edicao 609

of 36/36
O seu maior e mais completo jornal NOVA GERAÇÃO DO CAMARO A GM apresentou detalhes do novo muscle car que só deve chegar aqui em meados de 2016. PÁG. C8 Diretor: Cesar Foffá Æ Ano XII Æ nº 609 www.folhadealphaville.com.br facebook.com/folhadealphaville SÓA FOLHATEM ISSN 1808-8767 Sexta e domingo terão sol com nuvens. No sábado, a nebulosidade aumenta, mas não há previsão de chuva SÁBADO DOMINGO Máx. 26° Máx. 26° Máx. 27° Min. 16° Min. 15° Min. 15° INDICADORES ECONÔMICOS Euro Dólar Bovespa IPC-A R$ 3,38 R$ 3,04 0,38% 0,71% QUI, 21 QUI, 21 QUI, 21 ABR/15 SEXTA-FEIRA SEXTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2015 Escritor analisa as publici- dades veiculadas pela rede social Facebook. Pág. A2 Tom Coelho Na próxima novela das 18h, Alline Moraes vai roubar namorado de Paolla. Pág C4 Flávio Ricco Para jornalista, está em curso mais um genocídio no mundo. Pág. A2 Heródoto Barbeiro PÁG. B1 Exposição em Barueri homenageia os 100 anos de Grande Otelo C ozinha dos sonhos: com este conceito a arquiteta Graciela Piñero, de Alphaville, marca seu retorno à principal mostra de decoração do país, a Casa Cor São Paulo, que vai de 26 de maio a 12 de julho. Em seu lounge de 55 m², Graciela projetou um ambiente intimista, intitulado A Cozinha dos Meus Sonhos, que exalta a praticidade da área gour- met equipada e moderna, com aconchego nos detalhes, para receber os amigos e familiares. Há tempos a cozinha deixou de ser isolada e escondida para se transformar em área de inte- gração. É também o espaço que aguça criatividade no preparo de pratos. “Essa é uma área que permite ricas experiências e instiga nosso processo criativo. Coloquei referências pessoais neste projeto pensado em uma proprietária que gosta de cozi- nhar em família, experimentar novas receitas, curtir, relaxar e socializar. Utilizei cores suaves, que se complementam de for- ma harmoniosa”, diz Graciela. As tonalidades compõem ma cartela de cores frias como nza, azul além de metaliza- s, incluindo prata e dourado composição com materiais icos e finos. O piso recebeu stone, pedra INTEGRAÇÃO. Com 55m² de área, espaço busca a intera- ção entre o espaço gour- met e social COZINHA. Ambiente de Piñero exalta a praticidade da área gourmet equipada e moderna para reunir a família Cozinha dos Sonhos Arquiteta de Alpha monta ambiente na Casa Cor I MÓVEIS Sexta-feira, 22 de maio de 2015 D1 Centenas de Ofertas Aqui você encontra o imóvel que está procurando Para anunciar ligue: 4208-1600 2424-7540 de segunda a sexta, das 9h às 18h www.folhadealphaville.com.br Folha de Alphaville Tonalidades compõem cartela de cores frias como cinza, azul além de metalizados CONSTRUÇÃO DECORAÇÃO & CONSTRUÇÃO DECORAÇÃO & Maior exposição de decora- ção de SP abre as portas de sua 28ª edição no dia 26/5, com ingressos a R$ 48 (de 3ª a 6ª) e R$ 60 (fim de se- mana e feriado). Entre 79 ambientes, destaque para a arquiteta de Alphaville, Graciela Piñero, em sintonia com o tema da mostra que enfatiza o “morar bem”. Mostra começa na terça (26) OFERTAS DE IMÓVEIS EM ALPHA E TAMBORÉ Quer investir? O imóvel que você procura para alugar ou comprar está nas páginas de Imóveis e Classificados da Folha de Alphaville O que fazer com o seu tempo PÁG. B2 ABRH-SP e Folha de Alphaville Tenista de Alphaville joga na manhã desta sexta e deve chegar próximo aos top 50 do mundo. PÁG. B7 BELLUCCI AVANÇA ÀS SEMIFINAIS DE GENEBRA Turismo: os melhores hotéis para aproveitar o feriadão e o Dia dos Namorados Corpus Christi será último feriado de quatro dias do ano e pode ser uma ótima oportunidade para viajar em família. PÁG. B6 Mauricio Maranhão/Folha de Alphaville Estudo ajudará no progresso socioeconômico da região A fim de estimular e discutir o desenvolvimen- to econômico da região Metropolitana Oeste de São Paulo, considerando as cidades de Barue- ri, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus e Santana de Parnaíba, foi realizado nessa semana um Fórum de Desen- volvimento Regional. Um dos passos já foi dado: a Universidade Federal (Unifesp), em Osasco, está coletando dados econômicos e sociais da região, avaliando suas características, desenvol- vimento e cidadania e, ainda, políticas públicas. Para especialistas, com essas informações e um diagnóstico ficará mais fácil discutir e traçar o desenvolvimento, e os dados ajudarão a atrair mais empresas e investimentos. PÁG. A9 Unifesp está mapeando dados das oito cidades, incluindo Barueri e Parnaíba, para atrair novos investimentos regionais Câmara de Barueri adia votação sobre orçamento Conteúdo da Lei de Diretrizes Orçamentárias, enviada pelo Executivo, gerou dúvidas entre os vereadores porque abre brecha para autonomia da prefeitura em reduzir benefícios de funcionários públicos. PÁG. A3 Companhia aérea de Alphaville compra 50 jatos A Azul, com sede no bairro, fechou acordo para a compra de aeronaves da Embraer em uma negociação de US$ 3,2 bilhões. PÁG. A10 Viaduto e ponte de Alpha ficam às escuras após furto de fios Iluminação do novo viaduto de acesso à rodovia Castello Branco e da ponte ‘estaiada’ só deve voltar ao normal em 15 dias. PÁG. B4 Barueri ganhará mais dois Conselhos Tutelares nos próximos anos Órgão independente que tem a função de zelar pelo direito da criança e do adolescente receberá reforços em 2016 e em 2020. PÁG. A11 Apesar de nova lei, idosos com mais de 60 ainda pagam ônibus Isenção para utilizar os coletivos de Barueri teria de valer desde o dia 26 de abril, mas ainda falta regulamentação. PÁG. B4 ‘PERDEMOS A GUERRA CONTRA A DENGUE’ A frase é do secretário de Saúde de Barueri, dr. Antonio Carlos Marques, que fala com exclusividade sobre as mortes por dengue na cidade e as ações integradas contra a doença, que vem perdendo força após pico em abril. PÁG. A8 ALINNE NOS MISTÉRIOS DE ‘VENDEDOR DE PASSADOS’ Reviravoltas do longa nacional, com Lázaro Ramos e Alinne Moraes (foto), prendem a atenção dos expectadores. PÁG. C5 INSPIRADO NA TOSCANA Dono de rede de restaurantes buscou receitas na região italiana para incrementar o cardápio. PÁG. C6 A MODA DE COLORIR LIVROS A moradora Vanessa e sua filha Sofia pintam juntas na nova febre literária que já provocou escassez de lápis de cor no bairro. PÁG. C1

Post on 22-Jul-2016

277 views

Category:

Documents

8 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

  • O seu maior e mais completo jornal

    NOVA GERAO DO CAMAROA GM apresentou detalhes do novo muscle car que s deve chegar aqui em meados de 2016. PG. C8

    Di re tor: Ce sar Fof f Ano XII n 609

    www.folhadealphaville.com.br facebook.com/folhadealphaville

    S A

    FO

    LHA

    TEM

    ISSN

    1808

    -8767

    Sexta e domingo tero sol com nuvens. No sbado, anebulosidade aumenta, mas no h previso de chuva

    SBADO DOMINGO

    Mx.

    26Mx.

    26Mx.

    27Min.

    16Min.

    15Min.

    15

    INDICADORESECONMICOS

    Euro Dlar

    Bovespa IPC-A

    R$ 3,38 R$ 3,04

    0,38% 0,71%

    QUI, 21 QUI, 21

    QUI, 21 ABR/15

    SEXTA-FEIRA

    SEXTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2015

    Escritor analisa as publici-dades veiculadas pela rede social Facebook. Pg. A2

    Tom Coelho

    Na prxima novela das 18h, Alline Moraes vai roubar namorado de Paolla. Pg C4

    Flvio Ricco

    Para jornalista, est em curso mais um genocdio no mundo. Pg. A2

    Herdoto Barbeiro

    PG. B1

    Exposio em Barueri homenageia os 100 anos de Grande Otelo

    Cozinha dos sonhos: com este conceito a arquiteta Graciela Piero, de Alphaville, marca seu retorno principal mostra de decorao do pas, a Casa Cor So Paulo, que vai de 26 de maio a 12 de julho. Em seu lounge de 55 m, Graciela projetou um ambiente intimista, intitulado A Cozinha dos Meus Sonhos, que exalta a praticidade da rea gour-met equipada e moderna, com aconchego nos detalhes, para receber os amigos e familiares. H tempos a cozinha deixou de ser isolada e escondida para se transformar em rea de inte-grao. tambm o espao que agua criatividade no preparo de pratos. Essa uma rea que permite ricas experincias e instiga nosso processo criativo. Coloquei referncias pessoais neste projeto pensado em uma proprietria que gosta de cozi-

    nhar em famlia, experimentar novas receitas, curtir, relaxar e socializar. Utilizei cores suaves, que se complementam de for-ma harmoniosa, diz Graciela. As tonalidades compem ma cartela de cores frias como nza, azul alm de metaliza-s, incluindo prata e dourado composio com materiais icos e nos. O piso recebeustone, pedra

    INTEGRAO. Com 55m de rea, espao busca a intera-o entre oespao gour-met e social

    COZINHA. Ambiente de Piero exalta a praticidade da rea gourmet equipada e

    moderna para reunir a famlia

    Cozinha dos SonhosArquiteta de Alpha monta ambiente

    na Casa Cor

    IMVEISSexta-feira, 22 de maio de 2015 D1Centenas de OfertasAqui voc encontra o imvel que est procurando Para anunciar ligue: 4208-1600 2424-7540 de segunda a sexta,das 9h s 18hwww.folhadealphaville.com.br

    Folha de Alphaville

    Tonalidades compem cartela de cores frias como cinza, azulalm de metalizados

    CO

    NST

    RU

    O

    DE

    CO

    RA

    O&

    CO

    NST

    RU

    O

    DE

    CO

    RA

    O&

    Maior exposio de decora-o de SP abre as portas de sua 28 edio no dia 26/5, com ingressos a R$ 48 (de 3 a 6) e R$ 60 ( m de se-mana e feriado). Entre 79 ambientes, destaque para a arquiteta de Alphaville, Graciela Piero, em sintonia com o tema da mostra que enfatiza o morar bem.

    Mostra comea na tera (26)

    OFERTAS DE IMVEIS EM ALPHA E TAMBORQuer investir? O imvel que voc procura para alugar ou comprar est nas pginas de Imveis e Classi cados da Folha de Alphaville

    O que fazer com o seu tempo PG. B2

    ABRH-SP e Folha de Alphaville

    Tenista de Alphaville joga na manh desta sexta e deve chegar prximo aos top 50 do mundo. PG. B7

    BELLUCCI AVANAS SEMIFINAISDE GENEBRA

    Turismo: os melhores hotis para aproveitar o feriadoe o Dia dos NamoradosCorpus Christi ser ltimo feriado de quatro dias do ano e pode ser uma tima oportunidade para viajar em famlia. PG. B6

    Mauricio Maranho/Folha de Alphaville

    Estudo ajudar no progressosocioeconmico da regioA m de estimular e discutir o desenvolvimen-to econmico da regio Metropolitana Oeste de So Paulo, considerando as cidades de Barue-ri, Carapicuba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus e Santana de Parnaba,

    foi realizado nessa semana um Frum de Desen-volvimento Regional. Um dos passos j foi dado: a Universidade Federal (Unifesp), em Osasco, est coletando dados econmicos e sociais da regio, avaliando suas caractersticas, desenvol-

    vimento e cidadania e, ainda, polticas pblicas. Para especialistas, com essas informaes e um diagnstico ficar mais fcil discutir e traar o desenvolvimento, e os dados ajudaro a atrairmais empresas e investimentos. PG. A9

    Unifesp est mapeando dados das oito cidades, incluindo Barueri e Parnaba, para atrair novos investimentos regionais

    Cmara de Barueri adia votao sobre oramentoContedo da Lei de Diretrizes Oramentrias, enviada pelo Executivo, gerou dvidas entre os vereadores porque abre brecha para autonomia da prefeitura em reduzir benefcios de funcionrios pblicos. PG. A3

    Companhia area de Alphaville compra 50 jatosA Azul, com sede no bairro, fechou acordopara a compra de aeronaves da Embraer em uma negociao de US$ 3,2 bilhes. PG. A10

    Viaduto e ponte de Alpha cam s escuras aps furto de osIluminao do novo viaduto de acesso rodovia Castello Branco e da ponte estaiadas deve voltar ao normal em 15 dias. PG. B4

    Barueri ganhar mais dois Conselhos Tutelares nos prximos anos rgo independente que tem a funo de zelar pelo direito da criana e do adolescente receber reforos em 2016 e em 2020. PG. A11

    Apesar de nova lei, idosos com mais de 60 ainda pagam nibus Iseno para utilizar os coletivos deBarueri teria de valer desde o dia 26 de abril, mas ainda falta regulamentao. PG. B4

    PERDEMOS A GUERRA CONTRA A DENGUEA frase do secretrio de Sade de Barueri, dr. Antonio Carlos Marques, que fala com exclusividade sobre as mortes

    por dengue na cidade e as aes integradas contra a doena, que vem perdendo fora aps pico em abril. PG. A8

    ALINNE NOS MISTRIOS DE VENDEDOR DE PASSADOSReviravoltas do longa nacional, com Lzaro Ramos e Alinne Moraes (foto), prendem a ateno dos expectadores. PG. C5

    INSPIRADO NA TOSCANADono de rede de restaurantes buscou receitas na regio italiana para incrementar o cardpio. PG. C6

    A MODADE COLORIR LIVROSA moradora Vanessa e sua lha So a pintam juntas na nova febre literria que j provocou escassez de lpis de cor no bairro. PG. C1

  • Est em curso mais um geno-cdio no mundo. As vtimas so os rohingyas. Eles so con-siderados os povos mais perse-guidos, segundo a ONU. Uma minoria sem amigos e sem terra. A ltima violncia que sofreram foi a expulso das terras que ocu-pavam no sul do Mianmar, onde estavam con nados.

