anatomia do quadril

44
ANATOMIA ANATOMIA DO DO QUADRIL QUADRIL Karina Bonizi Karina Bonizi R1 Medicina R1 Medicina Esportiva Esportiva

Upload: gwen

Post on 11-Jan-2016

71 views

Category:

Documents


5 download

DESCRIPTION

ANATOMIA DO QUADRIL. Karina Bonizi R1 Medicina Esportiva. Ossos do quadril. O osso do quadril é constituído pela fusão de 3 ossos, sendo eles, o ílio (porção superior), ísquio (porção póstero - inferior) e púbis ( ântero - inferior). - PowerPoint PPT Presentation

TRANSCRIPT

Page 1: ANATOMIA  DO  QUADRIL

ANATOMIA ANATOMIA DO DO

QUADRILQUADRIL

Karina Bonizi R1 Karina Bonizi R1 Medicina Medicina EsportivaEsportiva

Page 2: ANATOMIA  DO  QUADRIL

Ossos do quadrilOssos do quadril

• O osso do quadril é constituído O osso do quadril é constituído pela fusão de 3 ossos, sendo pela fusão de 3 ossos, sendo eles, o ílio (porção superior), eles, o ílio (porção superior), ísquio (porção póstero - inferior) ísquio (porção póstero - inferior) e púbis (ântero - inferior).e púbis (ântero - inferior).

• Os dois ossos do quadril unem - Os dois ossos do quadril unem - se anteriormente pela sínfise se anteriormente pela sínfise púbica, posteriormente com a púbica, posteriormente com a porção superior do sacro e porção superior do sacro e lateralmente com o osso fêmur.lateralmente com o osso fêmur.

Page 3: ANATOMIA  DO  QUADRIL

ÍlioÍlio

Formado por um corpo e asaFormado por um corpo e asa

Principais acidentes ósseos:Principais acidentes ósseos:

• Espinha ilíaca póstero - Espinha ilíaca póstero - superior. superior.

• Espinha ilíaca póstero - inferior. Espinha ilíaca póstero - inferior. • Espinha ilíaca ântero - superior. Espinha ilíaca ântero - superior. • Espinha ilíaca ântero - inferior. Espinha ilíaca ântero - inferior. • Crista ilíaca. Crista ilíaca. • Face glútea ou externa. Face glútea ou externa. • Linha glútea anterior. Linha glútea anterior. • Linha glútea inferior. Linha glútea inferior. • Linha glútea posterior. Linha glútea posterior. • Fossa ilíaca. Fossa ilíaca. • Face auricular.Face auricular.

Page 4: ANATOMIA  DO  QUADRIL

ÍsquioÍsquio

• Formado por um corpo e Formado por um corpo e um ramo.um ramo.

Principais acidentes Principais acidentes ósseos:ósseos:

• Túber isquiático. Túber isquiático. • Incisura isquiática menor. Incisura isquiática menor. • Espinha isquiática. Espinha isquiática. • Incisura isquiática maior. Incisura isquiática maior. • Corpo e ramo do ísquio.Corpo e ramo do ísquio.

Page 5: ANATOMIA  DO  QUADRIL

PúbisPúbis

• Formado por um corpo e dois Formado por um corpo e dois ramos.ramos.

Principais acidentes ósseos:Principais acidentes ósseos:

• Tubérculo púbico. Tubérculo púbico. • Ramo inferior do púbis. Ramo inferior do púbis. • Ramo superior do púbis. Ramo superior do púbis. • Face sinfisial.Face sinfisial.

