edicao 962

of 20 /20
O PÊNDULO DE 15 A 21 DE AGOSTO DE 2014 COMPROMISSO COM A VERDADE, A SERVIÇO DO CIDADÃO FUNDADO EM 1993 DE 15 A 21 DE AGOSTO DE 2014 DISTRIBUIÇÃO GRATUITA ® ANO XXI - Nº 962 - JORNAL DOS MUNICÍPIOS DE CAMPO LIMPO PAULISTA, JARINU E REGIÃO - PUBLICAÇÃO SEMANAL Campo Limpo Paulista perde sua principal voz na Casa de Leis Morre o vereador Borjão com apenas 45 anos de idade Página 4 Morre o candidato à Presidência da República Eduardo Campos Acidente aéreo que vitimou o presidenciável ocorreu na quarta-feira, 13 Página 2 Construção do novo viaduto avança e 5 0% das obras já foram concluídas Com 6 meses de atividades, boa parte do sistema viário já foi realizado e a obra de arte que seria o viaduto já está com 95% das vigas prontas Página 3 INVESTIMENTO Sabesp vai captar água do rio Jundiaí para abastecer Várzea Página 8 FERIADO Dia da Padroeira em Jundiaí: confira o que abre e o que fecha Página 9 Câmeras de segurança foram instaladas no centro da cidade Página 7 JARINU Confira os detalhes da promoção nas páginas 11 e 17

Author: nilceu-pendulo

Post on 02-Apr-2016

294 views

Category:

Documents


36 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal de distribuição gratuita nas cidades de Campo Limpo Paulista, Botujuru, Jarinu, Várzea Paulista, Jundiaí e Francisco Morato

TRANSCRIPT

  • O PNDULODE 15 A 21 DE AGOSTO DE 2014

    COMPROMISSO COM A VERDADE, A SERVIO DO CIDADOFUNDADO EM 1993DE 15 A 21 DE AGOSTO DE 2014

    DISTRIBUIO GRATUITA

    ANO XXI - N 962 - JORNAL DOS MUNICPIOS DE CAMPO LIMPO PAULISTA, JARINU E REGIO - PUBLICAO SEMANAL

    Campo Limpo Paulistaperde sua principal voz

    na Casa de LeisMorre o vereador Borjo com

    apenas 45 anos de idade

    Pgina 4

    Morre o candidato Presidncia da Repblica

    Eduardo CamposAcidente areo que vitimou o presidencivel

    ocorreu na quarta-feira, 13

    Pgina 2

    Construo do novo viaduto avanae 50% das obras j foram concludas

    Com 6 meses de atividades, boa parte do sistema virio j foi realizado e a obra de arte que seria o viaduto j est com 95% das vigas prontas Pgina 3

    INVESTIMENTOSabesp vai captar gua

    do rio Jundia paraabastecer Vrzea

    Pgina 8

    FERIADODia da Padroeira em

    Jundia: confira o queabre e o que fecha

    Pgina 9

    Cmeras de seguranaforam instaladas no

    centro da cidadePgina 7

    JARINU

    Confira os detalhesda promoo naspginas 11 e 17

  • O PNDULO DE 15 A 21 DE AGOSTO DE 20142 DIA-A-DIA

    Avenida Presidente Vargas, 275 - Vila Tavares - Campo Limpo PaulistaPABX: 4039-3115 - 4039-3453

    site: www.opendulo.com.br - e-mail: [email protected] em Campo Limpo Paulista, Jarinu, Jundia e Vrzea Paulista.

    A direo no se responsabiliza pelos artigos assinados e matrias produzidaspor assessorias de imprensa das prefeituras, devidamente identificadas(*)

    tiragem mnima: oito mil exemplaresUma publicao da Empresa Jornalstica O Pndulo

    C.M.C: 44.506 - CNPJ: 71.882.351/0001-11 proibida a reproduo de anncio e matrias

    Diretora ResponsvelDepartamento ComercialMaria Helena Torrezani Garbim

    Departamento de RedaoNilceu Celso Garbim

    Editor ChefeVincius ScartonMTB 69697

    BOATO? SER FATO?

    TRISTE NOTCIA

    ODa Agncia Brasil

    Aeronave caiu em Santos na ltima quarta-feira, 13, por volta das 10 horas

    Eduardo Campos morre em acidente areodeputado federal Ju-lio Delgado (PSB-MG) confirmou no

    incio da tarde da ltimaquarta-feira, 13, a morte docandidato PresidnciaEduardo Campos, 49 anos,em um acidente areo, emSantos. Delgado deixou oConselho de tica emocio-nado e disse que falou como presidente do PSB de SoPaulo, Marcio Frana, queconfirmou que no houvesobreviventes na queda doavio.

    A aeronave caiu por vol-ta das 10 horas. De acordocom o Comando da Aero-nutica, o Cessna 560XL,prefixo PR-AFA, decoloudo Aeroporto Santos Du-mont, no Rio de Janeiro,com destino ao Aeroportode Guaruj (SP). O avioestava com o certificado deaeronavegabilidade e a ins-peo anual de manutenoem dia. Quando se prepara-va para pouso, a aeronave

    tambm no dia 13 de agosto.Eduardo Campos era filhode Maximiliano Arraes e daex-deputada federal e mi-nistra do Tribunal de Contasda Unio Ana Arraes. Duasvezes governador de Per-nambuco, ele tambm foideputado estadual, trs ve-zes deputado federal, secre-trio estadual de Governo ede Fazenda e ministro no

    governo do ex-presidenteLuiz Incio Lula da Silva.

    Formado em economiana Universidade Federal dePernambuco, Campos con-corria pela primeira vez aocargo mais importante dapoltica brasileira.

    No dia 12 de agosto,Campos cumpriu agenda decampanha no Rio de Janei-ro de onde decolou no dia13 pela manh para SoPaulo. Ele teria agenda emSantos, no litoral do estado.Estava prevista entrevistacoletiva na Praia do Merca-do, s 10h30, e depois par-ticiparia de um seminrio.No final da tarde, daria novaentrevista em So Paulo.

    Com grande popularida-de em Pernambuco e bomtrnsito entre todas as cor-rentes polticas, Camposcomeou a carreira polticaainda na universidade,como presidente do Dire-trio Acadmico da Facul-dade de Economia da Uni-versidade Federal de Per-nambuco.

    O PSB est de luto, cons-ternados pela tragdia daltima quarta-feira, 13 deagosto.

    O momento de muitatristeza e comoo pela tra-gdia que levou embora onosso lder Eduardo Cam-pos, candidato a presidn-cia da repblica.

    O Brasil inteiro foi sur-preendido com a notcia damorte prematura de um l-der novo, forte e com umfuturo brilhante na poltica.

    Para o PSB uma perdaenorme, uma lacuna hist-rica e impactante pela for-ma bruta que tirou a vida de

    arremeteu devido ao mautempo. Em seguida, o con-trole de trfego areo per-deu contato com o avio.

    Marina Silva, vice nachapa de Eduardo Campos,no estava no avio.

    Pernambucano, o candi-dato era neto de Miguel Ar-raes, que governou o estadotrs vezes e, coincidente-mente, faleceu h nove anos,

    Formado em economia na Universidade Federal de Pernambuco,Campos concorria pela primeira vez Presidncia da Repblica

    Tragdia de Eduardo Camposcomove o Brasil

    Eduardo Campos.Acima de tudo, somos

    solidrios a sua famlia, emespecial sua esposa e filhos.Sentimos com pesar essaperda, porque tambm te-mos famlia e amigos.

    difcil, frgil, dolo-roso... Mas seguiremos demos dadas para fortaleceras bases do partido e reposi-cionar nossa campanha nospatamares da coragem, hon-radez e valentia.

    Vamos caminhar com oesprito combativo de nossolder Eduardo Campos, quenunca desistiu do Brasil.Dr. Pacheco, PSB-Jundia

    Esta no uma publica-o que se deseja fazer. Noa programamos. No a que-remos. Mas os fatos se su-cedem. A vida e a morte secombinam na escrita dasnossas trajetrias individu-ais e coletivas.

    Os dias 7 e 8 de agosto,entram para a histria deCampo Limpo Paulista porlinhas tortuosas. No dia 7,foi quando o esprito dovereador Rogrio Borgesdeixou o seu corpo. No diaseguinte, o momento em quedevolveu-se o corpo ao pcomo o era.

    Acompanhei o momen-to final e a melancolia, que peculiar ao pr-do-sol, foiacrescida pela dor da sepa-rao e homenagem derra-deira ao intenso homem quefoi Borjo. Para mim, foimais um fim de tarde quegostaria de esquecer, masno vou.

    Ao som de um violinoque enlevou o esprito dospresentes e sob a luz suavedo sol de inverno, as lgri-mas amargas rolavam far-tamente no rosto de amigose familiares.

    O fim da tarde ummomento que, frequente-mente, me faz olhar paradentro com o desejo deaprender a no esquecer deolhar para fora e para cima.Para fora, de modo a sem-pre lembrar que no estous e, para cima, para nodeixar de considerar Aque-le de quem recebi a vida eque me pode tir-la.

    A cidade no se despe-diu apenas de um verea-dor. Centenas de pessoasafluram Casa de Leispara dar adeus a um filhoobediente, marido dedica-do, pai atencioso, irmocomprometido, amigo leal,lder verdadeiro, guerrei-ro incansvel.

    Por desgnios do Cria-dor, a soma dos dias que lheficaram reservadas foi deapenas 16.440. Pelo espri-to combativo que recebeu,foram dias, sem dvida, in-tensos, bem vividos. Regis-trados com todos os altos ebaixos que so comuns aquem no comum.

    Os mais ntimos no con-tiveram as lgrimas. Osmais distantes lamentamsua partida precoce. Mes-mo os que no o conhece-ram sabem que a cidade estsem um dos seus melhoressoldados.

    Contudo, se ele tivesse odireito de falar a cada umque lamenta sua partida,acredito que seu pedido se-

    ria para ningum abaixar acabea. Pelo contrrio, quea ergam e abracem suas lu-tas de modo a no se perde-rem no horizonte.

    Pai, me, irmos, espo-sa, filhos, tios, primos, so-brinhos, enfim, uma fam-lia vigorosa, unida, alegre,vive profundo pesar e mui-ta dor.

    Sem saber o que dizer,pois nessas horas nuncasabemos, os amigos exter-naram sua solidariedade esaudade com o envio deflores, muitas flores, e tam-bm em faixas e cartazes.Nas mensagens a expres-so do desejo de no bai-xar a bandeira que ele has-teava, pois no era s dele, de todos. Um grupo deamigos avisou: Sua lutaagora nossa. Descanseem paz.

    Numa faixa considera-ram: Sua trajetria foi cur-ta para tudo o que a cidadeprecisa, mas suficiente paranos ensinar a lutar sem per-der a humildade e a ale-gria. O consolo, ainda queno pleno, foi expresso emoutra faixa que afirmava:Nos despedimos com a dorda perda, mas nos confortasaber que est junto do Cri-ador.

    Quem conviveu comBorjo vai demorar a seacostumar com sua ausn-cia. Era um furaco. Mas,ao contrrio do fenmenoda natureza, no buscavacausar destruio. Gostavaapenas de agregar e faziaisso com vigor. Se viravaem mil para cuidar daque-les que cruzavam seu cami-nho. Um cordeiro para osamigos, um leo para oslobos.

    Seu corpo no vai maisestar vista dos olhos. Nomais o veremos em todoseu vigor fsico, mas as li-es que foram possveisaprender com ele vo man-ter sua memria viva. Te-nho certeza que seu exem-plo ser seguido por outrostantos alcanados pela se-mente das quais suas mosestavam cheias: as semen-tes da luta.

    Em escala nacional, osbrasileiros choraram a per-da do ex-governador dePernambuco e candidato presidncia Eduardo Cam-pos. O que Deus quer nosensinar com tudo isso, nosei, mas pela f que profes-so, sei que nada escapa aoSeu domnio e entendo quetemos algo a aprender. Mi-nha orao que Ele nos dforas para tanto.

    Lies da dor

    Combustvel de ouroCrescem os rumores de

    que teria gente fazendo"emprstimo" sem prazopara devoluo, de gasoli-na da Prefeitura. Os olhosdos fiscais esto se multi-plicando em toda parte. possvel enganar a algunspor algum tempo, mas noa todos por todo o tempo.Pode ser boato, mas tam-bm pode ser fato.

    Lista de funcionriosA batalha pela lista de

    funcionrios da Prefeitu-ra no acabou. Ao contr-rio do que podem pensaralguns oportunistas, a per-da do vereador RogrioBorges no vai estancar abatalha pela transparn-cia e moralizao. Deonde surgiro militantes?Para agonia dos aprovei-tadores, de todos os la-dos, quem viver ver. No novela, mas o povo quersaber: qual o motivo parano se mostrar o nome dequem recebe da Prefeitu-ra? Estranho, n!