    So considerados aptri-das, invasores, indesejveis, verdadeiros prias, ou ine-xistentes, pelos governos das regies. Sem ter para onde ir lanam-se no mar em embar-caes precrias e so vtimas de tra cantes de escravos. So uma minoria muulmana de 800 mil pessoas e isso mais um motivo para a perseguio. Para Mianmar so imigrantes clandestinos que vieram de

    A2 | SEXTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2015 Folha de Alphaville

    EditorialProblemas sem soluo

    Em Alphaville, alguns pro-blemas parecem crnicos e, mesmo discutidos exaustiva-mente, continuam sem soluo.

    Os os numerosos pendura-dos de forma irregular nos pos-tes do bairro e, algumas vezes, os soltos, colocando em risco a passagem de pedestres, um dos exemplos.

    A reportagem da Folha rela-ta frequentemente agrantes e o que se ouve das autoridades e empresas que deveriam ser res-ponsveis por esse problema que a obrigao da dona dos

    fios mas esses no possuem identi cao.

    Essa semana dois setores fo-ram alvo de rgos de defesa do consumidor por no atenderem seus clientes da forma como de-veriam e que atinge a todos.

    Uma liminar concedida pelo Tribunal de Justia de So Pau-lo, vlida em todo Estado, im-pede que as empresas de telefo-nia cortem a internet mvel dos clientes que tenham contratado servios ilimitados de acesso rede. A ao foi movida pela Fundao Procon/SP. Alm dos

    relatrios de uso e velocidade no serem claros, o sistema de telefonia mvel ainda bastante precrio (outra reclamao fre-quente em Alphaville) e caro.

    Outro setor afetado essa se-mana foi o de planos de sade. Na incapacidade de a populao ter acesso a uma sade pblica de qualidade, apesar de tantos impostos pagos, a Agncia Na-cional de Sade (ANS) decidiu suspender a venda de 87 conv-nios mdicos e odontolgicos de 22 operadoras. O motivo seria o desrespeito ao agendamento de

    consulta e exames e a negativa de atendimento para cirurgias e tratamentos.

    Sem dvida que aes como essas so avanos, mas parecem medidas que levam ao estereti-po do enxugar gelo.

    Tanto no caso da telefonia mvel, ainda falha e cara, como dos planos de sade, cada dia mais onerosos porm necess-rios, a populao se sente como caminhar por algumas caladas de Alphaville com os soltos: a qualquer momento ser a prxi-ma vtima.

    CHARGE

    Folha de Alphaville

    www.folhadealphaville.com.br

    As cartas e os ar ti gos as si na dos no re e tem, ne ces sa ria men te, a opi nio do jor nal. Por mo ti vo de es pa o, as car tas so editadas. Dis tri buio: Re si den ci ais e re as co mer ci ais de Alpha vil le, Tam bo r, Al deia da Ser ra e de mais re as de Ba ru e ri e San ta na de Par na ba Im presso: Me tro m dia Gr ca - Av. Tu cu na r, 955 - Tam bo r - Ba ru e ri - SP - Tel.: 4193-5357

    GRU PO ME TRO M DIA DE CO MU NI CAO27 anos de fundaoAvenida Sagitrio, 138, salas 208 a 212, Condomnio Alpha Of cesTorre London, Alphaville, Ba ru e ri, SP Te le fo ne: 4208-1600 / 2424-7540

    OPINIO

    DESPEDIDAMsico B.B. King, considerado o rei do blues, morre aos 89 anos, em Las Vegas (EUA), em decorrncia de diabetes tipo 2.

    CORTESDilma se rene com ministros para avaliar os cortes no Oramento para cumprimento do ajuste scal.

    VIOLNCIAMorre o mdico esfaqueado em assalto no Rio de Janeiro. Ele andava de bicicleta e foi surpreendido por adolescentes.

    SUSTOExploso em edifcio residencial de So Conrado, no Rio de Janeiro, deixa feridos e vrias famlias desabrigadas.

    PREVENOCampanha de vacinao contra a gripe prorrogada no estado de So Paulo e ser realizada at o dia 3 de junho na rede pblica.

    ADOOCadastro nacional simpli cado e processo de adoo deve car mais rpido. Novo modelo permite cruzamento de dados.

    STFSenado aprova indicao do jurista Luiz Edson Fachin para o Supremo Tribunal Federal. Foram 52 votos a favor e 27 contra.

    x RESUMO DA SEMANASEXTA, 15 SBADO, 16 DOMINGO, 17 SEGUNDA, 18 TERA, 19 QUARTA, 20 QUINTA, 21

    Tom Coelho educador, palestrante em gesto de pessoas e negcios, escritor e autor de sete livros. colunista da Folhade Alphaville desde 2005.

    HERDOTO BARBEIRO

    (*) Herdoto Barbeiro escritor e jornalista da RecordNews e R7.com

    TOM COELHO

    Carlos Andr de Souza

    FIM DE SEMANA:O m de semana ser de tempo aberto e temperaturas mais quentes de acordo com previso da Climatempo. A mxima ser de 27C no domingo (24) e a mnima prevista de 15C no sbado (24) e domingo (25).

    NA SEMANA:A segunda-feira (25) comea tambm com sol e clima mais quente. Porm, na tera (26), a previso de chuva o dia todo. O tempo melhora na quarta (27) e volta a chover na prxima quinta (28).

    TEMPO

    SEXTA-FEIRA22/5

    SBADO23/5

    DOMINGO24/5

    SEGUNDA24/5

    15

    16

    16

    15

    26

    26

    26

    27

    Bangladesh e no tem perma-nncia legal no pas.

    O fato dos rohingyas no per-tencerem maioria budista de Mianmar no justifica a violn-cia contra eles. O governo local herdeiro de uma ditadura sangui-nria de militares. Sob o pretexto de implantar um estado iguali-trio comunista, de inspirao sovitica, praticaram toda sorte de violncia contra a populao e os que se insurgiam contra a fal-ta de liberdade. A represso era violenta, com muitas mortes nas ruas da capital. S recentemente o pas recuperou a liberdade de imprensa e de formar partidos de oposio, ainda assim com a vigilncia dos militares.

    Agora preciso que a ONU saia em defesa dessa minoria cuja vida depende das rsticas embarcaes que vagam no n-dico e no Pacfico, ao sabor do destino e sem amparo de quem quer que seja. No se justifica uma religio perseguir povos de

    outras crenas. Ser budista ser tolerante acima de tudo e tratar as agruras dos outros com com-paixo. No isso que acontece em Mianmar. H intolerncia, violncia, mortes em nome de se expulsar uma minoria.

    O Buda e seus seguidores eram uma minoria na ndia quando fundaram o budismo. Foram perseguidos e por isso a religio se espraiou para o sudes-te asitico, onde est Mianmar. Salvar os rohingyas um dever de todos. E os budistas como eu tm o dever moral de denunciar a violncia como um crime contra a humanidade. um genocdio. No se pode esperar para denun-ciar como se fez na guerra que ningum acreditou que os nazis-tas massacravam judeus, ciga-nos e outras minorias na sanha de construir a superioridade do que chamavam de raa ariana.

    Sem destino

    V ou pontuar desde o in-cio: este artigo direcio-nado a todos que investem no Facebook como instru-mento de marketing digital.

    Esta mdia social, como muitas outras, so canais incrveis para cultivar rela-cionamentos. Com mais de 1 bilho de usurios ativos no mundo, natural que se pro-cure gerar negcios atravs do Facebook. Assim, empre-sas passaram a utilizar o cha-mado Face Ads, destinando uma verba mensal para pro-mover seus posts, buscan-do aumentar o nmero de seguidores e de curtidas. A pergunta : Qual a efetivi-dade desta estratgia?.

    Vamos aos fatos. Voc opta por investir na publica-

    o e se depara com nmeros de alcance estonteantes e falsos. Vou apresentar dados estatsti-cos para respaldar minha tese.

    Analisei apenas os ltimos dez posts patrocinados em mi-nha pgina. O valor mdio in-vestido foi de R$ 17,32. O alcance mdio de cada um foi de 14.639 pessoas. Ento, voc pode con-cluir que um timo nmero, ou seja, gastar menos de vinte reais para atingir quase 15 mil pessoas? Ledo engano, pois ape-nas 16 pessoas foram, de fato, impactadas na mdia, o que re-presenta uma taxa de retorno de apenas 0,11% e um custo mdio, por pessoa, de R$ 1,10. Esta an-lise possvel porque todos os posts continham link para aces-so atravs do qual o internauta poderia baixar um e-book, par-ticipar de um congresso virtual ou de eventos presenciais, tudo gratuitamente. Portanto, note o seguinte: eu no estava ven-dendo nada, no estava fazendo

    A farsa do Facebookqualquer apelo comercial.

    O fato de uma pessoa ter cli-cado no link no significa, evi-dentemente, que uma vez na p-gina para a qual foi remetida, elavenha a consolidar o interesseno produto ou servio. Ressalto,ainda, que tenho utilizado ltrosna de nio do per l do pblico,segmentando-o com base em pa-lavras-chaves espec cas.

    Pessoalmente, tomei a de-ciso de no mais investir noFace Ads. Sinto-me ludibriadoe lamento por quem se iludecom os nmeros apresenta-dos. Isso no signi ca que estamdia no possa trazer resul-tados. claro que pode, desdeque se coloque um caminhode dinheiro. Mas grandes inves-timentos geram resultados dequalquer forma, em qualqueriniciativa de marketing.

  • Com dvidas relacionadas possibilidade de o Exe-cutivo ter total autonomia para reduzir em at 30% o salrio de funcionrios pbli-cos, inclusive os concursados e contratados em regime CLT, os vereadores de Barueri bar-raram a votao da Lei de Di-retrizes Oramentrias (LDO), principal projeto na pauta da sesso desta tera-feira (19) na Casa de Leis.

    Precisamos de mais tempo para discutir a LDO, j que se trata de direcionar o Oramento da cidade em 2016, a rma Chi-co Vilela (PTB), vereador que tomou a frente no pedido de adiamento da votao. Esto querendo tirar alguns benef-cios dos funcionrios pblicos, como uma boni cao de 20% no salrio no caso de quem tem Ensino Mdio completo e de 30% para quem tem o Supe-rior, complementa.

    Segundo o vereador, ain-da h tempo para uma anlise aprofundada da LDO e o Legis-lativo deve se mobilizar para uma conversa mais detalhada com o departamento jurdico tanto da Cmara quanto da prefeitura. Barueri conta com 13 mil funcionrios pblicos, aproximadamente. A maioria tem in uncia na poltica. Tirar esse ganho de todos esses pro- ssionais seria colocar os elei-tores contra ns mesmos nas prximas eleies, enfatiza o vereador J (PV).

    Apesar de j ter sido realiza-da uma audincia pblica so-bre a LDO em Barueri, de acor-do com o vereador do Partido Verde, ainda se faz necessria uma conversa entre os legisla-dores e o Executivo. Precisa-mos ajustar isso com o prefeito [Gil Arantes, DEM]. H dois pa-rgrafos no projeto da LDO que

    deixam subentendido que o Executivo, seja ainda na gesto do Gil ou de outros prefeitos, no futuro, teria permisso para modi caes como a extino desse benefcio dos funcion-rios pblicos. E isso ns no aceitamos, pontua J.

    Jnio, vereador em Barueri pelo PMDB, lembra que uma Lei Federal que institui o bene-fcio salarial de acordo com o nvel de formao dos funcio-nrios pblicos. No podemos alterar isso. A maioria das cida-des adota essa lei. No d para voltar atrs a partir do momen-to que o municpio tambm acrescentou esse benefcio ao seu quadro, a rma.

