anjos - mensageiros da luz - terry lynn taylor

Click here to load reader

Post on 22-Jul-2015

394 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

TERRY LYNN TAYLOR

1

ANJOS MENSAGEIROS DA LUZ Guia para o crescimento espiritual EDITORA PENSAMENTO 1990

SUMRIO

A nuvem luminosa.....................................................................................................................57 Curando com os Anjos..............................................................................................................58"Os anjos podem voar porque no se preocupam." G. K. Chesterton INTRODUO Quando conheci Terry Taylor e soube de todas as suas notveis experincias com anjos fiquei com muita inveja. Tambm desejei ter uma experincia com anjos. Todas as noites, antes de ir para a cama, eu enviava um fax de orao mental requerendo a minha prpria experincia anglica legtima. "OK, anjo supremo. Se voc realmente existe, trate de provar. Quero conhecer um anjo. RSVP. Obrigada, querido." Eu imaginava que era bom ser um tanto brusca porque, como Terry me assegurou, os anjos apreciam uma abordagem direta. Eles tambm tm um grande senso de humor e eu esperava que eles no estivessem se divertindo s minhas custas enquanto as semanas se passavam e o nico contato remotamente celestial que tive foi a visita domiciliar de duas fervorosas Testemunhas de Jeov. Livrei-me dessas robustas senhoras com bastante rapidez, embora tivesse o pensamento culposo de que elas poderiam muito bem ter sido anjos disfarados e que eu realmente tinha estragado tudo. "No se preocupe com isso", ria Terry. "Voc ter uma experincia anglica um dia desses. Simplesmente, tenha pacincia." Vrias semanas depois, eu estava numa cafeteria em Silverlake, escrevendo, quando um jovem redondo, alegre e barbudo, vestindo uma berrante camisa havaiana, acenou para mim de outra mesa. "Voc parece o tipo de pessoa que gostaria de ver uma coisa maravilhosa que acabo de comprar!", provocou. "Certamente", repliquei. Ele se dirigiu minha mesa com uma grande bolsa, da qual retirou o mais lindo querubim de pedra esculpida que j vi. "Oh!", suspirei. "Venho desejando um destes h pelo menos um ano!" "Gostaria de t-lo?", disse ele, sorrindo. "Se gostaria! Quer dizer..." Olhei para ele atentamente. "Quanto custa?" "Eu o venderei a voc por doze dlares." Eu sabia que era um negcio fabuloso porque acabara de passar pela Bullock's, onde acanhados querubins de terracota estavam a trinta e cinco. "Fechado!" Agarrei o querubim. "Quem voc?" Meu novo amigo encolheu os ombros e acomodou-se minha mesa. "Coma, coma!", aconselhou. "Nunca deixe a comida esfriar." Descobri que seu nome era Chris L'Esperance, que era um artista e que tinha uma coleo de uns cento e cinqenta querubins e anjos. Foi quando a coisa me atingiu como um tijolo celestial. "Voc um anjo?", inquiri. Chris caiu numa grande e trovejante gargalhada. "Talvez. E voc?" "No que eu saiba. Mas voc tem todas as qualificaes de um anjo, de acordo com minha amiga Terry Taylor, que est escrevendo um livro sobre eles. Voc feliz e amigvel, gosta de rir e acaba de trazer-me um misterioso presente anglico." Chris olhou para mim atentamente. "Voc precisa de mais alguma coisa?" "Sim", disse eu. "Cerca de cinco mil dlares, antes de quinze de abril." "Impostos?" "Hum-hum." "Quando quinze de abril?" "Daqui a duas semanas. Esquea, sei que ridculo. No posso imaginar um nico modo pelo qual cinco mil dlares podero aparecer em minha vida at l." Ele ficou quieto por um momento. "Voc ter o dinheiro", disse, finalmente. "No em duas semanas. Mas em trs. Voc vai ter um bocado de dinheiro. Um bocado de dinheiro." Algo no modo como ele falou aquilo me deu uma sensao de formigamento. No sei por que, mas simplesmente sabia que ele no era um daqueles loucos comuns, bem conhecidos, de Los Angeles. Corri at em casa e liguei para Terry. "Conheci um anjo!", balbuciei assim que ela respondeu. "Espere at ver o querubim que ele me vendeu. E ele disse que terei o dinheiro dos impostos em trs semanas." Terry simplesmente riu, com o seu riso maravilhoso e tilintante. "Isso timo", disse ela. "Mas no se esquea de que os anjos podem errar por algumas semanas ou mesmo meses. O tempo no um dos seus pontos fortes."

2

"Se ele errar por anos, o que direi ao pessoal do Imposto de Renda?" "Oh, ele provavelmente vai estar perto do prazo. No se preocupe." Trs dias mais tarde, eu estava com o meu agente em sua casa quando o telefone tocou. Ele se desculpou e voltou uns cinco minutos depois. "O que voc acha de um cheque de oito mil dlares?", perguntou. Tive outra vez aquela sensao de formigamento. "Como?" "Era um editor. Eles tm um projeto de livro e esto procurando um autor. Voc seria ideal." Bem, para encurtar a histria, cinco semanas depois peguei o trabalho e um cheque de mais de oito mil dlares. "Aquele anjo estava apenas duas semanas atrasado", disse a Terry quando a levei a um jantar de celebrao. "No est mal. Eles realmente podem perder-se em divagaes s vezes. Mas em geral isso s acontece quando esto se divertindo com voc, como ocorre quando se pede algo bem estpido. Esse sabia que voc precisava do dinheiro." De qualquer modo, existem coisas como anjos e eles vm para a sua vida quando voc os chama e mesmo quando no o faz. E Terry Taylor vai lhe mostrar como entrar em contato com eles, como localiz-los, como us-los e, o que mais importante, como aprender a amar a vida como eles. Veja bem, os anjos no so apenas os seres alados da pesada tradio judeu-crist, que vivem nos sales empoeirados da erudio bblica. Tambm no so pessoas mortas em quem repentinamente brotam asas. Seja como for, no no livro de Terry. Como ela explica to convincentemente, os anjos caminham sobre a terra exatamente como voc e eu, e na realidade poderiam muito bem ser voc e eu, pois cada um e todos ns temos um potencial anglico que s espera ser desencadeado. Terry encontrou anjos na forma de frentistas de postos de gasolina, mochileiros, garonetes, o que voc imaginar. (Eu mesma conheci um anjo posando de garonete no balco de um dos piores Mac Donald's de Los Angeles.) E uma vez que voc comea a ser capaz de farejar anjos por si mesmo, a vida de repente se torna uma aventura sem fim, na qual aqueles que voc conhece no so mais estranhos sem rosto, e sim possveis portadores de alegria. Graas a Terry, em pouco tempo aderi aos contatos com o reino celestial. Aprendi sobre o correio anglico, uma tcnica atravs da qual voc pode enviar cartas aos anjos de diferentes pessoas cuja ajuda voc est buscando ou cujo desagravo voc gostaria de apagar de uma vez por todas. Aprendi sobre conferncias anglicas, nas quais voc pode convocar quantos anjos desejar para uma reunio de discusso e resoluo de sua pauta de vida. Tomei conhecimento das sacolinhas anglicas, formas convenientes de bagagem, menores e mais leves que uma lancheira, nas quais voc pode colocar pessoas ou situaes que o esto incomodando e deixar os anjos cuidarem do frete areo. Aprendi principalmente como renunciar s coisas da vida que me deprimiam, entregando-as aos cuidados do cosmos, e a acreditar que realmente posso ter tudo que desejar da vida. Bem, quase tudo. Os anjos nunca me deram o casamento que eu pensava desejar, com o homem que eu pensava desejar. Isso de fato me preocupava. "Ento, o que acontece com esse correio anglico?", eu disse um dia, malhumorada a Terry, seis meses depois de ter enviado uma carta ao anjo supremo do meu carssimo amado pedindo para voltarmos a ficar juntos. "J se passaram seis meses e eu no tive nenhuma notcia dos anjos. Seu sistema postal deve ser pior que o italiano." "Simplesmente confie", assegurou-me Terry. "Se no esto lhe concedendo alguma coisa, h uma boa razo para isso." Vou contar o que houve. Numa escala de valores de um a dez, esse homem revelou ser menos seis. No final, tornou a minha vida to ruim que pensei seriamente em me tornar jesuta. E um ano depois de ter usado o correio anglico, o homem que eu de fato esperava por toda a minha vida simplesmente apareceu. "Est vendo?", disse Terry. "Voc apenas enviou a carta pessoa errada, eis tudo. Os anjos levaram um ano para encontrar o endereo certo." Assim, me converti angelologia. E depois que voc tiver lido o livro de Terry, provvel que isso ocorra com voc tambm. Espero que sim, porque uma vez que deixe os anjos cuidarem de tudo que antes servia para enlouquec-lo, voc vai encontrar o caminho para a verdadeira felicidade. Portanto, ponha todos os seus problemas na velha sacola anglica e sorria, sorria, sorria. Os anjos esto aqui. Mary Beth Crain PREFCIO O propsito deste livro expandir a sua conscincia com relao aos anjos. Este livro no sobre se voc acredita ou no que os anjos existem (isso no est em debate); sobre conhecer e notar o comportamento dos anjos para que voc possa incorporar a ajuda anglica sua vida cotidiana. H muitos livros de pensamento positivo e auto-ajuda no mercado; Anjos Mensageiros da Luz no mais um livro de pensamento positivo. Os anjos so o elo perdido da corrente da auto-ajuda. Esses mensageiros sempre prestativos da Divina Providncia foram at agora negligenciados no contexto dos programas de auto-ajuda, auto-desenvolvimento e autoconfiana, que esperam que as pessoas faam tudo por si e para si mesmas. Os anjos so agentes enviados pelo cu, sempre disponveis a ajud-lo a criar o cu em sua vida. Este livro vai ajud-lo a expandir e desenvolver a sua conscincia dos anjos de modo que voc possa obter ajuda invisvel em seu crescimento espiritual e em sua felicidade. Se escutar, voc vai ouvir anjos na melodia das canes. Voc pode at ver anjos em rostos, em quadros, em janelas ou no cu. Voc pode senti-los tocando-o suavemente no ombro. Voc pode descobrir-se lendo a seu respeito no jornal ou ouvindo sobre eles no noticirio vespertino. E pode notar seu perfume de jasmim ou de rosas nos lugares mais estranhos. Procurar anjos vai traz-los at voc. Sobre a Estrutura deste Livro Anjos Mensageiros de Luz divide-se em cinco partes, organizadas em seqncia para que as informaes de cada parte sirvam s seguintes. Os captulos so curtos por vrias razes. Em primeiro lugar, porque os anjos so alegres e brincalhes e no querem que as informaes sobre o seu modo de ser esmaguem as pessoas. Alm disso, a filosofia do livro no dar respostas consoladoras, mas encoraj-lo a fazer perguntas criativas que voc mesmo vai responder e a formular problemas que voc mesmo vai resolver, ao seu prprio modo especial, com a sua prpria conscincia especial sobre como os anjos po-