    Cad a segurana?A onda de violncia em

    Campo Limpo Paulista au-menta. Esta semana, naquarta-feira (13), via redesocial, um cidado infor-mou que um mercadinho noJardim Marchetti foi assal-tado por dois meliantes queestavam a bordo de umamoto. Infelizmente, o rela-to aponta que as autorida-des policiais chegaram de-pois. E mais, no a primei-ra vez que essa dupla demotoqueiros ataca. Vrioscomerciantes j foram vti-mas.

    Plano de Educao XPlano de Carreira

    Esta semana, na segun-da-feira (11), a Secretariade Educao de CampoLimpo Paulista anuncioucom certa pompa e circuns-tncia a elaborao do Pla-no Municipal de Educao.Com validade decenal, to-das as cidades tm at no-vembro deste ano para apre-sentar o documento que temfora de lei. De qualquer

    forma, ningum faz nenhu-ma declarao oficial sobreo Plano de Carreira do Ma-gistrio to esperado pelosprofissionais de Educao.O plano foi prometido e atagora, no passou disso,mera promessa.

    Dinheiro em falta?Caudatrio que rondam

    o poder executivo munici-pal de Campo Limpo ado-taram uma nova ttica parablindar o patro: dizer queo chefe do executivo mu-nicipal estaria fazendo mi-lagre para fechar a folhade pagamento. O argumen-to calcado na supostafalta de dinheiro da pre-feitura. Entretanto, a pro-fuso de contratos de lo-cao de imveis e vecu-los joga por terra a histriada falta de recursos. Seriamesmo escassez ou maudirecionamento?

    Batalha virtualAs eleies 2014 esto

    um tanto mornas nas ruas.Alguns poucos cavaletes

    nos principais cruzamentose apenas os candidatos maisabonados que j espalhamsantinhos, jornais etc. Masnas redes sociais o caldei-ro est fervendo. De umlado, os apoiadores e corre-ligionrios buscam promo-ver seus candidatos. Uns ofazem por paixo, outros porretribuio a recompensasfinanceiras que podem serbem polpudas, mas se inda-gar, todos negam. E quemvai acreditar?

    Batalha virtual (2)Na nsia de conseguir

    votos na nova arena polti-ca que so as redes sociaispercebe-se um vale-tudo.At dizer que recursos es-taduais foram viabilizadospor interveno de parla-mentar federal. O proble-ma quando os eleitoresmais crticos e atentos con-frontam as informaes.Ser que ainda tem genteque no entendeu que nod mais para mostrar so-mente o pau? precisomostrar a cobra morta.

  • O PNDULODE 15 A 21 DE AGOSTO DE 2014 3 CIDADE

    MOBILIDADE URBANA

    QPor Vincius Scarton

    ...a obra de arteque seria o viaduto

    j est com 95% dasvigas prontas, onde

    o prximo passo sero lanamento delas

    Construo teve incio em fevereiro e com 6 meses de atividades j foram concludos cerca de 50% dos trabalhos

    Dentro do prazo: obras do novoviaduto seguem em ritmo acelerado

    uem passa diaria-mente nas imedi-aes das obras e

    servios de interligaoda SP-364, atravs de vi-aduto do km 56,50 aokm 58,20, em CampoLimpo Paulista nota osavanos na construo.

    De acordo com o en-genheiro-residente An-derson Pereira de Oli-veira que trabalha naempresa responsvelpela obra(Constru-o, Enge-nharia, Pa-v i m e n t a -o Enpa-vi), a cons-truo teve incio emfevereiro e com 6 mesesde atividades j foramconcludos cerca de50% dos trabalhos. Jrealizamos uma boa par-te do sistema virio queconsiste na terraplena-gem, drenagem e pavi-mentao. Alm disso,

    a obra de arte que seria oviaduto j est com 95%das vigas prontas, ondeo prximo passo ser olanamento delas, ex-plica.

    Segundo Oliveira aparte que mais impacta apopulao com relao obra o trecho ondeest sendo feita umanova rotatria. Estosendo executados diver-sos desvios para mini-mizar o transtorno po-pulao, ressalta.

    Quantoao prazo, oengenhei-ro-residen-te afirmouque asobras esto

    seguindo em um bom rit-mo. A concluso estprevista para o primeirotrimestre de 2015, masat o fim de 2014 nossainteno entregar todoo sistema virio da obra,onde no haver empe-cilhos no trnsito local,finaliza.

    AndersonPereira deOliveira atuacomoengenheiro-residente daempresaresponsvelpelas obrasdo viaduto

    Atualmente a construo do novo viaduto conta com 140 funcionrios

    Todos aqueles que pas-sarem pela avenida AlfriedKrupp iro notar a presenade uma carreta ao lado dasede do Fundo Social deSolidariedade, na altura donmero 995.

    A carreta equipada pararealizao do curso de Sol-dagem resultado de umaparceria estabelecida peloFundo Social de Solidarie-dade com o Centro PaulaSouza, que objetiva de for-ma prtica 60 alunos nestesegmento.

    Contudo, o Fundo Soci-al de Solidariedade faz duasressalvas: as inscries ain-da esto abertas, porm necessrio um cadastra-mento prvio atravs do site

    Unidade Mvel com curso de Soldagem j est em Campo Limpo Paulistado programa Via Rpida,que pode ser feito na pr-pria residncia ou na ETECCampo Limpo Paulista, lo-calizada na rua Joo JulioMoreira, s/n - Botujuru.

    Em relao aos munci-

    Nos dias 5 e 6 de agosto,o Fundo Social de Solidari-edade de Campo LimpoPaulista capacitou mais de40 pessoas, entre homens emulheres, na II turma doCurso de Hidrulica minis-trado pela Tigre.

    Durante toda a tarde,os alunos puderam apren-der sobre conexes, en-caixes de tubulao, cai-xa dgua, resistncia, en-tre outras tcnicas que po-dero ser aplicadas no dia-a-dia de uma residncia ouat mesmo no segmentoda construo civil, comoexplica o instrutor da Ti-gre, Guilherme Balbino.Hoje, a necessidade demo de obra especializadaem canteiros de obra sig-nificativa, o que torna a

    Curso de Hidrulica do FUNSS capacita mais 40 pessoastudo ter a certeza de queirei economizar, observa.

    Aps ouvir os alunos,Maria Olvia ressaltou o em-penho do prefeito Jos Ro-berto de Assis e da primeiradama, Maria Catarina deAssis, em disponibilizarnovos cursos de Gerao deEmprego e Renda para oFundo Social de Solidarie-dade. Na ocasio, MariaOlvia tambm falou do seucomprometimento em aten-der s exigncias dos mun-cipes que buscam incessan-temente qualificao nasmais diversas reas.

    O Fundo Social de Soli-dariedade informa que estestudando a viabilidade derepetir a parceria com a em-presa Tigre para a forma-o de novas turmas.

    Os alunos puderam aprender sobre conexes, encaixes detubulao, caixa dgua, resistncia, entre outras tcnicas

    qualificao em segmen-tos especficos, como o deHidrulica, muito compe-titiva, ressalta ele.

    No final da aula, de am-bos os dias, a presidente doFUNSS, Maria Olvia Gon-alves Pereira Pinto, com-pareceu para entregar oscertificados de concluso de

    curso aos alunos. E, duran-te este momento, ouviu al-gumas experincias, comoo relato de Nelson Francis-co de Almeida. Fiquei sur-preso com o curso, no ima-ginava que conseguiria re-solver sozinho alguns pro-blemas que aparecem ines-peradamente. O melhor de

    pes que j se inscreveram, oFUNSS informa que o Cen-tro Paula Souza j iniciou oprocesso de aviso via E-mail, com as orientaessobre as inscries, que de-vem ser feitas na sede do

    FUNSS Av. Alfried Kru-pp, 995 Centro. Portanto, necessrio que as pessoasfiquem atentas as suas cai-xas de E-mail e que faamsuas inscries o quantoantes.

    As atividades desenvol-vidas pela Frente de Traba-lho em Campo Limpo Pau-lista no vm beneficiandoapenas os moradores da ci-dade, com manuteno elimpeza de ruas e avenidas:os 100 integrantes dela tam-bm obtm retorno pormeio dos cursos de qualifi-cao profissional.

    Nesta semana, numaparceria entre a prefeiturae o Senai, cinco turmas de20 alunos entraram na ter-ceira semana do curso deporteiro, que prepara osparticipantes para exercerintegralmente as funesda rea. So no total 40horas de curso, divididosem 8 horas semanais.

    Essa qualificao temmostrado bons resultados,j que 10 funcionrios fo-ram encaminhados ao mer-

    Prefeitura e Senaicapacitam Integrantesda Frente de Trabalho

    cado de trabalho nas lti-mas semanas. A principalfuno desses cursos darum direcionamento na vidaprofissional destas pesso-as que buscam se inserirno mercado de trabalho.As pessoas acham que aFrente de Trabalho buscaapenas a mo-de-obra des-ses cidados, mas, pelocontrrio, h todo um en-volvimento com a partesocial, destaca a diretorade Promoo e Desenvol-vimento Social, SolangeLeonardi.

    Alm de porteiro, a pre-feitura e o Senai preten-dem iniciar mais trs cur-sos em setembro, sendoeles nas reas de pintor,jardinagem e pedreiro as-sentador. Cada um deve teruma carga horria de 160horas.

    So no total 40 horas de curso, divididos em 8 horas semanais

  • O PNDULO DE 15 A 21 DE AGOSTO DE 20144 CIDADE

    LUTO

    ODa redao

    Rogrio Borges,o Borjo

    tinha 45 anos,era casado

    e pai dedois filhos

    Matheus Borges primodo vereador e ressaltou:Deus sabe o que faz. Noperdemos apenas um ho-mem na famlia e sim umamigo e um guerreiro paranossa cidade.

    Reginaldo Biliero eraassessor parlamentar dovereador e trabalhou duran-te 7 anos ao lado do amigo.Eu no perdi s um amigo,mas sim um grande irmo,batalhador e, com certeza,essa luta no vai parar, poisvamos conquistar glrias etenho certeza que Deus estiluminando ele.

    O vereador Leandro Bi-zetto recebeu a notcia dofalecimento do amigo commuita tristeza. No dia dofalecimento estive com oBorjo durante o almoo e

    Cidade perde sua principalvoz na Cmara Municipal

    Notcia do falecimento de Borjo comove os campolimpenses

    s campolimpensesforam pegos de sur-presa na ltima

    quinta-feira, 7 de agosto,por volta das 19 horas,com a notcia do faleci-mento do vereador Rog-rio Borges,o Borjo, v-tima de uminfarto agu-do do mio-crdio.

    B o r j oiria partici-par do lanamento de can-didatura a deputado esta-dual do amigo MarcosMartins, o Marco, queacontecia na cidade, nomesmo horrio.

    O vereador sofreu in-farto quando estava em

    um estabelecimento co-mercial e chegou a sersocorrido, mas faleceu nocaminho para o Hospitalde Vrzea Paulista, aindana ambulncia. Borjo ti-nha 45 anos, era casado epai de dois filhos.

    O velrio com grandepresena defamiliares,amigos, au-toridades epopularesaconteceuna CmaraMunicipal

    de Campo Limpo Paulis-ta no incio da tarde daltima sexta-feira, 8, e osepultamento ocorreu nomesmo dia, no final datarde no Cemitrio NossaSenhora do Desterro, emJundia.

    HistricoBorjo trabalhou du-

    rante 22 anos em Caja-mar e residia h 38 anosem Campo Limpo Pau-lista.

    Foi presidente do Sin-dicato dos Metalrgicosde Cajamar e desde 2012ocupava uma cadeira naCmara Municipal deCampo Limpo Paulista,pelo Partido Republica-no da Ordem Social(PROS).

    Como vereador Bor-jo fazia parte das co-misses de Sade e Edu-cao e lutava diaria-mente pelos interessesdo povo campolimpen-se, tendo nos ltimostempos carregado a ban-deira em defesa da sa-de do municpio.

    quando recebi a notcia noacreditei que fosse verda-de. Em seguida fui at oHospital de Vrzea Pau-lista, onde pude constatarque a notcia era verdadei-ra, onde perdi um grandeamigo, poltico e princi-palmente um pai de fam-lia. Ele foi um grande ho-mem e deixar muitas sau-dades.

    O vereador Betinho co-mentou sobre o perodo deconvivncia com Borjo.Eu aprendi muito comesse grande amigo, poisele sempre lutou pelos in-teresses da populao equeria ver uma cidademelhor e justa. O Borjo uma perda muito grandena poltica e para CampoLimpo Paulista. Deixo

    meus sentimentos para osfamiliares e amigos.

    Para o vereador Ribertoa morte de Borjo umagrande perda para a cidade.Um jovem de 45 anos, re-

    cm-ingresso na carreirapoltica, onde teve o xitode ser eleito o vereador maisvotado em Campo LimpoPaulista e como legisladorsempre demonstrou commuita garra trabalhar para obem-estar da populao e ocrescimento da cidade.

    O vereador Jorge Mellotambm lamentou a mortede Borjo. Essa notcia foium verdadeiro choque e la-mento muito esse fato, poisestvamos sempre juntos etrata-se de uma grande per-da para a Casa de Leis epara a cidade.

