bíblia dake -exodo

of 91 /91
O SEGUNDO LIVRO DE MOISÉS Exodo Israel no Egito — O Êxodo — Alianças mosaica e de cura — Jornadas — Tabernáculo — Sacerdócio SUMÁRIO Data e local: Escrito como parte da lei durante os 11 meses no monte Sinai - por volta de 1688 a.C. Autor: Moisés, o legislador e líder de Israel durante o êxodo e as peregrinações no deserto. Prova de autoria: Veja 17.14 e 16 provas de que Moisés escreveu o Pentateuco, no Sumário de nesis. Tema: Entre os judeus antigos, o Pentateuco era na forma de um único livro, e escrito em um único pergaminho, chamado Ha-Torah, a Lei, e Sepher-Ha-Torab, o Livro da Lei. Na época, ele era dividido em cinco seções chamadas As 5 Partes da Lei. O nome de cada seção era a principal palavra ou palavras hebraicas do primeiro versículo. O título deste livro era Elle-Shemoth, Estes, pois, são os Nomes, ou sim plesmente Shemoth, Nomes. Exodo significa partida ou saída, referindo-se ao principal evento do livro, a saída dos filhos de Israel do Egito. A estrutura do livro nas primeiras frases mostra que se trata de uma continuação de Gênesis. O livro apresenta outra grande época na história de Israel. O que Gênesis apre senta em profecia, Êxodo registra na história. Registra o maravilhoso aumento profético de Israel durante os 145 anos entre José e o Êxodo; a perseguição e opressão de Israel no Egito; sua libertação pelo poder de Deus; o êxodo do Egito; a entrega da lei; a edificação do Tabernáculo e o começo do sacerdócio de Arão. Descreve os primeiros anos de vida de Moisés e o seu chamado para tirar Israel do Egito; fala das pragas que levaram Faraó a aceitar a partida de Israel e registra os princípios fundamentais da constituição da nação judaica. Aqui temos a história da organização política e religiosa de Israel como povo de Deus e uma nação poderosa entre os homens. O livro pode ser dividido em duas partes principais: Histórica (1.1-19.25) e Legislativa (20.1—40.38). Objetivo: Continuar a história de Israel no cumprimento da aliança - as promessas e as profecias dadas a Abraão, Isaque e Jacó acerca de sua descendência; mostrar o tempo, as circunstâncias e o objeti vo da lei dada por Moisés a Israel e registrar a organização da nação e o estabelecimento de uma forma visível de adoração, tendo Deus habitando no meio de seu povo. Estatísticas: livro da Bíblia; 40 capítulos; 1.213 versículos; 1.089 versículos de história; 129 ver sículos de profecias cumpridas; dois versículos de profecias não cumpridas; 58 questões. Êxodo tem 73 mensagens distintas de Deus (3.12,14; 4.2,4,6,7,11,14,19,21,27; 5.1; 6.1,10,13; 7.1,8,14; 8.1,5,16,20; 9.1,8,13,22; 10.1,12,21; 11.1,9; 12.1,43; 13.1; 14.1,15,26; 16.4,11,28,32; 17.5,14; 19.3,9,10,20,21,24; 20.1; 23.20; 24.1,12; 25.1; 30.11,17,22,34; 31.1,12; 32.7,9,33; 33.1,11,14,17,19; 34.1,5,9,27; 40.1); 827 ordenan ças; 240 predições; 28 promessas e 35 dos 42 milagres realizados por meio de Moisés. I. Israel no Egito 1. A velha geração (Gn 46.8) 1 “ESTES, *pois, são os c nomes dos filhos de Israel, que entraram no Egito com Jacó; cada um entrou com sua casa: 2 Rúben, Simeão, Levi e Judá; 3 Issacar, Zebulom e Benjamim; 4 Dã, Naftali, Gade e Aser. 5 Todas as almas, pois, que descenderam de Jacó foram setenta almas; 'José, porém, estava no Egito. 1.1a Heb. ve-elleh shemoth, estes são os nomes. É o titulo em hebraico do livro. O titulo em português vem da Septuaginta - do grego Exoóus. saida ou partida - porque registra a saída de Israel do Egito. Fala-se de Israel saindo dü Egito 35 vezes neste livro. É o livro da redenção (6.6:15.13). Portanto, a obra de redenção realizada por Cristo é cha mada de seu êxodo (morrer, sair do mundo; Lc 9.31). 1.1b Pois (literalmente D conecta este livro a Gênesis e registra o cumprimento de Gênesis 15.13-16; 46.3,4; 50.24. Tanto Levítico quanto Números começam da mesma forma, provando que o Pentateuco foi, originalmente, um único livro. 1.1c Os nomes aqui sâo daqueles que entra ram no Egito e daqueles que procederam dos lombos de Jacó (w. 1.5), referindo-se às mes mas 70 almas mencionadas na Gênesis 46.27. 1.5a Veja Gênesis 37.28-36; 39.1-50.26.

Author: liegejunior

Post on 18-Aug-2015

406 views

Category:

Documents


14 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

O SEGUNDO LIVRO DE MOISSExodoIsrael no Egito O xodo Alianas mosaica e de cura Jornadas Tabernculo SacerdcioSUMRIOData e local: Escrito como parte da lei durante os 11 meses no monte Sinai - por volta de 1688 a.C.Autor: Moiss, o legislador e lder de Israel durante o xodo e as peregrinaes no deserto.Provadeautoria:Veja17.14e16provasdequeMoissescreveuoPentateuco,noSumriodeGnesis.Tema:Entreosjudeusantigos,oPentateucoeranaformadeumnicolivro,eescritoemumnico pergaminho,chamadoHa-Torah,aLei,eSepher-Ha-Torab,oLivrodaLei.Napoca,eleeradividido emcincoseeschamadasAs5PartesdaLei.Onomedecadaseoeraaprincipalpalavraoupalavras hebraicasdoprimeiroversculo.OttulodestelivroeraElle-Shemoth,Estes,pois,soosNomes,ousimplesmenteShemoth,Nomes.Exodosignificapartidaousada,referindo-seaoprincipaleventodolivro, asadadosfilhosdeIsraeldoEgito.Aestruturadolivronasprimeirasfrasesmostraquesetratadeuma continuaodeGnesis.OlivroapresentaoutragrandepocanahistriadeIsrael.OqueGnesisapresentaemprofecia,xodoregistranahistria.RegistraomaravilhosoaumentoprofticodeIsraeldurante os145anosentreJoseoxodo;aperseguioeopressodeIsraelnoEgito;sualibertaopelopoderde Deus;oxododoEgito;aentregadalei;aedificaodoTabernculoeocomeodosacerdciodeAro. DescreveosprimeirosanosdevidadeMoisseoseuchamadoparatirarIsraeldoEgito;faladaspragasque levaramFaraaaceitarapartidadeIsraeleregistraosprincpiosfundamentaisdaconstituiodanao judaica.AquitemosahistriadaorganizaopolticaereligiosadeIsraelcomopovodeDeuseumanao poderosaentreoshomens.Olivropodeserdivididoemduaspartesprincipais:Histrica(1.1-19.25)e Legislativa (20.140.38).Objetivo:ContinuarahistriadeIsraelnocumprimentodaaliana-aspromessaseasprofecias dadasaAbrao,IsaqueeJacacercadesuadescendncia;mostrarotempo,ascircunstnciaseoobjetivodaleidadaporMoissaIsraeleregistraraorganizaodanaoeoestabelecimentodeumaforma visvel de adorao, tendo Deus habitando no meio de seu povo.Estatsticas:2livrodaBblia;40captulos;1.213versculos;1.089versculosdehistria;129versculosdeprofeciascumpridas;doisversculosdeprofeciasnocumpridas;58questes.xodotem 73 mensagens distintas de Deus (3.12,14; 4.2,4,6,7,11,14,19,21,27; 5.1; 6.1,10,13; 7.1,8,14; 8.1,5,16,20;9.1,8,13,22; 10.1,12,21; 11.1,9; 12.1,43; 13.1; 14.1,15,26; 16.4,11,28,32; 17.5,14; 19.3,9,10,20,21,24; 20.1;23.20;24.1,12;25.1;30.11,17,22,34;31.1,12;32.7,9,33;33.1,11,14,17,19;34.1,5,9,27;40.1);827ordenanas; 240 predies; 28 promessas e 35 dos 42 milagres realizados por meio de Moiss.I.Israel no Egito1. A velha gerao (Gn 46.8)1ESTES,*pois,soos cnomesdosfilhosdeIsrael,que entraramnoEgitocomJac;cadaumentroucomsua casa:2 Rben, Simeo, Levi e Jud;3 Issacar, Zebulom e Benjamim;4 D, Naftali, Gade e Aser.5Todasasalmas,pois,quedescenderamdeJacforam setenta almas; 'Jos, porm, estava no Egito.1.1aHeb.ve-ellehshemoth,estessoos nomes.otituloemhebraicodolivro.O tituloemportugusvemdaSeptuaginta- dogregoExous.saidaoupartida-porque registraasadadeIsraeldoEgito.Fala-sede IsraelsaindodEgito35vezesnestelivro. o livro da redeno (6.6:15.13). Portanto, aobraderedenorealizadaporCristochamadadeseuxodo(morrer,sairdomundo; Lc 9.31).1.1bPois(literalmenteDconectaestelivroa GnesiseregistraocumprimentodeGnesis 15.13-16;46.3,4;50.24.TantoLevticoquanto Nmeros comeam da mesma forma, provandoqueoPentateucofoi,originalmente,umnico livro.1.1cOsnomesaquisodaquelesqueentraramnoEgitoedaquelesqueprocederamdos lombosdeJac(w.1.5),referindo-sesmesmas70almasmencionadasnaGnesis46.27. 1.5a Veja Gnesis 37.28-36; 39.1-50.26.99 EXODO 26Sendo,pois,Josfalecido,etodososseusirmos,e toda aquela gerao,2.O cativeiro no Egito (Gn 15.12-14; At 7.18,19)7osfilhosdeIsraelfrutificaram,eaumentarammuito,e multiplicaram-se,eforamfortalecidosgrandemente;de maneira que a terra se encheu deles.8Depois,levantou-seum^novoreisobreoEgito,que 'no conhecera a Jos,9oqualdisseaoseupovo:Eisqueopovodosfilhosde Israel muito e mais poderoso do que ns.10Eia,usemossabiamenteparacomele,paraquenose multiplique,eaconteaque,vindoguerra,eletambm seajuntecomosnossosinimigos,epelejecontrans,e suba da terra.Eosegpciospuseramsobreelesmaioraisdetributos, para 345osafligiremcomsuascargas.EedificaramaFara 'cidades de tesouros, flfitom e 'Ramesss.12Mas,quantomaisosafligiam,tantomaissemultiplicavametantomaiscresciam;demaneiraque 4seenfadavam por causa dos filhos de Israel.13EosegpciosfaziamservirosfilhosdeIsraelcom dureza;14assim,lhesfizeramamargaravidacomduraservido,embarroeemtijolos,ecomtodootrabalhono campo,comtodooseuservio,emqueosserviamcom dureza.3. Os meninos so mortos (At 7.19; Hb 11.23)15EoreidoEgitofalous^parteirasdashebrias(das quais o nome de uma era Sifr, e o nome da outra, Pu)16edisse:Quandoajudardesnopartoashebriaseas virdessobreosassentos,seforfilho, 3matai-o;mas,se for filha, ento, viva.17Asparteiras,porm,temerama 4Deusenofizeram comooreidoEgitolhesdissera;antes,'conservavamos meninos com vida.18 Ento,oreidoEgitochamouasparteirasedisse-lhes:Por que fizestes isto, que guardastes os meninos com vida?19EasparteirasdisseramaFara:Equeasmulhereshebriasnosocomoasegpcias;porquesovivasejtm dado luz os filhos antes que a parteira venha a elas.20Portanto,Deusfezbemsparteiras.Eopovoseaumentou e se fortaleceu muito.21Eaconteceuque,comoasparteirastemeramaDeus, estabeleceu-lhes casas.22Ento,ordenouFaraatodooseupo.vo,dizendo:A todososfilhosque^nasceremlanareisiiorio,masatodas as filhas guardareis com vida.II. Preparao para a libertao (x 2.1-4.31; At 7.20-38)1. Moiss nasce e escondido pela f (Hb 11.23-28)2EFOI-SEumvarodacasadeLeviecasoucom uma filha de Levi.2E a mulher concebeu, e teve um filho, e, vendo que ele1.6a Veja Gnesis 50.26.1.7a 5 fatos sobre Israel (v. 7):1Frutificaram(Gn17.6;26.22;28.3;35.11; 41.52; 48.4; 49.22).3Multiplicaram-se(Gn16.10;17.2;22.17; 26.4,24; 28.3; 35.11; 47.27; 48.4).4Foram fortalecidos grandemente (Gn 18.18).5 A terra se encheu deles (v. 7).Ospontos1,3e5socumprimentodaprofecia feita a Abrao, Isaque e Jac.1.8aHeb.quwm,ergueu-se,levantar-senolugar de outro que foi removido (Dn 2.39)1.8bUmadinastianovaejovem.Ofundador queconquistouoEgito-talvezRamssII,cujo filho, Mernepta, seria o Fara do xodo.1.8cJosmorreu144anosantesdeIsraeldeixaroEgitoou64anosantesdonascimentode Moiss.OreiquecomeouaescravizarIsrael reinoudurantealtimapartedestes64anos, pois,quandoMoissnasceu,suapolticaestavaemvigor(w.8-22;2.1-9).seriasuafilha quemcriouMoiss.possivelqueseu.filho estivessereinandoquandoMoissvoltoudo deserto para libertar Israel.1.10aEssapolticaerasimplesmentecontrriaverdadeirasabedoriaedefatocausou aquedaearunadoEgito.Elecriou,educou epreparouomesmohomemquefezoque eletemia.Confiraisaas19.11,13;Salmos 78.12,13.1.11aHeb.sareymissim,chefesdotributo,de cargas ou de trabalhos. Eram eles que dividiam0trabalhoearrecadavamosimpostosdeIsrael.Eramhomensdeposio,superintendentes de obras pblicas.1.11bHeb.anah,intimidarcomoolhar,deprimir,afligir,castigar,abusar(w.11,12;Gn15.13; x 3.7,17; 4.31; At 7.11,34).1.11cCidades-armaznsouceleirosedepsitos pblicos de alimentos para guerras. Confira1Reis 9.19; 2 Crnicas 8.4; 32.28.1.11dAcidadedodeusTum.chamadadePa- tumos.1.1leChamadaassimporquefoiconstruda porRamssII;capitaldeGsen.Tambmchamada de Qn e Helirinolis. a cidade do sol.1.12aumaleifundadanoscostumesdeque aperseguiofortaleceumpovo,umanao ou uma igreja. O povo afligido sempre encontra formasemeiosderesistnciaattornar-seforteosuficienteparavencerseustorturadores (v.12).fatosabidoqueaperseguiosempre levouaigrejaacrescer(At2.13,41;4.1-37;5.1- 42; 7.54-8.3; 9.21).1.12bCheiosdetemordiantedocrescimento de Israel.1.13aHeb.perek,quebrar.Elessubjugavame eramcruisnomodocomooprimiamIsrael attornarem a vida dopovo amarga (w. 13,14). Confira Levtico 25.43,46,53.1.14a 7 itens da lida dos israelitas (v. 14):1Desenterrarobarroparaafabricaodetijolos.2Misturarobarroatobteradevidaconsistncia.3Levar o barro s frmas.4Fazer os tijolos.5Sec-los ao sol.6Lev-los para os locais de construo.7 Construir cidades com os tijolos.1.15aUmaantigatradiodizqueFarasonhoucomumabalanacomtodooEgitode umladoeumcordeirodooutro,oqual pesava maisqueoEgito.Osmagosinterpretaramesse sonhodizendoquelogonasceraummenino em Israel que destruira todo o Egito.1,15b Essas talvez fossem as principais parteiras sobretodasasoutrasemIsrael.Estima-seque havia de quinhentas a mil parteiras em Israel.1.16aReferem-seaosbancosespeciaisusados nomomentodedarluzouaumagamelade pedraondeosrecm-nascidoseramlavados no momento do nascimento.1.16bEssafoioutratentativadeSatansde destruirtodososhomensdeIsraelparaque oMessiasnopudessevirparaesmagarsua cabea (Gn 3.15; Rm 16.20).1.17a Elas sabiam que isso era pecado e que incorreram na sentena de morte (Gn 9.6). 