batismo. apostila

of 13 /13
Curso Batismo e Novos Membros Curso Batismo e Novos Membros 4. A Fórmula do Batismo O Senhor Jesus ensinou a fórmula do batismo; “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo (Mt 28.19). O batismo deve ser feito em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo, pois os Três atuam juntos na salvação do homem.  A. O Espírito S anto convence - Jo 16.8; B. O Filho purifica - 1 Jo 1.7; C. O Pai adota - Jo 1.12. 5. Condições para o Batismo Uma pessoa pode ser batizado quando cumprir os seguintes requisitos apresentados pela Bíblia:  A. Ouvir o Evangelho e Aceitá-lo (crer em Cristo) – Mc 16.16; At 8.37; At 2.38. B. Produzir fruto de arrep endimento - Mt 3.7, 8 Note que estas condições apresentam o batismo infantil como sendo algo não bíblico. 6. O Batismo não tem Parte Na Salvação  A. Nada conduz à salvação al ém da fé em Cristo - Rm 3.21-24. B. O ladrão na cruz foi salvo sem ter sido batizado - Lc 23. 42,43.  A condenação rec ai sobre aquele q ue não crê, e não s obre aquele que não é batizado - Mc 16.26 e Jo 3.18,36. ESTUDO 1 SEGURANÇA DA SALVAÇÃO   A Salvação é um presente de Deu s, que não pode se r retirado perdido ou devolvido. Uma vez salvo, salvo para sempre.  A seguir estão re lacionadas al gumas razões pe las quais os qu e recebem Cristo como o seu único e suficiente Salvador podem ter a certeza de Vida Eterna; 1.  As Promessas De Deus  A. Jamais Perec erão - Jo 10.28,29; B. Nenhuma condenação os atingirá - Rm 8.1,35-39; C. Não entrarão no juízo - Jo 5.24; D. Cristo não os lançará fora - Jo 6.37; E. Estão selados pelo Espírito Santo - 2 Co 1.21,22; 2. O Sangue De Cristo Nos Purifica De Todo O Pecado – I Jo 1.7; Tt 2.14. 3. Uso Do Tempo Presente Nos Verbos Que Falam Da Posse Da Salvação - Jo 3.6; I Jo 5.12. 4. A Salvação Não Depende D as Nossas Obras De Perseverança - Rm 3.28; 4.5. 5. Fazemos Parte Do Corpo De Cristo, Que Não Pode Ser Separado (mutilado) - Ef 5.30. 6. Somos Guardados Pelo Poder De Deus - I Pe 1.5; 2 Tm 1.12; Jd 24; Hb 7.25. 7. Somos Gerados Na Família De Deus (não pode “desnascer” ou morrer de novo) - Jo 1.12; 1 Jo 5.1  Igreja Batista Nova Esper ança Igreja Batista Nova Esper ança

Author: alberto-fernandes-alves

Post on 03-Apr-2018

222 views

Category:

Documents


0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 7/28/2019 Batismo. Apostila

    1/13

    Curso Batismo e Novos Membros Curso Batismo e Novos Membros

    4. A Frmula do Batismo

    O Senhor Jesus ensinou a frmula do batismo;Portanto ide, fazei discpulos de todas as naes,batizando-os em nome do Pai, do Filho e do EspritoSanto (Mt 28.19).

    O batismo deve ser feito em nome do Pai, e do Filho, e do EspritoSanto, pois os Trs atuam juntos na salvao do homem.

    A. O Esprito Santo convence - Jo 16.8;B. O Filho purifica - 1 Jo 1.7;C. O Pai adota - Jo 1.12.

    5. Condies para o Batismo

    Uma pessoa pode ser batizado quando cumprir os seguintesrequisitos apresentados pela Bblia:

    A. Ouvir o Evangelho e Aceit-lo (crer em Cristo) Mc 16.16; At 8.37; At 2.38.

    B. Produzir fruto de arrependimento - Mt 3.7,8

    Note que estas condies apresentam o batismo infantil comosendo algo no bblico.

    6. O Batismo no tem Parte Na Salvao

    A. Nada conduz salvao alm da f em Cristo -Rm 3.21-24.

    B. O ladro na cruz foi salvo sem ter sido batizado -Lc 23. 42,43.

    A condenao recai sobre aquele que no cr, e no sobre aqueleque no batizado - Mc 16.26 e Jo 3.18,36.

    ESTUDO 1SEGURANADA SALVAO

    A Salvao um presente de Deus, que no pode ser retiradoperdido ou devolvido. Uma vez salvo, salvo para sempre.