    Segundo ele, haver uma tentativa de conversar com a secretaria de Finanas de Barueri, Geanete Resende da Silva. No se pode mexer no que direito adquirido. Enten-demos que a arrecadao est caindo, que o momento econ-mico difcil. Mas o corte tem que ocorrer em outros lugares. Ningum est contra o prefeito, s queremos esclarecer melhor essa situao, conclui Jnio.

    A possibilidade de reduo salarial no funcionalismo p-blico causou burburinhos na Cmara e repercutiu, tambm, nas redes sociais. E foi por meio de sua pgina no Facebook que o prefeito Gil Arantes se mani-festou a respeito do tema: Aos funcionrios da Prefeitura Mu-nicipal de Barueri! Como prefei-to quero tranquilizar a todos e

    SEXTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2015 | POLTICA | A3Folha de Alphaville

    Barueri Contedo da Lei de Diretrizes Oramentrias gera dvidas no Legislativo sobre reduo de benefcios dos funcionrios pblicos

    Cmara barra votao de oramento

    POLTICA

    IMPASSE. Vereadores tiraram principal projeto da pauta desta semana

    Fotos: Mauricio Maranho/Folha de Alphaville

    credibilidadeUma solenidade especial marcou, nesta quinta-feira (21), a comemorao do 13 aniversrio do Corpo de Bombeiros em Barueri. A celebrao ocor-reu no Centro de Eventos do Museu da Bblia, com vrias autoridades.

    Legislativo questiona possibilidade de haver reduo de salrios no funcionalismo pblico

    dizer que no so verdadeiros os boatos de que existe na Cmara um projeto que reduz salrios ou direitos dos funcionrios. A FGV est preparando o projeto de reforma administrativa e o plano de carreira, com o cuida-do de respeitar sempre o direito do funcionrio. No acredite em boatos que s tm o objetivo de desestabilizar o governo e o funcionrio, que nosso maior patrimnio. Fiquem em paz. Deus os abenoe.

    Festa de peoOutro assunto que gerou

    certo mal-estar no Legislativo de Barueri nesta semana foi o veto do prefeito Gil Arantes ao projeto de lei do vereador Saulo Ges (PRB), que autoriza a rea-lizao de rodeios na cidade.

    De acordo com informa-es de bastidores, o prefeito teria sinalizado, antes mesmo do respectivo projeto entrar em votao na Casa, que seria favorvel a ele. No entanto, na justi cativa de Gil Arantes en-caminhada ao Legislativo, o prefeito destaca pontos como: os rodeios, h muito, perde-ram seu carter cultural, j que

    os animais sofrem frequentes maus-tratos; a realizao de rodeios, mesmo que autorizado por lei, como o caso do pro-jeto em causa, frontalmente contrria ao interesse pblico, tendo em vista que no restam dvidas sobre a crueldade e maus-tratos a que os animais so submetidos.

    Saulo Ges refora que o prefeito tinha sinalizado a aceitao do projeto e se diz surpreso com o veto. Esses rodeios no so mais como an-tigamente. Hoje, esse tipo de evento est pro ssionalizado e no h maltrato de animais. Pelo contrrio, eles so mais bem cuidados do que animais que cam soltos em pastos, diz, comentando que o projeto est bem fundamentado e que foi avaliado pelo departamento jurdico da Cmara de Barueri. Nosso jurdico, que bastante rgido, deu parecer favorvel. Sou contra o veto do prefeito.

    A realizao de rodeios na cidade foi aprovada quase de forma unnime na Cmara. Se os vereadores derrubarem o veto do prefeito, ele volta ao Executivo para ser sancionado.

    Mas isso causaria um clima deestranheza no cenrio poltico barueriense, considerando quea base da situao e quase no h oposio no Legislativode Barueri.

    PblicoO nmero de pessoas que

    aproveita o horrio da sessode vereadores de Barueri parafazer algum pedido de ajudaaos polticos impressionante.O entra-e-sai contnuo.

    Esto querendo tirar alguns benef-cios dos funcion-rios pblicosChico VilelaVereador pelo PTB

    Michele [email protected]

  • A4 | POLTICA | SEXTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2015 Folha de Alphaville

    14/5/2015. A ao coloca como obrigatria a presena de se-cretrios, diretores e vereado-res quando convocados pela Cmara Municipal. Segundo Ronaldo, o PL poder ser pos-to em destaque para que seja votado, mesmo que os demais itens da Ordem do Dia no sejam, ainda como forma de apoio, assim como na sesso dessa tera-feira (19).

    A deciso do Tribunal de Contas do estado de So Paulo foi lida ainda antes da Tribuna. O processo averiguado pelo TC analisou o contrato entre a

    J esto sendo aplicadas as novas medidas no trn-sito do virio da ponte de Santana de Parnaba.

    Aps liberao de trs fai-xas no sentido Fazendinha e duas em direo ao Centro, agora esto sendo desliga-

    Na manh de quinta-feira (21) a ex-secretria de Sade, Dra. Eliana Pereira Vellozo esteve presente na Cmara Municipal para prestar es-clarecimentos sobre a sade de Santana de Parnaba.

    Na ocasio, Dra. Eliana a rmou que a prefeitura

    Mudana no trnsito de Parnaba

    Ex-secretria de Sade fala de atuao em relao a dengue

    Virio da ponte

    Sabatina

    Maurcio Maranho/Folha de Alphaville

    Svio Barletta / Divulgao

    Andr Storino / Divulgao

    Em meio a projetos reinci-dentes do Poder Executivo e a greve dos servidores pblicos de Santana de Parnaba, leitura de deciso judicial do Tribunal de Contas alerta para irregulari-dades em processos licitatrios no municpio. O prego presen-cial foi julgado irregular pela instncia. Licitao teve contra-to no valor de R$ 7,720 milhes.

    O clima ainda de protesto na Cmara Municipal. No co-meo da sesso, a entrada de trs Projetos de Lei do Poder Executivo outrora negados pela maioria da Casa causou deba-te ao ingressar para leitura. De acordo com Ronaldo Santos (PSB), presidente da Cmara, uma vez que os projetos so negados s podem entrar para votao novamente no ano se-guinte, segundo Lei Orgnica. Dada a situao, os parlamen-tares foram consultados sobre a continuidade dos referidos pro-jetos (n 067/2015, 068/2015, 070/2015). A maioria da Casa rejeitou a ao.

    Na Tribuna Livre vereado-res da oposio reforaram seu apoio greve dos servi-dores pblicos e em forma de apoio maioria da Casa optou em, novamente, no realizar a Ordem do Dia.

    Para a prxima semana, no entanto, est prevista a vota-o do projeto de emenda Lei Orgnica n 001/2015, de

    Casa veta projetos e prego julgado pelo TC

    FLUIDEZ. Alteraes pretendem melhorar o trfego de veculos

    SADE. Dra. Eliana Pereira Vellozo deixou o cargo na secretaria

    prefeitura e a empresa Expres-so Transportes Kaulla Ltda, prestadora de servios de trans-portes de estudantes nas zonas urbanas do municpio.

    Dentre os pontos citados por Dimas Eduardo Ramalho, relator do caso, esto cotao e regularidade das empresas participantes. Temos nos au-tos duas cotaes realizadas com empresas dos mesmos proprietrios e que aparente-mente no apresentam con-dies de atender ao objeto, e uma empresa contratada cujos endereos apontam imveis

    Parnaba Tribunal julgou irregular contrato de prestao de servios de transporte

    incompatveis com suas ativi-dades, gerando insegurana quanto aos preos praticados, integridade das empresas par-ticipantes e efetiva execuo do objeto, conforme proces-so 025425/026/14, disponvel para consulta no site do Tribu-nal de Contas.

    O rgo decidiu julgar irre-gulares o Prego Presencial e o Contrato em exame. Aps no-ti cao, o prefeito tem 60 dias para informar as providncias adotadas e 30 dias para com-provar o pagamento de multa aplicada pelo rgo.

    dos os semforos da regio. Os carros que vm da Fazen-

    dinha em direo a Alphaville devem fazer o contorno aps a ponte, esquerda. A ideia aliviar o trnsito da regio. A prefeitura pretende ainda cons-truir uma nova ponte no local.

    atua com 30 agentes na pre-veno dengue e com carros que realizam fumac nos bair-ros do municpio.

    Representantes da secre-taria frisaram ainda que nos condomnios o trabalho de fumac deve ser contrato pela administrao.

    Thieny [email protected]

    PROCESSO. O 2 secretrio Guilherme Correia (SDD) leu a deciso do TC durante a sesso da ltima tera

  • SEXTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2015 | A5Folha de Alphaville

  • A6 | SEXTA-FEI RA, 22 DE MAIO DE 2015 Folha de Alphaville

    ALPHAVILLEAlameda Amazonas, 832

    Alphaville Industrial - Barueri Tel.: 11 3522-8258

    SO PAULOAv. Dr. Gasto Vidigal, 1357Vila Leopoldina - So Paulo

    Tel.: 11 3883-7100grandbrasil.com.br

    Todos juntos fazem um trnsito melhor. *Preo de venda sugerido do veculo BMW 120i , ano/modelo 2015/2015: R$ 117.950,00 apenas para pagamento vista, pintura slida. Frete incluso. Condiesvlidas de 1/5/2015 a 31/5/2015 ou trmino do estoque de 12 unidades, prevalecendo o que ocorrer primeiro. Preo de venda sugerido do veculo BMW X1 sDrive20i ActiveFlex, ano/modelo 2015/2015: R$ 119.950,00 apenas para pagamento vista, pintura slida. Frete incluso. Condies vlidas de 1/5/2015 a 31/05/2015 ou

    trmino do estoque de 35 unidades, prevalecendo o que ocorrer primeiro. Condio vlida para o BMW 320i ActiveFlex, 2015/2015 - 0 km. Plano de financiamento oferecido pela BMW Financeira. Sujeito a aprovao de crdito. Modalidade CDC - Pessoa Fsica. Entrada mnima de 60% mais saldo em 18 parcelas mensais fixas . Taxa de juros de 0% a.m. (sem impostos). Taxa vlida somente para financiamento dos veculos em sua configurao original. Tarifa de Cadastro (R$ 750,00), tarifa do DETRAN/SP (R$ 101,54) e IOF esto inclusos nas parcelas e no CET. Condies vlidas de 1/5/2015 a 31/5/2015 ou at o trmino do estoque de 10 unidades. **Garantia de recompra pela concessionria responsvel pela venda, desde que atendidas todas as exigncias contratualmente previstas. Atendimento ao Cliente BMW SF: 0800 019 9797. Ouvidoria Corporativa: 0800 772 2369.

    LINHA BMW ACTIVEFLEX.MOTOR TURBO FLEX DE 184 HP,CMBIO AUTOMTICODE 8 MARCHAS E REGENERAODE ENERGIA DE FRENAGEM.POTNCIA, VERSATILIDADEE PRAZER DE DIRIGIR. ESCOLHA O SEU.

    GRAND BRASIL

    grandbrasil.com.br

    ENTRADA FLEXVEL DE ZERO A 49% GARANTIA DE

    RECOMPRA**

    18

    A PARTIR DE

    119.950*R$A PARTIR DE

    117.950*R$

    BMW 120i

    GRAND BRASILSUPER AVALIAO NO SEU SEMINOVO

    DESAFIOV E N H A E CO N F I R A !

    Aproveite ainda o PROGRAMA DE VENDAS CORPORATIVAS BMW, com condies imperdveis para empresas.

    CONFIRA NOSSA LINHA DESEMINOVOS PREMIUM

    AUTOMVEIS BMW BLIN

    DADOS*

    A PRONTA ENTREGA

  • SEXTA-FEI RA, 22 DE MAIO DE 2015 | A7Folha de Alphaville

    Todos juntos fazem um trnsito melhor.A Grand Brasil reserva-se no direito de corrigir possveis erros grficos ou de digitao. Fotos meramente ilustrativas.

    LINHA DE SEMINOVOS PREMIUMCOM PREOS MAIS QUE ESPECIAIS.

    Estrada da Aldeinha, 184Alphaville - BarueriTel.: 11 3230-2756

    grandbrasil.com.br

    NOVA DISCOVERY SPORTCHEGOU NA GRAND BRASIL

    VENHA FAZER UM TEST DRIVE

    MERCEDES-BENZ B200 12/13

    R$ 85.000 vistaAUTOMTICO | GASOLINA | BRANCO

    MERCEDES-BENZ A2002014/2014

    R$ 98.900 vistaAUTOMTICO | GASOLINA | AZUL

    MERCEDES-BENZ C20012/13

    R$ 109.900 vistaAUTOMTICO | GASOLINA | PRATA

    JAGUAR XF2012/2013

    R$ 169.900 vistaAUTOMTICO | GASOLINA | PRETO

    LAND ROVER DISCOVERY 4 HSE2013/2014

    R$ 299.000 vistaAUTOMTICO | DIESEL | VERDE

    RANGE ROVER EVOQUE DYNAMIC2014/2014

    R$ 199.900 vistaAUTOMTICO | GASOLINA | BRANCA

  • Secretarias esperam por nomeao de novos titulares aps pedido de exonerao de cargo em Santana de Parnaba e Barueri.

    Na cidade administrada por Gil Arantes (DEM), o ento se-cretrio de Transporte e Mobi-lidade Urbana, Joo Amncio, deixou o cargo na ltima sema-na. Na pasta desde o incio do atual governo, Amncio a r-mou ter pedido exonerao do cargo por motivos pessoais.