Page 6: ANATOMIA  DO  QUADRIL
Page 7: ANATOMIA  DO  QUADRIL
Page 8: ANATOMIA  DO  QUADRIL

FêmurFêmur

• Principais acidentes Principais acidentes ósseos:ósseos:

• Épífise proximalÉpífise proximal• Cabeça do FêmurCabeça do Fêmur• Fóvea da cabeça do fêmurFóvea da cabeça do fêmur• Colo anatômicoColo anatômico• Trocanter maiorTrocanter maior• Trocanter menorTrocanter menor• Linha intertrocantéricaLinha intertrocantérica• Crista intertrocantéricaCrista intertrocantérica• Fossa trocantéricaFossa trocantérica

Page 9: ANATOMIA  DO  QUADRIL
Page 10: ANATOMIA  DO  QUADRIL
Page 11: ANATOMIA  DO  QUADRIL

Articulação coxo-femoralArticulação coxo-femoral• Função específica de sustentação e Função específica de sustentação e

locomoção do corpo humano. locomoção do corpo humano. Classificada como sinovial, esferoidal, Classificada como sinovial, esferoidal, permitindo movimento nos três planos permitindo movimento nos três planos (frontal, sagital e transversal) sendo o (frontal, sagital e transversal) sendo o mesmo limitado pelas estruturas ósseas, mesmo limitado pelas estruturas ósseas, capsulares e mio-ligamentares.capsulares e mio-ligamentares.

• Composta por duas estruturas ósseas: o Composta por duas estruturas ósseas: o acetábulo e a cabeça do fêmur. O acetábulo e a cabeça do fêmur. O acetábulo sendo côncavo (fossa do acetábulo sendo côncavo (fossa do acetábulo), possui, aderido a sua orla, acetábulo), possui, aderido a sua orla, uma estrutura fibrocartilaginosa uma estrutura fibrocartilaginosa formando o lábio do acetábulo unindo-se formando o lábio do acetábulo unindo-se ao ligamento transverso em sua incisura ao ligamento transverso em sua incisura possibilitando à cabeça do fêmur, possibilitando à cabeça do fêmur, estrutura convexa, um encaixe profundo estrutura convexa, um encaixe profundo favorecendo a coaptação.favorecendo a coaptação.

Page 12: ANATOMIA  DO  QUADRIL

Sínfise púbicaSínfise púbica

• Articulação Articulação semimóvel que semimóvel que une, na linha une, na linha mediana, as mediana, as superfícies superfícies internas das internas das lâminas lâminas quadrilaterais do quadrilaterais do púbispúbis

Page 13: ANATOMIA  DO  QUADRIL

LigamentosLigamentos

• Ligamento da cabeça do fêmur: Inserido à Ligamento da cabeça do fêmur: Inserido à fóvea, pequena reentrância na cabeça do fóvea, pequena reentrância na cabeça do fêmur, também denominado ligamento fêmur, também denominado ligamento redondo.Fixa-se à fossa do acetábulo na redondo.Fixa-se à fossa do acetábulo na incisura e ligamento transverso, tendo incisura e ligamento transverso, tendo pequena contribuição na fixação da pequena contribuição na fixação da cabeça do fêmur ao acetábulo, sendo sua cabeça do fêmur ao acetábulo, sendo sua principal função conduzir vasos principal função conduzir vasos sanguíneos à cabeça do fêmur .sanguíneos à cabeça do fêmur .

• Ligamentos iliofemoral, pubofemural e Ligamentos iliofemoral, pubofemural e isquiofemoral: aderem-se externamente a isquiofemoral: aderem-se externamente a cápsula articular.cápsula articular.

Page 14: ANATOMIA  DO  QUADRIL
Page 15: ANATOMIA  DO  QUADRIL
Page 16: ANATOMIA  DO  QUADRIL
Page 17: ANATOMIA  DO  QUADRIL

Músculos do quadrilMúsculos do quadril

Glúteo Máximo (Maior)Glúteo Máximo (Maior)• Glúteo Médio (Mediano) Glúteo Médio (Mediano) • Glúteo Mínimo (Menor) Glúteo Mínimo (Menor) • Piramidal (Piriforme)Piramidal (Piriforme)• Gêmeo Superior Gêmeo Superior • Obturatório Interno Obturatório Interno • Gêmeo InferiorGêmeo Inferior• Obturatório Externo Obturatório Externo • Quadrado Femural Quadrado Femural

