como fazer uma monografia -...

of 26/26
1 Como fazer uma MONOGRAFIA

Post on 14-Oct-2018

222 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1

    Como fazer uma MONOGRAFIA

  • 2

    MONOGRAFIA JURDICA

    Tipos de um mesmo gnero: paper, TCC,

    Monografia de Especializao,

    Dissertao de Mestrado e Tese Doutoral.

    A Monografia de especializao:

    expectativas, exigncias.

  • 3

    EXTENSO

    Quantitativa: os autores variam suas opinies.Em mdia, apontam para 80 a 120 pginas, acontar da folha de rosto (n1).

    Qualitativa: no existem proibies quanto atemas, desde que atinentes ao curso. O tema,por exemplo, poder ser j muito freqentado.

    importante que tenha um texto lgico,coerente, articulado (incio, meio e fim) e comcerto perfil prtico/de aplicao.

  • 4

    ELEMENTOS DA MONOGRAFIA

    PR-TEXTUAISCapa externa padro institucional- PPGCapaFolha de rostoFolha (ou Termo) de AprovaoDedicatria, Agradecimento(s) e Epgrafe Resumo em portugusResumo em outro idiomaListas Sumrio

  • 5

    ESCOLA SUPERIOR VERBO JURDICOCURSO DE ESPECIALIZAO EM DIREITO...

    NOME DO ALUNO

    TTULO DA MONOGRAFIA

    PORTO ALEGRE2012

  • 6

    ESCOLA SUPERIOR VERBO JURDICOCURSO DE ESPECIALIZAO EM DIREITO...

    NOME DO ALUNO

    TTULO DA MONOGRAFIA

    PORTO ALEGRE2012

    Monografia apresentada ao Curso de Ps-Graduao Latu Sensu em Direito .........como requisito final para obteno do graude Especialista.

    Orientador: Prof. ...................................

  • 7

    RESUMO

    Texto em bloco, com apenas uma entradade pargrafo. Letra 12, espao 1,5. Extenso:de 250 a 500 palavras. No tem citaes ounotas de rodap. Resume a monografia eapresenta at concluses. No deve ser similar introduo.

    Palavras-chave: Recurso. Adesivo.

  • 8

    SUMRIO

    INTRODUO ...............................................

    1 RECURSOS ...................................................

    1.1 ORIGENS ...................................................

    1.1.1 ORDENAES ALFONSINAS ................

    2 RECURSO ADESIVO ....................................

    2.1 ANALISE JURISPRUDENCIAL .....................

    CONCLUSO .....................................................

    REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS .....................

    ANEXOS ....................................

  • 9

    ELEMENTOS DA MONOGRAFIA

    TEXTUAISIntroduoDesenvolvimento(em captulos, separados por quebras de pginas)Concluso

  • 10

    INTRODUO E CONCLUSO De 3 a 5 pginas, no mximo. Letra 12, espao

    1,5. Sem citaes e sem notas de rodap. Introduo: importncia do tema, problemas,

    hipteses, objetivos, panormica dos captulos,metodologia e fechamento.

    Concluso: resgate da importncia,confirmao de hipteses (ou no), dificuldadeseventualmente enfrentadas na pesquisa,concluses, sugestes e fechamento.

  • 11

    ELEMENTOS DA MONOGRAFIA

    PS-TEXTUAIS- Referncias Bibliogrficas ou Obras Consultadas- Apndice(s)- Anexo(s)

  • 12

    REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS

    Diferena com obras consultadas. Correntes: uma e/ou outra ?

    ForRma de cada uma.

    REFAZER

  • 13

    INFORMAES GERAIS

    Para formatao, aplicam-se as regras daABNT destinadas aos trabalhosacadmicos em geral, principalmente noessencial, como tamanho da fonte,espao entre linhas, capa, folha de rosto,etc. Assim, essencial saber:

  • 14

    FORMATO DA IMPRESSO

    FormatoPapel branco, A4

    Nmeros de pginaNo canto superior direito, aparentes a partir da

    introduo (inclusive)

    Subdivises:Cfe a ABNT at quinria (1.1.1.1.1). Recomenda-se,

    entretanto, no ultrapassar terciria (1.1.1). Entre o numero e o texto que o segue h um espao em branco.

  • 15

    MARGENS DA FOLHA

    SUPERIOR: 3cm INFERIOR: 2cm DIREITA: 2cm ESQUERDA: 3cm

  • 16

    ESPAAMENTOS E FONTES

    Texto (corpo do trabalho) espao 1,5 + fonte 12.