1.17b Heb. Eth ha'Elohim, muito enftico no sentido dos verdadeiros Deuses de Israel (1 Jo 5.7). 1.17c Permitiram que os filhos de Israel vivessem.1.18a Pergunta 1. Prxima. 2.7.1.19aEssarespostaeraliteralmenteverdadeira,poistantooshomensquantoasmulheres deIsraeleramforadosatrabalhararduamentenocampo(v.14);e,emboraotrabalhode partofossedificilparaasegpcias(queeram delicadasefrgeis,enoestavamacostumadasatrabalhar),darluzerafcilparaas hebrias,queeramfortesesaudveis.Talvez muitasnoprecisassemnemtivessemoservio de uma parteira (v. 19).1.20aComabnodeDeus,ashebriasforamfrteis,tiveramtrabalhosdepartoseguros e fceis e geraram muitos filhos saudveis. Deus simplesmente cumpriu o que havia prometido a Abrao,isaqueeJacpormuitasvezes-fazer suadescendnciacomoaareia,comoone como as estrelas incontveis, veja 1.7a.1.21aDeusabenoouacasadasparteiras,deu- lhesmuitosfilhoseaumentousuasfamilias(v. 21).1.22aOrdenou-seaopovodeFaraquematassetodososmeninosdoshebreus,noseus prprios filhos (v. 22)..,1.22bAlgumasversesacrescentamaexpressodoshebreusdepoisdotermonascerem. limitando,assim,adestruiodosmeninosa Israel, como mostram os w. 15-19.2.1a Veja Anro, p 159.2.2aEsseeraseusegundomeninoeterceiro filho(v.4;6.18-20;15.20,21;Nm12).Moissera o stimo filho de Abrao, sendo esta a linha-EXODO 2 100era formoso, escondeu-o trs meses.2.Moiss revelado pela f: a irm espreita (Hb 11.23)3Nopodendo,porm,maisescond-lo,tomouuma "arcadejuncosea''betumoucombetumeepez;e, pondonelaomenino,apsnos'juncosbordado rio.4Ea"irmdomeninopostou-sedelonge,parasabero que lhe havia de acontecer.3.Moiss descoberto: interveno da irm f recompensada5EafilhadeFaradesceua"lavar-senorio,eassuas donzelaspasseavampelabordadorio;eelaviuaarca nomeiodosjuncos,eenviouasuacriada,eatomou.6E,abrindo-a,viuomenino,eeisqueomeninochorava; emoveu-sedecompaixodeleedisse:Dosmeninosdos hebreus este.7Ento,dissesuairmfilhadeFara:"Ireieuachamar uma ama das hebrias, que crie este menino para ti?8EafilhadeFaradisse-lhe:Vai.Efoi-seamoaechamou a me do menino.9Ento,lhedisseafilhadeFara:Levaestemeninoe cria-mo;eutedareiteusalrio.Eamulhertomouomenino e criou-o.4.Moiss recebe um nome e adotado (At 7.21,22; Hb 11.24-26)10E,sendoo"meninojgrande,elaotrouxe^filhade Fara,aqtialoadotou;echamouoseunomeMoisse disse: Porque das guas o tenho tirado.5.Moiss enviado por si mesmo: fracasso(At 7.23-25; Hb 11.24-26)11Eaconteceunaquelesdiasque,"sendoMoissjgrande,saiuaseusirmoseatentounassuascargas;eviu queumvaroegpcioferiaaumvarohebreu,deseus irmos.12Eolhouaumaeaoutrabanda,e,vendoqueningum ali havia, "feriu ao egpcio, e escondeu-o na areia.13Etornouasairnodiaseguinte,eeisquedoisvares hebreus"contendiam;edisseaoinjusto:Morquefereso teu prximo?14Oqualdisse:Quemtetempostoatipormaioralejuiz sobrens?Pensasmatar-me,comomatasteoegpcio? Ento,temeuMoissedisse:Certamenteestenegcio foi descoberto.6.Moiss foge pela f (At 7.29; Hb 11.27)15Ouvindo,pois,Faraestecaso,procuroumatara Moiss;"masMoissfugiudediantedafacedeFara, ehabitouna'terradeMidi,eassentou-sejuntoaum poo.7.Moiss conhece sua esposa (cf. a experincia de Jac, Gnesis 29)16Eo"sacerdotedeMiditinha''setefilhas,asquaisvieramatirargua,eencheramaspiasparadardebeberao rebanho de seu pai.17Ento,vieramospastorese"lanaram-nasdali;Moiss,porm,levantou-se,edefendeu-as,eabeberou-lhes o rebanho.18E,vindoelasaReuel,seupai,ele"disse:Porque''tornastes hoje to depressa?gem:Abrao,Isaque,Jac,Levi,Coate,Anro. Moiss.AbraoeraostimofilhodeHber, sendoestaalinhagem:Hber,Pelegue,Re, Serugue, Naor, Tera, Abrao (Gn 11.16-26). Eno; nuaeraostimofilhodeAdo,sendoestaa linhagem:Ado,Sete,Ends,Cain,Maalalel, Jarede, Enoque (Gn 5.1-18: Jd 14).2.2bHeb.towb,bonito;belo.Eleeraextremamente belo, bem formado, mui formoso (At 7.20) eummeninodiferente(Hb11.23).Essefatolevou-o a ser desejado pela filha de Fara (w. 2,6). 2.2cObviamente,ospaistinhamapalavrade Deus(Rm10.17),naqualcriam(Hb11.23),por issofizeramcomoElehaviaordenado,aoesconderemacrianaportrsmesesedepois coloc-lanolugarondeaprincesadoEgitoiria v-la (w. 3-6).2.3aHeb,tebah,umacaixa;arca.usadacomo refernciaarcadeNopor26vezes(Gn 6.14-9,18)eduasvezesaqui(w.3,5).Eraum barquinhofeitodejuncosdepapirodoNilo. Estejuncochegaamediraproximadamentede 3m a 4,5m de altura acima da gua do pntano. 5eumioloerausadocomoalimentoeapartedemadeiraparaaconstruodebarcos(is 18.2).Tambmerausadocomopapel(is19.7). Muitosmilharesdeescritosemfolhasdepapiro,quedatamdedoismilatrsmilanos atrs, esto sendo encontrados ainda hoje.2.3bcomoaarcadeNo.elafoifeitasegundo a ordem divina (v. 3; Rm 10.17; Hb 11.23).2.3cOsjuncosdepapirodeoutrasespcies, menoresemtamanhoealturaqueojuncoque servia de papel.2.4a Miri, que era mais velha que Aro (7.7). 2.5a Era costume das mulheres egpcias nobres banharem-se em pblico com' suas criadas. ONilo era respeitado como um rio sagrado.2.6anesseatoqueestoaderrotadeSatans,apreservaodeumanao,ocumprimentodaprofeciaeoavanodoplanode DeusacercadavindadaSementedamulher (Gn 3.15; 12.1-3:15.13-16; 46.3,4; 50.24).2.7aPergunta2.Prxima,v.13.Issofoidivinamentedeterminadoeplanejado(w.7-9).Deus fezcomqueaprpriamecriasseacriana quederrotariaFaraeoEgito.Eelafoipaga paraisso(v.9).bvioqueospaisdeMoiss moravampor perto, equea me de Moiss conheciaoshbitoseocarterdaprincesa,por Isso colocou-o onde ela o encontraria.2.10a Veja A idade de Moiss na adoo, p. 159. 2.10bJosefoachamadeTermutisedizqueela adotouMoissparatorn-losucessordeseu pai como governador do Egito.2.10cMoisssignificatirado(v.10)evemda mesmaraizqueotermousadoem2Samuel 22.17;Salmos18.16.Moiss,ograndelegisladorelderdeIsrael,mencionado813vezes nasEscrituras,vejasuahistriadexodo2.10 a Deuteronmio 34.12.2.11aNessapoca,Moissestavacom40 anosdeidade(At7.23,24).Elepensou que seus irmosentenderamqueDeusohaviachamadoparalibert-los.Entretanto,transcorreram maisdequarentaanosemuitosmilagresde Deusparaconvenc-losdisso(4.1-12.51;At 7.22-29).Operiododeesperadeutempopara queorestantedosltimos215anosdaperegrinao de Israel se cumprisse.2.12a0egpcioteriamatadoohebreu,porisso Moissjulgouadequadoving-lodeacordo com a lei de Gnesis 9.6.2.13a lamentvel quando homens que tmum inimigo comum brigam entre si.2.13b Perguntas 3-5. Prxima, v. 18.2.15aVeja6atosdeMoissnoEgito,p159. 2.15bAterradeMidiincluaacostaoriental domarVermelhoatasfronteirasdeMoabe, ocupando toda a Pennsula Arbica. Midi era o quartofilhodeAbrao eQuetura (Gn 25.1,2). 2.15cEsseeraopoodeJetro,chamadode Reuel(v.18;Nm10,29),Jetro (3.1)e Hobabe (Jz 4.11) - o sacerdote de Midi (v. 16; 3.1).2.16aJetroerachefedeumagrandetriboe, comotal,exerciao direitodas funes sacerdotais para com seu povo, como fez Melquisedeque (Gn 14) e J (J 1). No se menciona o que Moiss aprendeucomJetro,masambostinhamconhecimentocomumdeseusantepassadosemuitas tradiesda famliadeAbrao, de quem ambos descendiam-umpormeiodeisaqueeJac,e o outro por meio de Midi (Gn 25.1-7). Acredita- se que, durante esse perodo de 40 anos, Moiss tenha escrito os livros de Gnesis e J.2.16bJetrotinhasetefilhasquecuidavamde seurebanho.svezes,elestinhamdesavenas compastores deoutrosrebanhos, por isso, nessaocasio,Moissasdefendeueasajudoua darde beber ao rebanho do pai (w. 16,17). Jetro tinha, pelo menos, um filho, Hobabe (Nm 10.29). 2.17a os pastores expulsaram os rebanhos de Jetro para usarem a gua tirada por suas filhas para seusprprios rebanhos.Moiss ofendeu-se com isso e ajudou as moas para que elas pudessem ir para casa antes do horrio normal (w. 17,18). 2.18a Pergunta 6. Prxima, v. 20.2.18bimplicaqueasfilhasvinhamtendoproblemascomospastoresdov.17nopassadoe, nosesabeporquerazo,nocomentavam nada com o pai.101 EXODO 319Eelasdisseram:Umhomemegpcionoslivrouda modospastores;etambmnostirougua.emabundncia e abeberou o rebanho.8.A famlia de Moiss (x 4.20,25; 18.1-27; Nm 12.1) 20E disse a suas filhas: E onde est ele? Por que deixastes o homem? Chamai-o 'para que coma po.21EMoissconsentiuemmorarcomaquelehomem;e ele deu a Moiss sua filha Zpora,22aqualteveumfilho,eelechamouoseunomeGrson, porque disse: Peregrino fui em terra estranha.9.O Deus de Moiss25Eaconteceu,depoisdemuitosdestesdias,morrendo oreidoEgito,queosfilhosdeIsrael'suspirarampor causadaservidoeclamaram;eoseuclamorsubiua Deus por causa de sua servido.24EouviuDeusoseugemidoelembrou-seDeusdoseu concerto com Abrao, com Isaque e com Jac;25eatentouDeusparaosfilhosdeIsraeleconheceu-os Deus.10.Chamado e comisso de Moiss (x3.14; 4.2,11,14,19,21; 6.10,13,28; 7.8)3EAPASCENTAVAMoissorebanhodeJetro,seu sogro,sacerdoteemMidi;elevouorebanhoatrs do deserto e veio ao 'monte de Deus, a Horebe.2Eapareceu-lheoAnjodoSenhoremumachamade fogo,nomeiodeumasara;eolhou,eeisqueasaraardia no fogo, e a sara no se consumia.3EMoissdisse:Agoramevirareiparalevereiesta grande viso, porque a sara se no queima.4E,vendooSenhorqueseviravaparalaver,bradou Deusaeledomeiodasaraedisse:Moiss!Moiss!E ele disse: Eis-me aqui.5Edisse:Notecheguesparac;tiraosteussapatosde teus ps; porque o lugar em que tu ests terra santa.6Dissemais:EusouoDeusdeteupai,oDeusdeAbrao, oDeusdeIsaqueeoDeusdeJac.EMoissencobriuo seu rosto, porque temeu olhar para Deus.7E.disseoSenhor:Tenhovistoatentamenteaafliodo meupovo,queestnoEgito,etenhoouvidooseuclamor porcausadosseusexatores,porqueconheciassuasdores. *8Portanto,desciparalivr-lodamodosegpciosepara faz-losubirdaquelaterraaumaterraboaelarga,auma terraquemanaleiteemel;aolugardocananeu,edoheteu, e do amorreu, e do ferezeu, e do heveu, e do jebuseu.9Eagora,eisqueoclamordosfilhosdeIsraelchegoua mim,etambmtenhovistoaopressocomqueosegpcios os oprimem.10Vemagora,pois,eeuteenviareiaFara,paraque tires o meu povo, os filhos de Israel, do Egito.11.Primeira das onze queixas de Moiss (x 3.13; 4.1,10,13; 5.22; 6.12,30; 17.4; Nm 11.10,21)11Ento,MoissdisseaDeus:Quemsoueu,quevaFara e tire do Egito os filhos de Israel?2.19aMoisstalvezparecesseumegpcioem seumododevestir-seebarbear-se,deacordo comocostumedoEgito(Gnesis41.14a).. 2.19bNohexplicaoquejustifiqueJetro nadafazerparacorrigiresseincmodocausadopelospastoresssuasfilhas.Excetoqueele nosoubesse,porqueelasnolhecontavamo que acontecia.2.20a Perguntas 7-8. Prxima. 3.11.2.20bIssonovamentemostraahospitalidade doOriente.Eracostumecuidardeestranhos. Confira Hebreus 13.2.2.21aVejaOcasamentodeMoiss,p.159. 2.22a Grson significa um estranho aqui (v. 22). Seguindoesseversculo,emInmerosmanuscritos,encontramos:"EooutrosechamavaEli- zer,porquedisse:ODeusdemeupaifoipor minhaajuda,emelivroudaespadadeFara". Essaspalavrassotonecessriasaquiquanto em18.4paradeixarclarooregistroacercados doisfilhosquesomencionadosem4.20. 2.23aisso(v.23)marca0verdadeiroincioda histria do xodo. O rei que comeou a matar os homens em Israel agora estava morto, e seu filho,0 que mais tarde afogou-se no mar vermelho, era rei.Oseventosde1.8-2.22compreenderamum perfodo de mais de 80 anos (At 7.22-30). Durante os ltimos 40 anos, Moiss estava sendo preparado para a obra dos 40 anos seguintes.2.23b VjaSoorsas que Israel fez no Egto, p. 160. 