    Na rea pblica desde 1983, Joo Amncio no deu mais detalhes sobre sua sada e pre-feriu no fazer balanos sobre seu perodo de atuao.

    Enquanto no h um novo secretrio nomeado, repon-de de forma interina Gilberto Pereira de Brito, tambm se-cretrio dos Assuntos de Se-gurana. De acordo com a pre-feitura, a escolha foi feita por ambas as pastas atuarem no mesmo prdio. As duas reas j foram correlatas em Barue-ri, informou.

    Ainda no h prazos, no en-tanto, de quando o novo secre-trio ser nomeado.

    Em Santana de Parnaba, por sua vez, foi a secretaria de Sade que sofreu baixa. De acordo com a secretaria de Co-municao Social do munic-pio, Dra. Eliana Pereira Vellozo pediu para deixar o cargo por conta de agenda, uma vez que tambm atua como professo-ra. Segundo o presidente da Cmara Municipal, Ronaldo Santos (PSB), quem atende de forma interina Cludio Luiz Senise, secretrio de Tecnolo-gia da Informao.

    De acordo com Fbio Men-dona, secretrio de Comunica-o Social, o novo responsvel pela pasta ser Dr. Misorelli. (Por Thieny Molthini)

    Barueri e Parnaba tm mudanas em secretarias

    Pastas

    A8 | POLTICA | SEXTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2015 Folha de Alphaville

    FOCO. Dr. Antonio Carlos Mar-ques fala dos desa os da rede de sa-de pblica na cidade

    Dra. Ana Marta Sebber*

    A ARTE DE COMPRAR E VENDER UMA EMPRESA

    (*) Dra. Ana Marta Sebber advogada do escritrio Luiz Mello Sociedade de Advogados. Mais informaes no telefone: 4195-9661.

    sabido que o empresrio possui vrias razes para comprar ou vender uma empresa, dentre

    elas ganho de mercado, oportunidades de diver-si cao de investimentos, ganho de visibilidade, ganho na formao da marca e at mesmo sua pr-pria aposentadoria.

    Todavia, de suma importncia que o empre-srio, seja na hiptese de gurar como comprador ou vendedor de uma empresa, se atenha a algumas peculiaridades a m de obter segurana jurdica.

    Deve-se observar, por exemplo, os seguintes pontos: quanto realmente vale a empresa? Qual o risco cvel, tributrio e trabalhista na transao de compra e venda? Quem so os eventuais com-pradores e vendedores? So concorrentes? Trata--se de grupo de investimentos? So negociadores individuais? H inteno de o vendedor permane-cer no mercado? Qual a melhor estrutura jurdica de compra e venda? Qual a situao econmica da empresa? Trata-se de venda total ou parcial? Qual o prazo de retorno do investimento? Qual a margem de lucratividade da empresa? Quais so os direi-tos e obrigaes de compradores e vendedores nas transaes de compra e venda? Quais as vantagens e desvantagens dentro deste extenso rol de questio-namentos?

    Muitos empresrios, bastante habilidosos nos negcios e que praticam a compra e venda por tan-tos anos, jamais vivenciaram um auxilio pro ssio-nal em suas aquisies, e podem se surpreender com tantos riscos e pontos negativos que podero se revelar.

    Em sntese, tendo em vista que a compra e ven-da envolve uma srie de procedimentos e forma-lidades, cuja eleio dos melhores caminhos e a mitigao dos dissabores, seja para o comprador ou para o vendedor, devero ser analisados, acon-selha-se a contratao de uma assessoria jurdica especializada que prestar atendimento desde o incio das tratativas.

    Promoo vlida at 04/06 ou enquanto durarem os estoques. Imagens meramente ilustrativas.

    ALPHAVILLE - Alameda Araguaia, 62, Barueri. Horrio de Funcionamento: de segunda a sbado, das 9h s 21h, aos domingos, das 9h s 15h.

    FILEZINHO DE PEITO DE FRANGO SEARAEmbalagem 1 kg | Congelados individualmente

    R$ 9,90

    BIFE DE CHORIZO OU BIFE ANCHO SWIFT MAISBandeja

    R$ 29,90 KG

    PERNIL OU PALETA DE CORDEIROSWIFT A vcuo

    R$ 29,90 KG

    Quem disse que carnes selecionadasno podem ter variedade?

    Fotos: Mauricio Maranho/Folha de Alphaville

    Com a morte de uma idosa de 90 anos con rmada e outra, de um homem em torno de 50 anos, com todos os indcios de tambm estar relacionada com a dengue embora ainda de-pendendo de con rmao , o secretrio de Sade em Barueri, o ginecologista Dr. Antonio Car-los Marques, lamenta: Perde-mos a guerra contra a dengue.

    Segundo ele, isso inclui no somente Barueri como toda a regio e o estado de So Paulo, onde o nmero de mortes por dengue superou qualquer esta-tstica nesse ano. J sabamos que teramos problemas com a doena pelo coe ciente de in-

    festao medido em 2014, que estava alto demais. Tivemos epidemia, assim como Jandira e Itapevi, pontua, enfatizan-do: Investimos em variadas estratgias mas, quando a do-ena se tornou avassaladora, nos voltamos para o assisten-cialismo.

    De acordo com o secretrio, um posto de atendimento de 500 m foi montado em um pr-dio anexo da atual secretaria

    Rede pblica Secretrio de Sade em Barueri, Dr. Antonio Carlos Marques, lamenta mortes e fala de aes integradas contra a doena

    Perdemos a guerra contra a dengue

    718CASOSDe dengue foram con rmados em apenas sete dias, na semana entre 8 e 14 de abril. Com as temperaturas mais frias, os nmeros comeam a cair

    de Sade, na regio central de Barueri, para melhorar e agili-zar o atendimento de pacientes com suspeita e con rmao de dengue. Mesmo assim, infe-lizmente, at mesmo nosso su-pervisor de sade deve ter sido vtima da dengue. A morte dele a que depende, ainda, de con- rmao, mas ele estava com reduo acentuada no nmero de plaquetas antes de vir a bi-to, conta Dr. Antonio.

    No perodo de 4 de janeiro a 9 de maio, de acordo com esta-tsticas da secretaria de Sade, Barueri teve 3.468 casos de den-gue con rmados, sendo 1.562 autctones e 1.906 importados. O maior nmero de casos foi re-gistrado na semana entre 8 e 14 de abril: 718 con rmaes em sete dias.

    Dr. Antonio lista uma srie de medidas por parte do poder pblico municipal, desde ser-

    vios de identi cao dos focos do mosquito, preveno, cam-panhas de conscientizao, reu-nies com secretrios de Sadeda regio e com representantesdo governo estadual at, ento,melhorias no atendimento tan-to nos pronto-socorros quantoem unidades bsicas de sade.

    Mesmo assim, no foi su -ciente. Agora, precisamos quecada um avalie sua responsa-bilidade, seja o poder pblico,seja o cidado comum. E a re-gio precisa de uma estratgianica no combate dengue,pontua o secretrio.

    Raio-xOs investimentos com a

    rede de sade pblica na cida-de, de acordo com Dr. Antonio,vo muito alm dos 15% previs-tos no Oramento da cidade.Quando assumimos, os gas-tos j correspondiam a 23% doOramento e, agora, chegamosaos 30%, diz, lembrando queessa uma das prioridades doprefeito Gil Arantes (DEM) emseu mandato.

    Mesmo assim, os desa os so muitos. E o principal deles,segundo o secretrio, humani-zar o atendimento. A rede, queconta com 3,5 mil pro ssionais,em treinamentos constantescom esse propsito. Isso temque envolver desde o recepcio-nista e o segurana at a equipede enfermagem e mdica. umdesa o exaustivo, mas quemno sai de uma consulta j sesentindo muito melhor quando bem atendido?, indaga o se-cretrio.

    Em infraestrutura, uma s-rie de reformas e construesde UBSs deve melhorar a rede.

    Epidemia da doena j era esperada na regio pelo coe ciente de infestao de 2014

    Quando a doena se tornou avassalado-ra, nos vol-tamos para o assisten-cialismo

    Dr. AntonioSecretrio de Sade em Barueri

    Michele [email protected]

    At mesmo nosso supervisor de sade deve ter sido vtima da dengue. Ele teve queda acentuada das plaquetas

    Dr. Antonio Secretrio de Sade

    X Foco no atendimentoPrefeitura in-vestiu em rea de 500 m, na regio central, s para atender casos suspeitos e con rmados de dengue

  • SEXTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2015 | ECONOMIA | A9Folha de Alphaville

    Estamos perdendo nossas empresas para a especulao imobili-ria. Isso impacta em emprego e em rendaFbio FonsecaDiretor do Ciesp

    ECONOMIA Con ana da indstria recuaO ndice de Con ana da Indstria (ICI) caiu 0,7% da srie livre de in uncia sazonal em relao prvia de abril. Este foi o quarto resultado negativo consecutivo.

    Ter uma agenda com as principais polticas e aes necessrias para estimular o desenvolvimento econmico da regio Metropolitana Oeste de So Paulo considerando cidades como Barueri, Carapi-cuba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus e Santana de Parnaba deve ser um dos principais resulta-dos positivos de uma emprei-tada envolvendo sociedade civil, universo acadmico e, tambm, o poder pblico.

    Por meio de um Frum de Desenvolvimento Regional, os primeiros passos tm sido da-dos e de forma j muito bem--sucedida. Nesta semana, um seminrio realizado na Uni-versidade Federal de So Pau-lo (Unifesp), em Osasco, apre-sentou parte de um trabalho que ainda deve exigir muita dedicao, planejamento e in-vestimento no s nanceiro.

    No mundo acadmico, as aes esto relacionadas com a coleta de dados econmicos e sociais da regio. Um mape-amento tem sido feito por um grupo de alunos da Unifesp, considerando aspectos como: caractersticas da regio, de-senvolvimento e cidadania e, ainda, polticas pblicas.

    Esse projeto comeou em 2014. Formamos um grupo de

    pesquisa para trabalhar na sis-tematizao de dados econmi-cos e sociais da regio. Para isso, foi preciso um diagnstico, des-cobrir o potencial das nossas ci-dades, traar pontos pensando por que no se desenvolvem ou quais so os efeitos progressi-vos do desenvolvimento, ex-plica o professor Flavio Tayra, do departamento de Economia da Unifesp. Segundo ele, com dados e um diagnstico, ca mais fcil discutir e traar o de-senvolvimento.

    A opinio compartilha-da pelo diretor do Centro das Indstrias do Estado de So Paulo (Ciesp) em Osasco, F-bio Fonseca. Nenhuma em-presa comea nada sem ter uma base de dados con vel. E h coisas que acontecem na sociedade que acabam tendo um impacto muito forte no de-senvolvimento econmico de uma cidade, o que podemos considerar como efeitos re-gressivos, pontua.

    O processo de desindus-trializao, que ocorre no s na Regio Metropolitana Oeste como em todo o pas, princi-palmente no sudeste, des-tacado pelo diretor do Ciesp. De acordo com ele, h alguns anos o setor imobilirio tem sido privilegiado e, com a va-lorizao dos terrenos e o alto valor do metro quadrado, aca-ba havendo a induo a este nicho de mercado.

    Estamos perdendo nossas empresas por essa supervalo-rizao do metro quadrado. Essa questo do zoneamento tem de ser muito bem anali-sada, pois no d para privi- VISO. Fbio Fonseca, do Ciesp, aponta riscos da desindustrializao

    Michele [email protected]

    2MILHESDe pessoas vivem nas oito cidades que integram o Cioeste na regio

    Frum Organizaes se unem para potencializar a vocao regional

    Desenvolvimento da regio traado em estatsticas e metas

    POTENCIAL. Seminrio abordou temas que estimulam crescimento da regio

    Fotos: Mauricio Maranho/Folha de Alphaville

    legiar o setor imobilirio. Isso afasta as indstrias, acaba com a gerao de emprego e, em contrapartida, cria uma necessidade por servios, seja de mobilidade, sade, educa-o, que as cidades no do conta, alerta Fbio.

    Uma srie de debates, por meio do Frum de Desenvol-vimento Regional, ocorreu recentemente com secretrios de planejamento da regio Oeste, segundo o diretor do Ciesp. Hoje, temos um par-que industrial j estabelecido. Quando se fala em desenvol-vimento, o primeiro ponto fundamental manter isso. Temos qualidade de emprego, mo de obra quali cada, diz, completando: Outra necessi-dade envolve ateno com o Plano Diretor das cidades. Os

    prefeitos teriam que ter uma viso de blindar os bairros com per l industrial em seus municpios, pois isso impedi-ria a especulao imobiliria. Temos acompanhado de per-to casos de fbricas, inclusive do setor gr co, referncia na regio, que tm pensado na possibilidade de lucrar com a venda de seus espaos e, en-to, investir na instalao dos negcios em outros locais.

    fundamental esta-belecer as polticas pblicas para en-quadrar projetos e programasFrancisco MacielDiretor do Cioeste

    Polticas pblicasDiretor do Consrcio In-

    termunicipal da Regio OesteMetropolitana de So Paulo(Cioeste), Francisco Macieldestaca a importncia depensar em polticas pblicasquando o objetivo promovero desenvolvimento de umaregio. Isso envolve garan-tir melhores condies para ofuturo. Desenvolvimento sus-tentvel no uma expressofashion. Precisamos de diag-nstico e de aes, diz.