3

dem ajud-lo. Captulos curtos tambm permitem que voc percorra o livro e leia aquilo que lhe interessar a cada momento. A Parte Um fala da natureza e da origem dos anjos de uma maneira "leve". Os anjos esto presentes h muito tempo e assumem diversas formas em quase todas as religies e culturas do mundo. Essa seo discute os anjos nos termos do seu reino prprio, que o cu. A Parte Dois apresenta os anjos sobre os quais voc vai ler no livro e oferece exemplos e definies dos vrios "halos" que eles usam. Essa seo vai explorar os papis que os anjos desempenham e suas atividades especiais. A Parte Trs a seo do mtodo. Nela, voc vai descobrir modos de atrair os anjos descritos na Parte Dois e maneiras de conseguir que focalizem a ateno sobre voc para alcanar resultados favorveis e uma vida jubilosa. A Parte Quatro fala de como ter uma vida mais angelical. Essa seo oferece algumas idias e prticas destinadas a faz-lo incorporar o seu Eu superior vida cotidiana. A Parte Cinco oferece um pot-pourri de propaganda anglica que vale mencionar. Inclui descries de experincias de outras pessoas com aryos e relaciona outros livros e informaes gerais sobre anjos. Ser conveniente que, enquanto l o livro, voc mantenha um dirio anglico para anotar pensamentos sobre anjos e pr em prtica os mtodos recomendados nos vrios captulos. Veja a introduo Parte Trs para mais detalhes sobre a manuteno de um dirio anglico. Como Vim a Escrever este Livro Voc poder se perguntar, antes ou depois de ler este livro, onde fui buscar minhas informaes e porque decidi escrever um livro sobre anjos. Pelo que sei, eu sempre soube que os anjos existiam e sempre pensei que eram uma boa idia. Minha filosofia era: por que questionar algo que faz tanto sentido para mim? Assim, em vez de tentar refutar a existncia dos anjos, reuni informaes positivas a seu respeito e armazenei-as no "fundo de minha mente" como um projeto de pesquisa em andamento. Quando adolescente, eu costumava ser bastante inquieta e tinha uma amiga com a mesma tendncia. Lembro-me de que, sempre que nos encontrvamos, costumvamos comentar que nossos anjos da guarda provavelmente estavam com muitas horas extras. Tambm descobrimos que nossos guardies podiam fazer outras coisas especiais alm de nos salvarem o tempo todo. Imaginamos que se lhes pedssemos, eles nos ajudariam a obter as coisas que desejvamos. Quando me lembro das coisas tolas que pedamos, vejo que eles realmente eram pacientes e amorosos conosco, e a est a beleza da coisa. Todas as reivindicaes humanas, seja qual for a sua importncia, sero consideradas pelos anjos e atendidas se se destinarem ao supremo bem amoroso de todos os envolvidos (ou, pelo menos, se no forem propriamente perniciosas). H uns cinco anos, o meu projeto de pesquisa ganhou um impulso com a ajuda de minha amiga ntima e testemunha espiritual, Shannon. Juntas comeamos a procurar ansiosamente livros e vrias outras fontes sobre os anjos e sua maneira de agir. Comeamos a procurar pessoas que pensvamos serem anjos ou terem tido experincias com anjos. Sempre que conhecamos algum, costumvamos perguntar: "Voc j viu um anjo?" Comeamos a notar e desfrutar os eventos sincronsticos que os anjos nos ofereciam. E, principalmente, descobrimos que a vida pode ser divertida e leve quando os anjos esto presentes com fora total. Quando tive a idia de um livro sobre anjos, pensei em tentar atribuir todas as experincias msticas, metafsicas e medinicas aos anjos. Pretendia incluir todos os extraterrestres e entidades manifestadas de que ouvira falar na rubrica dos anjos. Tambm tentaria no falar sobre Deus no livro por medo de afastar certos leitores. Bem, quando finalmente comecei a escrever sobre anjos, fui levada numa direo diferente. Descobri que as experincias que as pessoas tinham com extraterrestres simplesmente no correspondiam s experincias que eu e outros tivemos com anjos; na verdade, elas eram essencialmente distintas. Como essas experincias so subjetivas e como as teorias sobre elas so abstratas por natureza, no vou entrar em detalhes. Vou apresentar uma importante diferena que descobri entre as histrias sobre extraterrestres ou "espritos desencarnados" e as situaes com anjos: em todas as situaes no-anglicas, h uma grande dose de interferncia (positiva e/ou negativa) na vida da pessoa que recebe as mensagens ou est passando pela experincia, e as mensagens chegam na forma de "palavras", incluindo com freqncia detalhes muito verborrgicos. As experincias anglicas, por sua vez, consistem em sentimentos jubilosos, forte intuio, inspirao e uma sensao de no interferncia "permissiva". Os anjos no usam propriamente palavras e as "comunicaes" s mais tarde so expressas verbalmente pela pessoa para a descrio do sentido das "mensagens" e das suas sensaes ao receb-las. Em todos os casos, a experincia anglica deixa a pessoa com uma sensao de bem-estar e profunda paz. Tambm descobri ser sem sentido falar sobre anjos sem mencionar Deus. Parecia tolo tentar pensar em anjos que voam aleatoriamente em crculos e que apenas faziam alguma coisa simptica vez por outra, sem nenhuma espcie de lder ou ser superior encarregado ou sem um propsito til. Assim, quando menciono Deus no livro, desejo representar o amor que a raison d'tre dos anjos o amor com o qual eles brincam para manter o amor no universo. Minha informao veio de vrias fontes: experincias, literatura e conhecidos. A principal fonte usada no livro foram minhas intuies mais fortes a respeito dos anjos, que surgiram como uma sntese de toda a informao externa que reuni e de toda a informao interna que tenho, vinda de um profundo sentido de saber. E, naturalmente, pedi todo o tempo que os anjos me inspirassem. No sinto ter "canalizado" os anjos no sentido tradicional, porque os anjos nos falam atravs de sentimentos e nos guiam por inspirao. Mais do que tudo, os anjos me do a sensao de que no estou s no universo e de que sou amada. Tentei permanecer verdadeira para comigo mesma e para com os anjos. Escrevi este livro para partilhar informaes que tornaram a minha vida divertida, feliz, significativa, estimulante, bemsucedida, cheia de amor, fcil de levar e menos sria! Aqui esto algumas das principais mensagens que os anjos tm para ns: a vida no realmente sria e o humor e a futilidade eqivalem criatividade. A vida pode ser linda, como as cores do cu. Os seres humanos precisam incorporar as brincadeiras e o jbilo celestial sua vida. Podemos confiar nas maneiras amorosas dos anjos e assim aprender a confiar em ns mesmos e a amar a ns mesmos. Os anjos tornam a vida mais feliz e mais fcil. Use este livro como um guia para o reino dos anjos. Descubra maneiras de criar conscincia anglica e de atrair os anjos para a sua vida. Se o fizer, os anjos iro partilhar com voc os seus segredos anti-estresse, anti-gravidade e anti-envelhecimento.

4

AGRADECIMENTOS Escrever este livro foi divertido. Quando descobriam que eu estava escrevendo um livro sobre anjos, todas as pessoas tinham algo positivo a dizer e, freqentemente, ajuda positiva a oferecer. Os anjos trouxeram muitos amigos novos minha vida no ltimo par de anos e me aproximaram ainda mais daqueles que eu j tinha. H muitas pessoas a quem eu gostaria de agradecer pela ajuda e inspirao para tornar este livro uma realidade. Primeiramente, gostaria de agradecer a Francis Jeffrey. Eu disse a ele, por brincadeira (depois de comprar um livro sobre anjos que no tratava do assunto que eu desejava), que iria escrever um livro sobre anjos. No estava falando muito a srio naquele momento, mas ele me convenceu de que eu poderia faz-lo. Assistiu-me no trabalho, contribuiu com muitas idias novas e ajudou-me a esclarecer as minhas. Escreveu tambm um maravilhoso ensaio para o Frum Anglico da Parte Cinco. Aps dar-me conta de que podia, devia e precisava escrever este livro, tentei trazer minha antiga amiga e irm espiritual Shannon Boomer para o projeto. Ela me convenceu de que eu poderia escrever o livro sozinha, mas que iria ajudar. Muito deste livro veio de experincias que tivemos juntas e de longas conversas sobre anjos durante os cinco ltimos anos; por isso, sob muitos aspectos, ela o escreveu comigo e eu lhe devo muitos agradecimentos. Em seguida, gostaria de agradecer a outra amiga de muito tempo, Linda Hayden. Imediatamente depois que lhe falei sobre minha idia de um livro a respeito de anjos, Linda comeou a reunir informaes para mim. Tambm se tornou minha principal incentivadora e sempre esteve presente para me encorajar com este projeto durante os meus altos e baixos. Linda conhece o real significado da beleza e os seus efeitos de cura, de modo que estar perto dela significava que os anjos estavam trabalhando com sua magia. Quando penso em minhas amigas Linda e Shannon, sei que realmente sou abenoada. Quando falei minha famlia sobre o livro, meu pai disse, ironicamente: "Bem, certamente sabemos que voc viveu rodeada de anjos nesta casa." verdade. Estou sempre rodeada de anjos na casa deles. Veja, minha me (Nancy) e meu pai (Gordon) se parecem muito com anjos, e simplesmente no sabem disso. Seu amor incondicional e inabalvel guiou-me atravs de muitos tempos difceis e de muitas mudanas. Queria agradecer-lhes por mais uma vez me ajudarem a passar por uma mudana escrever este livro. Tambm quero agradecer minha irm Kathy, a seu marido Steve e seus filhos Elizabeth, Jessica e Nicholas por proporcionarem algum humor e dados divertidos para o livro. Quero agradecer especialmente a Elizabeth pelo poema com que contribuiu para o Frum Anglico e a Jessica por seus comentrios engraados sobre anjos, que usei em vrios lugares. Obrigada tambm a meus irmos, Tim e Kevin, por sua ajuda e inspirao. Os anjos trouxeram meu agente literrio, Daniel Kaufman, diretamente minha porta. Seu entusiasmo, a sua inteligncia e o seu talento natural de vendedor eram exatamente o que os anjos encomendaram. Ele uma rara mistura de artista e promotor de eventos, e coisas impressionantes acontecem ao seu redor. Quero agradecer a ele e a sua companheira Gina, que um exemplo de verdadeira beleza anglica, por todo o apoio e encorajamento e pelos jantares nutritivos que me proporcionaram durante este projeto. Tambm quero agradecer sua filha beb, Anastasia, por ser um anjo, e ainda sou muito grata a Daniel pelo texto que escreveu sobre gratido para o Frum Anglico. Tambm devo agradecer a Daniel por trazer Mary Beth Crain para a minha vida. Ela se tornou uma parte essencial deste projeto, atuando como consultora e contribuindo com a introduo e um texto para o Frum Anglico. Ela confere habilidade anglica verdadeira e charme a tudo o que faz e manifesta um real gnio anglico quando escreve e toca piano. Desejo exprimir minha gratido por sua ajuda e por tornar-se uma amiga sempre disponvel e valiosa. A primeira resposta positiva que tive no mundo editorial veio de Dan Joy, editor snior na J. P. Tarcher, Inc. Dan chegou certa noite e passou vrias horas me ajudando a preparar a proposta e fez muitos esforos para que eu encontrasse o editor certo. Agradeo-lhe por todo o seu valioso apoio. Os anjos sabiam de fato onde procurar quando quiseram encontrar o editor certo. Hal e Linda Kramer so editores que pretendem tornar o mundo um lugar melhor e mais feliz. No poderia haver editores melhores para este livro e desejo agradecer-lhes por sua percepo e por sua ajuda ao longo do caminho. Nem todos os autores podem procurar seus editores diretamente, sempre que necessrio, e receber exatamente o que necessitam. Considero-me muito abenoada por conhec-los. Hal e Linda sabiam de fato onde encontrar o revisor certo. Nancy Grimley Carieton entrou no final do processo e aperfeioou realmente meu trabalho. Quero agradecer-lhe pelas longas horas que passou assegurando que eu dissesse o que desejava dizer. Tambm sinto-me muito honrada por ela ter encontrado tempo para contribuir com uma matria deliciosa para o Frum Anglico. Agradeo tambm a Uma Ergil, anglica assistente de Hal e Linda. Outra ajuda do mundo editorial foi o reforo positivo que recebi de Steve Bucher, da Lowertown Books (Minepolis) e de Philip di Franco, da Di Franco Productions. Agradeo a ambos pelo seu tempo e pela sua disposio despreocupada. Desejo agradecer a Laura Huxley por passar uma tarde conversando comigo sobre o livro e por seus teis conselhos quanto a escrever livros em geral. Tambm desejo agradecer Dra. Linda Zwingeberg Fickes por permitir gentilmente que inclusse seu artigo "A Cura com os Anjos" no Frum Anglico. No posso agradecer suficientemente a John C. Lilly por seu interesse sincero por este livro e por providenciar um escritrio celestial como lugar de trabalho. Seu humor e conscincia mstica foram muito inspiradores e deram-me muitas novas maneiras de olhar para mim mesma. Devo muitos agradecimentos aos meus amigos: a Violet e Derek Budgell, pelo incentivo e pelos maravilhosos presentes anglicos que me deram para me inspirar (e a Violet por ser a essncia do charme); a Deirdre Briggs por sua natureza generosa e aprobativa e por trazer-me livros e informaes sobre anjos; a Laura e Dean Larson por seu encorajamento, pela festa de Natal com tema anglico e por promoverem a beleza anglica atravs da arte de Laura e da fotografia de Dean; e a Diane Piazzi por quatorze anos de bom humor, risos e amizade. A comunidade de pessoas com quem vivi durante o tempo que escrevi este livro proporcionou encorajamento til e nunca um momento aborrecido. Gostaria de agradecer a Lisa Lyon-Lilly, Barbara Clarke-Lilly, Nina Lilly, Charles Lilly, Frankie Lee Slater, Rudy Vogt e Chicharra, por sempre estarem presentes com encorajamento, humor, animao e amizade.

