voltasse Cmara. O senador Walter Pinheiro (PT-BA) tambm defendeu a votao do texto da forma como ele foi aprovado na Cmara. Segundo ele, se a MP no fosse apreciada em tempo suficiente e perdes-se a validade, se perderia a poltica de valorizao do mnimo.

    AGNCIA SENADO

    Cristovam Buarque apresentou emenda Medida Provisria para valorizao do salrio mnimo

    REFORMA

    Comisso endurece regras para pequenos partidos polticos

    A comisso especial que discute reforma poltica no Senado aprovou um pacote de projetos para restringir o acesso dos pequenos par-tidos ao fundo partidrio e propaganda no rdio e na TV. Uma das propostas determina que, para ter di-reito aos dois benefcios, os partidos tero que instalar, at 2018, diretrios em 10% dos municpios e em mais da metade dos Estados. At 2022, essas regras passa-riam a 20% dos municpios e 2/3 dos Estados.

    A regra foi flexibilizada pelos senadores. O projeto inicial apresentado pelo re-

    lator da comisso, senador Romero Juc (PMDB-RR), previa que as legendas te-riam que constituir sedes permanentes em mais da metade das cidades.

    Outro projeto endureceu ainda mais o acesso propa-ganda partidria. Hoje, cada legenda tem direito a dez minutos em cadeia nacional de rdio e na TV por semes-tre, independentemente do nmero de deputados ou se-nadores que elegeu nas l-timas eleies. Pelas novas regras, esse tempo passa a ser determinado com base nas cadeiras conquistadas na Cmara. Assim, os par-

    tidos que elegerem de um a quatro deputados tero di-reito a dois minutos; de cin-co a dez, a cinco minutos; e os que emplacarem mais de dez parlamentares, dez mi-nutos. A quantidade de in-seres de 30 segundos tam-bm vai variar de acordo com o nmero de deputados.

    A senadora Ftima Be-zerra (PT-RN) e o senador Randolfe Rodrigues (PSOL--AP) votaram contra essa medida. A petista defendeu que no d para considerar que todos os partidos pe-quenos so fisiolgicos e possam ser tratados como balces de negcio,

    DIVULGAO

    Procurador Rodrigo Janot diz que restries jurdicas impedem repasse imediato de dados

  • Opinio

    Rua da Praia, 134 - sala 303 - centro - Macei AlagoasEndereo Comercial: Av. Menino Marcelo - 10.440 - Serraria

    Macei - Alagoas - CEP: 57.083.410CNPJ: 08.951.056/0001 - 33

    PRESIDENTEAntonio Pereira Filho

    DIRETOR ADMINISTRATIVOFINANCEIRO:

    Jos Paulo Gabriel dos SantosEditor geral:

    Ricardo Castroricardocastro@tribuna-al.com.br

    DIRETORA COMERCIAL:Marilene Canuto

    Nosso noticirio nacional fornecido pelas agncias: Agncia Folha e Agncia Nordeste

    PABX: 82.3311.1338COMERCIAL: 82.3311.1330 - 3311. 1331

    REDAO: 82.3311.1328 - 3311.1329CENTRAL DE ASSINANTE: 82.3311.1308 comercial.tribunaindependente@gmail.comredao.tribunaindependente@gmail.com

    OS ARTIGOS ASSINADOS SO DE RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES. NO REPRESENTANDO, NECESSARIAMENTE, A OPNIO DESTE JORNAL.

    VENDA AVULSALOCALIDADE DIAS TES DOMINGO

    ALAGOAS R$ 2,00 R$ 3,00OUTROS ESTADOS R$ 3,00 R$ 5,00

    ASSINATURASLOCALIDADE SEMESTRAL ANUALALAGOAS R$ 350,00 R$ 700,00OUTROS ESTADOS R$ 500,00 R$ 1.000,00

    UM PRODUTO:

    JorgrafCooperativa de Produo e Trabalho dos

    jornalistas e grficos do Estado de Alagoas

    LAURENTINO VEIGA

    MARCOS ANTNIO MOREIRA CALHEIROS

    LUIZ CARLOS AZENHA

    Presidente da Associao Alagoana de Imprensa

    Economista

    Jornalista

    MACEI - QUINTA-FEIRA, 9 DE JULHO DE 2015OPINIAO6 TRIBUNAINDEPENDENTE

    Planos Safras 2015H um consenso geral dos analistas de mercados sobre as medidas con-servadoras publicadas para os Pla-nos-Safras 2015/2016 com provvel refle-xo negativo no acesso dos agricultores aos recursos de investimento dada a elevao significativa dos juros. Para Agricultura Familiar os tetos superiores dos crditos para custeios e investimentos se iguala-ram em 5,5%, nas linhas normais, com elevao de 3,5% nominais, significando um aumento de 175%.

    Uma famlia que no atual Plano-Safra financiar uma mquina no valor de R$ 40 mil, com trs anos de carncia, ao final de 10 anos pagar R$ 12,6 mil a mais que se tivesse tomado o financiamento no Plano--Safra que encerrou em junho.

    Portanto, o mercado de mquinas e equipamentos novos e demais investimen-tos em infraestrutura devero reduzir-se, devendo aquecer o mercado de maquin-rios usados e de reformas.

    A retrao nos investimentos j era percebida no ltimo trimestre em que os

    recursos de investimento sofreram forte contingenciamento, praticamente deixan-do de ser contratados novos projetos pelos agentes financeiros. Agora, nas novas re-gras possvel prever que o acesso aos re-cursos de investimentos do Pronaf Crdito ser mais rigoroso, ou que deve funcionar como alerta aos agricultores.

    Para os Agricultores Familiares localiza-dos nas Regies Norte, Nordeste e Centro Oeste, os impactos imediatos frustraro a expectativa de acesso aos recursos do Pro-naf Produtivo Orientado (PPO) que teve os juros aumentados de 1% aa para 4,5% aa, fazendo com que as famlias assumam antecipadamente custos equivalentes aos da Assistncia Tcnica a ser contratada via crdito.

    O atual cenrio econmico trouxe refle-xos, tambm, sobre o Seguro de Renda da Agricultura Familiar (SEAF-Renda) - nova modalidade de Seguro de Renda na Agricultura Familiar, que garante a co-bertura de at 80% da previso de Renda Bruta Anual, limitada a R$ 20 mil.

    Da excelsa professora de fran-cs Maria Ida de Almeida Bar-bosa Fernandes (Uneal), fui reci-pendirio do livro de sua autoria intitulado Perfil de um mdico interiorano (dcada de 1960), narrando a bem-sucedida trajet-ria de seu inolvidvel esposo Dr. Jos Fernandes de Lima, filho da saudosa tia Gertrudes Magna Lima da Costa (in memoriam). E, por extenso, irmo do mdico doutor Jud Fernandes de Lima, vice-presidente da ACALA, scio efetivo da Associao Alagoana de Imprensa.

    Coincidentemente, primo/ir-mo do cronista e, por conseguin-te, encontra-se noutra dimenso a merc das benesses divinas. Diga-se, de passagem, interiori-zou a medicina fundando a Casa de Sade e Maternidade Nossa Senhora de Ftima com relevan-tes servios prestados a prspera cidade de Arapiraca, bem como as cidades circunvizinhas.

    Por outro lado, co-fundador da Sociedade de Assistncia So Vi-cente de Paulo (Casa dos Velhi-nhos) onde seu corpo foi velado e recomendado para que Deus se apiede de sua bondosa alma. Alis, dir-se-ia que deixou mar-cas indelveis que a poeira do tempo no conseguir apagar.

    A bem da verdade, a escritora arapiraquense baseou-se num punhado de bilhetes que recebe-ra de seus pacientes do interior. Dormitava no ba da saudade e, por isso, elevou o pensamento de Ida Fernandes a fim de imorta-lizar seu grande amor.

    Segundo ela, De posse daquele precioso achado sociolingustico, Raio X de uma poca e da cultu-ra mdica da regio agrestina do interior alagoano na dcada de sessenta, apressei-me em traz--lo a lume, neste ano de 2009, pois, se o destinatrio daqueles bilhetes Dr. Jos Fernandes de Lima vivo estivesse, estaria co-memorando seus frutferos oiten-ta anos de existncia, dos quais quase cinquenta foram dedicados profisso de Hipcrates.

    Parafraseando o poeta lusi-tano Fernando Pessoa, O valor das coisas est no tempo em que elas duram, mas na intensida-de com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecveis, coisas inexplicveis e pessoas in-comparveis. Ademais, Tudo vale a pena quando a alma no pequena.

    No bojo de sua festejada obra, v-se o juramento de hipcritas que, nos dias atuais, parece-me que j perdeu o seu valor. En-

    tretanto, vale reproduzir a fim de servir de modelo aos novos mdicos. Prometo que, ao exer-cer a arte de curar, mostrar-me--ei sempre fiel aos preceitos da honestidade, da caridade e da cincia. Penetrando no interior dos lares, meus olhos sero ce-gos, minha lngua calar os se-gredos que me forem revelados, o que terei como preceito de hon-ra. Nunca me servirei da minha profisso para corromper os cos-tumes ou favorecer o crime. Se eu cumprir este juramento com fidelidade, goze eu para sempre a minha vida e a minha arte com boa reputao entre os homens: se o infringir ou dele afasta-me, suceda-me o contrrio.

    Dir-se-ia sem medo de causar nenhuma digresso. A saudade do Comendador Jos Fernandes de Lima, naquela Casa de Sade est doendo em mim. Afinal, viveu sua profcua existncia a servir sem olhar a quem. E, prin-cipalmente, no que se refere ao vil metal. Atendia a todos inde-pendentemente de status social. Vezes muitas, o paciente aden-trava Casa de Sade e Mater-nidade Nossa Senhora de Ftima sem deixar sinal de dinheiro. Que Nosso Senhor Jesus Cristo o receba na sua manso celestial.

    Carlos Alberto Sardenberg tem acesso dirio a milhes de ouvin-tes e telespectadores brasileiros. economista e, apresentado como tal, ganha automaticamente a chancela que o ttulo lhe con-fere entre os leigos. Como disse o perfil do ex-presidente Lula no Facebook, um homem de seis empregos.

    Preso no trnsito, eu mesmo j ouvi dezenas de bobagens ditas por Sardenberg na CBN. Suas anlises so rasas, formulaicas e basicamente repetem o que lhe diz o pessoal daquela entidade que paira sobre todas as outras, um ente quase religioso, o mer-cado.

    O mercado, no mundo de Sar-denberg, no representa interes-ses. Se os bancos tm lucros gi-gantescos mesmo numa economia desacelerada, no h nada de er-rado com isso. Sardenberg, se to-car no assunto, vai atribuir o fato eficincia do setor, aos ganhos de produtividade ainda que eles sejam obtidos com demisses em massa, alta dos juros e supe-rexplorao da mo-de-obra.

    Em outras palavras, Sarden-berg tem lado - o dos banqueiros.

    Como crtico do governo, o pice de sua carreira foi em um comen-trio no Jornal da Globo, quando previu o caos quando o crescimen-to econmico do Brasil entrou no ritmo dos 9%. Seria, disse ele en-to, o terror, por causa dos garga-los da infraestrutura.

    Mas, agora, Sardenberg se

    superou. Em artigo no jornal O Globo e em comentrio na rdio CBN, Sardenberg tentou respon-sabilizar o ex-presidente Lula e a presidenta Dilma pela situao econmica calamitosa da Grcia.

    Segundo Sardenberg, Lula e Dilma deram conselhos ao jovem que nem usa gravata, Alexis Tsipras, em dezembro de 2012, quando o lder grego visitou o Bra-sil: Ouviu que polticas de auste-ridade s levam ao desastre e que era preciso, ao contrrio, aumen-tar o gasto pblico e o consumo.

    O artigo e o comentrio suge-rem que Tsipras teria adotado polticas equivocadas e afundado a Grcia. Na viso de Sardenberg, seria irnico Tsipras ter feito isso justamente quando Dilma Rous-seff, reeleita, adotou no Brasil a austeridade que no recomendou ao colega grego.

    No Facebook, o perfil do ex--presidente Lula fez piada. Mas por mais que o ex-presidente Lula pretenda no levar a srio o que diz Sardenberg, o fato que, repe-timos, ele fala e escreve para mi-lhes de brasileiros, todos os dias.

    Portanto, deveria ser desmas-carado.

    Para isso, basta citar um fato que Sardenberg sonegou em seu artigo e comentrio radiofnico.

    Alexis Tsipras tornou-se pri-meiro-ministro da Grcia em ja-neiro de 2015, quando o pas J enfrentava profunda crise econ-mica. Alis, Tsipras s se tornou primeiro-ministro pelo fracasso

    de seus antecessores em enfren-tar as consequncias da crise para o povo grego. Uma crise que dura pelo menos cinco anos.

    Ou seja, nem que quisesse se-guir supostos conselhos de Lula e Dilma para gastar vontade o primeiro ministro grego teria condies de faz-lo. Ele j esta-va amarrado na camisa-de-foras dos credores e tudo o que fez des-de ento foi tentar aliviar, aqui e ali, as condies impostas pela po-ltica de austeridade exigida em troca de socorro financeiro.

    Para alm disso, por fora da submisso ao euro Tsipras nem teria como imprimir dinheiro e sair torrando, para atender aos desgnios de seus - segundo Sar-denberg - mentores brasileiros.

    Ou seja, para cumprir seu obje-tivo poltico, que atacar o gover-no, Sardenberg distorce, omite, descontextualiza.

    Alm de queimar Lula e Dilma, bvia a inteno dele de colocar no mesmo prato a Grcia, uma economia falida e completamente dependente de negociaes com agentes externos - a troika for-mada pelo FMI, BCE e Comisso Europeia - e o Brasil, que enfren-ta uma crise infinitamente mais amena, com amplo acesso aos mercados financeiros internacio-nais, menor desemprego e reser-vas de mais de U$ 350 bilhes.

    H quem prefira ver como pia-da o que, na verdade, mais um caso grosseiro de terrorismo mi-ditico.

    Com a abdicao do Kaiser Gui-lherme II , em 09 de novembro de 1918, a famlia Hohenzolern , per-de para sempre a coroa do Imp-rio Germnico.A economia alem e suas foras militares estavam exauridas .

    Em 11de novembro , o conflito da primeira guerra mundial esta-va findado.

    Em 18 de janeiro de 1919 , aberta a conferncia de paz, no Palcio de Versalhes - na Frana, com os representantes dos Esta-dos Unidos, Reino Unido , Frana e Itlia , os quatro grandes vence-dores do conflito, do outro lado, a Alemanha.

    As pesadas clusulas do Trata-do de Versalhes, responsabilizava e impunha a outrora potncia ale-m , pelo incio do conflito blico e a pagar as chamadas indenizaes de guerra.

    Suas foras armadas , passaram a ter valor simblico , perdeu todas colnias ultramarinas e fatias de seu territrio no continente euro-peu .

    O pas , ps Versalhes , vivia um clima em que grande parcela da populao passava fome , a nao estava ideologicamente dividida, uma inflao estratosfrica e sem condies de honrar os pesados compromissos que lhe foram im-postos.

    Com sua economia se recupe-rando , vislumbrava-se dias me-lhores para a Alemanha , eis , que , com a queda da Bolsa de Valores de New York , a economia america-

    na entrando em crise , dias negros voltam atingir a Economia alem.

    Cresce a fora do Partido Comu-nista e do Partido Nazista ,esse sob a liderana de Adolf Hitler, um anticomunista e racista de extre-ma direita.Com a subida dos Na-zistas ao poder, a Economia volta a crescer , as foras armadas busca o desenvolvimento de novas armas e inovadoras estratgias no campo militar.

    Em 1939 , assina um tratado com a Unio Sovitica , onde parti-lharam a Polnia entre eles.

    Um aspecto importante no cam-po militar , foi a introduo de uma nova estratgia de guerra a Blit-zkrieg .

    Com o front oriental , pacifica-do , Hitler autoriza o seu servio secreto e foras militares , a voltar seus olhos para Dinamarca e No-ruega , pases neutros e que j de-tinha uma boa qualidade de vida e uma economia organizada.

    O minrio de ferro exportado pela Sucia , era essencial para o setor secundrio alemo , face as condies geogrficas , no inverno sua exportao era pelo porto no-ruegus de Narvik.

    Com uma vitria breve e rpida ao as foras germnicas ocupam a Dinamarca a logo aps a Norue-ga , as vias essenciais do minrio de ferro estavam garantidas.

