Anpqv baixa

Download Anpqv baixa

Post on 21-Jun-2015

782 views

Category:

Documents

8 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. Cidade de Deus1 A NOTCIA POR QUEM V IVE | JAN.MAR. 2012Maro de 2012 Ano III No 3Parados na esquina, com poesia...A Cidade de Deus tem sido palco do surgimento e amadurecimento de diversasaes artsticas, nas mais diversas reas: cinema, teatro, artes plsticas, msica eliteratura. 11 A Economia Solidria na Cidade de Deus: a organizao dos artesosAEconomia Solidria se baseia em praticas coletivas, justas,solidrias e sustentveis de gerao de trabalho e renda.7Avaliao do Projeto BairroEducador Cidade de Deus em 2011Vrias atividades tem sido realizadas pelo projeto nas escolascom o objetivo de contribuir na melhoria do IDEB 15 E MAIS... A primeira mulher a puxar samba na avenida..........3 O jovem e sua atuao na Cidade de Deus..........10 Joo Gomes recebe premio Mestre 2011.................4Projeto Jovens Comunicadores e a Informtica...12 Quadrinho tambm comunicao.......................5Sarau de poesia na Cidade de Deus...................13 Ponto de Cultura Itinerante Cidade de Deus...........6Obras na Cidade de Deus Bairro Maravilha........14 A identidade de um personagem da cultura Negra...8Maria CDD....................................................14 A histria da educao na Cidade de Deus..............9 Lanamento da segunda edio do Jornal .........16</li></ul><p> 2. 2 A NOTCIA POR QUEM V IVE | JAN.MAR. 2012Editorialpor Maria do Socorro Melo Brando, moradora, representante do portal e presidente da ASVI CDD Para mim uma honra ter trabalhos. Somos gratos por essamuito no visual, com bastantessido convidada para fazer o aposta e hoje nos damos muito fotos relacionadas aos assuntoseditorial desta 3 edio domais de ns quando comeamose veio a proposta das tirinhasJornal A Noticia por quem Vive. a preparar uma tiragem. educativas, com temas do dia a A ASVI CDD (AssociaoNeste 3 nmero o leitor ir dia, feitas por moradoras eSemente da Vida da Cidade dever um pouco de cada coisa. colaboradoras do jornal.Deus) fica particularmenteUma Cidade de Deus com Ento, voc est sendosatisfeita em estar contribuindoartesanato,poesia, jovens convidado a conhecer um poucocom moradores interessados em realizando projetos mais de Cidade de Deus atravsmostraracarada independentes ou no. Vai dessas pginas, e por que nocomunidade, no deixando desaber que a Cidade de Deus temtambm no ser um colaborador,falar do que negativo, masuma cultura premiada. patrocinador etc.? No deixe deexaltando o que temos de Vamos analisar como anda a ler na ltima pgina como podemelhor. educao de nossas crianas:fazer isso. importante que o morador quais so as expectativasEncerro agradecendo pelose sintarealmente umfuturas? Como andam asempenho de todos, em especialprotagonista dentro da Cidade negociaes para uma escola de equipe do SOLTEC/UFRJ que,de Deus. Ento hoje j podemosEnsino Mdio na comunidade? no final de 2011, contribuiu comcontar com o Portal Comunitrio Afinal, nossas crianas tm que os colaboradores do Jornal na(www.cidadededeus.org.br) e,ir estudar em lugares muito elaborao do nosso Regimentoagora, com o jornal. Tudo fruto distantes atrapalhando um Internoeagoraestode pessoas quevierampouco a qualidade do estudo.colaborando na correo deacreditando que podamos Para que o jornal ficasse mais nossasmatrias enaproduzir e apostaram nestes dinmico, pensamos em investirdiagramao desta edio.Expediente Janeiro a Maro de 2012Fundadores: Ariana Apolinrio, Cilene Vieira, Dara Bandeira, Dayse Vieira, Felipe Brum, Joana daConceio Campos, Joo Carlos Souza, Jos Alberto, Landerson Soares, Leila Martiniano, MariaAnglica Ponciano, Marlia Gonalves, Mnica Rocha, Rita de Cssia, Rosalina Brito, Valria Barbosada Silva, Julcinara VilelaMembros do jornal: Maria Anglica Ponciano, Cilene Vieira, Felipe Brum, Joana da ConceioCampos, Jos Alberto, Julcinara Vilela, Mnica Rocha, Rosalina BrittoColaboradores: Luiza Nascimento Braga, Mriam Andrade, Viviane de SalesReviso de Textos: Marlia GonalvesDiagramao: Alan TygelAgradecimentos: Conexo CulturalApoio: SOLTEC/UFRJ, SESCEste jornal foi diagramado utilizando somente programas de computador livres:Scribus, LibreOffice e Ubuntu. Use Software Livre.Visite o Portal da CDD &gt;&gt; http://www.cidadededeus.org.br 3. 