2.23c No est claro aqui se os israelitas estavam cientesdeDeusouseeleshaviamseesquecido totalmente dele. Foi Deus quem tomou a iniciativadelibert-los.tendoemvistasuasalianase promessasfeitasaosseusantepassados(v.24). Alguns conheciam a Deus, mas, como um todo, a nao estava em apostasia e rebelio.2.24a 4 atos de Deus em favor de Israel:1 Ouviu o seu gemido (v. 24).2Lembrou-se da sua aliana (v. 24).3 Viu seus sofrimentos (v. 25).4 Atentou para eles (v. 25).3.1a 0 lado ocidental, que era muito frtil. Era costume dos pastores percorrerem grandes distncias de casa com seus rebanhos e procurar, durante semanas e meses, novos pastos. 3.1b Veja 8 montes sagrados nas Escrituras. p. 160..3.2aEsse0prprioDeus(w.2,4-22;4.1-17; MC 12.26; At 7.30-35; cf. Dt 4.15).3.2b O Deus que impediu esta sara de ser consumida e guardou os filhos hebreus na fornalha (Dn 3) tambm pode impedir a terra, 0 reino e 0 povodaterradeseremconsumidosdurantea renovao futura da tema pelo fogo (Rm 8.19-24; Hb1.10-12;12.25-28;1Pe3.10-13;Ap20.7-10). 3.4a Veja Gnesis 22.11a.3.5a Veja 8 atos cfe Deus em xodo 3 e 4, p. 160. 3.5bVeja14ordenanasaMoiss,p.160. 3.5c Esseeraum sinal derespeito(v.5; Js 5.15). osorientaistiravamossapatosemcasaeem todososlugaresdeadorao,comoquandotiramosnossochapu.Eraumgestoquesimbolizavadeixardeladotodasascontaminaes do andar no caminho do pecado.3.5dHeb.qotiesh,traduzidoporsanto302vezes(aprimeiravezaqui);santurio69vezes (x30.13,24;36.1-6etc.);consagrados(Js6.19); consagradoesuasvariaes12vezes(1Rs 7.51;15.15etc.);santa9vezes(Lv12.4);santidade30vezes(x15.11;28.36etc.)esantos (Dt 33.2). A raiz qadash traduzida por santo 7 vezes;consagrar25vezes;ordenar7vezes;dedicar10vezes;santificado45vezes;santificar 64 vezes e mais santo (Is 65.5).3.6a Veja Deus identifica-se. p. 160.3.6bConfiraistocomseudesejodevertodaa glria de Deus em xodo 33.18, nota.3.6cEraumacrenaantigadeque,sealgum visse Deus, morrera (v. 6; Gn 32.30).3.7aDisse0Senhoresuasvariaessoexpresses encontradas 46 vezes em xodo (3.7;42.4,6,11,1921.27;6.126;7.1,14;81620;9.1,8,1322; 10.1,1221;11.1.9;12.43;14.1526;16.428;17.5,14; 19.9,102124; 2022; 24.12; 30.34; 32.7,9,33; 33.1,5,17, 21:34.127). Deus cfcse e suas variaes so usados 3vezes(3.14,15;13.17);Ele(Deus)disseesuas variaessoencontrados12vezes(3.5,6,12,14; 4.3,7,14; 33.14,1920; 24.1; 34.10) e o Senhor disse e suasvariaes7vezes(7.13,22;8.15,19;16,23; 24.3,7). Veja 6.10a.3.7bAprimeiradas16vezesemqueaexpressomeupovoencontradaemxodo.. 3.7cDeussoubeaoatentarparaseussofrimentos(v.7)e,maistarde,enviouCristopara experimentar0queeradefatoosofrimento fsico (Hb 4.14-16).3.8a 1 profecia em xodo (3.8, cumprida). Prxima, v. 12.3.8bOutroexemplodeDeusdescendopara estar entre os homens.3.8cveja22 prediesdeDeusemxodo 3 e 4 .p.160.3.8d 4 itens da descrio de Cana (v. 8):1 Terra boa.2 Terra larga.3 Terra de prosperidade.4 Terra de muitas naes.Moisspodiaver,graasmenodetantas naes,agrandezadesuamisso,pois,atos exrcitosdoEgitonopoderamconquistar nemsubjugarosmuitospovosguerreirosde Cana.3.9a O termo tambm prova que algum, ao lado de Deus, havia visto e falado a Ele sobre a opresso de Israel. Isso mais uma vez prova a doutrina da agncia divina. Em centenas de versculos bblicos,vemos0fatodeagentesobservandono lugardeDeusereportandoaEleascondies em vrias partes do reino de Deus.3.11a Pergunta 9. Prxima a, v. 13. bom ser modesto,masamodstiapodechegarcompleta falta de confiana no "eu". Confira a ousadia e aXODO 4 10212.Queixa superada AH12EDeusdisse:Certamenteeusereicontigo;eisto teserporsinaldequeeuteenviei:quandohouveres tirado este povo do Egito, servireis a Deus neste monte.13.SegundadasonzequeixasdeMoiss(x3.11,refs.) 13Ento,disseMoissaDeus:Eisquequandovieraos filhosdeIsraelelhesdisser:ODeusdevossospaisme enviouavs;eelesmedisserem:Qualoseunome? Que lhes direi?14.Revelao e comisso ampliada (x 3.1, refs.)14EdisseDeusaMoiss:EuSouoQueSou.Disse mais:AssimdirsaosfilhosdeIsrael:EuSoumeenviou avs.15EDeusdissemaisaMoiss:Assimdirsaosfilhosde Israel:OSenhor,oDeusdevossospais,oDeusde Abrao,oDeusdeIsaqueeoDeusdeJac,meenvioua vs;estemeunomeetemamente,eestemeumemorial de gerao em gerao.uVai,eajuntaosanciosdeIsrael,edize-lhes:O Senhor,oDeusdevossospais,oDeusdeAbrao,de IsaqueedeJac,meapareceu,dizendo:Certamentevos tenho visitado e visto o que vos feito no Egito.*17Portanto,eudisse:Far-vos-isubirdaafliodo Egitoterradocananeu,edoheteu,edoamorreu,edoferezeu,edoheveu,edojebuseu,aumaterraquemana leite e mel.18Eouviroatuavoz;eirs,tueosanciosdeIsrael, aoreidoEgito,edir-lhe-eis:OSenhor,oDeusdoshe- breus,nosencontrou;agora,pois,deixa-nosircaminho detrsdiasparaodeserto,paraque'sacrifiquemosao Senhor, nosso Deus.19Eusei,porm,queoreidoEgitonovosdeixarir, nem ainda por uma mo forte.20PorqueeuestendereiaminhamoeferireiaoEgito comtodasasminhasmaravilhasquefareinomeiodele; depois, vos deixar ir.21eudareigraaaessepovoaosolhosdosegpcios;e acontecer que, quando sairdes, no saireis vazios,22porquecadamulherpedirsuavizinhaesuahspedavasosdeprata,evasosdeouro,evestes, cosquais poreissobrevossosfilhosesobrevossasfilhas;e'despojareis ao Egito.13. Terceira das onze queixas de Moiss (x 3.11, refs.)4ENTO,respondeuMoissedisse:Maseisqueme nocrero,nemouviroaminhavoz,porquediro: O Senhor no te apareceu.16.Queixasuperadapelamilagrosacomisso(x3.11,refs.) b2 E o Senhor disse-lhe: Que isso na tua mo? E eleautoconfiana de Moiss antes de ele de fato estarpreparado e antes deste momento (2.11-15). 3.12a2*profeciaemxodo(3.12,cumprida). Prxima,v.17.0quepoderiainspirar maisconfiana em uma misso do que o apoio de Deus? (v. 12).3.12bosinaleraque,quandoamissoestivesserealizada,IsraelserviriaaDeusnomonte Sinai (v. 12).3.13aPerguntas10-11.Prxima.4.2.Moiss jestavafamiliarizadocomocostumeegpcio deterumnomeparacadadeus.porisso.ele naturalmente previu essa pergunta.3.14aHeb.EheyehasherEheyeh.Eusouo que(quem)sou-ouEusouAuto-existente;o Eterno,Aquelequesemprefoiesempreser (SI90.2).EssaexpressosimplificadaporEU SOUaqui.Aquelequeestsemprepresentee que vive. equivalente a Jeov, o Eterno.3.15aAsegundavezemqueDeusidentifica-se paraMoiss,mas,dessavez,otermousado pais(noplural),em vezde pai,como em 3.6. 3.15bAquinostemosonomeeternode Deus,mastambmapromessadegeraes eternasdepessoasnaturaisnaterra.Umavez queonomedeDeuscontinuar,eleserum memorial para geraes eternas (v. 15).3.16aProvaquehaviaumgovernocomumem Israel.Osanciosdastribosformavamocorpo governanteeotribunaldejuizespeloqualtodasasdeciseslegaiseramtomadas(v.16,18; 4.29; 5.19).3.16b bvio que o prprio Deus fez uma viagem ao Egito para que seus prprios olhos vissem as verdadeirascondies,comofezemalgumas outrasocasiesantesdeagirnosassuntosdos homensnaterra(Gn3.8-19;4.6,9;6.5-7:11.5-8; 18.1-8,21,33:19.1-22etc.).Poressarazo.Deus fez uma srie de aparies pessoais na terra. 3.17a3anrnfeciaemxodo(3.17-22,cumprida em 5.1-14.31). Prxima, 4.14.3.17bAflio.Das180vezesemque0termo afligircomsuasvariaesencontrado,s em cinco ou seis vezes que ele se refere doenafsica.Deuspredisseessaaflioem Gnesis15.13-17.VejaAflionoDicionrio Enciclopdico.3.18a Deus predisse a obedincia de Israel, mas, antesdeobedecer,0povotevemuitasoutras expertnciasamargas(v.18;4.29-31;5.7-23). 3.18bOsgovernantesdeIsraeldeveriamestar aoladodeMoissquandoelefizesseasexignciasaFaraparaque0governadordoEgitosoubessequetodaanaoestavaagindo,e no apenas seu lder (v. 18).3.18cUmcaminhodetrsdiaslhespermitira distanciarem-sebemdasfortificaesegpcias e seguir para o deserto do Sinai.3.i8dopropsitodosacrifcioerasomente umarazosecundriaparadeixaraterra.O principal objetivo que estava por trs do pedido era deixar 0 Egito.3.19a0conhecimentodeDeusestavabaseado no verdadeiro carter de Fara. Ele sabia que Faraeraumgovernadorteimosoesoberboque notinha0hbitodeobedeceradeusesouao homem,principalmente0Deusdoshebreusou anaoqueeratorentvelpara0Egitonesta poca.Deustambmsabiaquantotempolevaria para quebrar a vontade de Fara (v. 19,20). 3.20a Deus intentava manifestar seu imenso poder para provar ao Egito e a todas as outras naesqueseuplanopara0esperadoMessiasse cumprira. O pecado seria destrudo e o domnio dohomem,restaurado.Paraisso.Deussempre interveio e ainda far isso at que seu ltimo objetivo seja alcanado (1 Co 15.24-28; Ap 20-22). 3.21aDeustambmintentavaqueseupovo recebessesalriosjustosportodo0seurduo trabalho antes de deixar o Egito (v. 21).3.22aHeb.sha'al,pedir;solicitar;exigir;requerer.Em173ocorrncias,semseisvezesque 0termotraduzidoportomaremnrestado. Aquielenopoderiasignificartomaremprestadonosentidoemqueusamos0termo.Seria nosentidodepedirnov.22;11.2;12.35.Veja overdadeirosentidoemGnesis24.47;26.7; 32.29; 34.12; 1 Samuel 1.17,20,27; 8.10;.Salmos2.8etc.Nosepoderiasubstituirperguntarpor tomaremprestadonestaseeminmerasoutraspassagenseteraidiapretendida.Aidia eraqueumanaointeiraservindosemsalrio poroitentaacemanosdeveriareceberacompensao por seu rduo trabalho.3.22bHeb.keliy,algopreparado;qualquerimplemento,utenslio,veste,vaso,arma,jiaou dinheiro.Muitasdessascoisastalveztenham sido tiradas dos israelitas, por isso, eles simplesmenterecuperaramsuasantigasriquezas.Aqui os objetos eramdeouroe prata,e as vestes que eramusadaspelosisraelitas(v.22;11.2;12.35; 35.22;Gn24.53;Nm31.50,51;1Sm6.8,15;2Cr 20.25; 32.27; J 28.17; Ez 16.17,39; 23.26).3.22cimplicaqueosegpcioshaviamtirado dosisraelitasasjias,asvesteseoutrasriquezasqueestespossuamquandochegaramao Egito.Agoraelesteriamaquilodequeprecisavameque,obviamente,perderamaodeixaro Egito (v. 22; 12.35).3.22dOdespojoaquinoseriapormeiode rouboeviolncia,maspedindoerecebendoo quegratuitamentelheseradado.Em1Samuel 30.22.significarecuperaraquiloquefoilevado pormeiodaviolncia.Osegpciosteriamnegadotaispedidossobcircunstnciasnormais; masDeusdeumercaIsrael(v.21;11.2,3),e ascalamidadesquevieramsobreosegpcios emformadepragasearecentemortedos primognitosfizeramcomqueasmulheresse dispusessemadaroquelhesfossepedidoa fimde evitar outra perda da famlia e dos bens. Elas tinham o prazer de dar-lhes qualquer coisa para se livrarem deles (12.33-36).4.1aNestecaptulo,temosoinciodosmilagresquelevaramlibertaodeIsrael.Moiss queixava-sedafaltadepoderparaconvencer o povo de que seu chamado era divino. Era per- feitamentenaturaldesejarpoderereferncias divinas. Ningum nunca foi chamado nara uma missodivinasemauncodoFsnritnnararealizar o oue foi chamado a fazer.4.2a Pergunta 12. Prxima, v. 11...103XODO 4disse: Uma vara.3Eeledisse:Lana-anaterra.Elealanounaterra,e tomou-se em cobra; e Moiss fugia dela.B4Ento,disseoSenhoraMoiss:Estendeamoe pega-lhepelacauda(Eestendeuamoepegou-lhepela cauda, e tomou-se em vara na sua mo.);5paraquecreiamqueteapareceuoSenhos,oDeusde seuspais,oDeusdeAbrao,oDeusdeIsaqueeoDeus dejac.B6Edisse-lhemaisoSenhor:Meteagoraamonopeito.E,tirando-a,eisquesuamoestavaleprosa,branca como a neve.7Edisse:Tornaameteramonopeito.Etornouameteramonopeito;depois,tirou-adopeito,eeisquese tomara Como a sua outra carne.*Eacontecerque,seelestenocrerem,nemouvirem vozdoprimeirosinal,creroavozdoderradeirosinal; 9e,seacontecerqueaindanocreiamaestesdoissinais,nemouamatuavoz,tomarsdasguasdorioeas derramarsnaterraseca;easguasquetomarsdorio tomar-se-o em sangue sobre a terra seca.17.Quarta das onze queixas de Moiss (x 3.11, refs.) Ento, disse Moiss ao Senhor: Ah! Senhor! Eu no sou homem eloqente,. nem de ontem, nem de anteontem, nem ainda desde que tens falado ao teu servo; porque sou pesado de boca e pesado de lngua.18.Queixa superada "Edisse-lheoSenhor:Quemfezabocadohomem? Ouquemfezomudo,ouosurdo,ouoquev,ouo cego? No sou eu, o Senhor?12Vai,pois,agora,eeusereicomatuabocaeteensinarei o que hs de falar.19.Quinta das onze queixas de Moiss (x 3.11, refs.)13Ele,porm,disse:Ah!Senhor!Enviapormodaquele a quem tu hs de enviar.20.Queixa superada pela concesso ao ltimo pedido de Moiss*B14Ento,'seacendeua ciradoSenhorcontraMoiss, edisse:No'Aro,olevita,teuirmo?Euseiqueele falarmuitobem;eeisqueeletambmsaiaoteuencontro; e, vendo-te, se alegrar em seu corao.15Etulhefalarseporsaspalavrasnasuaboca;eeu sereicomatuabocaecomasuaboca,ensinando-voso que haveis de fazer. 