    O presidente da CmaraMunicipal ressaltou que amorte de Borjo pegou to-dos de surpresa. Um rapazde 45 anos, aparentementeuma fortaleza de sade, tevelamentavelmente esse malsbito e jamais passava por

    Familiares e amigos lamentam a morte de Borjo

    Cmara Municipal esteve lotada durante o velrio do vereador Rogrio Borges, o Borjo

    nossa cabea esse aconteci-mento. Na disputa demo-crtica a cidade perde umaopo de escolha pela ju-ventude do mesmo, quepoderia ter uma brilhantecarreira poltica. Deixomeus sentimentos aos fa-miliares e amigos.

    A vereadora Maria Pa-ranhos ressaltou que o fale-cimento de Borjo umaperda muito grande para omunicpio. Recebi essanotcia com muito pesar etristeza, pois se tratava deum grande amigo, indepen-dente das diferenas polti-cas. Ele era um grande de-batedor, com um futuromuito promissor na polticae vai fazer muita falta naCasa de Leis.

    Jurandi Rodrigues Cau-la, o Jura tambm comen-tou sobre o perodo de con-

    vivncia com Borjo naCasa de Leis. Tivemos umperodo de um ano e meiotrabalhando juntos, ondehavia um respeito mtuo.Ele tinha um futuro muitopromissor na poltica, comum vnculo muito bom coma cidade e seu falecimento uma grande perda para to-dos ns.

    Odair Ito trabalha na as-sessoria da presidncia daCmara Municipal e des-creve o sentimento de tris-teza pela morte de Borjo.Ele era uma pessoa muitoalegre e gostava de brincar.Tinha um relacionamentomuito bom com os compa-nheiros vereadores, funcio-nrios da Cmara e consi-dero uma grande perda paraa cidade, pois ele tinha umfuturo muito promissor napoltica. Sempre buscavadefender os interesses dapopulao e esse momentoabala toda a cidade, inde-pendente da legenda parti-dria, pois perdemos umgrande amigo. Desejo meupesar aos familiares e ami-gos.

    Amigos de Campanhacolocaram faixa emhomenagem ao vereadorque dizia Borjo, suatrajetria foi curta para tudoo que a cidade precisa, massuficiente para nos ensinara lutar sem perder ahumildade e a alegria

  • O PNDULODE 15 A 21 DE AGOSTO DE 2014 5 POLTICA

    O vereador Riberto (PT) esteve na noite de segunda-feira, 11 deagosto, em Jundia, na inaugurao da nova sede do Sindicato dosMetalrgicos. O ex-presidente Luiz Incio Lula da Silva tambmcompareceu ao evento e em sua fala, elencou as aes do governode Dilma Rousseff e da importncia em reelegermos para darcontinuidade aos seus grandes projetos sociais. Representantesda classe trabalhadora, vereadores, lideranas de partidos, candi-datos a deputado federal e estadual e o candidato ao governo doEstado Alexandre Padilha tambm marcaram presena no evento.

    A nova sede, que hoje conta com mais de 35 mil trabalhadoresda regio um sonho realizado e conta com Museu do Metalrgico;Cinearte; AMA (Associao dos Metalrgicos Aposentados); Es-cola do Metalrgico; Departamento de Sade e Segurana doTrabalhador; Sistema de comunicao e Auditrio Multimdia,instalaes essas, necessrias para melhor atender classe dosmetalrgicos, disse Riberto.Vereador Riberto, sempre ao seu lado em qualquer caminhada

    Riberto (PT) na inaugurao da nova sede do SindicatoDa Assessoria de Imprensa do vereador

    Em suas visitas dirias,nesta semana o vereadorpode detectar algumas ne-cessidades as quais enca-minhou ao excelentssimoprefeito em forma de of-cios:

    1 Necessidade queseja feita cobertura da

    Vereador Jos Carlos da RosaRosinha do nibus

    Da Assessoria do vereadorpiscina do Ginsio de Es-portes, para no se perder oaquecimento da gua, e tam-bm cabideiros para os usu-rios pendurarem suas rou-pas.

    2 Conserto de infiltra-es no teto junto parteeltrica, e colocao de umaantena para TV na UBS doVera Regina.

    3 Troca das portas daUBS do Parque Internacio-nal por estarem estragadas

    e corrodas pelo tempo.4 Sinalizao e redu-

    tores de velocidade emfrente garagem dos ca-minhes coletores de lixo.

    5 Providncias no sen-tido de obter respostas jun-to a Operadora VIVO detelefonia mvel e fixa, pelomau atendimento que omunicpio est tendo.

    Do amigo hoje e sempre!

    Partido Solidariedade

    Uniodonto e Ocesp oficializam apoio candidatura de Cludio MirandaNa noite de tera-feira

    (12) a Uniodonto Jundia ea Ocesp (Organizao dasCooperativas do Estado deSo Paulo) anunciaram ofi-cialmente o apoio candi-datura a deputado estadualao doutor Cludio Miranda(PMDB).

    No evento realizado noauditrio da Uniodonto esti-veram presentes o candida-to a deputado estadual dou-tor Cludio Miranda, o pre-sidente da Ocesp EdivaldoDel Grande, o prefeito deJundia Pedro Bigardi, o pre-feito Vicente Zacan de Jari-nu e o Dr. Jos Clovis To-mazzoni de Oliveira vice-presidente de Operaes eMercado da Uniodonto doBrasil. Tambm marcarampresena diversos membrosdo cooperativismo de Jun-dia e regio e convidados.

    Em seu discurso o can-didato a deputado estadualdoutor Cludio Miranda,

    agradeceu ao pblico pre-sente, e disse ser um grandeprivilgio receber esseapoio especial da Uniodon-to e da Ocesp. Realizamosna secretaria de Sade deJundia, juntamente com oJos Clovis um grande tra-balho de Sade Bocal, e oapoio da Ocesp super bemvindo por conta do seu tra-balho nas Cooperativas.

    Cludio Miranda sempreteve uma proximidade di-reta junto ao cooperativis-mo, e afirmou que com suavitria nas urnas, ir reali-zar diversos trabalhos paraas cooperativas. Queremosque Jundia seja a capital docooperativismo.

    Ao lado do prefeito deJundia Pedro Bigardi e Vi-cente Zacan de Jarinu, Clu-dio Miranda agradeceu oapoio em sua campanha quea regio est realizando. Naassembleia legislativa que-ro conquistar mais recursos

    para Jundia, Jarinu e toda aregio disse Miranda.

    O prefeito de JundiaPedro Bigardi recordou emsua fala, do trabalho desen-volvido por Cludio Miran-da na Secretaria de Sadeda cidade. Junto com oCludio na Sade, conse-guimos quatro UPAS paraa cidade, reformamos 12unidades bsicas de Sade,um milho de reais a maispor ms de investimento

    para o Hospital So Vicen-te e realizamos mutires decirurgias, assim reduzindoo tempo de espera.

    Para doutor Jos ClovisTomazzoni de Oliveira, di-retor presidente da Unio-donto Jundia, muito fcilapoiar Cludio Miranda.Um timo mdico, umgrande pai e um timo coo-perativista.

    O presidente da OcespEdivaldo Del Grande disse

    Miranda mostram toda a suacapacidade para ser umgrande deputado estadual.Honestidade, humildade,isso vejo em Cludio. Gos-taria de parabenizar e dese-jar todo o nosso apoio.

    Parceiro do Coopera-tivismo

    O candidato a deputadoestadual Cludio Miranda,tem uma a proximidade di-reta ao cooperativismo.Durante o seu mandatocomo vereador na cidadede Jundia, instituiu a Pol-tica Municipal de Apoio aoCooperativismo em 2006, eem 2001 instituiu a Semanado Cooperativismo e a Fren-coop (Frente Parlamentar doCooperativismo). Tenhouma ligao j h anos como cooperativismo, criei umalei especifica e defendo pelaforma tica diz CludioMiranda.

    Da Assessoria

    que uma satisfao estarapoiando o candidato. OCludio sempre esteve co-nosco, sempre realizandotimos trabalhos ao coope-rativismo, o fato de ter umlder na assembleia muitoimportante a nossa institui-o.

    J para o prefeito de Ja-rinu, Vicente Zacan, quereiterou o apoio da cidadena candidatura, os trabalhosj realizados por Cludio

    Diversas autoridades presentes: doutor JosClovis Tomazzoni, Edivaldo Del Grande, doutorCludio Miranda, Pedro Bigardi e Vicente Zacan

    ELEIES 2014

    CDa Agncia Brasil

    Desde o dia 6 de julho esto permitidas propagandas eleitorais nas ruas

    Saiba o que pode e o que nopode durante o perodo eleitoral

    avaletes: So per-mitidos cavaletes,bonecos, cartazes,

    mesas para distribuio dematerial de campanha ebandeiras ao longo das viaspblicas, desde que nodificultem o bom anda-mento do trnsito de pes-soas e veculos. Esses itensdevem ser colocados e re-tirados diariamente. O ho-rrio permitido para expo-sio vai das 6 s 22 horas.

    Faixas e cartazes: Po-dem ser instalados em bensparticulares desde que noexcedam a 4 metros qua-drados (m). A manifesta-o deve ser espontnea,sendo vedado qualquertipo de pagamento em tro-ca de espao. A justaposi-o de placas cuja dimen-so exceda a 4m caracte-riza propaganda irregular. proibida a veiculaode propaganda em postesde iluminao pblica esinalizao de trfego, vi-adutos, passarelas, pon-tes, paradas de nibus eoutros equipamentos ur-banos.

    Outdoors: So proibi-dos, independentemente dolocal. A empresa respons-vel, os partidos, as coliga-es e os candidatos podemreceber multa.

    Brindes: proibida aconfeco, utilizao e dis-tribuio de qualquer tipode brinde com o nome docandidato (camisetas, cha-veiros, bons, canetas, brin-des, cestas bsicas ou quais-quer outros bens ou materi-ais que possam proporcio-nar vantagem ao eleitor).

    Showmcio: proibi-da a realizao de show-mcio e de evento asseme-lhado para promoo decandidatos e a apresenta-o, remunerada ou no,de artistas com a finalida-de de animar comcio oureunio eleitoral.

    Alto-falantes ou ampli-ficadores de som: So per-mitidos at a vspera da elei-o, desde que usados das 8s 22 horas. No podem serinstalados a menos de 200metros das sedes dos Pode-res Executivo e Legislati-vo, de tribunais de Justia,

    quartis, hospitais, casas desade, escolas, bibliotecaspblicas, igrejas e teatros

    Carreatas e passeatas:At as 22 horas do dia queantecede as eleies, sopermitidas caminhadas,carreatas e passeatas. OTSE tambm permite quecarros de som transitempela cidade divulgandojingles ou mensagens decandidatos. Tambm per-mitida a distribuio dematerial grfico

    Telemarketing: proi-bida a propaganda eleitoralvia telemarketing em qual-quer horrio.

    Folhetos: A distribuiode folhetos, volantes e ou-tros impressos est autori-zada at as 22 horas do diaque antecede as eleies eno depende de licena mu-nicipal ou de autorizao daJustia Eleitoral. Alm datiragem, todo material im-presso de campanha deveconter o nmero de inscri-o no Cadastro Nacionalda Pessoa Jurdica (CNPJ)ou o nmero de inscrio noCadastro de Pessoas Fsicas

    (CPF) do responsvel pelaconfeco e de quem con-tratou o produto.

    Internet: A propagandaeleitoral por meio de blogs,redes sociais e mensagensinstantneas permitida.Tambm permitido o en-vio de e-mails por candida-tos ou partidos desde quehaja um mecanismo quepermita ao internauta o des-cadastramento (que deve serprovidenciado no prazo de48 horas). proibida a vei-culao de qualquer tipo depropaganda eleitoral paga.O TSE tambm probe pro-paganda em sites de pesso-as jurdicas (empresas) ouem sites hospedados porentidades ou rgos pbli-cos. O internauta pode semanifestar na rede mundialde computadores, desde quese identifique.

    No dia da eleio: permitida a manifestaoindividual e silenciosa dapreferncia do eleitor pormeio do uso de bandeiras,broches e adesivos. At otrmino do horrio de vota-o, so proibidas manifes-taes coletivas.

    O prefeito Pedro Bigar-di protocolou no dia 8 deagosto, um ofcio nas trszonas eleitorais de Jundiasolicitando Justia Elei-toral para que os candida-tos a cargos eletivos nestepleito no utilizem na ci-dade cavaletes e placascomo instrumento de pro-paganda eleitoral. O obje-tivo do chefe do Executi-vo garantir a mobilidadede pedestres nas caladas,conservao dos canteirose praas pblicas, alm dasegurana para motoristasno municpio.

    O ofcio assinado peloprefeito Pedro Bigardi foiprotocolado na 65, 281 e424 Zonas Eleitorais deJundia. Nele pedido aosjuzes eleitorais da cidadeque renam os partidos po-lticos da cidade e busquemum acordo, evitando as-sim, o uso destes materiaisde campanha.

