américa latina américa latina: quintal de atuação dos eua! estados desunidos da américa latina

Download América Latina América Latina: quintal de atuação dos EUA! Estados desunidos da América Latina

If you can't read please download the document

Post on 16-Apr-2015

119 views

Category:

Documents

5 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Slide 1
  • Amrica Latina Amrica Latina: quintal de atuao dos EUA! Estados desunidos da Amrica Latina
  • Slide 2
  • Fala do cacique GUAICAIPURO CAUTMOC: A VERDADEIRA DVIDA EXTERNA. EU, GUAICAIPURO CAUTMOC, DESCENDENTE DOS QUE POVOARAM A AMRICA H 40 MIL ANOS, VIM AQUI ENCONTRAR OS QUE NOS ENCONTRARAM H APENAS 500 ANOS. O IRMO ADVOGADO EUROPEU ME EXPLICA QUE AQUI TODA DVIDA DEVE SER PAGA, AINDA QUE PARA ISSO SE TENHA QUE VENDER SERES HUMANOS OU PASES INTEIROS. POIS BEM! EU TAMBM TENHO DVIDAS A COBRAR. CONSTA NO ARQUIVO DAS NDIAS OCIDENTAIS QUE ENTRE OS ANOS DE 1503 E 1660, CHEGARAM EUROPA 185 MIL QUILOS DE OURO E 16 MILHES DE QUILOS DE PRATA VINDOS DA MINHA TERRA!... TERIA SIDO UM SAQUE? NO ACREDITO. SERIA PENSAR QUE OS IRMOS CRISTOS FALTARAM A SEU STIMO MANDAMENTO. GENOCDIO?... NO. EU JAMAIS PENSARIA QUE OS EUROPEUS, COMO CAIM, MATAM E NEGAM O SANGUE DE SEU IRMO.
  • Slide 3
  • ESPOLIAO?... SERIA O MESMO QUE DIZER QUE O CAPITALISMO DESLANCHOU GRAAS INUNDAO DA EUROPA PELOS METAIS PRECIOSOS ARRANCADOS DE MINHA TERRA! VAMOS CONSIDERAR QUE ESSE OURO E ESSA PRATA FORAM O PRIMEIRO DE MUITOS EMPRSTIMOS AMIGVEIS QUE FIZEMOS EUROPA. ACHAR QUE NO FOI ISSO SERIA PRESUMIR A EXISTNCIA DE CRIMES DE GUERRA, O QUE ME DARIA O DIREITO DE EXIGIR A DEVOLUO DOS METAIS E A COBRAR INDENIZAO POR DANOS E PERDAS. PREFIRO CRER QUE NS, NDIOS, FIZEMOS UM EMPRSTIMO A VOCS, EUROPEUS. AO COMEMORAR O QUINTO CENTENRIO DESSE EMPRSTIMO, NOS PERGUNTAMOS SE VOCS USARAM RACIONAL E RESPONSAVELMENTE OS FUNDOS QUE LHES ADIANTAMOS. LAMENTAMOS DIZER QUE NO. VOCS DILAPIDARAM ESSE DINHEIRO EM ARMADAS INVENCVEIS, TERCEIROS REICHS E OUTRAS FORMAS DE EXTERMNIO MTUO. E ACABARAM OCUPADOS PELAS TROPAS DA OTAN. VOCS FORAM INCAPAZES DE ACABAR COM O CAPITAL E DEIXAR DE DEPENDER DAS MATRIAS PRIMAS E DA ENERGIA BARATA QUE ARRANCAM DO TERCEIRO MUNDO.
  • Slide 4
  • ESSE QUADRO DEPLORVEL CORROBORA A AFIRMAO DE MILTON FRIEDMANN, SEGUNDO O QUAL UMA ECONOMIA NO PODE DEPENDER DE SUBSDIOS. POR ISSO, MEUS SENHORES DA EUROPA, EU, GUAICAIPURO CAUTMOC, ME SINTO OBRIGADO A COBRAR O EMPRSTIMO QUE TO GENEROSAMENTE LHES CONCEDEMOS H 500 ANOS. E OS JUROS. PARA SEU PRPRIO BEM. NO, NO VAMOS COBRAR DE VOCS AS TAXAS DE 20 A 30 POR CENTO DE JUROS QUE VOCS IMPEM AO TERCEIRO MUNDO. QUEREMOS APENAS A DEVOLUO DOS METAIS PRECIOSOS, MAIS 10 POR CENTO SOBRE 500 ANOS. LAMENTO DIZER, MAS A DVIDA EUROPIA PARA CONOSCO, NDIOS, PESA MAIS QUE O PLANETA TERRA!... E VEJAM QUE CALCULAMOS ISSO EM OURO E PRATA. NO CONSIDERAMOS O SANGUE DERRAMADO DE NOSSOS ANCESTRAIS! SEI QUE VOCS NO TM ESSE DINHEIRO, PORQUE NO SOUBERAM GERAR RIQUEZAS COM NOSSO GENEROSO EMPRSTIMO. MAS H SEMPRE UMA SADA: ENTREGUEM-NOS A EUROPA INTEIRA, COMO PRIMEIRA PRESTAO DE SUA DVIDA HISTRICA.