    O General Guderian , estu-dioso de novas estratgias de guerra , dar profunda ateno a um novo modelo de foras de combate, que viria a ser denomi-

    nada de Blitzkrieg.O general Von Manstein , organiza as novas for-as militares baseado nesse novo paradigma.

    Em 10 de maio de 1940, as for-as nazistas realizam um ataque fulminante na Holanda, Blgica e Luxemburgo. Com o bombardeio de Roterd e o ataque ao territ-rio da Holanda , esta rende-se em poucos dias .O exrcito belga , ca-pitula depois de 18 dias de comba-te. As foras germnicas estavam bem organizadas com novas tcni-cas de combate.

    A Frana , uma das potncias da poca ,tanto no campo militar como econmico, com o apoio das foras britnicas, estavam confian-tes em sua linha Maginot.

    A Estratgia da guerra relm-pago , baseava-se no uso de for-as mveis em ataques rpidos , usando o elemento surpresa, com uma brutal fora blindada de tan-ques de guerra, de deslocamentos rpidos e contornando fortale-zas e fortes de defesa , com for-te apoio areo , e uma infantaria bem treinada , e uma reserva de suprimentos adequados. O parque industrial alem estava planejado e capacitado para repor as perdas materiais.

    A Campanha militar na Frana durou menos de 2 meses , em 14 de junho as foras nazistas desfi-laram em Paris , menos de uma se-mana depois j estavam na costa atlntica.Em 22 de junho ocorre o armistcio de Compigne , em que a Frana se rende.

    Perfil

    Terrorismo miditico

    A Blitzkrieg

    INDEPENDENTE

  • 7 TRIBUNAINDEPENDENTE POLTICAMACEI - QUINTA-FEIRA, 9 DE JULHO DE 2015

    CONJUNTURAMST e Papa se encontram na Bolvia

    JABURUMilitar achado morto na rea de segurana

    APOSENTADOSSenado aprova reajuste automtico

    Representantes do Mo-vimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e de outros movimentos sociais de 40 pa-ses participam de um encon-tro com o papa Francisco hoje em Santa Cruz de La Sierra, na Bolvia, para discutir pro-blemas ligados a terra, tra-balho e moradia. Mesmo no constando na agenda oficial, a conjuntura de instabilidade econmica e poltica do Brasil tambm pode nortear o en-contro com o pontfice que j havia recebido representantes dos grupos no Vaticano em ou-tubro do ano passado.

    A pauta com o papa mais geral, mas sabemos que ele est preocupado com a conjuntura poltica dos pases com relevn-cia mundial, como o Brasil. E acredito que os problemas que enfrentamos no Pas so decor-rentes da crise geral no mundo, seja econmico, seja de valores, mas que tambm afeta o cen-rio brasileiro, afirmou o coor-denador do MST, Joo Pedro Stdile, 60 anos.

    Um soldado do Exrcito Brasileiro foi encontrado mor-to prximo a uma guarita de vigilncia localizada no en-torno do Palcio do Jaburu, residncia oficial do vice-pre-sidente da Repblica, Michel Temer, localizada em Braslia.

    O Comando Militar do Pla-nalto afirmou que o corpo do soldado foi achado por volta das 9h30 de ontem, ao lado de uma guarita de segurana voltada para o permetro ex-terno do palcio.

    Temer vive desde 2011 no Jaburu, que fica a pouco mais de um quilmetro da residn-cia de Dilma Rousseff, o Pa-lcio da Alvorada. A Polcia Militar abriu inqurito sobre o caso e ser feita investigao para se investigar as causas e circunstncias do disparo.

    O soldado morto fazia par-te do Batalho da Guarda Presidencial. A princpio, a investigao trabalha com a hiptese de suicdio, afirmou um oficial.

    O Plenrio do Senado Federal imps ontem nova derrota ao governo com a aprovao da proposta de reajuste automtico do sa-lrio mnimo at 2019 ex-tensiva para aposentados e pensionistas do INSS. Pela proposta confirmada pelos senadores, os benefcios pre-videncirios sero reajusta-dos pela inflao - medida pelo ndice Nacional de Pre-os ao Consumidor (INPC) do ano anterior, mais a va-riao do Produto Interno Bruto (PIB) dos dois anos anteriores - o que deve acar-retar impacto de 9,2 bilhes de reais em gastos extras, de acordo com clculos do Mi-nistrio da Previdncia.

    Diante da derrota, o go-verno comeou a articular uma manobra para evitar que o texto aprovado sobre o salrio mnimo fosse en-viado para sano da presi-dente Dilma Rousseff, mas a tentativa fracassou.

    Deputado diz que PSDB age como menino buchudoSlvio Costa (PSC-PE) sai em defesa do governo ecompara partido tucano a um poo de incoerncias

    Os partidos polticos, o Congresso Nacional, a Pre-sidncia da Repblica e os ministrios so, nesta ordem, as instituies menos con-fiveis entre os brasileiros. A informao faz parte de pesquisa do Instituto Data-folha, encomendada pela Or-dem dos Advogados do Brasil para avaliar o grau de credi-bilidade de 14 instituies.

    O resultado do levanta-mento, que tambm apontou que 74% dos brasileiros so

    contra doaes de empresas a partidos polticos e candida-tos, ocorre em meio ao escn-dalo da Operao Lava Jato, que vem revelando suspeitas de irregularidades e trocas de favores envolvendo as doaes e propinas de grandes em-preiteiras a partidos polticos.

    A pesquisa entrevistou 2.125 pessoas de 135 munic-pios de todas as regies do Pas entre 9 e 13 de junho e tem margem de erro de dois pontos porcentuais. No outro extremo

    da tabela, as Foras Armadas e o Conselho Federal da OAB so as instituies mais con-fiveis entre os brasileiros.

    De acordo com a pesqui-sa, 73% dos entrevistados confiam nas Foras Arma-das, 24% no confiam e 4% no souberam responder.

    No caso do Conselho Fe-deral da OAB, 66% confiam, 27% no confiam e 7% no souberam responder. Em terceiro lugar ficou a Igreja Catlica, com 61% confiando.

    O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ), conhecido por sua atuao em defesa das minorias, compartilhou na madrugada de ontem, o vdeo de um discurso do dep-utado pernambucano Silvio Costa (PSC), vice-lder do governo na Cmara. Com seu estilo contundente de discursar, Silvio Costa fez crticas duras aos partidos de oposio. Em 12 horas o vdeo j havia sido compar-tilhado mais de 15 mil vezes no facebook e acumulava cer-ca de 300 mil visualizaes.

    Ele critica a conveno do PSDB, no ltimo domingo (5), diz que o partido tucano um poo de incoerncia e cita o lder do DEM na Cmara, o tambm pernambucano Men-dona Filho, autor da emenda da reeleio que viabilizou o se-gundo mandato do presidente Fernando Henrique Cardoso. O PSDB um poo de incoe-rncia, enfatiza Silvio Costa.

    Vocs precisam, acima de tudo, dizer ao Pas qual o tipo de proposta que vocs tm. Sabe qual a propos-ta de vocs? proposta de menino buchudo, ficar aren-gando todo dia, discursou, usando expresses regionais.

    E alis, comearam a arengar entre vocs: Acio no vai ser mais candidato, porque Geraldo, como se diz no Nor-deste, j comeu o carto dele. O candidato vai ser Alckmin. Serra j quer botar o parla-mentarismo. Fernando Henri-que tem cime de Lula, tem in-veja de Lula, porque Lula tem cheiro de povo e ele tem cheiro dessa parte dessa elite imbe-cil de So Paulo, continuou.

    O parlamentar citou ain-da que o caso das pedaladas fiscais s poderia ser apre-ciado no Tribunal de Contas da Unio, quando os dois ministros acusados de corrup-o na Operao Lava-Jato fosse considerados inocentes e tambm citou DEM que prega moralidade, mas o pre-sidente do partido Agripino Maia acusado de receber propina de RR$ 1 milho.

    AGNCIA CMARA

    Discurso contundente do deputado Slvio Costa contra oposio a Dilma teve mais de 300 mil visualizaes

    DATAFOLHA

    Partidos polticos lideram como organizaes menos confiveis

    SERGIO LIMA

    Ronaldo Caiado (DEM) disse que Lula tem postura de bandido

    QUEIXA-CRIME

    Lula aciona o STF contra o senador Ronaldo Caiado

    O ex-presidente Luiz In-cio Lula da Silva protocolou ontem no Supremo Tribunal Federal, um pedido de quei-xa-crime contra o senador Ronaldo Caiado (GO), lder do DEM no Senado. A defe-sa do ex-presidente pede a condenao do senador pe-los crimes de calnia, inj-ria e difamao.

    Em fevereiro deste ano, Ronaldo Caiado, um dos artfices da defesa do golpe para abreviar o mandato da presidente Dilma Rous-seff, escreveu em sua conta no Twitter uma mensagem chamando o ex-presidente de bandido. Lula tem pos-tura de bandido. E bandido frouxo! Igual poca que instigava metalrgicos a protestar e ia dormir na sala

    do delegado Tuma, escre-veu Caiado na rede social.

    Para a defesa, a postagem pode ser configurada como crime de calnia e difama-o. No documento, os ad-vogados argumentam ainda que o tipo de afirmao feita por Caiado extrapola a imu-nidade parlamentar e con-figurou uma grave ofensa ao ex-presidente. Essa lti-ma afirmao foi feita para evitar que o senador alegue imunidade parlamentar para se eximir de culpabili-dade pela postagem.

    Caiado comentou o caso aps a notcia da ao de Lula, voltando a fazer o xingamento. Essa situao ocorreu no ms de fevereiro, quando Lula se sentia o todo poderoso, afirmou.

  • 8 TRIBUNAINDEPENDENTEPUBLICIDADE MACEI - QUINTA-FEIRA, 9 DE JULHO DE 2015

  • Semana de Educao Fiscal alerta populao sobre importncia da arrecadao de tributosA partir desta quinta-feira (9), acontece no Macei Shopping, a Semana Municipal de Educao Fiscal. O evento, que prossegue at sexta-feira (10), uma inicia-tiva da Secretaria Municipal de Finanas e conta com a parceria da Secretaria Municipal de Controle Interno, Secretaria da Fazenda, Sebrae e Receita Federal, e apoio do Macei Shopping (foto). A iniciativa tem como objetivo alertar a popu-lao sobre a importncia de ser participativa tanto na arrecadao como no con-trole social da aplicao dos impostos. A programao conta com a distribuio de material informativo, apresentao teatral sobre tributos municipais, alm de orientaes para o cidado sobre o gasto pblico. A Secretaria Estadual da Fa-zenda dar explicaes sobre a importncia do ICMS e outros tributos estaduais.

    CidadesMACEI - QUINTA-FEIRA, 9 DE JULHO DE 2015 CIDADES 9 TRIBUNAINDEPENDENTE

    Alagoas tem trs casos de zika vrusSesau afirma que os casos suspeitos so de pacientes que podem estar confundindo a doena com a dengue

    Sinmed quer firmar convnio com Estado para tratamentos

    Previsto para prxima semana, servio foi antecipado

    THAYANNE MAGALHESREPRTER

    A semelhana com a dengue tem feito muitos alagoanos acreditarem que esto com o zika vrus e procurar o Hospital Escola Dr. Helvio Auto (HEHA), em Macei. Por conta da grande procu-ra de pessoas que suspeitam estar com a doena, o hospi-tal emitiu nota orientando a populao que ao sentir os primeiros sinais da do-ena manchas na pele com coceira, febre e dores nas articulaes procure qualquer unidade bsica de sade ou hospital parti-cular, caso tenha convnio.

    Somenet os casos consi-derados graves que devem ser encaminhados para o HEHA, pois os casos de zika vrus sem complicaes po-dem ser tratados em qual-

    quer unidade de sade. O Helvio Auto no rea-

    liza coleta de sangue para pacientes que venham com solicitao externa, apenas com os internos ou os que esto sendo atendidos pelo Pronto Atendimento.

    De acordo com a Secre-taria de Estado da Sade (Sesau), somente trs casos suspeitos de zika foram con-firmados em Alagoas. Todos no municpio de Mata Gran-de, no interior de Alagoas.

    A maioria dos casos tm dado positivo para dengue. O exame da dengue reali-zado aqui mesmo em Alago-as e os que no do dengue, so encaminhados para o laboratrio Evandro Cha-gas no Par para analisar se o vrus da chikungunya ou zika vrus, explicou a assessoria de imprensa da Sesau.

    Ainda segundo a Secre-

    taria, no h motivos para alardes em relao ao zika vrus, j que as suspeitas esto sendo levantadas pe-los prprios pacientes que procuram o Helvio Auto.

    O Hospital registrou nas primeiras duas semanas de julho 88 casos suspeitos do zika vrus. Em junho o nmero de casos suspeitos atendidos pela unidade de sade foi de 128. De acordo com a assessoria do Helvio Auto, o atendimento no hos-pital realizado por meio de encaminhamento por escrito de outros servios de sade.

    Este ms todos os casos suspeitos da doena atendi-dos no Helvio Auto so de pacientes residentes na re-gio metropolitana de Ma-cei. Dos 88 casos suspeitos, 82 so de Macei, Marechal Deodoro tem dois, Satuba tem um, Paripueira tambm um e Rio Largo dois. Em menos de dois meses, Hospital Helvio Auto registrou mais de 200 casos suspeitos da doena

    MDICO

    Virose pode levar paciente sndrome que causa paralisia

    RUA AUGUSTA

    Local ser interditado nesta quinta para poda de rvores

    O presidente do Sindica-to dos Mdicos de Alagoas (Sinmed), Wellington Gal-vo, se mostra preocupado com o nmero de suspeitas de zika vrus em Alagoas, isso porqu o vrus pode le-var o paciente a contrair a sndrome de Guillain-Barr.

    A sndrome uma do-ena autoimune que ocorre quando o sistema imunol-gico do corpo ataca parte do prprio sistema nervoso por engano. Isso leva inflama-o dos nervos, que provoca fraqueza muscular, explica o mdico.

    Galvo explica que a sn-drome no aparece somente

    com o zika vrus, mas com qualquer vrus.

    Qualquer virose pode culminar na sndrome Guillain-Barr. Em resumo porque o corpo fabrica anti-corpos para atacar a doena e esses anticorpos acabam atacando o prprio corpo, podendo causar paralisia.

    O mdico conta que em 15 dias j registrou quatro casos da sndrome em pa-cientes que contraram al-guma virose.

    So trs adultos e uma criana. Dois deles esto entubados, com respirao mecnica. No se pode afir-mar se a sndrome foi cau-

    sada por causa do zika vrus porque ainda no temos os resultados dos exames, mas estamos preocupados com o grande nmero de casos suspeitos.

    Galvo informou ainda que est tentando firmar um convncio com o Estado para que o tratamento de pacientes com a sndrome Guillain-Barr sejam trata-dos na Santa Casa de Mise-ricrdia.

    Essas pessoas esto fa-zendo o tratamento Plas-mafrese Teraputica, que hoje o melhor tratamento de neurologia do mundo. (T.M.)

    A Prefeitura de Macei, por meio da Secretaria Mu-nicipal de Proteo ao Meio Ambiente (Sempma), execu-tar a operao de poda pre-ventiva de rvores da Rua Augusta, conhecida como Rua das rvores, no Centro, nesta quinta-feira (9).

    Para viabilizar a ao, a Superintendncia Munici-pal de Transportes e Trnsi-to (SMTT) far a interdio do trnsito no local a partir das 8h. A operao tam-bm conta com a participa-o da Superintendncia de Limpeza Urbana de Macei (Slum), Superintendncia Municipal de Energia e Ilu-minao Pblica (Sima) e Eletrobras.

    A Sempma informa que a operao de poda das rvo-res ser acompanhada por engenheiros agrnomos do rgo. Os servios na rea comeam com a interdio do fluxo de veculos e mo-

    nitoramento do acesso de pedestres regio. Inicial-mente previsto para a pr-xima semana, o trabalho foi antecipado para prevenir a queda de galhos em conse-quncia das chuvas, expli-cou o secretrio de Proteo ao Meio Ambiente, David Maia.

    A interdio se dar em trs pontos: no cruzamento da Rua Ladislau Neto com a Rua Baro de Alagoas, onde o fluxo de trnsito ser des-viado para a Rua Melo Mo-raes; no cruzamento da Rua Ladislau Neto com a Rua Cincinato Pinto, com desvio de fluxo para a Praa Deodo-ro e no cruzamento da Rua Ladislau Neto com a Rua Joaquim Tvora, desviando o fluxo para a Rua Melo Mo-raes.

