adriana gregolin mulheres fumicultura -...

Download Adriana Gregolin Mulheres fumicultura - bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/inca/Adriana_Gregolin_Mulheres... ·

Post on 25-Sep-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • MULHERES NA FUMICULTURA

    Adriana Gregolin

  • Caractersticas gerais

    Em 2007 as mulheres representavam41% do emprego total na agricultura

    no mundo.

  • Na frica mulheres executam 80% dos trabalhos domsticos rurais: recolha de lenha e de gua; preparao das refeies; transformao e o armazenamento dos alimentos; as compras de casa.

    As mulheres fornecem quase 90% da madeira destinada ao consumo das famlias e 70% de madeira destinada venda.

  • Nas Carabas e na frica subsaariana as mulheres produzem at 80% dos gneros alimentcios bsicos.

    Na frica subsaariana, as mulheresasseguram 60% da economia informal, constituem cerca de 70% de toda a mo-de-obra agrcola e produzem 90% da comida.

  • Em 15 pases de UE, as mulheres soproprietrias de 20% das terrasagrcolas, contra 77% para os homens e3% para o governo.

    Na ndia e Tailndia, as mulheresrepresentam menos que 10% dos proprietrios de terras.

  • Em vrios pases da frica subsaariana e da Amrica Latina, o nmero dos agregadosfamiliares encabeados por uma mulher estaumentando, devido ao xodo rural masculino, ao divrcio, s doenas(especialmente SIDA) e aos conflitos (FAO, 2012).

  • Populao Total Brasil

    Residentes emarea urbana

    Residentes no rural

    190.732.694 84,35% 160.879.708

    15,65% 29.852.986

    MULHERES NO RURAL 14.299,580 REPRESENTAM 47,9%

  • O trabalho da mulher e visto como uma extensao do seu papel de ma e/esposa/dona-de-casa que se superpoe a ativi- dade agropecuaria principalmente na horta e no quintal.

    Estas atividades sa o majoritariamente exercidas pelas mulheres e marcam a diferenciacGao no mundo rural dos sexos feminino e masculino.

  • No plano simblico o trabalho da mulher no rural, ainda, caracterizado, como trabalho complementar, ajuda da mulher.

    Existncia de uma ideologia patriarcal, permanecendo uma supremaciamasculina sobre o feminino. Marcaprofunda na sociedade.

  • Invisibilidade do trabalho da mulher no setor agrcola

    Fornecer cuidados Ocupar-se dos outros No consagrar-se economia de

    mercado

  • CADEIA PRODUTIVA DO TABACO NO BRASIL HISTRICO

  • CADEIA PRODUTIVA DO TABACO NO BRASIL HISTRICO

  • Produo de Tabaco no BrasilRegio Nordeste 4% Regio Sul 96%

    44

  • Quem Produz o Tabaco Brasileiro?

    98% do tabaco brasileiro produzido por agricultoresfamiliares localizados em 700 dos 5.561 municpios.

    Imagem: Gazeta do Povo, 04/08/2008

  • Produo de tabaco

  • Colheita

  • Secagem

  • Mulheres na Classificao do tabaco

  • Imagem das mulheres ao consumo

  • Empresas Integradoras na produo de tabacoPRINCIPAIS EMPRESAS NO BRASIL

    Produtores Integrados Caractersticas

    SOUZA CRUZ (BAT) 40 mil fumicultores 62% do mercado de cigarros brasileiro

    PHILIP MORRIS 17 mil fumicultores 15,6% do cigarro consumido no mundo

    ALIANCE ONE Brasil Exportadora de Tabacos

    35,5 mil fumicultores 95% da produo para exportao

    CTA 14 mil fumicultores integrados

    Exporta 90% do tabaco beneficiado

    UNIVERSAL LEAF TOBACOS 42,5 mil fumicultores Maior exportadora de tabaco

    Kannenberg e Cia (Japan Tobacco International)

    10,8 mil produtores Produz e comercializa marcas de cigarros conhecidas internacionalmente

    Brasfumo Indstria Brasileira de Fumos Ltda

    5.900 produtores Capital nacional

    Marasca Alguns milhares de produtores

    Beneficia fumo

    Premium Tabacos Brasil 5 mil fumiculltores Atua basicamente na exportao

  • Organizao Internacional de representao do setor - ITGA

  • OBJETIVO Apoiar a implementao de projetos de

    extenso rural, formao e pesquisa para o

    desenvolvimento de estratgias de diversificao

    produtiva em propriedades de agricultores familiares

    que produzem fumo, buscando novas oportunidades

    de gerao de renda e qualidade de vida das

    famlias.

    Programa de Diversificao em reas

    Cultivadas com Tabaco

  • Aes Nacionais:

    75 projetos de Ater, capacitao e pesquisa em execuo

    25 milhes investidos

    45 mil famlias beneficiadas (80 mil pessoas);

    600 municpios com aes do Programa

    Gesto descentralizada do Programa Rede Temtica de

    Diversificao (25 instituies)

  • Colaborao Internacional:Participao na funo de pas facilitador do Grupo de Trabalho dos

    artigos 17 & 18 da CQCT.

    Desenvolvimento da matriz para estudos comparativos sobre as

    alternativas produtivas ao tabaco.