    A seguir esto relacionadas algumas razes pelas quais os querecebem Cristo como o seu nico e suficiente Salvador podem ter acerteza de Vida Eterna;

    1. As Promessas De Deus

    A. Jamais Perecero - Jo 10.28,29;B. Nenhuma condenao os atingir - Rm 8.1,35-39;C. No entraro no juzo - Jo 5.24;D. Cristo no os lanar fora - Jo 6.37;E. Esto selados pelo Esprito Santo - 2 Co 1.21,22;

    2. O Sangue De Cristo Nos Purifica De Todo O Pecado I Jo1.7; Tt 2.14.

    3. Uso Do Tempo Presente Nos Verbos Que Falam Da PosseDa Salvao - Jo 3.6; I Jo 5.12.

    4. A Salvao No Depende Das Nossas Obras DePerseverana - Rm 3.28; 4.5.

    5. Fazemos Parte Do Corpo De Cristo, Que No Pode Ser Separado (mutilado) - Ef 5.30.

    6. Somos Guardados Pelo Poder De Deus - I Pe 1.5; 2 Tm1.12; Jd 24; Hb 7.25.

    7. Somos Gerados Na Famlia De Deus (no pode desnascerou morrer de novo) - Jo 1.12; 1 Jo 5.1

    Igreja Batista Nova Esperana Igreja Batista Nova Esperana

  • 7/28/2019 Batismo. Apostila

    2/13

    Curso Batismo e Novos Membros Curso Batismo e Novos Membros

    Esclarecendo algumas dvidas:

    (1). O salvo no perde a Salvao mesmo caindo no pecado?

    A resposta no! Todos os seus pecados j foram pagosna cruz. Mas ele precisa confess-los a Deus para que

    sua comunho com Ele seja plena. (1 Co 3.10-17; 1 Jo 1.9).(2). E se a pessoa que se diz salva, se desviar da Palavra?

    H duas alternativas:

    (a) Sendo um crente verdadeiro, Deus vai pesar a mosobre a vida dela - Hebreus 12.5,6; 1 Co 11.30.

    (b) Se nada acontecer a ela, torna-se uma clara evidncia deque essa pessoa no seja salva! 1 Jo 2.19; 1 Co 11.19.

    (3). Qual a evidncia para saber se uma pessoa salvaverdadeiramente ou no?

    Os frutos. Veja Mateus 7.17-20 e 12.33.

    ESTUDO 2 O BATISMO

    O BATISMO uma das duas ordenanas feitas pelo Senhor JesusCristo para a igreja. O batismo fala da transformao na vida docrente, identificando-o com a morte, sepultamento e ressurreio d

    Cristo.1. Razes para o Salvo ser Batizado

    A. uma ordenana (mandamento) igreja, no umaopo - Mt 28.19

    B. Foi a prtica da igreja do Novo Testamento - At 2.38-41; 8.12; 10.47

    C. O batismo uma demonstrao visvel daquilo queaconteceu espiritualmente na vida do salvo - Rm 6.3,4;

    At 19.1-5.

    2. O Significado do Batismo

    O batismo simboliza a nossa identificao com a obra deCristo. uma demonstrao do que Ele fez por ns, e do queocorreu espiritualmente em nossas vidas. O batismo uma pantomima do Evangelho - Rm 6.1-14.

    3. O Batismo nos Identifica com 3 Eventos

    A. Amorte de Cristo - morremos para o pecado -Rm 6.3,10,11; 1 Pe 2.24;B. O sepultamento de Cristo - somos separados do

    mundo - Rm 6.4 e Cl 2.12;D. Aressurreio de Cristo - ressurgimos para uma nova

    vida com Deus - Rm 6.4,9-11 Igreja Batista Nova Esperana Igreja Batista Nova Esperana

  • 7/28/2019 Batismo. Apostila

    3/13

    Curso Batismo e Novos Membros Curso Batismo e Novos Membros

    Obs. O arrependimento demonstrado por meio das atitudes, eno somente pelas palavras. O arrependido precisa dar mostras deseu arrependimento durante um perodo de tempo determinadopela igreja, para que esta possa avaliar se o arrependimento verdadeiro Lc 3.8 e At 26.20.

    3. Como Aplicar a Disciplina Antes de tudo, responsabilidade dos membros da igreja,

    que so os que decidiro a respeito da disciplina, manter suasvidas limpas e sua comunho com Deus em ordem. Somenteassim decidiro o que for melhor para o disciplinado, segundo avontade de Deus. A disciplina deve ser administrada:

    A. Com humildade: no somos superiores ao disciplinadopor no termos cometido o mesmo pecado; (cometemosoutros!) 1 Co 10.12 e Tg 2.10

    B. Com sinceridade: devemos ser criteriosos no julgar o errodo irmo, tendo igualmente em vista os nossos prprioserros Mt 7.1-5

    C. Com amor : que o elo que nos une a Cristo, nenhumadisciplina pode ser aplicada corretamente sem amor 1Co 13.4; 2 Ts 3.15 e Cl 3.14.

    D. Sem parcialidade : no devemos atenuar a gravidade doerro em funo de quem o cometeu; todos devem ser tratados de modo igual 1 Tm 5.20,21; Cl 3.25.

