2012 2º semestre prova

Download 2012 2º semestre    prova

Post on 14-Apr-2017

332 views

Category:

Education

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • VESTIBULINHO ETEC - 2 SEM/12 CERTIFICAO DE COMPETNCIATCNICO EM INFORMTICA | EXAME: 17/06/12 (DOMINGO), S 13H30MIN

    CADERNO DE QUESTES

    Gabarito o cial O gabarito o cial da prova ser divulgado a partir das 14 horas do dia 18/06/12, no site www.vestibulinhoetec.com.br

    Resultado Lista de convocao para prova prtica e entrevista ser divulgada a partir

    do dia 06/07/12. No perodo de 07 a 20/07/12 sero realizadas a prova prtica e entrevista.

    Nome do(a) candidato(a): __________________________________________________________________ N de inscrio: __________________

    A B D E

    1. Este caderno contm 30 (trinta) questes em forma de teste.

    2. A prova ter durao de 4 (quatro) horas.3. Aps o incio do Exame, voc dever permanecer no

    mnimo at as 15h30min dentro da sala do Exame, podendo, ao deixar este local, levar consigo este caderno de questes.

    4. Voc receber do Fiscal a Folha de Respostas De nitiva. Veri que se est em ordem e com todos os dados im-pressos corretamente. Caso contrrio, noti que o Fiscal, imediatamente.

    5. Aps certi car-se de que a Folha de Respostas De nitiva sua, assine-a com caneta esferogr ca de tinta preta ou azul no local em que h a indicao: ASSINATURA DO(A) CANDIDATO(A).

    6. Aps o recebimento da Folha de Respostas De nitiva, no a dobre e nem a amasse, manipulando-a o mnimo possvel.

    7. Cada questo contm 5 (cinco) alternativas (A, B, C, D, E) das quais somente uma atende s condies do enunciado.

    8. Responda a todas as questes. Para cmputo da nota, sero considerados apenas os acertos.

    9. Os espaos em branco contidos neste caderno de questes podero ser utilizados para rascunho.

    10. Estando as questes respondidas neste caderno, voc de-ver primeiramente passar as alternativas escolhidas para a Folha de Respostas Intermediria, que se encontra na ltima pgina deste caderno de questes.

    11. Posteriormente, voc dever transcrever todas as alterna-tivas assinaladas na Folha de Respostas Intermediria para a Folha de Respostas De nitiva, utilizando caneta esfero-gr ca de tinta preta ou azul.

    12. Questes com mais de uma alternativa assinalada, rasurada ou em branco sero anuladas. Portanto, ao preencher a Folha de Respostas De nitiva, faa-o cuidadosamente. Evite erros, pois a Folha de Respostas no ser substituda.

    13. Preencha as quadrculas da Folha de Respostas De nitiva, com caneta esferogr ca de tinta preta ou azul e com trao forte e cheio, conforme o exemplo a seguir:

    14. Quando voc terminar a prova, avise o Fiscal, pois ele recolher a Folha de Respostas De nitiva, na sua carteira. Ao trmino da prova, voc somente poder retirar-se da sala do Exame aps entregar a sua Folha de Respostas De nitiva, devidamente assinada, ao Fiscal.

    15. Enquanto voc estiver realizando o Exame, terminan-temente proibido utilizar calculadora, computador, telefone celular o mesmo dever permanecer totalmente desligado inclusive sem a possibilidade de emisso de alarmes sonoros ou no, radiocomunicador ou aparelho eletrnico similar, chapu, bon, leno, gorro, culos escuros, corretivo lquido ou quaisquer outros materiais (papis) estranhos prova.

    16. O desrespeito s normas que regem o presente Processo Seletivo para acesso as vagas remanescentes de 2 mdulo, bem como a desobedincia s exigncias registradas no Manual do Candidato, alm de sanes legais cabveis, implicam a desclassi cao do candidato.

    17. Ser eliminado do Exame o candidato que: no apresentar um dos documentos de identidade ori-

    ginais exigidos; sair da sala sem autorizao ou desacompanhado do

    Fiscal, com ou sem o caderno de questes e/ou a Folha de Respostas De nitiva;

    utilizar-se de qualquer tipo de equipamento eletrnico e/ou de livros e apontamentos durante a prova;

    perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos; for surpreendido se comunicando ou tentando se co-

    municar com outro candidato durante a prova; ausentar-se do prdio durante a realizao da prova,

    independente do motivo exposto; realizar a prova fora do local determinado pela Etec /

    Extenso de Etec; zerar na prova-teste; faltar na prova prtica e entrevista; zerar na prova prtica e entrevista.

    18. Aguarde a ordem do Fiscal para iniciar o Exame.

    BOA PROVA!

    Prezado(a) candidato(a): antes de iniciar a prova, leia atentamente as instrues a seguir.

  • 2 VESTIBULINHO 2O SEM/12 Etec

    Os computadores, de acordo com a sua con gurao permitem a coexistncia de vrios sistemas

    operacionais opcionais, exibidos por meio de um menu apresentado logo aps a inicializao. Este recurso

    frequentemente utilizado quando trabalhamos com dois sistemas operacionais diferentes, como, por

    exemplo: MS-Windows e GNU/Linux. Algumas distribuies GNU/Linux, fornecem gerenciadores de

    boot, tais como os seguintes:

    (A) MBR (Master Boot Record) e/ou LILO (LInux LOader).

