Ciência, Tecnologia e Inovação: a prática intersetorial na gestão social

Download Ciência, Tecnologia e Inovação: a prática intersetorial na gestão social

Post on 24-May-2015

1.169 views

Category:

Documents

0 download

DESCRIPTION

Relato de experincia sobre intersetorialidade na gesto pblica apresentado na Conferncia Regional Nordeste de Cincia, Tecnologia e Inovao.

TRANSCRIPT

  • 1. Cincia, Tecnologia e Inovaoa prtica intersetorial na gesto socialProf. Ronaldo Ferreira de ArajoMestre em Cincia da Informao (PPGCI/UFMG)Professor Assistente/Coordenador de Pesquisa (ICHCA/UFAL)

2. EstruturaCONSIDERAESINICIAISTECNOLOGIA EGESTO PBLICA INTERSETORIALIDADEESTUDO DE CASOCONSIDERAES FINAIS 3. ConsideraesiniciaisO Global e o localProfundas mudanas globais, tecnolgicas,sociais, econmicas e polticas, as cidadesesto requerendo novos e inovadoresmodelos de gesto, assim como novosinstrumentos, procedimentos e formas deao, a fim de permitir que os gestorestratem das mudanas de uma sociedadeglobalizada. 4. ConsideraesiniciaisO Global e o localNecessidade de encontrar respostas esolues rpidas para problemas cujas causasficam muitas vezes fora da esfera deinfluncia do administrador pblico, mascujas conseqncias precisam serenfrentadas pelo poder local. 5. ConsideraesiniciaisO Global e o localTarefa essencial de explorar e disponibilizaras chances e oportunidades relacionadas atais transformaes, em favor tanto dagesto pblica e da populao.Movimentos de integrao: disciplinar,tecnolgica, setorial 6. Tecnologia eGesto PblicaTecnologia - conhecimento tcnico e cientfico eas ferramentas, processos e materiais criados e/ouutilizados a partir de tal conhecimento.Gesto Pblica - a atividade concreta e imediataque o Estado desenvolve para assegurar osinteresses coletivos; desempenho perene esistemtico, legal e tcnico dos servios prpriosdo Estado, em benefcio da coletividade. 7. Tecnologia naGesto PblicaInformatizao de produtos e serviospblicos vantagens e desdobramentos;Ferramentas: Sistemas de Informaes; Bases dedados; Aplicaes web, outros.Impactos na relao: Governo x cidado;Governo x empresa; Governo x Governo . 8. Tecnologia e Gesto Pblica SIABSIMSINASCSAMRede Suas 9. TI na Gesto PblicaRedeSuas RedeSuas SIOPEDataescolabrasil RedeSuas SIABSNIS 10. IntersetorialidadeCompreendida como uma articulao desaberes e experincias no planejamento,implementao e avaliao de aes paralidar de maneira integrada com osproblemas sociais de uma determinadalocalidade visando uma gesto social que atuediretamente no desenvolvimento social. 11. IntersetorialidadeFundamental gesto de polticas sociais noenfrentamento da pobreza, excluso e desituaes especficas de vulnerabilidade, partede um diagnstico sobre o cartermultideterminado e multifacetado dosproblemas, ou seja, da construo de umaviso compartilhada sobre os problemassociais. 12. Estudo de caso O caso de Ribeiro das Neves Regio Metropolitana de Belo Horizonte (MG). considerado um municpio dormitrio populao de 349.307 hab. estimada para 2009 >40% tem at 15 anos (populao jovem) estigma de cidade presdio - 1% da populaodo municpio Um dos 5 municpios com menor IDH do Estado 30% da populao tem renda per capita abaixoda linha da pobreza 13. Estudo decaso Prtica Intersetorial Interesse inicial das Secretarias de AssistnciaSocial e Sade em articulao com Secretaria deEducao;Composio de uma equipe intersetorial (NIAS);Uso de tecnologia para anlise e construo dediagnstico situacional comum (a partir do SIAB:informaes e variveis transversais)Identificao de pontos para articulao de aesPlanejamento intersetorial 14. Estudo de caso Contexto e articulaes Relao Universidade (PUCMinas/UFMG) +Empresa (Geotech) + Governo (SECTES,Secretarias Municipais); Tecnologias de apoio a Gesto Social (ProgramaBDSocial; Software e Metodologia Cogitare;Ateno Integrada (Sade e Assistncia Social) eIndicador transversal (IVS); Seminrios deInovao; Desenvolvimento de Competncias. Rede de Inovao Tecnolgica na Gesto Social(RIT-GS): pesquisadores, empresrios e gestores 15. ConsideraesFinais A prtica da intersetorialidade nos governoslocais um desafio tcnico e poltico.O quadro atual precariedade de condies tornamais difcil a possibilidade da intersetorialidade O uso da tecnologia - facilitou a visualizaoconjunta de informaes de interesse de vriasreas Mobilizao- o encontro de vrios setores para odebate dos problemas levantados Desafio baixa qualidade na coleta deinformaes; fragmento da organizao e disputaspolticas; outros. 16. Obrigado! Prof. Ronaldo Ferreira de Arajo Mestre em Cincia da Informao (PPGCI/UFMG) Professor Assistente/Coordenador de Pesquisa (ICHCA/UFAL)Telefone: (82) 99073843 E-mail: ronaldfa@gmail.com

Recommended

View more >