14Eelefalarportiaopovo;eacontecerqueeleteser por boca, e tu lhe sers por Deus.17Toma, pois, esta vara na tua mo, com que fars os sinais.21.A obedincia de Moiss18Ento,foi-seMoiss,evoltouparaJetro,seusogro, edisse-lhe:Euireiagoraetornareiameusirmosque estonoEgito,paraverseaindavivem.Disse,pois,Jetro a Moiss: Vai em paz. 22.O chamado e a comisso de Moiss so renovados (x 3.1, refs.)DissetambmoSenhoraMoissemMidi:'Vai, voltaparaoEgito;'porque'todososquebuscavamatua alma morreram.23.A obedincia de Moiss20Tomou,pois,Moisssuamulhereseusfilhos,eos levousobreum'jumento,etornouterradoEgito;e Moiss tomou 'a vara de Deus na sua mo,24.O chamado e a comisso de Moiss so renovados: resultados preditos (x 3.1, refs.)E disse o Senhor a Moiss: Quando voltares ao4.2bOcajadodeumpastor.Chamado,mais tarde,deavaradeDeusporcausadosmilagres (v. 20).4.5aEsseoobjetivodetodososmilagres(Mc 16.15-20;Jo7.37-39;14.12-15;At1.8;2.38,39; 5.32; 1 Co 12; Hb 2.1-4).4.6a Veja 10 casos de lepra, p. 160.4.9aElescreramemMoissquandoelemostrou osdois primeirossinais, porisso, este ltimo no foi necessrio (v. 29-31).4.10aAprximaobjeodeMoisseraade queelnoeraeloqente(v.10).Deusprometeutom-loeloqente,maselenuncase tomouporquesemprecontestava.Deus,portanto,enviouAroparaserseuporta-voz(v. 11-17).issonocontradizAtos7.22,poisoindivduopodeserpoderosonaspalavraseno ser eloqente.4.11aPerguntas13-15.Prxima,v.14.Amaior lioquetodosdevemaprenderquenoh nadaimpossvelparaDeus.SefoiElequem criouasqualidadesnaturais,Eletambmpode us-las.4.13aMoissaindanoestavaconvencidode queDeuspoderatorn-loeloqenteecapaz de libertar Israel. Ele ainda queria que Deus enviasse outra pessoa (v. 13).4.14a4anrnfeciaemxodo(4.14-17,cumprida). Prxima, v. 21.4.14bOstermosiraeirar-seesuasvariaes soencontrados266vezesnoATesomente 12vezesnoNT.Maisde200dessaspassagens referem-se a Deus irando-se com o homem.NodanaturezadeDeusirar-sesemjusta causa. Ele . por natureza, tardio em irar-se (Ne 9.17;S1103.9;145.8)esuairanopassadeum momento (SI 30.5; 103.9).4.14c Pereunta 16. Prxima, 5.2.4.14dAprimeiramenodeArocujonome aparece350vezesnasEscrituras,enquantoo deMoissaparece848vezes.Elefoioprimeiro sumo sacerdote de Israel.4.i4eAprimeiravezqueessetermousado nas Escrituras. Como foi aplicado a Aro, significaqueeleeraolderdossacerdotesdeIsrael na tribo de Levi. Quando aplicado a outros, refere-seaosmembrosdatriboqueeramsacerdoteseministros(6.16-25;Nm3.45;Dt10.8,9). 4.i4fissofazpartedaoniscincia,masdizer queDeussabiatalcoisaacercadeArodesde todaaeternidade,antesmesmodeeleexistir, levaradoutrinaaoextremo.Deusatconhecedelongeosnossospensamentos(S1139.2), masElenoprocuraconhec-losdesdetodaa eternidade passada.-4.14gEssaumaverdadeirarevelaoaMoiss.IlustracomoDeusdeuoconhecimentoda criaopassadaecentenasdeoutrosfatosque ohomemjamaispoderasaberporsimesmo. Deus, obviamente, previu as objees de Moiss efalouaAroquedeixasseoEgitoefosseencontraroirmo(4.27;cf.At9.10-19;10.7-33). 4.15aIssoclaramentedefineinspirao.Trata- sesimplesmentedeDeuscolocandopalavras nabocadosprofetaseestandocomeles em tudo o que eles dizem (w. 15,16; cf. Nm23.5,16;22.35;Dt18.18;Jo17.8).Eleserteu porta-voz(v.16)ouprofeta(7.1).Indicaqueos profetaseramporta-vozesdeDeuseseram qualificadosporseuEsprito,tendorecebidoo domdeprofecia(At3.21;1Co12.1-11;2Tm 3.15-17;4.1-4;2Pe1.21).Elesfalavamaoshomens em lugar de Deus (v. 16). Moiss manteve sua posio como mediador.4.17a Era o mesmo cajado que ele carregava para pastorearorebanho.Elefoicomissionadopara us-lo em todos os milagres que operaria (v. 17). 4.19aDeusagoradizaMoissparavoltarpara seupovo(v.19;cf.Gn-31.1;32.9).Nadahavia sidoditoaoseusogroarespeitodeseuchamado,derevelaoquereceberaoudoobjetivo de voltar para o Egito nessa poca.4.19bEssatalveztenhasidoumadasrazes porqueArocomeouaprocurarMoiss(w. 14,27; Cf. Mt 2.15,20).4.19c No s Fara, mas a corte.4.20aEstaaprimeiramenoafilhos,tendo sidomencionadaapenasumavezanteriormente(v.20;2.22).Nosabemosaidadedeles 4.20bASeptuagintadizjumentos.Serianecessriomaisdeumparaasquatropessoasviajarem,independentementedoquantoosfilhos fossem pequenos (v. 20).4.20cSuavaraagorapassaraaseravarade Deus porque era um meio para realizar milagres (w.2-4,17,20;7.9-20;8.5,16,17;9.23;10.13; 14.16; 17.5-9; Nm 20.11).4.21a5aprofeciaemxodo(4.21-23,cumprida). Prxima, 6.1.EXODO 5 104Egito,atentaquefaasdiantedeFaratodasasmaravilhasquetenhopostonatuamo;mas 4euendurecereio seu corao, para que no deixe ir o povo.22Ento,dirsaFara:AssimdizoSenhor:Israel meu filho, meu primognito.23Eeutetenhodito:Deixairomeufilho,paraqueme sirva;masturecusastedeix-lir;eisque*eumatareia teu filho, o teu primognito.25.A circunciso separa Moiss de sua famlia24Eaconteceunocaminho,numaestalagem,queo Senhor o encontrou e o quis matar.25 Ento, Zpora tomou uma pedra aguda, e circuncidou0prepciodeseufilho,eolanouaseusps,edisse: Certamente me s um esposo sanguinrio.26Edesviou-sedele.Ento,eladisse:Espososanguinrio, por causa da circunciso.26.Moiss e Aro se encontram: xodo 4.14 se cumpre27DissetambmoSenhoraAro:Vaiaoencontrode Moiss,aodeserto.Eelefoi,encontrou-onomontede Deus e o beijou.28EanunciouMoissaArotodasaspalavrasdoSenhor, que o enviara, e todos os sinais que lhe mandara.27.Primeiro avivamento espiritual em Israel por meio de milagres28Ento,foramMoisseAroeajuntaramtodososancios dos filhos de Israel.30E Aro falou todas as palavras que o Senhor falara a Moiss e fez os sinais perante os olhos do povo.31E o povo creu; e ouviram que o Senhor visitava aos filhos4.21b 3 termos traduzidos por "endurecer":1Heb.chazaq,atarouapertaremoposioa afrouxar (v. 21:7.13,22; 8.19:9.12,35; 10.20,27;11.10; 14.4,8,17; Js 11.20).2Heb.kabed. tornar pesado, opressivo ou difcil (8.15,32; 9.7,34; 10.1; 1 Sm 6.6).3Heb.qashah,tornarrgido,difcil,duroou cruel (7.3; SI 95.8; Pv 29.1).Muitasvezesdiz-sequeDeusfazascoisas queElepermitequesejamfeitas.Deusdeua Faraaoportunidadederesisti-LOeendureceu seu corao (v. 21; 9.12; 10.1,20,27; 11.10;14.8;Rm9.18)damesmaformaqueoevangelhosalvaoucondena,abrandaouendurece,e vivificaoumataatodososqueoouvemhoje (Rm2.4-11;2Co2.15,16).Qualquercastigo oucalamidadequenodespedaaanatureza humana e subjuga a vida s a endurece.Comoosolqueendureceobarroeamolece acera,assimacontececomaverdade.0resultadonoestnosol(ouemDeus),masnas matrias.4.22aAquiDeuschamaanaodeIsraelde seufilhoenrimngnitoemcomparaoaoprimognitodoEgito.Faraentenderaissopor completo,poiselemesmoerachamadodefu Ihn deffa. ou filho amado de seu deus. Deus estavadizendoaelequeEleamavaIsraelassim como ele amava seu primognito (v. 23).4.23aIsraelnopoderiaserviraDeusnoEgito, poispartedeseussacrifciosconsistiaemanimaisdomsticosqueeramosmaissagrados paraosegpcios.Moissapresentouestarazo em 8.26.4.23bEssaprediotinhadesecumprirantes de Fara quebrantar-se e deixar Israel partir (V.23; 11.4-10; 12.1-36).de Israel e que via a sua aflio; e inclinaram-se e adoraram.III.A contenda de Deus com Fara (x 5.1-12.36; SI 105.23-38; Rm 9.14-23)1.Primeira exigncia: Fara se endurece5E,DEPOIS,foramMoisseAroedisseramaFara:AssimdizoSenhor,DeusdeIsrael:'Deixairo meu povo, para que me celebre uma festa no deserto.2MasFaradisse:QuemoSenhor,cujavozeuouvirei,paradeixarirIsrael? 3NoconheooSenhor,nem tampouco deixarei ir Israel.2.Segunda exigncia feita por Deus 3 E eles disseram: O Deus dos hebreus nos encontrou; portanto, deixa-nos agora ir caminho de trs dias ao deserto, para que ofereamos sacrifcios ao Senhor e ele no venha sobre ns com pestilncia ou com espada.3.Fara se endurece: os fardos de Israel aumentam 4 Ento, disse-lhes o rei do Egito: Moiss e Aro, por que fazeis cessar o povo das suas obras? Ide a vossas cargas. 5E disse tambm Fara: Eis que o povo da terra j muito, e vs os fazeis abandonar as suas cargas.6Portanto,deuordemFaranaquelemesmodiaaos*e- xatores do povo e aos seus oficiais, dizendo:7Daquiemdiantenotomeisadarpalhaaopovo,para fazertijolos,comofizestesontemeanteontem;voeles mesmos e colham palha para si.8Elhesimporeisacontadostijolosquefizeramontem eanteontem;nadadiminuireisdela,porqueelesesto ociosos;porisso,clamam,dizendo:Vamos,sacrifiquemos ao nosso Deus.4.24a Simplesmente significa um lugar tara descansar noite, prximo a algum balnerio, e no necessariamente uma hospedaria ou alojamento (v. 24; Gn 42.27). Parece que Deus se apresentou a eles em pessoa, querendo matar um dos filhos de Moiss, porque ele havia se esquecido de cir- cuncid-lo.Nosesabedequeformaosenhor tentou mat-lo, mas foi prometido a Abrao que o homem que no fosse circuncidado seria eliminado (Gn 17.14). Deus estava agindo agora para libertar Israel; por isso, era necessrio reforar o sentido literal da aliana, zpora, tendo, entendido por que Deus queria matar o menino, tomou umafacaeocircuncidouparasalvarsuavida. Ela lanou o prepcio aos ps de Moiss, e Deus permitiu que o menino vivesse (w. 24-26).4.25aZporachamouMoissdemaridosanguinrio.querdizer,comritosdesangue,referindo-secircunciso,aqualelatentouevitar (w. 25,26).4.27aAroencontrou-secomMoissnomonte Sinai,talveznomomentoemqueelerecebeua revelao-antesdecontaraJetroecomeara JornadarumoaoEgitocomsuaesposaefilhos (w.14,27,28).osirmosestavamseparadoshavia 40 anos.r4.30aEssafoiasegundavezemqueMoiss realizouossinaisdetornar-seleprosoeser curado,edetransformarsuavaraemumaserpente (w. 2-9,30,31).5.1aDepoisdeconvenceremIsraelquantoao seuchamadoemissodivina,elesfizeramsua primeira exigncia a Fara (v. 1).5.1bveja7exignciasdeDeusaFara,p.161. 5.2aPergunta17.Prxima,v.4.EssefoiocomeodadurezadeFaranosentidoderesistir vontade de Deus (v. 2).5.2bFaranoconheciaoDeusverdadeiroe vivo,tendosidoumidlatraecridoemmuitos deusesdemetalemadeira,conformeadorao na Assria (v. 2).5.3aosacrifcioeranecessrioparaaredenodohomemearestauraodeseudomnio. TodaaBbliaseconcentrano sacrifcio deCristo,tipificadoportodosossacrifciosdeanimais (v. 3; Hb 9.22).5.4a Pergunta 18. Prxima, v. 14.5.6aEssefoiosegundoatodeFaranosentidoderesistirsexignciasdeDeus(w.2,6-9). 5.6bHeb.nagas,exatoresouopressores.No serefereaosmesmosdocaptulo1.11.Estes talvezfossemosquesupervisionavamosfeitoresque,defato,controlavamotrabalhodos israelitaseeramresponsveisporprestarcontas do trabalho a Fara (v. 6).5.6cSemdvida,eramosoficiaishebreusque administravamotrabalhosobautoridadedos egpcios (w. 6,14.15).5.7aHeb.teben,hastesdepalhausadascomo forragem;debulho;restolho(w.7,10-13,16,18). OstijolosdoOrienteerammuitasvezesfeitos depalhacortadaebarrosecoaosol.Apalha preservava a cor original. Os tijolos dos egpcios tinhamcercade50cmdecomprimento.20cm delargurae17cmdeespessura.Aoutratarefaerapercorreroscamposecolher0restolho que substituira a palha que havia sido anteriormentemantidaemgrandesterrenos.Comeste trabalhoadicional,elesdeveriamfazeromesmonmerodetijolosquehaviamfeitoantes (w. 7-13). Esta tarefa era imposta para castigar o povo por exigir sua sada do Egito a fim de poder oferecer sacrifcios a Deus (w. 8,9).5.8a o nmero ou a medida dos tijolos:-105 EXODO 69Agrave-seoserviosobreesteshomens,paraquese ocupem nele e no confiem em palavras de mentira.,0Ento,saramosexatoresdopovo,eseusoficiais,e falaramaopovo,dizendo:AssimdizFara:Eunovos darei palha;11Idevsmesmos,etomaivspalhadeondeaachardes; porque nada se diminuir de vosso servio.12Ento,opovoseespalhouportodaaterradoEgito,a colher restolho em lugar de palha.13Eosexatoresosapertavam,dizendo:Acabaivossaobra, a tarefa de cada dia, como quando havia palha.14EforamaoitadososoficiaisdosfilhosdeIsrael,que osexatoresdeFaratinhampostosobreeles,dizendo estes:*Porquenoacabastesvossatarefaontemehoje, fazendo tijolos como antes?,sPeloqueseforamoSoficiaisdosfilhosdeIsraeleclamaram a Fara, dizendo: Por que fazes assim a teus servos?16Palhanosedateusservos,enosdizem:Fazeitijolos; eeisqueteusservossoaoitados;pormoteupovo tem a culpa.17Maseledisse:Vssoisociosos;vssoisociosos;por isso, dizeis: Vamos, sacrifiquemos ao Senhor.