    Os desvios no fluxo de trnsito sero realizados de acordo com a evoluo da poda, a partir das 8h. Agen-

    tes de Fiscalizao da SMTT permanecero no local du-rante toda a operao para orientar condutores e pedes-tres at o trmino do traba-lho, que est previsto para o final do dia.

    nibusOs nibus que possuem

    itinerrio pela Rua Ladislau Neto sero desviados e pas-saro a fazer o seguinte tra-jeto: os coletivos que vm da Rua Fernandes de Barros, que estar liberada pela De-fesa Civil do Estado, segui-ro pela Rua Dias Cabral, Rua Santos Pacheco, Rua Dois de Dezembro e Rua do Sol, seguindo o itinerrio normal.

    J os coletivos que pas-sam pela Rua do Livramen-to trafegaro pela Praa do Pirulito, Rua Dias Cabral, Rua Santos Pacheco, Rua Dois de Dezembro, Rua do Sol, seguindo o itinerrio normal.

    ADAILSON CALHEIROS

    ADAILSON CALHEIROS

    SANDRO LIMA

    Wellington Galvo diz que qualquer virose pode levar paciente a contrair a sndrome de Guillain-Barr

    Interdio da Rua das rvores acontece a partir das 8h e vai at o final do dia

    EDIFCIO PALMARESEdital publicado e prdio vai a leilo no dia 28

    O Instituto Nacional do Se-guro Social (INSS) vai leiloar o edifcio Palmares, localizado no centro de Macei, no dia 28 deste ms, s 11h. O Aviso de Licitao para a alienao do imvel foi publicado ontem (8) no Dirio Oficial da Unio.

    O leilo vai ocorrer na sede do INSS em Macei, na Rua Engenheiro Roberto Gon-alves de Menezes, 149, sala 901, 9 andar. Nesse Aviso de Licitao tambm est inclu-do um imvel residencial no bairro Bebedouro, localiza-do na Rua Dr. Jos Martins Neto, n 20, tambm em Ma-cei.

    O edifcio Palmares foi avaliado em R$ 8,9 milhes e possui uma rea de 8.615m e o imvel em Bebedouro, em R$ 158 mil e tem uma rea de 192m.

    Os imveis podem ser ad-quiridos vista ou a prazo. Segundo o INSS, outros escla-recimentos e o Edital do Lei-lo podem ser obtidos na sala 502, 5 andar da sede do INSS em Macei, de segunda a sex-ta-feira, das 8h s 17h.

  • MACEI - QUINTA-FEIRA, 9 DE JULHO DE 2015CIDADES10 TRIBUNAINDEPENDENTE

    CONCURSOOportunidade de concurso pblico nas reas de jornalismo e relaes pblicas, para atuar na Secretaria Extraordinria de Segurana para Grandes Eventos, em Braslia. As inscries j esto abertas e vo at o dia 26 de julho, pelo site da Fundao Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab). A prova de carter objetiva e ser aplicada na data provvel de 30 de agosto. O resultado final ser divulgado no dia 21 de setembro. A seleo ter validade de um ano e poder ser prorrogada, uma vez, pelo mesmo perodo. O concurso foi anunciado pelo Ministrio da Justia e exige diploma ou certificado devidamente registrado de concluso de curso de graduao nessas duas reas acadmicas. No caso de relaes pblicas, o profissional precisar ter o registro do Conselho de classe. O edital com mais informaes poder ser acessado neste link: http://por-tal.comunique-se.com.br

    Destaques empresariais so premiadosJornal Tribuna Independente homenageado na 15 edio do Oscar alagoano, realizada na Associao ComercialRVISON BATISTATRIBUNA HOJE

    Aconteceu na noite da ltima tera-feira (7) um dos eventos de maior destaque no meio em-presarial de Alagoas: a 15 edio do Oscar alagoano, promovido pela S.Mag. O histrico prdio da Asso-ciao Comercial de Alagoas, na Rua S e Albuquerque, em Jaragu, recebeu convida-dos de todas as vertentes do meio empresarial do Estado para prestigiarem a bela fes-ta e serem homenageados.

    Estou bastante feliz com a adeso da sociedade, do empresariado alagoano, ao evento. Hoje, temos uma premiao que valoriza nos-sos lderes em todos os seg-mentos, seja educao, gour-met, moda, entre outros, declarou o jornalista James Silver, editor da Revista S.Mag. Me preocupo para que as pessoas se divirtam em um evento assim, por isso, para esta noite, prepa-

    ramos um verdadeiro show, afirmou o jornalista repor-tagem do Tribuna Hoje.

    Izabel Pinheiro, respon-svel pelo buffet da festa, foi uma das homenageadas da noite. A premiao tudo de bom. A Revista S.Mag e o Buffet Izabel Pinheiro come-aram praticamente juntos. J fui homenageada em ou-tros prmios da S.Mag. Te-nho um carinho enorme pela revista e seus diretores, dis-se Izabel.

    A festa contou com a pre-sena em peso da imprensa alagoana. Um dos jorna-listas presentes, Oscar de Melo, do Pajuara Sistema de Comunicao, falou re-portagem do TH. Acho uma festa importante. A premia-o bastante vlida. Reco-nhece o valor do empresa-riado de Alagoas, afirmou o jornalista.

    A premiao comeou com uma apresentao na voz e piano da conhecidssi-ma cano Somewhere Over the Rainbow, tema do fil-

    me O Mgico de Oz. Aps a cano, o jornalista Caneti-nha entrou no palco ao som do tema de James Bond e chamou para apresentar a premiao o jornalista Ja-mes Silver, que, por sua vez, chamou a jornalista urea Dantas para ser sua parceira de apresentao. Falando ao microfone, James explicou que o evento comeou h 21 anos como uma brincadeira, por causa do filme brasileiro O Quatrilho, que foi indica-do ao Oscar. Passados 21 anos, estamos aqui, o prmio cresceu, afirmou James.

    O humorista alagoano Ed Gama, que ganhou fama na-cional no programa Domin-go do Fausto, da TV Globo, participou de cada chamada dos premiados, interpretan-do, com muito humor, per-sonagens como Clodovil e Silvio Santos, e arrancando risos dos convidados.

    O jornal Tribuna Inde-pendente foi um dos ho-menageados da noite, com o prmio de Veculo de Comu-

    CANAL DO SERTO

    Quadro de funcionrios ampliado para agilizar concluso

    SEE

    Parede externa da antiga sede demolida hoje

    Em anncio recente, feito durante sua passagem por Alagoas, o ministro da Inte-grao Nacional, Gilberto Oc-chi, garantiu a regularidade no repasse dos recursos das obras do trecho 3 do Canal do Serto e Adutora do Alto Ser-to.

    O trecho 3 do Canal do

    Serto, que executado pela construtora OAS, compreen-de do quilmetro 64,7 ao qui-lmetro 92,93, passando pelas cidades de Canapi e Senador Rui Palmeira. A obra est com 95% dos servios con-cludos, empregando mais de 1.100 pessoas da regio.

    A concluso desse trecho

    possibilitar a implantao do permetro de irrigao do mu-nicpio de Canapi pela Com-panhia de Desenvolvimento dos Vales do So Francisco e do Parnaba (Codevasf).

    J a Adutora do Alto Ser-to, beneficiar diretamente oito municpios da regio, atendendo a mais de 120 mil

    habitantes, em mais de 60 po-voados, e gerar uma econo-mia de mais de R$ 1,2 milho/ms de energia.

    A obra, iniciada em de-zembro de 2013, tem em seu quadro hoje aproximadamen-te 120 funcionrios e contra-tar mais 100 colaboradores at sua finalizao.

    Obras como essas so de extrema importncia para a regio. Alm da gerao de emprego durante a sua exe-cuo, garantem, aps a sua concluso, o desenvolvimento econmico da regio, disse a secretria de Estado da Infra-estrutura, Aparecida Macha-do.

    Ela ainda ressaltou que com a garantia da regularida-de do abastecimento de gua at no mnimo 2035, possibi-litar o desenvolvimento da agricultura, turismo, educa-o, sade, e, principalmente, uma vida digna para aqueles que so castigados ano aps ano com a escassez da gua.

    A Secretaria de Estado da Educao e da Infraestrutu-ra, juntamente com a Defesa Civil do Estado e Municpio promovero a demolio da parede externa do muro tra-seiro da antiga sede da Secre-taria de Estado da Educao (SEE), no Centro. Demolio acontece aps parte do prdio desabar no ltimo final de se-mana.

    O processo est agenda-do para comear s 7h30 da manh e a rea ser isolada. Aps o procedimento, o trn-sito na Rua Fernandes de Barros ser liberado. A deci-so foi tomada aps vistoria realizada, ontem (8), pela SEE e Defesa Civil.

    O procedimento tambm ser acompanhado pela Se-cretaria Municipal de Con-vvio Urbano (SMCCU) e Secretaria Municipal de Transporte e Trnsito.

    Em nota publicada ontem, a SEE disse que o prdio esta-va desocupado desde a gesto anterior, quando os funcion-rios se mudaram para o Cepa.

    A mudana ocorreu sem ser feita licitao e o projeto de reforma do prdio passou por alteraes, mas, neste pe-rodo de trs anos, nenhum servio foi empreendido no espao, que permaneceu abandonado, diz um trecho da nota.

    A SEE disse ainda que deu entrada no processo de demo-lio aps vistoria e laudo da Defesa Civil, que apontou o comprometimento do prdio.

    ADAILSON CALHEIROS

    RVISON BATISTA

    Deciso foi tomada aps vistoria realizada pela SEE e Defesa Civil

    Marilene Canuto representou o jornal Tribuna Independente na premiao

    RECONHECIMENTO OSCAR 2015 A agncia Algo Mais Consultoria e Assessoria recebeu, nessa tera-feira (07), na Associao Comercial de Macei, o prmio Oscar 2015 que reconhece o trabalho exercido por empresrios de vrios setores do estado de Alagoas. Pela primeira vez, o Oscar alagoano premia - em mais de 20 anos de realizao - uma empresa na catego-ria Comunicao. H cinco anos no mercado brasileiro, a agncia foi homenageada e apresentada como a empresa mais completa na rea de assessoria de imprensa do es-tado. A Algo Mais Consultoria e Assessoria comandada pela jornalista e empresria Luana Nunes, que j ganhou outros prmios ao longo de sua jornada profissional, entre eles o Prmio Braskem de Jornalismo, em 2012, e o Pr-mio Destaque Empresarial, do jornal Tribuna Independen-te, em 2014. Muito feliz a jornalista Luana Nunes, declara: O sabor do reconhecimento a parte mais doce de um trabalho tico, honesto e responsvel, afirma.

    NOVO ESPAOA comunicao de Arapiraca ganhou um novo espao informativo. Comeou a fun-cionar, recentemente, o site Dirio Arapiraca. Um novo canal informativo, que se apresenta de maneira mod-erna e competitiva. O novo veculo informativo conta com nomes conhecidos do jornalismo alagoano, a ex-emplo de Bernardino Souto Maior, dono de uma das maiores fontes informativas do Estado; Maikel Marques, cuja experincia maior no jornal impresso, agora mostra seu dinamismo no meio digital e o conhecido Fernando Murta, que mar-cou seu tempo no jornalismo esportivo. O site diarioara-piraca.com.br se apresenta com design moderno e disponibiliza espao para o internauta mandar matrias e sugestes diversas.

    MAIS INFLUENTES DO LINKEDINO site de relacionamento Linkedin mensur-ou as marcas mais influentes no Brasil e no mundo. O resultado foi divulgado recente-mente e aponta para a Fundao Getlio Vargas (FGV) na dianteira como a mais influente na rede. Na sequncia, de acordo com o Linkedin, seguem a Vale e a Ambev. Para chegar ao ranking, o site aplicou a ferramenta chamada Content Market-ing Score, atravs da qual se observa a diferena entre a audincia total e as interaes entre o pblico e os contedos que as marcas divulgaram ao longo de um perodo de seis meses. Conforme dados atuais, o Linkedin conta com 364 milhes de usurios cadastrados no mundo todo. Desse total, 21 milhes so brasileiros. Os dez mais influentes, no Brasil, conforme o levantamento divulgado pelo site so FGV, Vale, Ambev, Odebrecht, Petrobras, GPA, Natura, TAM, BRF e TOTVS. Em nvel mundial, as mais influentes so Microsoft, Forbes, Harvard Business Review. O Google, para surpresa, aparece na stima posio, atrs da IBM e HP.

    o Grupo VB, Parque Sho-pping e Cesmac; o prmio especial na categoria Bu-siness foi para Kennedy Calheiros; na categoria Comunicao, o prmio foi para Algo Mais Assessoria; o prmio especial na catego-ria Comunicao foi para o Pajuara Sistema de Comu-nicao (PSCOM); foram homenageados na Catego-ria Comunicao Marilene Canuto (jornal Tribuna Independente), Gigi Ac-cioly, Felipe Camelo, Esla-ne Santos, Elaine Rafaf, Jorge Barbosa, Geraldo Cmara, Andr Fon, Jaci-ra Leal, Carlinhos Maia, Lucas Guimares e Macei 40 Graus; na categoria Ci-dadania, foi premiada a Equipe Fortalece A e os se-cretrios municipais Solan-ge Jurema, Antnio Moura, David Maia e Vincius Pal-meira; o prmio especial na categoria Cidadania foi para lvaro Vasconcelos (Secretrio de Agricultura do Estado).

    nicao de Destaque.PREMIADOSNa categoria Gourmet,

    o prmio foi para Outback; o prmio Especial na Cate-goria Gourmet foi para Bu-ffet Izabel Pinheiro; a pre-

    miao da categoria Moda e Beleza foi para Fit Arena, Divino Conceito, Kalahari, Clnica de esttica Levitte, Mammoth Store e Sobran-celha Design; na categoria Business foram premiados

  • ALTON VILLANOVA ailton.vilanova@gmail.com

    MACEI - QUINTA-FEIRA, 9 DE JULHO DE 2015 CIDADES 11 TRIBUNAINDEPENDENTE

    CHOROU O DEFUNTO ERRADO!

    O grande amor da vida da balzaca Indonsia Botelho foi o Odulpho Goitacaz, um paulista j maduro, que caiu em terras alagoanas por conta do seu trabalho, que era o de auditor federal, lotado na representao local do Ministrio da Fazenda. Solteiro e catlico praticante, aproximou-se de Indonsia porque viu nela a mulher dos seus sonhos. Frequentadora assdua da parquia de Nossa Senhora do Perptuo Socorro, ela tambm sentiu uma queda pelo coroa. Aos 51 anos de idade, Indonsia permanecia virgem zerada e s conhecia o beijo atravs do cinema, ou das novelas televisivas. - Acho esse negcio de beijar na boca muito nojento! confidenciou, certa vez, colega de congregao Filhas de Maria, a tambm carola Anturpia Assumpo, igualmente intacta sexualmente. De sua parte, Odulpho, tambm celibatrio, andava subindo pelas paredes, na maior secura por uma mulher. Exigente, prometera a si prprio que s se casaria com uma donzela, uma mulher jamais tocada por um homem. A, descobriu que Indonsia era essa mulher. Dos papos entremeados de oraes, versculos e captulos bblicos, a dupla evoluiu para dilogos um pouco mais animados. Da, entro-saram um namoro respeitoso, puro de alma e de corpo. Apaixonaram-se. Acontece, que Satans entrou na jogada e entendeu de apimentar a casta relao do casal: sem mais delongas, sapecou uma tentao filha da me pra cima do Odulpho, deixando-o doido. Foi na festinha de So Joo da parquia. Inexplicavelmente, Odulpho apossou-se de uma garrafa de vinho de jurubeba que o sacristo Joo Batista esquecera na mesa repleta de bolos e guarans, e bebeu todo o seu contedo. Baratinado e estimulado pelo lcool, ocorreu-lhe ideia de dar uma de tarado: pegou a namorada pelo brao, arrastou-a para o oito da igreja e mandou o ferro nela, estuprando-a. Depois desse vergonhoso e condenvel episdio, Odulpho eclipsou-se, sumiu como por encanto. Ocorre que, para Indonsia o lbrico ato praticado pelo namorado, foi a glria. E ficou querendo mais. Mas, cad o amor de sua vida? Desesperada, ela foi luta, na busca do homem que a fizera sentir-se mulher de verdade. De modo que procurou a repartio pblica onde Odulpho provavelmente ainda trabalhava, como ltimo recurso sua lo-calizao. Do funcionrio que a recepcionou, escutou a pssima notcia: - Madame, receio no ter uma boa notcia para lhe dar, a respeito do nosso carssimo colega... Indonsia gelou e mal conseguiu equilibrar-se em cima das canelas: - Teria ele se casado... ou morrido, senhor...? - As duas coisas, minha senhora... - Como assim? - Bom, ele casou e em seguida morreu! A emoo o levou ao infarto e, da, morte. Lamentvel... - E ele morreu quando? - Ontem. Por sinal, o seu sepultamento dever ocorrer daqui a pouco. Seu corpo sair do velrio para o cemitrio. De posse do endereo do velrio, Indonsia se mandou para o local. Pulou do taxi j dentro do ambiente onde um corpo sendo velado. Ao reparar na pattica cena daquele que seria seu amado, espichado num caixo adornado de flores e uma mulher derramando mil lgrimas ao lado, Indonsia teve um ataque de insanidade: - Saia de perto do meu Odulpho, sua mocria! Odulpho, meu amor, olhe eu aqui! Estou morrendo de saudade de voc... E a mulher que chorava ao lado: - Esse homem no Odulpho coisa nenhuma! Esse o meu finado marido Givaldo. Saia daqui, sua doida! E Indonsia: - o Odulpho, sim! Foi ele quem me deflorou no oito da igreja! Que homem maravilhoso! Oduuulphinhooo! Vem, amor! - J disse que esse da no o tal de Odulpho, dona...! Repare direitinho... Indonsia reparou. O de cujus no era o Odulpho. Acontece que face a premncia para encontrar o finado, ela se precipitou e anotou errado, o endereo do velrio. Quando, finalmente conseguiu encontrar velrio e o cemitrio certos, o Odulpho j tinha sido enterrado. A polcia teve de retira-la, fora, deste ltimo, porque ela queria, a todo custo, desenterrar o falecido.