    Tendo como base a Palavra de Deus , e no a nossa cultura ounossa razo sobre o que entendamos ser certo ou errado Hb5.12-14; 1 Pe 4.11.

    ESTUDO 3A CEIA DO SENHOR

    A CEIA DO SENHOR um memorial. Um meio de nos fazer lembda morte e do sofrimento do Senhor Jesus Cristo.Foi Por Ele mesmo ordenada para dirigir os nossos olhos para oCalvrio, e , ao mesmo tempo, antecipar a Sua volta - 1 Co10.16,17; 11.23-32.

    1. Os Elementos da Ceia do Senhor

    A. O po - que simboliza o corpo de Cristo, que foi dadopor ns, para sofrer e morrer no nosso lugar - 1 Co11.23,24; Is 53.3; 1 Pe 1.18,19.

    B. O clice - que simboliza o sangue de Cristo, o preopago pela nossa redeno - 1 Co 11.25; Ef 1.7; 1 Jo

    1.7; 1 Pe 1.18,19).Obs.: As seguintes posies doutrinrias no possuem base bblica

    (1) a transubstnciao - diz que os elementos daCeia (po e clice), quando abenoados pelosacerdote, transformam-se nos verdadeiro corpo esangue do Senhor;

    (2) a consubstanciao - alega que os elementos,quando da orao, recebem a presena espiritual deCristo;

    (3) e tambm ensinar que a pessoa recebe umabeno ou graa ou favor divino especial aoparticipar da Ceia.

    Igreja Batista Nova Esperana Igreja Batista Nova Esperana

  • 7/28/2019 Batismo. Apostila

    4/13

    Curso Batismo e Novos Membros Curso Batismo e Novos Membros

    2. A Importncia da Ceia do Senhor - 1 Co 11.23-32

    A. Assim como o Batismo, a Ceia tambm umaordenana - v. 23-25 e Mt 26.26-28.

    B. Provoca humildade e piedade atravs de auto-exame -v. 28

    C. um sermo silencioso da Sua morte - v. 26D. Fortalece nossa esperana quanto Sua volta - v. 26E. Os que dela participam indignamente so disciplinados

    pelo Senhor - v. 27-32; 1 Jo 5.16.

    3. Requisitos Para Participar da Ceia do Senhor

    A. Salvao - ter conhecido Cristo como seu Salvador pessoal - At 2.40-42

    B. Batismo - a primeira ordenana, identifica o salvo comseu Senhor e o torna parte da igreja local - At 2.41; 1 Co11.20,22

    C. Obedincia Palavra de Deus - 1 Co 11.27-29.

    ESTUDO 4A DISCIPLINA NA IGREJA

    DISCIPLINA BBLICAadministrada pela igreja local no um atopunitivo, mas corretivo, que procura trazer o membro que no estandando em conformidade com o Evangelho (rebelde), de volta aocaminho de Deus.

    1. Casos Mais Freqentes Que Necessitam de Disciplina

    A. Imoralidade - 1 Co 5.1-5B. Ensino Falso - Gl 1.9; 2 Jo 10; Tt 1.13

    C. Andar Desordenado - 2 Ts 3.6,14D. Divises - Rm 16.17,18E. Atitude Arrogante em relao ao pecado - Mt 18.15-17

    2. Princpios Bblicos na Aplicao da Disciplina - Mt 18.15-17

    A. 1 Passo: o ofendido precisa procurar o ofensor parabuscar a reconciliao - v. 15, (ou aquele que ofendeudeve procurar o ofendido para buscar a reconciliao.)

    B. 2 Passo: levar uma ou duas pessoas idneas comotestemunhas para ter uma segunda conversa com oirmo ofensor (ou ofendido) - v. 16

    C. 3 Passo: levar o assunto para a igreja - v. 17

    D. O Resultado:(1) persistindo o pecado: excluso - 1 Co 5.7.11-13(2) havendo arrependimento: restaurao comunho

    normal com a igreja - 2 Co 2.6-8.

    Igreja Batista Nova Esperana Igreja Batista Nova Esperana

  • 7/28/2019 Batismo. Apostila

    5/13

    Curso Batismo e Novos Membros Curso Batismo e Novos Membros

    ESTUDO 7 A VIDA FAMILIAR

    A FAMLIA foi a primeira instituio criada por Deus na terra,quando uniu Ado e Eva ainda no jardim do den (Gn 2.18,24); aSegunda instituio foi o Governo humano e a terceira instituiona terra foi a Igreja (Mt 16.18).Se guiarmos as nossas famlias nos preceitos da Palavra de Deus,no teremos problemas quanto a gui-la na sociedade e na nossaigreja local.

    1. Relacionamento Marido-Mulher - Ef 5.22-33

    A. Responsabilidades do Marido(1) amar a sua esposa - v. 25-29; Cl 3.19

    (a) como Cristo amou a Igreja (v.25) e,(b) como o seu prprio corpo (v. 28);

    (2) liderar a sua famlia - v.23; 1 Co 11.3(3) sustentar seu lar - v.29

    B. Responsabilidades da Mulher (1) submisso liderana do marido - v.22-24; 1 Pe 3.1(2) auxiliar o marido na administrao do lar - Gn 2.18

    e Pv 21.10-31.