    A proibio desse tipode propaganda j est pre-vista na minirreforma elei-toral aprovada pelo Con-gresso Nacional, ano pas-sado, mas a medida s en-trar em vigor nas prxi-mas eleies. A ideia tentar sensibilizar a Justi-a e fazer um apelo aospartidos e candidatos paraque no usem esse tipo depropaganda, que no temcontedo, nem propostas,e s confunde o eleitor,

    Prefeito de Jundia pede Justia Eleitoral que candidatos

    no usem cavaletesexplica o prefeito.

    Na ltima eleio, in-clusive, o chefe do Execu-tivo disse j ter tentado umacordo com os partidosnesse sentido, mas no hou-ve consenso. Na justifica-tiva, o prefeito Pedro Bi-gardi alega que "as cala-das j so dimensionadaspara recepcionar o fluxo depedestres, em especial aspessoas idosas e crianas"e que "a colocao de cava-letes e placas atrapalha amobilidade urbana e a se-gurana dos pedestres".

    Eles dificultam a mo-bilidade, sem contar a po-luio visual. Temos mui-tos candidatos concorren-do nesta eleio e achoque esse tipo de propagan-da vai acarretar muitos pro-blemas, destaca o prefei-to. O excesso de cavale-tes e placas tem atrapalha-do a visibilidade no trnsi-to, com alto risco de aci-dentes.

    Alm das caladas, oprefeito diz ainda que oscavaletes e placas coloca-dos nos canteiros centraisdanificam a conservao,feita com recurso pblico,dos gramados e arbustospequenos. Gostaria queos partidos entrassem numacordo. Vou fazer um es-foro, um apelo mesmo,para que a gente consigaevitar esse tipo de propa-ganda.

  • O PNDULO DE 15 A 21 DE AGOSTO DE 20146 POLTICA

    LANAMENTO

    NPor Emanuel Moura

    Parceria eleitoral foi estabelecida pela necessidade de eleger representantes que tm vnculo real e permanente com as cidades

    Marco e Roberto Santiago unidos pela regioo dia 7 de agosto, asede da AssociaoNipo-Brasileira foi

    palco de mais um passopoltico do atual vice-pre-feito Marcos RobertoMartins, o popular Mar-co: o lanamento oficialda campanha para depu-tado estadual pelo Parti-do Republicano da Or-dem Social (PROS).

    Com a casa cheia,Marco e Roberto Santi-ago, candidato a reelei-o como deputado fe-deral pelo Partido Soci-al Democrtico (PSD),explicaram as razes queos motivam a manter aluta.

    Lideranas polticasda cidade e da regio fi-zeram questo de presti-giar o evento. Jos Ro-berto, secretrio do Tra-balho em Cajamar, pon-derou que os planos demudana em muitas ci-dades da regio no es-to dando certo. Por isso, preciso buscar alterna-tivas para superar isso.

    Jos Roberto ressaltouque Marco aguerrido,vai em busca de resulta-dos e convidou os pre-sentes ao engajamento:Essa no pode ser umaluta s dele. Tem de seruma luta conjunta, con-cluiu.

    Para representar osprofissionais de Educa-o e demais servidoresmunicipais presentes aoencontro, o professorAdalberto Viana justifi-cou seu apoio: Esse, sim,deveria estar sentado na-quela cadeira [de prefei-to] honrando tudo aquiloque ns almejamos para aEducao.

    Viana expressou umanseio que tem ganhadofora na sociedade: o de-senvolvimento de polti-cas pblicas srias para aEducao.

    Esperamos dos nos-sos governantes que aEducao seja o caminho,a base, estrutura de ummunicpio. Sem um tra-balho dentro da Educa-o, no existe direciona-mento.

    ReconhecimentoO vereador J. Ramiro,

    de Vrzea Paulista, res-saltou a projeo do vice-prefeito campolimpense:Os rumores do seu em-penho, da sua determina-o, da sua fama de guer-reiro tem andado nas ci-dades adjacentes. Temos,sim, boas notcias da suapessoa. Da sua formaaguerrida, da sua formadinmica de fazer as coi-sas acontecerem, afir-mou.

    O deputado federal Ro-berto Santiago no abriamo de estar presente nolanamento oficial da can-didatura e ressaltou aocompanheiro de coliga-o: Muita honra e mui-to orgulho estar aqui aoseu lado, neste novo pro-jeto, neste novo processopara que a gente possabuscar acabar com a es-culhambao que existeem vrias prefeituras donosso Estado.

    Pelo municipalismoComo deputado fede-

    ral, Roberto Santiago nofocou seu olhar nos gran-des centros onde a con-quista de votos maiorcom menos trabalho.

    Santiago ponderouque a opo por muitomais votos, com muitoesforo, pois precisamosatender o conjunto dascidades menores destepas que ao longo do tem-po ficaram abandona-das.

    O deputado federal rei-terou seu compromissocom o municipalismo,no da boca para fora,mas na atitude, na aocomprovados nos doismandatos

    Santiago tambmmencionou o contextodanoso democracia quese percebe em CampoLimpo Paulista. Resul-tado de opo equivo-cada, no republicana dese estabelecer como reida cidade e, por trsdesta cortina de fumaa,fazer o que todo mundoj sabe, o que j est de-nunciado no MinistrioPblico.

    De cabea erguidaMarco abriu seu pro-

    nunciamento ressaltandoao deputado RobertoSantiago:Sou seu elei-tor, sou seu amigo, souseu f e juntos vamos ven-cer as eleies.

    Ao lado da famlia,Marco citou um poucode sua trajetria nas reasprofissional e poltica.

    Resumidamente, Mar-co abordou a decepoque se constituiu a parce-

    ria com o atual prefeito deCampo Limpo. Por con-ta desse histrico todo quemuito entristece no s amim, mas nossa cidade. triste ver as pessoas pro-curando coisas bsicas naPrefeitura, que tem verbados governos Federal eEstadual, e no encontrar. triste andar na rua e veras pessoas cobrando asnossas propostas de cam-panha e no poder atend-las, ponderou.

    Apesar de tudo isso,Marco destaca que con-tinua de cabea erguida ede p, com disposiopara se manter na luta pormais dignidade para apopulao da cidade e daregio.

    Ele elencou quatro te-mas que considera cen-trais para pensar regio-nalmente: educao; ge-rao de emprego e ren-da; segurana pblica esade.

    Como deputado esta-dual, Marco quer inver-ter uma prtica perversa:as coisas boas vemostodas indo para Jundia.Os refugos ficam comVrzea Paulista, CampoLimpo. Precisamos mu-dar esta realidade, afir-mou.

    Marco foi categricoao afirmar que precisovotar em pessoas que te-nham compromisso comnossa cidade. Temos devotar em pessoas que agente sabe onde encontrar.

    O candidato a deputa-do Estadual concluiu aler-tando aos presentes:Apanhar a gente apanhana vida. O que a genteprecisa aprender apa-nhar e continuar de p.Quando voc conseguirapanhar e ficar de p, vocd a volta por cima. E euestou apanhando, mas es-tou de p e com a cabeaerguida.

    Perda do BorjoA informao do fale-

    cimento do vereador Ro-grio Borges s foi co-municado aos candidatosno fim do evento. A ex-pectativa de todos era pelocomparecimento de Bor-jo que era um dos maio-res entusiastas deste novoprojeto.

    Os colaboradores dacampanha lamentam pro-fundamente a perda, massentem-se no dever dehonrar a memria do guer-reiro destemido que foi overeador Borjo.

    Marco: Temos de votar em pessoas que a gente sabe ondeencontrar

    Roberto Santiago: precisamos atender o conjunto das cidadesmenores deste pas que ao longo do tempo ficaram abandonadas

    A populao campo-limpense foi bem representada por lderes de diversas comunidades que lotaram o NIPO para ouvir as propostas deMarco e Roberto Santiago decidiram agir juntos para corrigir distores locais e regionais

    Jos Roberto: Essa no pode seruma luta s dele. Tem de ser umaluta conjunta

    J. Ramiro: Os rumores do seu empenho, dasua determinao, da sua fama de guerreirotem andado nas cidades adjacentes

    Adalberto: Esse, sim, deveria estar sentadonaquela cadeira [de prefeito] honrando tudoaquilo que ns almejamos para a Educao

  • O PNDULODE 15 A 21 DE AGOSTO DE 2014 7 JARINU

    PRECAUO

    NDa Assessoria de Imprensa

    At o final do anoiremos instalar cmerasem todas as entradas

    da cidade e nospontos estratgicos

    dos bairros

    Vicente Zacan deu incio s operaes dos equipamentos na presena de comerciantes e autoridades

    Jarinu investe em segurana pblica einaugura cmeras no centro comercial

    a presena de auto-ridades, comercian-tes e empresrios, o

    prefeito Vicente Zacan eseu vice Cal Ferrara, aolado do secretrio munici-pal de Servios para Segu-rana Pblica, EmanuelSouza, deram incio as ope-raes das cmeras de se-gurana instaladas no cen-tro comercial de Jarinu.

    De acordo com o pre-feito este apenas o co-meo das atividades quegarantiro, ainda mais, asegurana da populao.No queremos fazer deJarinu um Big Brother,mas precisamos garantir asegurana. At o final doano iremos instalar cme-ras em todas as entradas

    da cidade e nos pontos es-tratgicos dos bairros,disse.

    Ainda de acordo comZacan isso apenas umasemente. Hoje temos qua-tro cmeras instaladas nocentro comercial, garantin-do a toda populao e aoscomerciantes muito maissegurana em tempo real,ele tambm destacou quemuitos prefeitos tambmtentaram colocar, mas noconseguiram devido o or-amento do municpio.Sabemos que esse idealde uma cidade com maissegurana j era de outrosprefeitos, mas o oramen-to no permitia o que hojepodemos fazer.

    O secretrio municipalde Assuntos para Seguran-a Pblica, Emanuel Sou-

    za, destacou o esforo doexecutivo e de todas as se-cretarias do governo mu-nicipal. Foram trs mesesde experimentos, testes, al-guns problemas, mas to-dos necessrios para o bomfuncionamento das opera-es. Quan-do constru-mos umacasa temosque fazerum bom ali-cerce paradarmos con-tinuidade nofuturo. Hoje isso poss-vel. O secretrio tambmmencionou a implantaoda Guarda Municipal, re-estruturao do Departa-mento de Trnsito, com-pra de equipamentos digi-tais, viaturas e treinamen-

    tos que todos os servidorestm recebido para melhoratender populao.

    Esteve presente, almdo presidente da CmaraEdson Bego e dos verea-dores Keke Gerez, IvonePiloto e Nino Lorencini,

    o ex-prefei-to OrlandoTa r a f e l o ,ex -ve rea -dor Dorva-lino Garut-ti, represen-tantes daPolcia Mi-

    litar, Guarda Municipal,comerciantes, empresri-os e o secretariado muni-cipal.

    Retirada de rvorePara que uma das c-

    meras pudesse ser instala-

    da, no cruzamento da ruaIndependncia com a XVde Novembro, uma das r-vores precisou ser retira-da, mas com a devida au-torizao. Uma das r-vores precisou ser retira-da, uma vez que no dei-xava o sinal das cmeras(que so transmitidas viardio), chegarem at a es-tao de monitoramento.Pedimos toda ateno daSecretaria de Agriculturae Meio Ambiente e todosos rgos responsveis, sdepois ela foi retirada,relatou o secretrio de As-suntos para SeguranaPblica.

    Segundo Mariliza So-ranz, secretria de Agri-cultura e Meio Ambientede Jarinu, aps receber asolicitao para poda de

    galhos da rvore, foi feitouma vistoria tcnica econstatado que se retiras-se apenas alguns galhos arvore no iria sobrevi-ver e ficaria seca e notronco, por esse motivo,aps outra anlise o pedi-do foi autorizado, porm em contrapartida -, se-ro plantadas mudas dereflorestamento em al-guns pontos determina-dos no municpio. Fica-mos tristes em retirar arvore, mas fizemos como mximo cuidado. Sabe-mos qual a importnciaao retirar qualquer rvoreem qualquer lugar que elaesteja, mas j providen-ciamos algumas mudasque sero plantadas emvrios pontos da cidade,concluiu.

    Neste primeiro momento foram instaladas 4 cmeras com alta tecnologia de captura de imagensComerciantes, empresrios e autoridades prestigiaram o lanamento da operao

    A Prefeitura de Jarinu,atravs do programa ViaRpida Empregos, certificoumais 15 alunos na tarde daltima tera-feira, 12 de agos-to, em Jarinu. O programatem por objetivo a qualifica-o profissional para o mer-cado de trabalho.

    Para o prefeito VicenteZacan essa mais uma con-quista para os moradores deJarinu. Precisamos nos qua-lificar constantemente. Hoje omundo esta todo tecnolgico,no podemos ficar atrs, sejaum curso de contabilidade, deassistente, mas temos que fa-zer. Vicente falou tambmsobre as empresas que estovindo para a cidade. Hojesomos o segundo maior polologstico do Pas, por isso te-mos que estar preparados paraque as empresas utilizem nos-sa mo de obra. por isso queestamos qualificando aquelesque realmente querem.