*Ide,pois,agora,trabalhai;palha,porm,nosevos dar; contudo, dareis a conta dos tijolos.PARNTESE: A contenda de Des com Moiss e Israel (x 5.19-7.9)1.Primeira das doze queixas de Israel (x 14.10; 15.24; 16.2; 17.2; 32.1; Nm 11.1,4; 14.1; 16.41; 20.2; 21.5)19Ento,osoficiaisdosfilhosdeIsraelviram-seem aflio,porquantosedizia:Nadadiminuireisdevossos tijolos, da tarefa do dia no seu dia.20EencontraramaMoisseaAro,queestavamdefronte deles, quando saram de Fara. '21Edisseram-lhes:OSenhoratentesobrevsejulgue isso,porquantofizestesonossocheirorepelentediante deFaraediantedeseusservos,dando-lhesaespadanas mos, para nos matar.2.Sexta das onze queixas de Moiss: Deus acusado(x 3.11, refs.)22Ento,tornouMoissaoSenhoredisse:Senhor!Por que Afizeste mal a este povo? Por que me enviaste?23Porque,desdequeentreiaFaraparafalaremteu nome,elemaltratouaestepovo;e,denenhumamaneira, livraste o teu povo.3.Queixa superada: a comisso renovada (x 3.1, refs.)6*bENTO,disseoSenhoraMoiss:Agoraverso queheidefazeraFara;porque,pormopoderosa, cos deixar ir; sim, por mo poderosa, os lanar de sua terra.2Falou mais Deus a Moiss e disse: Eu sou o Senhor.3EeuapareciaAbrao,eaIsaque,eaJac,comoo DeusTodo-poderoso;maspelomeunome,Senhor, no lhes fui perfeitamente conhecido. '4Etambmestabelecomeuconcertocomeles,paradar- lhesaterradeCana,aterradesuasperegrinaes,na qual foram peregrinos.5EtambmtenhoouvidoogemidodosfilhosdeIsrael, aosquaisosegpciosescravizam,emelembreidomeu concerto.6Portanto,dizeaosfilhosdeIsrael:EusouoSenhor,e vostirareidedebaixodascargasdosegpcios,voslivrarei dasuaservidoevosresgatareicombraoestendidoe com juzos grandes.7Eeuvostomareipormeupovo,esereivossoDeus;e sabereisqueeusouoSenhor,vossoDeus,quevostiro de debaixo das cargas dos egpcios;- ' 8eeuvoslevareiterra,acercadaquallevanteiamo, queadariaaAbrao,eaIsaque,eaJac,evo-ladarei por herana, eu, o Senhor.4.Primeira das cinco rebelies de Israel (Nm 14.1,44; 16.19,41)9DestemodofalouMoissaosfilhosdeIsrael,maseles noouviramaMoiss,porcausadansiadoespritoe da dura servido.5.9aEraoqueosegpciosconsideravamsera revelao de Deus (w. 8,9)..Vi.S.10aAgorafoicomunicadoaosisraelitas quais seriamsuasnovastarefassegundoaexigncia de Fara (w. 10-13).5.14aOsoficiaishebreusquesupervisionavam o povo foram aoitados. Normalmente, o castigo aplicadonoEgitoporcausadeofensascomuns exigiaqueapessoasedeitassedebarrigapara baixocomaspernaseospsparacima.ocarrascoentodavavriosgolpesnassolasdos ps. isso tomava quase impossvel andar durantesemanase,talvez,atpelorestodavida. 5.14b Perguntas 19-20. Prxima, v. 22. Indica que foi impossvel para os trabalhadores juntar palha efazeromesmonmerodetijoloscomoantes. Os oficiais de Israel imploraram por misericrdia a Fara, mas nada conseguiram (w. 15-18).5.14a O pecado dos egpcios foi duolo: - Exigir o que era impossvel.Castigarporcausadeumtrabalhoqueeraimpossvel ser feito pelo homem (v. 14).5.17aOFarapsaculpanaociosidadedo povo causada pela religio (v. 17). comum para os mpios culpar a religio por muitas coisas. 5.19aOsoficiaishebreusquaseperderama esperanaquandoviramquenopoderam esperaroutracoisadosegpciossenofaltade misericrdiaeinjustia,equesualibertaoemalgoquepareciaqaSeimpossvel(v.19). 5.21aOsisraelitasculparamMoisseAro pelasuaterrvelsituaoepediramqueDeus testemunhasseaveracidadedesuaacusao. Elesconcluramqueestavamfadadosmorte pelaespadapornoseremcapazesderealizar suastarefas(v.21).Essefoiosinalquelevou MoissasequeixarcomDeuspelasextavez com Deus, e que deu a Deus a oportunidade de agir (w. 22,23; 6.1-8).5.22a Perguntas 21-22. Prxima, 6.12.5.22bOpovoculpouMoisseAropelaterrvelsituaoemqueestava(v.21),eMoiss ps a culpa em Jeov (v. 22). O povo no quis se calareserpacienteparaveroqueDeusfaria; eMoiss,depoisdetodaasuapreparaono deserto,seuchamadoeosmilagres,nodemorouaperderapacinciaesequeixar.Ele queriasaberporquehaviasidoenviado,pois DeusnohavialibertadoIsrael.Tantoopovo comoMoissconcluramquesuapenriaaumentavaporcausada exignciaque Deus fazia paraquesedeixasseIsraelpartirequeferia sidomelhorsetaisexignciasnotivessem sido feitas (w. 21-23).5.23aNosesabeporquantotempoMoiss permaneceunoEgito,mas,semdvida,foram salgunsdiasousemanasnomximo.Deus ainda no havia tido tempo suficiente para libertarIsrael.Elesabiaqueseriamnecessrias muitasoutrassemanasparaqueistopudesse acontecer. .-6.la6aprofeciaemxodo(6.1-8,cumprida). Prxima,7.3.ento-quandoIsraelentregou- seaodesespero,eMoissqueixou-sedeque Deus no havia cumprido sua palavra (5.19-23). 6.1b veja 10 predies de Deus, p. 161.6.1c 2 coisas aue Fara foi forcado a fazer1Deixar (permitir) que sassem do Egito (v. 1).2Lan-los fora do Egito.6.2aExpressousadaquatrovezesnestaprofecia paradeclarar a fidelidade de Deus em cumprir suas promessas e alianas (w. 2,6,7,8).6.3a veja O Deus Todo-poderoso, p. 161.6.5a 5 fatos testificados nor Deus (w. 3-5):1 Apareci a Abrao, a Isaque. e a Jac.2No revelei o significado pleno de meu nome, Jeov, a eles (v. 3).3Estabelecaminhaalianacomeles,paradar Cana sua descendncia (v. 4).4 Tenho ouvido o gemido de Israel (v. 5). Lembrei-me da minha aliana e agora (v. 1) comearei a cumpri-la (v. 5).6.6a Veja O resgate de um parente, p. 161. 6.6b Israel entendera isso por causa dos aoites que lhe foram dados (5.14).6.8a Jurando pela mo direita (ls 62.8).6.9a confira com 4.21.XODO 6 1065.O chamado e a comisso de Moiss so renovados(x 3.1, refs.)10'Falou mais o Senhor a Moiss, dizendo:11EntraefalaaFara,reidoEgito,quedeixesairosfilhos de Israel da sua terra.6.Stima das onze queixas de Moiss (x 3.11, refs.)12Moiss,porm,falouperanteoSenhor,dizendo: "EisqueosfilhosdeIsraelmenotmouvido;*como, pois,meouvirFara?Tambmeusou'incircuncisode lbios.7. Queixa superada: a comisso renovada (x 3.1, refs.)13Todavia,oSenhorfalouaMoisseaAroedeu-lhes mandamentoparaosfilhosdeIsraeleparaFara,rei doEgito,paraquetirassemosfilhosdeIsraeldaterra do Egito.8.Os filhos de Rben e Simeo (Gn 29.32,33)14Estasso aascabeasdascasasdeseuspais:Osfilhosde Rben,oprimognitodeIsrael:EnoqueePalu,Hezrom e Carmi; estas so as famlias de Rben.15EosfilhosdeSimeo:Jemuel,eJamim,eOade,eJa- quim,eZoar,eSaul,filhodeumacanania;estassoas famlias de Simeo. '9.Os filhos de Levi(Gn 29.34; 1 Cr 6.1)16EestessoosnomesdosfilhosdeLevi,segundoas suasgeraes:Grson,eCoate,eMerari;eosanosda vida de Levi foram cento e trinta e sete anos.17OsfilhosdeGrson:LibnieSimei,segundoassuas famlias;18 e os filhos de Coate: Anro, e Isar, e Hebrom, e Uziel;eosanosdavidadeCoateforamcentoetrintaetrs anos.19EosfilhosdeMerari:MalieMusi;estassoasfamlias de Levi, segundo as suas geraes.20EAnrotomoupormulheraJoquebede,suatia,eela gerou-lheaAroeaMoiss;eosanosdavidadeAnro foram cento e trinta e sete anos.21E os filhos de Isar: Cor, e Nefegue, e Zicri.22 E os filhos de Uziel: Misael, e Elzaf, e Sitri.23EArotomoupormulheraEliseba,filhadeAmi- nadabe,irmdeNaassom;eelagerou-lheaNadabe,e Abi, e Eleazar, e Itamar.24EosfilhosdeCor:Assir,eElcana,eAbiasafe;.estas so as famlias dos coratas.25EEleazar,filhodeAro,tomouparasipormulher umadasfilhasdePutiel,eelagerou-lheaFinias;estas so as cabeas dos pais dos levitas, segundo as suasfamlias.26EstessoAroeMoiss,aosquaisoSenhordisse: TiraiosfilhosdeIsraeldaterradoEgito,segundoos seus exrcitos.27EstessoosquefalaramaFara,reidoEgito,paraque tirassemdoEgitoosfilhosdeIsrael;estessoMoiss e Aro.10.A comisso de Moiss renovada (x 3.1, refs.)28Eaconteceuque,naqueledia,quandooSenhorfalou a Moiss na terra do Egito,29falouoSenhoraMoiss,dizendo:EusouoSenhor; dize a Fara, rei do Egito, tudo quanto eu te digo a ti.11.Oitava das onze queixas de Moiss (Ex 3.11, refs.)30 Ento, disse Moiss perante o Senhor: Eis que eu sou6.10a0Senhorfalouesuasvariaessoencontradas22vezesemxodo(6.2,10,13,28.29; 7.8,19:8.1,5:12.1:13.1;14.1;16.11;20.1;25.1; 30.11,17,22; 31.1,12; 33.11; 40.1).6.12a 7a queixa de Moiss (x 3.11, refs.). Ele agora pensava o seguinte: Como um rei gentio iria ouvi-lo, se seu prprio povo no o ouvia (v. 12)? 6.12b Pergunta 23. Prxima, v. 30.6.12c5coisasincircuncisasnaBblia,p.161. 6.13aEstefoioltimomandamentodadoaos irmosantesdeoscastigossobreviremaoEgitoecumpriremasalianasepromessasfeitas aIsrael.Inicia-seumanovapartedahistria desrael.OmandamentofoidadoaMoisse Aro,paraqueelesotransmitissemaIsraele aFara,aexignciapropriamenteditaerapara que se deixasse Israel ir (v. 13).6.14avejaoscabeasdastribos,p.161. 6.16aveja7propsitosdagenealogia,p.161. 6.16bLevi,oterceirofilhodeJaceLia.era paidetodosossacerdoteselevitasdeIsrael. Viveu137anos(v.16),e27anosamaisque Jos(Gn50.26),e17anosamaisqueMoiss (Dt31.2).Tinhacercade49anosquandofoi vivernoEgitocomJac.Viveu88anosdepois disso,morreu47anosantesdonascimentode Moisse127anosantesdoxododeIsrael. Veja Gnesis 47.9b.6.18aCoate.filhodeLevi,gerouAnro.paide Moiss e Aro (w. 16,18,20).6.18bEsseonicofilhodeCoatecujosdescendentesnosomencionadosaqui.Omotivonoestclaro.Elessomencionadosem Nmeros3.27;26.58;1Crnicas15.9;23.19; 24.23; 26.23,30,31.6.18cCoateviveu133anos,quelhederamumtempodevidade23anosamaisqueodeJos ede13anosamaisqueodeMoiss.ElenasceuantesdeJacirparaoEgito(Gn46.11). 6.20aIssosignificariaqueelehaviasecasado com a prpria tia, um relacionamento que, mais tarde,foiproibidosegundoalei,quandoIsrael haviasemultiplicadoosuficienteparanoser necessriosecasarcomumparenteprximo, comoquandoanovanaoestavasendoseparadapelaprimeiravezdosgentioseseestabelecendo (Lv 18).6.20bAnro,paideMoisseAro,viveu137 anos(6.20).Seutempodevidadeu-lhe127 anos a mais que Jos e 17 anos a mais que Moiss.Moissnasceu80anosantesdoxodo(At 7.22-30).Nosemencionacomquantosanos AnroestavaquandoMoissnasceu.Joquebede,esposadeAnro,erafilhalegtimadeLevi (w.16-20;Nm26.59)eirmdeCoate,filhode Levi. Anro e Joquebede poderiam ter a mesma idadese,comosupomos,elanasceuquando Levieravelhoesecoatesecasoujovemelogo teve Anro.6.21aEsseeraoCorqueserebeloucontra Moiss e foi tragado pela terra (Nm 16).6.22a Chamado de tio de Aro (Lv 10.4).6.23aNosentidodenjuramentodoSenhor,o mesmoqueIsabelnomecristo.Elaerauma princesa da tribo real de Jud (Nm 2.3).6.23b Esse homem era pai de Naasson, lder da tribo de Jud (v. 23; Nm 1.7; 2.3; 7.12,17; 10.14) e era da linhagem de Cristo (Mt 1.4; LC 3.32). 6.23c Veja Os 4 filhos de Aro, p. 162.6.25aPorcausadeseuzelo,eleganhouuma alianaeumsacerdcioeternosaocastigaro pecado(Nm25.1-15;S1106.30).Erachefedoslevitascoretas(1Cr9.19,20).VejaNmeros 31.6; Josu 22.13-32; 24.33; Juizes 20.28.6.26aHeb.tsaba,batalhes;tropasnormalmenteorganizadassobadireodeJeovSa- baoth, o Senhor dos Exrcitos.6.27aEssatriplarepetioenftica(w.26,27) revelaaprincipalrazoparaainserodessa partedagenealogiaaqui.OsnomesdeMoiss eAroaparecemduasvezesemumaordem diferente:naprimeiravez(v.26)paraindicar Arocomosendoomaisvelho;enasegunda vez(v.27)paraindicaraescolhadivinadolder.Essesnomesnosousadosnovamente comonov.26antesdagenealogiaseguinte, emquemaisumavezestoAroeMoiss (Nm3.1;26.59).EmoutroslugaresMoisse Aro.MoisseEleazarouMoisseJosu. 6.28aOcap.7deveriacomearaqui.poisele dincioaumanovaseodeeventos,como estclaro.84captulosdaBbliacomeamcom essa expresso: 71 no AT e 13 no nt.6.28bAdeclarao,asmoendasdeDeusgiram lentamente,aindamaisquandoelasesmiuam, cumpre-senocasodeFara.PareciaqueDeus jamaiscumprirasuaalianaepromessasfeitasaAbrao,IsaqueeJac.Oumesmoaquelas promessasfeitasaMoissesuagerao.Ele etodooIsraelestavamtotalmentedesencorajados(5.19-23;6.9-13,28-30).MasDeus,emum determinadodia(6.1,28),comeouaagir.E,em questodepoucassemanas,asmsdivinas moeramoEgitoeolevaramtotalimpotncia e runa (10.7; 12.31-36; 14.28).6.29a Veja Os 30 "Eu sou de Deus, p. 162. 