carlos goes nogales - teses.usp.br ?· aos meus pais carlos nogales ortiz, nancy goes nogales e...

Download CARLOS GOES NOGALES - teses.usp.br ?· Aos meus pais Carlos Nogales Ortiz, Nancy Goes Nogales e minha…

Post on 27-Sep-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • CARLOS GOES NOGALES

    Parmetros da ao antimicrobiana e da citotoxicidade do oznio para

    aplicao na Endodontia

    So Paulo

    2011

  • CARLOS GOES NOGALES

    Parmetros da ao antimicrobiana e da citotoxicidade do oznio para

    aplicao na Endodontia

    Verso Original

    Dissertao apresentada Faculdade de Odontologia da Universidade de So Paulo, para obteno do ttulo de Mestre, pelo Programa de Ps-Graduao em Cincias Odontolgicas.

    rea de Concentrao: Endodontia

    Orientador: Prof. Dr. Joo Humberto Antoniazzi

    So Paulo 2011

  • Autorizo a reproduo e divulgao total ou parcial deste trabalho, por qualquer meio convencional ou

    eletrnico, para fins de estudo e pesquisa, desde que citada a fonte.

    Catalogao-na-Publicao

    Servio de Documentao Odontolgica

    Faculdade de Odontologia da Universidade de So Paulo

    Nogales, Carlos Goes

    Parmetros da ao antimicrobiana e da citotoxidade do oznio para

    aplicao na Endodontia [verso original] / Carlos Goes Nogales; orientador

    Joo Humberto Antoniazzi. -- So Paulo, 2011.

    116. : fig., tab., graf.; 30 cm.

    Dissertao -- Programa de Ps-Graduao em Cincias Odontolgicas.

    rea de Concentrao: Endodontia. -- Faculdade de Odontologia da

    Universidade de So Paulo.

    1. Desinfeco do canal radicular - Oznio. 2. Tratamento do canal

    radicular. I. Antoniazzi, Joo Humberto. II. Ttulo.

  • Nogales, CG. Parmetros da ao antimicrobiana e da citotoxicidade do oznio para aplicao na Endodontia. Dissertao apresentada Faculdade de Odontologia da Universidade de So Paulo para obteno do ttulo de Mestre em Cincias Odontolgicas.

    Aprovado em: / /2011

    Banca Examinadora

    Prof(a). Dr(a)._____________________Instituio: ______________________

    Julgamento: ______________________Assinatura: ________________________

    Prof(a). Dr(a)._____________________Instituio: ______________________

    Julgamento: ______________________Assinatura: ________________________

    Prof(a). Dr(a)._____________________Instituio: ______________________

    Julgamento: ______________________Assinatura: ________________________

  • DEDICATRIA

    Dedico este trabalho s pessoas que me serviram de base, que me

    sustentaram nos momentos de fraqueza e comemoram juntos os momentos de

    alegria e vitria:

    minha esposa Marina Beloti Ferreira, em TODOS os momentos juntos,

    parceiros. Escalamos mais uma montanha e agora podemos compartilhar mais essa

    vitria. Graas a voc, minha escalada ficou muito mais fcil. TE AMO DEMAIS e

    MUITO OBRIGADO!!!

    Aos meus pais Carlos Nogales Ortiz, Nancy Goes Nogales e minha

    querida irm Erica Goes Nogales vocs so meu porto seguro. Eternamente

    grato pelo apoio, suporte e pela lio de carter que me orienta no caminho certo.

    Ao meu grande AMIGO Dr. Fernando Cerbara, obrigado pela compreenso,

    apoio e suporte. Sem sua participao e torcida, a realizao deste sonho no seria

    possvel.

    Aos meus AMIGOS de ps-graduao Brgida Kleine, Rafael Paiva, Luciana

    Blanck, Guilherme Martins, Nilton Azambuja e Thiago Brum, dividimos privaes,

    gaguejadas, estresse, noites em claro, mas estamos chegando ao cume da

    montanha com a sensao de dever cumprido. Valeu a pena toda essa caminhada

    para semearmos o nosso futuro, a partir de agora estamos prontos para colher os

    frutos.

    Ana Maria, Soninha e ao Sr. Aldo ficam os meus mais sinceros

    agradecimentos pela amizade, por toda a ajuda prestada; pessoas especiais que

    ficaro na lembrana pelo resto da vida.

    Ao GRANDE Dr Edson Cesar Philippi (in memoriam) ser humano iluminado

    cuja paixo pela ozonioterapia plantou diversas sementes. Tenho a honra em ser um

  • dos frutos do qual seu conhecimento contagiou e impulsionou na descoberta e

    aprimoramento da terapia.

    minha irm ozonioterapeuta Letcia Philippi que tanto apoiou a realizao

    deste trabalho. Seu entusiasmo, alegria e paixo pelo oznio transmitem fora e

    empolgao para trilhar caminhos desconhecidos no conhecimento do oznio.

    Associao Brasileira de Ozonioterapia, fruto de um sonho, um ideal de

    vrios profissionais que lutam pela aplicao mdica e odontolgica do oznio no

    Brasil.

  • AGRADECIMENTOS

    maior fonte de Luz, que tanto me apoia, me inspira e me conduz pela busca

    da serenidade, da paz interior e da evoluo DEUS. Obrigado por colocar as

    pessoas certas, nas horas certas em meu caminho.

    Prof Dr Joo Humberto Antoniazzi recebeu de braos abertos a proposta

    deste trabalho e na figura de um Professor, na essncia da palavra, colaborou de

    forma fundamental para esta concluso.