  • Slide 5
  • O que a Amrica Latina? Definio: espao que compreende os pases localizados do Mxico para o sul da Amrica, colonizados predominantemente pelo modelo de explorao por espanhis e portugueses.
  • Slide 6
  • Processo histrico de formao Todos estes pases foram submetidos ao processo de COLONIZAO DE EXPLORAO: - Monocultura latifundiria de exportao; - Uso dos melhores solos para o sistema de Plantation; - Mo-de-obra escrava; - Manuteno de uma elite branca; HERANA MALDITA
  • Slide 7
  • SUBDESENVOLVIMENTO Resultado SUBDESENVOLVIMENTO Dependncia tecnolgica; Enormes desigualdades socioeconmicas; Indicadores sociais desfavorveis (baixo e mdio IDH); Elevadas dvidas externas; Ou seja, em muitos pases: continuao da DIT desigual da era colonial. EUA? Metrpoles Latino-americanas: Portugal/Espanha, Reino Unido e hoje: EUA?
  • Slide 8
  • AMRICA LATINA HOJE CONSEQUNCIAS: autoritarismo em todos os sentidos na Amrica Latina, maquiado por uma falsa democracia (governos populistas?). No existe democracia sem justia social Pases desenvolvidos Brasil 10% mais ricos possuem de 20 28% do PIB possuem de 35 40% do PIB 60% mais pobres possuem 48% do PIB possuem 18% do PIB
  • Slide 9
  • Amrica latina: uma dcada de indefinio ideolgica. Aps sculos de manuteno de uma elite dominante (herana europia), estaria havendo uma guinada poltica esquerda?
  • Slide 10
  • 1998 (Venezuela): Hugo Chavez (reeleito em 2006) 1998 (Venezuela): Hugo Chavez (reeleito em 2006) 2002 (Brasil):Luiz Incio Lula da Silva (reeleito em 2006) 2002 (Brasil):Luiz Incio Lula da Silva (reeleito em 2006) 2003 (Argentina):Nstor Kirchner 2003 (Argentina):Nstor Kirchner 2004 (Uruguai):Tabar Vzquez 2004 (Uruguai):Tabar Vzquez 2005 (Bolvia):Evo Morales 2005 (Bolvia):Evo Morales 2006 (Chile):Michelle Bachelet 2006 (Chile):Michelle Bachelet 2008 (Paraguai)Fernando Lugo 2008 (Paraguai)Fernando Lugo Os eleitos da esquerda
  • Slide 11
  • O neoliberalismo e a insatisfao popular A eleio destes lderes de esquerda, representa a insatisfao popular em relao s polticas neoliberais que predominaram na regio nos anos 90 e que no trouxeram grandes avanos econmicos e sociais.
  • Slide 12
  • Eleies por motivos semelhantes X governos desiguais e desunidos No h uma esquerda latino-americana, mas duas: - Uma moderna, aberta, internacio- nalista e reformista: Lula,verso Dilma (Brasil), Bachelet (Chile) e Vzquez (Uruguai);
  • Slide 13
  • Outra retrograda, estridente nacionalista e de viso estreita (Chavez e Evo Morales);
  • Slide 14
  • A Revoluo bolivariana de Hugo Chavez na Venezuela Prof. Reginaldo (Geopoltica e atualidades)
  • Slide 15