    Um dos principais desa- os, segundo Francisco, a

    carncia de dados estatsticosda regio, o que ento comeaa ser superado com o traba-lho do Frum que envolve osetor acadmico. Com isso, fundamental estabelecer aspolticas pblicas e, a partirda, enquadrar os projetos eprogramas a serem desenvol-vidos, pontua.

    O diretor do Cioeste, uma autarquia pblica que temsua assembleia principal for-mada pelos prefeitos das oitocidades que integram o Con-srcio Barueri, Carapicuba,Cotia, Itapevi, Jandira, Osas-co, Pirapora do Bom Jesus eSantana de Parnaba associaesse planejamento com certaestabilidade. No podemosviver de acordo com a mare isso o que tem ocorrido,refora, considerando a atualcrise econmica e poltica queo Brasil enfrenta e que afeta e muito o desenvolvimentoregional.

    Ter clareza com relaoaos objetivos quando se tratado desenvolvimento da re-gio e, principalmente, sobrecomo ser possvel atingi-los, imprescindvel na viso dodiretor do Cioeste. Isso no fcil. Precisamos segurar aansiedade e pensar mais naconcepo de todos os temasque envolvem esse processoto complexo, conclui Fran-cisco.

    O seminrio do Frum de Desenvolvimento reuniu es-pecialistas e representantesde diversas reas para abordarestes e vrios outros aspectosnecessrios para potenciali-zar o crescimento da regio.

    Para diretor do Ciesp, empresrios precisam de dados con veis para investir na regio

    preciso estabelecer polticas pblicas para enquadrar programas a serem desenvolvidos

  • A10 | ECONOMIA | SEXTA-FEI RA, 22 DE MAIO DE 2015 Folha de Alphaville

    Cartes somam mais de R$ 1 trilho em compras nos ltimos 12 meses

    Consumo

    Segundo levantamento da Abecs, associao das empre-sas de cartes, os brasileiros movimentaram R$ 1,002 tri-lho com cartes de crdito e dbito nos ltimos 12 meses (de abril de 2014 a maro de 2015). Apenas no 1 trimestre de 2015, foram movimentados R$ 246,6 bilhes, crescimento de 10,6% em relao aos trs primeiros meses de 2014.

    Os cartes de crdito regis-traram R$ 156,7 bilhes (alta de 10,1%), e os cartes de d-bito, R$ 89,9 bilhes (alta de 11,6%). Tambm no 1 trimes-tre, o nmero de transaes com cartes foi de 2,6 bilhes, crescimento de 9,6%.

    Com 1,4 bilho de tran-

    saes, os cartes de dbi-to foram mais usados pelos consumidores que os cartes de crdito, que tiveram 1,2 bi-lho de transaes.

    O uso de carto de dbito se caracteriza por ter maior participao em compras de menor valor, substituindo di-retamente o uso de dinheiro de papel no dia a dia, o que gera mais segurana e conve-nincia aos consumidores e lojistas. No 1 trimestre, o bra-sileiro gastou, em mdia, R$ 40,4 em cada transao com carto de dbito. Esse valor praticamente metade do t-quete mdio do carto de cr-dito, de R$ 80,6. Gastos no ex-terior tambm aumentaram.

    Avenida Andromeda, 612 Conjunto 598Seg-sex 11h s 20h / Sb e dom 12h s 20hTel: (11) 4688-0363 e (11) 4688-0365

    A DAMP conta com mais de 50 sabores de sorvetesde massa, alm de deliciosas sobremesas como cassatas, bolos de sorvete, milk-shakes, tartufos e muito mais.

    Experimente os surpreendentes Gorgonzola, Queijo brie com damasco, Manjerico com amora, Violeta e os tradicionais Flocos, Creme e Chocolate, entre outros.

    Venha curtir com sua famlia um tradicional gelato italiano, que j est no Brasil h mais de 40 anos,em um ambiente gostoso e aconchegante.

    AGORA EMALPHAVILLE!

    NOVO ESPAO. Como parte da comemorao de abertura do Living&Of ce Florense, foi aberta a exposio de peas customizadas por artistas da regio. Ficaro em cartaz at julho, quando ocorrer o leilo bene cente em prol da Apae Barueri. A Folha apoia o projeto.

    ART DESIGN EM ALPHAVILLE

    NAMORADOS. A loja Spezzato, em parceria com a Papaiz, levou para a entrada do Iguatemi Alphaville uma ponte para que casais eternizem seu amor. Quem comprar na loja leva um cadeado customizado para ser preso na grade seguindo a tradio da famosa ponte francesa.

    COMO A PONT DES ARTS

    Alpha tem nova loja de vinhos

    Comrcio

    Com a misso de de-mocratizar o consumo de vinho entre os brasileiros, a Vinho & Ponto chega a Alphaville. No mercado desde 2010, empresa foca da expanso por franquias.

    Queremos aproximar o consumidor de maneira mais fcil e criar uma re-ferncia no mercado de vi-nhos, explica Erni Silveira diretor da Vinho & Ponto.

    Criada em So Paulo, Erni viu uma carncia nesse setor nas reas prximas aos condomnios do bairro, por isso a abertura da unidade prpria no Centro de Apoio 2 (Praa Alpha Centauro, 54 - Loja 2), em fevereiro deste ano. Nossas lojas so ela-boradas e montadas para atender a vizinhana.

    A Vinho & Ponto quer criar um novo conceito de consumo, estreitando o rela-cionamento com seus clien-tes. Temos como hbito re-

    alizar eventos de degustao. Vamos chamar o consumidor para conhecer o vinho, porque voc s conhece o vinho quan-do est na taa, ressalta Erni.

    Nessa linha, o empresrio aposta na democratizao do vinho, tirando a ideia de que para ser bom precisar ser caro. O vinho pode ser acessvel, estar no dia a dia, preciso criar uma cultura. interessante mostrar que h vinhos acessveis com preos justos, destaca. O melhor vinho do mundo aquele que te agrada. O crescimento do consumo no vinho mais caro s vai ocorrer a partir do vi-nho mais barato.

    Criada j com o projeto de expanso por franquias, de-vero ser inauguradas 20 lo-jas em todo pas at o nal do ano, todas com rtulos ni-cos. Para preservar produtos e preos temos que trabalhar com exclusividade, naliza Erni. (Por Thieny Molthini)

    Parceria A Azul, sediada em Alphaville, comprar 50 aeronaves da brasileira Embraer

    A Azul Linhas Areas Brasi-leiras, com sede em Alpha-ville, e a Embraer chegaram a um acordo para venda de 30 jatos E195-E2. A Carta de In-tenes contempla direitos de compra para 20 jatos adicionais do mesmo modelo, elevando o potencial da encomenda total para at 50 avies E195-E2.

    O contrato para os E-Jets E2 tem valor estimado de US$ 3,2 bilhes pelo atual preo da Em-braer. A primeira entrega est prevista para o segundo trimes-tre de 2020.

    A Azul opera a maior frota de E195 no mundo e conta com um total de 82 aeronaves da fa-mlia de jatos da Embraer (60 E195 e 22 E190) em operao, alm de mais seis pedidos em carteira. A companhia conta com uma frota operacional de 143 aeronaves, que alm dos modelos da Embraer, contam tambm com jatos Airbus A330 e turbolices da ATR.

    A parceria com a Embra-er, desde a fundao da Azul, foi decisiva para consolidar-mos nosso plano de negcios

    Empresa amplia sua frota de jatos

    E195-E2. Com novas asas, controles de voo y-by-wire e avanos, aeronave promete melhor consumo e baixo rudo

    ACESSO. Erni Silveira aposta na democratizao do consumo de vinhos

    Fotos: Divulgao

    mercado domstico, completa o executivo.

    Operao internacional

    Essa semana, a Azul tam-bm anunciou novidades em sua operao internacional. A companhia quer adotar um novo mercado, com a incluso de um voo dirio para Orlando a partir de Guarulhos.

    Se a nova rota for aprovada, a Azul ser a nica companhia a oferecer voos diretos para Or-

    lando a partir de trs aeroportos no pas: Guarulhos, Con ns e Viracopos. Ser, ainda, a pri-meira operao internacional da empresa em Guarulhos, reforando sua presena no local, que hoje oferece mais de 50 voos dirios para mais de 16 destinos brasileiros.

    A area pretende iniciar o servio em 15 de dezembro, quando sua estreia para os EUA completar um ano. Para isso, encaminhou GRU Airport, administradora do terminal paulista, e Agncia Nacio-nal de Aviao Civil (Anac) os pedidos de slots alocao de horrios para pousos e decola-gens para a nova operao. Na sequncia, a Azul ingressa-r com o pedido de Horrio de Transporte (Hotran), que, de-pois de autorizado, permitir companhia iniciar a venda de passagens. A nova rota tambm integra o trabalho de expanso. A partir de Guarulhos, sero 16 destinos atendidos com apenas uma parada, explica Marcelo Bento, diretor de Planejamento e Alianas da Azul.

    e assim crescer no mercado de aviao domstico. Ao escolher avies construdos e desenvol-vidos no pas, a Azul contribui para a manuteno e gerao de empregos, assim como para o desenvolvimento da econo-mia brasileira, a rma David Neeleman, CEO da Azul. O E2 ser o avio mais avanado em sua categoria, conferindo uma economia de combustvel aci-ma de 20% em relao ao atual modelo. Isso ser fundamental para mantermos nossas tarifas competitivas e crescermos no

    A area esperainiciar voos a partirde Cumbica em dezembro deste ano

    Mauricio Maranho/Folha de Alphaville

  • SEXTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2015 | CIDADES | A11Folha de Alphaville

    Escola visita cooperativa de reciclagemAlunos da escola Internacional de Alphaville visitaram na quarta (20) a Cooperyra. L conheceram o processo de triagem e comer-cializao de materiais reciclveis realizados pela cooperativaCIDADES

    Est em andamento o proces-so seletivo para o segundo Conselho Tutelar de Barueri. A nova unidade de atendimento faz parte de norma federal e est dentro do Plano Municipal para Infncia e Adolescncia (Pmia), que prev ainda a cria-o de outro conselho em 2020.

    O presidente do Conse-lho Municipal dos Direitos da Criana e do Adolescente de Barueri, Denilson Resen-de Ramos, explica que o novo conselho est diretamente rela-

    cionado ao crescimento popu-lacional da cidade. Existe uma normativa federal do Conselho Nacional dos Direitos da Crian-a e do Adolescente (Conanda) que estabelece um Conselho Tutelar para cada 100 mil habi-tantes. Barueri j se aproxima dos 300 mil, ento veri cando possibilidades convenciona-mos no plano instalar o 2 ago-ra e o 3 em 2020.

    O Conselho Tutelar um rgo independente que tem a funo de zelar pelo direito da

    Proteo Com normativa, cidade deve implementar um conselho a cada 100 mil habitantes, com isso haver 3 unidade em 2020

    Barueri ter segundo Conselho Tutelar951ATENDIMENTOSforam feitos na sede do Conselho Tutelar de Barueri de 1 de julho a 30 de setembro de 2014, no mais recente relatrio trimestral

    criana e do adolescente, de acordo com o Estatuto da Crian-a e do Adolescente. Todos os rgos tm um papel, quando um deles se omite, ou vrios deles, entra o Conselho Tutelar. obrigatrio estar na escola, obrigatrio ter vaga, que os pais matriculem e que o jovem fre-quente. A omisso do estado, dos pais ou em razo do prprio adolescente, pode resultar em uma medida de proteo pelo conselho tutelar, porque estu-dar um direito inalienvel.

    VotaoO Conselho Tutelar com-

    posto por 5 titulares e 5 su-plementes. A escolha feita atravs de voto direto pela populao. E antes mesmo da eleio, que acontecer no dia 4 de outubro em todo o pas, a partir deste ano, o can-didato passa por um proces-so de seleo. Primeiro h o critrio para inscrio, depois um curso preparatrio e uma prova eliminatria, por lti-ma a eleio, pontua o repre-

    sentante. A seleo, segundoDenilson, est mais criterio-sa para quali car e valorizarmais o conselheiro, que temmandato de 4 anos, podendoser reeleito uma vez.

    O novo conselho, que co-mea a atuar em 2016, aindano tem um prdio para fun-cionamento, mas, a princpio,deve car situado no bairro BoaVista. H planos para que sejafeito um Conselho Tutelar re-ferencial em nvel nacional emparceria com o governo federal.

    Podem ser conselheirosmoradores de Barueri h pelomenos 3 anos, com mais de 21anos e que comprovem traba-lho e ou engajamento social nadefesa dos direitos humanos. Oedital pode ser consultado nosite da prefeitura, www.barue-ri.sp.gov.br. Mais informaespelo telefone 4199-2828. As ins-cries vo at 26 de junho.