5

Outros amigos que ajudaram de modos importantes foram George e Jackie Koopman, Jai Italiander, Jeannie St. Peter, Brummbaer, Larry Raithaus, Joe D. Goldstrich, Michael Siegel, Michael Shields, Patrcia Le Dell e Leticia Boyle. Obrigada a Theo Katana por seu amor, oraes e lies de sobrevivncia, e sua famlia, especialmente sua me e os sapatos mgicos. Obrigada a Kathy Faulstich por deixar-me entreouvir sua histria anglica e sua me, Katherine Portland, por toda uma vida de encorajamento e inspirao. Agradecimentos especiais a todos os que participaram no Frum Anglico e a quem no mencionei ainda: Suzanna Soloman, Thomas LeRose, Kutira Decosterd e Moonjay, Karin Jensen, Filomena e Gideon Boomer. E tambm misteriosa "K", que perambula em sua nuvem de anjos. Gostaria de agradecer a Wesley Van Linda, da Narada Productions, e a Kathy Tyler, da InnerLinks, pela ajuda com a seo sobre seu baralho ANGEL. E agradeo a todos os anjos que j conheci.

PARTE UM A NATUREZA E A ORIGEM DOS ANJOS Parte Um Captulo 1 OS ANJOS AGORA E HISTORICAMENTE A maioria de ns j viu quadros de anjos que parecem humanos, lindos com as suas asas e roupas esvoaantes. Os anjos so geralmente representados com halos, auras de luz branca que envolvem sua cabea. Quando lemos a respeito dos anjos, estes costumam ser descritos do mesmo modo, mas s vezes so conhecidos por aparecerem como luz branca deslumbrante e quase cegante. Como os artistas e antigos escribas chegaram concluso de que os anjos tm asas e halos? Os primeiros livros do Antigo Testamento no descreviam os anjos desse modo; eles eram descritos como seres humanos comuns vestidos com peles brancas de cabra (simbolizando pureza, luz e santidade) ou como jovens sem asas. As asas e os halos apareceram na arte crist por volta da poca do imperador romano Constantino (312 d.C.), que se converteu do paganismo romano ao cristianismo aps ver uma cruz no cu antes de uma batalha importante. Antes disso, o panteo grego inclua deuses alados como Hermes e Eros que, alm de terem outras funes, levavam mensagens entre os deuses do Olimpo e os deuses menores da terra. A palavra anjo vem do termo grego angelos, que significa mensageiro. Como funcionavam como mensageiros de Deus, os anjos acabaram sendo vistos como alados, como os deuses Hermes e Eros. As asas simbolizam a rapidez com que os anjos viajam, transportando as mensagens de Deus. O halo ou aura de luz branca simboliza sua origem ou lar, que o cu. A imagem pictrica de asas e halos proporcionou aos crentes um foco e um cone para adorar. Em pouco tempo, a arte estava lidando com anjos alados e o drama e a poesia a imitavam.

6

Assim, historicamente, os anjos eram vistos como mensageiros entre Deus e a humanidade. As mensagens que recebemos de Deus atravs dos anjos se destinam a nos aproximar de alcanar o cu na terra. Como espcie, realmente no mudamos tanto. Para a maioria de ns, representar anjos com asas e halos ainda a maneira mais fcil de visualiz-los. Isto est certo, porque os anjos podem aparecer em qualquer forma que a nossa imaginao aceite. Os anjos existem, de uma forma ou de outra, em quase todas as grandes religies do mundo. So mencionados na histria registrada de trs mil anos antes de Cristo. Como este livro sobre o presente, sobre como os anjos podem nos ajudar exatamente agora, no vou envolver voc numa histria detalhada das idias sobre os anjos. Livros inteiros foram escritos sobre esse tema. Vou mencionar apenas alguns pontos altos dessa histria. As antigas culturas do Egito, da Babilnia, da Prsia e da ndia reconheciam anjos alados (s vezes chamados "deuses"); provvel que essas tradies tenham influenciado os gregos e romanos, que comearam a pintar asas em anjos no Ocidente. Os sutras da ioga de Patanjali, um mestre indiano de meditao mais ou menos contemporneo de Plato, revelavam como a pessoa podia fazer contato com "seres celestiais" meditando sobre a luz dentro da prpria cabea; esses seres de luz fazem a conexo entre os reinos humano e divino. (Conheo uma devota de meditao que est continuamente em contato com o reino anglico e est envolta por uma nuvem de anjos em toda parte aonde vai.) Um desenvolvimento especialmente significativo da histria dos anjos veio da Prsia, onde Zoroastro (tambm conhecido como Zaratustra, ca. 628-551 a.C.) descreveu com muitos detalhes, em seu Avesta, os seus encontros com anjos; ele dizia que os anjos so extenses e projees de Deus em direo humanidade no seres independentes colocados entre Deus e a humanidade. (Deus retratado por Zaratustra como presidindo sobre uma corte de anjos figuras humanas maiores que o normal, masculinas e femininas, que refletem a radincia de Deus.) A idia de que os anjos so expresses ou extenses de Deus e no seres independentes foi enfatizada pelos Gnsticos, contemporneos de Jesus, que preveniam contra aceitar os anjos como intermedirios entre os homens e Deus como, efetivamente, "corretores de Deus". Parece haver nestes dias um renovado interesse pelas trs ordens de anjos, cada qual com trs coros: a ordem mais elevada a dos serafins, querubins e tronos; a segunda ordem a dos domnios, virtudes e poderes; e a terceira, a dos principados, arcanjos e anjos. Mais uma vez, muitos livros e ensaios interpretam esses conceitos e vou relacionar alguns deles na Bibliografia anotada na Parte Cinco. As ordens de anjos merecem ser conhecidas se voc estiver muito interessado em saber como os anjos tm participado da histria e dos pontos de vista filosficos concernentes sua existncia. Os anjos de hoje no so realmente diferentes dos anjos descobertos inicialmente. Sempre se pensou nos anjos como sendo a principal conexo para os seres humanos entre o cu e a terra; embora os conceitos de Deus e cu tenham variado, os anjos ajudaram consistentemente os humanos com seu crescimento espiritual e sua felicidade. Captulo 2 O QUE UM ANJO, AFINAL? Feche os olhos e veja o que a mente retm quando pensa em anjos. Voc v a figura de alguma pessoa especfica? Algum incidente especfico vem sua mente? Experimenta uma sensao de calidez e leveza passando sobre voc quando imagina anjos? Agora, pense sobre o cu. Que cores v? Imagina a beleza, a paz, a alegria e a felicidade? Pensa no cu como um reino diferente daquele em que vivemos aqui na terra? H muitas maneiras de interpretar o cu e muitas maneiras de interpretar quem e o que os anjos so. As muitas interpretaes vm do fato de que somos todos seres nicos, com experincias de vida nicas. Para estabelecer certo campo comum em funo deste livro, vamos considerar o cu como um reino ou plano separado do reino em que vivemos na terra. O cu o reino da alegria, leveza, felicidade, amor incondicional, riso e beleza. Vamos considerar que os anjos existem no cu como seres separados do mais alto poder divino do universo. So seres de luz que enviam informaes e pensamentos de amor atravs de nosso Eu superior para inspirar e guiar-nos. Esses seres anglicos tm todas as propriedades da luz velocidade, brilho e o poder de curar e obliterar a escurido. Por sermos seres nicos, o modo pelo qual experimentamos e descrevemos anjos ir variar de acordo. Os anjos discutidos neste livro simplesmente desejam o bem supremo para todos os envolvidos, de modo que voc pode represent-los como lhe agradar. Esses anjos querem ajud-lo a conectar seu Eu superior com o cu, de modo que voc possa ser mais feliz aqui na terra. Os anjos sentem que o estado natural da vida de alegria, felicidade, riso e beleza, as qualidades do cu, o reino prprio dos anjos. Um anjo um guardio, um mensageiro do cu. O cu a origem dos milagres, onde o amor existe como energia curativa pura e incondicional e onde os seres humanos so encarados como uma espcie protegida dotada de livrearbtrio. Um anjo pode levar o reino dos cus aos seres humanos na terra se o desejar e estivermos dispostos a aceitlo. Este livro descreve as vrias maneiras pelas quais os anjos podem nos inspirar a sermos seres mais felizes e mais criativos sem retirar o nosso livre-arbtrio. Os anjos no nos controlam e no aprendem por ns as nossas lies. Entretanto, conhecem nossa natureza interior e podem aproximar-se e proteger-nos quando sabem que verdadeiramente o desejamos. Tm tambm a habilidade de inspirar-nos e enviar-nos mensagens que nos ajudam em nossa vida cotidiana. Uma maneira de pensar em anjos como treinadores no jogo da vida. Os treinadores no jogam pessoalmente os jogos que esto treinando, mas ainda assim so muito importantes para os jogadores. Os treinadores no precisam necessariamente ser capazes de jogar bem o jogo; precisam simplesmente compreender a natureza humana. Um anjo pode ser o nosso treinador particular, lembrando-nos para incluirmos diverso e felicidade em nosso jogo da vida. Os anjos podem nos treinar trazendo amor, beleza e paz para a nossa vida. Os anjos no podem compreender por que mais humanos no se juntam divina dana csmica do universo. Os anjos e as crianas se entendem bem, porque as crianas esto prontas a brincar e a se divertir e o fazem com alegria, cantando, gritando e rindo. Os treinadores anglicos ensinam diverso e jbilo. A maioria das pessoas no leva os anjos a srio. Isso est bem para os anjos porque eles so livres da seriedade do nosso reino. Vem a maioria dos humanos como seres consumidos pela seriedade. Os anjos nos ensinam que nada realmente srio. Ns, seres humanos, podemos realizar fatos de impressionante criatividade quando a nossa mente libertada do peso da seriedade. Podemos curar-nos da doena (mental e fsica) e podemos virar a nossa vida pelo