    C. Divrcio(1) No vontade de Deus para nenhum casal -

    Mt 19.3-8; 1 Co 7.10-14;

    (2) H apenas duas condies:(a) Adultrio - Mt 19.9(b) Quando o marido incrdulo desejar, tomando a

    iniciativa do divrcio - 1 Co 7.15

    ESTUDO 5 DZIMOS E O FERTAS

    A palavra DZIMO referem-se aos 10% da sua renda individual e aOFERTAS so o mtodo de Deus para o sustento do seu trabalho.

    Para a nao de Israel era praticamente um imposto; para ns,tambm povo de Deus - 2 Pe 2.9,10, constitui responsabilidade,privilgio e uma oportunidade de adorar a Deus com nossacontribuio Pv 3.9,10

    1. Propsito dos Dzimos e das Ofertas

    A. Manuteno da casa de Deus - Ml 3.10

    B. Sustento dos obreiros - 1 Tm 5.17,18; 1 Co 9.14

    C. Auxlio aos Necessitados - 1 Co 16.1,2; 2 Co 8.3,4

    2. Como Contribuir com Dzimos e Ofertas

    A. Regularmente No primeiro dia da semana... - 1 Co 16.2

    B. Individualmente ... cada um de vs... - 1 Co. 16.2

    A. Proporcionalmente ... conforme a sua prosperidade... - 1 Co 16.2

    B. Alegremente - 2 Co 9.7C. Sacrificialmente - 2 Co 8.2

    Igreja Batista Nova Esperana Igreja Batista Nova Esperana

  • 7/28/2019 Batismo. Apostila

    6/13

  • 7/28/2019 Batismo. Apostila

    7/13

    Curso Batismo e Novos Membros Curso Batismo e Novos Membros

    ESTUDO 9O TESTEMUNHAR DA SALVAO

    TESTEMUNHAR falar o que Cristo fez por voc quando o salvou. falar da salvao que Ele d a qualquer pessoa que lhe pedir.

    uma tarefa to importante, que a Bblia diz que at os anjosgostariam de realiz-la (1 Pe. 1.12). Mas o privilgio de cumpri-lafoi dado para ns, os que j fomos salvos pelo sangue de Cristo.

    1. Razes para falar de Cristo

    A. um mandamento de Cristo - Mt 28.19,20; Mc 16.15 e At 1.8

    C. necessrio para ganhar almas - Rm 10.13,14,17.D. Se no testemunharmos, seremos cobrados por Deus

    - Ez 33.8,9.

    2. Obstculos que impedem de testemunhar de Cristo

    A. Medo - (trs razes para afast-lo de ns)(1) a lembrana do perigo iminente de uma alma cair

    no inferno - Ap 20.15(2) o amor pelas almas perdidas - 1 Jo 4.18(3) o Esprito Santo que est sempre junto de voc

    ajudando a falar de Cristo - Jo 14.26; Lc12.11,12.

    B. Vergonha -(1) Jesus Cristo no teve vergonha de morrer por

    voc publicamente - Hb 12.2; Fp 2.5-8;(2) Se a pessoa que lhe falou de Cristo tivessevergonha de voc, provavelmente hoje voc noseria um salvo - 2 Tm 1.8-12;

    D. E quando o cnjuge no salvo?(1) No abandon-lo - 1 Co 7.12,13(2) Viver uma vida pura para ganh-lo - 1 Pe 3.1,2

    2. Relacionamento entre PAIS-FILHOS

    A. Responsabilidades dos filhos para com os pais:(1) honr-los - Ex 20.12; Dt 27.16; Ef 6.2,3(2) obedec-los - Pv 1.8; Ef 6.1; Cl 3.20

    B. Responsabilidades dos pais para com os filhos:(1) instru-los - Dt 4.9; 6.7; Pv 22.6(2) prover-lhes o necessrio - 2 Co 12.14(3) corrigi-los:

    (a) aplicando a disciplina fsica, com a vara(dispositivo que provoca dor, sem machucar outrazer qualquer dano criana) - Pv 22.15; 23.13

    (b) com moderao - Pv 19.18; Cl 3.21(c) com amor - Pv 13.24(d) de acordo com a Bblia - Ef 6.4

    3. O Culto Domstico

    A. Une a famlia em torno da adorao a Deus - Jo 4.23B. Proporciona um tempo gostoso de comunho e harmoni

    entre todos os membros da famlia -Ef 4.9-12C. uma ajuda valiosa no processo de ensino dos filhos

    Dt 6.6-7; 2 Tm 3.15 e Pv 22.6-8.

