anais odonto

Download Anais Odonto

Post on 30-Dec-2014

80 views

Category:

Documents

6 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

II Jornada UNIME de Odontologia

II Encontro de Integrao Cientfica dos Estudantes de Odontologia da Bahia

II Seminrio Integrado Discente Fonoaudiologia e Odontologia

ISBN: 85-98449-05-9

Organizao dos Anais: Prof Susana Paim Prof Ana Isabel Fonseca Scavuzzi

Lauro de Freitas Bahia Campus Universitrio UNIME 26 a 28 de Agosto de 2004

ANAIS II Jornada UNIME de Odontologia II Encontro de Integrao Cientfica dos Estudantes de Odontologia da Bahia II Seminrio Integrado Discente Fonoaudiologia e Odontologia26 a 28 de Agosto de 2004, Campus Universitrio UNIME, Lauro de Freitas/BA

MESAS DEMONSTRATIVAS

TRABALHOS PREMIADOSFRUM CLNICO1 MENO HONROSA: FCL06 - Linfoma difuso de clulas T do palato Relato de Caso (UNIME). Ferreira, C. M.*; Nascimento, C.S.; Farias, J.G.; Teles, J.S.S.; Santos, T.A. C. 2 MENO HONROSA: FCL07 - Enxerto de tecido conjuntivo para aumento de rebordo desdentado (UNIME). Rios, A. B.*; Gnoatto, N.; Ticianeli, M. G.; Almanza, J. L.; Mota, C. E. T. G. 3 MENO HONROSA: FCL03 - Moldagem mucosttica: relato de caso clnico (UEFS). Oliveira, M. C.; Alencar, D. A.*; Barreto Neto, L. O.; Lemos, I. M.; Marques, L. C. TEMAS LIVRES TLA- MENO HONROSA: TL08 - Herpes simples labial. (UNIME). Mamdio, J. L..; Sales, C.C.; Trief, C.B.; Peixoto, E.S.*; Sarmento, V.A. TLB - MENO HONROSA: TL18 - Fotopolimerizao das resinas compostas para obteno de excelncia restauradora (UNIME). Flix, M.; Lisboa, L. G. C.*; Valladares, C. F. P.; Silva, N. M. B.; Arajo, L. L. G. TLC - MENO HONROSA: TL27 - Inter-relao DentsticaPeriodontia: necessidades trans-cirrgicas (UEFS). Miguel, F. B.; Pinto-Filho, J. M.*; Oliveira, M. M. M. B.; Marques, L. C.; Silva, M. F. TLD - MENO HONROSA: TL41 - Relao entre dimenso vertical de ocluso e as desordens temporomandibulares (UEFS). Lemos, I. M.*; Dultra, C. A.; Silva, J. S.; Alencar, D. A. FRUM CIENTFICO 1 MENO HONROSA FCI 02 - Metodologias de identificao de marcas e mordidas (USP). Marques, J. A. M.*; Cardoso, P. E. C.; Silva, M. 2 MENO HONROSA FCI 04 - Adeso de brquetes cermicas aluminizadas e feldspticas usando dois cimentos e sob dois tratamentos de superfcie (UEFS). Pessa, C. P*.; Lima, H. R.; Rocha, P. V. B.; Paixo, R. F. 3 MENO HONROSA FCI 06 Conhecimento dos pais sobre o diagnstico de crie precoce em bebs (UEFS). Santos, M. C. C.*; Teixeira, A. C. O. C.; Paim, S.; Scavuzzi, A. I. F.