7

avesso mudando o nosso modo de pensar. Os anjos reconhecem o grande nmero de possibilidades superiores com as quais os seres humanos so abenoados. Esto encarregados de ensinar aos humanos o caminho da leveza, de modo que o "potencial humano" possa se tornar "realidade humana". Ser humano algo que os anjos s vezes invejam. Os anjos admiram a habilidade humana de entrar profundamente na paixo do amor de ter convices fortes no corao. Invejam nossa liberdade de escolha ou livre-arbtrio. O livrearbtrio proporciona um tremendo poder criativo a ns humanos. Temos o poder de criar dons intemporais de arte, literatura, msica e grandes pensamentos para inspirar a raa humana, mesmo muito depois de termos partido. Temos liberdade de escolha. Isso significa que podemos escolher qualquer caminho espiritual ou no-espiritual que desejemos. Nosso livre-arbtrio nos proporciona aqueles pequenos "altos e baixos" que experimentamos ao longo do caminho que escolhemos. Os seres humanos so influenciados por muitos ciclos, estando includos nossos biorritmos naturais, as estaes do ano, as ondas de energia, os movimentos astrolgicos e assim por diante. E natural termos alguns dias que so bons e alguns no to bons. Nossas escolhas podem ajudar a redirecionar os dias de baixa energia para um lado mais leve, mais energtico. Como temos livre- arbtrio, podemos escolher transformar ou transcender os pontos baixos de nossas vidas. No mnimo, podemos compreender que alguns pontos baixos so uma parte natural da vida e aprender a no sermos perturbados por eles. Sanaya Roman explica: "Voc escolhe a faixa de intensidade de suas emoes. Alguns de vocs escolheram uma faixa muito ampla, da imensa dor grande alegria. Alguns escolheram faixas mais estreitas, preferindo trabalhar com nveis sutis, tais como da alegria moderada infelicidade moderada. Por viver numa polaridade, para cada emoo positiva que voc tem, ter tambm a sua oposta. A calma emocional vem de encontrar o ponto de equilbrio, levando todas as suas emoes harmonia com o seu Eu superior." Os anjos querem nos ensinar o equilbrio emocional, de modo que possamos ter as experincias culminantes de liberdade e de alegria que eles promovem e no ter de pagar com a vivncia oposta: o desespero. Os anjos trabalham (brincam) nos bastidores para inspirar em ns os nossos dons inatos do talento e do gnio. Tambm trabalham (brincam) vinte e quatro horas por dia em sua dimenso intemporal, para sincronizarem a vida humana. Sua principal funo evitar que voc se sinta desimportante no vasto mar da humanidade. No esquema celestial da vida, voc tem uma posio especial; os anjos ao seu redor esto encarregados da pesquisa e do desenvolvimento relacionados com as suas buscas espirituais no caminho para a felicidade incondicional (na verdade, o caminho menos percorrido). Captulo 3 OS ANJOS E OS NOSSOS SENTIDOS FSICOS A maioria de ns no v os anjos como objetos fsicos. Alguns viram os anjos como campos de luz ofuscante, brilhante demais para ser encarada por muito tempo. Se voc avistar um anjo, este provavelmente assumir a forma que voc estiver mais disposto a aceitar. A maioria de ns viu representaes de anjos com asas e halos. Se voc quer imaginar anjos como seres humanos bonitos com asas, est timo; se um anjo estiver destinado a aparecer para voc, ele ou ela provavelmente ir agrad-lo assumindo essa forma. Os anjos tm aparecido s pessoas ao longo da histria, mas isso raro e geralmente acompanha um "grande evento". Para conhecer anjos, ser til voc conseguir transcender o paradigma "ver crer" e adotar uma mente aberta e uma postura de "conhecer por intuio". A realidade muito mais do que aquilo que vemos. E muito mais do que aquilo que ouvimos. Considere por um momento o campo de energia eletromagntica que nos rodeia; sabemos que esse campo existe, mas no podemos v-lo nem ouvi-lo com nossos sentidos fsicos normais. Precisamos de alguma espcie de receptor. Por exemplo, os sinais de rdio e televiso so silenciosos e invisveis para ns at que liguemos um aparelho de rdio ou de televiso, mas esses sinais existem ao redor de ns o tempo todo. Vemos os objetos fsicos atravs de sua reflexo numa estreita faixa de freqncias chamada "luz visvel", mas vemos apenas os raios de luz que realmente entram nas pupilas de nossos olhos, e no o campo tridimensional inteiro de energia de "luz" eletromagntica que nos rodeia. Candace Pert um dos cientistas que descobriram as endorfinas. As endorfinas so opiatos naturais encontrados em nosso crebro e que agem como mecanismos de filtragem. As endorfinas so usadas para filtrar seletivamente a informao fornecida por todos os sentidos (viso, audio, olfato, paladar, tato e dor), bloqueando o acesso de parte dela aos nveis superiores da conscincia. Candace Pert afirma: "Cada organismo evolui de modo a ser capaz de detectar a energia eletromagntica que ser mais til sua sobrevivncia. Cada qual tem sua prpria janela para a realidade." Aldous Huxley falava do sistema nervoso e do crebro como uma "vlvula de reduo", ou filtro, que nos capacita a experimentar apenas uma frao da realidade. Se a informao do meio ambiente filtrada seletivamente pelos sentidos e se h acontecimentos ao redor de ns que no so registrados em nossa conscincia comum de viglia, ento considere isto: parte da realidade que eliminamos por filtragem a atividade anglica. Os anjos so muito ativos e existem em muitos lugares ao mesmo tempo; se pudssemos v-los prontamente, iramos experimentar o caos e poderamos enlouquecer. Quando os santos e msticos ouvem vozes e tm vises, as outras pessoas ficam apavoradas e tendem a rotul-los de "insanos". Diz a lenda que, nos tempos antigos, anjos, fadas, elfos, duendes e vrias outras criaturas mgicas eram fceis de ver e acessveis conversa (talvez esta seja a origem do folclore e dos contos de fadas). De qualquer modo, os humanos ficavam to preocupados com a magia desse reino que no prestavam ateno ao mundo fsico. Assim, por razes de crescimento e sobrevivncia, a maior parte dos humanos teve de "desligar" a capacidade de ver e ouvir essas criaturas mgicas. Falei com vrias pessoas que "vem" anjos, mas estas no gostam de falar ou se gabar disso, porque o assunto para elas muito pessoal e tem natureza sagrada. Quando "ouvimos" anjos, podemos distinguir um lindo coro de vozes cantando a distncia. Ouvi casos de anjos embelezando com o seu canto a msica que uma pessoa est ouvindo (se lhes agrada). Pode-se "ouvir" o tilintar de doces campainhas ou carrilhes em momentos sutis, quando os anjos esto ao nosso redor. Os anjos deixam s vezes um odor fragrante no ar para que sintamos, em lugares onde no podemos imaginar de onde o perfume est vindo. Dois perfumes florais de que gostam especialmente so rosa e jasmim.

8

Algumas pessoas sabem que os anjos esto com elas porque em momentos estratgicos sentem uma mo tocar suavemente seu ombro ou sentem uma presena to forte e calmante que chega a compeli-los a olhar ao redor procura de algum que no est ali. No se preocupe se voc no foi capaz de ter sensaes mgicas, imagticas ou fsicas com respeito aos anjos. Os anjos no esto aqui para interferirem no nosso crescimento e alguns de ns se deixam levar pelo pensamento mgico e pelas experincias msticas. A atitude mais importante a cultivar para atrair anjos a de um amor e uma felicidade otimistas e incondicionais. Os anjos rodeiam a pessoa verdadeiramente feliz e amorosa, encorajando mais amor e felicidade. No importante poder experiment-los prontamente com os sentidos fsicos. O que importa encontrar um modo de conhecer os anjos por si mesmo e desviar-se da bobagem de "ver crer" que todos ouvimos em um momento ou outro. Os anjos so como pensamentos. No podemos ver nossos pensamentos, mas sabemos que existem. Podemos ter tantos pensamentos quantos queiramos; no h limite. Imagine por um momento uma situao em que os pensamentos se tornem formas. Pense num pensamento amoroso positivo como uma bno. Imagine que este viaja na forma de um raio de luz curativa na direo da pessoa sobre quem foi o pensamento. Veja-o alcanando-a e iluminando-lhe o corao e mente. Agora essa pessoa tem o corao leve e envia bnos aos que se encontram ao redor. A bno original criou uma reao em cadeia de felicidade que se estende a mais e mais pessoas. Agora imagine o que pode fazer um pensamento negativo. No vou descrever cada elo dessa cadeia, mas estou certa de que a sua imaginao ir ajud-lo a ver o dano que os pensamentos negativos podem causar. Os pensamentos so poderosos e reais mesmo se no podemos v-los e da mesma forma so os anjos. Todos ns temos nossa "janela individual para a realidade", de modo que experimentamos os anjos ao nosso prprio modo. H, entretanto, um denominador comum: os anjos no nos ferem; eles nos ajudam. Quaisquer mensagens, experincias, acontecimentos, pensamentos e sentimentos que interferem no nosso bem-estar ou o limitam e nos separam ainda mais de nosso Eu superior no se originam de anjos. Os anjos existem num reino de energia positiva, amorosa, e na luz rosada do amor. Quando temos experincias sublimes de alegria e amor, ligamo-nos com os anjos. Os anjos no tm experincias sublimes; eles so experincias sublimes. (Os anjos no experimentam altos e baixos como ns humanos.) Os anjos servem de modelo aos pensamentos alegres e felizes que podemos partilhar. Captulo 4 DEUS COMO A ORIGEM DOS ANJOS Para conhecer e compreender os modos dos anjos, voc precisa perceber que Deus o seu patro. Os anjos trabalham para Deus em vrias funes destinadas a manter a ordem amorosa do universo. Deus a origem dos anjos e estes so a primeira criao de Deus. No deixe que a palavra "Deus" assuste ou afaste voc. Se necessrio, sempre que vir Deus mencionado neste livro, substitua a palavra por um termo que faa voc se sentir mais vontade, tal como "o universo", "me-natureza", "o grande esprito" ou qualquer outro nome que o ponha em contato com um poder superior. Apenas tenha em mente que os anjos pertencem a uma amorosa ordem superior, que mantm com o seu trabalho e as suas brincadeiras. Tenha tambm em mente, por favor, que Deus e os anjos tm um terrvel senso de humor. A questo principal : Deus amor e ns somos amados incondicionalmente por Ele. Sempre somos livres; Deus no nos ama pelo que fazemos ou pelo quanto o amamos. Deus nos ama sem reservas, e sempre que desejamos esse amor ele est consistentemente disponvel. Por no haver orientaes ou regras fixas a seguir para receber o amor incondicional, s vezes ficamos perplexos e queremos saber como estamos indo. Estamos sempre procurando sinais de aprovao ou de desaprovao. Queremos limites claros para nos dizerem at que ponto podemos ir e qual linha no podemos cruzar. Parecemos querer uniformes para vestir, regras para seguir e contornos de nossa sina e destino a preencher. No h regras nem frmulas para obter o favor e o amor de Deus. O amor de Deus tem que ser incondicional porque Ele nos deu o livre-arbtrio. Se no o tivssemos, provavelmente seramos enviados terra com um conjunto de instrues e regras descrevendo o que se espera que faamos em nosso tempo de vida e qual se supe ser nosso principal propsito. Mas por termos o livre-arbtrio, podemos atravessar qualquer limite, quebrar qualquer regra e despir quaisquer uniformes. E onde isso nos leva? Somos amados e basicamente livres. Nossa liberdade que nos faz realmente grandes, mas tambm pode nos colocar em dificuldades e nos fazer perder oportunidades alegres. Alguns seres humanos passam a vida inteira tentando imaginar que tipos de aes iro agradar a Deus. No podem suportar a idia de que to fcil, que Deus nos ama no importa o que faamos. Deus nos ama mesmo quando no amamos a ns mesmos. A mensagem de Deus amor e perdo amar e perdoar a ns mesmos e tratar a ns mesmos com gentileza. Por que afinal estamos aqui? Certamente no posso responder a essa pergunta por voc. Talvez a vida toda seja uma grande piada e talvez sejamos deixados na linha crtica quando morremos e ento passamos a eternidade rindo histericamente. De uma coisa eu sei: se usamos o nosso livre-arbtrio para sermos felizes, a vida fica muito mais fcil, muito mais criativa e muito mais cheia de humor. Resumindo, muito mais divertida. O livre-arbtrio responsvel pelos altos e baixos da vida. Os altos e baixos simplesmente so parte do jogo; idealmente, os baixos iro ajud-lo a apreciar e a tirar vantagem dos altos. Como no tm altos e baixos em seu reino, os anjos podem ajudar a traz-lo para cima mais rapidamente quando voc chega embaixo. El Shaddai o nome de Deus que significa "o Deus mais do que suficiente", o deus que muito mais do que poderamos desejar. Deus quer que sejamos felizes e os anjos so seus emissrios para nos ajudarem a criar a felicidade na terra. Se podemos aprender meios de confiar na abundncia de um Deus que mais que suficiente, ento teremos mais que o suficiente, mais at mesmo para distribuir, o que vai nos trazer ainda mais. Essa conversa sobre Deus no pretende oferecer-lhe mais um sistema de crenas nem mais uma cosmologia; pretende faz-lo saber que os anjos vm do reino do cu, onde uma fonte pura de amor incondicional (que chamei de Deus) existe para todos ns. O amor incondicional nossa fonte de cura, de felicidade e de jbilo; a liberdade ltima. Os anjos querem que encontremos o amor puro e incondicional por ns mesmos que encontremos Deus em ns mesmos de modo que estejamos livres para criar nossas vidas como dons que continuem a ser oferecidos no tempo. Don Gilmore, autor de Angels, Angels, Everywhere, define os anjos como "formas, imagens ou expresses atravs das quais essncias e foras da energia de Deus podem ser transmitidas. Um anjo uma forma pela qual uma essncia ou fora de energia especfica pode ser transmitida para um propsito especfico". Na Parte Dois deste livro, voc vai apren-

