50544927 progressao harmonica

Download 50544927 Progressao Harmonica

Post on 31-Dec-2014

31 views

Category:

Documents

3 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Progresso harmnicaProgresso harmnica tambm denominada progresso de acordes uma sucesso de acordes musicais. H uma diferena entre um acorde maior e um menor. Os acordes maiores so compostos de uma tera maior acrescido de uma tera menor,exemplo: d-mi-sol, formando assim, uma quinta justa e o acorde menor composto por uma tera menor e uma tera maior, exemplo: l -d-mi. Pegue-se uma seqncia de acordes qualquer de uma msica, como por exemplo o padro I, IV, V (C F G C). Isto uma progresso de acordes. Se essa seqncia for tocada vrias consecutivas experimentando diferentes ritmos e batidas ser possvel observar que todos os acordes se encaixam perfeitamente. H um apelo entre os acordes, um acorde criando uma tenso maior ou menor. Este "apelo" comumente denominado de tenso, ou seja, certos acordes conduzem uma tenso crescente, acumulando tenso. Quando se volta ao C (Tnica) esta tenso liberada. possvel perceber, ouvindo a algumas msicas essa tenso se acumulando em determinados trechos, at atingir um clmax (com certa freqncia a parte mais alta), para ser em seguida liberada. Esta progresso tomada como exemplo, que uma das mais comuns nos dias atuais, denominada de progresso I IV V, (aquela citada no exemplo acima) e tem justamente estas caractersticas de acmulo de tenso e posterior liberao. Ela denominada I IV V porque composta dos acordes de numero I, IV e V de uma escala musical, neste caso a de C. Veja abaixo: CI

D

E

F

G

A

B

C

II III IV

V VI VII VIII

Na escala de D, por exemplo, ela teria a seguinte formao: D G A D. Uma outra progresso bastante comum a I III IV. Que na escala de C resultaria em C Em F. E na escala de E por exemplo E G#m A. Experimente com esta progress o em diferentes escalas e com diferentes batidas. A progresso de blues tambm algo muito importante e deve ser estudada. Um grande nmero de canes baseia-se em progresses tpicas e relativamente fceis de serem aprendidas, atravs das

quais possvel "tirar" msicas e "levar" outras sem conhecer sua composio. As progresses constituem-se apenas numa base que permite inmeras variaes, e no em regras fixas. Os grandes msicos so justamente aqueles que de certa forma desrespeitam estas progresses sem quebrar a harmonia do conjunto musical, ou seja, a tenso acumulada e quebrada atravs de uma progresso no convencional de acordes utilizando-se da criatividade.

Progresso harmnicaH uma diferena entre um acorde maior e um menor. Os msicos e estudantes de msica, quando tentam expressar em palavras tal diferena, costumam dizer que o som dos acordes maiores so mais alegres, enquanto os acordes menores so mais tristes. Dessa forma, msicas com motivos tristes, tendem a ser construidas em ac ordes menores e vice-versa. Este tipo de sentimento que normalmente gerado por diferentes acordes tambm utilizado na construo de padres seqnciais denominados progresses. Pegue-se uma seqncia de acordes qualquer de uma msica, como por exemplo o padro I, IV, V (C F G C). Isto uma progresso de acordes. Se essa seqncia for tocada vrias consecutivas experimentando diferentes ritmos e batidas ser possvel observar que todos os acordes se encaixam perfeitamente. H um apelo entre os acordes, um acorde criando uma tenso maior ou menor. Este "apelo" comumente denominado de tenso, ou seja, certos acordes conduzem uma tenso crescente, acumulando tenso. Quando se volta ao C (Tnica) esta tenso liberada. possvel perceber, ouvindo a alg umas msicas essa tenso se acumulando em determinados trechos, at atingir um clmax (com certa freqncia a parte mais alta), para ser em seguida liberada. Esta progresso tomada como exemplo, que uma das mais comuns nos dias atuais, denominada de progresso I IV V, (aquela citada no exemplo acima) e tem justamente estas caractersticas de acmulo de tenso e posterior liberao. Ela denominada I IV V porque composta dos acordes de numero I, IV e V de uma escala musical, neste caso a de C. Veja ab aixo: CI

D

E

F

G

A

B

C

II III IV

V VI VII VIII

Na escala de D, por exemplo, ela teria a seguinte formao: D G A D. Uma outra progresso bastante comum a I III IV. Que na escala de C resultaria em C E F. E na escala de E por exemplo E G# A. Exp erimente com esta progresso em diferentes escalas e com diferentes batidas. A progresso de blues tambm algo muito importante e deve ser estudada. Um grande nmero de canes baseia-se em progresses tpicas e relativamente fceis de serem aprendidas, atravs das quais possvel "tirar" msicas e "levar" outras sem conhecer sua composio. As progresses constituem-se apenas numa base que permite inmeras variaes, e no em regras fixas. Os grandes msicos so justamente aqueles que de certa forma des respeitam estas progresses sem

quebrar a harmonia do conjunto musical, ou seja, a tenso acumulada e quebrada atravs de uma progresso no convencional de acordes utilizando-se da criatividade.