3 A NOTCIA POR QUEM V IVE | JAN.MAR. 2012Anahyde: das Cantoras da Madrugada da Rdio MayrinkVeiga a primeira mulher a puxar samba na avenidapor Mnica Rocha Anahyde Carioca de apelido Zum, no Auditrio, a interpreTuca. Com 78 anos dedicados tao de Tuca foi destacada.msica e ao teatro, ela reivindiUma satisfao foi ganhar oca o ttulo de primeira mulher atrofu homenagem a Cartola.puxar o samba enredo do Bloco Compositora, atriz, roteirista,Independentes da Baro do Rio artista plstica, premiada peloComprido na praa 11. maestro Paulo da Hora Alcntra Quando o marido Valter Praa pela sua marchinha da terceira11 era vivo, Anahyde era compo idade. Anahyde a compositorasitora da escola de samba na Cido Hino da Terceira Idade, oficidade de Deus. poca em que asalizado pela Cmara dos Vereamulheres no ganhavam samba dores com meno honrosa queenredo, lembra a sambista, po lhe rendeu vrias reportagens. Orm com o tema Paraso Negro hino do Retiro dos Artistas daZumbi do Palmares, composioautoria de Tuca, e esse ano vemfeita com sua parceira Obassy,de Engenho de Dentro. Ela fez com a gravao do Cachorro Biganharam em 5 lugar algo inespetculo com a atriz Marisa lau em uma mdia. Tuca contridito para uma mulher e levaramOrth, e participa do Grupo de Te bui de forma decisiva no sucessoo trofu. atro do Retiro dos Artistas, onde das peas teatrais com seu gran Cantora da madrugada, na r colabora com a dramaturgia. Nade talento de atriz e contribuidio Mayrink Veiga, Anahyde gaCDD, colabora com o Grupo decom quadros inteiros com a dranhou o trofu de melhor Senhoras no SESI. Interpretando maturgia valorizando com texintrprete e melhor msica, noClara Nunes em Tem Zum, Zum, tos inditos as peas queprograma de Aldeson Alves. Atparticipa.hoje Anahyde guarda o trofu.Vou parar um pouco da histQuando chegou na Cidade deria de Anahyde com uma parteDeus, depois da premiao, foida letra do samba de Tuca erecebida com surpresa, e por onObassy, em homenagem a Zumde passava as pessoas chamabi: Em cada negro que nasce elevam pelo seu nome e davam sobreviveu trado ele foi execuparabns. tado em cada canto um Zumbi Anahyde teve suas msicasIluminado. Por isso Quando chetransformadas em pea de teatro ga o carnaval negros e brancosno projeto Marta Maia, no SESCenriquecem o visual. Apoios:Patrocinador: 4. 4A NOTCIA POR QUEM V IVE | JAN.MAR. 2012Cidade de Deus atravs do Joo Gomesrecebe premio Mestre 2011 pela SECpor Mnica RochaJoo Gomes, o nosso MestreMido da Folia de Reis, completa66 anos dedicados Bandeira doDivino. Mineiro de Itapiruna, aos10 anos de idade iniciado comopalhao no reisado. Quando chega Cidade de Deus, em 1979, setorna o mestre da folia Os TrsReis do Oriente, sada no ciclonatalino a Bandeira de Reis muitos acreditam no poder de cura.Faz parte da do Estado e culturabrasileira e j considerada ponto de cultura.A SEC (Secretaria de Estado eCultura) reconheceu a contribuio dos mestres populares e manuteno do que hoje patrimnio imaterial Folia deReis, conforme o texto abaixo,retirado do prmio de concesso:Apoio a concesso de premiao aos mestres de cultura popular, e premiao a Joo Gomespelo desenvolvimento da rea decultura popular e seus segmentos.Parabns, Mido, a histriade vida que de implementaoaos saberes populares e salve OsTrs Reis do Oriente. 