    Prof Dr Jos Luiz Lage-Marques sua ajuda inestimvel me deu foras para

    levantar a cabea e ver que os momentos de dvida e fraqueza so, na realidade,

    oportunidades de crescimento.

    Prof Dr Antonio Carlos Bombana (in memoriam) pessoa iluminada que

    deixou seu brilho e entusiasmo pelo tema. Ensinou no apenas a Odontologia, mas

    a arte da humildade e da serenidade. Saudades!

    O professor que caminha pelo tempo, entre seus discpulos, no d a sua sabedoria, mas antes a sua f e amor. Se for sbio, no vos convida a entrar na casa de sua sabedoria, mas antes vos conduz ao limiar do vosso prprio esprito. Khalil Gibran

    Ao meu professor na microbiologia e AMIGO Antonio Fernando Montemor:

    O vosso amigo as respostas s vossas necessidades. Ele o campo que

    cultivais com amor e colheis com gratido. E esse vosso apoio e abrigo. Khalil

    Gibran

    Ao Instituto de Pesquisas Tecnolgicas do Estado de So Paulo (IPT), na

    figura da Prof Dr Maria Filomena de Andrade Rodrigues. Obrigado por ter me

    proporcionado todas as condies de trabalho para a realizao deste experimento.

    Fundao de Amparo Pesquisa do Estado de So Paulo pelo financiamento deste trabalho (protocolo 06/04205-2)

  • Tua caminhada ainda no terminou....

    A realidade te acolhe

    dizendo que pela frente

    o horizonte da vida necessita

    de tuas palavras

    e do teu silncio.

    Se amanh sentires saudades,

    lembra-te da fantasia e

    sonha com tua prxima vitria.

    Vitria que todas as armas do mundo

    jamais conseguiro obter,

    porque uma vitria que surge da paz

    e no do ressentimento.

    certo que irs encontrar situaes

    tempestuosas novamente,

    mas haver de ver sempre

    o lado bom da chuva que cai

    e no a faceta do raio que destri.

    Tu s jovem.

    Atender a quem te chama belo,

    lutar por quem te rejeita

    quase chegar a perfeio.

    A juventude precisa de sonhos

    e se nutrir de lembranas,

    assim como o leito dos rios

    precisa da gua que rola

    e o corao necessita de afeto.

    No faas do amanh

    o sinnimo de nunca,

    nem o ontem te seja o mesmo

    que nunca mais.

    Teus passos ficaram.

    Olhes para trs...

    mas v em frente

    pois h muitos que precisam

    que chegues para poderem seguir-te.

    Charles Chaplin

    http://pensador.uol.com.br/autor/charles_chaplin/
  • RESUMO

    Nogales CG. Parmetros da ao antimicrobiana e da citotoxicidade do oznio para aplicao na Endodontia [dissertao]. So Paulo: Universidade de So Paulo, Faculdade de Odontologia, 2011. Verso Original.

    Este estudo analisou a ao do oznio como coadjuvante terapia endodntica.

    Assim, (I) avaliou da eficincia da gua ozonizada na reduo microbiana realizada

    sobre suspenso bacteriana de Enterococcus faecalis, Pseudomonas aeruginosa e

    Staphylococcus aureus estudo in vitro; (II) testou a eficincia da gua ozonizada e

    o gs oznio na reduo microbiana realizada em canais radiculares contaminados

    estudo ex vivo; e, (III) avaliou a reao biolgica de cultura de fibroblastos sob

    aplicao do oznio pelo mtodo MTT. Inicialmente a gua ozonizada nas

    concentraes de 5, 20 e 40 g/mL foi aplicada diretamente sobre as suspenses

    bacterianas separadamente por um minuto. Em seguida, foram feitas diluies

    seriadas e o plaqueamento para posterior contagem das UFC/mL. Na segunda

    parte, 180 dentes foram inoculados com 10 L das suspenses bacterianas

    separadamente e incubados por 7 dias. Em seguida foram submetidos aos grupos

    experimentais: Grupo I: controle de contaminao; Grupo II: instrumentao rotatria

    associando o hipoclorito de sdio 1% ao Endo-PTC gel e irrigao final com EDTA-

    T; Grupo III: protocolo semelhante ao Grupo II com a aplicao final do gs oznio

    na concentrao de 40 g/mL; e, Grupo IV: protocolo semelhante ao Grupo II com a

    irrigao final com a gua ozonizada na concentrao de 40 g/mL. Na sequencia

    de cada grupo foi feita coleta microbiolgica, diluio seriada e plaqueamento por 24

    horas e contagem das UFC/mL. Na terceira parte, a anlise da viabilidade celular

    dos fibroblastos. O PBS foi ozonizado nas concentraes de 10, 20 e 40 g/mL e

    aplicado sobre as clulas. Os dados foram tabulados e submetidos anlise

    estatstica pelo mtodo de Kruskal-Wallis, complementado pelo mtodo de Dunn

    (p

  • viabilidade mostrou que o oznio, em 0 horas, ocasionou uma queda na viabilidade

    celular que foi revertida nos demais tempos experimentais. A concentrao de 40

    g/mL foi a que proporcionou maior estmulo ao final da avaliao, com diferena

    estatstica significante ao Grupo Controle. Diante das metodologias aplicadas, pode-

    se concluir que (I) a concentrao de 40 g/mL foi a mais efetiva para reduzir o

    nmero dos microrg