Page 18: ANATOMIA  DO  QUADRIL

Inserção, inervação e açãoInserção, inervação e ação

• 1 - Glúteo Máximo (Maior): Inserção Medial: 1/5 posterior da crista 1 - Glúteo Máximo (Maior): Inserção Medial: 1/5 posterior da crista ilíaca, asa ilíaca (atrás da linha glútea posterior), crista sacral ilíaca, asa ilíaca (atrás da linha glútea posterior), crista sacral mediana, cóccix e tubérculos sacrais posteriores Inserção Lateral: mediana, cóccix e tubérculos sacrais posteriores Inserção Lateral: Tuberosidade glútea e trato iliotibial Inervação: Nervo Glúteo Inferior Tuberosidade glútea e trato iliotibial Inervação: Nervo Glúteo Inferior (L5, S1 e S2) Ação: Extensão do quadril, rotação lateral da coxa e (L5, S1 e S2) Ação: Extensão do quadril, rotação lateral da coxa e auxilia na adução da coxa. Pode realizar retroversão da pelve auxilia na adução da coxa. Pode realizar retroversão da pelve (contração bilateral). (contração bilateral).

• 2 - Glúteo Médio (Mediano): Inserção Superior: 4/5 anterior da crista 2 - Glúteo Médio (Mediano): Inserção Superior: 4/5 anterior da crista ilíaca, asa ilíaca entre a linhas glúteas anterior e posterior e espinha ilíaca, asa ilíaca entre a linhas glúteas anterior e posterior e espinha ilíaca anterô-superior Inserção Inferior: Superfície lateral do trocânter ilíaca anterô-superior Inserção Inferior: Superfície lateral do trocânter maior Inervação: Nervo Glúteo Superior (L4, L5 e S1) Ação: Abdução. maior Inervação: Nervo Glúteo Superior (L4, L5 e S1) Ação: Abdução. As fibras anteriores realizam rotação medial e flexão da coxa. A As fibras anteriores realizam rotação medial e flexão da coxa. A fibras posteriores realizam rotação lateral e extensão da coxa. O fibras posteriores realizam rotação lateral e extensão da coxa. O Glúteo médio é o principal estabilizador do quadril. Glúteo médio é o principal estabilizador do quadril.

• 3 - Glúteo Mínimo (Menor): Inserção Superior: Crista ilíaca, asa ilíaca 3 - Glúteo Mínimo (Menor): Inserção Superior: Crista ilíaca, asa ilíaca (entre as linhas glúteas anterior e inferior) e espinha iliaca ântero-(entre as linhas glúteas anterior e inferior) e espinha iliaca ântero-superior Inserção Inferior: Superfície anterior do trocânter maior superior Inserção Inferior: Superfície anterior do trocânter maior Inervação: Nervo Glúteo Superior (L4, L5 e S1) Ação: Abdução, Inervação: Nervo Glúteo Superior (L4, L5 e S1) Ação: Abdução, rotação medial e flexão da coxa.rotação medial e flexão da coxa.

Page 19: ANATOMIA  DO  QUADRIL
Page 20: ANATOMIA  DO  QUADRIL
Page 21: ANATOMIA  DO  QUADRIL
Page 22: ANATOMIA  DO  QUADRIL

Inserção, inervação e açãoInserção, inervação e ação

• 4 - Piramidal (Piriforme): Inserção Superior (Medial): Face anterior do sacro 4 - Piramidal (Piriforme): Inserção Superior (Medial): Face anterior do sacro Inserção Inferior (Lateral): Bordo superior do trocânter maior Inervação: Nervo Inserção Inferior (Lateral): Bordo superior do trocânter maior Inervação: Nervo do Piramidal (S1 e S2) Ação: Abdução e rotação lateral da coxa do Piramidal (S1 e S2) Ação: Abdução e rotação lateral da coxa