    4. Servir ao Senhor Unidos Em Famlia - Josu 24.15,26.

    Igreja Batista Nova Esperana Igreja Batista Nova Esperana

  • 7/28/2019 Batismo. Apostila

    8/13

    Curso Batismo e Novos Membros Curso Batismo e Novos Membros

    ESTUDO 8 A VIDA SOCIAL

    Apesar de vivermos no mundo, no somos do mundo (Jo 17.14).Somos embaixadores do reino dos cus (2Co 5.20; Fp 3.20). nossa obrigao, portanto, ser diferentes do mundo;

    1. Em Nossos Trajes

    A. Use roupas prprias ao seu sexo Dt 22.5

    B. Vista-se com decncia e modstia 1 Tm 2.9

    C. Evidencie a beleza interior, a qual tem valor diante deDeus 1 Pe 3.3,4

    D. No fique ansioso quanto ao vesturio Mt 6.28-30

    2. Em Nossas Msicas

    D. Princpio doNovo Cntico Sl 40.1-3 A msica que devemos cantar e ouvir nova, diferente dasque usvamos na lama de onde fomos tirados, porque temobjetivos celestiais e portanto diferente do objetivo da msicado mundo que visa prazer fsico.

    E. Princpio doSanto-Impuro Ag 2.11-15Quando se mistura alguma coisa santa com alguma coisaimpura, o resultado sempre imundo. No se pode misturar amensagem das Escrituras com msicas do mundo (ex.: rockou samba, e etc...), e desejar que o resultado agrade a Deus.

    F. Princpio da Dvida-Pecado Rm 14.23Na dvida, no oua ou cante aquela msica.

    3. Nos Ambientes -

    Devemos nos afastar de lugares que:

    A. Promovam o pecado - Rm 6.12,13; 2 Co 7.16

    B. Permitam o pecado - 1 Co 10.23C. Dem chance ao pecado - Ef 4.27

    4. No Trabalho -

    A. Obedea aos seus superiores - Cl 3.22

    B. No enrole - produza - Cl 3.22; Ef 6.6

    C. Seja honesto no seu trabalho - 1 Pe 2.11,12

    D. Trabalhe como se estivesse trabalhando para Deus -Cl 3.23,24

    Obs.: Lembre-se -

    Somos como luzes num mundo em trevas - Fp 2.14,15

    Devemos evitar toda a aparncia do mal - 1 Ts 5.22

    O amigo do mundo inimigo de Deus - Tg 4.4

    Igreja Batista Nova Esperana Igreja Batista Nova Esperana

  • 7/28/2019 Batismo. Apostila

    9/13

    Curso Batismo e Novos Membros Curso Batismo e Novos Membros

    Anexo 1P ACTO DA I GREJA B ATISTA N OVA E SPERANA

    Tendo recebido a Jesus Cristo como meu Senhor e Salvador, obedecido ordenana dobatismo por imerso, e tendo concordado com as regras de f, com os propsitos e comas prticas da Igreja Batista Nova Esperana, me sinto orientado pela Santa Palavra, aBblia, e pelo Esprito Santo, a unir-me famlia desta igreja. Para isso, eu mecomprometo com Deus e com os demais membros da igreja a fazer o seguinte:1. PROTEGER A UNIDADEDA IGREJA

    freqentando assiduamente os cultos;tratando com amor os demais membros;recusando-me a participar de fofocas;honrando meu(s) pastor(es) e seguindo suas orientaes(HB 10.25; 1 PE 1.22; EF 4.29; HB 13.17)

    2. PROMOVERA MISSO DA IGREJA orando pelo crescimento da igreja;levando a mensagem do Evangelho aos que no a conhecem; convidando pessoas para freqent-la e recebendo-as bem;ajudando no crescimento espiritual daqueles que seconvertem.(1 TS 1.1,2; LC 14.23; RM 15.7; MC 16.15; 2 TM 2.2)

    3. PARTICIPARDO SERVIO A DEUS ATRAVS DESTA IGREJAdescobrindo, desenvolvendo e usando meus dons;contribuindo fielmente com meus dzimos e ofertas para amanuteno dos seus trabalhos;

    desenvolvendo um corao de servo;sendo equipado por meu(s) pastor(es) e pelos lderes.

    (1 PE 4.10; ML 3.10; MT 20.26-28; EF 4.11,12)

    4. PRESERVAR O BOMTESTEMUNHODA IGREJA NO MUNDO mantendo uma vida crist exemplar;

    praticando os ensinamentos aprendidos na palavra de Deus;escolhendo sempre fazer a vontade de Deus e no me associando com quem

    no deseja faz-la;mantendo uma comunho diria com Deus atravs da orao e da leitura daSua Palavra.(1 TM 4.12; TG 1.22; EF 5.10,11,17; 1 TS 5.17; MT 22.29)

    N OME : _____________________________________

    C URITIBA, ______ DE ____________________ DE _________.