    EMOO COISA SRIA! Semanalmente, dona Aflaudzia, velhinha muito simptica, cumpria o mesmo ritual: saa de casa, ia at a casa lotrica da esquina, conferia a aposta do marido e voltava frustrada. Mas, um dia, ela vibrou. Seu Diomedes, o marido, havia ganhado sozinho na supersena acumulada. Preocupada com a sade do velho Di, 90 anos, hipertenso, diabtico e cardaco, dona Flau ligou para o mdico da famlia e o encarregou de dar a notcia ao felizardo de uma forma bem amena. Numa consulta de rotina, depois dos habituais exames, o doutor perguntou ao velhinho, sem dar muita nfase s palavras: - Suponhamos, seu Di, que o senhor ganhasse sozinho 50 milhes na supersena... o que o senhor faria? E seu Diomedes: - Ah, doutor Barreto, o senhor tem sido como um filho pra mim! A primeira coisa que eu faria era dar a metade pro senhor! O mdico caiu durinho no cho, com um ataque fulminante do corao.

    O IRMO DO AGAJOEL Bons amigos, os pinguos Zezinho da Socorro e Messias Paraguas-su se toparam numa quebrada da Ponta Grossa, depois de um tempo sem ver um a cara do outro. A, foi aquela alegria. - P, meu, quanto tempo, hein? Que fim tu levou, hein? perguntou o Da Socorro. E o Messias: - Tava viajando. Gastei mais de seis meses procurando emprego no interior da Bahia...! - E achou? - Que nada! por isso que voltei! - E o teu irmo, o Bigode? - T sabendo no? Ele agora t na Faculdade de Medicina! - Putaquipariu, mano! Como o cara melhorou!!! - Nem tanto... - Como nem tanto? Ele agora t na boa! Estudando medicina...! - No, cara, ele no est estudando medicina. Os alunos que esto estudando nele. Bigode agora cadver!

    Obras de mobilidadebeneficiam populaoMelhoria promovida pela Prefeitura de Macei prioriza usurios do transporte pblico

    Medida foi implantada nas avenidas Fernandes Lima e Comendador Leo

    A Prefeitura de Macei investe em melho-rias na mobilidade urbana, priorizando aes que beneficiam os usurios do transporte coletivo ur-bano. Por meio da Super-intendncia Municipal de Transportes e Trnsito (SMTT), foram entregues 11 terminais de nibus completamente reforma-dos, outros dois esto em obras e um est sendo con-strudo no Conjunto Village Campestre II. Para reduzir o tempo das viagens de nibus, foram instaladas faixas exclusivas para o transporte coletivo em dois dos principais corredores de transporte da capital.

    A melhoria estrutural dos terminais de nibus contempla a estrutura fsi-ca e eltrica dos terminais, dando prioridade acessi-bilidade para pessoas com deficincia.

    Em junho, o prefeito Rui Palmeira entregou o termi-nal de Cruz das Almas, que passou a contar com espao de estocagem para seis ni-bus e melhor estrutura para usurios e trabalhadores do transporte pblico. No entorno, foram implanta-das solues de paisagismo, tornando a praa do entorno um espao mais dinmico. Foram substitudos os re-vestimentos e instalado o paraciclo para quem for ao terminal de bicicleta. Tam-bm houve a demarcao do espao para txis e a im-plantao de acessibilidade,

    SECOM MACEI

    SECOM MACEI

    Terminal de Cruz das Almas foi reformado e passou a contar com espao de estocagem para nibus

    Faixa exclusiva para nibus foi adotada na Comendador Leo aps um ano de funcionamento na parte alta da capital

    TRNSITO

    Faixa Azul reduz tempo dos percursosAlm de oferecer maior

    comodidade aos usurios do transporte coletivo nos terminais, a SMTT atua na melhoria do fluxo de trn-sito, reduzindo o tempo dos percursos, com a implan-tao de faixas exclusivas em dois dos principais cor-redores de transporte da capital: Av. Durval de Ges Monteiro/Fernandes Lima e Comendador Leo/Dona Constana.

    A chamada faixa azul, como conhecida a via ex-clusiva para o transporte de passageiros, j est em fun-cionamento nas avenidas Comendador Leo (Poo) e Dona Constana (Manga-beiras), depois de um ano em funcionamento na parte alta de Macei.

    De acordo com o diretor de Operaes de Trnsito da SMTT, Carlos Calheiro, a faixa exclusiva d mais celeridade e eficincia ao transporte de passageiros. A medida beneficia bas-tante, no s os usurios do transporte pblico, mas tambm os profissionais ro-dovirios. Com ela, a velo-cidade dos nibus passa de 10km/h para 40 m/h, o que reduz o tempo de viagem e faz com que todos cheguem aos seus compromissos pon-tualmente, explicou.

    Para o motorista de ni-bus Jos dos Santos, com a implantao da faixa, os nibus que trafegam pela regio passaram a cumprir o trajeto com mais rapi-dez. Antes, levava de 20 a 30 minutos para chegar ao shopping na avenida Dona Constana. Agora, fao o mesmo trajeto numa m-

    atravs de rampas, piso t-til e banheiros acessveis, detalha a coordenadora de Servios e Obras da SMTT, Daniela Loureiro.

    Para o prefeito Rui Pal-meira, as obras de mobilida-de so desenvolvidas para benefcio dos cidados, em geral, tendo como priorida-de o usurio do transporte coletivo. Nossa proposta fomentar mais mobilidade para as pessoas que utili-zam as vias de transporte, focando principalmente no

    benefcio da maioria. A re-qualificao dos terminais de nibus e a implantao das faixas exclusivas ofe-recem maior comodidade e reduzem o percurso desen-volvido por esse usurio em seus deslocamentos, afirma o prefeito.

    Esto em curso as obras de reforma dos conjuntos Cidade Sorriso II e Frei Da-mio, no Benedito Bentes. Na sequncia, sero requa-lificados os terminais do conjunto Osman Loureiro,

    no Clima Bom; do Mocam-bo, no Benedito Bentes, e do Trapiche da Barra. No Sanatrio, est em execuo a padronizao do terminal, por meio de pintura interna e colocao da cermica ex-terna.

    Alm da construo do novo terminal, no Village Campestre II, a Prefeitu-ra estuda a implantao de nova estrutura no Saua-uhy, conforme demanda apresentada por lideranas comunitrias da localidade.

    dia de oito minutos, afirma Para ele, a fiscalizao essencial para que o meca-nismo funcione. Para con-tinuar funcionando, ne-cessrio que os motoristas de carros particulares cola-borem com o nosso trabalho e respeitem a Faixa Azul, defende.

    FISCALIZAOPara garantir o funcio-

    namento da nova faixa ex-clusiva, a fiscalizao foi in-tensificada no local desde o incio do ms. De acordo com o Cdigo de Trnsito Brasi-leiro, quem descumprir as regras de funcionamento da faixa exclusiva incorre em

    infrao leve, com multa de R$ 53,20. J os nibus que circularem fora da faixa, ex-ceto em situaes de emer-gncia, sofrero infrao de natureza mdia, com multa de R$ 85,13.

    FUNCIONAMENTOO horrio de funciona-

    mento da faixa exclusiva de 6h s 20h, liberado ape-nas nos finais de semana e feriados. Os demais veculos devem usar apenas a pista do meio, sendo a da direita somente quando estiverem prestes a entrar em uma via com acesso do mesmo lado, com a antecedncia de dois quarteires. Os ciclistas

    continuaro com a prefern-cia pela direita, mantendo sempre a distncia de segu-rana de 1,5m.

    Em relao aos veculos destinados a socorro de in-cndio e salvamento, os de polcia, os de fiscalizao e operao de trnsito e as ambulncias, alm de prio-ridade de trnsito, gozam de livre circulao, estacio-namento e parada, quando em servio de urgncia e de-vidamente identificados por dispositivos regulamentares de alarme sonoro e ilumina-o vermelha intermitente, conforme prev o artigo 29, inciso VIII, do CTB.

  • Viatura do BPTran capota na AL-105Veculo seguia para So Lus do Quitunde quando motorista perdeu controle em curva; dois militares ficaram feridosBRUNO MARTINSTRIBUNA HOJE

    Um acidente na man-h de ontem (8) deixou dois polici-ais militares feridos aps capotamento da viatura do Batalho de Polcia de Trn-sito (BPTran) em que eles se encontravam. No veculo tambm estava outro mili-tar que saiu ileso, enquan-to os ferimentos registra-dos na dupla foram leves.

    A viatura era uma Mitsu-bishi Pajero de placas OXN-1228, ano 2014/15, e seguia de Macei em direo So Lus do Quitunde pela rodo-via AL-105 quando o condu-tor perdeu o controle da tra-seira do veculo durante uma curva e capotou por duas ve-zes em um canavial por apro-ximadamente 50 metros.

    Na viatura estavam o te-nente Madson Belarmino, que no sofreu leses, alm do soldado Felipe Oliveira e o cabo Leite que tiveram fe-rimentos sem gravidade. As

    vtimas foram socorridas por uma viatura de resgate do Corpo de Bombeiros e uma unidade do Servio de Aten-dimento Mvel de Urgncia (Samu). Um foi encaminha-do para o Hospital Geral do Estado (HGE), no Trapiche da Barra, e o outro para o hospital Hapvida, no Pinhei-ro.

    De acordo com o tenente Madson, que seguia no ban-co do carona, o acidente foi muito rpido e os militares estavam com o cinto de se-gurana. Quando fizemos a curva, o carro capotou duas vezes, mas ningum ficou ferido gravemente, tivemos apenas o prejuzo material, relatou.

    Nenhum outro veculo se envolveu na coliso.

    Enquanto a reportagem do Tribuna Hoje se dirigia ao local do acidente, foi pos-svel ver voltando pela ro-dovia as viaturas do Samu e dos Bombeiros, alm de cinco viaturas da Polcia Mi-litar. Veculo capotou por duas vezes em um canavial por aproximadamente 50 metros; um outro militar que estava no veculo saiu ileso

    SANDRO LIMA

    TRIBUNAINDEPENDENTEMACEI - QUINTA-FEIRA, 9 DE JULHO DE 2015CIDADES 12

  • Desenvolve cria e lana o aplicativo Alagoas NegciosFinalidade mostrar a investidores oportunidades no territrio alagoano

    A Desenvolve Agn-cia de Fomento de Alagoas lanar, at o final deste ms, um aplicativo gratuito para smartphones com a fina-lidade de apresentar as oportunidades de negcios disponveis em todo o ter-ritrio alagoano para poss-veis investidores.

    O Alagoas Negcios ser compatvel com aparelhos dotados dos sistemas ope-racionais IOS e Android.

    CONCLUSOSegundo o presidente

    da Desenvolve/Alagoas, Antonio Pinaud, o aplicati-vo, que j est em fase de concluso e testes, de f-cil manuseio e permitir ao usurio acompanhar, mes-mo offline, negcios atra-tivos em todas as regies do Estado com opes que variam entre indstria, co-mrcio, servios e agrone-gcio.

    Esse aplicativo mais um auxlio impulso do desenvolvimento socioeco-nmico de Alagoas, que cor-robora com a premissa da nossa instituio em criar solues de fomento. Nosso objetivo dar visibilidade aos negcios formatados a partir de recursos da De-senvolve, assim como a outros que estejam aptos a receber crdito de possveis investidores, destacou Pi-naud.

    A ferramenta disponibi-lizar aos usurios a opo de simulao de crdito, alm de dados referentes a projetos que integram os 18 Arranjos Produtivos Locais (APLs) de Alagoas: Turismo Costa dos Corais, Turismo Lagoas e Mares do Sul, Turismo Caminhos do So Francisco, Tecnologia da Informao, Mveis do Agreste, Mveis no entor-no de Macei, Oleiro Cer-mico, Extrao Artesanal de Granito, Mandioca no Agreste Alagoano, Fruti-cultura do Vale do Mun-da, Rizicultura no Baixo So Francisco, Fruticultu-ra do Agreste, Horticultu-ra no Agreste, Piscicultura no Delta do So Francisco, Apicultura no Serto Ala-goano, Apicultura no Li-toral e Lagoas (Prpolis), Ovinocaprinocultura no Serto Alagoano e Fitote-rpicos.

    ATUALIZADOSOs dados sero atualiza-

    dos periodicamente e novos negcios, medida que fo-rem surgindo, sero inclu-dos na relao oferecida. A ferramenta ter, ainda, o atributo de ser georrefe-renciada, ou seja, mostra-r ao usurio, atravs de coordenadas geogrficas, um mapa com pontos mais aproximados para a loca-lizao do negcio de inte-resse.

    robertobaiabarros@hotmail.com

    CidadesemFocoROBERTO BAIA

    MACEI - QUINTA-FEIRA, 9 DE JULHO DE 2015 ECONOMIA 13 TRIBUNAINDEPENDENTE

    Duplicao da AL-110

    As secretrias de Planejamento, Ccera Pinheiro, e de Indstria, Comrcio e Servios, Myrka Lcio, estiveram reunidas, nesta quarta-feira (8), com o secretrio de Estado de Transportes, Mosart Amaral, e o

    diretor-presidente do DER/AL, Helder Gazanneo, para acompanharem o andamento do Projeto Executivo da Duplicao da Rodovia AL-110.O encontro mais uma vez ocorreu na sede da Gerncia Regional do DER/AL, em Arapiraca.

    AvaliaoTambm estiveram presentes, o gerente-regional do DER/AL, Raimilson Nascimento; o superintendente-adjunto da SMTT de Arapiraca, tenente PM Willyan Nunes, alm de tcnicos e engenheiros do DER/AL e da Prefeitura de Arapiraca. O grupo debateu algumas questes pontuais do projeto, que deve ser avaliado de forma total pelos tcnicos e engenheiros da prefeitura, na prxima tera-feira (14).

    RecursosO projeto est orado em R$ 23 milhes para, inicialmente, duplicar quatro quilmetros na rea urbana de Arapiraca, e depois avanar mais de 18 quilmetros at a cidade de So Sebastio. O secretrio de Estado de Transportes, Mosart Amaral, voltou reafirmar o compromisso do governador Renan Filho com o desenvolvimento de Arapiraca e Regio Metropolitana do Agreste. A previso de que o Projeto Executivo seja concludo no dia 29 deste ms de julho, com data prevista para incio da obra no dia 10 de agosto.

    Sem surpresasDurante entrevista concedida Rdio Novo Nordeste, o tcnico Vica afirmou no ver surpresas na campanha realizada peloalvinegro em 2015, assegurando que tudo que est acontecendo nestatemporada fruto de muito trabalho da comisso tcnica, diretoria e doelenco do ASA. O treinador mostrou-se identificado com o povo arapiraquense e parabenizou a diretoria alvinegra pelo trabalho e parceria que vem sendo feita durante todos esses meses de convvio.