    Citaes com mais de 3 linhas espao simples + fonte

    menor.

    Legendas das ilustraes e tabelas: espao simples +

    fonte menor.

    Resumo em lngua verncula e Resumo em lngua

    estrangeira: espao 1,5 + fonte 12.

  • 17

    Ttulos das sees: Devem comear na margem superior

    da folha e ser separados do texto que os sucede por dois

    espaos 1,5 + fonte 12.

    Ttulos das subsees: Devem ser separados do texto

    que os precede e que os sucede por dois espaos 1,5 +

    fonte 12.

    Notas de rodap Digitados ou datilografados em espao

    simples + fonte menor.

    Referncias Digitados ou datilografados em espao

    simples e separadas entre si por 2 espaos simples + fonte

    12.

  • 18

    ALINHAMENTOS 1

    Capa externa: padro institucional. Capa: elementos centralizados Folha de rosto: elementos centralizados,

    salvo texto onde constar a natureza do trabalho, objetivo, nome da instituio que submetida e rea de concentrao, o qual dever estar alinhado do meio da pgina para a margem direita.

  • 19

    ALINHAMENTOS 2

    Ttulos sem indicativo numrico:resumo, sumrio, referncias, apndice(s), anexo(s): ttulos centralizados.

    Ttulos com indicativo numrico de uma seo (captulos e tpicos): alinhados esquerda.

  • 20

    CITAES

    citao direta: cpia literal de parte do texto de um autor. Deve-se informar o(s) autor(es), data(s) e a(s) pgina(s) que foram consultadas.

    citao direta de at 3 linhas: segue o texto e deve ficar entre aspas duplas. Quando no texto original j forem utilizadas as aspas duplas, as mesmas devem ser substitudas por aspas simples.

    citao direta com mais de 3 linhas: deve-se destac-la utilizando recuo de 4 cm da margem esquerda, fonte menor que a utilizada no texto, espacejamento simples e sem aspas.

    citao indireta: reproduo livre de um texto ou parte do mesmo, sem transcrever as palavras utilizadas pelo autor. Deve-se informar o(s) autor(es) e data(s).

    citao de citao: reproduo direta ou indireta de um texto citado por outro autor o qual no se teve acesso direto. Utilizar a expresso apud

  • 21

    NOTA DE RODAP OU AUTOR/DATA ? Escolha do autor da monografia. Se autor data: Mendes (2006, p.15) da opinio

    ... Ou: alguns opinam no sentido de que invivel (MENDES, 2006, p.15)

    Se nota de rodap: Mendes1 opina pela inviabilidade ou ... Alguns opinam no sentido de que invivel1

    ______________________

    1 MENDES, Pedro. Inviabilidade do Recurso. So Paulo : LTr, 2006. p.15.

  • 22

    Chave-padro para referncias:

    MENDES, Pedro. Inviabilidade dorecurso. So Paulo : LTr, 2006.

    OU SEJA:

    NOME, Prenome. Ttulo. Local : Editora, ano.

  • 23

    Variaes comuns em Monografias Jurdicas:

    Edio: mencionar apenas a partir da segunda: como 2 ed., por exemplo. (sem o ) e inserindo a informao logo aps o titulo do livro.

    Repetio de autor: substituir NOME e Prenome por 6 traos ( ______ ) e seguir igual.

  • 24

    ... Variaes ...

    Artigos em revistas ou peridicos:

    NOME, Prenome. Titulo do Artigo. Nome da revista,local, volume, fascculo, pgina inicial final, Ms. ano.

    Exemplo:

    PERASSOLI, Elaine Maria. Mulheres de Atenas.Revista Brasileira de Terapia Floral, So Paulo, n. 50,p.22-9, abr.-maio 2004.

  • 25

    ... Variaes ...

    INTERNET (chave bsica consultar Furast para variaes).

    NOME, Prenome. Ttulo. Site ou Revista, Local, nmero, data.Disponvel em: Acesso em:

    Exemplo:

    HERNANDES, Moema. Envenenamento por gs de cozinha.Revista da Famlia, So Paulo, n.76, 15 fev. 2003. Disponvel em: Acessoem: 25 set.2004.

  • 26

    MAIS INFORMAES

    FURASTE, Pedro Augusto. Normas Tcnicas para Trabalhos Acadmicos. 14 edio (ou superior).