    C. Preguia - uma atitude que precisa ser mudada - Tg4.17, Pv 6.6,9-11.

    D. Vida Impura -(1) nosso testemunho to importante como nossas

    palavras. Portanto, uma vida com pecados notrioiro tirar o peso das nossas palavras - 2 Tm 2.21;

    (2) Confesse seus pecados e os deixe. Assim vocter condies para poder testemunhar e Deus

    poder usar a sua vida. 1 Jo 1.9; Pv 28.13.

    3. Testemunhando sem palavras

    A. Quando somos impedidos (proibidos) de falar deJesus Cristo - 1 Pe 3.1,2.

    B. Quando falar no adianta mais (a pessoa conhece eentende bem o plano de salvao, mas ainda orecusa) Mt 5.13-16

    Igreja Batista Nova Esperana Igreja Batista Nova Esperana

  • 7/28/2019 Batismo. Apostila

    10/13

    Este um mtodo simples para aevangelizao que pode ser usado por

    qualquer salvo que deseja levar amensagem da salvao em Cristo,

    inclusive crianas, usando apenas a suamo e seis versculos memorizados .

    Curso Batismo e Novos Membros Curso Batismo e Novos Membros

    ESTUDO 10 O PLANO DA SALVAO

    Qualquer filho de Deus pode falar do Evangelhousando o meio dado por Deus;

    a sua mo!

    Anexo 3DOUTRINAS DISTINTIVAS DOS B ATISTAS

    Igreja Batista Nova Esperana Igreja Batista Nova Esperana

    1

    23

    4

    5

    6

    1. Polegar (positivo)Tenho boas notcias! O cu um presente,porque Deus ama voc! - Joo 3.162. Indicador (aponta nosso pecado)

    Mas eu sou um pecador!E no posso me salvar - Romanos 3.23

    3. Mdio (formato da cruz)Mas Cristo morreu por mim e por voc!E deseja salvar voc - Romanos 5.8

    4. Anular (dedo da aliana, compromisso)Mas receber este presente implica num

    compromisso entre Cristo e vocJoo 1.12

    5. MnimoO nen dos dedos lembra sua nova vida em Cristo.

    Agora, quando voc recebe este presente dasalvao, voc uma nova criatura -2 Corntios 5.17

    6. Palma da MoVoc no perde mais a sua salvao! Porque?Estamos seguros na mo de Deus - Joo 5.24

  • 7/28/2019 Batismo. Apostila

    11/13

    Curso Batismo e Novos Membros Curso Batismo e Novos Membros1. Cremos que as Bblia a nossa nica autoridade. Ela a nica

    regra de f e prtica; cremos na sua inerrncia e autoridade (2Pe 1.21; 2 Tm 3.16; Jo 10.35).

    2. Cremos que a salvao pela graa, sem obras (Ef 2.8,9)

    3. Cremos na segurana eterna da salvao (Jo 10.28,29)

    4. Cremos na liberdade da alma (At 5.29)

    5. Cremos no sacerdcio dos crentes (1 Pe 2.5).

    6. Cremos no senhorio, na soberania e na supremacia de Cristo(Ef 1.22,23).

    7. Cremos na autonomia da igreja local (At 13.1-4).

    8. Cremos que os membros da igreja devem ser regenerados (At2.38,41-47)

    9. Cremos que a igreja local possui dois oficiais; pastores ediconos (Fp 1.1).

    10.Cremos que o Senhor Jesus Cristo deixou duas ordenanas igreja local; o Batismo e a Ceia do Senhor (Mt 28.19; 1 Co11.23-26).

    11.Cremos que o Batismo por imerso (Rm 6.1-5).

    12.Cremos na separao entre Igreja e Estado (Mt 22.21).

    Anexo 2 DECLARAO DE F

    1. DAS ESCRITURAS SAGRADAS

    Cremos que a Escritura do Antigo e Novo Testamento, como originalmeescritas, foram verbalmente inspiradas pelo Esprito Santo, e por isso, expressamtoda a revelao divina sem nenhum erro. Cremos, portanto, que a Bblia asuprema revelao de Deus para os homens, e a aceitamos como a nica regrade f e pratica para a vida - 2 Tm 3.16,17; 2 Pe 1.19-21.

    2. DO DEUS VERDADEIROCremos, de acordo com o ensino das Escrituras, em um nico Deus, o

    Criador dos cus e da terra, que se manifesta em trs pessoas distintas; Deus PaiDeus Filho e Deus Esprito Santo; iguais em poder e glria, executando ofciosdistintos, porm harmoniosos, na grande obra de redeno humana - Ex 20.2,3; Co 8.6.

    3. DO ESPRITO SANTOCremos, de acordo com o ensino das Escrituras, que o Esprito Santo

    uma pessoa divina, possuindo todos os atributos de personalidade e deidade. igual ao Pai e ao Filho, e da mesma natureza. Sua principal misso ao mundoincrdulo de convencer do pecado, da justia e do juzo. Sua obra entre ossalvos, em favor deles, : selar, habitar, ench-los com Sua plenitude, gui-los eensin-los a andar nos caminhos da justia e da santidade - Jo 14.16,17,26; Hb9.14; Ef 1.13,14.