  • Para os EUA, Chavez uma fora negativa para a Amrica Latina, por sua retrica contra o imperialismo e pelo uso poltico regional dos recursos obtidos com o petrleo. A Revoluo Bolivariana de Chvez
  • Slide 16
  • Histrico de Chavez no poder 1998: Chavez, revolucionrio e golpista (1992) ganha as eleies presidenciais com 56,2% dos votos; Dez/1999: promulgao da nova constituio: - Novo nome: Repblica Bolivariana da Venezuela; - Elimina o Senado e institui o parlamento unicameral; - Maiores poderes ao presidente, aumentando o mandato de 5 para 6 anos com direito reeleio; - Consagrao do monoplio do petrleo; - Reduo da jornada de trabalho para 44 horas/semana;
  • Slide 17
  • 2000: Chavez se reelege com 60% dos votos; 2002: leis aprovadas por Chavez geram protestos, greve nacional e conflitos; 12/04/2002: um golpe de Estado por parte de empresrios e setores militares com apoio dos EUA. O povo toma as ruas e em 14/04 Chavez reassume; Agosto/2004: em referendo popular, 59,3% da populao apia a manuteno de Chavez no poder; 2006: Chavez reeleito para mais 6 anos e cria o partido nico PSUV (rumo ao totalitarismo?);
  • Slide 18
  • Atitudes polmicas do governo Chavez Incio de 2007: aprovada lei que autoriza Chavez governar por decreto durante 18 meses (Ditadura?); Julho/2007: no renovao do canal RCTV, mais antigo e popular do pas, acusado de apoiar o golpe de 2002; Proposta de possibilidade de reeleio permanente derrotada em plebiscito no final de 2007 e aprovada em novo plebiscito em 15/02/2009 (54,36% votaram sim).
  • Slide 19
  • 2010: crise poltica, energtica e econmica na Venezuela. 2010: o ano iniciou mal para o presidente Chvez: inflao, apago eltrico, protestos de rua e conflitos internos no governo; Medidas impopulares: desvalorizao da moeda local, planos de racionamento de energia e o cancelamento da transmisso de canais de TV a cabo. Estopim dos problemas: cancelamento, no dia 23/01/2010, da transmisso de 6 canais de TV a cabo e entre eles est a Radio Caracas Televisin Internacional (RCTVI), sucessora da emissora RCTV; Motivo: descumprimento do decreto de dezembro de 2009, que obriga as emissoras, entre outras regras, a transmitirem na ntegra os discursos do presidente; Novo sistema cambial: 2,6 bolvares cada dlar para importaes de produtos de primeira necessidade e 4,3 bolvares cada dlar para as demais transaes comerciais; A Venezuela tem hoje uma das maiores taxas de inflao do mundo, de 25% ao ano.
  • Slide 20
  • Brasil, Venezuela e Mercosul Final de 2005: entrada da Venezuela no Mercosul. Paralelo ao encontro em Montevidu os presidentes Chaves, Lula e Kirchner assinaram um convnio sobre a construo de um gasoduto continental que se estende da Venezuela at a bacia do Prata. Os trs presidentes planejam investir 20 bilhes de dlares para a construo do gasoduto numa extenso de 7000 a 9000 quilmetros.