construindo paz

Download Construindo  paz

Post on 15-Jun-2015

419 views

Category:

Documents

6 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. Construindo aPazApresentao disponvel emwww.searadomestre.com.brAdriana Pizzutti dos Santos

2. Naqueles dias saiu um decreto da partede Csar Augusto, para que todo o mundo fosse recenseado... Lc,2:1 3. Glria a Deus nas maiores alturas,e paz na terra entre os homensde boa vontade.Lc, 2:14 4. Vive-se, na atualidade, osdias de descontroleemocional e espiritual naTerra. O tumultodesenfreado invade quasetodas as reas docomportamento humanoe da convivnciasocial. e Med o cia An siedadian a ic nonfd Desc M aleRelacionamento sem afetividade realAvareza Animosidade Trata-se de uma guerra no declarada, cujos efeitos perniciosos atemorizam a sociedade. Entrega-te a DeusJoanna de ngelis/Divaldo Franco 5. So as brigas internas, quando a alma estindisposta consigo mesma, as principaisresponsveis pela beligerncia que explode,atormentando a vida, ceifando corpos, espalhandoluto e afliesA carta magna da pazCamilo/ Raul Teixeira 6. Reflete na importncia de tua prpria imorta-lidade e recorda, onde estejas, que a paz de teuambiente comea invariavelmente de ti. Rumo CertoEmmanuel/Francisco C. Xavier 7. A carta magna da paz Senhor faze de mimum instrumento da tua paz.A carta magna da pazCamilo/Raul Teixeira 8. O pacifismo um movimento que se origina noimo do ser humano e se exterioriza em forma dejustia social, harmonia espiritual, equilbriomoral. Diretrizes para o xitoJoanna de ngelis /Divaldo P. Franco 9. Estamos em obras Projeto Limpeza do terreno Fundaes Paredes Cobertura 10. No penseis que eutenha vindo trazer paz Terra; no vim trazer apaz, mas a espada; por-quanto vim separar deseu pai o filho, de suame a filha, de sua sograa nora. Mt, 10:34-35 11. ...Seu pensamento era este: "No creais que aminha doutrina se estabelea pacificamente; elatrar lutas sangrentas, tendo por pretexto o meunome, porque os homens no me terocompreendido, ou no me tero queridocompreender.O Evangelho segundo o Espiritismo Cap.23 item 16Allan Kardec 12. Paz O projetoDeixo-vos a paz, a minha paz vos dou. Eu novos dou como o mundo a d. Joo 14:27 13. Na expresso comum, ter paz significa haveratingido garantias exteriores... Rodeando-se ohomem de servidores, apodrecendo na ociosi-dadee ausentando-se dos movimentos da vida. Jesusno poderia endossar tranquilidade desse jaez*... Caminho, verdade e vidaEmmanuel/Francisco C. Xavier * Gnero 14. A paz do Cristo e a paz do mundo indispensvel no confundir a paz do mundocom a paz do Cristo... O mundo consegueproporcionar muitos acordos e arranjos nesseterreno, mas somente o Senhor pode outorgarao Esprito a paz verdadeira... Vinha de luzEmmanuel/Francisco C. Xavier 15. Amars o senhor teu Deus de todo o teucorao, de toda a tua alma, com toda a tuafora e com toda a tua mente; e o teu prximocomo a ti mesmo.Lc, 10:27 16. Limpando o terreno...Pesquisai a origem dessesacessos de demnciapassageira que vosassemelham ao bruto,fazendo-vos perder o sanguefrio e a razo; pesquisai e,quase sempre, deparareis com o orgulho ferido...O Evangelho segundo o Espiritismo- Cap. IX, item 9 Um Esprito protetor. Bordeaux, 1863 17. O orgulho Induz a julgar-vos mais do que sois; A no suportardes uma comparao que vospossa rebaixar; A vos considerardes... To acima dos vossosirmos... Que o menor paralelo vos irrita eaborrece; o principal responsvel pela clera. Humildade 18. Bem-aventurados os pobres de esprito,porque deles o reino dos Cus. Mt, 5:3 19. A humildade consequncia natural doentendimento humano acerca da inutilidade dopoder temporal e das ostentaes de todaordem... Fazendo com que o humilde se volte conquista de si mesmo.Educao dos sentimentosJason de Camargo 20. Construindo as fundaes "Amar o prximo como a si mesmo: fazerpelos outros o que quereramos que osoutros fizessem por ns, a expresso maiscompleta da caridade... O Evangelho segundo o Espiritismo- Cap. XI, item 4 Allan Kardec 21. Erguendo as paredesBenevolncia para com todos, indulgnciapara as imperfeies dos outros,perdo das ofensas. OLE q. 886 22. A bondade, Joo, a bondade! A bondadenos pensamentos, nas palavras, no olhar e nas suas atitudes. A bondade 23. A benevolncia para com os seus semelhantes,fruto do amor ao prximo, produz a afabilidade ea doura, que lhe so as formas de manifestar-se...O Evangelho segundo o Espiritismo- Cap. IX, item 6 Lzaro. Paris, 1861. 