ecce venio

Download Ecce Venio

Post on 26-Mar-2016

222 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal Paroquia São Sebastião, Matriz Jaragua do Sul

TRANSCRIPT

  • Acontece

    Edio 24 - Setembro de 2009 - Distribuio gratuitacce venioE

    SAV: Retiro de Opo I, um olhar diferente sobre as vocaes

    Pgs. 02 e 04

    Misso1 Torneio da Paz atingiu todas as expectativasFoi o prprio Esprito Santo o realizador disso tudo...

    Pg. 05

    MissoAmar ao prximo, eis o segundo mandamentoServio de Promoo Humana atende, acompanha, acon-selha e orienta famlias em dificuldade Pg. 05

    Acontece

    Pastoral da criana promove dois eventos em setembro para arrecadao de fundos e promoo famlia

    Para que todas as crianas tenham vida

    Pg. 03

    Nossa igrejaXVII Encontro Estadual da Pastoral Carcerria

    Pg. 06

    Bblia: testamento de amor!

    Pg. 03

  • Ecce venio02Artigo do Procoeditorial

    Setembro o Ms da Bblia, viva!

    Em comemorao a este ms, o Jornal traz uma matria especial so-bre a Lectio Divina, ou seja, a leitura orante da Bblia. Acompanhem na pgina 04 (Formao), os cinco passos deste mtodo monstico antigo que con-siste em ler, meditar, orar e contemplar a Palavra de Deus. Se precisar busque mais informao, consulte com o sacerdote, com o coordenador, experimente esta forma de leitura. E ja-mais esquea: A Bblia a Palavra de Deus semea-da no meio do povo!

    Tambm demos conti-nuidade s matrias sobre os Grupos Bblicos de Re-flexo (GBR). Neste ms destacamos o Grupo Com-panheiros de Caminhada: Fortes na F (Cocafofe), da Comunidade Nossa Senhora Rainha da Paz. Este um grupo bem an-tigo, que prova a cada dia a importncia que este mo-vimento tem para a Igreja, como afirma o casal ani-mador, Doraci e Otvio De-marchi: Descobrimos que somos (grupo) uma famlia inesgotvel de amor.

    Ainda no dia 8 de outu-bro os GBR promovem o Dia do Nascituro, em co-memorao a Semana Na-cional da Vida, que vai de 1 a 7 de outubro. Esta uma ocasio especial para evi-denciar e celebrar o Dom magnfico da vida. Pois o Evangelho da vida est no centro da mensagem crist (Evangelium vitae, 10).

    Deus como Senhor da vida, confiou aos homens o nobre encargo de preserva - l. Por isso, a sacralidade da vida da concepo at a morte natural, deve ser um dos pilares sobre a qual se sustenta toda a sociedade e um Estado verdadeira-mente humano.

    Vamos celebrar juntos este momento, incenti-ve em seu movimento ou pastoral a reflexo sobre o Dom da Vida, direito prim-rio e inviolvel.

    Ketlin da RosaEditora

    Para ns, catlicos, o ms de setembro con-siderado o ms da Bblia. Isto acontece porque em setembro ns cele-bramos So Jernimo, tradutor da Bblia para a lngua latina. Mas por que celebrar um ms da Sagrada Escritura? Na verdade, o que a Igreja quer lembrar seus fi-is a importncia deste Livro. Ns temos diver-sas literaturas, mas no podemos esquecer que o livro de nossa cabe-ceira deve ser a Bblia. Podemos ler auto-ajuda, romances, livros histri-cos, mas devemos be-ber sempre na fonte: a Bblia.

    O texto acima nos diz de forma muito clara.

    Se quisermos instruir os filhos, pais, esposo, espo-sa, irmos; no h outro livro melhor. Quando nos deparamos diante de teo-rias, ideologias, que que-rem nos tirar a f: vamos recorrer Bblia. Se per-cebermos que algum pre-cisa de correo, vamos nos inspirar neste Livro do amor de Deus. A gente pode participar de pales-tras sobre educao dos fi-lhos, podemos e devemos ler livros de psicologia, mas a melhor forma de educar a proposta pela Sagrada Escritura. Vejam que con-selhos bonitos So Paulo nos d: Mulheres, amai os vossos maridos... Maridos, amai vossas mulheres... Filhos, honrem seus pais... Pais, amem seus filhos e

    Opinio

    incentivai-os para que no desanimem... (cf Ef 5-25.6,1). Nosso texto tem a inteno de lem-brar o amigo leitor da importncia da Bblia para os filhos de Deus. Se voc ainda no tem o hbito de l-la, come-ce agora. Comece pe-los Evangelhos, depois v para as Cartas. No comece pelo primeiro testamento. A lingua-gem nem sempre fcil. Lembre-se que a Bblia um livro inspirado para cuidar de nossa espiri-tualidade. Ela no um livro de histria, nem de cincias. Abra seu cora-o para ouvir o que o Senhor tem para dizer. Boa leitura a todos.

    Deus os abenoe!

    Pe. Beto Rodrigues Programe-se

    Setembro - O termo vem do latim septem (sete), pois originalmente era o stimo ms do ano, no antigo sistema de 10 meses, que foi usado at 600 anos antes de Cris-to.

    Estrelas - A bandeira do Brasil tem 27 estrelas. Elas correspondem ao nmero total de Estados brasileiros e tambm o Distrito Federal. O dese-nho celeste estampado na nossa bandeira re-presenta o cu do Rio de Janeiro, s 20 horas e 30 minutos, no dia 15 de no-

    Dicas do Prof Marinelli

    Toda escritura inspirada por Deus e til para instruir, para refutar, para corrigir, para e ducar na justia, a fim de que o home m de Deus

    seja perfe ito e qualificado para toda boa obra. (2Tm 3,16-17).

    vembro de 1889, data da Proclamao da Rep-blica. A estrela que est acima da faixa branca representa o Estado do Par. O nome dela Spi-ca, a estrela alfa - a mais brilhante - da constelao de Virgem.