6.30a Pereunta 24. prxima, 8.9. Essa foi a oitava das 11 queixas de Moiss.107 EXODO 7incircunciso de lbios; como, pois, me ouvir Fara?12.Queixa superada: a comisso renovada (Ex 3.1, refs.)7ENTO,disseoSenhoraMoiss:Eisquetetenho postoporDeussobreFara;eAro,teuirmo,ser o teu profeta.2Tufalarstudooqueeutemandar;eAro,teuirmo,falaraFaraquedeixeirosfilhosdeIsraelda sua terra.3Eu,porm,endurecereiocoraodeFara,emultiplicareinaterradoEgito cosmeussinaiseasminhas maravilhas.4Fara,porm,novosouvir;eeuporeiamosobreo Egitoetirareiosmeusexrcitos,omeupovo,osfilhos de Israel, da terra do Egito com grandes juzos.5Ento,osegpciossaberoqueeusouoSenhor,quandoestenderamosobreoEgitoetirarosfilhosdeIsrael do meio deles.13.Obedincia: a idade de Moiss e Aro quando foram comissionados Ento, fez assim Moiss e Aro; como o Senhor lhes ordenara, assim fizeram.7EMoisseradaidadedeoitentaanos,eAro,daidade de oitenta e trs anos, quando falaram a Fara.14. Ultima comisso de Moiss (x 3.1, refs.)'Eo Senhor falou a Moiss e a Aro, dizendo:9QuandoFaravosfalar,dizendo:Fazeiporvsalgum milagre;dirsaAro:Tomaatuavaraelana-adiantede Fara; e se tornar em serpente.A contenda de Deus com Fara recomea aps o parntese de xodo 5.19-7.94.Terceira exigncia: primeiro milagre 10 Ento, Moiss e Aro entraram a Fara e fizeram assim como o Senhor ordenara; e lanou Aro a sua vara diante de Fara, e diante dos seus servos, e tornou-se em serpente.S.Confronto entre poderes11EFaratambmchamouossbioseencantadores; eosmagosdoEgitofizeramtambmomesmocomos seus encantamentos.12Porquecadaumlanousuavara,etornaram-seem serpentes; mas a vara de Aro tragou as varas deles.13PormocoraodeFaraseendureceu,enoosouviu, como o Senhor tinha dito.6.Quarta exigncia feita por Deus 14Ento, disse o Senhor a Moiss: O corao de Fara est obstinado; recusa deixar ir o povo.15VaipelamanhaFara;eisqueelesairsguas;pe- teemfrentedelenapraiadorioetomarsemtuamoa vara que se tornou em cobra.16 Elhedirs:OSenhor,oDeusdoshebreus,metemenviadoati,dizendo:Deixairomeupovo,paraquemesirva no deserto; porm eis que at agora no tens ouvido.17Assim diz o Senhor: Nisto sabers que eu sou o Senhor: Eis que eu com esta vara, que tenho em minha mo, ferirei as guas que esto no rio, e tomar-se-o em sangue.18Eospeixesqueestonoriomorrero,eoriocheirar mal; e os egpcios nausear-se-o, bebendo a gua do rio.7.Segundo milagre primeira praga wDissemaisoSenhoraMoiss:DizeaAro:Tomatua varaeestendeamosobreasguasdoEgito,sobreas suascorrentes,sobreosseusrios,sobreosseustanques esobretodooajuntamentodassuasguas,paraquese tornememsangue;ehajasangueemtodaaterradoEgito, assim nos vasos de madeira como nos de pedra.20EMoisseArofizeramassimcomooSenhortinha mandado;elevantouavaraeferiuasguasqueestavam norio,diantedosolhosdeFaraediantedosolhosdeseus servos; e todas as guas do rio se tomaram em sangue.'21Eospeixesqueestavamnoriomorreram,eoriofedeu,eosegpciosnopodiambeberaguadorio;ehouve sangue por toda a terra do Egito.7.1aEutetenhopostopordeusnolugarde Deus.Elohim.portanto,usadoparasereferiraoshomensqueagiramemlugardeDeus diantedoshomens(V.1;21.6;22.8,9;SI82.1,6. Veja Jo 10.34,35).7.1bUmprofetaeraaquelequeerachamado e ungido para falar por Deus e em nome do Senhor (V. 1; 4.15.16; At 3.21; Hb 1.1,2).7.3a 7a nrnfecia em xodo (7.3-5, cumprida).Prxima, v. 9.7.3b Veja 4.21a.7.3c Sinais e maravilhas sempre foram as credenciais dos servos de Deus.7.5a Esse o objetivo dos milagres (v. 5).7.6aEsseosegredodosucessoedavida etema (Rm 1.5; 16.26).7.7aEletinha 40 anos de idade quando foi para Midi(V. 7; At 7.22-30).7.7bAroeratrsanosmaisvelhoqueMoiss, porm mais jovem que Miri (2.7-10).7.9a8*profeciaem xodo(7.9,cumprida). Prxima, V. 14.7.9bHeb.tannin,ummonstromarinhoeterreno;enonachash,cobra,comoem4.3;7.15. traduzidotambmporsemente,drago. chacaisebaleia(w.10e12;Gn3;Gn1.21;Dt 32.33.Ne2.13;J7.12;30.29;SI44.19;74.13; 91.13;148.7;is13.22;27.1;34.13;35.7;43.20; 51.9;Jr9.11;10.22;14.6;49.33;51.34,37;Lm4.3;Ez29.3;Mq1.8).Era,semdvida,ocrocodiloqueeratocomumnaregiodoNiloe queeraumsmbolodoEgito(SI74.13;Is51.9; Ez29.3).NoSinai,omilagreeraumacobra comum(nachash,4.3,4);mas,diantedeFara, era, obviamente, um crocodilo (tannin, monstro marinhoeterreno,7.9,10,12).Algumasverses dizemrptil,cobraeserpente.ASeptuaginta dizdrago:aYoung,monstroeaRotherham, serpente-do-mar.7.10aVejav.9.Consideramosissocomooprimeiro milagre, significando o primeiro em relaosdezpragasnoEgito.Narealidade,foi nono milagre de Moiss.7.11a 2 classes so mencionadas:1 Sbios. Heb. chakam, homens de conhecimento;homensqueconheciamasartesocultas(v. 11).2Encantadores. Heb. kashaph, revelar segredos ocultos;desvelar.Eramchamadosdemagns(v. 11).Heb.chartom,decifradoresouintrpretes dosescritoshieroglficos.Oslivrosquecontinham frmulas mgicas pertenciam ao rei e no sepermitiaquehomemalgumosconsultasse, excetoossacerdoteseossbios.Doisdesses homens socitados por Paulo - Janes e Jambres (1Tm3.8).7.12aAsvarasdosmagostornaram-seserpentes (crocodilos, 7.9), mas a de Aro tragou asoutras, provando que o poder de Deus maior que o de Satans.7.13a Veja 4.21.7.14a 9a profecia em xodo (7.14-19, cumprida). Prxima, 8.1.7.15a Heb. nachash, cobra, referindo-se ao milagre no Sinai (4.3,4); e no tannin da v. 9b. 7.16a A segunda exigncia para que se deixasse Israel ir (v. 16).7.17aEssaexpressoesuasvariaesaparecemnovevezesemxodo(4.22;5.1;7.17; 8.1,20; 9.1,13; 10.3; 11.4; 32.27).7.19aTodasasguasdoEgito-nascorrentes,rios,tanques,ajuntamentosdeguase emtodososvasosnascasas(v.19).Orio Niloeraadoradopelosegpciossobvrios nomesesmbolos.Erachamadodeopai davidaeopaidosdeuses.Assim,opri7 meiromilagrefoiumgolpeparaosdeuses doEgito.Osegpciosdetestavamsanguee seuespantodeveterchegadoaoextremo quandoelesviramseuriosagradoetodas asoutrasguasdeseupastransformados em sangue.7.19b O termo correntes refere-se aos muitos canais do rio Nilo.7.19c Refere-se s sete correntes do delta do Nilo.7.20a Era o cumprimento dos w. 17 e 18.EXODO 8 1088.Primeiro milagre dos magos Fara se endurece22PormosmagosdoEgitotambmfizeramomesmocom os seus encantamentos; de maneira que o corao de Fara 4se endureceu, e no os ouviu, como o Senhor tinha dito.23Evirou-seFaraefoiparasuacasa;nemaindanisto ps seu corao. .24 E todos os egpcios cavaram poos junto ao rio, para bebe- rem gua; porquanto no podiam beber das guas do rio.25Assim,secumpriramsetedias,depoisqueoSenhor ferira o rio.9. Quinta exigncia feita por Deus8DEPOIS,disseoSenhoraMoiss;EntraaFarae dize-lhe:AssimdizoSenhor:Deixairomeupovo, para que me sirva.2E,serecusaresdeix-loir,eisqueferireicomrstodos os teus termos.3Eoriocriarrs,quesubiroevirotuacasa,eaoteu dormitrio,esobreatuacama,escasasdosteusservos,e sobreoteupovo,eaosteusfornos,estuasamassadeiras. 4Easrssubirosobreti,esobreoteupovo,esobre todos os teus servos.10.Terceiromilagresegundapraga 5DissemaisoSenhoraMoiss;DizeaAro:Estendea tuamocomtuavarasobreascorrentes,esobreosrios,e sobreostanques,efazesubirrssobreaterradoEgito.- 4EAroestendeuamosobreasguasdoEgito,esubiram rs e cobriram a terra do Egito.11.Segundo milagre dos magos 7 Ento, os magos fizeram o mesmo com os seus encantamentos; e fizeram subir rs sobre a terra do Egito.12. Fara suplica por misericrdia (Ex9.27; 10.16).8EFarachamouaMoisseaAroedisse;Rogaiao Senhorquetireasrsdemimedomeupovo;depois, deixarei ir o povo, para que sacrifiquem ao Senhor.9EMoissdisseaFara:Tutenhasglriassobremim. 'Quandoorareiporti,epelosteusservos,eporteupovo,paratirarasrsdetiedassuascasas,desorteque somente fiquem no rio?10Eeledisse:Amanh.EMoissdisse:'Sejaconforme atuapalavra,paraquesaibasqueningumhcomoo Senhor, nosso Deus.11Easrsapartar-se-odeti,edastuascasas,edosteus servos, e do teu povo; somente ficaro no rio.13. Quarto milagre Fara se endurece12 Ento,saiuMoisseArodeFara;eMoissclamouao Senhor por causa das rs que tinha posto sobre Fara.13 E o Senhor fez conforme a palavra de Moiss; e as rs morreram nas casas, nos ptios e nos campos.14 E ajuntaram-nas em montes, e a terra cheirou mal.15Vendo,pois,Faraquehaviadescanso,agravouoseu corao e no s ouviu, como o Senhor tinha dito.14.Quinto milagre terceira praga16DissemaisoSenhoraMoiss:DizeaAro:Estende atuavaraefereopdaterra,paraquesetorneempio- lhos por toda a terra do Egito.17Efizeramassim;porqueAroestendeuamocoma suavaraeferiuopdaterra,ehaviamuitospiolhosnos homensenogado;todoopdaterrasetornouempiolhos em toda a terra do Egito.13. Os magos impotentes e persuadidos argumentam com Fara18Eosmagosfizeramtambmassimcomosseusencantamentosparaproduzirempiolhos,masnopuderam;e havia piolhos nos homens e no gado. . .19Ento,disseramosmagosaFara:Istoodedode Deus.PormocoraodeFaraseendureceu,enoos ouvia, como o Senhor tinha dito.16.Sexta exigncia feita por Deus 20Disse mais o Senhor a Moiss: Levanta-te pela manh cedo, e pe-te diante de Fara; eis que ele sair s guas, e dize-lhe: Assim diz o Senhor: 'Deixa ir o meu povo, para que me sirva.7.22a Veja v. 12.7.22b veja 4.21,7.23aElenovamenterejeitouamensagemde Deusese,negouaobedecer,endurecendo, assim,oprpriocoraoetrazendosobresi mesmo mais destruio (v. 23).7.24aissoexplicaondeosmagosconseguiram guaparatorn-laemsangue,umavezque todoorioetodosostanquesecorrenteshaviam se transformado em sangue (v. 24).7.25aEssaprimeirapragadurousetedias;a nonaduroutrs.bvioquetodasasdezpragasduraramdetrsasetesemanas.Veja5.23. 8.1a10aorofeciaemxodo(8.1-4.cumprida). Prxima,v.10.Essapragaestavavoltadacontraodeus-r,umobjetodeadoraonoEgito. 8.1bAterceiraexignciaparaquesedeixasse Israel ir (8.1).8.3a Fazia-se um forno de uma vasilha de barro queeraaquecidoecolocadoemumburacocavadonocho.Boloseramfixadosnasparedes internasdavasilha,ondeocaloroscozinhava. Encontrarosfomoscheiosdersera,nomnimo, nojento.8.5aAvaradeDeusfezcomquersfossem criadasemtodasascorrentes,rios,tanquese ajuntamentosdeguasattodooEgitoficar cheio de rs recm-criadas (w. 5,6).8.7a Veja v. 12.8.8aFaratinhaconvicodequeMoisse Aropodiamrealizarqualquermilagre.Ele norecorreuaosmagosparalivrar-sedestas pragas.Nosefaznenhumarefernciaacerca delesnosentidodequeelesajudaramapr fimaumanicapraga.Faraprometeudeixar opovoirseapragafossetirada,mas,nisto, elementiueendureceunovamenteoseucorao (w. 8-15).8.9aissofazpartedpergunta,significando: Explca-teparamimouTutensoprivilgiode dizer-me. A idia a de que Fara tinha a honradedizeraMoissouanrioqueriaqueasrs fossem removidas (v. 9).8.9b Pergunta 25. Prxima, V. 26.8.10aMoissestavaemumamissosobrenatural.Sequalquerdetalhedesuaspredies epromessasparaFaranosecumprisse,o DeusdeIsraelteriasemostradoumfracasso ouMoissteriasemostradoumfalsorepresentante.OpedidofoiqueseorasseaDeus paralivraraterradasrsAmanh.Moiss concordoueDeusconfirmouapalavradeSeu servo, provando que no havia deus to grande quanto o Deus de Israel (w. 10-15).8.10b11*orofeciaemFxnrin(8.10,11,cumprida). Prxima, v. 16.8.12aOmtodoqueMoissusouparalivrar aterradaspragasfoiumasimplesorao,um mtodoacessvelatodososfilhosdeDeus.O medodofracassoouomodocomoDeusiria remov-lasnoeraomotivodesuaorao.Ele simplesmentecreuemDeus,eaquiloquehaviapedidoaconteceu,issotambmacontecer se-equando-oscristosaprenderemaorar comf(Mt17.20;21.22;mc9.23;11.22-24;Jo 15.7,16; 16.23-26; Hb 11.6; Tg 1.5-8).8.13aVeja54atosdeDeusnasdezpragas. p. 162.8.15a Veja 4.21.8.16a12aorofeciaemFxnrio(8.16.cumprida no v. 17). Prxima, v. 20.8.16bTalvezomosquito.Essafoiacriaode milhesdemosquitosdop(w.17-19).Alm desseinseto,muitosoutrostipostambmforamincludos(Sl78.45).Aspragasrevelaram acompletaimpotnciadodeus-insetopara proteger o Egito.8.19aOsmagosfinalmentereconheceramque issoeraDeusenooresultadodasmgicas que faziam (v. 20; cf. Lc 11.20).8.20a13*profeciaemxodo(8.20-23,cumprida como no v. 24). Prxima, 9.1.8.20bAquartaexignciaparaquesedeixasse Israel ir (v. 20).109 EXODO 921Porque,senodeixaresiromeupovo,eisqueenviareienxamesdemoscassobreti,esobreosteusservos,e sobreoteupovo,estuascasas;eascasasdosegpcios seencherodestesenxames,etambma.terraemque eles estiverem.22E,naqueledia,euseparareiaterradeGsen,emque meupovohabita,afimdequenelanohajaenxamesde moscas,paraquesaibasqueeusouoSenhornomeio