24. Efeitos da bondadeHarmonizar ambientes;Pacificar a fome espiri-tual;Estabelecer o equilbrioda sociedade;Iluminar o nosso cora-o;Minorar o sofrimento demuitos. Educao dos sentimentos Jason de Camargo 25. Para o trato com indulgncia, a compreenso se lhe torna verdadeira sino-nmia... saber compreender asrazes, os motivos de uns ede outros...CompreensoA carta magna da pazCamilo/ Raul Teixeira 26. Senhor, fazei que eu procure maiscompreender do que ser compreendido 27. Ento, aproximando-se Pedro, disse-lhe:Senhor, quantas vezes perdoarei a meu ir-mo, quando houver pecado contra mim?At sete vezes? Jesus lhe diz: No te digoque at sete, mas at setenta vezes sete.Mt, 18: 21-22 Perdo 28. ...No vos aflijais, pois, quando sofrerdes; antes,bendizei de Deus onipotente... Sede pacientes...Pacincia O Evangelho segundo o Espiritismo- Cap. IX, item 7Um Esprito amigo. Havre, 1862. 29. A pacincia Conviver com os desafios da vida mantendo ocontrole emocional; Persistir em uma atividade difcil tranquila-mente; Esperar o melhor momento para certasatitudes; Aguardar em paz a compreenso que aindano se tenha obtido; Ouvir com calma, com ateno, sem terpressa... 30. A doutrina de Jesus ensina... A obedincia e aresignao. A obedincia o consentimento darazo; a resignao o consentimento docorao. Foras ativas ambas, porquantocarregam o fardo das provaes que a revoltainsensata deixa cair...O Evangelho segundo o Espiritismo- Cap. IX, item 8 Lzaro. Paris, 1863. 31. ... A cada um segundo as suas obras. Mt,16:27 32. A cobertura O ideal da paz inerente a todos os sereshumanos, que o devem ampliar por meio daorao de recolhimento interior, da meditaoque renova e revitaliza as energias... Prece e MeditaoDiretrizes para o xito Joanna de ngelis/Divaldo Franco 33. Prece A prece altera positivamente todos os setores daexistncia: a convivncia familiar, o equilbriofsico... O homem haure os recursos espirituaisdinamizando os centros de foras vitais... Entra emcontato com entidades espirituais mais nobres ecapazes de atenderem aos seus anseios de paz.Educao dos sentimentos Jason de Camargo 34. MeditaoA meditao fundamental para acalmar asemoes, aclarar o discernimento e harmonizaros sentimentos. Momentos de meditaoJoanna de ngelis/Divaldo P. Franco 35. Tornar a mente um instrumento til aoautoconhecimento e compreenso das leis divinas;Promover a convivncia saudvel com os guiasespirituais, em especial com nosso Esprito protetor,e a sensibilizao em relao imortalidade e aonosso propsito reencarnatrio;Produzir uma atmosfera fludica irrigada de vi-braes superiores curativas e balsamizantes quegeram bemestar. Educao dos sentimentosJason de Camargo 36. Fazei o que eu fazia quando vivi na Terra: aofinal do dia interrogava a minha conscincia,passava revista ao que fizera e perguntava a mimmesmo... Foi assim que cheguei a me conhecer ea ver o que em mim precisava de reforma... Justo que se gastem alguns minutos para seconquistar uma felicidade eterna.Santo AgostinhoO Livro dos Espritos-q. 919-aAllan Kardec 37. Aes para a pazQuando veja algum em crise de mau humor, orepor ele e busque entender como trat-lo;Evite discutir, atirar ameaas;Recebe a refeio por beno divina;Usa portas e janelas, sem estrondos brutais; No mova objetos de arranco;Foge gritaria inconveniente.Emmanuel/Francisco C. Xavier Joanes/Raul Teixeira 38. Aes para a pazFaa o possvel para no cobrar afeio oureclamar considerao;Agradea as coisas mnimas com que sejabeneficiado em casa, e seja gentil com os queconvivem com voc no lar;Busque no agredir com palavras ferinas oucom silncios gelados aqueles que se pe suavolta na luta domstica. Vereda familiarThereza de Brito/Raul Teixeira 39. Aes para a pazAceite a existncia conforme foi programada;Auxilie a todos sem absorver-lhes asresponsabilidades;Ame os familiares sem quer-los como objetos;No se iluda em querer mudar as pessoas;Ferido, esquea;Respeite os pontos de vista contrrios aos seus;Respeite a f dos outros. Reformador/Dezembro 2004Adsio Alves Machado 40. Msica: Construindo a paz Autor: Jonas DemeneghiImagens: Internet 41. Um sorriso, um carinho, uma oraoGotas de luz rompendo a escuridoSementes da paz germinando em cada coraoCom pacincia e aoUm esforo a mais, um gesto de pazNuma corrente de amor que no se desfazVamos construindo, construindo a pazCom coragem pra mudarHumildade pra espalhar a palavra de JesusInundando o corao, transbordando a emooDe estar mais perto de DeusCom coragem vamos alcanar a pazConstruindo a paz 42. Um sorriso, um carinho, umaoraoGotas de luz rompendo a escurido 43. Sementes da paz germinando em cadacoraoCom pacincia e ao 44. Um esforo a mais, um gesto de pazNuma corrente de amor que no sedesfazVamos construindo, construindo apaz 45. Com coragem pra mudarHumildade pra espalhar a palavrade Jesus 46. Inundando o corao, transbordando aemooDe estar mais perto de Deus 47. Com coragem vamos alcanar a pazConstruindo a paz 48. Bem aventurados os mansos,porque eles herdaro a terra . Mt, 5:5 Bem aventurados os pacificadores, porque eles sero chamados filhos de Deus. Mt, 5:9