    Praga - Pragas apare-cem de vez em quando. As abreviaturas no es-to imunes a elas. A mais recente atingiu a nobre fi-gura do professor. Todos os manuais dizem que a abreviatura do mestre prof. Mas, por alguma ra-zo comearam a brind-

    lo com um ozinho (prof). O intruso aparece at em cartazes de faculdade. D raiva.

    A lngua detesta redun-dncia. O masculino no precisa do o. O feminino, sim, pede a. O plural, s.

    Compare: Professor - Prof. Professores - Profs. Professora - Prof Professoras - Profs Doutor - Dr. Doutores - Drs. Doutora - Dr Doutoras - Drs

    Tera-feira 19h

    Quarta-feira 15h30

    Quinta-feira 19h

    Sexta-feira 19h

    Sbado 19h

    Domingo7h, 9h, 19h

    1 Sexta-feira do ms: 07h, 15h30 e 19h

    Dia 20 de cada ms: Missa em honra a So Sebastio

    Batizados:Todos os domingos na Missa das 9h.

    Confisses:Tera a sexta-feira no horrio de atendimento

    da Secretaria Paroquial

    Atendimento Secretaria Paroquial:Segunda a sexta-feira 8h s 12h / 13h s 18h

    Sbado 8h s 11h

    So Sebastio nos meios de Comunicao:Rdio Jaragu AM

    Programa: Jesus Cristo ontem, hoje e sempre!- 2 a 6 feira, s 11h55

    - Santa Missa sbado, s 19hOnline: www.matrizsaosebastiao.org.br

  • Ecce venio Acontece 03

    Retiro de Opo I, um olhar diferente sobre as vocaes

    Dois momentos for-tes marcam os trabalhos do Servio de Animao Vocacional (SAV) em setembro. No dia 20 o Retiro de Opo I rene cerca de 25 adolescen-tes na Matriz de So Se-bastio, com abertura s 7h, na Santa Missa.

    Este Retiro para jovens que participaram das etapas dos encon-tros, Acordar e Desper-tar, realizadas em 2008. Durante toda a manh eles sero apresenta-dos as vocaes de uma forma diferente. Ou seja, cada vocao: sa-cerdotal, religiosa, laical e matrimonial ser mos-

    trada de forma prtica. Com oficinas de 40 mi-

    nutos os jovens entram em ambientes prprios de cada vocao. Por exemplo, no matrimnio vamos montar uma casa, no sacerdcio o padre estar com todos os seus instrumentos, como vestes e objetos sagrados, explica o coordenador Se-bastio Kitzberger. A idia que os participantes tenham um conhecimento prtico de cada vocao.

    Para concluir esta cami-nhada estes jovens devem participar do Retiro de Op-o II, no dia 8 de novem-bro. A partir da so encami-nhados aos mais diversos movimentos jovens da Pa-

    rquia, ou at mesmo para o Grupo Opo de Vida (GOV), criado pelo SAV para promover as vocaes e acompanhar os jovens.

    Segundo momentoJ no dia 26 e 27 de se-

    tembro a equipe do SAV volta ativa com a rea-lizao do Despertar III, na Comunidade So Lus Gonzaga. Este retiro vol-tado para adolescentes que participaram dos encontros anteriores, mas agora vo conhecer um pouco mais sobre as vocaes.

    Se no Retiro de Opo o conhecimento prtico, no Despertar III a idia fazer-los refletir sobre as voca-

    es. O sbado de manh o momento em que se conversa sobre a relao pais e filhos.

    A tarde entra a reflexo sobre a famlia, quando en-to se divide os participan-tes em dois grupos. Neste momento eles criam teatros onde apresentam os pontos bons e ruins da famlia, e de que forma eles podem con-tribuir com sua famlia hoje. Tambm so chamados a refletir sobre a construo de uma famlia, como deve ser a escolha de seu com-panheiro.

    No domingo (27), entra em foco as demais voca-es.

    7 Feijoada EPC no dia 12 de setembro

    No dia 12 de setembro (sbado), membros do Movi-mento Encontro de Pais com Cristo (EPC) promovem uma festiva Feijoada, na Comuni-dade Nossa Senhora Rainha da Paz, no Bairro Vila Nova. A Feijoada vai colaborar com os Cursos promovidos pelo EPC, pois ajuda a diminuir os custos, tornando mais barato para os participantes.

    Os cartes podem ser ad-quiridos na Secretaria Paro-quial da Matriz So Sebastio ou com os membros do movi-mento, no valor de R$ 12,00. O almoo musical comea a ser servido a partir das 11h.

    Encontros do SAV promovem o conhecimento pratico das vocaes, e conduzem jovens a refletir sobre a famlia, amigos e opes de vida

    Para que todas as crianas tenham vida

    Desejamos estar pre-sente em todos os bairros de Jaragu, pois como afir-mou Jesus, onde houver um s pequenino eu estarei l, declarou com orgulho a coordenadora da Pastoral da Criana, Cristiane Belar-mino. Atualmente a equipe atende seis comunidades, mais de 315 famlias ca-dastradas, um trabalho que perdura h sete anos.

    Para atender tantas pes-soas a Pastoral conta com 42 lderes, que fazem o

    trabalho de visitao, pois acompanham 358 crianas (entre 0 e 6 anos) e 19 ges-tantes.

    Todo trabalho segue um planejamento e uma orga-nizao bem definida. So trs importantes passos. Primeiro a visita domiciliar onde a lder conversa e conhece a necessidade da famlia. A segunda etapa a Celebrao da Vida, em que se