a teologia da libertação e a luta pela reforma agrária

Download A teologia da libertação e a luta pela reforma agrária

Post on 07-Jan-2017

221 views

Category:

Documents

6 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 0

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS

    PROGRAMA DE PS-GRADUAO EM CINCIAS SOCIAIS

    MESTRADO EM CINCIAS SOCIAIS

    Dissertao

    A TEOLOGIA DA LIBERTAO E A LUTA PELA REFORMA AGRRIA: os casos

    dos assentamentos 24 de Novembro e 25 de Outubro Capo do Leo (RS)

    Luciana Muszinski

    Pelotas, 2010

  • 1

    LUCIANA MUSZINSKI

    A TEOLOGIA DA LIBERTAO E A LUTA PELA REFORMA AGRRIA: os casos

    dos assentamentos 24 de Novembro e 25 de Outubro Capo do Leo (RS)

    Dissertao apresentada ao Programa de Ps-

    Graduao em Cincias Sociais da Universidade

    Federal de Pelotas, como requisito parcial

    obteno do ttulo de Mestre em Cincias Sociais.

    Orientador: Prof. Dr. William Hctor Gmez Soto

    Pelotas, 2010.

  • Dados Internacionais de Catalogao na Publicao:

    Bibliotecria Knia Bernini CRB-10/921

    M991t Muszinski, Luciana A teologia da libertao e a luta pela reforma agrria:

    os casos dos assentamentos 24 de Novembro e 25 de Outurbro Capo do Leo (RS) / Luciana Muszinski ; Orientador : William Hctor Gmez Soto . Pelotas, 2010.

    143f.

    Dissertao (Mestrado em Cincias Sociais) Instituto de Sociologia e Poltica. Universidade Federal de Pelotas.

    1. Teologia da libertao. 2. Reforma agrria. 3. MST. I. Soto, William Hctor Gmez , orient. II. Ttulo.

    CDD 322.44

    .

  • 2

    Banca examinadora:

    Prof. Dr. Antnio Jorge Amaral Bezerra

    Prof. Dr. Cesar Ges

    Prof. Dr. Giancarla Salamoni

    Prof. Dr. William Hctor Gmez Soto

  • 3

    AGRADECIMENTOS

    A realizao do Mestrado em Cincias Sociais e do presente trabalho

    somente foi possvel atravs do auxlio e da colaborao de diversas pessoas. Por

    este motivo agradeo:

    A minha famlia, que possibilitou que eu pudesse realizar o curso,

    contribuindo com, alm do auxlio econmico, o apoio e o incentivo. Agradeo-lhes

    tambm pelas vezes que se dispuseram a me acompanhar durante a pesquisa de

    campo, com a inteno de facilitar o meu trabalho.

    Ao meu professor e orientador Dr. William Hctor Gmez Soto, que me

    apresentou Sociologia Rural durante a graduao no curso de Bacharelado em

    Cincias Sociais. Agradeo-lhe pela disponibilidade, ateno, pacincia, por suas

    indagaes, correes e orientaes, as quais foram fundamentais para a

    concretizao do presente trabalho.

    Aos moradores dos assentamentos 24 de Novembro e 25 de Outubro, que

    abriram as portas de suas casas, possibilitando a realizao das entrevistas e da

    observao participante, o que foi fundamental para a concretizao deste trabalho.

    A todos os citados acima, muito obrigada por terem contribudo com mais

    esta conquista em minha vida.

  • 4

    RESUMO

    MUSZINSKI, Luciana. A TEOLOGIA DA LIBERTAO E A LUTA PELA REFORMA AGRRIA: os casos dos assentamentos 24 de Novembro e 25 de Outubro Capo do Leo (RS). 2010. 143 f. Dissertao (Mestrado). Programa de Ps-Graduao em Cincias Sociais. Universidade Federal de Pelotas.

    Este trabalho apresenta uma anlise das manifestaes ideolgicas da Teologia da Libertao na luta pela reforma agrria. A Igreja teve grande influncia e participao na formao do MST, pois a partir da Teologia da Libertao que a Igreja faz a opo preferencial pelos pobres, atribuindo ao pobre o papel de sujeito transformador de sua prpria realidade social, trazendo, desta maneira, esperana luta dos que no tm terra e impulsionando essas pessoas a lutarem pela reforma agrria. Alm disso, a Igreja exerceu um papel fundamental na legitimao da luta pela terra no Brasil atravs da disseminao de uma ideologia poltico-religiosa, em que a Terra uma ddiva de Deus, um bem de todos. Sendo a organizao e as formas de luta pela reforma agrria, desenvolvidas pelo MST, legitimadas pela Teologia da Libertao, torna-se objetivo central deste trabalho identificar as manifestaes ideolgicas da Teologia da Libertao na luta pela reforma agrria. A hiptese deste trabalho a de que a ideologia da Teologia da Libertao, a qual constituda por um conjunto de concepes, se manifesta nos discursos e nas prticas sociais dos moradores dos assentamentos 24 de Novembro e 25 de Outubro, justificando a luta pela reforma agrria e estruturando uma relao de Afinidade eletiva entre Igreja e MST. Palavras-chave: teologia da libertao. reforma agrria. MST.

