13 ressonancia harmonica

Download 13 ressonancia harmonica

Post on 27-Jul-2015

226 views

Category:

Documents

3 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

1. 1 Curso de Aplicaes Prticas da Mecnica Quntica e a Ressonncia Harmnica Canalizao: Prof. Hlio Couto e Osho 1 Aula NO EXISTE UM MUNDO MATERIAL Prof. Hlio: Obrigado pela presena de todos. O objetivo desse curso que haja transformao pessoal. Se no acontece porque a pessoa no entendeu absolutamente nada de Mecnica Quntica. Se vocs virem, o comeo do filme Quem Somos Ns? e o final, que Fred Alan Wolf, aparece nas duas partes, ele diz no final: Se voc no ficou perplexo, voc no entendeu nada. Ento, se assiste o Quem Somos Ns? e considera que um documentrio comum, no entendeu nada. Essa uma classe especial. Tem s uma pessoa que no usuria da ferramenta de Ressonncia, certo? S voc (aponta para um dos alunos). Aluno: Eu? Prof. Hlio: . Todos os demais so usurios. E alguns j de vrios anos. Dois, trs, quatro anos. Meses, um ms, at quatro anos e meio. Temos uma situao muito particular nesta sala. Se vocs se comportarem da mesma maneira que se comportam nas palestras, no chegaremos coisa 2. 2 alguma. Falarei aqui, durante trinta e duas horas, at o final do ano, se entrar por um ouvido e sair pelo outro, no haver modificao nenhuma. Se isso acontecer, ficar como o qu? Como passatempo. necessrio ler um livro a cada quatorze dias para poder acompanhar o que ser explicado e se obter resultados. Um livro a cada quatorze dias. Porque, seno, eu vou repetir aqui o que j falei em cinquenta palestras? Ns vamos falar de novo de funo de onda e bastante da dupla fenda. Mas, j falamos cinquenta vezes disso, de dupla fenda, durante quatro anos e meio. Ento, se no houver participao, no houver pergunta, se todo mundo se abstiver, O que os demais pensaro de mim, porque vou fazer a pergunta X?, no vamos chegar a nada. Imagine se fosse um pblico, totalmente, leigo faria inmeras perguntas, que o que acontece quando vou a lugares, que ningum conhece o assunto. Agora, se j esto fazendo, se j expandiu, ser que no tm dvidas sobre a ferramenta, a Ressonncia Harmnica, Mecnica Quntica? Por que no consigo o meu carro, casa, apartamento, seja l o que for? Esse o objetivo primrio das pessoas que vm procurar esse trabalho. tudo primeiro degrau, segundo degrau de Maslow, rarssimas excees, o terceiro degrau, e s. E assim. s vezes, no est acontecendo, quer dizer, ainda no conseguiu a casa, o carro, o apartamento, etc. Se no conseguiu depois de seis meses, um ano, quatro anos de ferramenta, significa que tem algo muito errado no pensamento da pessoa, certo? Ela continua pensando no paradigma materialista vigente nessa sociedade. Ela continua como todo mundo l fora. Qual o resultado que est tendo? Voc est tendo o resultado de todo mundo l de fora, isto , s problema, problema e nada de soluo? Ou tem os resultados que eles falam no Quem Somos Ns? Esse o X da questo. Doenas, dinheiro, relacionamento, todo tipo de problema. Teria que ser resolvido em, no mximo, seis meses de Ressonncia. O resto seria crescimento espiritual. Mas, se depois de dois, trs anos, continua engatinhando, significa o qu? Que no foi entendido o que significa dupla fenda. Que tudo onda, que toda esta realidade no matria, no existe matria, no existe massa, s existe onda. Vocs vo esperar at novembro para fazer alguma pergunta? Uma afirmao desta, de que no existe massa e s existe onda, seria suficiente para levantar os cabelos, levantar as orelhas, do planeta inteiro. Vocs esto olhando todas estas paredes, esto sentados em uma cadeira; eu estou falando que isso no existe. E...? Aluno: A matria, o fato de sentirmos, ter essa certeza de que est tocando na cadeira, est tocando na parede, dirigindo um carro, em funo de todo o tempo, que ns nascemos com isso, foi criado com isso, essa sedimentao dessa crena que faz tomar essa consistncia? Prof. Hlio: Exato. fruto da lavagem cerebral. Voc cresce acreditando que o mundo slido, que material, que o fundamento do Universo pura matria, voc acredita nisso. O que acontece com o seu mundo? Passa a ser s de matria. Exatamente o que acredita a sua realidade. A mente cria a realidade da pessoa. Essa a concluso l na frente. O que se espera que faam os exerccios, faam as pesquisas e cheguem a essa concluso por si s. O que voc pensa voc cria. E vem tudo de onde? Do experimento da dupla fenda, quando o observador fora um efeito retardado, quando o eltron passa pela fenda (buraco), uma ou duas. Esse o trabalho que faro para segunda aula. Depois que o eltron passou por uma das fendas, se antes que ele seja detectado na franja, se mudarmos a abertura das fendas, o que acontece com ele? Ele volta e passa novamente por uma ou duas que estiverem abertas, porque ns poderamos estar com duas abertas e depois fechou. Se as duas estiverem abertas, ele passa como? Aluno: Onda. Prof. Hlio: Onda. Se uma estiver aberta, ele passa como? Aluno: Partcula. 3. 