amem seus inimigos

Click here to load reader

Post on 11-Feb-2017

19 views

Category:

Spiritual

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Amar o prximo como a si mesmo (Jesus)

Amem seus inimigos(Jesus)Eduardo Ottonelli PithanVagalumes Novo Hamburgo51.982042277Facebook Eduardo PithanEmail: eduardopithan64@gmail.com

Captulo XII do Evangelho Segundo o Espiritismo

Referncias BibliogrficasEVANGELHO SEGUNDO ESPIRITISMO, Allan Kardec, Cap. XII.

CPIA DA PALESTRA no SLIDESHARE ou solicitar por email eduardopithan64@gmail.com

Evangelho Segundo o Espiritismo

Temas do captulo

E.S.E. Pagar o MAL com o BEMJesus disse para aqueles que o escutavam: Aprenderam o que foi dito: Amem o prximo e odeiem vossos inimigos. Porm, Eu digo a vocs: Amem os inimigos, faam o bem para aqueles que os odeiam, orem por aqueles que os perseguem e os caluniam, para que sejam filhos do Meu Pai que est nos cus. Que faz nascer o sol sobre os bons e os maus e faz chover sobre os justos e os injustos. Pois se amarem apenas os que amam vocs, que recompensa tero? Os publicanos tambm no fazem o mesmo? E se saudarem apenas os irmos mais prximos, o que estaro fazendo mais do que os outros? Os pagos tambm no fazem o mesmo? Porm, eu digo a vocs que, se no aplicarem uma justia maior e mais perfeita que a dos escribas e fariseus, JAMAIS ENTRARO NO REINO DOS CUS. (Mateus, 5:5 a 20, 43 a 47)

A comparao de Jesus conosco, modelos que NO devemos seguir!

E.S.E. Pagar o MAL com o BEMSe saudarem apenas os parentes e amigos, que recompensa tero? As pessoas de m vida no fazem o mesmo? E se fizerem o bem apenas para aqueles que fazem o bem a vocs, que recompensa tero? E se emprestarem somente para aqueles que podem lhes retribuir, que recompensa tero? As pessoas de m vida tambm no se ajudam umas s outras para receberem a mesma vantagem?Quanto a vocs, amemos inimigos, faam o bem a todos, emprestem sem nada esperar em troca, e suas recompensas sero bem maiores. Sero os filhos do Altssimo. Pois Ele bom para os ingratos e para os maus. Sejam, pois, misericordiosos, assim como seu Pai o (Lucas, 6: 32 a 36)

E.S.E. Pagar o MAL com o BEMA virtude de amar os inimigos uma das maiores vitrias alcanadas sobre o Egosmo e o Orgulho. A palavra amar, utilizada por Jesus neste ensinamento, pode causar algum equvoco quanto a sua interpretao, pois Ele no quis dizer que devemos ter pelo inimigo a mesma ternura que temos por um amigo... Portanto, amar o inimigos no pode significar que no se deva fazer nenhuma distino entre amigos e inimigos.Amar os inimigos ter para com eles um sentimento desprovido de animosidade. Amar os inimigos no ter para com eles uma feio forada, que no seja natural, j que o encontro com um inimigo faz bater nosso corao de uma maneira diferente do que quando encontramos um amigo.

Amar os inimigos segundo nos manda Jesus

E.S.E. Pagar o MAL com o BEMPara ns espritas a maneira de olhar as coisas p completamente diferente. Sabemos que pela prpria destinao da terra, natural encontrar nela homens maus e perversos. Sabe que a maldade da qual vtima faz parte das provas que precisa suportar. Se o esprita no reclama das provas, no deve reclamar tambm dos que servem de instrumento para que essas provas se cumpram. Em vez de se lamentar, deve agradecer a Deus por querer experiment-lo. Deve agradecer tambm quele que lhe oferece a oportunidade de testar sua pacincia e sua resignao.O homem que ocupa no mundo uma posio de destaque no se ofende com os insultos de seus inferiores. O mesmo ocorre com aquele que se eleva moralmente acima da humanidade material. Ele compreende que o dio e o rancor o fariam sentir-se desprezvel e o rebaixariam. Par ser superior ao seu adversrio, preciso possuir uma alma maior, mais nobre e mais generosa.

E.S.E. Os inimigos desencarnadosO espirita tem ainda outros motivos para perdoar seus inimigos. Ele sabe que a maldade no o estado permanente dos homens, mas que ela fruto de uma imperfeio temporria. Assim como a criana se corrige de seus defeitos, o homem mau um dia reconhecer seus erros e se tornar bom.O espirita sabe tambm que a morte apenas o deixa livre da presena material de seu inimigo, e que esse pode persegu-lo com seu dio, mesmo aps ter deixado a terra. Sabe que qualquer vingana que fizer no atingir seu objetivo, pelo contrrio, vai trazer um desgaste ainda maior, que muitas vezes passa de uma existncia a outra.No existe corao to perverso que no se deixe tocar pelas boas aes, mesmo a contragosto. Pelo bom proceder, elimina-se todo e qualquer motivo para vinganas. Assim, de um inimigo pode-se fazer um amigo, antes e depois de sua morte. Pelo mau proceder o homem irrita seu inimigo fazendo com que ele prprio sirva de instrumento para que se cumpra a Justia de Deus, que sempre pune aquele que no perdoa.