    Realizao da 1 Reunio do GT internacional fevereiro de 2007

    Organizao e realizao da 5 reunio do GT internacional no Brasil em

    2013.

  • Aes do Programa

    Viso dos produtores

  • Na realidade ningum gosta de plantar fumo. At hoje nunca ouvi dizer que um agricultor se sente bem na atividade. Ex-fumicultor Gilmar Cognacco Leoberto Leal/SC.

    Plantava 160 mil ps de tabaco. Substituiu por sistema agroecolgico, altamente Diversificado com apoio da ATER do Programa de Diversificao MDA, executado pelo CEPAGRO/SC.

  • A renda de Gilmar com a produo de alimento de R$ 6 mil por ms. Com o fumo, no teria uma renda dessa nunca.

  • Do fumo eu s tenho experincia ruim, eu no quero mais voltar. Ex-fumicultor, Reguinald Melcher So Bonifcio/SC.

    Se fosse para eu viver do fumo, eu j tinha ido embora para a cidade, disse Reguinald, ao afirmar que se manteve no campo por causa da diversificao.

  • Minha maior alegria hoje no ter mais que cuidar de estufa de fumo, trabalhar com bomba de veneno nas costas () ficar dias no podendo dormir direito cuidando da temperatura das estufas para secar o fumo. Reguinald

    Caminho recursos PRONAF

    MDA/SAF

    ATER CEPAGROPrograma de

    Diversi-ficao

  • Renda lquida por safra = 2 mil reais

    Reserva legal gerando renda

  • Casal abandona produo de fumo por cultivo de alimentos orgnicos - Valdecir Murceski, 26 anos,

    e Cristina Will Murceski, 24 anos Nova Trento/SC.

    Os nossos filhos esto a caminho, que bom pensar que eles no vo conviver com o fumo. Agora, est bem melhor, se estivssemos na roa de fumo no teramos nem como cuidar do futuro dos nossos filhos" declara Cristina.

  • Diversificao garante mais renda para famlia de Dom Feliciano - Rio Grande do Sul-Alex Gawlinski, 25 anos e Patrcia Gawlinski, 22 anos.

    Desde os 12 anos planto fumo, no tenho mais vontade de trabalhar nas lavouras. A diversificao tornou o servio mais leve. Minha vontade agora plantar s verdura e fruta" declara Alex.

    Consrcio pepino e uva

    ATER Prefeitura

    MDA

  • Produo de uva em rea de tabaco muda realidade de famlia de Serto Santana / RS. Luciano Bortolatti, 39 anos e Regina Lcia Bortolatti, 46 anos e Igor Bortolatti, 18 anos.

    complicado se dedicar aos estudos trabalhando com o fumo, o servio dura dia e noite. Chega um pico de produo de 24 horas de trabalho. Sem o fumo tive mais tempo para estudar e passei no vestibular Igor - Geografia (UFRGS).

    A produo mdia da vincola de sete mil litros de vinho, gerando renda de R$ 40.000,00.

  • .

    A diversificao d mais dinheiro do que o fumo. Sempre t entrando dinheiro, se no da uva, do arroz ou da carne de ovelha. No tinha mais como depender apenas do fumo - Luciano.

    Arroz, peixe, ovelhas, uva, hortalias. Diversificao garante renda mensal.

  • Programa do MDA impulsiona diversificao de cultura em Dom Feliciano / RS - Familia

    Estanieski

    Reduo da rea de tabaco na ordem de 50% Plantava 8 ha, em 2011 Plantou somente 4,3 ha.

    Milho, feijo, batata doce, couve, tomate, laranja, uva, pepino, leite, alface, repolho, peixe.

  • Foco na ATER

    CHAMADA PBLICA ATER PARA MUNICPIOS

    FUMICULTORES REGIES SUL E NORDESTE

    10.000 UPF R$ 11.469.187,20.

  • Temas da Chamada:

    Atividades Produtivas Diversificadas e

    Sustentveis;

    Gesto da Unidade Familiar de Produo;

    Organizao Social e Comercializao.

    Conveno-Quadro para o Controle do Tabaco

  • Atividades com os produtores Diagnsticos UPF.

    Planejamento Participativo.

    Visitas tcnicas; Reunies.

    Dias de Campo.

    Cursos, intercmbios, seminrios.

  • Desafios para as mulheres nafumicultura

    Capacitao para mudana no sistema de produo Acesso a crdito para produo e aquisio de terra Assistncia tcnica orientada para maior segurana

    no trabalho nas propriedades Ampliar a participao das mulheres nas decises de

    produo, comercializao e agregao de valor Acesso a informaes sobre os problemas do

    tabagismo, doena da folha verde do tabaco e tratamento.

  • Integrao de polticas pblicas Combate excluso social neste ano 17 pases

    reuniram-se para defenderem a autonomia das mulherestrabalhadoras rurais.

    Superao da linha da pobreza 54% das trabalhadoras rurais dos 33 pases da regio das Amricas (FAO, 2012).

    Estabelecer uma distino entre os papis, as exigncias e as prioridades dos homens e mulheres.

    Desafios institucionais

  • Exploraode nichos de mercado pela

    indstria: tabaco

    orgnico

  • Obrigada!adriana.gregolin@mda.gov.br

Recommended

View more >