5. Tirinha Educativas Rosalinapor Alan Tygel 6. 6 A NOTCIA POR QUEM V IVE | JAN.MAR. 2012O 1Festival Ponto de Cultura Itinerante Cidade de Deuspor Cilene VieiraO Ponto de Cultura Itineranteobservando o espao da quadra O Coral da Casa de Santa Anada Cidade de Deus um Coletivode samba e daqui a pouco j es deu um show de interpretao,de artistas formado na comuni tavam participando da oficina decantando vrias msicas de difedade, no ano de 2010. ApoiadoArtes Plsticas, coordenada pelorentes estilos que mexeram muipela Secretaria Estadual de Cul Gilmar Ferreira. Naquele momen to com o pblico, que cantavatura do RJ, dentro do Projetoto, todas as geraes se integra baixinho para no atrapalhar oMais Cultura (MinC), e tendo co vam para produzir alguma coisagrupo na apresentao. Todos fimo proponente a Casa de Santae mostrar para o pblico. Muitoscaram maravilhados com o coralAna, presidida por Maria deestavam to concentrados no fazendo coreografias. Foi muitoLourdes Braz, o Coletivo rene contato do pincel com a tinta e o lindo e no posso esquecer de facanto, artes cnicas, artes plspapel, que ficavam alguns minu lar que a professora de msicaticas, audiovisual, msica, danatos mergulhados na sua criativiNeuma Morais, mesmo com proe literatura.dade, alguns at desconheciam blemas de sade, no deixou deNo ano de 2010, o grupo se tal dom artstico.orientar o Coral. Ainda teve acapacitou em elaborao e forAo iniciar o Sarau de Poesias, apresentao do bal com as crimatao de projetos culturais, anas, que foi hilria. E a Mariaatravs de seminrios promovi de Lourdes, com sua equipe dedos pelo prprio Ponto, e pelo trabalho, era s alegria vendo oCurso Cultura Porttil, realizadoCoral e o bal se apresentar.pela Farmanguinhos/FIOCRUZ.O Grupo Teatral Raiz da LiberNesta segunda etapa, o grupo dade apresentou o espetculotem por objetivo difundir arte e As Largadas, que mostra a reacultura e compartilhar seus pro lidade do que viver s, quandocessos criativos com a comuni a idade vai avanando e os famidade. Ampliar propostas eliares no se preocupam e aindareflexes relativas ao ambiente eh a solidariedade de alguns histria da Cidade de Deus,a Rosalina (uma das fundadorasamigos. Tiveram algumas cenaspromovendo assim a recupera deste jornal), sempre despacha com muito bate boca e outraso, caracterizao e manuten da, comeou a recitar suas obras, muito engraadas. A interaoo da cultura local.mas de olho para que algum le com a plateia foi tima.Ser realizado um circuito devantasse para prosseguir o saA Companhia de Dana Trevoeventos com apresentao cole rau. Para nossa surpresa, fez um maravilhoso espetculotiva, que, ao longo do ano, se es algumas crianas do Coral Interdanando vrios ritmos com cotender a todas as reas dageracional Vozes da Cidade de reografias timas. E o pblicoCidade de Deus.Deus ficaram de p e pediram pano conseguia ficar parado sO primeiro Festival Ponto de ra recitar um versinho. Foi muito assistindo: todos se mexiam comCultura Itinerante Cidade de lindo a coragem daquelas menicabea, ombros, ps, pernas eDeus foi realizado no dia 19 denas e a pureza do que elas falabraos. O grupo de rapazes e monovembro de 2011, sbado, na vam. Umagrande atriz, as mostrou a integrao e a resquadra da Mocidade Unida decompositora e poetisa, Sr Nahyl ponsabilidade para apresentarJacarepagu (Edgar Werneck,de, mais conhecida como Tuca, um timo trabalho.1607 Cidade de Deus).recitou uma de suas belssimasPara fechar com chave de ouEsse primeiro Circuito Itineobras. Naquele momento era s ro, nossos amigos cineastas Paurante de Cultura foi um marco na chegar ali a falar o que quisesse.lo SilvaeJulioPeclyCidade de Deus, devido aos inte Eu tambm me empolguei e reciapresentaram curtas metragensgrantes das instituies terem setei um poema da minha inesque(pequenos filmes) importantssienvolvido por inteiro para que cvel me, Sr Obassy (A Paz mos para a reflexo do pblicoeste evento acontecesse atenPossvel). Ao recitla senti a sobre determinadas situaesdendo as perspectivas da comu presena dela ali conosco, foique acontecem em nosso cotidinidade. O pblico foi chegando,muita emoo. ano. 7. 