9

der sobre os anjos em termos das vrias essncias espirituais e foras da energia de Deus que eles adotam. Uso o termo "halo" para representar as vrias frmulas e imagens de Deus que os anjos transmitem para propsitos especficos em nossa vida.

Sobre a Parte Dois: CLASSIFICAO DOS ANJOS Os anjos da divina providncia agem de diversas maneiras. A Parte Dois vai apresentar-lhe o movimentado reino anglico. Voc vai aprender sobre os muitos "halos" (ou "chapus") que os anjos usam, que denotam a essncia, fora de energia ou expresso espiritual especficas de Deus e do cu que os anjos representam. Um halo uma faixa de luz que rodeia a cabea de um anjo; esse crculo de luz conecta constantemente o anjo com o cu. Os halos tambm proporcionam um sistema de classificao. Na Parte Dois, descreverei os anjos em termos de certas classificaes simbolizadas por seus halos. Cada captulo (grande halo) tem vrias subsees (halos pequenos) que descrevem classificaes mais especializadas das vocaes anglicas. O Captulo 5 da Parte Dois sobre nossos anjos pessoais, que esto integrados com o nosso Eu superior. Esses anjos permanecem ao nosso redor o tempo todo para nos inspirarem, guiarem e protegerem. Nossos anjos pessoais protegem os muitos caminhos espirituais disponveis para ns e agem como guias e instrutores para acelerar nosso crescimento espiritual. Ficam por perto, alegrando-nos e despertando nossa criatividade at seu potencial mais alto. Os anjos esto sempre em ntimo contato com o seu Eu superior. O Eu superior existe num reino separado da nossa realidade fsica. Nesse reino, o Eu superior pode permanecer em contato contnuo com anjos (se o quisermos e se estivermos abertos a isso). por isso que s vezes to eficiente comunicar-se pedindo que nosso anjo da guarda fale com o anjo da guarda de outra pessoa a respeito de nossos mais profundos e mais elevados desejos. O Captulo 6 sobre anjos do momento. Os anjos do momento vm a ns naquelas horas em que precisamos de ajuda extra. Ajudam a curar-nos quando estamos doentes; resgatam-nos quando estamos perdidos, confusos ou em perigo; providenciam eventos coincidentes que nos lembram da providncia divina e da ordem no universo; transformam situaes graves de modo que a seriedade parte e o humor prevalece; e s vezes fazem milagres. O Captulo 7 apresenta os anjos que embelezam a vida humana. Esses anjos "fazem a vida valer a pena", por assim dizer. Eles nos proporcionam felicidade incondicional, divertimento e jbilo. Tambm nos auxiliam com o romance e a riqueza. E ajudam-nos a exterminar preocupaes que atormentam nossas vidas. O Captulo 8 refere-se a anjos psiclogos. Os anjos psiclogos ajudam-nos a entender e analisar a ns mesmos agindo como editores de programas cerebrais. Usando esse halo profissional, trazem uma conscincia dos padres de comportamento internos, de modo a podermos tirar vantagem da liberdade para mudar nosso comportamento se assim o desejarmos. Os anjos nos ajudam a nos tornarmos o melhor que podemos ser. Os anjos so tambm os seres por trs dos deuses e deusas mitolgicos da antiga Grcia, Roma e ndia. Esses anjos arquetpicos ajudam a nos compreendermos porque representam os modelos originais da personalidade humana. A natureza tem toda uma hierarquia de anjos coletivamente conhecida como o reino dos devas. O Captulo 9 faz uma rpida reviso desse reino dos devs, dos anjos e seres menores que esto encarregados da flora e da fauna. O Captulo 10 lhe mostra como designar a sua prpria congregao de anjos. Voc pode dar nomes a esses anjos e cham-los para ajudar em qualquer situao que surgir. Isso se mostrar til se voc necessitar de assistncia anglica para uma rea especfica em sua vida que no esteja includa nas descries das tarefas dos anjos em qualquer outro trecho da Parte Dois. Lembre-se, os anjos so como pensamentos; voc pode ter quantos desejar para ajuda e orientao. Depois de ler a Parte Dois, pense sobre como os anjos trabalham em sua vida. Ento, leia a Parte Trs para saber como pode empregar tantos anjos quantos quiser usando os mtodos para atrair anjos para a sua vida. Captulo 5 ANJOS PESSOAIS Anjos da Guarda Pois a seus anjos Deus dar um encargo [especial] quanto a ti: que te guardem em todos os teus caminhos.

10

Salmo 91:11 Um anjo da guarda designado para cada pessoa sobre a terra. Cada ser humano, independentemente de crena, condio, forma ou tamanho, tem o privilgio de um anjo da guarda. Seu anjo da guarda est com voc o tempo todo, v voc onde for e faa o que quiser. J foi dito que, quando olha para algum, Deus v dois a pessoa e seu anjo da guarda. Quando os fazendeiros franceses viajavam sozinhos por uma estrada e encontravam com outro viajante solitrio, cumprimentavam-se dizendo: "Bom-dia para voc e seu companheiro" ("companheiro" significando "anjo da guarda"). Seu anjo guardio tem estado com voc atravs dos tempos e estava por perto quando voc decidiu vir a este mundo como o ser humano especial que voc hoje. Seu anjo da guarda se lembra e mantm registro dos altos objetivos que voc estabeleceu para si mesmo, das altas inspiraes que acumulou no fundo da sua mente inconsciente. Minha primeira lembrana de meu anjo da guarda vem de quando eu tinha trs anos de idade. Estava brincando numa rea fora dos limites permitidos em nosso quintal, com um de meus ursinhos de pelcia. De alguma forma, o ursinho caiu por uma ravina. Fiquei parada olhando para ele por um minuto, tentando decidir entre esquecer dele e ir apanh-lo. Decidi ir apanh-lo porque era o menor urso de minha coleo e, portanto, importante. Dei um passo na direo da ravina e ouvi uma voz dizer: "No, no desa ali; deixe o ursinho e suba de volta para casa." Lembro-me de ter sentido como se houvesse uma barreira entre mim e a ravina. Considerando que, em primeiro lugar, no se esperava que eu estivesse ali, voltei e subi para casa apenas com a memria do meu urso de pelcia. Lembro-me de pensar que ele iria ficar amigo de alguns animaizinhos e que tudo estaria bem. Voc pode se lembrar de um momento em sua vida em que estava inquieto e poderia ter-se ferido seriamente, quando algo como uma fora invisvel o puxou para a segurana. Talvez voc no tenha uma histria como essa, mas ouviu ou leu sobre isso em algum lugar. Os anjos da guarda so conhecidos da maioria das pessoas que dirigem carros, especialmente nas vias expressas. Muitas vezes passei pela experincia de carros que vinham se dirigindo para um acidente comigo serem levantados ou empurrados para fora do caminho no momento exato de evitar uma coliso. Quando as pessoas sofrem srios ferimentos fsicos e algum chega no momento exato de salvar suas vidas, o salvador geralmente veio porque algo disse a ele ou a ela que fosse para ali rapidamente. O anjo da guarda da pessoa ferida procurou o anjo da guarda da outra pessoa e passou a mensagem de emergncia. Basicamente, os anjos da guarda so conhecidos por proteger-nos e guardar-nos em todas as nossas atividades na terra. Por que no explorar os modos de conhecer seu anjo da guarda pessoal? H muitas maneiras pelas quais seu anjo guardio pode ajud-lo, alm de salv-lo de acidentes de automvel e livr-lo de danos fsicos. Desenvolva um relacionamento ntimo com seu anjo da guarda. Voc pode pedir-lhe conhecimento e percepo a respeito de situaes confusas da sua vida. Pode tambm pedir a ele ou a ela para conversar com os anjos guardies de quaisquer pessoas de sua vida a respeito dos envolvimentos que voc tem com elas. Preste ateno sua intuio; ela ir tornar-se mais brilhante quando voc estiver em harmonia com seu anjo da guarda, pois pelo conhecimento interior da intuio que voc receber mensagens de seu anjo guardio para preveni-lo e gui-lo. Voc j deixou de fazer alguma coisa porque subitamente teve uma forte sensao de que seria um engano, apenas para descobrir depois que, se tivesse ido em frente, teria sido desastroso? Seja criativo com seu anjo da guarda. Em particular, seja como uma criana que tem um amigo e confidente invisvel os anjos da guarda gostam disso. comum as crianas verem e falarem com seus anjos da guarda. Isso geralmente acontece antes que as crianas possam comunicar exatamente o que vem, mas algumas pessoas podem lembrar-se de suas vidas retroativamente at o momento em que falaram e viram seus anjos da guarda. Se voc tem filhos, estude seu comportamento quando esto sozinhos. Muitas crianas tm amigos invisveis a quem falam onde quer que estejam, e os bebs s vezes parecem olhar para algum que no est ali. Quando os bebs riem e sorriem enquanto dormem, alguns dizem que esto brincando com os anjos. Tambm divertido perguntar s crianas o que elas pensam a respeito dos anjos e pedir-lhes para desenharem um anjo. Na escola primria catlica, as crianas so ensinadas sobre seus anjos da guarda no primeiro ano. Ensinam-lhes que seus anjos guardies so amigos fiis qe as ajudam enquanto esto na terra, dando-lhes mensagens daquilo que Deus quer que faam, e que as guardam do mal. Os professores chegam mesmo a encorajar as crianas a se afastarem em seus assentos para dar espao a seus anjos da guarda. A orao do anjo da guarda (veja o final desta seo) recitada todos os dias. Uma de minhas amigas que j passou dos sessenta lembra-se de sua professora contando s crianas de sua classe que se elas no terminassem as oraes de seu rosrio por alguma razo, no precisavam preocupar-se, porque os anjos da guarda iriam termin-las por elas. Em certas fases do desenvolvimento das crianas, seus anjos da guarda requerem assistentes. Ajuda extra realmente necessria durante os "terrveis dois anos", quando as crianas necessitam explorar seus limites. Depois que as coisas se acalmam (dependendo da criana), a ajuda extra geralmente no mais necessria at que a criana se torna um adolescente e comea a dirigir. Nesse ponto, alguns adolescentes poderiam usar um exrcito de anjos da guarda, mas suficiente dizer que a maioria dos adolescentes tem ao menos dois anjos da guarda trabalhando fora de hora para proteg-los durante esse perodo geralmente inquieto. A ajuda pode no ser to necessria entre os vinte e os trinta, quando as pessoas aprendem que no so indestrutveis. Mais tarde na vida, a ajuda extra ir variar de acordo com a necessidade. Muitos seres humanos sofrem atravs da vida e podem regredir em sua evoluo porque so profundamente infelizes em relao a alguma coisa. Inconscientemente, parecem estar tentando matar-se com as escolhas que fazem e o modo como reagem vida. Humanos infelizes so frustrantes para os anjos guardies que velam por eles. Os anjos certamente no vo participar da infelicidade, de modo que nada h para fazerem, exceto esperar por aquele instante em que a pessoa se decide a parar de sofrer e uma transformao pode ocorrer. Temos o livre-arbtrio, de modo que, se desejamos sofrer, ou se pensamos que isso que se espera que faamos, a escolha nossa. s vezes parece que nossos anjos da guarda tiraram frias. Acontece alguma coisa horrvel, que no podemos crer que Deus ou nosso anjo da guarda iria permitir. Um dos grandes mistrios da vida saber por que coisas ruins acontecem a pessoas boas e por que coisas boas acontecem a pessoas ruins. Podemos especular e sair-nos com explicaes tais como carma, lies que precisamos aprender e assim por diante, mas parte da injustia que acontece nesta terra jamais pode ser explicada satisfatoriamente. Nossos anjos da guarda nunca saem realmente de frias, mas quanto mais positivos e otimistas nos mostramos, mais fceis somos de proteger e de cuidar. Portanto, preencha o momento com a con-