    Presente na cerimnia osecretrio municipal de Pla-

    Prefeitura e Via Rpida Empregos realizam formatura

    nejamento, Indstria e Tec-nologia, Rodrigo Parise, tam-bm destacou a importnciada qualificao profissional.Esse j o terceiro cursoque realizamos aqui na cida-de em parceria com o ViaRpida Empregos e a EscolaTcnica Centro Paula Sou-za, de Campo Limpo Paulis-ta. Queremos ampliar aindamais o leque de cursos e ho-

    rrios para que todos possamser beneficiados.

    A diretora de Servios daETEC, professora Lcia He-lena Matioli da Mota, e adiretora da Escola Tcnicade Campo Limpo Paulista ETEC Paula Souza, profes-sora Mirtes Brochado Falco-ne tambm participaram dacerimnia, ao lado dos pro-fessores, e agradeceu a toda

    Foram certificados mais 15 alunos na tarde da ltima tera-feira, 12 de agosto, em Jarinu

    equipe da Prefeitura peloapoio, principalmente da par-ticipao efetiva dos alunos.

    Desta vez no tivemosmuita desistncia, a maioriados alunos participou ativa-mente do curso. Para o pr-ximo dia 24 iniciaremos ocurso de Contabilidade e es-peramos que seja desta ma-neira e com boa participa-o, finalizou.

    As trs secretarias muni-cipais de Sade, Educao, eAssistncia e Desenvolvi-mento Social, da Prefeiturade Jarinu, juntamente com oCentro de Referncia de As-sistncia Social CRAS, e oPrograma Sade da Famlia,encerraram no sbado, 9 deagosto, a III Semana do Beb,em Jarinu.

    Articuladora do Progra-ma Primeirssima Infncia,para Jarinu, Rosangela Cris-tina Silva disse que a cadaano a participao do pbli-co vem aumentando, princi-palmente porque tem a uniodas trs secretarias munici-pais no projeto. Sozinhosno somos ningum. Por issotemos o apoio da PrefeituraMunicipal, dos pais e de todacomunidade. A participaode todos que garante o re-sultado final.

    Durante a Semana doBeb, que teve incio no sba-do, 2 de agosto, e aberturaoficial no Teatro Polythea-ma, na segunda, 4 de agosto,foram realizadas palestras deamamentao, oficinas, cria-o de espao ldico nas cre-ches para as crianas, oficinade plantas medicinais, dia dabeleza com manicure e ma-quiagem, yoga para gestantese oficina perfumando o seu

    Encerramento da Semana doBeb teve recorde de participao

    beb. As atividades foramrealizadas nas UBSs dos bair-ros Maracan e Trieste, naIgreja Nossa Senhora do BomParto, no Campo Largo, nascreches municipais e, por l-timo na Praa da Matriz.

    No sbado, 9 de agosto,dia do encerramento da Se-mana, na Praa da MatrizNossa Senhora do Carmo, asequipes e colaboradores en-volvidos proporcionarampara toda comunidade quepassavam pelo local, brin-quedos inflveis, massagemShantala, auriculoterapia,pintura facial, carrinhos compipoca e algodo doce, almda apresentao do grupoBatucantantes.

    Tivemos um nmero re-corde de participao nesteano, mais de 300 pessoas seenvolveram e participaramconosco do Projeto. grati-ficante saber que o trabalhoque desenvolvemos no para ns, mas para eles. Asmes, os pais e as crianas donosso municpio merecemnosso carinho, finalizouRosangela Cristina Silva.

    A Semana do Beb rea-lizada entre a Prefeitura Mu-nicipal de Jarinu e a Funda-o Maria Ceclia Souto Vi-digal, e teve incio em agostode 2012.

  • O PNDULO DE 15 A 21 DE AGOSTO DE 2014

    Representantes da Alemanha, Ricarda e rsula, com o prefeito Zacan

    8 REGIO

    INVESTIMENTO

    ADa Assessoria de Imprensa - Sabesp

    Sabesp realiza obras emVrzea Paulista para captar

    gua do rio Jundia

    Sistema dever entrar em operao em outubro e poder captar 50 l/s paracomplementar o abastecimento do municpio neste perodo de baixa dos mananciais

    Sabesp est inves-tindo R$ 651 mil naexecuo da obra de

    implantao da nova cap-tao de gua bruta no rioJundia, na altura do cr-rego do Pinheirinho, emVrzea Paulista. O siste-ma dever entrar em ope-rao em outubro e pode-r captar 50 l/s para com-plementar o abastecimen-to do municpio neste pe-

    rodo de baixa dos ma-nanciais ampliando o for-necimento em 30%, be-neficiando mais de 130mil pessoas.

    A obra contemplar aimplantao de 1,2 quil-metros de rede de aduocapaz de encaminhar agua bruta para o trata-mento na estao de tra-tamento de gua (ETA)Palmeiras. Tambm seroinstaladas bombas de adu-o e painis eltricos.

    Neste ponto, o rio enquadrado na classe 2pelo Conama (ConselhoNacional do Meio Am-biente) e sua gua, con-siderada boa, est aptapara o abastecimentohumano aps tratamen-to convencional, segun-do resoluo do Conse-lho.

    O pleno funciona-mento da estao de tra-tamento de esgotos deCampo Limpo Paulista

    e Vrzea Paulista, a im-plantao de mais de 40quilmetros de tubula-es capazes de coletare encaminhar o esgotopara o tratamento, aconstruo de cinco es-taes elevatrias de es-gotos foram obras reali-zadas nos dois ltimosanos que impactaram di-retamente na despolui-o do rio Jundia, pos-sibilitando a captao doprincipal rio da regio.

    Campo Limpo Paulista vai elaborar Plano Municipal de Educao

    A Prefeitura de VrzeaPaulista conseguiu, junto Caixa Econmica Federal eao Ministrio das Cidades,regularizar e reestruturar oconvnio de habitaes po-pulares e urbanizao daVila Real. Vrias reuniesfeitas entre fevereiro e ju-nho do ano passado viabili-zaram a recuperao do con-trato com recursos dos Go-vernos Estadual e Federal.

    De acordo com o super-visor de Gesto de Conv-nios, Felipe Villela, haviasrios entraves para a viabi-lizao do contrato que na-quele momento estava mui-to distante da realidade so-cial e financeira do munic-pio. A quantidade de mora-dias era baixa (80) e a con-trapartida para o municpioera muito alta (7,8 Milhes),outro ponto crtico o localdestinado para a constru-o das casas, o Ncleo Si-riema que teria que ser de-socupado e a prefeitura te-ria de arcar com o aloja-mento das famlias.

    Diante da inviabilidadedo contrato a equipe tcni-

    Famlias j inscritas podero ser beneficiadascom moradia popular em Vrzea Paulista

    ca da prefeitura municipaliniciou uma srie de estu-dos que culminou com aremodelao total do proje-to outrora existente. Apsvrios encontros, interme-diados pelo representantedo banco em Vrzea Pau-lista, Fbio Veloso, a con-trapartida foi reduzida paraR$ 1,2 milho. Com isso aprefeitura deve conquistarnos prximos anos um in-vestimento de mais de R$40,7 milhes - R$ 16, doPAC; R$ 18,9 mi doMCMV/FAR e R$ 5,4 mi(40.3 e no 40,7) da CasaPaulista pelo Governo doEstado. A Caixa foi funda-

    mental na soluo, explicaVillela.

    As moradias sero cons-trudas numa outra rea, cujaincorporao teve o apoiode toda a Cmara de Verea-dores e que agora poderreceber a construo de apar-tamentos populares direcio-nados a famlias j cadastra-das, que comprovadamentemoram em reas de risco, seenquadram no perfil e queesperam por esta conquistah muitos anos.

    Prefeito enaltece contri-buio de servidores muni-cipais e adianta que outrasmelhorias sero feitas naVila Real

    O projeto tcnico foi to-talmente refeito por umaequipe da Secretaria deObras e Urbanismo, entremaio e setembro de 2013.Os funcionrios deram con-ta do trabalho e tornaramdesnecessria uma licita-o. O prefeito entende queeste comprometimento detoda a equipe foi de funda-mental importncia. Gra-as a Deus tenho um timecomprometido de servido-res pblicos que atuaramcom extrema competnciana elaborao deste projetoque deve transformar emrealidade o que at aqui eraapenas mais um sonho.

    O novo projeto tcnicotambm trar melhoria naqualidade de vida para apopulao da grande VilaReal que ser beneficiadacom muitas melhorias nainfraestrutura do bairrocomo asfaltamentos, drena-gens e criao de reas delazer. A construo dasmoradias populares ser oprimeiro passo de uma his-trica conquista para todaaquela populao.

    A Prefeitura de CampoLimpo Paulista, por meioda Secretaria de Educao,mobiliza a administrao ergos representativos dasociedade para a formaode uma comisso que tercomo meta a elaborao doPlano Decenal Municipal deEducao.

    O plano decenal deve serelaborado atravs de umdiagnstico da demanda lo-cal para todos os segmentose modalidades da educao:creches, educao infantil,ensino fundamental, ensi-no mdio, Educao de Jo-vens e Adultos, educaoprofissional e ensino supe-rior. Todos os municpiosbrasileiros no mediro es-foros para, at novembro

    de 2014, ter seu PDME -Plano Decenal em conso-nncia com o PDNE - PlanoDecenal Nacional de Edu-cao. A reunio inicialocorreu na manh da ltimasegunda-feira, 11, quandoa secretria Edma Soaresapontou a importncia dodebate.

    Os Planos de Educaoso documentos, com for-a de lei, que estabelecemmetas para que a garantiado direito educao dequalidade avance em ummunicpio, estado ou pas,no perodo de dez anos.Abordam o conjunto doatendimento educacionalexistente em um territ-rio, envolvendo redes mu-nicipais, estaduais, fede-

    No Brasil, cerca de 30%dos municpios ainda notm planos e muitos dos quepossuem, no o utilizampara planejar suas polticas,mantendo-os desconheci-dos da populao. Com re-lao aos planos estaduaisde educao, a situao no muito diferente, sendo quemais de 60% dos estadosainda no possuem planosde educao.

    Para que os Planos deEducao estejam sintoni-zados com os desafios lo-cais, regionais e nacionais, fundamental que em seu pro-cesso de elaborao sejacontemplada a pluralidadede vozes e olhares sobre aeducao. Afora a participa-o dos gestores, dirigentes

    de ensino e especialistas emeducao, essencial consi-derar a opinio de toda acomunidade escolar, ou seja,professores, coordenadores,merendeiros, secretrios,agentes de apoio da escola,estudantes, pais, mes e res-ponsveis. Entende-se que aparticipao no processo deelaborao dos planos per-mite compor uma viso maisampliada dos processos, pro-blemas e possibilidades daeducao em determinadoterritrio, gerando compro-missos e responsabilidadescom o planejado: compro-mete os governos com suaexecuo e a sociedade, demaneira geral, com seuacompanhamento e monito-ramento.

    rais e as instituies pri-vadas que atuam em dife-rentes nveis e modalida-des da educao: das cre-ches s universidades. Tra-ta-se, pois, do principalinstrumento da polticapblica educacional.

    Sendo assim, os Planosde Educao so, tambm,um importante instrumentocontra a descontinuidadedas polticas, pois orientama gesto educacional e refe-renciam o controle social ea participao cidad.

    A reunio inicial ocorreu na manh da ltima segunda-feira, 11,quando a secretria Edma Soares apontou a importncia do debate

    Como parte da parceriaque poder ser concretiza-da entre a Prefeitura de Jari-nu e a prefeitura da cidadede Oberteuringen, no sul daAlemanha, para se tornarcidades irms, o prefeitoVicente Zacan recebeu avisita da representante doprefeito Karl-Heinz Beck,senhora rsula Amannacompanhada de RicardaAmann, na manh da lti-ma quarta-feira, 12, em seugabinete.

    A visita de cortesia, jque Jarinu possui algumasempresas alems e o GrupoFolklorstico Stella Bianca que tambm esteve repre-sentando o municpio namesma regio foi informal.Durante a conversa o pre-feito falou sobre os aspec-tos culturais da cidade, pas-sando pela imigrao itali-ana, a industrializao e oplo logstico que est che-gando ao municpio.

    Somos uma cidade mui-to jovem, temos muito queaprender com outros muni-cpios e culturas. Temos des-cendentes de italianos e, tam-bm, aqueles que vieram daItlia em Jarinu, mas tam-

    Representantes da Alemanhavisitam Prefeitura de Jarinu

    bm podemos conhecer oque est se fazendo em ou-tras regies, entre elas a Ale-manha, destacou Zacan.

    rsula e Ricarda Amannenfatizaram o convite aoprefeito e sua equipe paraque possam conhecer a ci-dade na Alemanha, a formade trabalhar com a coletaseletiva de lixo, reciclagem,marketing da cidade e tudoo que possam oferecer paraajudar Jarinu a ser reconhe-cida ainda mais no Brasil eno exterior.

    Participaram da recep-o o maestro e tradutor paraas representantes, JedersonMachado, Dom Paulo Per-boni, representante do Gru-po Stella Bianca, DeniseParise, a secretria munici-pal de Cultura, Turismo eLazer, Janaine Ferrara, se-cretrio municipal de As-suntos Jurdicos, EmersonAgnolon e o secretrio deAssuntos Parlamentares,Paulo Piloto.