Progresso harmnicaA Harmonia a matria da msica, que trata da formao de acordes e a combinao entre eles, bem como estabelecer uma conexo adequada com a melodia. Uma Progresso Harmnica ento, nada mais do que uma sequncia de acordes construda sobre uma determinada idia harmnica ou para o acompanhamento de uma melodia. Para estudar Progresses Harmnicas ou qualquer matria referente a Anlise Harmnica, faz -se o uso de Cifra Analtica; ou seja, os acordes so identificados pelo Grau da escala a que pertencem. Ex., na tonalidade de C: C I C = 1 Grau Dm7 = 2 Grau G7 = 5 Grau Essa forma de estudar Harmonia, d ao msico a vantagem de transpor a Progresso Harmnica para qualquer tonalidade, j que o eixo de estudo est na funo do acorde e no necessariamente na tonalidade em que se encontra. Veja um exemplo da Progresso Harmnica citada acima, transposta para a tonalidade de F Maior: F I | Gm7 IIm7 | C7 V7 | F7M I7M | | Dm7 IIm7 | G7 V7 | C7M I7M |

Note que os graus permaneceram os mesmos, e as funes dos acordes tambm foram mantidas. Esse recurso extremamente importante para transposio de tonalidades de emergncia. Duas horas antes do culto ou da apresentao, o solista est com problemas de garganta, e a msica que foi ensaiada em uma tonalidade ter que ser tocada um tom abaixo! Fazendo a Cifra Analtica

baseada na Cifra Original, voc ter mapeado o caminho para transpor a msica para qualquer outro tom. Como j abordamos sobre as funes dos acordes, vamos detalhar o que determina a funo de cada acorde. Numa tonalidade so encontrados acordes das funes :

TNICA (resoluo) DOMINANTE (preparao) SUBDOMINANTE (meia resoluo) O acorde principal da funo TONICA o I Grau, podendo ser substitudo pelo VI ou III Grau. O acorde principal da funo DOMINANTE o V Grau, podendo ser substitudo pelo VII Grau . O acorde principal da funo SUBDOMINANTE o IV Grau podendo ser substitudo pelo II Grau. Veja o grfico: Grau Principal da Funo Tnica Dominante Subdominante I V IV | | | | Graus Substitutos III e VI VII II

A funo Tnica caracteriza-se pelo peso de resoluo que o maior dentre todas as outras. A Dominante identificada por ser de preparao, ou ponte entre uma resoluo e outra. A Subdominante tambm de resoluo, porm com um peso de conclusividade m enor que a Tnica. Veja o exemplo desta Progresso Harmnica em Cifra Analtica com as respectivas funes indicadas:I7M Tnica | IIIm7 Tnica | VIm7 Tnica | V7 Dominante | I7M Tnica |

Note que essa Progresso Harmnica comea com trs resolues da mesma funo, variando somente os acordes: A primeira, uma Tnica com o Acorde Principal, a segunda e a terceira por m, variam com os acordes substitutos da mesma funo; Logo aps abrindo uma preparao com uma Dominante para finalizar a Progresso em uma resoluo de Tnica. Se fssemos por exemplo, passar essa cifra analtica para a tonalidade de Sol Maior, teramos a seguinte Progresso:G7M | Bm7 | Em7 | D7 | G7M ||

Harmonia musicalExplicar tcnicamente o que harmonia musical, exige um espao um pouco maior que este artigo. Portanto, vamos ao popular. A grosso modo, podemos dizer que harmonia musical a rea musical que define a construo e a a ordem dos acordes dentro do sistema tonal. Ou seja, quando voc est tocando os acordes de uma determinada msica, est fazendo a harmonia daquela msica. Um acorde no a harmonia e sim, faz parte da harmonia. Explicando mais um pouco. Popularmente, sem entrar em detalhes tcnico-tericos profundos, podemos dizer que harmonia o conjunto de acordes da msica. Portanto, se uma msica possui os acordes D, Bm, G e A7, esta a sua harmonia musical, ou somente a harmonia da msica. At agora, voc j sabe que se algum lhe perguntar se sabe a harmonia de uma determinada msica, estar se referindo aos acordes da mesma. D Muito bem. E onde isto nos leva? Porque que aqueles benditos acordes esto l? S porque o compositor decidiu que deveriam estar? Nada disso. O compositor no decidiu nada, por mais que alguns possam achar que sim, que foram eles que decidiram por este ou aquele acorde. Campo harmnico Acontece que qualquer msica feita numa determinada tonalidade. Esta tonalidade tem um campo harmnico. Eita! Agora o bicho pegou! de comer isso a? Pera um pouquinho, que no to difcil assim. Campo harmnico o conjunto de acordes formados a partir das notas de uma escala. Se voc j leu alguns dos artigos anteriores, como acordes relativos, com mais estas informaes vai entender do que estou falando. Tomemos por exemplo a escala de C (d maior)Grau Nota Acorde Menor ou maior 1 C C + 2 D Dm 3 E Em 4 F F + 5 G G + 6 A 7 B

Am Bdim dim

Repare como cada nota da escala gerou um acorde. Todos estes acordes formam o campo harmnico daquela tonalidade. Na ltima linha, a regra para a formao dos acordes na escala maior. Onde se v (+) o acorde sempre ser maior e (-) sempre menor. o stimo grau, sempre diminuto. Obs: As regras para a escala menor so diferentes. A partir da, voc sabe, em qualquer tonal