1 MENO HONROSA MD06 - Restaurao em dentes anteriores utilizando guia de silicona pesada (UEFS). Queiroz, J.A.M.; Oliveira, A.S.*; Pinto Filho, J.M. 2 MENO HONROSA MD09 - Moldagem com casquete individual utilizando polieter um mtodo no traumtico (UNIME). Vieira, C. O.; Pinheiro, C. S.; Rios, A. C. F. C.; Paim, S. 3 MENO HONROSA MD11 - Tcnicas anestsicas intra-orais modalidade: bloqueio regional (FBDC). Trindade, M. P.; Mendes, R. B.; Silva, R. F.; Fernandes, A.; Rodrigues, E. PSTERS POA (sexta-feira) 1 MENO HONROSA PO04 - Laserterapia (GaAlAs) efeito sobre reparo cutneo em dorso de ratos desnutridos: estudo morfolgico (UFBA). Moura, A.P.*; Meireles, G.C.S.; Vieira, A.L.B.; Ramalho, L.M.P.; Pinheiro, A.L.B. 2 MENO HONROSA PO16 - Risco De Crie em Estudantes da Unime- Estudo Comparativo (Unime). Almeida, J. C.; Bustani, B. S.*; Santos, F. F. 3 MENO HONROSA PO19 - Papiloma Apresentao de Caso Clnico (Unime). Fonseca, V. A.; Pitanga, F. C.; Nascimento, V. P.; Pereira, C. H. A. C.*; Oliveira, M. Q. POB (sbado) 1 MENO HONROSA PO36 - Associao entre doena periodontal e baixo peso ao nascer (UEFS). Magalhes, M.D.*; Cruz, S.S.; Costa, M.C.N.; Gomes Filho, I.S.; Macdo, T.C.N. 2 MENO HONROSA PO42 - Perfil do conhecimento em sade bucal dos agentes comunitrios. (UEFS). Freitas, V. S.; Pacheco, M. A.*; Souza, R. M.; Fernandes, M. S. A.; Santos, L. L. N. 3 MENO HONROSA PO32 - Avaliao do potencial mutagnico do formocresol pelo teste do microncleo (UEFS). Araujo, C. P.*; Oliveira, S. V.

2

ANAIS II Jornada UNIME de Odontologia II Encontro de Integrao Cientfica dos Estudantes de Odontologia da Bahia II Seminrio Integrado Discente Fonoaudiologia e Odontologia26 a 28 de Agosto de 2004, Campus Universitrio UNIME, Lauro de Freitas/BA

Coordenao: Prof. Jos Rodrigo Rocha/Viviane Sarmento Profa.Cristiane Nascimento Profa Giovanna Bonfim e Prof. Joel Almeida TL01 - Proposta de tratamento para trauma de face com fratura de parasnfise e cndilo (UNIME). Esteves Netto, A.V.*; Farias, J.G.; Carneiro, G.G.V.S.; Amarantes, A.S.; Santos, L.C.S. RESUMO: O trauma em face normalmente resulta em injrias. No que se refere fratura de mandbula, apresenta-se uma grande incidncia, por ser este um osso proeminente e apresentar movimentao articular. Para o tratamento da fratura, segue-se o prncipio da reduo e fixao, dependendo do tipo e localizao, podendo ser por tcnica cirrgica, conservadora ou mesmo combinada ao que se refere a fraturas mltiplas. Paciente S J S, 23 anos, sexo masculino, apresentou-se ao Servio de C.T.B.M.F. do Hospital Santa Casa de So Flix, relatando queda de bicicleta com impacto em regio mentoniana ocorrida 1 ms. Ao exame clnico detectou-se crepitao ssea, desvio lateral esquerdo durante a abertura bucal, mal-ocluso, mordida aberta, alongamento da face. Ao exame radiogrfico(panormica) pode-se detectar imagens sugestivas de fratura parasinfisria e condilar(ragio de colo) esquerda. Para o tratamento da fratura parasinfisria foi realizada a fixao com placa e parafuso de forma cruenta, no necessitando de reduo pois no houve deslocamento nem separao dos fragmentos. Em relao a fratura condilar, preconizou-se o tratamento conservador pelo tempo decorrido entre trauma e a consulta. Paciente se encontra em fisioterapia para correo do desvio durante abertura bucal e para preveno de anquilose demonstrando evoluo favorvel. TL02 - Cisto residual infectado relato de caso (UNIME). Dias, A.L.B.*; Farias, J.G.; Carneiro, G.G.V.S.; Esteves Netto, A.V.; Amarantes, A.S. RESUMO: Cistos so leses revestidas por tecido epitelial contendo no seu interior substncia liquida (fluida) ou semislida. Podem ter localizao intra-ssea ou desenvolverem-se em tecidos moles. O tratamento para leses csticas consiste em remoo cirrgica, podendo ser, massupializao ou enucleao do mesmo. Paciente J S C., 45 anos, sexo masculino apresentou-se ao Servio de Cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial do Hospital Santa Casa So Flix, queixando-se de que seu osso estava inchado e saindo pus. Foi observado um aumento na regio de maxila esquerda. Ao exame clnico detectou-se uma perda da linha naso-labial, um abaulamento indo desde a regio de canino do lado esquerdo at 1 molar do mesmo lado com expanso das corticais vestibular e palatina. Foi realizado uma puno onde observou-se positividade com presena de secreo purulenta e liquido citrno. Relativo ao exame radiogrfico (panormica e oclusal) pode-se detectar uma extensa rea radiolcida circundada por um ntido halo radiopaco. Do dente 23 ao 26, tendo-se ento um diagnostico sugestivo de cisto residual infectado, que foi confirmado, posteriormente, pelo diagnstico histopatolgico. O paciente foi submetido a uma cirurgia para a enucleao do cisto, sob anestesia geral. O trans-operatrio transcorreu normalmente. O tratamento do referido paciente foi finalizado com sucesso. TL03 - Como nossos pacientes vem a problemtica da AIDS no consultrio odontolgico (UFBA).