desta terra.23Eporeiseparaoentreomeupovoeoteupovo;amanh ser este sinal.17.Sexto milagre quarta praga24EoSenhorfezassim;evieramgrandesenxamesde moscascasadeFara,escasasdosseusservos,esobretodaaterradoEgito;aterrafoicorrompidadestes enxames.18.O primeiro acordo recusado (cf. x 8.28; 10.8,24)25Ento,chamouFaraaMoisseaAroedisse:Idee sacrificai ao vosso Deus nesta terra.26EMoissdisse:Noconvmquefaamosassim,porquesacrificaramosaoSenhor,nossoDeus,aabomi- naodosegpcios;eisque,sesacrificssemosaabo- minaodosegpciosperanteosseusolhos, 3nonos apedrejariam eles?22Deixa-nosircaminhodetrsdiasaodeserto,paraque sacrifiquemosaoSenhor,nossoDeus,comoelenos dir.19.O segundo acordo recusado (x 8.25; 10.8,24)28Ento,disseFara:Deixar-vos-eiir,paraquesacrifiqueisaoSenhor,vossoDeus,nodeserto;somenteque indo, no vades longe; orai tambm por mim.29EMoissdisse:EisquesaiodetieorareiaoSenhor, queestesenxamesdemoscasseretiremamanhdeFara,dosseusservosedoseupovo;somentequeFara nomaismeengane,nodeixandoiraestepovopara sacrificar ao Senhor.20.Stimo milagre Fara se endurece 50 Ento, saiu Moiss de Fara e orou ao Senhor.31EfezoSenhorconformeapalavradeMoiss,eosenxamesdemoscasseretiraramdeFara,dosseusservose do seu povo; no ficou uma s. .32MasendureceuFaraaindaestavezseucoraoeno deixou ir o povo..21.Stima exigncia feita por Deus9DEPOIS,oSenhordisseaMoiss:EntraaFarae dize-lhe:AssimdizoSenhor,oDeusdoshebreus: 'Deixa ir o meu povo, para que me sirva.2Porque,serecusaresdeix-losireaindaporforaos detiveres,3eis que a mo do Senhor ser sobre teu gado, que est no campo, sobre os cavalos, sobre os jumentos, sobre os camelos, sobre os bois e sobre as ovelhas, com *pestiln- cia gravssima.4EoSenhorfarseparaoentreogadodosisraelitase ogadodosegpcios,paraquenadamorradetudooque for dos filhos de Israel.22.Oitavomilagrequintapraga:Faraseendurece 5EoSenhorassinaloucertotempo,dizendo:Amanh far o Senhor esta coisa na terra.6EoSenhorfezestacoisanodiaseguinte,etodoo gado dos egpcios morreu; porm, do gado dos filhos de Israel, 'no morreu nenhum.8.21aEssapragafoiumterrvelgolpenaadorao idlatra do Egito e tinha por objetivo manifestaraimpotnciadeBelzebu,odeusdas moscas,queeratidocomoumdeusquetinha poderdeevitarmoscas.Eranecessrialimpeza emtaladorao,eascondiesptridasprovocadaspormoscasnojentasseriamumgrande empecilho para os idlatras. A praga provou novamente que o Deus de Israel era mais poderoso do que os outros deuses.8.23aHeb.peduth.Traduzidocomoseparao somente aqui, mas, por redeno em Salmos111.9;130.7.AidiaqueDeusqueriaque FarasoubessequeElehaviaredimidoseu prpriopovodessaspragasqueElemesmo haviacausadoasoutros(v.23).Semdvida, essaredenoseaplicavaatodasaspragas,poissomenteosegpciossomencionados como sendo atingidos (7.18,19,21,24;8.3,4,9,11,12,21-24;9.4-6,14-16,26;10.6,21- 23; 11.5-8; 12.23,27,29,30).8.24aEssaterrvelpragaincluadiversostipos de moscas, que mataram muitos egpcios(SI 78.45).8.25aFaradlsps-seatolerarossacrifcios sangrentosdeIsraelseopovopermanecesse na terra (v. 25). Esse plano foi rejeitado por Moiss,quealegouqueelesseriamapedrejados pelosegpciossecomeassemtaladorao (v.26).Eleinsistiuparaquepartissememuma jornadadetrsdiasparaqueopovoficasse protegido (v. 27).8.26aSacrificarumanimaleraumaabomina- oparaosegpcios,queconsideravamtodos elescomoanimaissagrados.OpovodeFaraadoravaaquasetodasasformasdanatureza -osol,alua,asestrelas,osplanetas,osrios, osanimaiseatascebolasealhosquecresciamemsuashortas.Jpitereraadoradona formadeumcarneiro:Apoionaformadeum corvo:Bacocomoumbode:Junocomouma novilha: Diana como uma gata: vnus como m eixe:Mercriocomoumbisetc.Acreditava- seque,quandoosgigantesdeclararamguerra aosdeuses,elesforamobrigadosafugirpara oEgitoebuscarabrigoali,nessasvriascriaturasafimdeescaparem.Elas,portanto,eram sagradas,protegidaseadoradas.Osegpcios criampiamentenadoutrinadareencarnao. ComooshinduseoutrospovosdoOriente, elesensinavamqueosentesqueridosquej haviampartidonasciamnomundonovamente naformadeanimaiseque,sealgumdeles fossemorto,algunsparentesseriammortos. 8.26b Pergunta 26. Prxima, 9.17.8.28aoqueFarapermitiuemseguidafoique opovofossesacrificaraoSenhor,desdeque nofossemuitolonge(v.28).Issofrustrariao propsitodeDeus,queeratirarIsraeldoEgito de uma vez por todas.8.29aEssemtodousadoparalivraraterradas moscasedeoutrosinsetosfuncionouporcompleto e no deixou que nenhum veneno contaminasseohomemouseualimento,comonocaso dosprodutosqumicosdehoje.Deuspromete repreender o devorador de qualquer povo se ele o honrar, pagando os dzimos (Ml 3.8-11).8.32a veja 4.21.9.1a14aprofeciaemxodo(9.1-5,cumprida). Prxima, v. 8.9.1bQuintaexignciaparaquesedeixasse Israel ir (9.1).9.3a veja 12 fatos sobre cavalos, p. 163.9.3b Heb. deber. Traduzido como pestilncia somenteaqui;pragas(Os13.14),peste(Lv26.25; 2Sm24.13-15epestilnciapor47vezes(5.3; 9.15;Nm14.12;Dt28.21etc.),independente- mentedequalfosseapraga,elaeragravssima elevavamorte(w.3,4,6).istotambmestava voltado contra os deuses do Egito que deveram manifestar-senasvriasformasanimais,todasconsideradassagradas.Maisumavez,isso provavaqueoDeusdeIsraeleramaiordoque osdeusesdoEgito,queeramimpotentespara protegerem-se a si mesmos. -'9.5aQuandocertotempodado,comoaqui (v.5),paraocumprimentodequalquerprofeciaacercadealgoquenormalmentepoderia acontecer,deoutraforma,nocursonormaldos eventos,issoindicauma predio sobrenatural. 9.6aIssopoderiaserconsideradonosentido figurativoafimde sepermitir aprximapraga sobreohomemeosanimais(w.9,10),e,diante dofatodequeov.3sugerequesomenteo gado que est no campo foi atingido. Veja os w. 20e21.Esse.semdvida,outroexemplodo usodasindoque-afiguradelinguagemem queumaparterepresentaotodo,ouvice-versa.Ofatodeov.19mencionaroutrogadono campodiantedeoutrapraga(saraiva)mais uma prova nesse sentido.9.6bissomostraatotalproteodeDeuspara comtodoisraelitaetudooquecadaumdeles possua.NadaquepertenciaaIsraelfoiatingido pelas dez pragas desse perodo (w. 6,7).EXODO 9 1107EFara"enviouaver,eeisque,dogadodeIsrael,no morreranenhum;pormocoraodeFaraseendureceu, e no deixou ir o povo.23.Nono milagre sexta praga: Fara se endurece * 'Ento, disse o Senhor a Moiss e a Aro: Tomai os punhos cheios da cinza do 4forno, e Moiss a espalhe para o cu diante dos olhos de Fara;9etornar-se-empmidosobretodaaterradoEgito, esetornarem"sarna,quearrebenteem 4lcerasnoshomens e no gado, por toda a terra do Egito.10Eelestomaramacinzadofornoepuseram-sediante deFara,eMoissaespalhouparaocu;etornou-seem sarna, que arrebentava em lceras nos homens e no gado;11demaneiraqueos"magosnopodiamparardiantede Moiss,porcausadasarna;porquehaviasarnanosmagos e em todos os egpcios.12PormoSenhor"endureceuocoraodeFara,eno os ouviu, como o Senhor tinha dito a Moiss.24.Oitava exigncia feita por Deus13Ento,disseoSenhoraMoiss:Levanta-tepelamanhcedo,epe-tediantedeFara,edize-lhe:Assimdiz oSenhor,oDeusdoshebreus:Deixairomeupovo, para que me sirva.19Porqueestavezenviareitodasasminhaspragassobreo teucorao,esobreosteusservos,esobreoteupovo,para que saibas que no h outro como eu em toda a terra.15Porque agora tenho estendido a mo, para te ferir a ti e ao teu povo com pestilncia e para que sejas destrudo da terra; lmasdeverasparaistotemantive,"paramostraromeu poderemtieparaqueomeunomesejaanunciadoem toda a terra.17Tuaindatelevantascontraomeupovo,paranoos deixar ir?18Eisqueamanh,porestetemp,farei 4chover"saraiva muigrave,qualnuncahouvenoEgito,desdeodiaem que foi fundado at agora.19Agora,pois,envia,recolheoteugadoetudooque tensnocampo;todohomemeanimalqueforachadono campoenoforrecolhidocasa,asaraivacairsobre eles, e morrero.20Quem,dosservosdeFara,temiapalavradoSenhor "fez fugir os seus servos e o seu gado para as casas;21 mas aquele que no tinha aplicado a palavra do Senhor aoseucoraodeixouosseusservoseoseugadono campo.25.Dcimo milagre stima praga22Ento,disseoSenhoraMoiss:Estendeamopara ocu,ehaversaraivaemtodaaterradoEgito,sobreos homens,esobreogado,esobretodaaervadocampona terra do Egito.23EMoiss estendeu a sua varapara o cu, e o Senhor deu "trovesesaraiva,efogocorriapelaterra;eoSenhorfez chover saraiva sobre a terra do Egito.24Ehaviasaraivaefogomisturadoentreasaraiva,mui grave,qualnuncahouveemtodaaterradoEgito,desde que veio a ser uma nao.25Easaraivaferiu,emtodaaterradoEgito,tudoquanto havianocampo,desdeoshomensataosanimais;tambmasaraivaferiutodaaervadocampoequebroutodas as rvores do campo.26SomentenaterradeGsen,ondeestavamosfilhosde Israel, no havia saraiva!26.Fara suplica por misericrdia (x 8.8; 10.16)27 Ento, Fara mandou chamar a Moiss e a Aro e disse-lhes:Estavezpequei;oSenhorjusto,maseueo meu povo, mpios. l-28OraiaoSenhor(pois'quebasta)paraquenohaja mais ^troves de Deus nem saraiva; e eu vos deixarei ir, e no ficareis mais aqui.27.A profecia de Moiss acerca da contnua dureza de Fara29Ento,lhedisseMoiss:Emsaindodacidade, fces- tenderei as mos ao Senhor; os troves cessaro, e no9.7aSeFarativessevistoqueosanimaisdos israelitastambmhaviamsidoatingidospela praga, ele teria concludo que isso era um evento natural; mas. quando ele viu que nenhum delesfoiatingido,elesoubequeeraoutroatosobrenatural do Deus dos hebreus (v. 7). Em vez de quebrant-lo, o fato deu-lhe outra oportunidade para endurecer o corao (v. 7; 4.21).9.8a 15a profecia em xodo (9.8,9, cumprida). Prxima, v. 13.0 milagre aqui foi que esses punhados de cinza tomaram-se em p sobre o Egito a fim de causar sarnas e lceras nos homens e no gado. 9.8bHeb.kibshan,umfornoparaderretermetais(w.8,10;19.18).EmGnesis19.28,refere- sefumaadadestruiodeSodoma,porisso, otermonoselimitaaumfornodefundio. Aqui,poderasignificarolugardesacrifcios humanosondetaisofertaseramfeitasnofogo paraaplacarodeusTifom.oPrncipedoMal, naexpectativadeevitarpragas.Nessecaso, Moissusouasmesmascinzasparaproduzir outra praga, em vez de evit-la.9.9aHeb.sheciiin,queimar;lcera;furnculo: estrago. Traduzido por sarna (v. 9) e lceras (Dt 28.27,35; J 2.7). Era uma inflamao muito sria que levava a pessoa a ter febre, e a parte atingida da carne a queimar e inchar. Veja J 2.7.9.9b Heb. ababuoth, expelir; uma pstula infla- matria. Isto confirma o fato de que a pragaera uma das lceras que arrebentaram nos homens e no gado (w. 9,10; Dt 28.27).9.11a Isso mais uma vez revela a impotncia dos magos, de sua arte mgica, e de seus deuses diante do Deus Vivo e verdadeiro (v. 11; 8.19). 