    Oberteuringen um mu-nicpio da Alemanha, nodistrito de Bodenseekreis,na regio administrativa deTubinga, estado de Baden-Wrttemberg.

    FOTO

    MERA

    MENT

    E ILU

    STRA

    TIVA

  • O PNDULODE 15 A 21 DE AGOSTO DE 2014 9 JUNDIA

    NA VILA ARENS

    ODa Assessoria de Imprensa

    Aqui tem a histria dotrabalhador jundiaiense,

    um espaomuito importantepara a categoriae para Jundia

    Evento contou com a presena do ex-presidente Luiz Incio Lula da Silva

    Pedro Bigardi prestigiainaugurao da sede do

    Sindicato dos Metalrgicosprefeito Pedro Bi-gardi participou, nanoite da ltima se-

    gunda-feira, 11, da inaugu-rao da nova sede do Sin-dicato dos Metalrgicos, naVila Arens.

    Com 2,3 mil metros qua-drados de rea construda,divididos em cinco anda-res, a nova sede tem comodiferencial o Museu doMetalrgico, que conta ahistria da metalurgia e dostrabalhadores por meio defotos, recursos audiovisu-ais e publicaes, como oprimeiro boletim do sindi-cato, datado de 1931.

    O prefeito elogiou a novasede para o presidente dosindicato, Eliseu Silva Cos-ta, e falou que pretende fa-zer muitas parcerias em re-lao ao museu. Aqui tema histria dotrabalhadorjundiaiense, um espaomuito impor-tante para acategoria epara Jundi-a, disse.

    O evento, que contoucom a presena do ex-pre-sidente Luiz Incio Lula da

    Silva, teve incio s 17 ho-ras com a apresentao daBanda So Joo Batista em

    um palcomontado emfrente ao pr-dio. Depoisse apresenta-ram as ban-das Serin-gueiras eR o c k n

    Road, formada por jovensmetalrgicos. O encerra-mento ficou por conta da

    Orquestra de Violeiros dacidade.

    Para Eliseu, a inaugura-o da sede a realizaode um sonho. O sindicatofoi construdo em 1957, peloento presidente GuilhermePeron. Em 1998 passou poruma reforma, mas com ocrescimento da categoria,vimos a necessidade demudar, conta. A entidadecomprou mais quatro im-veis no entorno e demoliu asede original para comear

    a construo. Pedi licenaao fundador da sede paraderrubarmos e ele me disseque se fosse para o avanoda categoria, teria o seuaval.

    ParceriaA Secretaria de Cultura

    ser parceira do sindicatona contribuio do materialpara o museu e para o Cine-Arte - um cineclube com 34lugares destinado a exibi-o de filmes e document-rios.

    Ao lado de Lula, prefeito elogiou o novo espao dedicado para os trabalhadores

    As reparties pblicasligadas Prefeitura de Jun-dia tero horrio de funci-onamento diferenciado porconta do feriado do Dia daPadroeira, 15 de agosto. OPao Municipal e outrosequipamentos pblicos en-cerraram o expediente naquinta-feira, 14, s 18 ho-ras. J as reas que prestamservios essenciais de inte-resse pblico tero funcio-namento normal e ininter-rupto.

    Trnsito - A Diviso deTrnsito, da Secretaria deTransportes, ir escoltar,por meio dos agentes detrnsito, a procisso alusivaao Dia da Padroeira NossaSenhora do Desterro, pro-movida pela Catedral Nos-sa Senhora do Desterro. Opercurso ser pelas ruasBaro de Jundia, So Ben-to e Rosrio. O incio pre-visto 10 horas, com trmi-no s 12 horas. As vias cita-das, assim como suas trans-versais como a Siqueira deMoraes e So Bento, serointerditadas momentanea-mente durante a passagemda procisso. O objetivodesse trabalho garantirsegurana e fluidez ao tr-fego local e participantesdo evento. A Secretaria deTransportes recomenda aoscondutores e motoristas evi-tar a regio neste perodo, epara os participantes ou es-pectadores, que se deslo-quem ao local com antece-dncia.

    Sade - As UnidadesBsicas de Sade e Unida-des da Estratgia de Sadeda Famlia estaro fecha-das de sexta-feira, 15, atdomingo, 17, reabrindo nasegunda-feira, 18. Com ex-ceo das Unidades Bsi-cas de Sade do JardimSanta Gertrudes e do Jar-dim Novo Horizonte, quefuncionaro no sbado, 16e domingo, 17, das 8 s 16horas.

    O atendimento sermantido normalmente, to-dos os dias, nas unidadesde pronto-atendimento PAPonte So Joo (rua SantoAntonio, 191), PA VilaHortolndia (avenida Pre-feito Jos Castro Marcon-des, 510) e PA Retiro (ruaMaria Lcia de Almeida,100), que estaro funcio-nando das 7 s 19 horas, edo PA Central 24 Horas(praa Dom Pedro II, Cen-tro), em tempo integral. Asemergncias sero atendi-das no Hospital So Vicen-te de Paulo, com funciona-mento 24 horas. O atendi-

    Confira o que abre e o que fechano feriado do Dia da Padroeira

    mento para crianas e ges-tantes ser feito no Hospi-tal Universitrio, tambmem tempo integral.

    Parques - Os parquesBotnico Eloy Chaves, Bo-tnico Jardim Tulipas e Jar-dim Botnico estaro aber-tos normalmente, das 7 s18 horas, assim como o Par-que Corrupira. O Parque daCidade funcionar normal-mente, das 6h30 s 19 ho-ras. Por conta de montagemde evento, o Parque da Uvapermanece fechado na sex-ta-feira e sbado. No do-mingo, reabre para o ExpoTuning, das 8 s 20 horas. Aentrada R$ 10,00.

    Esporte - Os Comple-xos Esportivos estaro aber-tos das 7 s 18 horas, excetoo Nicolino de Lucca, o Bo-lo, que estar aberto das 6s 18 horas, e o Jos Bren-na, o Sororoca, que abrirdas 7 s 22 horas.

    Educao - As escolasencerraram as atividades naquinta-feira, 14, e retornamna segunda-feira, 18.

    Biblioteca - A Bibliote-ca Municipal Professor Nel-son Foot fica fechada nestasexta-feira, 15, e sbado,16, e reabre na segunda-feira, 18.

    Coleta de lixo - A coletade lixo orgnico ser nor-mal em todos os dias, bemcomo a coleta seletiva. Asempresas responsveis pelaexecuo do servio cum-priro normalmente os seuscronogramas de trabalho.

    Cultura - O Teatro Po-lytheama tem, nesta sexta-feira, apresentao de dan-a "Corpo, a Arte em Movi-mento", s 20 horas. Os in-gressos custam R$ 20 (pla-teia) e R$ 30 (frisas e cama-rotes).

    Sbado, 16, s 20h30, a vez dos concertos AstraFinamax, com Toninho Fer-ragutti e Marco Pereira. In-gressos R$ 10,00 (inteira) eR$ 5,00 (meia).

    Domingo, 17, s 19 ho-ras, espetculo "7 Conto",com Luis Miranda. Ingres-sos R$60,00 (inteira) e R$30,00 (meia). Censura 14anos.

    Museu Histrico e Cul-tural de Jundia - Solar doBaro fica fechado na sex-ta-feira, 15, e sbado, 16 ereabre no domingo, s 10horas, para o evento Cafcom Msica, com Rudy eRodrigo. Entrada franca.

    A Pinacoteca DigenesDuarte Paes fica fechada nasexta-feira, sbado e domin-go, assim como a Casa daCultura.

    A relao de parceriaentre a Prefeitura de Jundi-a e a Secretaria de Estadoda Segurana Pblica (SSP)para aes no municpioteve mais um captulo bem-sucedido na ltima tera-feira, 12 de agosto. O pre-feito Pedro Bigardi assinouum convnio para integra-o com a Polcia Militarno trabalho de Educao deTrnsito e Estatstica deAcidentes. A atuao con-junta com os agentes detrnsito da cidade possibili-tar maior organizao efluidez da mobilidade ur-bana e do cumprimento doCdigo de Trnsito Brasi-leiro.

    mais um avano nasrelaes com a Secretariade Segurana Pblica queestamos fazendo. Recen-temente j estivemos aquipara a assinatura do con-vnio para instalao dascmeras de monitoramen-to e tambm j tratamos darea para a nova sede do49 Batalho da PolciaMilitar, entre outros aspec-tos de segurana pblica,ressaltou o prefeito PedroBigardi.

    Acompanhado do se-cretrio de Transportes,Wilson Folgozi, e da dire-tora de Trnsito, ReginaRomo, o chefe do Execu-tivo foi recebido pelo as-sessor especial da SSP,

    Mais um avano nas aes de segurana pblica

    Carlos Alberto Estracine,para assinatura do conv-nio. A Polcia Militar responsvel pela elabora-o dos boletins de ocor-rncia de acidentes de trn-sito na cidade. Para quepossamos realizar as pol-ticas pblicas voltadas Educao no Trnsito, de-pendemos dos dados daPM. A integrao ajudartambm neste sentido,lembrou o prefeito.

    ConjuntoPara o secretrio Wil-

    son Folgozi, a promoode aes conjuntas vocontribuir diretamentepara melhoria do trnsito

    em Jundia. Contaremoscom Estatsticas de Aci-dentes de Trnsito, asquais vo contribuir paraidentificao de pontoscrticos no sistema viriobem como locais de aci-dentalidade, alm de me-didas a serem tomadas pelaEngenharia; Educao deTrnsito e a fiscalizaopropriamente dita.

    De acordo com a direto-ra Regina Romo, a inte-grao vai se desdobrarpara melhoria da seguran-a pblica do municpio, jque a parceria permitir in-clusive a capacitao tc-nica integrada. J fizemostreinamentos de direo de-

    fensiva com nossos agen-tes de trnsito e guardasmunicipais. Estenderemosisso para os policiais mili-tares, tambm, comentou.Nossa inteno de sem-pre orientar motoristas,motociclistas, ciclistas epedestres para um trnsitomais seguro.

    O convnio tambmprev, segundo Regina, acesso de utilizao da PMde dois aparelhos etilme-tros (bafmetros) e de doisdecibelmetros (para me-dio do som), este relaci-onado efetiva aplicaoda lei de atividades gera-doras de rudos (Lei doPancado).

    Convnio visa segurana pblica

  • O PNDULO DE 15 A 21 DE AGOSTO DE 201410 INFORME

    reservadop/ a

    propagandaeleitoral

  • O PNDULODE 15 A 21 DE AGOSTO DE 2014 11 INFORME

  • O PNDULO DE 15 A 21 DE AGOSTO DE 2014

    FUTEBOL AMADOR

    ADa Assessoria de Imprensa

    Pela 2 Diviso,dois embates foram

    realizados noperodo noturno noEstdio Municipal,no dia 9 de agosto

    Confira o resumo da rodada das demais competies em Campo Limpo Paulista

    Primeira diviso folga, masa bola no pra na cidade11 rodada da divi-so principal do fu-tebol amador de

    Campo Limpo Paulista serdisputada somente no dia17 de agosto, como foi pre-viamente estabelecido emcomum acordo entre a Co-ordenadoria de Futebol e osclubes, por conta do Diados Pais.

    Pela 2 Diviso, doisembates foram realizadosno perodo noturno no Es-tdio Municipal, no dia 9 deagosto. O lder Amricavenceu o SAB Marchetti por1 a 0 e no segundo jogo azebra estava solta e, comum gol de Diego, o So JosF.C, quinto na tabela declassificao, bateu o lderdo Grupo B, Fluminensepor 1 a 0.

    J no Campeonato deFutebol Master dois jogosforam disputados na sexta-feira, 9 de agosto, no Est-dio Aldvio Barbosa deLemos. O Fluminense per-deu por 1 a 0 para o VaiQuem Qu, mas a grandegoleada de todo o campeo-nato foi aplicada pelo vicelder guia Negra, que der-rotou o Moinho por 9 a 1.

    Destaque para os atletasAlan, Ademario e Rodrigo,autores de dois gols cada.

    Ainda com um jogo amenos o Juventude conti-nua na liderana com dozepontos gan-hos, seguidode perto peloguia Negra.

    O Campe-onato Masterde Futebolter sequn-cia com a s-tima rodada no dia 16 deagosto, no Estdio Munici-pal.

    No Super Master quatrojogos marcaram a terceira

    rodada da competio noltimo sbado, 9 de agosto.No campo de Botujuru osdonos da casa no tiveramconhecimento da fora doadversrio e comearam

    p e r d e n d opara o Mara-joara com ogol do arti-lheiro datemporadapassada, ocentroavanteDonato. No

    minuto seguinte, o camisa 7Sidnei, do Botujuru/Pinhei-rinho empatou a partida eaos 25 minutos do segundotempo, ele mesmo marcou

    Futebol amador segue com as competies a todo vapor

    o segundo, virando a parti-da e garantindo os trs pon-tos para a equipe que agoraocupa o quinto lugar na ta-bela de classificao.