11

fiana, esperana e f em que seu anjo da guarda ir sempre cuidar de voc. No se preocupe com o amanh ou com a infelicidade de outros. Seja agradecido por ser quem exatamente agora e agradea ao seu anjo da guarda. Tenha sempre em mente que voc tem um anjo guardio que o mesmo hoje, ontem e amanh. Seu anjo guardio deseja lembrar-lhe que neste exato momento voc est vivo e que, esteja ou no feliz a respeito desse fato, ele verdadeiro. Sua "mquina" biolgica e mental est funcionando em algum nvel de eficincia e seu anjo da guarda quer evitar que voc se sinta como uma vtima. Seu anjo da guarda est olhando por voc, esperando pelo seu prximo passo; seja da misria para a normalidade, da normalidade a sentir-se bem ou de sentir-se bem felicidade e delcia totais, seu anjo da guarda deseja gui-lo rumo a um passo seguinte mais elevado. Seu anjo da guarda est sempre ao seu lado para lembrar-lhe do papel importante e especial que voc desempenha neste planeta apinhado de gente. Recitar a Orao do Anjo da Guarda, da tradio catlica, pode ajud-lo a focalizar-se na presena do seu anjo guardio. Anjo de Deus, meu querido guardio, a quem Seu amor me confia aqui; sempre neste dia [ou noite], esteja ao meu lado, para estimular e guardar, governar e guiar. Mensageiros O Novo Testamento foi escrito inicialmente em grego, e "anjo" vem da palavra grega para mensageiro, angelos. O Antigo Testamento foi inicialmente escrito em hebraico, e a palavra hebraica para anjo malakh, que tambm significa mensageiro. Tanto no Novo como no Antigo Testamentos h muitas histrias sobre anjos aparecendo para os humanos e trazendo-lhes mensagens. Essas mensagens geralmente se relacionavam com eventos importantes, por exemplo, anunciando o nascimento do Messias. No ouvimos tanto atualmente sobre anjos aparecendo, mas eles ainda esto transmitindo mensagens para ns. Como nem sempre os vemos e ouvimos fisicamente, temos de ser especialmente criativos e perceptivos para receber nossas mensagens. Os anjos tm modos inesperados de transmitir mensagens. Voc j se viu sentado durante horas junto escrivaninha, espremendo os miolos para obter a resposta a uma pergunta ou problema? Exatamente quando decide parar suas ponderaes, um pombo pousa no peitoril de sua janela. Perceber esse pombo d-lhe uma sensao de calor e paz, e voc se surpreende caminhando na direo da janela. Ento, quando olha pela janela, passa um caminho com um letreiro que lhe d a resposta que passou tanto tempo tentando forar em seu crebro. Assim que voc foi capaz de cessar a luta, a mensagem veio a voc sem esforo. Preste ateno s sutilezas da vida. Os anjos tm muitas maneiras de alcan-lo, mas freqentemente voc deixa que estas lhe escapem. Por exemplo, uma criana, num momento de espontaneidade, pode balbuciar uma afirmao da qual apenas voc sabe c significado. Enquanto folheia um livro, pode surgir uma pgina com uma mensagem clara impressa. Manchetes no jornal, retiradas do contexto, podem conter a sua mensagem. Anjos com mensagens aparecem-nos com freqncia em sonhos. Os anjos so muito criativos nas maneiras de se comunicar conosco; temos simplesmente de ser igualmente criativos quando ouvimos nossas mensagens. As mensagens do cu so sempre para o bem maior de todos os envolvidos. Se voc recebe mensagens ou impresses que parecem positivas, mas no soam positivas, pergunte a si mesmo: "Essa mensagem vibra com um amor incondicional?" Geralmente um sim ou no muito claro vir como resposta. As mensagens do cu nunca estimulam a fora ou a dominao em situaes e usualmente (embora nem sempre) so mais gerais do que especficas. Instrues detalhadas tais como "V at a esquina, compre cigarros, fume um e ento chame seu vizinho e d-lhe uma espinafrada", evidentemente no so mensagens do cu. As mensagens celestiais freqentemente seguem a linha de: "No se preocupe... seja criativo... Tudo est certo... Est tudo bem... Confie..." Os anjos nos inspiram atravs de percepo mstica e de idias brilhantes sbitas ou mesmo bizarras. Algumas pessoas sentem os anjos como foras espirituais interiores que guiam o Eu superior instilando pensamentos nobres e ideais na nossa conscincia. Todos os anjos so mensageiros de alguma espcie, independentemente dos papis especficos que desempenham. Os anjos que so correios de Deus tm notcias importantes a transmitir. Esses mensageiros ficaro ao seu lado at que receba as suas notcias; portanto, lembre-se de relaxar, entregue-se e deixe sua intuio gui-lo. Guias Espirituais Quando o discpulo est pronto, o mestre aparece. Os guias espirituais entram e saem de nossas vidas de acordo com a necessidade. Geralmente representam a essncia de uma cultura, raa ou religio especfica, ou podem representar uma carreira ou caminho de vida. Eles so mestres. Quando um novo guia chega at voc, voc pode se surpreender com uma urgncia voraz de saber tudo o que h para saber sobre uma cultura ou religio particular, que lhe era estranha anteriormente. Voc comea a comprar livros, artefatos, incensos, msica ou roupas que iro ensinar-lhe a essncia desse novo interesse e de seus oferecimentos espirituais. Em breve chegam sua vida pessoas que tambm esto estudando a mesma essncia em suas prprias buscas espirituais. Acontea esse processo sbita ou sutilmente, ele oferece uma oportunidade de crescimento numa nova direo. Atravs da meditao ou de outros meios voc pode ser capaz de ver seus guias. Basicamente, tudo o que precisa fazer perceber onde residem seus interesses e ouvir as mensagens do seu interior. Quando descobre seu guia ou guias, voc pode acelerar o ritmo das lies que est aprendendo medida que explora as muitas possibilidades de crescimento e orientao. Por exemplo, se um dos seus guias espirituais um americano nativo, voc pode ter vises que o coloquem em contato com a Me Terra, o que poder proporcionar-lhe um respeito maior pelo planeta, o que, por sua vez, pode lev-lo a agir de determinada maneira. Se o seu guia um budista zen, a lio pode implicar a perda do seu ego por algum tempo, o desenvolvimento da intuio e a aprendizagem de ser. Voc poder at mudar de trabalho, passando para algo mais bsico e menos mental, com o objetivo de aprender novas maneiras de ser. Pode ser que um de seus guias represente uma personalidade do passado, tal como Florence Nightingale. Nesse caso, o guia poder estar pressagiando um tempo de servio e ateno sade e nutrio.