TEMAS LIVRES

Cavalcanti, A.P.*; Chagas, P.; Soares, A.; Almeida, D.; Pinheiro, A.L.B. RESUMO: Este trabalho teve como finalidade saber a opinio dos pacientes a respeito da biossegurana e do risco de transmisso do vrus HIV no consultrio odontolgico. Existem muitos trabalhos que avaliam o nvel de conhecimento e a opinio dos profissionais de sade acerca deste assunto, mas pouco se sabe sobre a viso dos pacientes. A avaliao foi realizada atravs de aplicao de questionrios, os quais foram respondidos por 100 indivduos escolhidos aleatoriamente em locais pblicos da cidade de Salvador. Os resultados demonstraram que, em determinadas situaes citadas no questionrio, existe um grande receio, por parte dos pacientes, de se contaminar com o vrus da AIDS no atendimento odontolgico. TL04 - Mtodo alternativo para remoo de crie (UNIME). Fonseca, V.A.*; Martinez, E.M.; Brando, N.A.; Maciel, A.S.; Paim, S. RESUMO: A profisso de CD sempre foi associada a "dor". A anestesia local, o uso de brocas para a remoo da crie e o barulho desconfortvel do micro motor e da turbina so os principais "viles" dessa fobia. Alm do ambiente de consultrio, nos postos de sade e nas aes comunitrias, onde se utiliza a tcnica escavao em massa (ART) carente de uma ferramenta mais rpida e eficaz do que somente a cureta de dentina. Na dcada de 90, foi introduzido no Brasil o gel CarisolvTM (Sucia), que afirmava remover o tecido cariado sem o uso de anestesia local, de brocas ou outro equipamento. constitudo por um fluido de alta viscosidade, que contm aminocidos, cloreto de sdio, eritrosina, carboxi-metilcelulose, gua destilada e hidrxido de sdio e por hipoclorito de sdio. Acompanha um conjunto de curetas especialmente desenhadas para a remoo exclusiva da dentina infectada. Em 2003 foi desenvolvido o Papacrie (Brasil), um gel a base de papana (extrada da casca do mamo papaia), cloramina e azul de toluidina, o qual alia as mesmas caracterstica do CarisolvTM , com a grande vantagem do seu baixo custo (produto nacional),de utilizao mais simples e rpida, viabilizando seu uso no setor privado e principalmente no mbito da sade publica. Este trabalho no se prope a fazer propaganda dos produtos e sim esclarecer vantagens e desvantagens de ambos e sua imporncia no alvio do desconforto de pacientes fbicos e nos dispor a esclarecer eventuais dvidas. TL05 - Cementoblastoma relato de caso clnico (UNIME). Sarmento, V.A.; Silva, V.D.U.*; Almeida, A. M.; Barbosa, V.S.; Sacramento, L.A. RESUMO: O cementoblastoma uma neoplasia odontognica benigna, de origem mesenquimal, que acomete principalmente adultos jovens. Na maioria das vezes clinicamente