    EmpregoO presidente do Senado, Renan Calheiros, disse que a Medida Provisria que cria o Programa de Proteo ao Emprego, confisso da realidade. Para Renan, fica claro que o ajuste recessivo, desemprega e aumenta impostos, mas considerou a MP muito importante. Segundo ele, ns precisamos cada vez mais construir sadas para que esse momento seja ultrapassado.

    Crise polticaO presidente do Senado, Renan Calheiros, comentou as notcias sobre a crise poltica e econmica enfrentadas pelo governo Dilma. importante que a presidente fale. A democracia existe para que convivamos com diversos pontos de vista, da maneira mais natural possvel, disse Renan.

    Foi suspensoDesde tera-feira (7), o Sistema Nacional de Empregos (Sine) de Arapiraca est passando por uma atualizao que acontece em todo o pas, suspendendo assim o atendimento no local. O Sine fica na Casa Integrada do Trabalho (CIT), na Rua So Francisco, bairro do Centro, estando aberto sempre em horrio comercial.

    Ser normalizadoEsta atualizao para uma nova verso do sistema que est sendo instalado uma determinao do Ministrio do Trabalho e Emprego (MTE). Segundo a secretria Municipal de Indstria, Comrcio e Servios (Semics), Myrka Lcio, o atendimento s ser normalizado na prxima segunda-feira (13).

    Orientao profissionalO Sine atende, diariamente, uma mdia de 600 pessoas, tendo a atribuio de encaminhar e viabilizar a insero dos arapiraquenses no mercado de trabalho e promovendo aes de orientao profissional, intermediao de mo-de-obra, habilitao de seguro-desemprego e cursos profissionalizantes, entre outros. Aos interessados, contatar os telefones (82) 3522-1902 e 8833-4354 ou pelo site maisemprego.mte.gov.br.

    MelhorouOs indicadores de endividamento do consumidor da capital alagoana voltaram a melhorar no ms de junho quando comparados a maio, aponta pesquisa do Instituto Fecomrcio de Estudos, Pesquisas e Desenvolvimento (IFEPD), em parceria com a Confederao Nacional do Comrcio de Bens e Servios (CNC).

    ... O ndice de Endividamento do Consumidor (IEC) entre os meses de maio e junho caiu pela quinta vez no ano, passando de 63,1% dos entrevistados para 62,4%, uma variao de 1,1%.

    ... Em relao ao mesmo perodo de 2014, aconteceu uma queda de 14%, demonstrando em 12 meses que o resultado muito favorvel. Na mdia, 2015 registrou 63% de taxa de endividamento, contra 67,3% verificada em 2014.

    ... A Prefeitura de Arapiraca, por meio da Secretaria Municipal de Obras e Viao (Semov) e da Superintendncia Municipal de Transportes e Trnsito (SMTT), colocou calamento e sinalizou a Rua Professora Amlia Fragoso, no Centro da cidade. Os servios de sinalizao vertical foram concludos na manh de quarta-feira (8).

    ... As melhorias na via, perpendicular Rua Boa Vista, que d acesso a residncias, comrcios e ao depsito de um supermercado na rea central, fazem parte do Plano Municipal de Circulao, Mobilidade e Acessibilidade de Arapiraca. O plano prev intervenes de obras no trnsito e na infraestrutura da cidade para garantir o direito de ir e vir do cidado arapiraquense.

  • Energia renovvel pode ser alternativa para o campoIniciativa est sendo debatida no mbito governamental com a Pure Energy

    Preocupado em criar uma soluo que pos-sa atender as pessoas da regio do Semirido de Alagoas e assim aumentar o nmero de emprego no cam-po, o secretrio de Estado do Trabalho e Emprego, Rafael Brito, vem dialogando com os secretrios de Meio Am-biente e Recursos Hdricos, Alexandre Ayres; e da Agri-cultura, lvaro Vasconcelos.

    Uma das alternativas discutidas o fortalecimen-to do processo de irrigao na agricultura familiar por meio de bombas movidas energia solar. Essa tec-nologia foi apresentada a diretoria da Secretaria de Trabalho pela Pure Energy, empresa especializada em sistema de energias renov-veis, como foco na energia fotovoltaica.

    Na oportunidade, foram demonstradas algumas op-es de kits de placas solar com bombas que podem cap-tar gua de poo, aude ou do prprio Canal do Serto. O intuito, sobretudo, de melhorar a produtividade da rea cultivada.

    Considerando interes-sante a proposta da utiliza-o da energia renovvel na perspectiva de estimular a agriculta familiar e assegu-rar a permanncia do ho-mem no campo, Rafael Brito ressaltou que ir, junto com os demais secretrios envol-vidos, configurar um projeto que seja viabilizado pelo Go-verno de Alagoas.

    Proposta tem por objetivo fortalecer a agricultura familiar e criar novas oportunidades na rea energtica

    EM TODO BRASILBraskem a quarta empresa mais inovadora A Braskem, maior petroqumica das Amricas e lder mundial na produo de biopolmeros, foi eleita a quarta empresa mais inovadora do pas segundo o Anurio Inovao Brasil, ranking elaborado pelo jornal Valor Econmico e pela consultoria Strategy&. Com 260 pesquisas em desenvolvimento e, aproximadamente, R$ 232 milhes investidos em inovao no ltimo ano, a companhia destaque pelos diferenciais trazidos ao mercado, como o plstico de origem renovvel, e aportes em centros de tecnologias, um deles localizado nos Estados Unidos. Alm disso, os 851 depsitos de patentes no Brasil e no exterior e as parcerias com instituies de ensino e outras empresas garantiram a presena da petroqumica na lista divulgada nesta tera-feira (07). Em 2014, a Braskem j havia sido reconhecida como uma das 50 empresas mais inovadoras do mundo, segundo a revista norte-americana Fast Company.

    etjornalista@gmail.com

    MACEI - QUINTA-FEIRA, 9 DE JULHO DE 2015ECONOMIA14 TRIBUNAINDEPENDENTE

    Viosa

    A vereadora por Viosa, Micheline Fernandes (PV), coordenadora da UVEAL-Mulher, visitou nesta quarta-feira, a presidente interina do Tribunal de Contas do Estado de Alagoas, Rosa Maria Ribeiro de Albuquerque, homenageando a primeira mulher a assumir a presidncia do TCE/AL. Na ocasio, a vereadora destacou que de grande importncia fortalecer o relacionamento entre o Tribunal e a Unio dos Vereadores do Estado de Alagoas.

    FPM em cenaA expectativa grande em Alagoas por parte dos prefeitos, quanto situao daqui pra frente, sobre o valor do repasse do FPM. Esta semana dirigentes da Confederao Nacional dos Municpios foram recebidos pelo ministro da Aviao Civil, Eliseu Padilha, que tem um papel de articulador do governo, juntamente com o vice-presidente da Repblica, Michel Temer. Padilha disse que ser um porta-voz dos municipalistas com o objetivo de se cumprir o acordo entre governo e movimento municipalista, referente elevao do Fundo de Participao dos Municpios (FPM).

    FPM em cena desgasteO presidente da CNM em exerccio, Glademir Aroldi, explicou ao ministro que o acordo foi 0,5% sobre 12 meses de arrecadao. O que daria pouco mais de R$ 1,9 bilho, a ser depositado amanh, dia 10 de julho. Mas o grande problema, que uma mudana no texto final diz que o repasse deve ser sobre apenas os seis primeiros meses deste ano. Isso reduz o valor pela metade, um desgaste para os prefeitos, alerta a CNM.

    CapelaA situao de cada municpio est muito sensvel! Temos que arcar com investimentos que no so nossos. O governo federal acaba-nos acorrentando com dvidas que no so oriundas de tal esfera. Esse descumprimento de 1% do FPM tirou toda quela boa expectativa criada por cada administrador. Administrar e manter as contas do municpio em dia tem sido cada vez mais uma misso complexa. Apesar de tudo, de todos os impasses, que no foram criados pelas Prefeituras, no podemos deixar de lutar pelo nosso povo. A populao deve estar em primeiro lugar, argumentou o prefeito de Capela, Eustaquinho Moreira, sobre o no cumprimento da presidenta Dilma, quando a elevao de 1% na receita do FPM para este ano.

    Cajueiro bronca A vice-prefeita de Cajueiro, Ana Cludia disse que nesta quarta-feira pela manh, foi ouvida pelo Ministrio Pblico de Alagoas na cidade de Capela, sobre o polmico caso de abuso de poder, cometido pela Prefeitura, quanto campanha eleitoral do candidato eleito Bruno Toledo para deputado estadual; filho da prefeita Lucila. Ana Cludia disse que ela e mais 11 funcionrias da rea de Sade, foram convocadas, a fim de prestar depoimento ao promotor de Justia, Edezilton Andrade. O MP dispe de um farto material de denncias por meio de gravaes de imagens e udio, contra a Prefeitura; onde comprova uma reunio entre os funcionrios da Sade, sendo manipulados para votar no candidato filho da prefeita, disse.

    Cajueiro perseguioEm Cajueiro a vice-prefeita Ana Cludia no anda se bicando com a titular, Lucila Toledo desde o comeo dessa gesto. Tudo comeou porque a prefeita Lucila afastou do comando do SAAE (servio de abastecimento de gua) o esposo de Ana Cludia. Eu estava fazendo durante cerca de um ano, um trabalho voluntrio como enfermeira num posto de sade da cidade, s que por questo de perseguio a prefeita me transferiu para a Serra do Mamo, que um povoado distante e de difcil acesso, cujo local de trabalho no oferece a menor condio de um profissional executar suas funes; tanto que s fiquei por l somente dois meses, disse a vice, ela que enfermeira concursada no municpio, mas que optou pelo salrio da poltica, onde fatura 10 mil por ms, correspondente ao dobro do outro cargo.

    ParipueiraA Prefeitura de Paripueira tomou uma deciso extrema: vai pagar em juzo o salrio de cerca de 120 servidores que foram admitidos sob judice, aps serem aprovados em um concurso pblico suspeito de ser fraudulento realizado no municpio em 2007.

    Matriz de CamaragibeNesta quinta-feira acontece a VII Conferncia Municipal de Sade. O evento este ano traz como tema: Sade pblica de qualidade, para cuidar bem das pessoas; direito do povo brasileiro. A secretria de Sade, Nilza Malta espera, assim como o prefeito Marcos Paulo, o Marquinhos, que a Conferncia seja bastante proveitosa, e que todos os participantes possam interagir de forma engrandecedora, a fim de que o povo do municpio quem possa sair ganhando no final dessa histria.

    gua de pooA Codevasf est alertando aos 19 prefeitos dos municpios que foram contemplados com o Sistema Simplificado de Abastecimento, que eles tm at o ltimo dia desse ms, para apresentar toda documentao exigida do projeto. O sistema consiste em captar a gua, a partir de um manancial subterrneo ou superficial como, por exemplo, um poo ou um aude e distribuir essa gua por meio de uma rede adutora levando-a at as habitaes ou chafarizes implantados em pontos de fcil acesso comunidade.

    Santana do IpanemaNa segunda-feira, por consequncia da crise no transporte escolar, foi que estudantes das trs escolas mantidas pelo Estado l em Santana, realizam um grande protesto. Eles reivindicam providncias por parte do governo alagoano, para regularizao do pagamento dos transportadores de alunos da rede estadual. Aps a conversa com a Coordenadora Regional de Ensino os estudantes foram at a promotoria onde entregaram um abaixo-assinado contendo 481 assinaturas.

    Nossa inteno am-pliar a oportunidade no cam-po, j que a agricultura fa-miliar emprega muita gente. Alm de melhorar a renda da famlia, o setor tem contribu-do na contratao de outros profissionais. Isso, certa-

    mente, vai transformando a vida da regio, declarou o secretrio do Trabalho.

    Participaram da reunio, o secretrio Rafael Brito, os superintendentes de quali-ficao profissional, Svio Carnaba e de Relao do

    Trabalho e Emprego, Flvio Dria e as representantes da Pure Energy, Mariana Seabra (diretora adminis-trativa), Michelly Chaves (gerente comercial) e Nat-lia Rodrigues (assessoria da diretoria).

  • ESPORTES 15 TRIBUNAINDEPENDENTE MACEI - QUINTA-FEIRA, 9 DE JULHO DE 2015

    Corinthians enfrenta hoje o Atltico-PREm busca de padro, Tite deve ter sequncia indita no Timo em 2015 e repetir escalao pelo terceiro jogo

    Pela 12 rodada do Campeonato Brasilei-ro, Corinthians e Atl-tico-PR se enfrentam hoje s 19h30, na Arena. Enquanto o tcnico Tite volta a contar com uma regularidade na equipe, podendo escalar o mesmo time pela terceira vez consecutiva, Milton Mendes, tcnico do adversrio, sofre de baixas em seu elenco.

    O Atltico-PR, em uma boa campanha apresentada na competio nacional at o momento, est logo atrs do Corinthians na tabela de classificao. Com 19 pontos e na 6 posio, o advers-rio, porm, no poder con-tar com o atacante Walter, o gordinho, contra o Timo.

    Como foi expulso na derrota do time do Paran contra o Cruzeiro, Walter cumpre suspenso. Com o jo-gador, o aproveitamento fora de casa de apenas 20%, sem ele, Milton Mendes ter de se

    esforar para manter o bom desempenho como visitante, ainda mais na Arena Corin-thians, temida por muitos adversrios. Desde sua inau-gurao, a Arena Alvinegra nunca recebeu uma partida entre Timo e Atltico-PR.

    Alm de Walter, outro atacante tambm ser des-falque contra o Corinthians. derson, que voltou recente-mente de um emprstimo ao Al Wasl, dos Emirados ra-bes, foi vendido ao Kashiwa Reysol, do Japo, e no joga-r nesta quinta-feira. O Co-rinthians, por sua vez, no tem desfalques em sua equi-pe, e deve ir a campo com: Cssio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Bruno Henrique; Ja-dson, Elias, Renato Augusto e Malcom; Vagner Love.

    Quanto mais o time joga junto, mais ganha confian-a. Manter essa sequncia importante. Acredito que estamos encontrando nossa

    maneira de jogar e retoman-do aquele bom padro que tnhamos no incio do ano, afirmou o volante Bruno Henrique.

    O Corinthians tinha mes-mo um padro definido e um alto rendimento nos primei-ros meses de 2015. O elenco vasto que Tite tinha dis-posio, porm, fez o tcnico implantar um rodzio entre Campeonato Paulista e Taa Libertadores. Assim, nunca repetiu a escalao por mais de duas partidas.

    Com elenco um pouco mais curto, as opes tam-bm diminuram. Por isso, Tite s deve mudar a equi-pe se tiver problemas com leses ou suspenses. O co-mandante e sua comisso tcnica esto satisfeitos com o desempenho, que tem cres-cido nos ltimos jogos. Com 20 pontos, o Timo o quinto colocado na tabela do Cam-peonato Brasileiro. Atltico-PR tem boa campanha apresentada na competio e encara o embalado Corinthians hoje

    Dana White disse que Jos Aldo deixou de ganhar US$ 4 milhes por ter sado da luta

    Fluminense e Cruzeiro se enfrentam hoje s 21h no Maracan

    Jogadores esperam que a presidente possa dar sano MP

    TERRA

    TERRA

    UOL

    TERRA

    UFC 189

    Se lutasse, Aldo ganharia mais de R$ 12 milhes

    Que Jos Aldo ganharia uma fortuna com o combate contra Conor McGregor, no UFC 189, isso j era sabido, mas Dana White revelou os nmeros no The Rusillo Show. Segundo o presiden-te do Ultimate, o campeo dos pesos-penas iria faturar nmeros prximos de US$ 4 milhes (cerca de R$ 12,8 milhes). Entretanto, des-ta vez Dana afirmou que o brasileiro lutaria se tivesse condies para isso. Ele de-clarou ter visto o vdeo do momento em que Alcides Nunes acertou um chute ro-dado em Aldo, causando a fratura em sua costela que o tirou do evento e fez Chad Mendes ser escalado para encarar o irlands pelo t-

    tulo interino da diviso at 66kg.

    uma loucura porque na verdade eu vi o vdeo. Ele atingido com um chu-te giratrio. O que louco algum dar esse golpe duas semanas antes da luta dele. Ele deixou de fazer muito di-nheiro. Se ele pudesse lutar, teria lutado. Foram milhes de dlares. Provavelmente ele ganharia perto de US$ 4 milhes, disse.