E.S.E. Os inimigos desencarnadosPodemos assim ter inimigos encarnados e desencarnados. Os inimigos desencarnados manifestam sua maldade atravs das obsesses e subjugaes, s quais tantas pessoas esto expostas. Esses espritos somente sero pacificados por meio da caridade e do amor que a eles for destinado. A caridade, alm de impedir que eles pratiquem o mal, tambm os conduz ao caminho do bem, contribuindo assim para seu esclarecimento e elevao moral. E desse modo que o ensinamento de Jesus: Amem seus inimigos no fica limitado ao planeta Terra e vida presente, mas inclui tambm a grande Lei da Solidariedade e Fraternidade Universais.

E.S.E. Se algum bater na sua face direita, apresenta-lhe tambm a outraJesus disse: Aprenderam o que foi dito: olho por olho, dente por dente. Porm, eu digo para que no resistam ao mal que queiram fazer. Se algum bater na sua face direita, apresenta-lhe tambm a outra. E se algum tentar tirar sua tnica, entrega tambm o seu manto. E se algum lhe obrigar a andar mil passos, anda com ele mais dois mil. Procura dar para aquele que lhe pede, e no rejeita nunca aquele que lhe pedir emprestado. (Mateus, 5:38 a 42)

E.S.E. Se algum bater na sua face direita, apresenta-lhe tambm a outraVeio o Cristo e disse: Retribui o mal com o bem. E disse ainda: "No resistais ao mal que vos queiram fazer; se algum vos bater numa face, apresentai-lhe a outra. Ao orgulhoso este ensino parecer uma covardia, porquanto ele no compreende que haja mais coragem em suportar um insulto do que em tomar uma vingana, e no compreende, porque sua viso no pode ultrapassar o presente.Levado o ensino s suas ltimas consequncias, importaria ele em condenar toda represso, mesmo legal, e deixar livre o campo aos maus, isentando-os de todo e qualquer motivo de temor. Se se lhes no pusesse um freio as agresses, bem depressa todos os bons seriam suas vtimas.

E.S.E. Se algum bater na sua face direita, apresenta-lhe tambm a outraEnunciando, pois, aquela mxima, no pretendeu Jesus interdizer toda defesa, mas condenar a vingana. Dizendo que apresentemos a outra face quele que nos haja batido numa, disse, sob outra forma, que no se deve pagar o mal com o mal; que o homem deve aceitar com humildade tudo o que seja de molde a lhe abater o orgulho;Que mais glorioso ser ferido do que ferir, suportar pacientemente uma injustia do que comet-la. Que melhor ser enganado do que enganar, ser arruinado do que arruinar os outros.E, ao mesmo tempo, a condenao do duelo, que no passa de uma manifestao de orgulho. Somente a f na vida futura e na justia de Deus, que jamais deixa impune o mal, pode dar ao homem foras para suportar com pacincia os golpes que lhe sejam desferidos nos interesses e no amor-prprio. Da vem o repetirmos incessantemente: Lanai para diante o olhar; quanto mais vos elevardes pelo pensamento, acima da vida material, tanto menos vos magoaro as coisas da Terra.

E.S.E. Se algum bater na sua face direita, apresenta-lhe tambm a outraVeio o Cristo e disse: Retribui o mal com o bem. E disse ainda: "No resistais ao mal que vos queiram fazer; se algum vos bater numa face, apresentai-lhe a outra. Ao orgulhoso este ensino parecer uma covardia, porquanto ele no compreende que haja mais coragem em suportar um insulto do que em tomar uma vingana, e no compreende, porque sua viso no pode ultrapassar o presente.Levado o ensino s suas ltimas consequncias, importaria ele em condenar toda represso, mesmo legal, e deixar livre o campo aos maus, isentando-os de todo e qualquer motivo de temor. Se se lhes no pusesse um freio as agresses, bem depressa todos os bons seriam suas vtimas.

Instrues dos Espritos

VinganaA vingana um sinal de inferioridade dos homens que a ela recorrem e dos espritos que se juntam a eles para inspir-la.Vingar-se totalmente contrrio ao ensinamento do cristo que diz: Perdoem os seus inimigos, e aquele que se recusa a perdoar no esprita e tambm no cristo.

dioAlei do Amor, que manda amar indistintamente a todos, no nos livra o corao do convvio e da ao dos maus. Amara a todos uma das provas mais difceis.Os que violam a Lei de Amor sero punidos por Deus, nessa vida ou na outra. No esqueam, meus queridos filhos, o amor aproxima de Deus e o dio nos afasta DEle.

DEUS

DueloNingum tem o direito, sob hiptese alguma, de tirar a vida de seu semelhante. Lembrem-se de que sero perdoados conforme perdoarem. Enquanto uma gota de sangue humano correr na terra pela mo do homem, o verdadeiro Reino de Deus ainda no ter chegado.Segundo a ONU 1 em cada 9 pessoas sofre com a fome no mundo. (G1)2 milhes de crianas morrem de fome todo ano. (ONG salvem Crianas).A cada 3 segundos uma pessoa morre de fome, enquanto isso1/3 do alimento produzido no mundo vai para o lixo!Guerras ainda OLP X Israel; Refugiados so cerca de 51,2 milhes (Sria, Sudo do Sul, Repblica Centro Africana) , segundo a ONU.

DueloPor uma palavra inofensiva, muitas vezes dita sem querer, seu orgulho fica machucado e ao responder de maneira agressiva, acontece a provocao. Antes que chegue o momento de tomar uma atitude decisiva, pergunte a si mesmo: Ser que agi como cristo? Se voc eliminar da sociedade um de seus membros, como explicar isso? Como algum p

View more