• 5 - Gêmeo Superior: Inserção Medial: Superfície externa da espinha isquiática 5 - Gêmeo Superior: Inserção Medial: Superfície externa da espinha isquiática Inserção Lateral: Trocânter maior Inervação: Nervo Obturatório Interno (L5, Inserção Lateral: Trocânter maior Inervação: Nervo Obturatório Interno (L5, S1 e S2) Ação: Abdução e rotação lateral da coxa S1 e S2) Ação: Abdução e rotação lateral da coxa

• 6 - Obturatório Interno: Inserção Medial: Face interna da membrana 6 - Obturatório Interno: Inserção Medial: Face interna da membrana obturatória (forame obturatório) Inserção Lateral: Trocânter maior Inervação: obturatória (forame obturatório) Inserção Lateral: Trocânter maior Inervação: Nervo Obturatório Interno (L5, S1 e S2) Ação: Abdução e rotação lateral da Nervo Obturatório Interno (L5, S1 e S2) Ação: Abdução e rotação lateral da coxacoxa

• 7 - Gêmeo Inferior: Inserção Medial: Parte superior da tuberosidade isquiática 7 - Gêmeo Inferior: Inserção Medial: Parte superior da tuberosidade isquiática Inserção Lateral: Trocânter maior Inervação: Nervo Quadrado Femoral (L4, L5 Inserção Lateral: Trocânter maior Inervação: Nervo Quadrado Femoral (L4, L5 e S1) Ação: Abdução e rotação lateral da coxae S1) Ação: Abdução e rotação lateral da coxa

• 8 - Obturatório Externo: Inserção Medial: Face posterior do púbis e ísquio e 8 - Obturatório Externo: Inserção Medial: Face posterior do púbis e ísquio e superfície externa da mambrana obturatória Inserção Lateral: Trocânter maior superfície externa da mambrana obturatória Inserção Lateral: Trocânter maior (posteriormente) Inervação: Nervo Obturatório (L3 e L4) Ação: Rotação lateral (posteriormente) Inervação: Nervo Obturatório (L3 e L4) Ação: Rotação lateral da coxada coxa

• 9 - Quadrado Femural: Inserção Medial: Porção proximal do bordo externo da 9 - Quadrado Femural: Inserção Medial: Porção proximal do bordo externo da tuberosidade isquiática Inserção Lateral: Trocânter maior e crista tuberosidade isquiática Inserção Lateral: Trocânter maior e crista intertrocantérica Inervação: Nervo Quadrado Femoral (L4, L5 e S1) Ação: intertrocantérica Inervação: Nervo Quadrado Femoral (L4, L5 e S1) Ação: Rotação lateral da coxa Rotação lateral da coxa

Page 23: ANATOMIA  DO  QUADRIL
Page 24: ANATOMIA  DO  QUADRIL
Page 25: ANATOMIA  DO  QUADRIL
Page 26: ANATOMIA  DO  QUADRIL
Page 27: ANATOMIA  DO  QUADRIL

Músculos Abdominais: Músculos Abdominais: Inserções no quadrilInserções no quadril• Músculo reto Músculo reto

anterior do abdomeanterior do abdome

• Inserção: Corpo Inserção: Corpo

do púbis do púbis

e sínfise púbicae sínfise púbica

Ação: Aumento Ação: Aumento

da PIA; Retroversão da da PIA; Retroversão da pelve; Flexão do troncopelve; Flexão do tronco

Page 28: ANATOMIA  DO  QUADRIL

• M. Oblíquo externo M. Oblíquo externo do abdomedo abdome

• Inserção inferior: ½ Inserção inferior: ½ anterior da crista anterior da crista ilíaca, EIAS, ilíaca, EIAS, tubérculo do púbis tubérculo do púbis e linha albae linha alba

• Ação: Rotação com Ação: Rotação com tórax girando para tórax girando para o lado oposto; o lado oposto; Flexão do tronco e Flexão do tronco e aumento da PIAaumento da PIA