    A sada de Aldo do card do UFC 189, todavia, no desa-nimou Dana White, que vol-tou a dizer que as vendas de ingressos no param e que a renda ser a maior da his-tria do MMA nos Estados Unidos, ultrapassando US$ 7 milhes.

    BRASILEIRO

    Fluminense ter desfalques para encarar o Cruzeiro no Maracan

    EM BRASLIA

    CBF celebra a aprovao da MP do Futebol na Cmara dos Deputados

    Em pouco tempo, o Flumi-nense perdeu Kenedy, que vai jogar no Chelsea, Wag-ner, que est malas prontas para atuar pelo Tianjin Teda, da China, e no poder con-tar por cerca de dois meses com Vincius, que fraturou um dedo do p esquerdo. Contra o Cruzeiro, hoje s 21h, no Maracan, a lista maior. Edson est suspenso e Giovanni dvida por causa de uma pancada que levou na perna direita.

    Apesar da grande quanti-dade de problemas com atle-tas importantes, o discurso

    nas Laranjeiras de que o time precisa se reinventar e permanecer forte para no perder espao no G-4. O golei-ro Diego Cavalieri comentou sobre as sadas de Kenedy e Wagner e disse que exis-te a necessidade de o Flu se reforar, principalmente no meio de campo. No ataque, Osvaldo e Wellington Paulis-ta esto na iminncia de ser anunciados.

    O jogo contra o Cruzeiro ser uma grande prova de fogo para o Tricolor. Apesar de o adversrio no viver um momento to bom quanto nas

    duas ltimas edies, Cava-lieri no acredita que o Flu entre em campo na quinta--feira com o status de grande favorito, apesar de estar me-lhor classificado e jogar em casa.

    Estamos falando do cruzei-ro bicampeo brasileiro. No tem jogo fcil. Obrigao que temos de ir para campo e fa-zer nosso melhor, tentar fazer valer o fator casa com o apoio da torcida. No tem como colocar 100% da responsabi-lidade no Fluminense, mas vamos fazer de tudo para per-manecer no G-4, disse.

    A Confederao Brasilei-ra de Futebol (CBF) emitiu um comunicado ontem des-tacando a importncia da aprovao da MP do Futebol pelo Plenrio da Cmara dos Deputados, em sesso realizada na noite da ltima tera-feira.

    Segundo o texto, a Medida Provisria representa uma grande vitria do futebol brasileiro, permitindo que os clubes parcelem as suas dvidas com a Unio. A nota ressalta que todas as con-trapartidas previstas so

    viveis e necessrias para a evoluo do esporte, benefi-ciando todos os profissionais do futebol e respeitando os ideias democrticos da Constituio Federal. Ape-sar do avano, o presidente do Atltico-MG, Daniel Ne-pomuceno, acredita que al-guns pontos ainda tero de ser debatidos como as Cer-tides Negativas de Dbito (CNDs).

    Acho que foi um avano a medida provisria, alguns pontos tero de ser rediscu-tidos ainda, depois que pas-

    sar pela Presidncia, como as CNDs. Mas o importan-te era sair da casa legisla-tiva, porque o prazo para ser apreciada at 17 de julho. Por ser derivado de uma Medida Provisria, que tem prazo de 120 dias para tramitao no Congresso, o agora PLV precisa ser total-mente aprovado at o dia 17 de julho para ser remetido sano da presidente Dilma Rousseff e se transformar definitivamente em lei. Do contrrio, perder a valida-de.

    BBADO?

    Neymar lamenta vdeo vazado na net

    Neymar foi alvo de pol-mica nos ltimos dias devi-do ao vazamento na internet de um vdeo, com imagens de uma festa junina orga-nizada pelo atacante em sua casa, na ltima sexta--feira. Ao participar de um evento de seu instituto e da Associao de Assistncia Criana Deficiente (AACD), em Praia Grande (SP), o atacante lamentou a di-vulgao das imagens, nas quais aparece supostamente alcoolizado, reclamando da falta de privacidade dentro da prpria casa e dizendo que foi alvo de falta de sor-te.

    complicado, voc no pode nem ficar vontade nem na sua casa. Hoje em dia est ficando cada vez pior. Foi uma falta de sorte ter convidado uma pessoa nada a ver. Mas no vejo problema nenhum, estou de frias, estava com minha famlia, meus amigos. E al-guns amigos, entre aspas, mas acabou vazando. Faz parte, disse o jogador.

    De frias no Brasil, Ney-mar afirmou ainda que no entrou em contato com a di-retoria do Santos por causa dos problemas envolvendo a sua transferncia para o Barcelona. O Peixe entrou com ao na Fifa, pedindo a reviso dos valores, e acusa o jogador e o clube espanhol de irregularidades.

    - No e nem quero. No conversei com eles e no es-tou a fim de conversar.

    O atacante comentou ain-da a suspenso por quatro jogos, recebida aps a se-gunda partida do Brasil na Copa Amrica, a derrota para a Colmbia por 1 a 0. Como a Seleo fez ape-nas mais duas partidas no torneio, ainda faltam mais duas para Neymar voltar a atuar. Mas a CBF vai tentar a reduo da pena.

    Espero que sim, espe-ro que eles consigam. No gosto de ficar fora, gosto de ficar jogando e espero jogar. A gente estava muito feliz, muito bem ali, porque um time bom. Eu pensava que a gente poderia chegar final. No chegamos, agora espero que a CBF consiga a redu-o, disse Neymar.

    A tabela das eliminatrias ser sorteada em So Peter-sburgo, na Rssia (pas-sede da Copa de 2018), no dia 25 de julho. A competio co-mea em outubro deste ano e acaba em novembro de 2017.

  • MACEI - QUINTA-FEIRA, 9 DE JULHO DE 2015ESPORTES16 TRIBUNAINDEPENDENTE

    EsportesConfederao Brasileira de Futebol define a arbitragem para CRB e LuverdenseA Confederao Brasileira de Futebol (CBF) definiu a arbitragem para a par-tida entre CRB e Luverdense, sbado, s 16h30, no Estdio Rei Pel, pela 12 rodada do Campeonato Brasileiro da Srie B. O dono do apito ser Paulo Srgio Santos Moreira (CBF-MA). Os assistentes sero Srgio Campelo Gomes, tam-bm do Maranho, e Bruno Csar Chaves Vieira, de Pernambuco. O alagoano Charles Herbet, fica como quarto rbitro. Na rodada dessa tera-feira, Paulo Srgio atual como quarto rbitro na vitria do Sampaio Corra sobre o Luverdense por 3 a 1. Como rbitro central, ele coman-dou a partida entre Fortaleza e Amrica-RN, domingo passado.

    Sob presso, CRB treina no Rei PelTcnico ter que achar substituto de Z Carlos para o ataque; presidente exige vitria sbado contra o Luverdense

    Empate em casa nos acrscimos (1x1 com Boa Esporte). Der-rota fora de casa aps fa-zer gol e ter um jogador a mais (2x1 com santa Cruz). A presso est grande no CRB. Ontem quando oa de-legao chegou de Recife j fez treinamento e teve reu-nio dos atletas com o pre-sidente Marcos Barbosa.

    No aceito a postura mostrada nos ltimos jogos e se no acontecer a vitria neste sbado vou comear a atrasar os salrios, disse o presidente.

    EM CAMPONeste sbado s 16h30 o

    Galo encara o Luverdense. O time conta com a volta do volante Olvio e do lateral esquerdo Gleidson. Ambos cumpriram suspenso. O atacante Z Carlos est fora por ter tomado o terceiro carto amarelo. Daniel Cruz e Isac brigam pela posio.

    Recm contratados, o meia Danilo Bueno, j regu-larizado, e o meia argentino Caete vivem a expectati-

    va de jogar. O meia Grson Magro se recuperou de leso na coxa. Ainda nesta semana a diretoria do CRB deve anunciar a contratao de um lateral-direito,

    PROMOO Os ingressos para CRB

    e Luverdense comeam a ser vendidos hoje em todos os pontos tradicionais. Os preos so R$ 20 para ar-quibancada baixa, R$ 30 para arquibancada alta e R$ 50 para cadeira especial. A promoo ser para as mu-lheres que pagaro R$ 10.

    Os pontos so: Arena das Torcidas (Av. Amlia Rosa e Shopping Farol), sede das torcidas Galo Chopp (Pa-juara), Garra Alvirrubra (Salvador Lyra) e Coman-do Alvirrubro (Jaragu), Confraria do Rei (Santo Eduardo), lojas Poly Sport (Centro, Macei Shopping e Ptio Macei), Bar do Car-lo (Trapiche), Loja Grande Torcedor (Hiper Jatica), Mercadinho J.Tigre (Vergel) e Saras Presentes (Extra Mangabeiras).

    Daniel Cruz e Isac disputam a vaga de Z Carlos no setor de ataque do CRB para o jogo deste sbado com o time do Luverdense

    Catanha deve ser adversrio de Rafael Tenrio na eleio do CSA

    ASCOM CRB

    DIVULGAO

    ELEIES

    CSA encerra sexta inscries de chapas para presidncia

    Termina amanh (sexta--feira) s 18h o prazo para inscries de chapas para presidncia do CSA. Ontem a movimentao de conse-lheiros e possveis inten-grantes de chapas foi grande no Mutange, com a entrega dos documentos exigidos no edital publicado na ltima tera-feira. Todos eles liga-dos ao empresrio Rafael Tenrio. O jornalista e ra-dialista Jorge Moraes apa-receu para pegar informa-es mas no voltou atrs da deciso de no participar do pleito. Ele at disse que poderia compor a chapa do ex-jogador Catanha, que tambm no foi oficializada.

    O Catanha me convidou para fazer parte da chapa dele e ser o vice-presidente

    financeiro. No dei a respos-ta. Ele vai manter a chapa e coloquei disposio dele os nomes que consegui con-firmar para minha chapa, explicou Jorge.

    Alm de eleger o futuro presidente do CSA para o binio 2016/2017, os conse-lheiros e scios adimplentes do clube marujo tambm iro eleger o futuro presi-dente e vice-presidente do Conselho Deliberativo do Azulo. A eleio est mar-cada para 14 de julho, no Mutange. O vice de patri-monio Raniel Holanda disse acreditar que apesar da pos-sibilidade de demais nomes se candidatarem, as propos-tas da chapa encabeada por Rafael Tenrio sero de maior ajuda ao CSA.

    MOGI MIRIM

    Rivaldo volta a jogar e deixa a presidncia

    Um dia aps voltar ao fu-tebol profissional, Rivaldo Ferreira deu o primeiro passo para se afastar de vez do Mogi Mirim. Ontem o presidente do clube convocou uma Assem-bleia Geral Extraordinria, atravs de publicao oficial, para daqui a uma semana, na qual vai anunciar sua renn-cia ao cargo, bem como a sada de quase todos os membros da atual diretoria executiva do Sapo. Independentemente da deciso, ele garantiu que vai permanecer jogando pelo time at o fim da temporada, quan-do se encerra seu contrato.

    O prximo passo de Ri-valdo, aps a Assembleia, anunciar a venda do Mogi Mirim. Horas antes de en-trar em campo aps 16 meses sem jogar profissionalmen-te, o pentacampeo mundial se reuniu com um grupo de empresrios portugueses que atuam diretamente com fu-tebol e praticamente bateu o martelo para se desfazer do clube depois de negociar por alguns meses. No mes-mo dia em que vai renunciar ao cargo, o mandatrio ainda pretende apresentar os no-vos donos e responsveis em assumir o comando do Sapo aps eleio.

    A esposa de Rivaldo e atual vice-presidente, Elisa Kaminski Ferreira, o filho e presidente do Conselho De-liberativo, Rivaldo Jnior tambm deixaram seus car-gos. O mandato do novo pre-sidente e vice ser cumprido at 31 de dezembro de 2015. Aps essa data, o pentacam-peo no ter mais qualquer ligao diretiva com o Sapo, uma vez que a Assembleia vai conceder o ttulo de scio be-nemrito ao atual presidente do Mogi.

  • DIVERSO&ARTE 1 TRIBUNAINDEPENDENTE

    E o que vocs faro depois de Intoc-veis? A questo se repetiu como uma assombrao cente-nas de milhares de vezes nos ltimos trs anos para ric Toledano e Oli-vier Nakache, diretores em 2011 do maior blockbuster do cinema francs ao conquistar mais de 50 milhes de espectadores no mundo encerrando mais de uma dcada de reinado de O fabuloso destino de Amlie Pou-lain (de Jean-Pierre Jeunet, 2001). A esperada resposta para a insistente pergunta estreou nas telas da Frana na semana passada: Samba.

    Apesar do ttulo, as referncias brasileiras presentes no novo filme da consagrada dupla francesa ocupam as entrelinhas. Samba Ciss, interpre-tado por Omar Sy em sua quinta colaborao com os diretores , um imigrante senegals, h dez anos na Frana, ameaado de expulso do pas. No centro de deteno para imigrantes ilegais, conhece Alice, personagem vivida por Charlotte Gainsbourg, uma executiva com dile-mas existenciais e em licena mdica devido a uma crise de burnout es-

    tresse no trabalho , atuando como voluntria numa ONG. A aproxima-o do improvvel casal, de universos e problemas distintos, o centro da trama, completada pelos atores Tahar Rahim e Izia Higelin.

    A ideia original era construir um roteiro em torno do sofrimento no trabalho. O encontro com a escrito-ra Delphine Coulin, autora do livro Samba pour la France (Samba para a Frana, editora Seuil, a ser lanado no Brasil junto ao filme, em junho de 2015, pela editora Paralela), que nar-ra as desventuras de um imigrante do Mali, alterou os rumos da histria.

    ric Toledano conta que as pes-quisas iniciais feitas junto a Olivier Nakache sobre o sentido da existncia no despertar cotidiano dos indivduos para o trabalho coincidiram com o tema abordado no livro de Delphine Coulin, inspirado na experincia pes-soal da autora na Cimade, associao francesa em defesa dos direitos de imigrantes e refugiados.

    H os cidados que se questionam sobre seu trabalho dirio, sofrem (o que leva ao burnout), e os imigrantes, que desejam encontrar qualquer ocu-pao, porque precisam comer, enviar

    dinheiro para seus familiares no pas de origem. Ns conectamos os dois temas, explica Toledano.

    A dupla surpreendeu parte do pblico e da crtica ao optar por tratar da imigrao, tema polmico e fonte de acirrados debates sempre que evocado no pas. Toledano defende a escolha:

    No um filme poltico. Nenhum pas encontrou soluo para essa questo, e no seramos ns que iramos faz-lo. Mas penso que importante falar de certos temas da sociedade, no deixar tabus, e tam-bm rir deles, desdramatiz-los, diz o diretor, cujos pais so originrios da Espanha e do Marrocos (Nakache tem ascendncia argelina).

    Toledano e Nakache assumem a definio de comdia social para o seu cinema, e afirmam que aps o sucesso planetrio de Intocveis, apesar da presso e das expectativas, se sentiram mais livres para correr riscos.

    Nossa influncia vem da comdia social italiana, que tinha por objetivo misturar temas graves com muito humor. uma mescla de gneros que pode no agradar a todos, mas s vezes a realidade pode ser dura e

    engraada ao mesmo tempo, assim que ns vemos as coisas. algo mais latino, e mais italiano e tambm brasileiro, do que francs, afirma Toledano.

    O Brasil entra no filme pela trilha sonora Take it easy my brother Charles, de Jorge Ben, e Palco, de Gilberto Gil , por uma frase pro-nunciada em portugus pela Alice de Charlotte Gainsbourg (sobre seu estgio de fim de curso em So Paulo) e via o personagem Wilson, de Tahar Rahim, um argelino que se faz passar por brasileiro para facilitar a acei-tao junto aos franceses e tambm para abordar as mulheres.

    Sempre fomos muito fs da msi-ca brasileira, e fazia tempo que bus-cvamos uma forma de inclu-la em um de nossos filmes. E em associaes onde fomos pesquisar, encontramos imigrantes que nos diziam que na Frana duro ser argelino, por exem-plo, e que para encontrar trabalho ou paquerar as jovens o brasileiro possui um lado mais extico e mais sedutor em sua personalidade, conta Toleda-no, que pretende viajar com Nakache para o lanamento do filme no Brasil, previsto para 2015.

