anna karenina: o figurino como instrumento da de moda - 2014/artigos-de-gt...anna karenina: o...

Download ANNA KARENINA: O FIGURINO COMO INSTRUMENTO DA de Moda - 2014/ARTIGOS-DE-GT...ANNA KARENINA: O FIGURINO

Post on 13-Dec-2018

218 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

ANNA KARENINA: O FIGURINO COMO INSTRUMENTO DA NARRATIVA DE MARCAS NO CINEMA

Undressing Anna Karenina: Symbolic Consumption, Costumes and Fashion Brands in the Movies

Miranda, Ana Paula de; Phd; Universidade Federal de Pernambuco, apcm7@hotmail.com1

Bezerra, Amilcar; Phd; Universidade Federal de Pernambuco, amilcar.bezerra@gmail.com2

Grupo de Pesquisa em Consumo de Moda (GCOMO)

Resumo

O objetivo desse trabalho contribuir para a compreenso da dinmica de consumo no contemporneo, encarando os processos miditicos como fonte de (re/des) construo da identidade de marcas de bens de consumo que provocam no espectador sentimentos projeo por idealizao via personagens de filmes. Neste estudo, utilizamos o filme Anna Karenina, vencedor do Oscar de melhor figurino em 2013, para apresentar uma abordagem metodolgica que analisa o vesturio no apenas como elemento da narrativa cinematogrfica, mas tambm como instncia que possibilita agregar a esta narrativa valores de marcas consagradas de bens de consumo, adensando sentidos de parte a parte.

Palavras-chave: moda; consumo; cinema; narrativa.

Abstract

The aim of this work is to understand a sort of social dynamics of consumption in present days. We consider media processes as sources of (re / de) construction of brands identities of consumer goods that provide the public with a projection through idealization of charachters. In this study, we used the film Anna Karenina, winner of the Oscar for best costume design in 2013, to present a methodological approach that analyzes the garments not only as an element of cinematic storytelling, but also as an element that allows adding this narrative enshrined brand values in consumer goods.

Keywords: fashion; consumption; cinema; narrative

Introduo

O figurino no Cinema composto por todas as roupas e os acessrios dos

personagens auxiliando a definir local, tempo e atmosfera da cena bem como as

caractersticas dos personagens (COSTA, 2002). O objetivo deste estudo

1 Doutora em Administrao pela Universidade de So Paulo (USP) e lder do Grupo de Pesquisa em Consumo de Moda (GCOMO) da UFPE.

2 Doutor em Comunicao pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e coordenador da linha de pesquisa em Cultura Pop do Grupo de

Pesquisa em Consumo de Moda (GCOMO) da UFPE.

10 Colquio de Moda 7 Edio Internacional

1 Congresso Brasileiro de Iniciao Cientfica em Design e Moda 2014

2

contribuir com a anlise do figurino como elemento da narrativa no cinema,

integrando, alm dos aspectos do vesturio, os movimentos e planos de cena e o

contexto narrativo onde o mesmo est inserido. Com isso, buscamos identificar

algumas estratgias de mtua legitimao simblica entre a narrativa

cinematogrfica e as narrativas de algumas marcas de moda expressas na

concepo dos trajes de cena.

Os meios de comunicao de massa desempenham um papel cada vez mais

relevante como fornecedores de matria-prima simblica para os mltiplos projetos

individuais e coletivos de construo das identidades culturais na

contemporaneidade. Por sua vez, o vesturio como traje de cena em produes

ficcionais audiovisuais de modo geral, uma importante ferramenta de transmisso

de valores e significados para o pblico que consome essas narrativas. Este pblico,

ao estabelecer relaes de projeo por idealizao com as personagens, tende a

ancorar os significados associados trama e personagem no traje de cena, que

acaba se legitimando como modelo esttico a comunicar significados publicamente

reconhecveis.

Moda e indumentria so fenmenos culturais e de comunicao [...] e algumas das maneiras pelas quais um grupo constri e comunica sua identidade. [...] So comunicativas na medida em que constituem modos no verbais pelos quais se produzem e se trocam significados e valores. (BARNARD, 2003, p.76)

1. Por que Anna Karenina?

Para entender os modelos idealizados representados pelos personagens do cinema

que provocam o desejo antropofgico de consumir subjetividades, como num ritual

mgico de transformao, escolhemos o filme Anna Karenina. Vencedora do Oscar

de melhor figurino de 2013, a produo apresenta uma personagem central

mitificada por vrias verses desta obra literria e utiliza, na construo do figurino,

elementos estticos associados a conhecidas marcas de moda, proporcionando um

dialogo de contgio simblico entre a personagem e a marca e vice-versa.