    DIREITOS. Denilson ressalta a importncia de seleo criteriosa de conselheiros

    ATUAO. nico conse-lho de Barueri ca na rua Elvira Lefevre Sales Nemer, 178, e atende das 8h s 17h

    O atual Conselho Tutelar de Barueri atende 24h pelo telefone 4198-5344

    O conselho deve zelar pelo cum-primento dos direitos da criana e do ado-lescente

    Denilson Resende Ramosdo CMCDA

    Fotos: Mauricio Maranho/Folha de Alphaville

    Thieny [email protected]

  • A12 | SEXTA-FEI RA, 22 DE MAIO DE 2015 Folha de Alphaville

  • Em celebrao aos 100 anos de um dos mais importan-tes artistas do nosso pas, Ba-rueri inaugurou a exposio em homenagem a Grande Ote-lo. A mostra Otelo 100 Anos tem tambm o objetivo de res-gatar a cultura brasileira. O Grande Otelo est se perdendo, as pessoas desta gerao esto se distanciando dessa cultura, com esse trabalho estamos pre-servando a memria, conta Edgard Santo Moretti, coorde-nador da pinacoteca e da gale-ria de arte e curador da mostra.

    Considerado um dos maio-res artistas do sculo 20, Se-bastio Bernardes de Souza Prata nasceu em 18 de outubro de 1915, na cidade de Uber-lndia (Minas Gerais). Ator, comediante, cantor, escritor, Grande Otelo tem parte de seu trabalho representado at o dia 30 junho na Galeria de Artes do Teatro Municipal de Barueri (rua Ministro de Bar-ros Monteiro, 255). O evento uma boa oportunidade para promover o hbito da leitura. As exposies que aconte-cem na galeria do teatro so voltadas, principalmente, ao pblico estudantil, porque tem a tendncia de incentivar a leitura, ressalta Edgard.

    A mostra Otelo 100 anos conta com banners explica-tivos sobre a histria do ator, que eternizou o anti-heri Ma-cunama (romance moderno homlogo escrito em 1928 por Mrio de Andrade) nas telas, instalaes, capas de revistas em quadrinhos em que apare-ce com o artista Oscarito. Eles eram as personalidades mais conhecidas do cinema na po-ca, conta o curador. A exposi-

    o conta ainda com pinturas e caricaturas feitas por artistas da regio. Gosto de incentivar a arte e ns abrimos oportuni-dades para isso, mas fazemos uma seleo para exposio, refora o coordenador.

    Grande Otelo era um ator negro, de 1,50 m, muito po-bre, uma criana rebelde, no gostava de escola e acabou se tornando um dos maiores atores brasileiros, conta Ed-gard. Seu nome era Sebastio e quem o chamou de Grande Otelo foi Jardel Jercolis, pai de Jardel Filho, quando fez parte de sua companhia de teatro.

    Grande Otelo faleceu aos 78 anos e para Edgard homena-ge-lo uma forma de trazer a cultura de volta, reforando-a. Precisamos recuperar a me-mria da nossa cultura, da cul-tura do povo brasileiro, seno ns no teremos referncia, as crianas no tm mais algum assim para admirar, ressalta.

    No ano passado a expo-sio homenageou Dorival Caymmi, com objetos de esco-la de samba, textos e comida tpica. importante porque um gancho para voc trazer a cultura e incentivar a leitura. Desse jeito as pessoas vo se interessando, passando os en-sinamentos adiante.

    Na mesma linha, em julho o espao receber uma exposi-o fotogr ca sobre o folclore paulista e em breve a mostra 93 anos da Semana de Arte Moderna, com 60 rplicas do modernismo feitas por alunos.

    Aberta de tera a sbado, das 9h s 18h, o espao recebe visitantes e grupos. Mas deta-lhes para agendamento pelo telefone 4198-0972. A entrada gratuita e a participao ga-rante 1 ponto no programa de pontos de incentivo cultura Bem Legal (mais informaes pelo 4199-1600).

    SEXTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2015 | CIDADES | B1Folha de Alphaville

    Ainda no papelLei do prefeito Gil Arantes (DEM) que oferece iseno da tarifa de nibus, em Barueri, para pessoas a partir de 60 anos tem atraso na regulamentao: benefcio deveria estar acessvel h 25 dias. Pg. B4CIDADES 2

    Cultura Galeria rene momentos da carreira do ator

    Exposio homenageia Grande Otelo

    ARTE. Otelo 100 anos rene instalaes de artistas da regio, como gravuras e esculturas

    Mauricio Maranho/Folha de Alphaville

    Com entrada gratutita, exposio Otelo 100 anos est aberta at 30 de junho

    CASAS

    APARTAMENTOS

    ELEGEMOS OS MELHORES NEGCIOS DE HOJE.

    Cre

    ci J

    -961

    Proprietrios de imveis em Alphaville e Tambor.Faam gratuitamente na sede da Coelho da Fonseca uma anlise completa da situao jurdica dos seus imveis. Liguem e agendem um horrio: Tel. 4134-8444

    CORPORATIVOS E INDUSTRIAIS

    TERRENOS RESIDENCIAIS

    Venda e locao

    Edifcio comercial com 550m teis. Recepo, piso em porcelanato. Cd. 560577 Tel.: 4134 8444

    ALPHAVILLE SANTANA DE PARNABAVende-se: R$ 1.400.000.

    Terreno com 4.648m, plano. Comercial/ Residencial. Fcil acesso.Cd. 599913 Tel.: 4134 8444

    BARUERILocao: R$ 37.000.

    Galpo com 1.850m teis, em 2.400m2 de rea total, segurana. Prximo Rod. Castello Branco. Cd. 592842 Tel.: 4134 8444

    Centro comercial

    R$ 600.000. Monousurio em local de grande circulao. 96m au., p-direito alto, gerador. Cd. 525273 Tel.: 4134 8444

    ALPHAVILLE

    Melhor condomnio do bairroTerreno plano com 640m, plano. Prximo portaria. R$ 1.380.000. Cd. 566701 Tel.: 4134 8444

    ALPHAVILLE ZEROVende-se: R$ 560.000.

    Excelente terreno em condomnio fechado, declive. Linda vista. Cd. 566701 Tel.: 4134 8444

    TAMBORRodeado de verde R$ 490.000.

    614m, linda vista para mata nativa. Condomnio com lago e tima segurana. Cd. 561207 Tel.: 4134 8444

    GNESIS 1Vende-se: R$ 2.200.000.

    Terreno em condomnio com 997m, plano, tima localizao. Estuda proposta. Cd. 358614 Tel.: 4134 8444

    TAMBOR

    ALPHAVILLE 3

    5 sutes, 384m construdos em 374m de terreno. Tota lmente reformada, piscina aquecida, escritrio, sistema de e levador. R$ 1 .550.000. Local privilegiado. Cd. 492702 Tel.: 4134-8444

    ALPHAVILLE 2

    4 dormitrios (2 sutes amplas), 530m construdos em 630m de terreno. Estilo Neoclssico. Residncia de extremo bom gosto, sala ntima com lareira. Lindo Jardim. R$ 2.000.000. Cd. 515670 Tel.: 3677-5000

    4 sutes (sendo 2 sutes com terrao), 480m construdos em 387m de terreno. Estilo Clssico. Espaoso living com lareira, home theater, escritrio, salo de festas. R$ 1.480.000. Cd. 525999 Tel.: 4134-8444

    ALPHAVILLE 3

    4 dormitrios ( 3 sutes), 310m constru dos em 360m de terreno. Res idnc ia em a lameda t ranqui la , ensolarada, lareira, espao gourmet. R$ 1.550.000. Cd. 408369 Tel.: 4134-8444

    ALPHAVILLE 11

    4 sutes (3 com closet), 401m construdos em 490m de terreno. Clara e arejada, lareira, aquecedores solar e eltrico. Reformada. Residencial Morada dos Pinheiros. R$ 1.550.000. Cd. 363876 Tel.: 4134-8444

    ALDEIA DA SERRAGNESIS 1 GNESIS 1

    4 su tes, 398m construdos em 420m de te r reno . L indo pro je to , acabamento primoroso, espao gourmet. Condomn io com lazer de c lube . R$ 2.200.000. Cd. 491480 Tel.: 4134-8444

    ALPHAVILLE 9

    4 dormitrios (2 sutes), 374m construdos em 360m de terreno. Nova. Impecvel acabamento em mrmore, terrao e piscina, espao gourmet. Nunca habitada. R$ 1.500.000. Cd. 454282 Tel.: 3677-5000

    4 sutes, 401m construdos em 437m de terreno. Nova. Piscina raia com deck, acabamento em mrmore, ambientes clean e bem distribudos, aquecimento solar. Local nobre. R$ 1.900.000. Cd. 433614 Tel.: 4134-8444

    3 sutes, 139m teis. tima planta com per fe i ta d is t r ibu io in te rna , acabamento de extremo bom gosto, piso em porcelanato, living ampliado. 3 vagas. R$ 855.000. Cd. 534260 Tel.: 4134-8444

    TAMBOR TAMBOR

    3 sutes, 158m teis. Apartamento agradvel e aconchegante, ambientes amplos, piso em porcelanato, terrao g o u r m e t . 3 v a g a s + D e p s i t o . R$ 1.150.000. Cd. 597130 Tel.: 4134-8444

    ALPHAVILLE ALPHAVILLE

    4 dormitrios (2 sutes), 301m teis. Pro je to de Luc i Rosset . Imponente a p a r t a m e n t o , l i v i n g e m m r m o r e Travertino, sala de jantar, terrao. 4 vagas. R$ 2.000.000. Cd. 368384 Tel.: 4134-8444

    2 sutes, 162m teis. Andar alto com vista privilegiada. Acabamento impecvel em ambientes amplos e iluminados, terrao gourmet envidraado, escritrio. 3 vagas. R$ 1.280.000. Cd. 598544 Tel.: 4134-8444

    Em todas as sedes da Coelho da Fonseca voc encontra um especialista em crdito imobilirio do Banco Ita, com um financiamento sob medida para voc, com taxas customizadas e a aprovao mais eficiente do mercado.

    Al. Rio Negro, 1439: de 2 6 feira das 8 s 20h, aos sbados das 9 s 18h e domingos e feriados das 10 s 16h.

    Al. Araguaia, 750, 2o andar: de 2 6 feira das 8 s 20h.

    Horrios de atendimento:

    Tel. 4134-8444

    www.coelhodafonseca.com.br

    LOCAO COMERCIAIS

    PRAIA

    LANAMENTOS OUEM CONSTRUO NOVOS E USADOS

    CAMPO INTERNACIONAISIMVEIS

    COM RENDA

    Thieny [email protected]

  • B2 | SEXTA-FEI RA, 22 DE MAIO DE 2015 Folha de Alphaville

    Os especialistas destacam 4 viles: o volume absurdo de e-mails, a grande quantida-de de reunies sem resultados, a falta de meta de gesto de tempo e a falta de prioridades.

    Eu no dava conta da mi-nha rotina de at 18 horas de trabalho por dia, ento quei muito doente e o mdico disse que eu tinha que mudar total-mente a forma como eu lidava com meu dia. Aprendi sobre esse assunto de gesto de tem-po, acabei gostando, virou um hobby e depois virei instrutor de dezenas de empresas.

    A experincia de Chris-tian Barbosa, que hoje coman-da uma das maiores empresas de consultoria em gesto de tempo do mercado. J treinou

    O trabalho em organizaes no-governamentais est longe de ser um improviso. A experincia de entidades inter-nacionais na administrao de atividades locais, pelo mundo, traz lies de gesto importan-tes e, de quebra, vai em dire-o ao que o trabalhador mais aponta como prioridade: a qua-lidade de vida.

    A ABRH-SP separou aqui o exemplo da Ashoka que, em snscrito, quer dizer ausncia de sofrimento. A entidade foi criada na ndia e est hoje em mais de 60 pases, selecionan-do e apoiando empreendedores sociais.

    O primeiro critrio para tra-balhar nesse setor a adern-cia aos objetivos da entidade. Avalia-se em conjunto qual a capacidade de contribuio da-quele indivduo na construo constante desse ecossistema, ressalta Claudia Duran, Direto-ra da Ashoka no Brasil.

    Esse critrio todo mundo concorda, mas a seleo no

    Trabalhou o dia todo e chegou em casa cansado, com a sensao de que as tarefas no renderam? Saiba que milhares de pessoas sentem a mesma coisa. E tudo pode ser diferente.

    O QUE VOC EST FAZENDO COM O SEU TEMPO?

    J pensou em trabalhar no Terceiro Setor?

    mais de 2 milhes de pessoas em vrios pases.

    A Triad Productivity So-lutions atende a 540 das mil maiores empresas brasileiras. A cada 5 funcionrios se tem um prejuzo mdio de 600 mil reais por ano com reuni-es inteis. Ento, preciso se mexer. No d para ser um executivo de sucesso sem sa-ber cuidar do seu tempo.

    Ateno para alguns sinais clssicos de que as coisas no vo bem: o nvel alto de es-tresse e a infelicidade. Se voc no consegue ler um livro, ir academia, acha que o sbado e domingo passam muito rpi-do, se deixou famlia e amigos de lado, o momento de parar e mudar o caos em que sua

    para por a. So vrias etapas, que passam pelo lder local, por dois membros do board inter-nacional e, nalmente, por um painel em que todos os mem-bros precisam concordar com aquela contratao. preciso falar ingls uente e dominar as ferramentas de comunicao online, algumas das entrevistas so feitas por Skype, explica Isabela Carvalho, Coordenado-ra de Comunicao.