Page 29: ANATOMIA  DO  QUADRIL

• Oblíquo interno do Oblíquo interno do abdomeabdome

• Inserção superior: 3 Inserção superior: 3 últimas cartilagens últimas cartilagens costais, crista do púbis costais, crista do púbis e linha albae linha alba

• Inserção inferior: Inserção inferior: Crista ilíaca, EIAS e Crista ilíaca, EIAS e ligamento inguinalligamento inguinal

• Ação: Idem OE+ Ação: Idem OE+ rotação do tórax para rotação do tórax para o mesmo ladoo mesmo lado

Page 30: ANATOMIA  DO  QUADRIL

• M. transverso do M. transverso do abdome:abdome:

• Inserção posterior: Face Inserção posterior: Face interna das últimas 6 interna das últimas 6 cartilagens costais, cartilagens costais, fascia tóraco-lombar, fascia tóraco-lombar, crista ilíaca e ligamento crista ilíaca e ligamento inguinalinguinal

• Inserção anterior: Linha Inserção anterior: Linha alba e crista do púbisalba e crista do púbis

• Ação: aumento da PIA e Ação: aumento da PIA e estabilização da Coluna estabilização da Coluna LombarLombar

Page 31: ANATOMIA  DO  QUADRIL

• M. quadrado M. quadrado lombarlombar

• Inserção inferior: Inserção inferior: Crista ilíaca e Crista ilíaca e ligamento ligamento ileolombarileolombar

• Ação: Inclinação Ação: Inclinação homolateral do homolateral do tronco e tronco e depressão da 12 depressão da 12 costelacostela

Page 32: ANATOMIA  DO  QUADRIL

M. iliopsoasM. iliopsoas

• Ilíaco: Inserção superior: 2/3 superiores da fossa ilíaca, Ilíaco: Inserção superior: 2/3 superiores da fossa ilíaca, crista ilíaca e asa do sacro.crista ilíaca e asa do sacro.

• Inserção inferior: Trocânter menorInserção inferior: Trocânter menor

• Ação: Flexão do quadril, anteroversão da pelve e flexão da Ação: Flexão do quadril, anteroversão da pelve e flexão da coluna lombar(30 a 90 graus)coluna lombar(30 a 90 graus)

• Psoas maior: Inserção superior: Processo transverso das Psoas maior: Inserção superior: Processo transverso das vértebras lombares, corpos e discos intervertebrais das vértebras lombares, corpos e discos intervertebrais das últimas torácicas e todas lombares.últimas torácicas e todas lombares.

• Inserção inferior: Trocânter menorInserção inferior: Trocânter menor

• Ação: Flexão da coxa, flexão da coluna lombar(30-90 graus) Ação: Flexão da coxa, flexão da coluna lombar(30-90 graus) e inclinação homolaterale inclinação homolateral

Page 33: ANATOMIA  DO  QUADRIL
Page 34: ANATOMIA  DO  QUADRIL

• Psoas Psoas menor(geralmente menor(geralmente está ausente)está ausente)

• Inserção inferior: Inserção inferior: Eminência Eminência iliopectíneailiopectínea

• Ação: Flexão da Ação: Flexão da pelve e colunapelve e coluna

Page 35: ANATOMIA  DO  QUADRIL

Ligamento inguinalLigamento inguinal• Também conhecido como ligamento Também conhecido como ligamento

de Poupart, é a parte inferior e de Poupart, é a parte inferior e tendínea da aponeurose do m. tendínea da aponeurose do m. obliquo externo do abdome (Fig 1). obliquo externo do abdome (Fig 1). Esse ligamento se estende da Esse ligamento se estende da espinha ilíaca ântero-superior até o espinha ilíaca ântero-superior até o tubérculo púbico. Sua margem livre, tubérculo púbico. Sua margem livre, ou terço medial, denominada arco ou terço medial, denominada arco inguinal superficial, da passagem ao inguinal superficial, da passagem ao feixe vasculonervoso femoral e fixa-feixe vasculonervoso femoral e fixa-se à superfície pectínea do púbis se à superfície pectínea do púbis através do ligamento pectíneo. através do ligamento pectíneo. Envia um feixe reflexo, na parte Envia um feixe reflexo, na parte curvada da sua borda livre, que se curvada da sua borda livre, que se insere na fáscia pectínea. Esse feixe insere na fáscia pectínea. Esse feixe recebe o nome de ligamento recebe o nome de ligamento lacunar. Seu terço lateral está lacunar. Seu terço lateral está firmemente unido a porção fáscia firmemente unido a porção fáscia ilíaca, onde esta se funde a fáscia ilíaca, onde esta se funde a fáscia transversal e se continua com a transversal e se continua com a fáscia lata.fáscia lata.