9.12a veja 4.21.9.13a 16 profecia em Exodo (9.13-19, cumprida). Prxima, v. 29.9.13b Veja 10.3.9.13c a sexta vez que feita a exigncia de se deixar que Israel fosse (v. 13.9.16a veja Fara escolhido, p. 163.9.17a Pergunta 27. Prxima, 10.3.9.i8aMaisumavez.Deusassinaloucertntem- po,aindamaisespecficodoqueem8.10,23.29; 9.5.Nosamanh,masamanhnorestetem- paenoaqualquermomentododiaseguinte (v. 18). Veja v. 5.9.18b Chover saraiva uma verdade literal, pois asaraivaseformadegotasdechuvaquecaem deumaregiofriadaatmosferaondeelase transformaempedrasdegeloantesdeatingir ocho. 0 Salmo 78.47 diz que Deus "destruiu as suasvinhascomsaraiva,eosseussicmoros com pedrisco". Veja v. 25.9.18c Essa praga estava voltada contra sis e Osl- ris, os deuses da luz, da sade, da fertilidade, das artes e da agricultura. A gua, o fogo, a terra e o ar eram objetos da idolatria dos egpcios. Deus mostrou a Fara e ao seu povo que Ele era o Supremo sobre estes elementos e que, em vez de ajudarem os egpcios, eles, sob a vontade e a ordem do Senhor, eram instrumentos de destruio.9.20aDeusfoijustoaodizeraopovoquando viria a praga e ao adverti-lo quanto s consequncias,casoopovoouseugadoficassemdo lado de fora das casas (w. 18-21).9.22aFoiditoaMoissqueestendesseamo porcincovezesdiferentes(9.22;10.12,21;14.16, 26) e a Aro por trs vezes (7.19; 8.5,16).9.23aEstafoiumasriedetrovoadas,grandes pedrasdesaraivaquecaameumfogocontnuoquecorriapelaterra,consumindotudoo queestavaemseucaminho-enosimples relmpagos pelo cu (w. 23-25; SI 78.48).9.27aAquiFarafinalmenteconfessouquesomenteDeuserajustoemseuprocedereque eleeseupovoforaminjustosaoprocurarem manterumanaointeiraemescravidopara obter ganho pessoal (v. 27).9.28aNohnecessidadedemaispragas.Eu mesubmetovontadedeDeusenomaisme rebelarei (v. 28).9.28b Heb. qoloth Elohim, vozes de Deus (v. 28; cf. SI 29.3-8; Jr 10.13).9.29a17profeciaemExodo(9.29,cumprida), prxima, 10.2. Observe a dupla predio.9.29b Ficar com as mos levantadas. Levantar-111 EXODO 10havermaissaraiva;paraquesaibasqueaterrado Senhor.30Todavia, quanto a ti e aos teus servos, eu sei que ainda no temereis diante do Senhor Deus..31Eolinhoeacevadaforamferidos,porqueacevadaj estava na espiga, e o linho, na cana;32masotrigoeocenteionoforamferidos,porqueestavam cobertos.28.Dcimo primeiro milagre Fara se endurece33Saiu,pois,MoissdeFara,dacidade,eestendeuas mosaoSenhor;ecessaramostroveseasaraiva,ea chuva no caiu mais sobre a terra.34VendoFaraquecessouachuva,easaraiva,eostroves,continuouapecar;eagravouoseucorao,elee os seus servos.35Assim,ocoraodeFaraseendureceu,enodeixouirosfilhosdeIsrael,comooSenhortinhaditopor Moiss.29.Nona exigncia feita por Deus DEPOIS, disse o Senhor a Moiss; Entra a Fara, porque tenho agravado o seu corao e o corao de seus servos, para fazer estes meus sinais no meio deles,2eparaquecontesaosouvidosdeteusfilhosedosfilhos deteusfilhosascoisasquefiznoEgitoeosmeussinais quetenhofeitoentreeles; 4paraquesaibaisqueeusou o Senhor.3Assim,foramMoisseAroaFaraedisseram-lhe: AssimdizoSenhor,oDeusdoshebreus; 4Atquandorecusashumilhar-tediantedemim? cDeixairomeu povo, para que me sirva.4Porque,seaindarecusaresdeixariromeupovo,eisque trarei amanh ^gafanhotos aos teus termos,5ecobriroafacedterra,queaterranosepoder ver;eelescomeroorestodoqueescapou,oqueficou dasaraiva;tambmcomerotodarvorequevoscresce no campo;6eencheroastuascasas,eascasasdetodosOsteus servos,eascasasdetodososegpcios,comonuncaviram teuspais,nemospaisdeteuspais, 3desdeodiaemque elesforamsobreaterraatodiadehoje.Evirou-see saiu da presena de Fara. 30.O terceiro acordo recusado (x 8.23, 28; 10.8,24) 7E os servos de Fara disseram-lhe: At quando este nos d de ser por lao? Deixa ir os homens, para que sirvam ao Senhor, seu Deus; ainda no sabes que o Egito est destrudo?'8Ento,MoisseAroforamlevadosoutravezaFara, eeledisse-lhes:Ide,serviaoSenhor,vossoDeus.Quais so os que ho de ir?9EMoissdisse:Havemosdeircomnossosmeninos ecomosnossosvelhos;comosnossosfilhos,ecomas nossasfilhas,ecomasnossasovelhas,ecomosnossos bois havemos de ir; porque festa do Senhor temos.10 Ento, ele lhes disse: Seja o Senhor assim convosco, como eu vos deixarei ir a vs e a vossos filhos; olhai que h mal diante da vossa face.11Noserassim;andaiagoravs,vares,eserviao Senhor;poisissooquepedistes.Eoslanaramda face de Fara.31.Dmo segundo milagre oitava praga u Ento, disse o Senhor a Moiss: Estende a tua mo sobre a terra do Egito, para que os gafanhotos venham sobre a terra do Egito e comam toda a erva da terra, tudo o que 4deixou a saraiva.13Ento, estendeu Moiss sua vara sobre a terra do Egito,se ou ajoelhar-se era uma maneira comum de orar e adorar (v. 2% 17.11; 2 cr 6.13; Ed 9,5; J 11.13; S1143.6; Mt 8.1-4; 17.14; 1 TIT12.8). 9.31a 0 linho foi podado, ou a semente estava pronta para a colheita.9.34aTodososprocedimentosdeDeuspara com Fara foram tentativas para amolecer o seu corao;eteriasidoassimseelenotivesse preferidoresistiraDeuse,comisso.endureceuocorao.Depoisdevercadamilagree aretiradadecadapraga,eleoptouporresistir maiseacontinuaraendurecerocorao.Veja 4.21.10.2a 18a nrnferia em xodo (10.2-6, cumprida). Prxima, v. 29.10.2bOssinaisemilagresdeveramlevaros homensasaberemqueDeusrealeverdadeiroequeEleJeov(v.2).Qualqueroutro motivo no procede do Senhor.10.3aEncontramosessaexpressocincovezesemxodo(3.18;7.16;9.1,13;10.3).SignificaliteralmenteoEterno,oAutoexistente,O quecumpreaaliana;oSustentador,Defensor, Protetorecriadordoshebreus.Umaexpresso semelhante,nnensdoshebreusencontrada em 5.3.10.3b Pergunta 28. prxima, v. 7.10.3cstimaeltimavezqueDeuspedea Faraparadeixarseupovoir(v.3).Quantos infiiseateusquecriticamaDeusporsua aonessecasoseriamtoindulgentesemisericordiososparacomquemfosserebelde contraelessetivessemodevidopoderparadestruir os inimigos?10.4aEssapragaestavavoltadacontraodeus Serapis,quedeveriaprotegeraterradegafanhotos.Ascriaturasapareceramaocomando deDeuseseforamquandoElelhesdissepara ir,provandooutravezqueEleeraoDeusdos deusesequeosdeusesdoEgitoeramfalsos e impotentes.10.4b Heb. arbeh, gafanhoto.10.5aOsgafanhotosnormalmentecobrema terra,qualinvademprofundidadedeaproximadamente I5cm.10.6aImagineasinsuportveiscondiesde sobrevivnciacomgafanhotosatdentrodas casas,forrandoochoavrioscentmetrosde profundidade.10.6bEssapragafoiapiordetodasasinvasesdegafanhotosdesdeAdo,provandoa existnciadeumelementosobrenaturalque no existia em outras pragas (v. 6).10.7aPerguntas29-31.Prxima,12.26.Pela primeiravez,osoficiaisdeFaraintervieram antes da chegada de outra praga (v. 7).10.9aLevaremostodososhomens,mulheres, meninosemeninas,etodasasnossasovelhas ebois,quesonecessriosparaossacrifcios (v. 9). isso deve ter parecido, lgico para os egpcios,poiselestinhamseisgrandesfestasanuaisnasquaishonravamseusdeusesepermitiamquesuasmulheresefilhosparticipassem delas.Erajustoqueoshebreustivessemuma festa,conformeoqueforapedido,nodeserto (v.9).ElesnoplanejavamcelebrarestafestaedepoisvoltarparaoEgito,poissabiamque oplano.deDeusparaeleseraquedeixassem oEgitoporcompletoeocupassematerraprometida (Gn 15 e 17).10.10aOsentidodessesversculos:SejaJeovassimconvoscoseeuvosdeixarircomos vossosfilhos;olhai.Setentardesir,vsvosdeparareiscomadesgraa.Noserassim(no deixareiqueleveisvossasfamlias),vs,que soishomens,podeisireserviraoSenhor,pois isso o que quisestes (w. 10,11).10.11aFarapensouque,senotinhamintenodeescapar,ficariamsatisfeitoscom aidasdoshomens.Seelesfossemsozinhos,voltariamparasuasfamlias;assim,ele deupermissoparaqueoshomensfossem. EntoFaraexpulsouMoisseArodesua presena (v. 11).10.12aEssapragadegafanhotoseraclaramenteumapragasobrenatural,poiselaapareceue sefoicomoummilagre.Estenderamocom avaradeDeusfoiumatodeobedinciaef quepsemandamentoojuzodeDeus.os gafanhotosnuncahaviamaparecidoderepenteantesdisso;eelesnoseforamantesque houvesseoutroatodeDeus,porisso,explicar talfatocomoumacontecimentocomumno bblico.10.12bAsaraivadestruiuamaiorpartedavegetao,masnoascolheitasdetrigoecenteio(9.32),porisso,agoratudooquerestou dapragadasaraivadeveriasercompletamente destrudo.XODCM1 112e o Senhor trouxe sobre a terra um vento oriental todo aquelediaetodaaquelanoite;eaconteceuquepelamanh o vento oriental trouxe os gafanhotos.14EvieramosgafanhotossobretodaaterradoEgitoe assentaram-sesobretodososermosdoEgito;muigra- vososforam;'antesdestesnuncahouvetaisgafanhotos, nem depois deles viro outros tais.15Porquecobriramafacedetodaaterra,demodoquea terraseescureceu;ecomeramtodaaervadaterraetodo ofrutodasrvores,quedeixaraasaraiva;enoficouverduraalgumanasrvores,nemervadocampo,emtodaa terra do Egito.32.Fara suplica por misericrdia (x 8.8; 9.27)16Ento,FaraseapressouachamaraMoisseaAro edisse:*PequeicontraoSenhor,vossoDeus,econtra vs.17Agora,pois,peo-vosqueperdoeisomeupecadosomentedestavezequeoreisaoSenhor,vossoDeus,que tire de mim somente esta morte.33.Dcimo terceiro milagre Fara se endurece18 E saiu da presena de Fara e orou ao Senhor.19Ento,oSenhortrouxeumventoocidentalfortssimo,oquallevantouosgafanhotoseoslanouno 8mar Vermelho;nemaindaumgafanhotoficouemtodosos termos do Egito.20OSenhor,porm,'endureceuocoraodeFara,e este no deixou ir os filhos de Israel.34.Dcimo quarto milagre nona praga21Ento,disseoSenhora'Moiss:Estendeatuamo paraocu,evirotrevassobreaterradoEgito,^trevas que 'se apalpem.22EMoissestendeuasuamoparaocu,ehouvetrevas espessas em toda a terra do Egito por trs dias. :23Noviuumaooutro,eningumselevantoudoseu lugarportrsdias;mastodososfilhsdeIsraeltinham luz em suas habitaes.33. O quarto acordo recusado (x 8.23,28; 10.8)24Ento,FarachamouaMoissedisse:Ide,serviao Senhor;somentefiquemvossasovelhasevossasvacas; vo tambm convosco as vossas crianas.Moiss,porm,disse:Tutambmdarsemnossasmos sacrifcioseholocaustos,queofereamosaoSenhor nosso Deus.26Etambmonossogadohdeirconosco,nemuma unha ficar; porque daquele havemos de tomar para servir aoSenhor,nossoDeus;porquenosabemoscomque havemos de servir ao Senhor, at que cheguemos l.22OSenhor,porm,endureceuocoraodeFara,e este no os quis deixar ir.2SEdisse-lheFara:Vai-tedemimeguarda-tequeno maisvejasomeurosto;^porque,nodiaemquevireso meu rosto, morrers.E disse Moiss: Bem disseste; eu nunca mais verei o teu rosto.36.A dcima praga predita Fara se endurecenEOsenhordisseaMoiss:Aindaumapraga trareisobreFaraesobreoEgito;depois,vos deixarirdaqui;e,quandovosdeixarirtotalmente,a toda a pressa vos lanar daqui.2Falaagoraaosouvidosdopovo,quecadavaro 8pea aoseuvizinho,ecadamulhersuavizinha,vasosde prata e vasos de ouro.10.13aIssoenfatizanovamenteoelementosobrenaturaldessemilagre.0Senhorfezovento oriental soprar sobre a terra o dia todo e a noite toda.Osgafanhotoscomearamaaparecerna segundamanhecontinuaramaaparecerat cobrirem todaaterra,exceto Gsen,onde Israel vivia (w. 13,14).10.14a 0 fato de estes gafanhotos serem diferentes de quaisquer outros que j haviam aparecido ou que viriam novamente prova um elemento sobrenatural e que eles devem ter sido diretamente criados por Deus (v. 14). 10.15a 5 coisas que os gafanhotos fizeram:1 Causaram muita dor aos homens (v. 14).2cobriram a terra (v. 15).3Escureceram a terra.4comeram todas as ervas que restaram.5comeram todos os frutos das rvores.10.16a Quando a praga se foi e nada restou na terra, Moiss e Aro foram chamados para ouvir outra confisso e reconhecimento insignificante de um ato divino (w. 16,17; cf. 9.27). 10.16b A segunda vez que Fara confessou seus pecados (w. 16; 9.27).10.17aEssafoiaprimeiravezqueFarapediu perdo por sua teimosia e pecado contra Israel (v. 17). No foi o tipo de arrependimento que opera salvao e do qual no preciso se arrepender (2 Co7.10),masforampalavras superficiais -uma confisso e um reconhecimento de que ele estava errado, sem uma verdadeira mudana d corao queolevariaaabandonaropecado(Pv28.13). Rido o que Fara queria era ser aliviado de seus sofrimentos e uma oportunidade para escapar da morte do v. 17 que ele sabia que merecia.10.18aAprovacompletadoelementosobrenaturalnestapraga.OsgafanhotosnoseforamantesdeMoissorareDeusagirparaque eles fossem (w. 18,19).10.19a O Senhor fez isso, e no a natureza (v. 19). 10.19bAprimeiramenoaomarvermelho nas Escrituras.10.19cissoprovaquearetiradadapragafoi ummilagretograndequantoomilagrede faz-la acontecer (v. 19).10.20a veja 4.21.10.21aocomeodeumnovomilagrequeveio tonagraasaousodavaracomoemoutras ocasies(v.21).FoirealizadoporMoisssimplesmenteestendendoamoparaocu,oque indicavaobedinciaaoDeusdocu,queerao grande operador de milagres.10.21b Veja 7 casos de trevas, p. 163.10.21c Veja Densas trevas, p. 163.10.23aEssapragaestavavoltadacontrao deus-sol,quedeveriaprotegeropovodequalquermaldiodosoletrazerbnosnaturais deluz,calorefecundidade.Devetersidohorrvelexperimentartrevasespessasemtodaa regioocupadapelosegpcios,emaravilhoso, contemplaraluzquefoipreservadasomente na terra de Gsen (v. 23).10.24aFara,chegando no limite, disps-se, por fim, a deixar que todos os homens, esposas e filhospartissemseeleto-somentepudesseficar com as ovelhas e os bois de Israel (v. 24). Ele talveztenhapensado,emseudesespero,queIsso desanimaria Israel de partir, mas Moiss apenas respondeu que nem uma unha ficaria (w. 25,26). 10.26aNosesabe,nessemomento,quetipodesacrifciosouquantossacrifciosseriamexigidospeioSenhornonovoprojetoparaIsrael queestavaporvir.Aleiacercadosmuitostiposenmerosdesacrifciosaindanohavia sidodada.Portanto,convinhaquetodoanimal quepertencesseaIsraelfosselevado.Deusfez comqueseupovoconhecesseosdetalhesda adoraomaistarde,noSinal,conformerevelaoemLevtico,NmeroseDeuteronmio. 10.27a v