    O ator Jeff Goldblum publicou em sua pgina no Facebook um teaser de Independence Day: Resurgence, sequncia de Independence Day, filme de 1996. O vdeo destaca que Ns estamos lutando por nosso direito de viver, de existir. A trama ir acompanhar uma catstrofe em nvel global. Os humanos criaram um mega sistema de defesa utilizando tecnologia aliengena recuperada, mas ningum esperava que nada poderia combater uma fora avassaladora e sem precedentes dos aliengenas. Nada, apenas os homens e mulheres valentes do planeta. Alm de Jeff Goldblum, o elenco conta com Vivica A. Fox, Bill Pullman, Liam Hemsworth, William Fichtner, Maika Monroe, Charlotte Gainsbourg e Jessie Usher. A direo de Roland Emmerich, enquanto o roteiro de Carter Blanchard.

    Jeff Goldblum divulga teaser de Independence Day: Resurgence

    MACEI - QUINTA-FEIRA, 9 DE JULHO DE 2015

    Na comdia francesa Em Samba, em cartaz no Cine

    Arte Pajuara, o diretor ric Toledano e Olivier Nakache fazem sutis referncias ao Brasil, como

    msicas e frase em portugus

    FRANCS BRASILEIRA

  • DIVERSO&ARTE2 TRIBUNAINDEPENDENTEMACEI - QUINTA-FEIRA, 9 DE JULHO DE 2015

    8 Baixos

    SETE VIDASVicente fica desconfortvel ao flagrar momento de emoo entre Lgia e Vicente. Eriberto agradece a Esther por conversa reveladora.Lgia confessa a Irene que difcil ficar longe de Miguel. Elisa vai parar no hospital aps passar mal por causa de remdio moderador de apetite. Z Renato e Esther se acertam. Isabel pede a Lus um tempo para pen-sar. Caio procura Irene e eles reatam. Famlia 251 se rene para aniversrio de Pedro e Laila briga com Miguel. Lgia consola Miguel com um abrao e Vicente observa de longe. Vicente tem exploso de raiva e desiste do relacionamento com Lgia. Lgia procura Miguel e eles se beijam.

    I LOVE PARAISPOLISDanda revela a Patrcia que namorada de Lindomar. Mari comenta com Eva que receia que Jvai e Grego entrem em conflito na disputa pelo comando de Paraispolis. Janice d doces aos filhos de Soraya, para conquistar as crianas. Com a ajuda de Grego e Ximena, Janice apresenta referncias de trabalho falsas para Soraya. Raul comenta com Gabo que h um traidor na equipe de Grego. Paulucha vai at a casa de Soraya para devolver o cheque que Izabelita lhe deu e, ao abrir sua bolsa, percebe que foi roubada.

    BABILNIACom a ajuda de Carlos Alberto, Diogo consegue vencer o assaltante. Regina desconfia do relgio de Diogo.Vincius revela a Murilo que Wolnei est detido. Clvis e Norberto descobrem que rsula av de Gabi. Osvaldo jura vingana contra Clvis e Valeska. Wolnei confessa a Vincius que foi a Jatob a mando de Murilo. Hel seduz Aderbal. Teresa inicia sua ao contra a prefeitura de Jatob. Diogo e Beatriz sonham com um futuro. Vincius procura Murilo.

    OS DEZ MANDAMENTOSMoiss e Zpora dormem juntos pela primeira vez. Empolgados, Adira e Menahem j pensam em se casar. Muitos anos se passam e Zpora se diverte com Moiss, acompanhada dos filhos. Zpora reencontra Adira e conta que estava com saudades. Calebe percebe que Oseias se chateou ao ficar de frente com o assassino do pai dele. Aro chega pedreira e se impressiona com as pssimas condies de trabalho. NIta-mar fica feliz ao reencontrar Oseias e conhece Calebe. Oseias salva Ana de ser ferida por um objeto da obra, deixando-a assustada.

    GLOBO 18h

    RESUMO DE NOVELAS

    GLOBO 19h GLOBO 21h RECORD 21h

    FALE CONOSCO - A Agenda um servio gratuito de orientao ao leitor. Os interessados em divulgar eventos, shows e exposies podem enviar material atravs do endereo: tiagenda@hotmail.com

    Juntos Considerados cones da msica romntica no Pas, Fbio Jr. e Jos Augusto, desembarcam em Macei no dia 17 de Julho a partir das 20h, para uma noite que promete ser insesquecvel no Ginsio do Sesi. Com um repertrio marcado por grandes clssicos, os artistas prometem embalar o pblico com canes que marcaram geraes e fizeram histria na msica brasileira. Organi-zado pela CDR Entretenimento. Mesas: setor A R$700,00, setor B R$600,00, setor C R$500,00 (As mesas so para 4 pessoas). Camarotes A e B (com capacidade para 6 pessoas) R$1000,00 (Podendo escolher entre uma garrafa de usque Johnnie Red, duas garrafas de Champagne Sal-ton ou duas garrafas de vodka Sminorff).Ingres-sos individuais R$50,00 e R$25,00 meia entrada. Vendas: Loja Abuela, ticas Diniz, Acesso Vip, Folia Brasil e Viva Alagoas. Mais informaes pelo: (82) 3025-3759.

    Stand up O comediante Maurcio Meirelles subir ao palco do Teatro Gustavo Leite com seu novo stand up, No leve a srio 2 + facebullying. Considerado um dos principais nomes do gnero nacional, du-rante 80 minutos Meirelles fala, analisa e comenta os mais diversos assuntos: de relacionamentos a um simples jogo de xadrez. Dia 12 de Julho. Local: Teatro Gustavo Leite Centro de Con-venes de Macei, s 20h. Ingressos: R$ 40,00 (meia) e R$ 80,00 (inteira). Ponto de Vendas: Casa das Tintas ( Farol - Av. Fernandes Lima, 2229 e Ponta Verde Av. Dep. Jos Lages, 897) Loja Alethia (Macei Shopping trreo e Parque Shopping 1 andar). Mais informaes: 82 3235- 5301 / 3317-0865 / 99928-8675 / info@suechamusca.com.br / @suechamuscoficial

    Mix BrasilA 23 edio do Festival Mix Brasil de Cul-tura da Diversidade est com inscries abertas. Caracterizado como o maior evento sobre a diversidade sexual da Amrica Latina, atua desde 1993 no Brasil, trazendo destaques da produo cinematogrfica do gnero de dezenas de festivais em todo o mundo. Podem ser inscritos vdeos de curta e longa-metragem, nacionais e internacionais, relacionados com a sexuali-dade humana e suas formas de expresso. As exibies acontecem em So Paulo, entre 11 e 22 de novem-bro. Em 2014, mais de 52 mil pessoas assistiram s produes. Inscries para o 23 Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade at 31 de agosto, no link https://filmmakers.festhome.com/f/680.

    Samba AlagoasO maior evento do gnero no Estado, que no dia 26 de setembro realiza sua 3 edio, em Macei. Com uma estrutura grandiosa, o festival ter 12 horas de programao musical e atraes nacionais como Belo, Pricles e Harmonia do Samba. As vendas esto sendo realiza-das no Maikai, Acesso Vip (Parque Shopping), Folia Brasil (GBarbosa Stella Maris) e Viva Alagoas (Macei Shopping). Como os grandes festivais, a Cidade do Samba ter vrios ambientes pensados para proporcionar uma experincia inesquecvel. Sero dois palcos, praa de alimentao com grande diversidade de opes e algumas surpresas que o pblico ir descobrir em breve por meio das redes sociais oficiais do evento. Mais informaes sobre o Samba Alagoas 2015 podem ser solicitadas pelo telefone (82) 98116-7057, no Facebook (/SambaAla-goas) ou Instagram (@sambaalagoas) oficiais.

    Mostra Curta Alagoas Dando continuidade a programao cultural e cinematogrfica, o Sesc Alagoas, que tm como um dos objetivos levar cultura ao seu pblico, exibir quatro pelculas genuinamente da terra, na Mostra Curta Alagoas do ms de julho. No dia 16/07, s 19h, o Teatro Jofre Soares, na Unidade Sesc Centro, ser pal-co dos filmes, Banks, Entre Cus, Flamor e Os ratos no descansavam. Entrada Franca. Mais informa-es: 3326-3133

    Quintas no PooO Projeto Quintas no Poo vol-ta as suas atividades, aps uma pausa para os festejos juninos. E depois de muito forr e arrasta-p, nada melhor do que re-tornar a programao com um bom samba de raiz. Nesta edio o Gru-po Cai Dentro far uma homena-gem ao grande compositor e cantor, Cartola. Dia 30/07, s 19h30, na Unidade Sesc Poo. Acesso gratuito. Mais Informaes: 0800 284

    Ptio Musical com Guila GomesMais uma quinta-feira com gostinho de happy hour, no Shopping Ptio Macei. Neste dia 09 de julho, ser a vez do cantor Guila Gomes se apresentar na praa de alimentao do shopping, das 18h s 21h. Sempre presente na programao do Ptio Musical, o artista alagoano trar os sucessos da Msica Popular Brasileira (MPB) em um ambiente descontrado, seguro e con-fortvel para receber os amigos e familiares.

    Em comemorao ao centenrio do sanfoneiro alagoano Gerson Filho, a exposio O Rei dos 8 Baixos est aberta para visitao no Museu da Imagem e do Som de Alagoas. A mostra apresen-ta uma linha do tempo que conta a biografia do msico em paralelo ao que acontecia no cenrio musical do forr nas dcadas de 1920 a 1990. No local tambm possvel fazer fotografias com plaquinhas com trechos de canes. Elementos sertanejos e juninos decoram o espao. Expo-sio O Rei dos 8 Baixos. Misa (Jaragu). Aberta para visitao at o dia 31 de julho, das 8h s 17h. Informaes: (82) 3315- 7882.

  • DIVERSO&ARTE 3 TRIBUNAINDEPENDENTE

    TV TUDO

    PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

    Soluo

    www.coquetel.com.br Revistas COQUETEL

    BANCO 47

    CI

    POSROMANO

    NOMATAR

    CODLOUD

    CUPOMRGI

    RAPARUN

    SUIIARA

    ALOECAL

    CROSTA

    EIMPE

    MAOREX

    ACPRESA

    IRREALT

    ASESMOTO

    Submeter auma pro-va de car-go pblico

    O numeralque indica

    srie(Mat.)

    O perodode incioda IdadeMdia

    Quinto pre-ceito do

    Declogo(Bb.)

    Cartopara

    concorrera prmios

    Conceitobsico da navega-

    o

    Agente endurece-

    dor dovidro

    Antiga mquina de

    parquesgrficos

    O clculoisento de

    erros(Mat.)

    Determina;obriga

    Unidadede venda

    decigarros

    Carter doobjeto

    visto namiragemPessoasexmiasna avia-o (fig.)

    Certargua

    usada emdesenho

    Um dosveculos

    do rali Da-car (red.)

    OperaobancriaRuidoso,em ingls

    Cortarrente opelo de

    (?) generis:peculiar(latim)Planta

    medicinal

    Me-d'-gua (Folcl.)Nascido emAdis Abeba

    DentecaninoClcio

    (smbolo)

    Camada seca e durada superfcie do solo

    (?)-valia: fonte dolucro capitalista

    (?) Har-rison, atorMemria de micros

    Giros docorpo na

    dana

    Estados brasileiros envolvidos em polmi-ca sobre os imigran-tes haitianos (2014) Doena

    (?) de obras pblicas:so proibidas 3

    meses antes daseleies

    Registro de Imveis

    (sigla)Acha graa

    3/ram rex sui. 4/alo loud. 6/etope. 9/ps-romano. 13/so paulo e acre.

    FLVIO RICCO - colaborao: Jos Carlos Nery - www.twitter.com/flavioricco

    MACEI - QUINTA-FEIRA, 9 DE JULHO DE 2015

    AUTORES E EDITORAS

    At o dia 19 de agosto, escritores e editoras que tiveram romances pub-licados em 2014 podem se inscrever no Prmio So Paulo de Literatura.Inspirada no Booker Prize, a premi-ao concedida pela Secretaria de Estado da Cultura e oferece a maior remunerao do pas: R$ 400 mil, sendo R$ 200 mil para o melhor livro do ano e R$ 100 mil para mel-hor livro do ano de autor estreante um com mais e outro com menos de 40 anos. Para estreantes, vale quem publica pela primeira vez um romance, independentemente de j ter lanado obras de outros gneros (como poesia e reportagem, por exemplo).Os livros devem ser de fico, no gnero romance, escritos em portugs e com primeira edio brasileira. A novidade nesta oitava edio do prmio que o nmero de finalistas vai aumentar, com a quantidade total podendo chegar a 30 pessoas. Isso porque as subcat-egorias de autor estreante podem, cada uma, ter de duas a 10 obras na final.Criado em 2008, o Prmio So Paulo de Literatura j contemplou 16 romances, de mais de 1.200 inscritos, e tem o objetivo de estimular escritores e a leitura com a valorizao da produo literria nacional. Os ltimos vencedores do prmio foram Ana Luisa Escorel (Melhor livro do ano), com Anel de Vidro, Vernica Stigger (autor estreante acima de 40 anos), com Opisanie Swiata e Marcos Peres (autor estreante abaixo de 40 anos) com O evangelho segundo Hitler.O regulamento est disponvel no site www.premiosaopaulodeitera-tura.org.br.

    RIES - (21/3 a 19/4) Canalize suas energias no que possa contribuir com o seu crescimento. Voc estar motivado a conquistar o que julgava impossvel. Quem trabalha por conta prpria tam-bm no pode reclamar da sorte. Esta uma boa noite para resolver problemas.Nmero da Sorte: 27TOURO (20/4 a 20/5) Bom dia para aprofundar os seus conhecimentos, por isso quem pensa em voltar a estudar ? a hora essa! Atividades ligadas a informao, troca de ideias ou marketing devem deslanchar. Sua generosidade ser visvel.Nmero da Sorte: 26GMEOS (21/5 a 21/6) Jogue suas energias no trabalho e veja como seu

    humor melhora a olhos vistos. Nada vai cair do cu, mas em compensao tudo o que conseguir ser devidamente valorizado. No campo das finanas boas chances de acertar as contas antigas.Nmero da Sorte: 31CNCER (22/6 a 22/7) Um bom am-biente nos relacionamentos com amigos e familiares contribuir e reforar a sua boa disposio, assim como a confiana em si e nas suas capacidades pessoais. No deixe de aproveitar este perodo para se autoanalisar e proceder a algumas, possveis, correes na forma como se apresenta aos outros.Nmero da Sorte: 72LEO (23/7 a 22/8) Ser uma fase regular, no aspeto financeiro. Algumas

    dificuldades que possam surgir sero ultrapassadas. Para o fim deste perodo a situao tender a melhorar. Ser recomendvel que seja prudente.Nmero da Sorte: 59VIRGEM (23/8 a 22/9) No se isole nem se feche numa concha; viva e conviva. Tem amigos e familiares que gostam de si, com eles e com a sua ajuda conseguir ultrapassar este perodo, menos bom.Nmero da Sorte: 66LIBRA (23/9 a 22/10) Os assuntos relacionadas com dinheiro comeam a revelar tendncia para se equilibrarem; assim, naturalmente, comear a en-carar o futuro, imediato, de uma forma,

    muito mais, positiva. Nmero da Sorte: 23ESCORPIO (23/10 a 21/11) O seu ambiente profissional continua a ser motivo para alguma preocupao, da sua parte. Tente no levar os aconteci-mentos de uma forma to radical. Os tempos mudam e a necessidade de se adaptar a novas mentalidades tm constitudo o seu maior problema. No leve os seus assuntos profissionais para o lar.Nmero da Sorte: 67SAGITRIO (22/11 a 21/12) Gran-des mudanas, no aspeto profissional, podero caracterizar este perodo. As suas potencialidades estaro em alta e ver as suas qualidades serem reco-

    nhecidas, por colegas e superiores. No amor, algumas carncias podero ser satisfeitas por si. Nmero da Sorte: 68CAPRICRNIO (22/12 a 19/1) Com amigos e familiares tente ser mais aberto e resista ao desejo de manipular as pessoas. Procure, com toda a sere-nidade e honestidade, proceder a uma autoanlise forma como se relaciona e modifique o que tiver de ser modificado. No use um seu familiar para alcanar objetivos egocntricos. Economica-mente, as suas finanas caracterizam--se pela regularidade e no ser este aspeto que lhe levantar problemas. No sero aconselhveis, durante este perodo, investimentos e aplicaes de capital.