    4. DO SENHOR JESUS CRISTOCremos, de acordo com os ensinos das Escrituras, que o Senhor Jesus

    Cristo foi concebido por obra e graa do Esprito Santo - nasceu da (bendita)virgem Maria, de modo sobrenatural; Deus Verdadeiro do Verdadeiro Deus.Sendo Deus manifestado em carne; viveu aqui na terra, entre os homens, a vidperfeita, imaculada, isenta e livre do pecado. Sua morte, na cruz do Calvrio, foium completo e perfeito sacrifcio vicrio , propiciatrio e substitutivo por causa nossos pecados e para salvar-nos da perdio eterna; Sua morte no foi apenas amorte de um mrtir, mas de uma vida oferecida voluntariamente por Deus, o Paiem lugar do pecador, como Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Elefoi sepultado, aps haver morrido na cruz do Calvrio, e, ao terceiro dia, ressurgdentre os mortos. Subiu ao cu, voltar a este mundo para estabelecer o SeuReino e assentar-se no Trono de Davi. Sua segunda vinda ser pessoal e

    premilenial, conforme Is 7.14; Jo 1.1; 1 Pe 2.22; Mt 1.18-25; 28.6; I Ts 4.16.5. DO HOMEM

    Cremos, de acordo com o ensino das Escrituras, que o homem foi criadopor Deus em inocncia, porm voluntariamente transgrediu os preceitos divinosdecaindo da graa de Deus, perdeu o estado de santidade que o Criador lhe deraEm conseqncia da queda, todos os homens (porque todos descendem desse

    Igreja Batista Nova Esperana Igreja Batista Nova Esperana

  • 7/28/2019 Batismo. Apostila

    12/13

    Curso Batismo e Novos Membros Curso Batismo e Novos Membrosprimeiro casal - Ado e Eva) so pecadores, no por constrangimento mas por motivo de sua descendncia dos cabeas da raa humana (e do pecadooriginal), e devido, tambm, sua livre escolha. Por isso, todos pecaram e estodestitudos da glria de Deus, e se acham sob a condenao e a runa eterna,sem nenhuma desculpa ou defesa - Gn 1.27; Rm 3.23; 5.12-19; Is 53.6.

    6. DA SALVAOCremos, de acordo com o ensino das Escrituras, que a salvao dos

    pecadores inteiramente de graa, atravs da obra medianeira do Filho deDeus; sem o auxlio de quaisquer mritos ou obras humanas, que ns, ospecadores no temos; e que, para receb-la, a nica condio exigida dopecador que ele se arrependa dos seus pecados e aceite a Jesus Cristo, pelaf nEle e no seu sacrifcio na Cruz do Calvrio. Esta aceitao de Cristo, assim,importa em que o pecador nasa de novo, seja regenerado pelo poder doEsprito Santo e se torne, ento o recipiente da nova natureza divina. Nestagrande beno que o Evangelho de Cristo assegura ao pecador salvo, se inclui a justificao, acompanhada do perdo dos pecados, da imputao da justiadivina ao crente, exclusivamente pela f no sangue remidor.Exercendo f pessoal no Senhor Jesus Cristo, o crente completamente justificado e entra na possesso de uma salvao certa, segura e eterna - Ef 2.8,9; 2 Pe 1.4; Jo 3.3-6; 10.28,29 e At 13.36.

    7. DA IGREJA A. Igreja Invisvel - Cremos, de acordo com o ensino das Escrituras, quea igreja invisvel ou universal o corpo e a noiva de Cristo, que Ele o cabea etodos os crentes os membros; e que contra ela as portas do inferno noprevalecero - 1 Co 12.12,13; Ef 1.22,23; 4.15,16; 5.25-27,30,32; Mt 16.15-19.

    B. Igreja Visvel - Cremos, de acordo com o ensino das Escrituras, que aigreja visvel, de Cristo, a comunidade de crentes batizados e associados por um pacto, na f e comunho mtua, segundo o Evangelho, com o propsito deobservar as duas ordenanas e tudo quanto Cristo mandou; e para ser governada pela Lei de Cristo e exercer os dons, direitos e privilgios que lhe so

    peculiares, luz da Palavra de Deus. Os oficiais da igreja, segundo asEscrituras, so: Bispos (ou Pastores) e Diconos, cujas qualificaes, direitos e

    deveres esto claramente definidos nas Epstolas a Timteo e a Tito - Mt 28.19-20; At 2.41,42; Tt 1.

    8. DO BATISMO

    Cremos, de acordo com o ensino das Escrituras, que o Batismo aimerso do crente em gua, demonstrando, assim, atravs de um emblema solene belo, a f do batizado no Salvador crucificado, sepultado e ressurrecto,significando, tambm, destarte, que o batizado morreu para o pecado e o mundoressuscitou para a vida nova em Cristo, que o pr-requisito para ser um membroda igreja local - At 8.36-39; Rm 6.3-5.