12

Se o seu guia celta, voc pode sentir-se fascinado por contos de fadas, lendas arturianas, reis e rainhas, harpias e msticos. Os guias espirituais nos ensinam valores espirituais que no nos so familiares. Reconhecer nossos guias ao longo das mudanas sutis ou dramticas que ocorrem em nossas vidas ir ajudar-nos a entender nossas metas inferiores ou uma busca espiritual particular. Nossos guias nunca nos deixam realmente, mas podem ficar sombra, de modo que outros guias possam vir a ns quando haja outras lies a aprender. Os guias espirituais so anjos com ensinamentos fundamentais; eles nos oferecem nova percepo e nova criatividade para colocar-nos em harmonia com o nosso Eu superior. Musas A criatividade vem do reino espiritual, a conscincia coletiva. E a mente se encontra num reino diferente daquele das molculas do crebro. O crebro um receptor, no uma fonte. Candace Pert As musas so ministras da criatividade que inspiram nossos talentos e dons. Todos somos capazes de criatividade de alguma espcie, mas com freqncia precisamos compreender que a fonte da criatividade pode se encontrar num mundo que no vemos. Independentemente de onde residam nossos talentos, h musas prontas a inspirar-nos muito alm dos limites que estabelecemos para a nossa humanidade. No h limites para a criatividade quando somos inspirados pelos anjos. A criatividade vai alm do talento, at o gnio, quando os humanos desenvolvem a habilidade de ouvir a inspirao. Na mitologia grega, h nove musas, as filhas de Mnemosine (memria), que eram parte do squito de Apoio. Essas nove filhas eram as deusas da inspirao: Clio, da histria; Melpmene, da tragdia; Urnia, da astronomia; Tlia, da comdia; Terpsicore, da dana; Calope, da poesia pica; rato, dos versos de amor; Euterpe, dos poemas lricos ou da msica; e Polmnia, da msica sacra ou religiosa. Voc pode notar que h trs musas representando diretamente a poesia, e muitos poetas passados ou contemporneos reconhecem as musas como a fonte de sua inspirao. William Blake, um anjo artista e poeta, disse certa vez: "No fico envergonhado de contar-lhes o que deve ser contado que estou sob a orientao de mensageiros do cu, de dia e de noite." Blake atribua todo o gnio artstico aos anjos. Em Roma, era costume agradecer ao gnio da casa os deuses Lares a cada refeio; algumas casas at mesmo preparavam um lugar para esse anjo. Lares era o esprito do fundador e a fonte da criatividade da famlia; o gnio era parte da vida cotidiana. A palavra genius vem do nome do esprito guardio do antigo romano. Juno o nome do esprito guardio da mulher. Em antigas celebraes de aniversrio, os romanos honravam os espritos do gnio, reconhecendo-os como a fonte da imaginao individual. Ouvir as musas significa meditar e refletir em busca de inspirao criativa. Sempre que voc precisar de percepo criativa, procure as musas. Entre em contato com as prprias ministras da criatividade, anjos especiais que podem falarlhe com inspirao para seu talento particular. Seja o seu dom resolver problemas matemticos, pintar uma obra-prima ou compor grande msica ou literatura, aprenda a ouvir a sua orientao interior para transformar talento em gnio. Por favor, note que a existncia de musas criativas no significa que no possamos receber crditos pelas nossas realizaes artsticas. Ns somos espertos o suficiente para expandir nossa conscincia permitindo a recepo de suas lies e somos ns que fazemos o trabalho de fato. Portanto, d a si mesmo o crdito por ser o gnio que . Incentivadores Vrios anos atrs, me surpreendi desejando fazer uma importante mudana em minha vida. Embora soubesse que essa mudana tornaria minha vida mais feliz, eu no estava certa de como as pessoas mais prximas de mim iriam reagir. Eu sabia que muitas delas no apoiariam a minha deciso. Minha deciso estava me levando a sentimentos dolorosos de culpa, at que descobri meu setor particular de torcida. Saindo de um estado de meditao, recebi a imagem de pequenos chefes de claque aplaudindo a minha vida, no importava o que eu me decidisse a fazer, mesmo se fosse uma escolha que ningum apoiava. Esses chefes de claque me animavam: "Ns gostamos de quem voc ." E: "Voc merece ser feliz; v em frente." Ento tive a coragem de ir em frente para realizar meu desejo mais profundo, e oportunamente, tudo funcionou no sentido do bem mais elevado para todos os envolvidos. Voc tambm tem um setor de torcida anglica para o seu Eu superior. Esses anjos aplaudem com suas pequenas vozes: "No desista... Ns gostamos de quem voc ... Tudo vai dar certo... Ns temos orgulho de voc." H alguns anjos que aplaudem quase tudo o que voc faz. Seu principal propsito e funo apoiar incondicionalmente suas decises, sem dar conselhos. Isso simptico quando voc quer fazer uma mudana excntrica ou drstica e outras pessoas parecem que o esto segurando. Naturalmente voc no ir ouvir as vozes da sua claque se estiver por fazer algo rude ou destrutivo. Abaixo dos nveis da bondade, os chefes de claque ficam em silncio. Com bastante freqncia, nossos desejos mais profundos so difceis de realizar porque julgamos severamente demais a ns mesmos e nossa posio. Ouvimos os conselhos dos outros em vez dos de nosso Eu superior. Conhecer e seguir nossas inspiraes mais profundas ir nos trazer sorte. As vezes, isso pode exigir correr um risco ou dois; ento, se voc se aventurar no caminho de suas convices e se descobrir sentindo-se s, lembre-se de que sua torcida e seu anjo da guarda esto ali com voc e que a solido apenas temporria. Oua com ateno; sua torcida est soprando palavras de encorajamento: "V, time, v! Domine a bola e corra... No olhe para trs!" Co-pilotos Como co-pilotos, os anjos assumem o comando secundrio na viagem da sua vida. Sempre que voc precisar que assumam o comando, eles estaro prontos e preparados. Com efeito, se voc tiver problemas, uma boa idia deixar

13

seu co-piloto voar por algum tempo. As peas da sua vida que esto espalhadas ao redor iro encontrar a ordem e voc poder relaxar e descansar um pouco ou se distrair enquanto levado de volta aos trilhos. Os co-pilotos agem como secretrios invisveis, arranjando e ordenando seus dias de modo que voc no tenha de fazer viagens extras, lembrando-o de compromissos e prazos que voc, na sua confuso, vai violar. Tire vantagem do seu secretrio pessoal e faa um pouco de ditado. Dite a que horas deseja levantar-se de manh e como deseja que seu dia transcorra. (Veja o Captulo 20 na Parte Trs, sobre reviso anglica na hora de dormir.) Seja especfico, estabelea prazos e pea a seu copiloto para resolver a confuso. Seja criativo e pessoal com seu anjo co-piloto e descubra novas maneiras de resolver suas tarefas de modo a ter bastante tempo para criar uma vida agradvel. Anjos-Almas Muitas pessoas perguntam: "Ns nos tornamos anjos quando morremos, de modo que possamos proteger os que amamos?" H uma ampla gama de respostas nos vrios livros que se referem ao tema da morte e s "experincias de quase-morte". Alguns apoiam essa teoria, outros no. Alguns dizem que os anjos so seres criados completamente separados dos humanos. Algumas pessoas que tiveram uma experincia de quase-morte, ou que tenham passado por uma dinmica de imagens orientadas sobre sua prpria morte, dizem que, quando deixavam o corpo, parentes falecidos e entes queridos eram os anjos que os guiavam para o outro reino. Muitos dos livros que li sobre anjos relatam histrias sobre entes queridos falecidos transmitindo mensagens importantes de volta terra. Essas histrias so muito detalhadas e interessantes, e as mensagens realmente salvam vidas ou provocam algo igualmente dramtico. De acordo com uma idia do budismo tibetano, cada um de ns uma composio de aspectos absorvidos de personagens passados e vivos que nos influenciaram de alguma maneira. Com a morte, o composto se desagrega e distribudo para o universo, especialmente para entes queridos e para aqueles que influenciamos. Esse processo deixaria o esprito livre de sua humanidade no outro reino e beneficiaria os humanos deixados para trs. Se voc tem entes queridos que morreram, lembre-se dessa idia e reclame uma parte de si que poderia usar em sua prpria vida. Se voc atrado para uma personalidade do passado, por exemplo, por Thomas Jefferson, decida o que que o atrai e absorva essa faceta para realar o seu prprio Ser. Por haver muitas teorias relativas a esse tema, deixarei a deciso para voc. Faa o que fizer, leve o amor que tem no fundo de sua alma ao ser amado que fez a travessia e pea que esse amor continue a crescer e a transformar, pea que esse amor vele por voc. Sinto, com certa freqncia, uma exploso de amor vindo para mim de algum que amei e que morreu. Essa uma sensao muito especial e muito prxima s sensaes que recebo do meu contato com anjos, e com freqncia essa sensao me proporciona percepo e inspirao. O amor incondicional no tem limites; pode andar num instante de um lado para outro atravs do tempo e do espao. Permita a si mesmo uma experincia direta desse processo. Captulo 6 ANJOS DO MOMENTO Curadores H provas mais do que suficientes para apoiar a teoria de que o que se passa em nossa mente afeta de modo profundo o que acontece em nosso corpo. A cura do corpo pode comear com a cura da mente, com o fornecimento do que ela precisa para ser saudvel e feliz. Eliminar crenas negativas que nos afastam da sade e substitu-las por pensamentos de cura positivos tambm ajuda na cura do corpo. (Veja o Captulo 8, sobre editores de programao cerebral.) Hoje, muitas pessoas esto curando a si mesmas mudando o modo de pensar, mudando sua atitude em relao a si mesmas e em relao vida. interessante notar a definio do Oxford American Dictionary para "to heal" (curar). Estas so algumas das frases usadas: tornar inteiro ou so; levar a um fim ou concluso conflitos entre pessoas e grupos; acomodar e reconciliar; livrar do mal, limpar e purificar; formar carne saudvel novamente unir depois de ser cortado ou quebrado. Assim, em essncia, curar envolve reparar e tornar inteiro aps uma separao ou rompimento na vida de uma pessoa. Curar o ato de limpar as impurezas que ficaram do passado. Os anjos podem servir como agentes de cura de muitos modos. Podem ajudar-nos a curar a ns mesmos canalizando raios curativos de Deus. Podem ajudar-nos a resolver nossos conflitos com outros humanos. Podem enviar mensagens de perdo e reconciliao a outros em nossas vidas, se estivermos dispostos a perdoar e a esquecer. Mesmo se as pessoas em questo no estiverem mais vivas, os anjos podem alcan-las. Voc pode convocar anjos curadores para a percepo de quais padres de pensamento esto bloqueando a integrao. Pea-lhes para liberarem a dor aprendida e a transmutarem. Todos os mtodos e prticas mencionados neste livro podem ser usados para curar com os anjos. Basicamente, todos os anjos so curadores e mensageiros. Dessa forma, todos os praticantes de curas podem chamar os anjos para orientao e amor adicionais. Uma vez que os anjos em parte so responsveis por conseguir coincidncias, podem conseguir para que voc encontre o mdico ou curador certo para o seu estado em particular. Podem tambm reordenar suas clulas num nvel microscpico, com a ajuda da sua prpria imaginao. Visualize anjos programando o seu sistema imunolgico com mensagens de cura e carregando-o de energia. Quando as pessoas ficam to doentes a ponto de perderem o controle da sua energia curativa, ou se algo terrvel acontece e elas terminam em coma antes do seu tempo de morrer, os anjos curadores so enviados por Deus para assumir a responsabilidade. Esses anjos purificam a atmosfera ao redor dos que esto gravemente doentes e inconscientes. Ao fazer assim, proporcionam uma barreira contra influncias indesejveis e doentias. No interior dessa barreira, purgam a atmosfera da negatividade, proporcionando energia pura, limpa e confortvel. Assim, os raios de cura do amor podem incidir diretamente sobre a pessoa que est doente e sofrendo. Se voc conhece algum nesse estado, ajude os anjos visualizando um esquadro anglico de cura ao redor da pessoa. Os anjos de cura no competem com hospitais e mdicos, nem tm preconceitos contra eles. Cada hospital, goste ou no, tem seu prprio anjo guardio. Sabe-se de enfermeiras que viram anjos ao redor de humanos que se recom-