    E quanto s competncias? Precisa ser proativo, intraem-preendedor e ter per l de lide-rana compartilhada, porque, dentro da estrutura, os coor-denadores locais podem tomar decises.

    Mais uma preocupao para quem pensa em fazer car-reira na instituio ter dis-ponibilidade para ir para outros pases. Nem sempre a vaga que tem as melhores caracters-ticas para voc est no seu pas. E identi camos esse caminho. Estar aberto a contribuir onde necessrio uma oportuni-

    vida se transformou.No fcil, mas poss-

    vel. O consultor explica que so necessrias de 5 a 9 se-manas para se ter os primei-ros benefcios. uma ques-to prtica de desenvolver o seu crebro para ter resultado. Cada pessoa tem um timing, mas com persistncia, com a metodologia e as ferramentas certas, a sua rotina vai ser bem melhor, explica.

    Com essas tcnicas, al-guns clientes conseguiram ganhar 1 hora e meia do dia. Outros dobraram o volume de resultados. Uma seguradora garantiu 40% de melhora no processo reduzindo o volume de reunies.

    Resumindo, a gente no

    dade. Um dos selecionados no Brasil foi ser diretor na frica do Sul, lembra Claudia.

    Isabela conta que exis-te um plano bem montado com as posies de analis-ta, change leader, leadership group member. A sede da Ashoka, atualmente, ca em Washington e l que ca o pessoal de Recursos Huma-nos. So eles que determinam os treinamentos e aes que mantm a cultura da Ashoka forte nas equipes, em todos os continentes. Com estruturas enxutas e de olho no bem-es-tar dos funcionrios. No h como construir melhorias so-ciais sem essa preocupao, ressalta a Diretora no Brasil. A entidade exibiliza decises como o trabalho remoto, em home of ce, para as funes que permitem. Se esse cami-nho inspira uma mudana de carreira, que de olho nas vagas, mas pesquise incansa-velmente a cultura antes de se candidatar.

    5. Reserve 2 ou 3 horas do diapara imprevistos.

    6. Divida as tarefas grandesem subtarefas e no passe mais de 3 horas em cada etapa.

    7. Utilize a internet para re-duzir urgncias de compras e pagamentos.

    8. Organize seu ambiente detrabalho: baguna um convi-te para a improdutividade.

    9. Organize seus emails: re-serve um tempo na agenda para liberar a caixa de entrada.

    Quer assistir uma palestra do Christian? Ele estar no RH-CONECTA, inscreva-se.

    S Time de talentos da Ashoka Brasil

    O primeiro critrio para tra-balhar nes-se setor a aderncia aos obje-tivos da entidade

    deve trabalhar demais, mas sim trabalhar de forma mais inteligente para gerar mais re-sultado. O ideal que voc se organize por tarefas e no por horrios. desa ador. Que tal tentar? Seguem as dicas:

    1. Tenha uma agenda digital ou no papel: no conte s com a memria.

    2. Planeje sua semana para ganhar tempo.

    3. Estabelea poucos objeti-vos para ajud-lo a manter o foco.

    4. Conscientize sua equipe dos principais objetivos cons-tantemente.

    Patrocinadores de Gesto ABRH-SP Regional Metropolitana Oeste: Patrocinadores de Gesto ABRH-SP: Apoio:

    VOC NA ABRH-SP

    Nosso destaque de hoje Valdir Baptista que responde pelas Relaes Institucionais na Prefeitura de Barueri e atua na ABRH-SP, na organizao de palestras, fruns, rodada de negcios, comisses de RH, reunindo pro ssionais da rea, trocas de informaes dicas e leis. Ele possui uma rede de network com mais de 5000 empresas na regio de Alphaville, alm de governo estadual e federal.

    Quer ser destaque nesta coluna? Mande foto e as informaes mais importantes do seu Currculo para: [email protected]

    Este espao seu, associado!

    BOLETIM ESPECIAL DE RECURSOS HUMANOS Barueri, 22 de maio de 2015

    AGENDA

    X Falta pouco para assistir as palestras do RH ConectaJunho est chegando, j fez sua inscrio? So mais de 60 palestras, com autoridades que tm experincias complemen-tares e fundamentais para o posicionamento da sua carreira e o crescimento da empresa onde trabalha. Uma oportunidade nica de acessar o conhecimento em um s endereo eletrnico, da sua casa. Mais informaes: (11) 5505-0545, [email protected] e www.abrhsp.org.br/rh-conecta

    X E a sade dos seus colaboradores como anda?Esse o tema do +Caf&+Gesto, que acontece na sexta, dia 29, na FGV, aqui de Alphaville. Norberto Birman, diretor corporativo da Amil, vai falar sobre Oportuni-dades e Desa os na Gesto de Sade nas empresas.

    X Programe-se ainda para o CONARH 2015:Entre os temas de palestrasComo criar uma cultura empreen-dedora, Remunerao e Meritocracia, A arte de liderar com o emergente Produtividade e longevidade. Mais informaes em: www.conarh.com.br

    FALE CONOSCO

    http://www.abrhsp.org.br

    http://www.facebook.com/abrhspnew

    https://twitter.com/abrhsp

    http://www.linkedin.com/in/abrhsp

    REGIONAL METROPOLITANA OESTE

    UM PASSO DE CADA VEZEm poca de epidemia, causada por umsimples mosquito, quantas vezes j pa-rou para se perguntar o que poderia ter sidoevitado. Pois, um levantamento da Secreta-ria Estadual de Sade de So Paulo revelainformaes importantes.

    Entre os CIDs incidentes em auxlio-do-ena previdencirio, os primeiros cinco lu-gares, em 2014, esto ocupados com fratu-ras e dores nas costas. Um aumento de casos e uma mudana de posies com relao aoano anterior. Situaes que, em sua grandemaioria, poderiam ter sido evitadas.

    Isso me leva a pensar num episdio trgi-co que aconteceu recentemente no Mxico:Dave Sandberg, CEO da SurveyMonkey esta-va distrado, caiu da esteira da academia do Hotel em que se hospedava, bateu a cabe-a e morreu. No Brasil, a mesma distraoatingiu a Presidente e o Padre Marcelo. Todo ano, milhares de pessoas se machucam em esteiras. Mas no s.

    Esse um exemplo das muitas distra-es que nos vitimam diariamente. E o que podemos fazer para evitar? As respostas ns mesmos temos e a principal : fazer duas coisas ao mesmo tempo, constantemente,no h crebro que no estresse. Mapeie osriscos dos seus hbitos e improvisos, dos decolegas, de trabalho, de academia, da sua famlia, comportamentos que, s vezes, ns mesmos no percebemos e torne conscien-te. As ferramentas variam de um comentrioa uma boa campanha, com cartazes, pales-tras, o que for preciso. Sugesto de onde co-mear? Pelas escadas, claro. Ou celular oudegrau. No exagero.

    Dr. Adriano Scaff Garcia*

    O P I N I O

    (*) Dr. Adriano Scaff Garcia NEUROCIRURGIO. CRM/SP 93656

  • SEXTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2015 | CIDADES | B3Folha de Alphaville

    Por um futuro susten-tvel a palestra que abor-dar o tema com alunos darede pblica municipal emBarueri. Sero quatro apre-sentaes, no prximo dia26, na escola Joo Carvalhode Lima, localizada no JardimMutinga.

    O teatro, a msica, o cir-co, a dana e a mgica. Es-ses fatores fazem com que ascrianas tenham mais von-tade de aprender, visto queprendem a ateno e ativam a curiosidade e a criatividade,explica Julio Martinez, diretorda Cincia Divertida no Bra-sil, empresa responsvel pelarealizao do espetculo.

    Entre as lies ensinadas,est o uso consciente da guaem tarefas rotineiras, comotomar banho e escovar osdentes. Por meio da pea, ascrianas se divertem e apren-dem com os cientistas ma-lucos, alm de participarde atividades educativas. Ahistria envolve um cientistaperdido no espao.

    As apresentaes ocorre-ro s 8h30, 10h, 14h e 16h.

    Nove nibus da linha mu-nicipal de Barueri receberamacervo de livros para leituradurante a viagem. A secreta-ria de Cultura e Turismo ins-talou bibliotecas itinerantescom livros, revistas e gibispara que os passageiros pos-sam ler durante o trajeto.

    Os nibus que receberama ao circulam nos bairrosVale do Sol, Engenho Novo,Jardim Lbano e Parque Impe-rial, as linhas mais longas domunicpio.

    Palestra fala sobre futuro sustentvelna rede pblica

    Prefeitura disponibiliza livros em nibus da cidade

    Educao

    Leitura

    Debate Evento discutir problemticas e boas prticas sobre o tema

    A m de reforar a questo ambiental, tanto no muni-cpio quanto em toda Regio Metropolitana de So Paulo, integrando comunidades, Ba-rueri realiza no prximo ms o 1 Simpsio de Educao Am-biental. Interessados podem, alm de participar do evento, inscrever projetos para apre-sentao em painis e debate. Ns chegamos concluso de que a educao ambiental pre-cisa ser mais abrangente, mais participativa, a rma Apare-cido Pires de Castro, secretrio de Recursos Naturais e Meio Ambiente.

    De acordo com o represen-tante da pasta, o simpsio sur-giu da necessidade de uni car projetos, ideias e, sobretudo, problemticas ambientais, uma vez que, segundo ele, quando se fala em meio ambiente no h como se estabelecer barrei-ras geogr cas. Ns estamos em uma regio metropolitana, onde os problemas so regiona-lizados. Muitas vezes camos tentando resolver internamente um problema que surgiu fora.

    Com o tema Onde Esta-mos, para Onde Vamos, o evento tem como objetivo tra-ar um panorama das aes de educao ambiental na regio. Depois de debatermos a situ-ao atual ns veremos o que pretendemos fazer, qual cami-nho estamos seguindo e se esse mesmo trajeto que deve-mos seguir, ou no.

    Na ocasio podero ser apresentados exemplos de boas prticas no campo da educao ambiental, independentemen-te do setor. Quem tiver interesse em expor painel dever enviar um resumo do trabalho j no momento de inscrio, e aguar-dar contato da comisso orga-nizadora aprovando o trabalho.

    O 1 Simpsio de Educao Ambiental ser realizado em 17 de junho, das 8h s 17h, na Fa-tec Barueri (av. Carlos Capriotti, 123). As inscries podem ser feitas pelo site da prefeitura, www.barueri.sp.gov.br. Na p-gina v at o link Secretarias e em seguida na imagem da pasta de Meio Ambiente, em seguida clique no banner do evento. Mais detalhes pelo te-lefone 4199-1500. Vale ressaltar que a inscrio de projetos vai at o dia 30 de maio (sbado).

    Barueri realiza primeiro simpsio de Educao Ambiental

    UNIO. Barueri, Cara-picuba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Santa-na de Parnaba e Taboo da Serra iro debater proble-mticas regio-nais avaliando solues

    Thieny [email protected]

    Mauricio Maranho/Folha de Alphaville

    Mauricio Maranho/Folha de Alphaville

    Usurios e trabalhadores reclamam de elevador quebrado na Al. Rio NegroPassagem subterrnea

    Depois de quatro meses in-terditado por problemas tc-nicos e de recente conserto, realizado em abril, o elevador da passagem subterrnea Yo-jiro Takaoka, na alameda Rio Negro, novamente est com avarias.

    complicado porque pre-cisamos muito do elevador para descer e subir com as mercadorias. Normalmente, carregamos sacolas bem pesa-das, pontua a artista plstica Viviane Rufato de Moura, que participa semanalmente de uma feira de artes promovida na passagem subterrnea.

    A acessibilidade tambm ca bastante prejudicada se-gundo Cleide Migoraimi. H alguns dias, ela conta, foi ne-cessrio inverter o sentido da escada rolante para que um cadeirante pudesse ter acesso ao local. Mes com crianas de colo tambm sofrem. Uma mulher caiu outro dia na es-cada rolante, por tentar des-cer com o carrinho de beb, a rma.

    A passagem subterrnea bastante movimentada, prin-cipalmente em horrios de pico. De acordo com Leonardo Rodrigues da Cunha, gerente-

    -geral da Associao Residen-cial e Empresarial Alphaville (Area), a manuteno tanto do elevador quanto das escadas rolantes so responsabilidade da prefeitura de Barueri.

    A Area cuida da segu-rana 24 horas, da limpeza e manuteno predial. A prefei-tura precisa rever alguns pro-cedimentos porque, normal-mente, a demora ocorre pela necessidade de fazer licitao para compras as peas que-bradas do elevador, avalia, lembrando que cadeirantes e de cientes fsicos cam sem acesso passagem subterr-

    nea estando o elevador que-brado.

    Em nota, o poder pblico municipal esclarece: A pre-feitura de Barueri teve uma sensvel perda na capacidade de investimentos entre 2014 e 2015, que desacelerou o ritmo de obras e diversas interven-es urbanas. A prefeitura j est adotando uma srie de aes para recuperar o poder de investimentos e a situao da passagem subterrnea est entre as prioridades, to logo nossa arrecadao municipal se recupere deste perodo de recesso. QUEBRADO. Sem elevador, acesso passagem subterrnea ca difcil

    AS MARCAS MAIS IN, EM UM S LUGAR, COM UM MIX DE PRODUTOS NICO.