    No segundo jogo, o vicelder Sport Sparta ficou ape-nas no empate em 1 a 1 como Titans. O So Jos F.C.tambm ficou no 1 a 1 como Iara F.C. e o lder Juven-tude venceu o Canarinhopor 5 a 1, com destaquepara o artilheiro Celso Fer-nandes do S.E Juventude,que na partida frente aoCanarinho foi as redes duasvezes e assumiu artilhariaisolada da competio, comtrs gols.

    N Equipe P J V E D GP GC SG

    01 Atecubanos 25 9 8 1 0 24 4 2002 Real Monte Alegre 23 9 7 2 0 22 5 1703 Onze Garotos F.C. 21 9 7 0 2 18 8 1004 Ajax F.C 20 9 6 2 1 18 9 905 Portugal F.C. 12 9 3 3 3 8 7 106 Vila Olimpia F.C 12 9 2 6 1 9 8 107 A.A Parque Inter. 11 9 3 2 4 13 14 -108 Vila Firenze F.C 11 9 3 2 4 12 16 -409 Cruzeiro F.C 11 9 3 2 4 9 15 -610 Pedra Preta F.C. 10 9 3 1 5 16 17 -111 Vai Quem Qu 10 9 3 1 5 10 15 -512 Santo Antonio F.C. 9 9 2 3 4 14 19 -513 S.E Juventude 9 9 2 3 4 13 18 -514 Califrnia F.C. 8 9 2 2 5 10 14 -415 Real Drago F.C 6 9 2 0 7 11 17 -616 E.C Aguia Negra 2 9 0 2 7 6 24 -18

    N Equipe P J V E D GP GC SG

    01 Amrica F.C 12 6 4 0 2 12 3 902 S.E Faz Me Rir 10 5 3 1 1 9 5 403 Revelao F.C 10 5 3 1 1 5 3 204 Apolo F.C 9 5 3 0 2 5 8 -305 So Jos F.C 4 6 1 1 4 4 12 -806 SAB So Jos/Com. 1 5 0 1 4 3 16 -1307 Cruzeiro da V. Imape -2 6 0 0 6 3 21 -18

    N Equipe P J V E D GP GC SG

    01 Fluminense F.C 13 6 4 1 1 15 3 1202 SAB Marchetti 13 7 4 1 2 9 3 603 Garotinhos F.C 10 5 3 1 1 8 3 504 Anjos F.C 9 5 3 0 2 17 5 1205 Juventos J.B 9 5 3 0 2 10 9 106 C.A Paulista 6 5 2 0 3 3 9 -607 Unidos do Moinho F.C 4 5 1 1 3 5 8 -3

    N Equipe P J V E D GP GC SG

    01 S.E Juventude 12 4 4 0 0 16 1 1502 E.C Aguia Negra 12 5 4 0 1 20 6 1403 Vai Quem Qu 9 5 3 0 2 5 4 104 Moinho F.C 1 5 0 1 4 5 18 -1305 Fluminense F.C 1 5 0 1 4 3 20 -17

    01 S.E Juventude 7 3 2 1 0 8 2 602 Sport Sparta 5 3 1 2 0 6 2 403 So Jos F.C. 4 3 1 1 1 5 4 104 E.C Marajoara 4 3 1 1 1 3 3 005 Botujuru/ Pinheirinho 3 2 1 0 1 2 3 -106 E.C Canarinho 3 3 1 0 2 3 10 -707 Iara F.C 2 2 0 2 0 3 3 008 Titans e Amigos 2 3 0 2 1 4 5 -109 Renegados F.C 1 2 0 1 1 3 5 -2

    ClassificaodoCampeonatoAmador

    SEGUNDA DIVISO - GRUPO A

    SUPER MASTER

    MASTER

    SEGUNDA DIVISO - GRUPO B

    PRIMEIRA DIVISO

    2 DIVISOResultados da 7 Rodada

    SAB Marchetti 0 X 1 AmricaFluminense F.C. 0 X 1 So Jos F.C.

    8 RODADAEstdio Municipal - em 16 / 8 / 2014

    18h45 - Juventos J.B X RevelaoSanta Lcia em 17 / 8 / 2014

    08h30 - Garotinhos F.C X S.E Faz Me Rir10h30 - Anjos F.C X Cruzeiro da V. Imape13h30 - Unidos do Moinho X Apolo15h30 - Paulista X SAB So Jos/Com.

    MASTERResultados da 6 Rodada

    E.C guia Negra 9 X 1 Moinho FCFluminense FC 0 X 1 Vai Quem Qu

    7 Rodada em 16 de agosto de 2014Estdio Municipal

    13h30 - Juventude X Fluminense15h30 - Vai Quem Qu X guia Negra

    1 DIVISOResultados da 10 rodadaCruzeiro 0 X 0 Vila OlmpiaPedra Preta 1 X 3 AtecubanosAjax 0 X 3 Vila FirenzeOnze Garotos 1 X 2 Real Monte AlegreSanto Antonio 1 X 1 PortugalJuventude 0 X 0 CalifrniaVai Quem Qu 0 X 1 Pq.Internacionalguia Negra 0 X 4 Real Drago11 Rodada em 17 de agosto de 2014Estdio Municipal08h30 Onze Garotos X Real Drago10h30 Real Monte Alegre X V.Firenze13h30 Santo Antonio X Juventude15h30 Ajax X AtecubanosVila Cardoso08h30 Vai Quem Qu X Vila Olmpia10h30 guia Negra X Pq.Internacional13h30 Pedra Preta X Portugal15h30 Cruzeiro X Califrnia

    4 Rodada em 16 de agosto de 2014Santa Lcia13h30 Iara F.C.X Renegados F.C15h30 E.C. Canarinho X E.C. MarajoaraVila Cardoso13h30 Sport Sparta X S.E. Juventude15h30 Titans e Amigos X Botujuru/Pinheirinho

    SUPER MASTER

    Resultados da 3 RodadaBotujuru/Pinheirinho 2 X 1 E.C.MarajoaraSport Sparta 1 X 1 Titans e AmigosSo Jos F.C. 1 X 1 Iara F.C.S.E. Juventude 5 X 1 E.C. Canarinho

    Califrnia campeo de futsal em BotujuruCerca de 600 pessoas as-

    sistiram final da 9 CopaBotujuru de Futsal, na qua-dra da Sociedade Amigos deBairro, no sbado, 9 de agos-to, na segunda e decisivapartida entre o Califrnia F.Ce Real Amrica.

    Durante toda competio,12 equipes participaram docampeonato iniciado emmaio. Os times apontadoscomo favoritos eram Portu-gal F.C e A Famlia, pormos finalistas foram o Califr-nia do artilheiro Guilhermo,que terminou a competiocom 30 gols, e o Real Amri-ca da Vila Chacrinha, que sedestacou pelas boas atuaesdo jogador Everton.

    A partida foi se desenhan-do logo nos primeiros minu-tos e o Califrnia saiu nafrente com o gol de Guilher-mo. A todo momento, entre-tanto, o Real no deixou ojogo ser dominado pelo ad-versrio, e conseguiu termi-nar o primeiro tempo empa-tado pelo placar de 3 a 3.

    O chacoalho no interva-lo seria inevitvel e o Real

    Amrica voltou melhor paraa segunda etapa, com Pauli-nho marcando logo no pri-meiro minuto.

    Aps o gol da virada, ojogo comeou a ficar maistruncado e, por muitas re-clamaes, o Real perdeuum de seus atletas, por ex-pulso.

    Com um jogador a me-nos, o Califrnia do tcnicoZ Messias achou os espa-os e foi para cima, empa-tando a partida novamentecom o artilheiro Guilhermo.

    Em seguida, Thomaz fez oquinto e, faltando pouco paraacabar a partida, Fabinho,do Califrnia, marcou e deunmeros finais para o jogo,6 a 4, conquistando o ttuloindito para o Califrnia F.C.

    Com uma tima partida econsiderado por muitos umbom jogador, o destaque dafinal vai para o atleta Tho-maz, do Califrnia, que, aolongo do campeonato, mos-trou boa regularidade emsuas atuaes, ajudando suaequipe a conquistar o pri-

    meiro ttulo da Copa Botu-juru de Futsal.

    As duas equipes foramcondecoradas com trofus decampeo e vice, alm demedalhas, defesa menos va-zada, que ficou com o Uni-dos da Vila, trofu discipli-na, que foi dado aos repre-sentantes dos Galcticos, ar-tilheiro e melhor torcida, queficou com o Panelinha F.C.

    Segundo um dos organi-zadores e presidente da SABde Botujuru, o popular ZGalinha, a inteno destetipo de competio reuniros times dos bairros agrega-dos do prprio distrito deBotujuru para sempre bus-car o melhor desenvolvi-mento do esporte naquelaregio. Em dezembro desteano, os mesmos organiza-dores esperam realizar a 9edio da Taa Botujuru deFutsal, com o trmino emmaro de 2015.

    Os organizadores conta-ram com o apoio da Prefei-tura Municipal de CampoLimpo Paulista, por meio Se-cretaria de Esportes e Lazer.

    Califrnia fatura o ttulo da Copa Botujuru de Futsal

  • O PNDULODE 15 A 21 DE AGOSTO DE 2014 13 ESPORTES

    JARINU

    NDa assessoria de imprensa

    Copa Inverno de Futsal: Chikinho venceBorracharia e fatura o heptacampeonato

    o ltimo sbado, 9 deagosto, a equipe do Chi-kinho Sport Car venceu

    a Borracharia do Roberto por 10a 7 e faturou seu 7 ttulo naSrie Ouro da Copa Inverno deFutsal. Luiz Henrique e Ewer-ton marcaram trs vezes cada,Willian Germano marcou duas,enquanto Beiola e Cezar mar-caram os outros dois gols daequipe campe.

    A equipe campe ainda do-minou as premiaes individu-ais. Canhoto foi eleito o melhortcnico, o goleiro Bag foi omelhor da posio e Rodolfoficou com o prmio de melhorjogador da competio. A arti-lharia ficou com Rogerio daBorracharia.

    Na Srie Prata o Jarinu FCvenceu o Independente por 10 a6 e ficou com o ttulo. Ezequielfoi o grande destaque da decisoao marcar trs gols para a equipecampe.

    Gordinho, da equipe campe,foi eleito o melhor tcnico dacategoria. Novato do Indepen-dente e Ezequiel do Jarinu FCdividiram a artilharia com 21gols marcados e o Jarinu FCainda teve a melhor defesa dacategoria.

    Desempenho individual rendeu premiao aos atletas da equipe campe

    Jarinuenses alcanam bons resultados no BMX em SorocabaSeria um dia atpico de

    domingo se no fosse oDia dos Pais. Todos esta-riam em suas casas come-morando, visitando algumparente, aproveitando damelhor forma possvel,mas para 32 atletas jari-nuenses, e seus familia-res, foi muito diferente,pois participaram da 5Etapa do CampeonatoPaulista de Bicicross, emSorocaba, ao lado de 350pilotos.

    Selma Guimares, res-ponsvel pela equipe jari-nuense disse que estavamuito satisfeita com os re-sultados alcanados, eainda que todos esto alipara competir, se conquis-tam ou no o primeiro lu-gar, eles competiram aolado dos melhores e, paranossos atletas, isso signi-fica muito.

    Dos 32 atletas que fo-ram de Jarinu para Soro-caba, 24 subiram ao p-dio, trs sofreram umaqueda, mas esto bem.

    Dia dos pais foi de comemorao e muita competio

    DIVU

    LGA

    O/A

    SSES

    SORI

    A DE I

    MPRE

    NSA

    Silas Marcelo Rodrigues ........ Cruiser 45+ ............... 1* LugarWalter Sampio ....................... Cruiser 60+ ............... 1* LugarJefferson de Souza ................ Master 40+ ............... 2* LugarLuca G. Micheli ...................... Novatos at 6 ............. 2* LugarRodrigo G. Meneses ............... Novatos 11-12 ........... 2* LugarLara G. Micheli ...................... Feminina at 11 .......... 2* LugarMardevacson Fonseca ........... Expert 11 ................... 2* LugarEdvaldo Santos ...................... Cruiser 25-29 ............. 3* LugarRenato Maciel Soares ............ Cruiser 45+ ............... 3* LugarFabio Faria Sabo .................. Expert 30-39 .............. 3* LugarFabiano Santa Maria .............. Master 40+ ............... 3* LugarPaulo Ricardo de Almeida ...... Elite Master ................ 3* Lugar

    Higor L. Guimares ................ Cruiser 17-24 ............. 4* LugarPedro Henrique Yogui ............. Expert 8-9 .................. 4* LugarDerik Pedro G. Cruz ............... Novatos 9-10 .............. 5* LugarAndr Henrique G. Rigolino .... Novatos at 6 ............. 5* LugarIsa G. Micheli ........................ Feminino at 11 .......... 5* LugarAna Carolina G. Rigolino ........ Feminino at 11 .......... 6* LugarVinicius M. Andrade ............... Novatos 7-8 ................ 6* LugarEdson Ap. Silva ..................... Cruiser 25-29 ............. 6* LugarGuilherme Martins Bueno ....... Expert 10 ................... 6* LugarLuia Lancellotti ...................... Expert 25-29 .............. 7* LugarThaiguara Ramires ................. Elite Master ................ 7* LugarVitor Conde ........................... Cruiser 25-29 ............. 7* Lugar

    Confira os resultados

    A noite de sbado dojundiaiense foi de muitavelocidade na disputa daquarta etapa do ArenaCross. Nem o frio espan-tou o pblico que lotou apista localizada na aveni-da Alexandre Ludke, pr-ximo ao Pao Municipal.Cerca de dez mil pessoascompareceram na com-petio no sbado, 9 deagosto.