14

punham de doenas graves e os mdicos so com freqncia orientados por percepo divina. Quando profissionais de sade reconhecem o papel dos anjos curadores, podem ser mais poderosamente eficientes no que fazem. O equilbrio do corpo/mente e do esprito a base para curar. Trata-se de um conceito simples, mas pode ser difcil coloc-lo em prtica. Por isso, traga os anjos curadores para o ajudarem. Alguns livros sobre cura esto relacionados na Parte Cinco. Incorpore anjos a tudo o que ler sobre cura. Use a sua imaginao e ir descobrir as muitas maneiras pelas quais os anjos podem ajudar no processo de cura. Veja tambm o artigo de Linda Zwingeberg Fickes, no Frum Anglico. Salvadores Os anjos do momento nos resgatam de vrios modos. Se estamos em grave perigo de sermos feridos fisicamente, fazem tudo o que podem para nos ajudar (contanto que no resistamos). Os anjos do momento s vezes aparecem como seres humanos. Ou podem chegar com seu aparato anglico completo para resgatar algum das garras da morte. Ocasionalmente, nos transformamos no nosso Eu superior (ou no nosso anjo da guarda) e agimos como um anjo do momento. Nessas ocasies, podemos no estar conscientes do que estamos fazendo ou do poder que temos sobre uma situao. Certa vez entreouvi uma conversa telefnica num jantar de celebrao do Dia de Ao de Graas, na qual um amigo ntimo da famlia estava contando sua irm sobre um anjo do momento. Essa amiga estava passando por uma crise; seu marido estava no hospital depois de ter sofrido um derrame. Para piorar a situao, o marido tinha sido removido para um hospital no Estado vizinho (onde moramos). Essa mulher estava hospedada na casa da me e todos os dias tinha de dirigir pela rodovia, o que jamais fizera antes, para estar com o marido. Por algum tempo, ela no percebeu a verdadeira condio do marido. Num dia em que estava se sentindo realmente vulnervel e tinha dirigido at o hospital sem a me para apoi-la, os mdicos lhe informaram que seu marido estava morrendo de um cncer j em estgio avanado. Depois de ouvir essa notcia a mulher foi deixada a ss num corredor deserto e frio, sentindo-se perdida e impotente. Subitamente, um lindo jovem de pouco mais de vinte anos apareceu e disse: "Voc parece algum que aceitaria uma xcara de caf." Ela respondeu: "Rapaz, se aceitaria!" Acompanhou-o e tomaram o caf. O jovem a fez sentir-se melhor e at mesmo lhe disse que ela lhe lembrava da me, o que fez maravilhas por ela ( uma das mes mais eficientes e amorosas que conheo). Ele disse que era membro de um grupo de voluntrios do hospital e que cuidaria para que seu marido fosse alimentado e cuidado quando ela no se encontrasse ali. Depois da xcara de caf com esse jovem excepcional, a mulher sentiu uma sensao de paz e fora que lhe possibilitou fazer a viagem para casa sem desmoronar. Ento ouvi-a contar irm que o jovem simplesmente desapareceu e que nunca o viu novamente. Terminou dizendo: "Creio que era alguma espcie de anjo." Sim, ele era um anjo do momento. Seria um anjo "real" que se manifestou no corpo de um jovem ou simplesmente o Eu superior do jovem usado nessa situao? Bem, fosse quem fosse, era um salvador, e deu a essa amiga uma sensao de paz e bem-estar do tipo que s os anjos so capazes de transmitir. Agentes de Sincronicidade Voc j pensou que h na coincidncia algo mais do que simplesmente um acaso aleatrio? O psiclogo Carl Jung e o fsico Wolfgang Pauli pensavam assim e denominaram esse "algo mais" de sincronicidade. A sincronicidade envolve o relacionamento interdependente peculiar de dois eventos cuja conexo evidente ao observador, mas cujo relacionamento no pode ser explicado pelo princpio da causalidade. Esses eventos contemporneos parecem influenciar um ao outro de maneiras para as quais ainda no temos uma explicao cientfica. Jung explorou o relacionamento entre eventos "aleatrios" objetivos e o estado "psquico" subjetivo do observador desses eventos. Uma das teorias de Jung a de que os mundos interior e exterior esto misteriosamente ligados, de modo que algo que acontece no mundo exterior afeta o que est acontecendo no mundo interior, ou vice-versa. Muitas teorias de poder psquico dizem que a mente exerce influncia sobre a matria, ou que a mente pode sentir ou prever eventos distantes no tempo e no espao. Outra explicao possvel do "algo mais" poderia ser que eventos acontecendo neste momento so parte de um padro mais amplo que foi estabelecido antes, ou que os eventos esto sendo controlados no cosmos por uma agncia que organiza coincidncias. Essa agncia poderia envolver anjos no "controle de coincidncias csmicas". Minha viso particular que os anjos so os agentes da sincronicidade. Os anjos no apenas arranjam coincidncias teis como podem usar esse poder para enviar-nos mensagens. Um dos modos pelos quais se comunicam conosco atravs de "sincronismos". Um sincronismo uma coincidncia na qual voc reconhece aquele estranho "algo mais". Os sincronismos so difceis de descrever; precisam ser experimentados e explorados pessoalmente. O primeiro passo para desenvolver sua capacidade de experimentar sincronismos sintonizar sua conscincia nos eventos e smbolos que tm significado para voc. Obviamente, eu tenho interesse por anjos e muitos de meus sincronismos envolvem msicas com a palavra anjo includa. H uma loja musical onde estive cinco ou seis vezes e a cada vez estavam tocando um tipo diferente de msica, e em cada uma dessas vezes ouvi ao menos uma msica com a palavra anjo na letra. Com freqncia liguei meu rdio para descobrir que estavam tocando uma msica com anjo no ttulo ou que uma frase sobre anjos estava sendo cantada exatamente naquele momento. Uma maneira de explorar a sincronicidade atravs de leituras das cartas ANGEL (veja Captulo 14), atravs de consultas ao I Ching ou mesmo atravs de leituras do Taro. Esses sistemas no se destinam a revelar o futuro, mas a tornar visvel o que est acontecendo no presente, refletindo nosso estado mental e o caminho que estamos percorrendo no momento. No repita as mesmas perguntas vrias vezes; uma vez suficiente. (Diz o antigo ditado: o mestre fala apenas uma vez.) Use instrumentos como esses apenas como um meio de adquirir percepo, no como muletas para tomar decises. A sincronicidade pode nos ajudar a nos tornarmos mais conscientes do que est se passando em nossa mente inconsciente. Os sincronismos so pessoais e fica por sua conta deduzir o "algo mais" o significado deles. Isso complicado, pois como sabemos de fato o que esses eventos significam? Tenha cuidado para no ficar excitado demais com os detalhes dos sincronismos. No tome decises importantes com base em significados mais profundos que voc tenha descoberto

15

numa situao particular. Uso os sincronismos, basicamente, como uma indicao de que estou no caminho correto, no lugar correto, para a lio correta no tempo correto. A mera apario de um sincronismo compulsivo pode ser a prpria mensagem, revelando-lhe que voc est desempenhando um papel num padro mais amplo, controlado por influncias invisveis. Os sincronismos tambm so divertidos e tornam a vida mais interessante e adornada de humor. Explore suas habilidades psquicas e defina seus prprios eventos sincronsticos como preferir; no h regras. Transformadores de Humor Atualmente muitas pessoas esto falando sobre transformao. Transformao significa efetuar uma grande mudana. Quando pedimos uma transformao espiritual (seja consciente ou inconscientemente), ns a obtemos e podemos ficar surpresos com o que isso envolve. Quando lutamos pela mudana espiritual ltima em nossa vida, testes e lies iro nos seguir onde quer que vamos. A viagem pelo caminho da transformao espiritual nem sempre suave, de modo que importante levar consigo o seu senso de humor. Os anjos da transformao do uma lio o humor. Eles nos ensinam que nada srio e que rir de nossos eus humanos liberdade. Ensinam-nos a rir em vez de nos queixarmos. Descobrir o humor da vida no to fcil; muito mais fcil ser srio. Somos atormentados todos os dias pela seriedade; basta sintonizar o noticirio vespertino, e garanto que em pouco tempo voc se descobrir se preocupando com sua segurana, sua tranqilidade, sua sade, seu futuro a lista continua interminavelmente. A transformao espiritual uma escolha pessoal feita a cada passo do caminho. Os anjos no o faro por ns; ns temos de fazer o nosso prprio "trabalho" espiritual. Ou seja, somente ns podemos olhar para o nosso prprio interior e nos tornar conscientes do que desejamos transformar. Mas os anjos podem nos ajudar, destacando o humor em qualquer situao. Para descobrir o humor numa situao aparentemente sem graa, tal como estar num dilema espiritual, pare e pergunte: "Muito bem, anjos, o que h de to engraado nisto?" Precisamos escolher um caminho para sair de cada dilema; assim, escolha o humor e chame os transformadores de humor para que o ajudem a ver que o dilema , na realidade, engraado. Se voc se surpreender se queixando, transforme suas queixas em risos. Os seres humanos so engraados, especialmente quando se queixam; queixar-se, na verdade, perdovel se for feito com senso de humor. E de fato impressionante quantas coisas triviais levamos a srio a cada dia; hilariante! O que realmente srio? O que essas pessoas horrveis lhe fizeram desta vez? Voc quase morreu de fome ultimamente ou tem sido ameaado com a priso por no pagar o aluguel? Bem, se for assim, tente rir; algumas pessoas podero pensar que voc um comediante desempregado e pagar-lhe um jantar. Ento descobriro que voc est para ficar desalojado e, uma vez que voc to engraado e como no tm rido o suficiente nos ltimos dias, elas lhe pediro para mudar-se para sua casa. Voc se lembra dos tempos de criana, quando costumava chorar por causa de algo que parecia to tremendamente srio e ento, de repente, o desejo de chorar desaparecia e voc queria rir, mas sabia que isso ia aborrecer seus pais, mas no conseguia se controlar e explodia em riso de qualquer maneira? Os transformadores de humor esto prontos a restaurar o humor divino que o colocar em estado de graa. Assim, quando voc perder o desejo de ser srio, deixe-se explodir em riso; o estado de graa acontece num instante. Engenheiros de Milagres De acordo com o Oxford American Dictionary, um milagre um evento notvel e bem-vindo, aparentemente impossvel de ser explicado por meio das leis conhecidas da natureza, e por isso atribudo a um agente sobrenatural. Naturalmente, o agente sobrenatural a equipe de anjos de Deus. Os milagres acontecem de vrios modos e so de vrios tipos. H uma frase popular de pra-choque que diz: "Espere um Milagre." Esse um bom conselho para quem est tomando conscincia dos anjos, pois os anjos so os engenheiros que organizam e administram os milagres. O amor a fora por trs dos milagres. Quando convertido em energia pura, incondicional, o amor cura tudo o que toca. Os milagres ensinam e detectam o amor. Os milagres podem transformar quem duvida e odeia em quem tem esperanas e amor. O amor, em si e por si, um milagre. Quando os anjos escolhem seres humanos insuportveis para receberem a graa de milagres, esto sempre tentando ensinar-lhes que so amados. Pense em Scrooge: ele negava o amor todos os dias at que aqueles espritos tomaram conta dele. A cada vez que mudamos nosso pensamento de um programa negativo para um positivo, provocamos um evento notvel e bem-vindo. A vida um milagre por toda a nossa volta, a cada dia. Quando, todo dia, voc preferir ser feliz e no se preocupar, perceba que o milagre a escolha do positivo. Com o tempo, pequenos milagres formam grandes milagres. Os milagres acontecem e ensinam o amor, incondicionalmente, atravs dos engenheiros de milagres de Deus. Captulo 7 ANJOS QUE EMBELEZAM A VIDA HUMANA Exterminadores de Preocupaes E qual de vs, por preocupar-se e estar ansioso, pode acrescentar uma medida sua estatura ou durao da sua vida? Mateus, 6:27 Os anjos adoram acabar com preocupaes e ansiedades. Preocupar-se atormentar-se com pensamentos perturbadores. Preocupar-se significa que voc est embaraando a si mesmo com ansiedade a respeito do que poderia acontecer ou a respeito das conseqncias do que j aconteceu. A preocupao turva as guas da sua natureza criativa, porque exige tempo e energia demais. A preocupao derrota o seu suposto objetivo ao no lhe dar a chance de resolver o problema que o est preocupando. Porque, se voc ficar num estado de preocupao, o problema continuar a existir e tomar conta de voc.

16

Se se preocup