    3 A N D A R , P I S O T O C A N T I N S .

    CONHEA A NOVA TRENDSPOT NO SHOPPING IGUATEMI ALPHAVILLE.

  • B4 | CIDADES | SEXTA-FEI RA, 22 DE MAIO DE 2015 Folha de Alphaville

    tria est em fase nal de re-gulamentao jurdica para viabilizao do benefcio os estudos tcnicos para implan-tao da medida ainda no foram nalizados.

    Alm disso, a prefeitura destaca que os procedimen-tos e documentos necessrios constaro no decreto muni-cipal e ainda no possvel precisar a data em que ser publicado o ato legal.

    No houve explicaes, por parte do poder pblico, sobre os motivos que teriam gerado atraso da regulamentao da

    Trs concessionrias de rodovias do Grupo CCR fo-ram as campes do Prmio Concessionria do Ano, em 2014, promovido pela Artesp (Agncia de Transporte do Estado de So Paulo). Entre 19 concessionrias de rodo-vias paulistas, a Renovias, na qual o Grupo CCR tem parti-cipao de 40%, foi eleita a melhor. Na segunda e tercei-ra colocaes, esto a CCR AutoBAn e a CCR SPVias, respectivamente.

    Para chegar s diferentes premiaes, tcnicos da Ar-tesp e do Instituto de Pesqui-sas Tecnolgicas (IPT) ela-boraram uma metodologia que leva em considerao 20 indicadores. Para cada cate-goria h um sistema de pon-tuao que avalia critrios quantitativos e qualitativos

    Grupo CCR tem as melhores concessionrias de So Paulo

    Reconhecimento

    Maurcio Maranho/Folha de Alphaville

    Ainda est s no papel uma lei instituda e promulga-da pelo prefeito de Barueri, Gil Arantes (DEM), com apro-vao da Cmara, para isen-tar idosos a partir de 60 anos do pagamento da tarifa de transporte pblico hoje com custo de R$ 3,50 na cidade.

    Publicada no Dirio O cial de Barueri em 26 de fevereiro de 2015, a lei deveria comear a vigorar em 26 de abril deste ano, 60 dias aps a publica-o, conforme estipulado por decreto do Executivo.

    Ao todo, j se passaram 85 dias e o benefcio continua valendo somente para pesso-as acima de 65 anos, como j previsto em lei federal.

    Na Ben ca Barueri Trans-porte e Turismo, empresa responsvel pelo carto Ben-fcil, usado no municpio, os funcionrios ainda desco-nhecem essa nova lei. Por te-lefone, a informao que tem sido transmitida ao pblico interessado de que s no pagam tarifa idosos a partir de 65 anos.

    J na secretaria de Trans-porte e Mobilidade, funcion-rios esto orientados a expli-car que a nova lei ainda est aguardando regulamentao do chefe do Executivo e no h data para entrar em vigor.

    Em nota, a prefeitura de Barueri explica que a ma-

    Lei no funciona e idoso de 60 anos paga nibus

    lei, j que o prazo estipulado foi 60 dias a partir da publi-cao.

    Na Cmara, alguns vere-adores j foram procurados por idosos interessados no benefcio, mas que no esto conseguindo informao a respeito da iseno.

    A equipe de reportagem da Folha de Alphaville entrou em contato com vrias instituies para con rmar as informaes e, de fato, est faltando orien-tao e melhor preparo dos fun-cionrios pblicos para lidarem com esse tema.

    Transporte Iseno teria de valer desde 26 de abril, mas ainda falta regulamentao

    BenfcilAtualmente, o carto Benf-

    cil usado principalmente por estudantes e tambm por em-presas credenciadas e vlido no somente em Barueri como tambm em nas cidades vizi-nhas Jandira e Itapevi.

    A solicitao pode ser feita pela internet, a documentao tem que ser entregue pesso-almente na empresa e, ento, aps esses procedimentos, o prazo para recebimento do car-to de cinco dias teis. Mais informaes pelo telefone (11) 4199-3500 (Benfcil).

    na medio da regularidade, da e cincia e da continuida-de dos servios prestados pelas concessionrias aos usurios.

    EventoO Grupo CCR, com a CCR

    ViaOeste, foi destaque tambm no I Simpsio Internacional de Gerenciamento da Resposta em Catstrofes, promovido recen-temente pelo Hospital Albert Einsten, em So Paulo.

    Marcelo Augusto Okamura, coordenador do Atendimento Pr-Hospitalar (APH) da CCR ViaOeste, realizou uma palestra no evento sobre a importncia da existncia de um plano de ao prvio para lidar com aci-dentes envolvendo mltiplas vtimas. Segundo ele, por ano, o APH da concessionria reali-za cerca de 5 mil atendimentos em 168 km de rodovias.

    Michele [email protected]

    3 IDADE. Lei foi criada para antecipar em cinco anos a idosos a iseno da tarifa em Barueri

    TRNSITO. Nas ltimas noites foi possvel observar as luzes do novo viaduto de acesso via expressa da Castello Branco apagadas. O motivo, segundo a prefeitura, foi o roubo de os de cobre do sistema, tanto de l quanto da ponte Akira Hashimoto. O suspeito foi preso e a situao deve ser normalizada em 15 dias.

    ROUBO DE FIOS EM BARUERIMaurcio Maranho/Folha de Alphaville

  • SEXTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2015 | B5Folha de Alphaville

  • B6 | TURISMO | SEXTA-FEI RA, 22 DE MAIO DE 2015 Folha de Alphaville

    Hotis e pousadas oferecem clima romntico para os namorados

    12 de junho

    O Dia dos Namorados este ano ser em uma sexta-feira e os hotis aproveitam o m de semana prolongado para oferecer pacotes e brindes es-peciais para os casais.

    Em So Roque, a cerca de 40 km de Alphaville, o Villa Rossa conta com spa (trata-mentos opcionais), campo de golfe e atividades diversas por R$ 898 (dirias com penso completa).

    O Lake Villas Exclusive Ho-tel & SPA, em Amparo, s acei-ta adultos e tem muitas atra-es para relaxar a dois: spa com mais de dez tipos de mas-sagens relaxantes, 12 lagos, mini-praias, duas cachoeiras e uma pequena ilha compem o charmoso clima buclico do hotel. Piscinas, aquecida e na-tural, quadras de tnis e estra-das para caminhada tambm podem ser a pedida para o pro-grama dos casais. Pacotes de 12 a 14 entre R$ 3.400 e R$ 4.084 com caf da manh, decora-o especial e uma garrafa de Chandon Brut 350 ml.

    Nas montanhas, a Pousada

    As frias de julho esto chegando. O Royal Palm Plaza, em Campinas, ter atrao especial: o Frmula Kids, minipista de kart com veculos eltricos. O progra-ma destinado a crianas de 4 a 12 anos e estar em funcionamento entre 3 e 15 de julho e de 19 de julho a 2 de agosto. Com um calen-drio de atividades diferen-te a cada sbado do ms, a meninada poder brincar na cama elstica, futebol de salo ou tobog in vel.

    Outra atrao o Kata Kuka, espao que remete a civilizao perdida, onde visitantes enfrentam labi-rintos, ocas, parede de esca-lada e arvorismo. Os ns de

    A estao argentina Las Leas est com pacotes para a temporada de inver-no. Alm das novas mqui-nas de fazer neve, a regio conta com modernos equi-pamentos de terraplana-gem para facilitar o acesso e mobilidade dos esquia-dores s pistas. Alm da in-frestrutura, Las Leas ofe-rece equipamentos para o aluguel para prtica de ski.

    Das pistas, um dos des-taques a ampliao da Conexo Eros-Minerva, que passa a ter terreno es-quivel duas vezes maior. J a Netuno est sendo nivelada para melhorar a

    Resort prepara novas atraes para frias de julho

    Las Leas tem novidades para o prximo inverno

    Campinas

    Ski na neve

    semana reservam ainda msi-ca ao vivo em piscinas e teatro com personagens do Miniville.

    Entre 26/6 e 2/8, o resort tem dirias por pessoa a par-

    qualidade de uso. Para hospedagem os paco-

    tes so de 7 noites, por a partir de US$ 288 (por pessoa em hos-tel) e US$ 1.425 (por pessoa em

    tir de R$ 602,50 + 5% de taxas com penso completa. Duas crianas de at 11 anos no mes-mo apartamento no pagam. Site: www.royalpalm.com.br.

    hotel). A Aerolneas Argentinas tem sadas de Guarulhos em 11, 18 e 25 de julho e 1 de agosto (a partir de US$ 1.100). Mais in-formaes: www.laslenas.com.

    ESPAO. Personagens do Miniville esto entre as atividades dos pequenos

    PARATY. Alm de aproveitar pousada, cidade recebe festival de dana

    CORDILHEIRA DOS ANDES. Complexo turstico a 1.200 km de Buenos AiresAMPARO. Casais podem desfrutar de belas paisagens e atividades. Acima, o por do sol em um dos lagos

    Quatro Estaes de Pinhal, em Santo Antnio do Pinhal (SP), oferece pacotes especiais para o pblico GLS comemorar o m de semana dos namorados. O pacote para casal custa a partir de R$ 940, incluso caf da ma-nh e jantar no sbado.

    Quem preferir ir para a praia, o p na areia Amora Ho-tel, em Maresias, Litoral Norte, tem pacote de duas noites a partir de R$ 1.155 o casal com

    caf da manh. Cada casal vai ganhar um espumante para brindar. Quem pagar o valor integral do pacote na reserva ganha 20% de desconto.

    Em Paraty (Rio), a Pousada das Bromlias fez pacote de duas noites com caf e garrafa de 375 ml de espumante na-cional por a partir de R$ 990 e ainda: 50% de desconto em ba-nhos aromateraputicos e 10% nos tratamentos corporais.

    TURISMO Passeio completoEm Campos do Jordo, uma boa opo de passeio com gastronomia o Espao Lenz, que possui trilha, Espao Kids, Fazendinha e restaurante. Site: www.lenz.com.brOferiado de Corpus Christi, no prximo dia 4, o ltimo do ano em uma quinta-feira, po-dendo fazer ponte com o m de semana. Por isso uma oportu-nidade de reunir a famlia para momentos de relaxamento.

    Alguns hotis ainda pos-suem vagas de quarta a domin-go, caso do Santa Clara Eco Re-sort, em Dourado, a 280 km de Alphaville, que preparou pacote com caf, almoo, ch da tarde e jantar a partir de R$ 2.600 por casal. Para a crianada, alm da boa infraestrutura, o resort tem tima equipe de monitores.

    Outro resort imperdvel para a crianada o Mavsa, em Ces-rio Lange (a 130 km), que promo-ver o Arrai, com diverso e co-midas tpicas, alm de atraes especiais, como noite country, quadrilha, casamento e msica ao vivo, entre outras. O Mavsa funciona no sistema all inclusi-ve 8 refeies por dia e bebidas com pacote a partir de R$ 5.752 por casal nas 4 dirias e cortesia para 2 crianas at 12 anos.

    A 115 km de Alpha tambm haver festa junina com quitu-tes beira da fogueira e arras-ta-p no Hotel Estncia Atibai-nha. Outras atraes: o cina de DJ para teens, msica ao vivo, massagem e degustao de vi-nhos. O Health Club ideal para relaxar e repor energias. O paco-te parte de R$ 4.440 o casal com caf da manh, almoo, caf da tarde e jantar. Duas crianas at 12 anos tm cortesia.

    A Fazenda Capoava ou-tra com arraial no feriado. Lo-

    Feriado Hotis no interior de So Paulo possuem pacotes de 4 dias para o Corpus Christi (entre 3 e 7 de junho) com muitas atividades

    Feriado para descansarFotos: Divulgao

    MAVSA. Em Cesrio Lange, resort com sistema all inclusive ter arraial

    CAPOAVA. Fazenda pertinho de Alphaville, em Itu, realizar festa junina, trilhas e pedaladas para adultos e crianas entre as atividades para quatro dias

    MAZZAROPI. Hotel Fazenda oferece vrias reas de lazer e piscina aquecida

    calizada em Itu (a 90 km) terquadrilha, msica ao vivo, co-midas tpicas e brincadeiras. Alm disso, atividades comobrincadeiras no pomar, trilha daaventura, pedalada, piqueniquee muito mais. A diria parte deR$ 1.316 (mnimo de 4) para ca-sal com penso completa. At 5 anos crianas no pagam.

    Em Taubat (a 160 km deAlpha), o Hotel Fazenda Maz-zaropi promete uma super pro-gramao para o feriado. Seroquatro dias de atividades, de or-denha das vacas a caadas comlanternas. Os pais podem apro-veitar atividades especiais ouapenas descansar. Os pacotesde 4 dirias partem de R$ 4.040o casal com penso completa.

    Quem quiser sentir o frio-zinho da serra, o Hotel Vila In-glesa, em Campos do Jordo (a200 km) tem pacotes para casala partir de R$ 5.576 com caf,almoo, ch e jantar. A progra-mao para criana