    9. DA CEIA DO SENHORCremos, de acordo com o ensino das Escrituras, que a Ceia do Senhor

    smbolo do corpo de Cristo; e que a comemorao da morte do Senhor JesusCristo, at que Ele venha; e que o crente, para receb-la deve antes examinar-sea si mesmo e, estando em condio, possa participar dignamente dela - 1 Co10.16,17; 11.23-28.

    10. DO GOVERNO CIVILCremos, de acordo com o ensino das Escrituras, que o governo civil

    ordenado por Deus para os interesses e a boa ordem da sociedade humana; quedevemos orar pelos magistrados, honr-los e obedec-los, salvo, naquilo que forcontra os ensinos das Santas Escrituras. Cremos na separao completa eabsoluta entre o governo civil e a igreja local - Rm 13.1-7; 1 Pe 2.13-14; 1 Tm 2

    11. DO ESTADO ETERNO

    Cremos, de acordo com o ensino das Escrituras, que todos quanto forem justificados pela f no nome do nosso Senhor Jesus Cristo, vivero na Eternidadna presena de Deus, no pleno gozo das bem-aventuranas celestiais; e queaqueles que, pela sua impenitncia e incredulidade, rejeitam a oferta da graa eda misericrdia de Deus em Cristo, vivero na Eternidade uma vida de punio sofrimento eterno, Sl 16.11; Mt 25.46 e Jo 14.2.

    12. DE SATANSCremos, de acordo com o ensino das Escrituras, que existe um ser

    pessoal, chamado Satans, o deus deste sculo, o prncipe das potestades doar, cheio de toda a sutileza e malcia, o qual procura incessantemente, frustrar opropsitos de Deus e seduzir (fazer cair em tentao e no pecado) os filhos doshomens - Ef 2.2; Ap 12.9; 2 Co 4.4; 11:13-15.

    BIBLIOGRAFIA

    Igreja Batista Nova Esperana Igreja Batista Nova Esperana

  • 7/28/2019 Batismo. Apostila

    13/13

    Curso Batismo e Novos Membros Curso Batismo e Novos Membros

    ADAMS, Jay E. A vida crist no lar . So Paulo: Fiel, 1977.

    BANCROFT, Emery H.Teologia Elementar, doutrinria e conservadora .So Paulo: IBR, 1979.

    CHAMPLIN, Russel Norman; BENTES, Joo M.Enciclopdia de Bblia,Teologia e Filosofia . So Paulo: Candeia, 1991.

    DE HAAN, Richard W.Como fazer da sua casa um lar . So Paulo; IBR,1994.

    DOUGLAS, Alban.Gods answers do mans questions . Greenville: W.D.Jennedy, 1988.

    FERREIRA, Damy.Evangelismo Total; um manual didtico paraseminaristas, lderes e pastores . 2ed. Rio de Janeiro: JUERP, 1991.

    GRAHAM, Billy.O casamento e o lar . So Paulo: Associao EvangelsticaBilly Graham, s.d.

    HISCOX, Edward T.Manual das Igrejas Batistas . So Paulo: IBR, 1966.

    JACKSON, Paulo R. A doutrina da igreja local . So Paulo: IBR, 1965.

    REIS, Anbal Pereira dos. A Ceia do Senhor: livre ou restrita? So Paulo:Caminhos de Damasco: 1982.

    THOMPSON, Frank Charles.Bblia de Referncia Thompson; comversculos em cadeia temtica . Deerfield: Vida, 1992.

    INTRODUO

    O objetivo deste curso o preparo do filho de Deus para o primeiropasso de obedincia s ordenanas do Senhor Jesus Cristo - obatismo.

    Este curso tambm, para irmos j batizados por imerso, e quevindo de outras igrejas, esto se unindo com a nossa.

    Quando batizado ou aceito por carta ou testemunho, o irmo setorna membro da nossa igreja local, com todas as suasresponsabilidades e privilgios inerentes posio.

    Este estudo serve como base para que, ao tornar-se membro, oirmo j tenha conhecimento das crenas e prticas, baseadas nadoutrina e princpios da Bblia, que dirigem a nossa igreja.

    Guarde com carinho este livrete, num lugar de fcil acesso, para qupossa ser consultado posteriormente, quando surgirem dvidas arespeito das doutrinas e prticas da nossa igreja, ou mesmo pararelembrar algum preceito ou versculo.

    A Igreja Batista Nova Esperana somente estar fiel a Deus quandocada um de seus membros o forem. Faa deste estudo um marco sua fidelidade a Deus e Bblia, e sempre volte a ele para selembrar disso.

    Toda a glria seja dada a Deus!

    Igreja Batista Nova Esperana Igreja Batista Nova Esperana