3 Prof. Hlio: Partcula. Suponhamos que tinha duas abertas, mas antes que ele chegasse ao sensor, ns fechamos uma delas. O que demonstra l no fundo? Que mostra no fundo? Uma partcula. Ele chegou at o fundo como partcula. Mas ele j tinha passado pelas duas. E passar pelas duas significa que ele passou como? Aluno: Onda. Prof. Hlio: Onda. Mas, o que aconteceu? Ns fechamos, ele volta e passa de novo, como partcula. o que acontece no experimento retardado. Como? Como possvel? Essa a pergunta. Porque tudo na Mecnica Quntica depende dessa experincia. Qual a ideia que se tm disso? Aluno: O observador interfere? Prof. Hlio: Ele obedece ao observador. o observador que colapsa a funo de onda dele. Ele faz exatamente o que voc espera que ele faa. Como que ele sabe disso? Como que o eltron ou o fton sabe disso? Aluno: Pela observao que ele sofre. Prof. Hlio: Mas como que ele sabe? Como que ele volta? Como que ele sabe que ele tem que voltar? Por que ele no passa direto e vai em frente? Por que ele volta? Aluno: Por causa do observador. Aluno: Porque ele s existe para o observador. Aluno: Pela vontade do observador. Aluno: Porque o observador emite uma onda. E essa onda... Prof. Hlio: No. Aluno: O observador emite ondas eletromagnticas. Prof. Hlio: Sim, o ato de observar emite a onda, mas estamos falando do eltron, no do observador. Aluno: Ela atinge o eltron, essa onda eletromagntica do observador? Prof. Hlio: Atinge o eltron? Atinge. Mas ele volta por qu? Aluno: Porque o observador quis que ele voltasse. Prof. Hlio: O observador quis. Certo. Mas no s isso, no. Se entrar um leo aqui, agora, na sala, voc quer que ele sente-se, certo? Ele senta? Aluno: Depende. Prof. Hlio: Depende. Depende do qu? Aluno: Da crena. Prof. Hlio: Crena. Que crena? 4. 4 Aluno: Da sua forma de dar o impulso. Prof. Hlio: Espera um pouquinho. O leo tem um negcio chamado livre arbtrio. Vocs contaram a ele que a crena para ele sentar? Aluno: O eltron tambm tem conscincia. Prof. Hlio: Isso, excelente. O eltron se comporta assim porque ele tem conscincia. Aluno: Se ele tem conscincia, ele tambm tem livre arbtrio? Prof. Hlio: Sim, num nvel inferior ao nosso. Ele no tem autoconscincia, ainda, mas ele j tem uma conscincia incipiente. por isso que ele volta. Porque ele sabe o que se espera dele. Ou, qual seria a explicao, se no for isso? Por que ele voltaria? No tem explicao, sem essa, no tem. jogado para debaixo do tapete. Vira a pgina do livro e esquece-se que existe essa questo. Sabe-se que ele se comporta assim, ento faz todos os clculos e com esses clculos, faz toda esta coisa eletrnica que existe no mundo. Internet sem fio, GPS, mssil, foguete, televiso, bomba atmica. Faz toda esta parafernlia, sabendo que ele se comporta de determinada forma. Mas por que ele se comporta daquela forma? No discutido. Porque a implicao disso ... Aluno: Que ele tem conscincia. Prof. Hlio: Ento, ele tem conscincia. Exatamente. Voc faz com que o eltron se comporte do jeito que se quer, e j foi feito esse experimento at com cem molculas, que um valor astronomicamente grande, em relao a um fton ou um eltron. um mundo macro, cem molculas, qual a diferena de cem molculas para uma casa, um carro, ou o que for? s a quantidade de molculas. um mundo to macro quanto um prdio, quanto qualquer coisa. Ento, significa que ns colapsamos a funo da onda o tempo inteiro. Est claro isso, ou no? Est claro? Est claro. Suponhamos que est claro. Aluno: Professor, por exemplo, assim, quando eu fao colapso de onda, por exemplo, uma casa ou um carro, a mesma coisa? Do mesmo jeito, eu fao colapso de onda, tem que ter uma conscincia? Prof. Hlio: Tudo tem conscincia. S existe uma nica conscincia. Agora, est claro isso? Vocs veem o experimento, ele passa de novo, o observador faz com que ele se comporte, no precisa nem fazer o experimento. S o fato de pensar em fazer o experimento, ele j se comporta da maneira que voc espera que ele se comporte. Se pesquisarem no meu livro (Ressonncia Harmnica Hlio Couto, disponvel para download no site) h um experimento citado no livro do Dr. Ervin Lszl. Antes que se monte o equipamento para fazer a experincia, ele j se comportou da forma que se espera. Antes que se monte o equipamento. Ele sabe o que voc est pensando. S pode ser. Voc nem fez nada ainda, pensou, a coisa j est acontecendo. Pois . Ento, est tudo claro, est tudo certo, mas quando que isto vai ser incorporado na vida das pessoas? Essa a questo. simples. Bastava explicar isso, quanto? Dez minutos, quinze minutos? Est entendido? Mandou uma fenda partcula, duas onda. Ns que escolhemos se ele se comporta como partcula ou como onda. Ele as duas coisas ao mesmo tempo. Ns que escolhemos. Assim, podemos tratar o mundo material ou o mundo das ondas da mesma maneira. voc que escolhe que mundo que quer tratar. Mas, quando isso passa a fazer parte da vida da pessoa? Por que no passa a fazer parte da vida das pessoas? Por que h essa resistncia tamanha a entender e aplicar? Aluno: Porque no acredita. 5. 5 Aluno: Porque incomoda. Aluno: Zona de conforto. Aluno: As crenas. Aluno: Entende s que no pe em ao. Prof. Hlio: Por que no pe em ao esta verdade? um fato. Aluno: