anonimato em evidência

Click here to load reader

Post on 25-Jul-2015

1.066 views

Category:

Education

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Anonimato em Evidncia Redes Sociais, Relaes Interpessoais, Criminalidade, Lendas Urbanas Virtuais, Religio e Educao

  • O Anonimato muito comum nas redes sociais

  • Anonimato nas Redes SociaisMuitos o utilizam apenas como forma de preservar sua identidade real;Outros como meio de manifestao de liberdade;E algumas pessoas utilizam apenas por diverso.

  • Encontramos o anonimato em diversas redes sociais e conversaes online, como o Orkut, Twitter, Facebook, Chats, MSN, etc.

  • Os perfis falso que encontramos so mais conhecidos como FAKES (que significa falso em ingls).

  • As redes sociais so uma nova fonte de relaes interpessoais, que vo desde a amizade, a namoro e sexo virtual.

  • Criminalidade nas redes sociais

  • Os crimes virtuais so considerados qualquer conduta ilcita que tenha por objetivo exclusivo o sistema de computador, seja pelo atentado fsico ou tcnico do equipamento, os seus componentes, inclusive dados e sistemas, tendo ou no fins lucros.

  • No anonimato conseguem fcil e livremente dados pessoais, assim causando graves prejuzos.

  • O anonimato, pelo fato de no se identificar, gera alguns conflitos nas redes sociais. Pessoas ms intencionadas utilizam a Internet para cometer seus delitos. Nisso, destacamos pedofilia, explorao, clonagem de bancos de dados para ter acesso a sua conta bancria, entre outros.

  • O agente criminoso da informtica pode ser classificado:

  • Hacker tem conhecimento da informtica, busca ampliar seus conhecimentos, invadem computadores por diverso sem prejudicar os demais.

  • Cracker mal hacker, quebra de senhas, invade computadores por interesse prprio.

  • Lammer anti-sociais, esto nas redes s para perturbar.

  • Phreakers"- utilizam-se das redes atravs de fraudes, sem pagar pelos servios.

  • Relaes InterpessoaisNo chat, normalmente as pessoas escrevem um nickname (ou apelido), e certamente a grande maioria no escreve seus nomes verdadeiros, afinal no isso que se pedia, pedia-se um nickname. A partir da as pessoas podem se conhecerem melhor, e muitas vezes, pessoalmente.

  • A troca de informaes (banda preferida, gostos da pessoa, etc.) ajuda as pessoas a se relacionarem, que pode ser desde um namoro at mesmo a um casamento.

  • Lendas UrbanasAs lendas so elementos criados atravs de algum acontecimento surpreendente, impressionante, fabuloso, sem limites para a imaginao, normalmente com tendncias exageradas.

  • Mas como o anonimato se relaciona com as lendas urbanas virtuais?Elas so fatos supostamente do nosso cotidiano. Chegam a ns no s pela internet, mas nos jornais sensacionalistas, por pessoas de nossa confiana, aparecem nos filmes e mdias no geral .

  • Lenda: uma mistura de realidade e fantasia, algumas carregam ar de sarcasmo e humor como uma punio caso as regras para evita-las no forem severamente seguidas, e as pessoas se duvidarem, nem lem para no correr os riscos, como o caso das correntes da sorte.

  • Provavelmente j ouvimos falar de pessoas que saem, bebem um drink e desmaiam, quando acorda est numa banheira gelada pois arrancaram seus rins, ou de celulares cancergenos.

  • Existem inmeras lendas, mas como j foi dito, sempre carregam um certo ar de verdade, ou seja, no impossvel acontecer. Mas sempre so inusitadas.

  • ReligioValmirismo a primeira religio virtual do mundo. Doutrina filosfica fundada em 9 de fevereiro de 1979, que admite apenas divulgar o bem, e todos nos entendemos que o bem, tudo aquilo diferente ou o contrario do todo o mal

  • Segundo o seu criador Valmir Gonalves Mendes, o seu templo a Internet.

  • No mundo em que vivemos o que no falta meios de se alcanar Deus, pois voc no precisa mais sair de sua casa para procurar uma Igreja e sim a Igreja vem at voc pelo meio da internet.

  • As pessoas tem necessidades para entender o mundo em que vivem e descobrir os mistrios que os cercam.

  • Consiste em fazer o bem e evitar o mal. Nada de novidade, a no ser que no Valmirismo nada proibido.Admite a crena em tudo. No deve duvidar de nada, porque no mundo em que vivemos tudo pode acontecer. No combate religio alguma, pois todas esto certas. Ningum pode julgar ningum.

  • Educao

  • Os pais exercem um papel importante sobre esse assunto, mas muitas vezes se sentem perdidos em meio a tantas inovaes tecnolgicas, sem saber quais os limites a serem impostos, ou mesmo sem terem real conhecimento dos perigos que seus filhos correm em virtude da descontrolada exposio online.

  • Ensino sobre a diferena entre domnio pblico e ambiente pblico:Nem tudo o que est em ambiente pblico (no caso, a Internet) est em domnio pblico (hiptese legal na qual o material pode ser utilizado sem autorizao do autor).

  • Se o anonimato e a educao for colocada na grade curricular das escolas teremos uma grande reduo nos crimes de ao anonimato que envolve crianas e adolescentes.

  • Muitas escolas possuem laboratrios de informtica, onde alguns alunos utilizam as redes sociais (chat por exemplo) para se relacionarem. Pelo fato de pedir um nickname, o annimo se torna legal, onde muitas vezes cometem algum tipo de delito no ambiente virtual.

  • A tecnologia, no ambiente escolar, pode ser usada para fins benficos ou malficos. Na escola pode se encontrar uma rede interativa onde existe questionamentos e discusses sobre vrios temas. Tambm no ambiente escolar o aluno recebe informaes que ele ir levar por toda sua vida. Informaes essas que contribui para a formao de um cidado tico.

  • Os professores podem orientar os alunos sobre como utilizar a internet de maneira e tica. Reforando que no basta ter inmeros projetos de incluso digital e capacitao para os professores esta melhor preparados para introduzir as tecnologias em suas disciplinas se no houver um interesse da parte do educador.

  • A falta de treinamento e projetos que estimulem os professores a usufrurem desse meio tecnolgico em suas aulas vem fazendo com que a escola fique de fora em relao aos avanos tecnolgicos. O professor como agente educador um forte membro da sociedade para orientar o aluno.

  • Anonimato em Evidncia Este trabalho foi desenvolvido pelos alunos da PUC-SP do curso Tecnologia e Mdias Digitais primeiro perodo 2009, para a disciplina de Mdias Digitais Aplicadas Educao Prof Ana Maria Di Grado.

    Antnio Paulo CaramelAlexsandro Cosmo MesquitaLeonardo Hitoshi SegawaOlivia Fudie HamadaRubens Garcia Amelio

    ****

View more