    (B) MBR (Master Boot Record) e/ou GRUB (GRand Uni ed Bootloader).

    (C) LILO (LInux LOader) e/ou GRUB (GRand Uni ed Bootloader).

    (D) LILO (LInux LOader) e/ou EBR (Extend Boot Record).

    (E) GRUB (GRand Uni ed Bootloader) e/ou EBR (Extend Boot Record).

    Considerado uma verso aprimorada do prompt de comando, que executa instrues do MS-DOS, o

    PowerShell, destina-se a administradores que utilizam seus recursos tanto para maior controle do sistema

    operacional, quanto para acelerar e automatizar tarefas. Esta ferramenta faz parte do sistema operacional

    Windows Server 2008, e pode ser baixado gratuitamente para outras verses do MS-Windows, tais como

    o MS-Windows XP, Windows Vista e Windows Server 2003. Este shell, possibilita que as entradas de

    comandos sejam realizadas usando:

    (A) linhas de comandos.

    (B) linhas de comandos e atravs de uma linguagem script.

    (C) uma linguagem script.

    (D) uma Interface Gr ca de Usurio (GUI).

    (E) uma Interface Gr ca de Usurio (GUI) e atravs de uma linguagem script.

    Questo 1

    Questo 2

  • VESTIBULINHO 2O SEM/12 Etec 3

    Uma partio conhecida como uma diviso do HD e, de acordo com o tratamento do GNU/Linux pode

    ser de nida de acordo com a sua funo para receber os dados, como delimitadoras ou como uma rea

    de inicializao. Estas parties, de acordo com a ordem apresentada, podem ser de nidas como:

    (A) Partio primria, estendida e lgica.

    (B) Partio lgica, estendida e primria.

    (C) Partio estendida, lgica e primria.

    (D) Partio estendida, primria e lgica.

    (E) Partio primria, lgica e estendida.

    O comando dir do MS-DOS responsvel por mostrar os arquivos e diretrios existentes no disco. Seu

    anlogo no GNU/Linux o comando ls. Assim como o comando ls, o GNU/Linux possui vrios comandos

    de prompt com diferentes nalidades e recursos. Assinale as alternativas em que as funes dos comandos:

    rm, cp, mv, nd e chmod, esto respectivamente apresentadas:

    (A) remover diretrio; copiar diretrio; mover ou renomear diretrios; procurar diretrios; e alterar

    permisses de escrita, leitura e execuo de diretrios.

    (B) copiar diretrio e arquivos; remover diretrio e arquivos; mover ou renomear diretrios e arquivos;

    procurar diretrios e arquivos; e alterar permisses de escrita, leitura e execuo de diretrios e

    arquivos.

    (C) remover arquivos; copiar arquivos; mover ou renomear arquivos; procurar arquivos; e alterar

    permisses de escrita, leitura e execuo de arquivos.

    (D) mover diretrio; copiar diretrio; remover ou renomear diretrios; procurar diretrios; e alterar

    permisses de escrita, leitura e execuo de diretrios.

    (E) remover diretrio e arquivos; copiar diretrio e arquivos; mover ou renomear diretrios e arquivos,

    procurar diretrios e arquivos; e alterar permisses de escrita, leitura e execuo de diretrios e

    arquivos.

    Questo 4

    Questo 3

  • 4 VESTIBULINHO 2O SEM/12 Etec

    O GNU/Linux permite realizar a gerncia de usurio, criando recursos que garantam a integridade do

    sistema e permitem a utilizao do sistema simultaneamente por vrios usurios, sem que um atrapalhe

    a atividade do outro. Este recurso possibilitado pela implantao bsica de restries de acesso atravs

    de um sistema de permisso constitudo por trs permisses (ler, gravar e executar) e trs grupos (dono,

    grupo e outros), os quais podem ser combinados. As instrues adduser, passwd, who e whoami,

    permitem, respectivamente:

    (A) adicionar um usurio no sistema e senha, alterar a senha de um usurio, mostrar os usurios conectados

    e exibir o nome do usurio conectado.

    (B) adicionar um usurio no sistema, solicitar a senha de um usurio, mostrar os usurios no conectados

    e exibir o nome do usurio no conectado.

    (C) adicionar um usurio no sistema, cadastrar ou alterar a senha de um usurio, mostrar os usurios

    conectados e exibir o nome do usurio que est conectado.

    (D) adicionar um usurio no sistema, solicitar a senha de um usurio, mostrar os usurios conectados e

    exibir o nome do usurio conectado.

    (E) adicionar um usurio no sistema, alterar a senha de um usurio, mostrar os usurios no conectados

    e exibir o nome do usurio conectado.

    A computao nas nuvens refere-se utilizao de recursos de computadores e servidores compartilhados

    por meio da Internet. E ao esperada que muitas aplicaes sejam compartilhadas em rede no s

    permitindo o uso de aplicativos (edio de textos, planilhas de clculos) e apresentaes acessveis a

    qualquer tempo e lugar por diferentes dispositivos (computadores, notebooks, tablets e celulares), mas

    tambm permitindo adicionar outros recursos (compartilhamento de arquivos, vdeo conferncia etc.).

    O procedimento para