Page 36: ANATOMIA  DO  QUADRIL

Canal inguinal: LimitesCanal inguinal: Limites• Parede anterior: Parede anterior:

Aponeurose do MOE Aponeurose do MOE e fibras do MOI e fibras do MOI (lateral)(lateral)

• Parede posterior: Parede posterior: Fáscia transversalis Fáscia transversalis e aponeurose do m. e aponeurose do m. transverso.transverso.

• Parede superior: Parede superior: MOI e transverso.MOI e transverso.

• Parede inferior: Parede inferior: Ligamento inguinal Ligamento inguinal e ligamento e ligamento lacunar(medial).lacunar(medial).

Page 37: ANATOMIA  DO  QUADRIL

Músculos da coxa: Inserções Músculos da coxa: Inserções proximaisproximais• Tensor da fáscia lata: Crista ilíaca e EIASTensor da fáscia lata: Crista ilíaca e EIAS

• Sartório: EIASSartório: EIAS

• Quadríceps: RA-EIAI; VL-Trocânter maior, Quadríceps: RA-EIAI; VL-Trocânter maior, linha áspera, linha intertrocantérica e linha áspera, linha intertrocantérica e tuberosidade glútea; VM-Linha áspera e tuberosidade glútea; VM-Linha áspera e linha intertrocantérica; linha intertrocantérica; VI- 2/3 VI- 2/3 proximais da face anterior e lateral do proximais da face anterior e lateral do fêmur e ½ distal da linha ásperafêmur e ½ distal da linha áspera

Page 38: ANATOMIA  DO  QUADRIL
Page 39: ANATOMIA  DO  QUADRIL

• Bíceps femoral: Cabeça longa: Bíceps femoral: Cabeça longa: Tuberosidade isquiática e ligamento Tuberosidade isquiática e ligamento sacro-tuberoso; Cabeça curta: Lábio sacro-tuberoso; Cabeça curta: Lábio lateral e linha ásperalateral e linha áspera

• Semitendíneo: Tuberosidade isquiáticaSemitendíneo: Tuberosidade isquiática

• Semimembranáceo: Tuberosidade Semimembranáceo: Tuberosidade isquiáticaisquiática

• Grácil: SP e ramo inferior do púbisGrácil: SP e ramo inferior do púbis

• Pectíneo: Eminência ílio-pectínea, Pectíneo: Eminência ílio-pectínea, tubérculo púbico e ramo superior do tubérculo púbico e ramo superior do púbispúbis

Page 40: ANATOMIA  DO  QUADRIL

• Adutor longo: Superfície anterior Adutor longo: Superfície anterior dopúbis e SPdopúbis e SP

• Adutor curto: Ramo inferior do púbisAdutor curto: Ramo inferior do púbis

• Adutor magno: Tuberosidade Adutor magno: Tuberosidade isquiática, ramo do púbis e do ísquioisquiática, ramo do púbis e do ísquio

Page 41: ANATOMIA  DO  QUADRIL
Page 42: ANATOMIA  DO  QUADRIL

Obrigada!!!Obrigada!!!

Page 43: ANATOMIA  DO  QUADRIL

Quadril: Anatomia Body Quadril: Anatomia Body buildingbuilding

Page 44: ANATOMIA  DO  QUADRIL

Medicina esportiva USPMedicina esportiva USP