    O prefeito Pedro Bi-gardi participou da ceri-mnia de abertura, ao ladoprimeira-dama e presiden-te do Fundo Social de So-lidariedade (Funss), Mar-garete Geraldo Bigardi edos secretrios CristianoLopes (Esportes e Lazer),Denis Crupe (Administra-o), Marcelo Cereser(Desenvolvimento Eco-nmico, Cincia e Tecno-logia), Jos Carlos Pires(Casa Civil), Edson Ro-cha (Negcios Jurdicos),Aguinaldo Leite (Servi-os Pblicos) e Alan Pi-colo (Obras).

    Eu agradeo o pbli-co que mostrou que gostade esporte e sabe ser soli-drio. Foi arrecadado 7 to-neladas de alimento e isso extraordinrio. O ArenaCross uma prova de re-percusso nacional e, almdisso, movimentou a ci-dade. Muita gente veiopara Jundia nos ltimosdias. O Arena Cross uma

    Arena Cross esquentou anoite de sbado em Jundia

    grande festa e queremossempre contar com esteevento na cidade, disse oprefeito Pedro Bigardi.

    O secretrio de Espor-tes e Lazer, Cristiano Lo-pes, destacou a presenado pblico. Fico conten-te de ver a presena dopblico e a quantidade dealimento arrecadado.Queremos cada vez maisfomentar os mais diver-sos esportes, afirmou.

    Carlos Alberto MunhozRomagnolli, diretor daRomagnolli Eventos (or-ganizadora da competi-o), destacou o nmerode alimentos arrecadadospor Jundia. Foram 7 to-neladas de alimento e uma das maiores arreca-daes da histria do Are-na Cross. A festa damotocross, mas tambmdas pessoas que iro rece-ber estes alimentos. Para-benizo o prefeito PedroBigardi e o secretrio Cris-tiano Lopes que valori-zam o esporte.

    Melhor motociclistabrasileiro de todos ostempos, Alexandre Bar-ros, prestigiou o eventoem Jundia. O ArenaCross uma prova muitolegal e tenho muitos ami-gos como o CristianoLopes. J fizemos algu-mas coisas juntos e fizquesto de prestigiar estaprova, disse.

  • O PNDULO DE 15 A 21 DE AGOSTO DE 201414 INFORMEINFORME PUBLICITRIO

    A Ballila Funilaria ePintura funciona emCampo Limpo Paulistah 3 anos sob a direode Marcelo Ballila, comexperincia no merca-do automobilstico hmais de 20 anos. Suapaixo por carros sur-giu na infncia obser-vando e ajudando seupai Carlos Ballila Netona recuperao dos ve-culos. Com isso desper-tou um grande interessepela profisso que o le-vou a fazer vrios cur-sos na rea, alm de de-sign de automveis quetambm o ajudou na car-reira.

    Na oficina so ofere-cidos diversos servios,como: funilaria e pintu-ra, polimento, cristali-zao e martelinho,alm de auto socorro eremoo de transporte.O trabalho realizadopor uma equipe capaci-tada que realiza umatendimento de exce-lncia e qualidade, commateriais de primeiralinha e com garantia,afirma Marcelo.

    A Ballila tambmoferece um servio di-ferenciado de coloro-metria, que consiste noacerto de cor para o ve-culo.

    Venha fazer uma vi-sita! A Ballila Funilariae Pintura trabalha comtodas as companhias,sendo credenciada MA-PFRE e BB Seguros,aceita cartes de crdi-to e realiza oramentosem compromisso.

    Ballila Funilaria e Pintura: excelnciano atendimento e garantia nos servios

    SERVIO:Endereo: rua Sexto Patelli, 359,Vila Olmpia, Campo Limpo Paulista/SP.Horrio de Funcionamento:de segunda a sexta-feira das8 s 18 horas.Telefone: (11) 4812-4113, 7788-3241(Nextel) e ID 644*8930.Mais informaes pelo e-mail:[email protected]

  • O PNDULODE 15 A 21 DE AGOSTO DE 2014 15 GERAL

    EM JARINU

    ODa Assessoria de Imprensa

    Com ainaugurao desta

    Estao certamenteganharemos, e

    muito, com 100%do esgoto tratado

    Construo da ETE foi iniciada no primeiro semestre de 2012 e ter investimento de R$ 41,4 milhes

    Obras da Estao de Tratamentode Esgoto seguem em bom ritmo

    prefeito Vicente Za-can esteve na ltimasegunda-feira, 11 de

    agosto, acompanhado derepresentantes e do supe-rintendente da Unidade deNegcios da Sabesp Itati-ba, Antonio Carlos Teixei-ra, nas obras que daro lu-gar a Estao de Tratamen-to de Esgoto ETE Jarinu,a margem da Rodovia Ed-gard Mximo Zambotto, km76,5.

    A Estao faz parte doPrograma deDespo lu i -o de Baci-as Hidrogr-ficas do Es-tado de SoPaulo (Pro-des) que tempor objetivo 100% do es-goto tratado. Nossa cida-de e os bairros esto cres-cendo, precisamos seguiresse crescimento. Temosuma estao de tratamen-to, mas no est mais su-portando a demanda domunicpio. Com a inaugu-rao desta Estao certa-mente ganharemos, e mui-to, com 100% do esgototratado, disse Zacan.

    Confirmando as palavrasdo prefeito o superintenden-te da Sabesp, Antonio Car-los, disse que essa estaoser muito importante parapopulao e que pode noser vista, mas est em ritmoacelerado destacando queat o final do ano entrega-remos a obra completa e,quando iniciar os trabalhos,no ter nenhum cheiro. Apopulao pode ficar tran-quila quanto ao mau cheiro,pois no haver.

    A estao de tratamentode esgoto de Jarinu foi ini-

    ciada no pri-meiro se-mestre de2012 e terinvestimen-to de R$41,4 mi-lhes. Com

    capacidade total de 35 li-tros por segundo, atender16,8 mil habitantes. Seroexecutados aproximada-mente 10 mil metros de co-letores-tronco e emissri-os, 1 mil metros de linhasde recalque e 3 estaeselevatrias de esgotos. Aobra ficar pronta at de-zembro deste ano.

    Jarinu j possui umaETE, que fica no bairro

    Trieste e recebe os efluen-tes do municpio. A novaestao faz parte de umprograma inteligente doGoverno. Enquanto noficar pronto, e no atendera meta compactuada, norecebe e por esse motivo aempresa trabalhar commais agilidade, finalizouCal Ferrara.

    Vicente Zacan com a equipe daSabesp visita obras da ETE

    Com misso tcnica or-ganizada pelo EscritrioRegional do Sebrae-SP deJundia, 30 empresas turs-ticas do Circuito das Fru-tas, entre meios de hospe-dagem, agncias de turis-mo, alimentao fora do lare atrativos tursticos, vobuscar a partir de segunda-feira, 18 de agosto, no Esp-rito Santo, novos conheci-mentos sobre o agroturis-mo. O destino ser VendaNova do Imigrante, locali-zado nas montanhas do Es-prito Santo, que comeou adesenvolver o agroturismo

    em 1987. Hoje, o munic-pio capixaba refernciado segmento - consideradocomo o Bero do Agrotu-rismo pelo Ministrio doTurismo e pela ABRATUR(Associao Brasileira deTurismo Rural).

    O objetivo da misso tc-nica para Venda Nova doImigrante, explica a con-sultora do Sebrae-SP Luci-ane Quadro, melhorar aqualidade dos empreendi-mentos, produtos, atendi-mento e experincias quehoje so ofertados na nossaregio. A escolha do desti-

    Empresrios do Circuito das Frutas participamde misso tcnica do Sebrae-SP

    no foi baseada nos proble-mas identificados duranteos atendimentos, como ade-quao de produtos, servi-os, ambientes com a tem-tica rural; estratgias decomunicao e captao declientes para reas remotas;como trabalhar com agro-turismo; e boas prticas emturismo rural, acrescenta.A consultora tambm dizque o agroturismo associa avivncia do cotidiano agr-cola ao lazer, visitao e avalorizao do meio.

    O grupo chega ao desti-no ainda na segunda-feira e

    retorna para Jundia apenasna quinta, dia 21. O roteirode visitao ser intenso,afirma a consultora Lucia-ne, contando com destinoscomo stios, fazendas, or-quidrio, apirio, cerveja-ria artesanal, pousadas etc.Em todos os empreendi-mentos haver recepo eexplanao da experinciaempreendedora por partedos proprietrios, visita tc-nica e demonstrao de boasprticas de gesto de neg-cios, conclui.

    Da Assessoria deImprensa - Sebrae

    Local: 1040 EMEF DR. FRANCISCO MONLE-VADEEndereo: Rua Maria do Carmo Cardoso, 11, VilaCardoso Local: 1031 EE. MARIO PEREIRA PINTOEndereo: Rua Jacutinga, s/n, Jardim Santa Lcia Local: 1058 EE. PROF ELZA FACCA MARTINSBONILHAEndereo: Rua Estela Borges Morato, 260, Botujuru Local: 1066 EE. FREI DAGOBERTO ROMAGEndereo: Rua Jos Walter Pacheco, 56, ConjuntoHabitacional So Jos Local: 1198 EMEF VER. JOS DE SOUZACHARRUAEndereo: Av. Casa Branca, s/n, Botujuru Local: 1104 EEPG JARDIM LAURAEndereo: Av. Integrao, s/n, Jardim Laura

    A Juza Eleitoral da344 Zona Eleitoral deCampo Limpo Paulista -SP, Dr Patrcia CayresMariotti, vem, por meiodeste, informar que have-r nas seguintes escolas,

    abaixo relacionadas,Mesa Receptora de Justi-ficativas Eleitorais con-vencionais (com urnas),e nas demais haver aMesa Receptora de Justi-ficativas sem urnas.

    C O M U N I C A D O

  • O PNDULO DE 15 A 21 DE AGOSTO DE 201416 VARIEDADES

    RIES Neste momen-to, as pessoas ao seuredor estaro impulsi-vas e teimosas procu-

    rando solues precipitadas paraum assunto qualquer. Previna-secontra riscos de perder dinheiro,amizade ou qualquer outra coisa.

    LEOMuita coisa melhorarconsideravelmente noque diz respeito s fi-

    nanas, especialmente. Contudo,no dever descuidar-se da sa-de, evitando a precipitao nosnegcios. Fluxo neutro para o ro-mance e o amor.

    LIBRA A posio dalua tima para com-pra e venda de propri-edades, e para cons-

    truir casa prpria se ainda notem. timo para o amor. Seja men-talmente independente e mais fir-me em suas crenas.

    ESCORPIO Muitosucesso est previstopara voc, neste mo-mento. Ter xito em

    escritos, nas viagens que empreen-der, nos grandes negcios comerci-ais e industriais e nos estudos querequeiram grande empenho mental.

    23 de Julho a22 de Agosto

    23 de Agosto a22 de Setembro

    23 de Outubro a21 de Novembro

    19 de Fevereiroa 20 de Maro

    20 de Abril a20 de Maio

    21 de Maio a21 de Junho

    22 de Novembroa 21 de Dezembro

    20 de Janeiro a18 de Fevereiro

    TOURO Possibilidadesenormes de xito emquase tudo que estiverrelacionado com assun-

    to sigiloso ou particular. No revelea ningum seus segredos ou paga-r um alto preo por isso. Perodopara ouvir mais e falar menos.

    GMEOS Todo cuidadoser pouco, neste pero-do. Tome cuidado com ofogo, com a eletricidade

    e com o excesso de velocidade, aodirigir veculos, e no confie demaisem pessoas que no conhece. Cui-de da sua sade e da moral.

    CNCEROs pr imei ros d iasdeste perodo, pode-ro se r p rop c ias

    para o trabalho e as suas inici-ativas de um modo geral. ti-mo prenncio para o amor epara a famlia. Bom momentopara viagens curtas.

    VIRGEMProcure se unir compessoas que poderotornar esta sua fase ale-

    gre e feliz. Seja prudente com as-suntos de dinheiro. A influnciaastral, para aventuras e especula-es devem ser razoveis. Amor epaixo, favorveis.

    21 de Maroa 19 de Abril

    23 de Setembroa 22 de Outubro

    22 de Dezembroa 19 de Janeiro

    22 de Junhoa 22 de Julho

    H O R S C O P O INSTITUTO OMAR CARDOSO

    SAGITRIO Excelentemomento para as exign-cias psquicas e para des-vendar segredos de mui-

    ta importncia ao seu progresso. Con-tudo, tome cuidado ao nadar ou praticarqualquer