  • 5

    ABSTRACT

    MUSZINSKI, Luciana. LIBERATION THEOLOGY AND THE AGRARIAN REFORM FIGHT: the 24 de Novembro and 25 de Outubro settlements' cases Capo do Leo (RS). 2010. 143 f. Dissertation (Masters). Programa de Ps-Graduao em Cincias Sociais. Universidade Federal de Pelotas. This work presents an analysis of the ideological manifestations of the Liberation Theology in the agrarian reform fight. The church had great influence e participation in the MST formation, because its from the Liberation Theology that the church does the preferential option for the poor, attributing to the poor the role of subject transformer of his own social reality, bringing, on this way, hope to the fight of the ones that not have land and stimulating these people to the agrarian reform fight. Moreover, the church exercised a fundamental part in the legitimating for the land fight in Brazil, through of the disseminating of a politic religious ideology, where the land is a God gift, is a common good. Being the organization and agrarian reform fight ways, developed by MST, legitimated by Liberation Theology, becomes the central objective of this work identify the ideological manifestations of the Liberation Theology in agrarian reform fight. The hypothesis of this work is that the Liberation Theology ideology's, which is constituted by a conceptions sets, it manifests in the speeches and social practices of the 24 de Novembro and 25 de Outubro settlements' dwellers, justifying the agrarian reform fight and structuring an elective affinitys relations between the church and MST. Key words: liberation theology. agrarian reform. MST.

  • 6

    LISTA DE FIGURAS

    Figura 1 Mapa ilustrativo do estado do Rio Grande do Sul indicando a

    localizao do municpio de Capo do Leo (RS) ................................................. 66

    Figura 2 Mapa ilustrativo da rota do municpio de Pelotas (RS) ao Centro

    Agropecurio da Palma, onde se situa o assentamento 24 de Novembro ............ 67

    Figura 3 Mapa ilustrativo da rota do municpio de Pelotas (RS) ao acesso a

    Embrapa pela BR 116, onde se situa o assentamento 25 de Outubro .................. 67

    Figura 4 Criao ovina no assentamento 24 de Novembro ................................ 75

    Figura 5 Criao bovina no assentamento 24 de Novembro .............................. 76

    Figura 6 Produo de morangos no assentamento 24 de Novembro ................. 76

    Figura 7 Moradora do assentamento 24 de Novembro produzindo pes ........... 77

    Figura 8 Horta orgnica cultivada em residncia do assentamento 25 de Outubro

    ............................................................................................................................... 78

    Figura 9 Horta orgnica cultivada em residncia do assentamento 24 de

    Novembro .............................................................................................................. 78

    Figura 10 Quadro com lema do Movimento, que tem origem na CPT, em

    residncia do assentamento 24 de Novembro ....................................................... 80

    Figura 11 Ponte sobre a barragem que separa em dois grupos o assentamento

    24 de Novembro .................................................................................................... 96

    Figura 12 Moradora do assentamento 24 de Novembro, demonstrando sua forte

    crena na Igreja Catlica, ao ser fotografada com a Bblia nas mos ................... 97

    Figura 13 Imagens religiosas em residncia do assentamento 24 de Novembro

    ............................................................................................................................. 100

    Figura 14 Altar religioso em residncia do assentamento 24 de Novembro ..... 100

    Figura 15 Bandeira Nacional e imagem religiosa em residncia do assentamento

    25 de Outubro ...................................................................................................... 102

    Figura 16 Bandeira do PT e imagens religiosas em residncia do assentamento

    25 de Outubro ...................................................................................................... 102

    Figura 17 Altar religioso em residncia do assentamento 25 de Outubro ......... 103

  • 7

    Figura 18 Capela de Nossa Senhora Aparecida em residncia do assentamento

    25 de Outubro ...................................................................................................... 103

    Figura 19 Frente da Igreja Luterana, situada no assentamento 24 de Novembro

    ............................................................................................................................. 106

  • 8

    LISTA DE TABELAS

    Tabela 1 rea dos estabelecimentos agropecurios recenseados, segundo a

    condio do responsvel e grupos de rea total 1920-1960 ............................. 51

    Tabela 2 rea dos estabelecimentos agropecurios recenseados, segundo a

    condio do responsvel e grupos de rea total 1970-1985 ............................. 52

    Tabela 3 N de moradores por sexo e faixa etria no assentamento 24 de

    Novembro ...............................................................