Adaptao do romance homnimo do escritor russo Len Tolsti (1828-1910)

originalmente publicado em 1878, o filme Anna Karenina, dirigido pelo ingls Joe

Wright, foi o vencedor do Oscar de melhor figurino no ano de 2013. O enredo da

pelcula, ambientado na Rssia da dcada de 1870, tem como eixo central o

conflituoso tringulo amoroso entre a protagonista Anna Karenina, o marido, Alexey

10 Colquio de Moda 7 Edio Internacional

1 Congresso Brasileiro de Iniciao Cientfica em Design e Moda 2014

3

Karenin, um alto funcionrio da burocracia russa, e o Conde Alexey Vronski, um

jovem oficial da cavalaria. Na medida em que o caso extraconjugal de Karenina e

Vronski torna-se mais evidente aos olhos da sociedade da poca, a protagonista

passa a sofrer as consequncias do rigoroso julgamento moral imposto pelo meio

aristocrtico ao qual tambm pertence.

Anna Karenina o terceiro longa-metragem do diretor Joe Wright estrelado pela atriz

Keira Knightley. Antes, haviam trabalhado juntos em Orgulho e preconceito (2005) e

Desejo e reparao (2007), ambos adaptaes de obras literrias.

Foi tambm a terceira indicao de Jacqueline Durran ao Oscar de melhor figurino,

tendo ganho pela primeira vez a estatueta por seu trabalho no filme. Ela j havia

sido agraciada com o BAFTA Awards, premiao da indstria cinematogrfica

britnica, pelo seu trabalho com o figurino do filme Vera Drake (2005), de Mike

Leigh.

2. Vestindo Anna Karenina

Em seu clssico estudo sobre a reprodutibilidade tcnica das obras de arte, Walter

Benjamin (1936) j atentava para a natureza essencialmente coletiva do cinema. A

magnitude da obra cinematogrfica exige a mobilizao de um grande volume de

recursos materiais e simblicos para sua realizao e, consequentemente, uma

difuso em massa para compensar os recursos mobilizados na produo. Assim, o

filme acaba sendo uma criao da coletividade, na medida em que dela depende,

necessariamente, para se viabilizar. Pressupondo ento o filme como obra coletiva,

entendemos que o conjunto de relaes estabelecidas entre os indivduos e

instituies que participaram de sua concepo e produo interage de forma

intensa com o imaginrio do pblico. Alm disso, a numerosa equipe de produo de

um filme acumula um considervel capital simblico que corresponde a um

complexo arcabouo tcnico e terico desenvolvido por meio da sistematizao e da

sedimentao de conhecimentos oriundos de diversas instituies do campo da arte

e da mdia, dentre as quais as instituies de moda.

Neste artigo, observamos como parte desse capital simblico agenciado de modo

a compor a construo da narrativa flmica por meio da concepo do figurino da

produo Anna Karenina.

Conforme relata Jacqueline Durran, ela recebeu como briefing do diretor Joe Wright

a misso de, com foco nas silhuetas tpicas da poca, simplificar a superfcie da

10 Colquio de Moda 7 Edio Internacional

1 Congresso Brasileiro de Iniciao Cientfica em Design e Moda 2014

4

indumentria aristocrtica da dcada de 1870 com inspirao na couture da dcada

de 1950. Havia tambm a preocupao do diretor em dotar cada personagem de um

figurino que representasse de forma particular no apenas caractersticas da

personalidade, mas tambm o papel por ele exercido no desenvolvimento do

enredo. A preocupao de situar a personalidade de Anna Karenina em contraste

com os valores do seu meio social, por exemplo, levou Durran a materializar essa

diferena em vrias situaes, nas quais o figurino da protagonista se destaca de

uma certa homogeneidade conscientemente aplicada a outros figurinos da cena.

Ciente do seu papel no conjunto da equipe, a figurinista define Joe Wright como um

diretor com forte identidade visual, e que costuma dar instrues precisas nesse

aspecto da produo. Sua principal funo como figurinista seria ento concretizar a

viso do diretor. Contudo, revela que vrias decises so tomadas em conjunto com

Wright e Knightley, como, por exemplo, a opo pela parceria com a griffe Chanel,

que cedeu diversas joias para compor cenas do filme.

3. Propondo uma perspectiva de anlise

Ao empreendermos a anlise simblica do figurino no filme Anna Karenina, partimos

da premissa que a indumentria desempenha uma funo significativa na

construo da narrativa cinematogrfica. Entendemos, portanto, que todas as

escolhas feitas no processo de produo do figurino, da criao confeco,

obedecem a propsitos especficos que residem na dimenso simblica do material

analisado. No caso do cinema, a dimenso simblica do figurino se encontra, de

variadas formas, subordinada narrativa do filme, assim como todos os seus outros

aspectos estticos (cenrios, sequncias, planos, etc...).

Como obra col