7A NOTCIA POR QUEM V IVE | JAN.MAR. 2012Veja como foi a programa A Economia Solidria na Cidade de Deus:o do evento: a organizao dos artesos por Maria Anglica Ponciano13:00 Abertura: Atelier e com materiais reciclados, descartOficina de Artes Plsticasveis, mostrando uma feira limpa,Com: Gilmar Ferreiraonde no h venda de garrafas degua e se evita fumar no espao. IsCuradoria: Roberto Cabral to serve para ajudar na preservaodo meio ambiente.14:00 Sarau de PoesiasA Cidade de Deus teve seu 1 SeFavela tem Vozminrio de Economia Solidria e Polticas Pblicas, nos dias 10 e 11 deCom Rosalina BrittoDurante um ano a Secretaria dedezembro de 2011, no Ciep Joo Ba Desenvolvimento Econmico Solidtista, e Festival no dia 15 de dezem15:00 Grupo Vozes da Ci rio da cidade do Rio de Janeiro (SE bro do mesmo ano, na Parquia Paidade de Deus Coral InterDES) fez capacitaes em vriosEterno e So Jos. Os artesos, nesgeracional seguimentos do empreendedorismose evento, estavam j sozinhos, coDireo Musical: Neuma na Cidade de Deus. Um desses seglocando em prtica aquilo queMorais mentos o de artesos. Com criatiaprenderam. vidade e vontade de aprender, eles Uma das conquistas desses arteCoordenao: Maria de sos foi a escolha de dez pessoas pa tm por finalidade aumentar a rendaLourdes Brazra exporem com outras comunidades familiar e uma imaginao a perder de vista!do Rio de Janeiro (com qualidade do16:00 Grupo Teatral RaizCom as capacitaes, cursos, seproduto), no Quiosque 17, da Av.da Liberdade minrio de formao e festivais, criAtlntica. A Sr Laudelina diretoraEspetculo: As Largadasaram comisses para entender e participar das atividades. ParticipaREUNIO: todas as teras feiras,Direo e Texto: Victorram de festivais e seminrios de fors 18hs.Costamao com a SEDES fora da CidadeLocal: AgnciaCidade de Deus deCom Cilene Vieira e Daisydo Rio de Janeiro, em Angra do Reis, Desenvolvimento LocalVieira Paraty, Mendes e Santa Maria (RioGrande do Sul). do quiosque e com a Sr Sueliso reA Economia Solidria se baseia presentantes da Cidade de Deus.17:00 Cineclube Itineranem praticas coletivas, justas, solid Eles tambm tm agora um box note Exibio de Curtas reali rias e sustentveis de gerao demercadinho popular, na Cidade dezados na Cidade de Deustrabalho e renda. um desenvolvi Deus, em que pretendem realizar umCom Paulo Silva e Julio Pemento que permite aes coletivasprojeto de reestruturao dos arteclydo trabalho, distribui riqueza e gerasos da Cidade de Deus, grupo que transformao social. Um novo moatualmente conta com 100 associa do de produzir, vender, comprar edos.18:00 Encerramento: trocar.Cia. de Dana TrevoSegundo Joo e Daya, artesos,Coreografia: Lucio Santosnos seminrios de formao que ti veram aprenderam a organizar, plaFicha Tcnica do Evento: nejar, montar e desmontar as barracas, divulgar, finanase docuCoordenao Administratimentaes necessrias para realizava: Maria de Lourdes Brazes de um festival, que ainda trabalha integrado com outros gru pos culturais, por exemplo: dana, ginstica olmpica, capoeira etc.. O objetivo dessa prtica o trabalho 8. 8A NOTCIA POR QUEM V IVE | JAN.MAR. 2012Mestre Derli: A identidade de um personagem da cultura NegraConhea a histria do mestre de capoeira que se criou na CDD e j ganhou prmios internacionaispor Mnica Rocha Derli da Silva Costa o conhe da vida. Mas a capoeira era maisCanad pela contribuio do mocido Mestre Derli da Aliana Ariri forte que tudo. No tinha bola vimento negro, alm da medade Capoeira, morad...</p>