    Nmero da Sorte: 17AQURIO (20/1 a 18/2) A sua rela-o sentimental poder ser o centro de todos os seus problemas; seja realista e no se deixe abater por pensamen-tos que lhe reduziro as suas foras e capacidades. Dentro de si, poder aparecer uma pequena luz em relao a um futuro prximo.Nmero da Sorte: 18PEIXES (19/2 a 20/3) -Os seus rela-cionamentos de ordem social devero caracterizar-se por algum afastamento e poder, inclusivamente, sentir a necessi-dade de se isolar. Aproveite este perodo para se autoanalisar e tente corrigir alguns aspetos de ordem pessoal. No amor, fase de estabilidade.

    HORSCOPO

    Bate-rebate

    Cest fini

    Prmio So Paulo de Literatura abre inscries

    Operao salvamentoTudo caminha para Babilnia investir num quem matou? ou algo prximo disso na sua reta final. Ser mais uma tentativa de salvar alguma coisa em sua reta final, depois de inmeras outras frmulas buscadas. Investir no sus-pense, em cima da morte ou desaparecimento misterioso de um dos personagens, sempre vista como melhor e mais barato recurso para tentar minimizar o tamanho de todo e qualquer estrago. Esforo que na Globo j se admite fazer, no tanto por ela, Babilnia, mas j pensando em A Regra do Jogo, do Joo Emanuel Carneiro, que vem por a. H, e j grande a preocupao de no entregar a ele o horrio to derrubado, raramente passando a casa dos 30 pontos em So Paulo. Apenas como ressalva, aqui, quando se fala em casa de 30 pontos e em horrio derrubado, a referncia a Globo e o que ela costumeiramente registra com seus trabalhos das 9 da noite. Evidentemente o comparativo s vlido considerando novelas j exibidas no horrio. Porque Babilnia, mesmo combalida e sem sinais de reao, ainda se coloca entre as cinco maiores audincias de toda a TV e para todas as demais concorrentes tem nmeros de uma grandeza inalcanvel.

    Alexandre Nero j se destaca nas gravaes de A Regra do Jogo...... Agora, deixando o Imperador para trs, ele faz o inescrupuloso Romero Rmulo...... O personagem, segundo pessoas do bastidor da novela, parece que foi criado para o seu peso e altura.As chamadas de Alm da Vida esto funcionando de maneira positiva, especialmente pela boa qualidade que apresentam...... E todas elas se utilizando muito bem da voz do ator Milton Gonalves.Ao contrrio do SporTV, que vai muito forte para l, sem ter os direitos a Globo far apenas a cobertura jornalstica dos Jogos de Toronto...... Para l j seguiram os reprteres Edson Viana e Pedro Bassan.Em compensao, a Globo j est armando um plano de cobertura grandioso para a Olimpada do ano que vem...... Um trabalho que poder envolver, em vrios momentos, o seu prprio pessoal com a equipe do Sportv.No ar h quase dois meses, agora j possvel dizer que Herson Capri ganhou um papel em Babilnia. Antes tarde do que nunca.

    Comea a haver um movimento bem mais forte por parte de algumas emissoras da TV paga, em aumentar suas cargas de produo por aqui.Alm dos canais da Globosat, Discovery e Fox, entre outros, o TNT tambm j est se mexendo. Isso bom.Ento isso. Mas amanh tem mais. Tchau!

    Mudou...A srie Dois Irmos, dirigida por Luiz Fernando Carvalho e j gravada, dever ser exibida somente na temporada de 2016. Nela, Cau Reymond faz dois irmos gmeos que pegam vrias mulheres.

    ... Por causa deleA Globo tratou de empurrar a srie para o ano que vem, porque com isso evitar o conflito. Acontece que o mesmo Cau tambm ser um dos protagonistas de A Regra do Jogo, substituta de Babilnia, que estreia em agosto agora. A preocupao evitar a sua tripla exposio.

    Pingos nos isA Band informa que no h exagero na durao das edies do MasterChef. E que elas apenas obedecem to somente o formato original do programa. Alm do que, ainda segundo a emissora, a audincia tem crescido durante a sua exibio.

    Uma coisa...Dia desses, aqui se falou que a TV Pampa tirou um jornal do ar porque vendeu a faixa do meio-dia para a Igreja Universal. O dinheiro falou mais forte que o tradicionalismo. A dignidade e o respeito para com o pblico foram deixados de lado.

    ... E outraAgora, por que ser que a TV Pampa, afiliada da Rede TV!, no exibe para os seus telespectadores a programao esportiva que a cabea de rede tem nas tardes de sbado?Em seu lugar entram antigas reprises. Ser que existe alguma explicao?

    Muito por issoTambm por aqui foi dito, em nota do ltimo sbado, que o SBT tem em Santa Catarina a sua menor audincia de todos os estados. Investigando melhor a questo, acaba-se descobrindo que a recepo do seu sinal muito ruim. Da pior qualidade. S quem tem

    Como se explica? SBT, na tera, durante o Ratinho, exibido a partir das 22 horas, abriu apenas um intervalo s 22h14. Depois foi direto at os 14 minutos da quarta-feira. Algo que, antes de tudo, revela falta do que anunciar. Ou o programa no tem fora para isso ou o comercial da casa est pipocando violentamente. Duas horas direto derruba o caixa de qualquer emissora.

    Momentos decisivosA recproca, informa-se, tambm absolutamente verdadeira no interesse da Record em ter Zeca Camargo. Resta saber como isso ir se encaminhar a partir de agora. Lembrando sempre que o Zeca um nome que a Globo conta para o seu novo programa dos sbados, com estreia dia 8 de agosto.

    Superou o medo e a timidez Camila Queiroz, a Angel de Verdades Secretas, em um encontro com amigas, falou da sua dificuldade em tirar a roupa e fazer cenas de nu no comeo da novela. Mas, que hoje, superou esse medo e a timidez na boa. Tira de letra. E creditou muito disso

    Contratado acertadoA Eyeworks-Cuatro Cabezas est renovando contrato com a Bandeirantes por mais dois anos, o que assegura a exibio de produtos como CQC e A Liga, entre outros por igual perodo. No meio deles, j caminha a passos bem acelerados a realizao de um novo programa com Dan Stulbach.

    SurpreendeuFilho de Moacyr Franco, o msico Johnny Franco, que se apresentou no SuperStar com a banda The Moondogs, surpreendeu o pessoal da Cavern Club, na Inglaterra, que ficou mundialmente conhecido por ser o local inicial da carreira dos Beatles. Johnny estava cantando na pista, quando chamou a ateno e foi convidado para se apresentar no palco da casa. Disse que era do Brasil, soltou a voz durante 30 minutos e impressionou a todos. Atualmente na Holanda, ele j tem convite para voltar a cantar na Cavern Club.

    Rodrigo Lombardi e Alessandra Ambrosio

    esto entre os destaques do captulo desta quinta-

    -feira da novela Verdades Secretas na Globo. O

    empresrio convida a filha Giovanna (Agatha

    Moreira) para passar o final de semana na casa dele

    em Angra e pede que ela leve os amigos. Aps voltar

    de viagem, Samia acom-panha o namorado e eles

    passam os dias em famlia

    ESTEVAM AVELLAR/GLOBO

  • DIVERSO&ARTE4 TRIBUNAINDEPENDENTEMACEI - QUINTA-FEIRA, 9 DE JULHO DE 2015

    Aniversariante chic do ltimo dia 8, a executiva Silvia Cunha, gerente de Marketing do Macei Shopping tambm recebeu

    homenagens mil por mais um parabns. Parabns, Silvia, voc um ser especial!

    No ltimo dia 8 o conhecido e renomado mdico Jos Wanderley Neto tambm foi um aniversariante muito

    festejado da nossa sociedade. Foram muitas comemoraes em torno deste grande amigo. Parabns!

    TopNews aproveita esta quinta-feira para parabenizar esta grande empresria e grande dama chamada Mnica Casado,

    que no ltimo dia 8 foi uma aniversariante super especial. Parabns, amiga, felicidades mil para voc!

    FOTOS BY CHICO BRANDO

    Os verdadeiros vencedores na vida so pessoas que olham para cada situao com a esperana de poder resolv-la ou melhor-la

    Parabns, Silvia Cunha!

    No ltimo dia 8, a querida amiga Silvia Cunha, uma executiva top do top em nossa sociedade, foi uma aniversariante muito especial em nossa sociedade. Dona de uma beleza marcante, Silvia foi super homenageada por vrios segmentos em nosso mundo social e empresarial. frente da gerncia de marketing do Macei Shopping, realiza um trabalho grandioso no mais tradicional shopping da cidade. Silvia teve um dia de muitas emoes. TopNews aproveita a oportunidade para desejar felicidades a esta amiga querida que sempre merecer o nosso carinho e os nossos aplausos.

    Parabns, Mnica Casado!

    Outra aniversariante super vip que comemorou mais uma virada de calendrio foi a empresria ouro Mnica Casado, que no ltimo dia 8 foi muito homenageada em razo de mais um parabns! Mnica Casado, um exemplo de mulher, que tem a sua vida voltada para o embelezamento da mulher alagoana com a rede de sales Fios de Cabelo. A estimada amiga teve o dia de muitas emoes e homenagens. TopNews aproveita a oportunidade para desejar a esta grande empresria e grande mulher muita sade e que o nosso Deus, amiga, esteja sempre ao seu lado te abenoando e te protegendo. Parabns, amiga, felicidades mil!

    Parabns, Jos Wanderley!

    No ltimo dia 8 o conhecido e renomado mdico Jos Wanderley Neto foi o aniversariante mais festejado da nossa sociedade. Foram muitas comemoraes em torno deste grande amigo. Vrios segmentos prestaram homenagens a este grande valor da medicina alagoana. TopNews aproveita a oportunidade para parabenizar este grande amigo e dizer que Alagoas se orgulha em t-lo em nosso convvio. Parabns!

    Piazza Cortona

    Prximo a escolas, restaurantes e supermercados, o Piazza Cortona encontra-se na melhor localizao: no corao da Ponta Verde. Os amplos apartamentos contam com 3 sutes, sendo 1 mster, sala de estar/jantar, varanda, lavabo, copa cozinha e dependncia completa de servio. Alm de uma excelente rea de lazer. Quer saber mais? Acesse: http://migre.me/qju14. Mais uma obra com padro de qualidade Marroquim Engenharia.

    Iniciando novos desafios em sua vida profissional, Cristina Suruagy assume a Gerncia Executiva de Educao do Sesi/Alagoas e j comea a mostrar sua metodologia de trabalho focada no fortalecimento da educao com resultados. Na foto, durante atividade do projeto Conexo Mundo, com as coordenadoras Franscis Britzky (esq) e Mary Gershwin (dir).

    Casttini no topo

    Hoje queremos dar uma dica perfeita para os nossos leitores. Hoje, TopNews apresenta uma belssima cozinha cujo projeto assinado pela Casttini Mveis Planejados, dos empresrios Felipe Bastos, Carla Bastos e Cludia Melo. No showroom da loja voc encontra vrios projetos bacanas que se adequam ao seu espao e ao seu bolso, com formas de pagamento invejveis e preos altamente competitivos. A Casttini est localizada na Avenida lvaro Calheiros, Stella Maris. Parabns, amigos, a linha de mveis est explodindo de sucesso em nossa cidade. Vale a pena conferir!

    MPE Brasil: Inscries abertas

    J pensou em ter a sua empresa reconhecida por possuir excelncia na rea de atuao? Ento, inscreva-se no Prmio Competitividade para Micro e Pequenas Empresas (MPE Brasil). As organizaes interessadas em concorrer ao prmio ciclo 2015, devem se inscrever at o dia 31 de julho. As inscries podem ser feitas gratuitamente atravs do site www.alagoascompetitiva.org.br ou na sede do Movimento Alagoas Competitiva (MAC). Com oito categorias, o MPE Brasil premia a gesto das melhores empresas em todo o territrio brasileiro, com duas etapas, sendo uma estadual e outra nacional.

    Ritz

    Empresrios Mrcio e Mirella Coelho anunciando programao especialssima nos hotis da rede Ritz, Ritz Lagoa da Anta e Ritz Sutes, para as frias de julho. Os amigos esto de parabns pela qualidade dos servios e pela estrutura que o hotel possui. Saiba mais pelo http://www.ritzlagoadaanta.com.br/.

    Ana Carla

    A querida amiga Ana Carla Goes de Barros Moura, uma querida amiga que atualmente mora nos Estados Unidos, para saudade da mame Anamalia Moura, foi a aniversariante do ltimo dia 8. Parabns, Ana Carla, felicidades amiga!

    Colgio Cristo Rei

    Os empresrios Gina e Jorge Cardoso j retomaram com fora total o 2 semestre letivo do Colgio Cristo Rei. A unidade de ensino, que desenvolve um trabalho de destaque desde a educao infantil at o ensino mdio, possui excelentes instalaes, alm de profissionais altamente qualificados para assegurar a melhor metodologia para o seu filho. Informaes pelos telefones (82) 3326.3214 - (82) 3221.3786.

    Thamara Capelo

    Hoje, TopNews e Mrcia Maciel trazem para as nossas leitoras mais um belssimo modelo da nova coleo da conhecida grife Thamara Capelo, que voc encontra na Maison Mrcia, localizada na Rua Mrio de Gusmo, Ponta Verde. realmente um show de bom gosto, requinte, exclusividade os modelos da maison. Hoje enfocamos um modelo exclusivo da conhecida Thamara Capelo. Parabns, Mrcia!

    Festival de Inverno Palato

    O charme da gastronomia tpica do frio, com seus sedutores pratos quentes, bons vinhos, cervejas encorpadas e chocolates, vai tomar conta do Palato nestes meses de julho e agosto com a 9 edio do j tradicional Festival de Inverno. A partir deste sbado (11), o cardpio do Palato Caf do Farol e da Ponta Verde passa a oferecer um dos mais disputados cones da temporada, os fondues de queijo e chocolate. Alm disso, a iguaria ganhar tambm uma noite especial no Palato Farol no dia 23/07, com o Festival de Fondue, no qual o trio de fondues de carne, queijo e chocolate ser harmonizado com uma seleo especial de vinhos.

    Selfies da morte

    Uma moda tem deixado as autoridades na Rssia em alerta: jovens em busca da foto perfeita tem arriscado a prpria vida em situaes de risco extremo. Uma campanha foi lanada por todo o pas contra o chamado selfie da morte. Estima-se que mais de uma centena de jovens tenha sofrido ferimentos graves em selfies da morte apenas neste ano. Em alguns casos, os destemidos no sobreviveram.

    Educao Fiscal no Macei Shopping

    A partir de hoje (9), acontece no Macei Shopping, a Semana Municipal de Educao Fiscal. O evento, que prossegue at o dia 10, uma iniciativa da Secretaria Municipal de Finanas e conta com a parceria da Secretaria Municipal de Controle Interno, Secretaria da Fazenda, Sebrae e Receita Federal, e apoio do Macei Shopping. A iniciativa tem como objetivo alertar a populao sobre a importncia de ser participativa tanto na arrecadao como no controle social da aplicao dos impostos.

    Apoio Cultural

    Com o objetivo de facilitar o acesso s mais diversas manifestaes culturais, o Macei Shopping um dos parceiros da produtora Sue Chamusca Arte e Assessoria na apresentao da comdia stand up No leve a Srio 2 + Facebullying, com o humorista Maurcio Meirelles. O artista estar no palco do teatro Gustavo Leite, em Macei, no dia 12 de julho.

    Presidente do TJ em Arapiraca

    O presidente em exerccio do Tribunal de Justia de Alagoas, desembargador Joo Luiz Azevedo Lessa, cumpre agenda de trabalho na cidade de Arapiraca, nesta quinta-feira (9). O desembargador visitar o local onde vo funcionar os quatro Juizados Especiais e a Turma Recursal de Arapiraca. As obras sero retomadas e a previso de que a unidade seja entregue no primeiro semestre do ano que vem.

    Dia dos Pais Mahogany

    A Mahogany j comeou a contagem regressiva para o Dia dos Pais. E por isso, apresentamos alguns lanamentos, para deixar a data ainda mais especial. Alm de novos produtos, estamos tambm com uma promoo: na compra de qualquer fragrncia masculina, voc ganha um sabonete Trium de 30 ml. Perfeito para os pais vaidosos, de extremo bom gosto e apaixonados por carros, o Refresher Spray traz um conceito inovador para homens ousados e modernos. O produto apresenta a possibilidade de dar identidade e cheiro pessoal ao veculo, pois um banho perfumado para o corpo e tambm um aromatizador de ambiente. Os empresrios Fernando Antonio Peixoto Amaral e Carlos Alberto Pires esperam por voc no 2 piso do Macei Shopping.

    FOTO BY ARQUIVO PESSOAL